Torneio Rio-SP 1963

O Torneio Rio-São Paulo de 1963 foi disputado entre fevereiro e março por dez equipes em sistema de pontos corridos, turno único. O estado de São Paulo foi representado por Palmeiras, SCCP, SPFC, Santos e Portuguesa; já o estado do Rio de Janeiro teve como representantes Flamengo, Botafogo, Fluminense, Vasco da Gama e Olaria.

O Palmeiras começou a disputa três dias após voltar de uma excursão de cinco semanas pela América Central e ainda estava em processo de reconstrução do elenco após a venda de Chinesinho e a contratação de mais de dez reforços. Pelo menos oito haviam estreado com a camisa do Verdão num amistoso contra o Nacional, dois dias antes, entre eles Tupãzinho e Djalma Dias.

A derrota na estreia contra o SPFC era um sinal de que o time ainda precisaria de mais alguns jogos para adquirir entrosamento, o que se confirmou após empate contra o Botafogo. Mas o Derby da terceira rodada marcou uma reação e a vitória por 1 a 0, com gol de Tupãzinho, abriu uma sequência de mais duas vitórias. Após cinco rodadas, a classificação estava bem embolada com Palmeiras e Santos na ponta – o time praiano tinha um jogo a mais por fazer e a sexta rodada marcou o encontro entre os dois times.

O jogo foi disputado no Pacaembu e o Santos levou a melhor, em tarde inspirada de Coutinho, que marcou duas vezes, e abriu vantagem na tabela, sustentando até o fim, chegando ao título.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores