2008

Diego SouzaO Palmeiras iniciou o ano reforçado. Uma parceria firmada com a Traffic, influente empresa de marketing esportivo, atraiu a volta de Vanderlei Luxemburgo, que faria sua quarta passagem pelo Palmeiras. Para viabilizá-la, Edmundo foi dispensado. Como compensação, reforços do quilate de Diego Souza e Alex Mineiro eram os destaques de um pacote que ainda tinha vários atletas que brilhavam em seus clubes, como Élder Granja, Henrique e Léo Lima. Da Ucrânia, veio o atacante Kleber.

Mas o time levou algum tempo para engrenar. Na sétima rodada, após uma derrota por 3 a 0 para o Guaratinguetá, o grupo se fechou em cima de uma reação – e ela veio. O embalo definitivo aconteceu após uma vitória num Derby – 1 a 0, gol de Valdivia, que fez a famosa “comemoração do chororô” – e de uma grande virada por 5 a 2 sobre o Bragantino, fora de casa, com Marcos sendo expulso injustamente por Paulo César de Oliveira.

Dali para a frente, o Verdão fez uma campanha excepcional, com direito a uma grande vitória por 4 a 1 sobre o SPFC em Ribeirão Preto. As sete vitórias seguidas deixaram o time na vice-liderança da fase de classificação, em vantagem para o duelo das semifinais contra o SPFC, terceiro colocado.

No primeiro jogo no Morumbi, o Palmeiras foi escandalosamente roubado por Paulo César de Oliveira, que validou um gol de Adriano feito claramente com a mão. O Palmeiras perdia por 2 a 0 quando Lenny conseguiu um pênalti, convertido por Alex Mineiro, que deixou o Palmeiras a uma vitória simples da passagem às finais.

ValdiviaNo jogo da volta, o Palmeiras brilhou. Com gols de Léo Lima e Valdivia, o Verdão venceu o SPFC no Palestra, num jogo que teve a conhecida “polêmica do gás” e apagão das luzes no segundo tempo. Nas finais, o Palmeiras teria pela frente a Ponte Preta, que passou pelo Guaratinguetá, surpreendente líder da fase de classificação.

No jogo de ida, apertado, o Verdão levou a melhor em Campinas: 1 a 0, gol de Kleber. Na finalíssima, show alviverde, com uma vitória por 5 a 0 que conduziu o time à conquista do 24° título estadual.

Campeão Paulista 2008Valdivia, o melhor jogador do torneio, muito assediado por clubes do exterior, enfim foi negociado com o Al Ain, dos Emirados Árabes. O chileno prometeu à torcida que só cederia às investidas depois que conquistasse um título. Cumpriu a promessa; sua primeira passagem pelo Palmeiras foi impecável.

A Copa do Brasil saiu do caminho ainda em meio à disputa do Paulistão – focado na conquista estadual, o Palmeiras foi eliminado pelo Sport e o segundo semestre reservava apenas as disputas do Brasileirão e da Sul-Americana. Entre maio e agosto, o Verdão disputou as dezenove partidas do primeiro turno e se manteve entre o pelotão de cima na tabela.

Durante a disputa do segundo turno, iniciou-se a disputa da Sul-Americana, e o Palmeiras perdeu o foco. O time avançou diante do Vasco da Gama e do Sport Áncash, e seguia no topo da tabela no Brasileirão – na rodada 28, o time chegou à liderança ao vencer o Atlético por 3 a 1. A campanha começou a desandar após uma derrota nas quartas-de-final para o Argentinos Juniors, em pleno Palestra.

Luxemburgo comentaristaSeguiu-se uma derrota elástica para o Fluminense, no Maracanã (3 a 0), e a decisão de Vanderlei Luxemburgo de não viajar a Buenos Aires no jogo da volta, acompanhando o jogo nos estúdios da TV Globo, como comentarista da partida, azedou de vez o clima. O time foi comandado por Nei Pandolfo e perdeu por 2 a 0 e foi eliminado.

Uma semana depois, no embarque do time para o Rio, onde enfrentaria o Flamengo pela rodada 35, a torcida organizada tomou o aeroporto e Luxemburgo foi agredido. Abalado, o Palmeiras perdeu por 5 a 2 no Maracanã e viu as chances de conquistar o Brasileiro terminarem. O time fechou o campeonato na quarta colocação e se classificou para a disputa da Libertadores em 2009.

Jogos no ano de 2008

Jogadores no ano de 2008