1
X
0

18/09/2017 - 20:00

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Coritiba

Na noite desta segunda-feira, em horário alternativo, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o Coritiba no Pacaembu, em jogo que marca o fechamento da 24ª rodada do Brasileirão. Os resultados da rodada não foram de todo maus: apesar da (esperada) vitória do rival, Grêmio e Santos foram derrotados, o que permite que o Verdão, com uma vitória simples, embole de uma vez na briga pelo segundo lugar – o que nos permite projetar ter apenas um time à nossa frente nas próximas rodadas. Temos que ganhar.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionado:
Mina
Poupado: Michel Bastos
Transição física:
Felipe Melo, Jailson e Arouca
Suspensos:
Luan e Willian Bigode

Pendurados: Luan, Felipe Melo, Gabriel Furtado, Keno e Roger Guedes

Depois de nove dias sem jogos, apenas se dedicando a treinamentos e desenvolvimento, Cuca certamente já definiu o time que entrará em campo – só não deixou claro para a imprensa. Mas a única dúvida que ficou no ar, salvo alguma surpresa, é com relação ao lado direito do ataque: Guerra pode continuar no time titular, jogando em diagonal, ou um ponteiro pode entrar em seu lugar para agredir o lado esquerdo da defesa do Coritiba, que está seriamente desfalcado – Keno ou Roger Guedes podem ser a novidade.

De resto, o time não deve fugir do que a imprensa vem antecipando, com Juninho ocupando a vaga de Luan, suspenso. Dudu, que já entrou por alguns minutos em Belo Horizonte, já está pronto e ocupa a vaga de Willian Bigode, que também levou o vermelho. Assim, o time deve ser Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Jean e Tchê Tchê; Guerra (Roger Guedes ou Keno), Moisés e Dudu; Deyverson.

Coritiba

O Coxa está abarrotado de desfalques. Na defesa, Werley foi expulso na última partida, após o apito final, por reclamação. Willian Matheus e Léo, que levaram o terceiro amarelo. Marcelo Oliveira definiu Dodô e Carleto nas laterais, mas ainda pensa sobre quem fará a dupla com Walisson Maia: Márcio ou Cléber Reis.

No setor ofensivo, Alecsandro tem vínculo com o Palmeiras e está fora. Judas está suspenso pelo tribunal, mas ficaria de fora de qualquer forma, já que teve um inchaço no joelho e precisou passar por uma artroscopia – Henrique Almeida ganhará nova chance. Marcelo Oliveira ainda tem uma dúvida na armação, entre Rafael Longuine e Anderson. Assim, um provável Coritiba para esta noite é Wilson; Dodô, Walisson Maia, Cleber Reis (Márcio) e Carleto; Alan Santos, João Paulo, Matheus Galdezani e Rafael Longuine (Anderson); Rildo e Henrique Almeida.

Lei do Ex

Todos os ex-Palmeiras que estão no Coritiba estão impedidos de jogar. Assim, só quem pode exercer a Lei é Juninho, além de Fernando Prass.

Retrospecto

O juiz é o amigo do Robinho, o famigerado caralho ruim. Depois do Vuaden, a CBF escala esse aí pro nosso jogo.

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Coritiba
Coritiba
Pacaembu
Pacaembu
Dewson Fernando Freitas da Silva
Dewson Fernando Freitas da Silva
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

 

Parpite

Marcelo Oliveira fala em montar um esquema agressivo de marcação, mas o mais provável mesmo é que venha com o velho ferrolho. Cuca colocará à prova mais uma vez sua capacidade inventiva. No meu, no seu, no nosso Pacaembu, o Verdão vence: 2 a 0, com gols de Dudu e Deyverson, para 19.432 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

SportvSporTV

PFCPFC e PFCI

Pós-Jogo

Palmeiras 1x0 CoritibaCesar Greco / Divulgação

O Palmeiras venceu o Coritiba por 1 a 0 esta noite no Pacaembu e trouxe de volta a diferença para o rival para 13 pontos, ainda dentro de uma zona de alcance, embora distante. O preocupante, no entanto, foi o baixo rendimento do time, sobretudo no segundo tempo, o que não permite maiores sonhos até o final do ano – a não ser que a evolução venha rápido nos próximos jogos.

Primeiro tempo

Cuca armou o time no tradicional 4-2-3-1, com Keno na direita, deixando Guerra no banco. O Coritiba, do monoesquemático Marcelo Oliveira, veio com o esquema espelhado – Getterson na direita, e Rildo na esquerda. E o caminho preferido do Coxa parecia ser com Getterson, nas costas de Egídio.

Mas foi o Verdão que tomou as rédeas do jogo logo nos minutos iniciais. Aos cinco, Moisés roubou no meio-campo, a bola chegou em Mayke na direita e o cruzamento veio por baixo – quase Deyverson tocou para dentro, mas não alcançou e Wilson ficou com ela. Aos sete, Moisés enxergou a projeção de Dudu, que adiantou um pouco mas consertou tocando de calcanhar para Deyverson, que ajeitou e bateu – Wilson espalmou a escanteio. Um minuto depois, a bola rodou pelo ataque e chegou em Mayke, que cruzou para Juninho, que escorou de cabeça nas mãos do goleiro do Coxa.

O Verdão continuou na pressão e aos 13 obrigou o Coritiba a cometer um erro na saída de bola, que espirrou e ficou limpa para Egídio, que emendou do jeito que veio – a bola passou perto do ângulo esquerdo de Wilson. Aos 17, após escanteio da esquerda, Walisson Maia conseguiu cabecear na pequena área e Fernando Prass fez sua primeira defesa da noite – e foi uma defesa monstruosa, no puro reflexo.

Depois de algum tempo encaixotado pelo sistema defensivo do Coritiba, que achou o melhor posicionamento, o Verdão conseguiu chegar de novo ao ataque aos 23 em jogada individual de Deyverson, que recebeu, limpou o marcador e bateu rasteiro, de fora, para Wilson defender sem muitas dificuldades.

Aos 34, Mayke e Moisés fizeram ótima tabela pelo lado direito e o lateral conseguiu cruzar por baixo – Deyverson chegou no bico da pequena área mas bateu prensado com Walisson Maia e a bola saiu a escanteio. Aos 38, Keno apareceu bem pela primeira vez no jogo, dando um belo corte em Carleto e tentando o cruzamento, que não chegou à pequena área. Mas aos 39, Dudu fez a jogada em cima de Dodô e cruzou por baixo, para a chegada de Jean, como um centroavante, escorando da pequena área para o fundo do gol de Wilson. Justiça no placar.

Aos 41, quase o segundo: o Coxa saiu jogando errado e Dudu recuperou a bola, aproveitando o corredor, entrando na área e tocando na saída de Wilson, que defendeu com o pé. No minuto seguinte, a bola foi aberta na esquerda para Deyverson, que furou na primeira mas conseguiu cruzar na sequência, achando Dudu, que matou no peito e bateu forte – Carleto se atirou na bola e desviou. E no último lance do primeiro tempo, Egídio recebeu na esquerda, deu dois passos e soltou a bomba, por cima do gol de Wilson.

Segundo tempo

Marcelo Oliveira acenou com duas mudanças na volta do intervalo: Anderson e Getterson deixaram o time, para as entradas de Rafael Longuine e Iago Dias. As mexidas deram mais força ao meio-campo do Coritiba, que passou a ter a posse de bola em busca do empate. A situação deu a chance do Palmeiras mostrar como estava se preparando para jogar sem a bola. E o time decepcionou, criando poucas chances e escapando de tomar o empate em alguns lances perigosos.

A primeira chance do segundo tempo foi do Verdão: aos 4, Keno dribou Carleto, entrou na área e cruzou; Walisson Maia tentou cortar e quase fez contra – Wilson salvou. Mas a bola ficava mesmo era nos pés do time paranaense, que girava a bola, tentava achar o espaço, mas parava no sistema defensivo do Verdão, na maioria das vezes bem posicionado.

Aos 20, Prass salvou o Palmeiras após falta na direita cobrada por Carleto; Walisson Maia cabeceou baixo e nosso goleiro pegou com muita categoria. Insatisfeita com o baixo rendimento do time, aos 25 nossa torcida começou a pedir por Borja. Deyverson respondeu no mesmo momento, com um drible seco que tirou dois adversários do lance e tocou para Jean, que infiltrou na área e bateu rasteiro, à esquerda de Wilson. A arquibancada sossegou.

Mas o grande susto veio mesmo aos 28, num chutaço de fora de Galdezani, que raspou a forquilha direita de Fernando Prass, que não tinha o que fazer. O time não demonstrava pegada suficiente para buscar um segundo gol que eventualmente se fizesse necessário, então Cuca tratou logo de fechar a casinha, colocando Thiago Santos no lugar de Jean. Ao mesmo tempo, trocou Deyverson por Borja só para não ser cornetado.

A mexida deu certo e o Verdão, pelo menos, parou de ser atacado. Deu até tempo de tentar o gol algumas vezes. Aos 39, Mayke levantou despretensiosamente; Dudu apareceu do nada e conseguiu um improvável cabeceio, exigindo atenção de Wilson. No lance seguinte, o Coritiba foi ao ataque no desespero e a bola ficou viva em nossa área por alguns segundos, aumentando os tamanhos de nossas úlceras, mas felizmente a defesa rechaçou.

Aos 44, o último lance relevante – depois de escanteio em nossa área; Prass tirou de soco e a bola caiu nos pés de Roger Guedes, que recolheu e disparou em direção ao campo de ataque, perseguido por Dodô – depois de percorrer o campo inteiro em disparada, conseguiu um bom cruzamento por baixo para a chegada de Borja, mas o bom Walisson Maia cortou e impediu a conclusão. E Dewson Fernando Freitas da Silva, depois de alguns erros irritantes de condução disciplinar, encerrou a partida.

Fim de jogo

Saímos no lucro. O Coritiba não chegou a meter uma pressão, mas dominou o segundo tempo e um empate seria o resultado mais justo diante do que os dois times fizeram nos 90 minutos. Ao adversário, faltou competência no ataque. Ao Palmeiras, faltou se impor mesmo jogando sem a bola, sendo mais agudo nos contra-ataques. O time não conseguiu fazer a ligação e se expôs a ataques constantes do adversário, que só não foram mais perigosos porque nosso sistema defensivo como um todo funcionou bem, sobretudo a dupla de zaga.

O que nos mantém esperançosos ainda este ano é tentar aproveitar os tropeços do líder, que fatalmente voltarão a acontecer, para desestabilizar de uma vez o rival no Derby em Itaquera. Mas de nada adiantará se o Palmeiras perder pontos de forma besta – já esgotamos a cota do ano e hoje quase jogamos mais dois no lixo.

Uma tentativa de segurar o ânimo é imaginar que Cuca está recomeçando a montar o time pela defesa, que de fato está bastante sólida, e que a evolução do novo sistema ofensivo ainda esteja em estágio inicial. Haja boa vontade. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Coritiba

Wilson
Dodô
Cléber Reis
Walisson Maia
Carleto
Alan Santos
Galdezani
Getterson
Iago Dias
Anderson
Rafael Longuine
Rildo
Henrique Almeida
Filigrana
Marcelo Oliveira
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Uma defesaça em cada tempo, e boas saídas pelo alto.
8
Mayke
Uma ou outra boa descida ao ataque, uma ou outra boa cobertura em cima de Rildo.
6.5
Edu Dracena
O melhor em campo, de novo, mostrando segurança e liderança.
8.5
Juninho
Não ficou muito atrás de seu parceiro de zaga, jogando com muita firmeza contra seu ex-time.
8
Egídio
Um pouco atrapalhado na marcação no primeiro tempo, mas depois corrigiu e fez uma partida bastante correta.
7
Tchê Tchê
Vem recuperando a confiança como primeiro volante, preenchendo os espaços como nos bons tempos e subindo ao ataque com belas metidas de bola.
7
Jean
Partida correta, sem demonstrar as dificuldades físicas que aparentou nos jogos anteriores - guardou o seu e foi decisivo.
8
Thiago Santos
Fez o basicão para fechar a casinha.
6
Keno
Discreto, fez rigorosamente duas boas jogadas apenas.
6
Roger Guedes
Foi importante para dar um desafogo ao time pela direita.
6.5
Moisés
Bons passes, boa dinâmica, sempre presente. Mas é o maestro - e se o time ficou devendo, parte da responsabilidade é dele.
6.5
Dudu
Não chegou a ser brilhante, mas fez o suficiente para criar boas chances - inclusive o passe para o gol.
7.5
Deyverson
Muita luta e alguma qualidade - nada espetacular.
7
Borja
Quase não tocou na bola.
s/n
Cuca
Cuca
Depois de um bom primeiro tempo, o time não conseguiu jogar "sem a bola" no segundo e correu muitos riscos. Decepcionou.
6





  • Na verdade como pode dar um pênalti em um jogador que está fora das condições de jogo? O Leonardo silva estava IMPEDIDO , não foi pênalti nem expulsão seria dada…

      • Como eu afirmei num comentário abaixo, normalmente, quando estamos ‘errado’ a ‘imparcial’ transmissora repete por todos os ângulos a jogada pra que não reste dúvida, (até câmera da ‘visão do 3o olho do Viaden’ apareceria)…

    • A bola estava no ar, so se ele tocar nela que entrara em impedimento e foi falta clarissima do Luan, o outro so tentou afastar ele que estava puxando pela camisa, alias, puxar acintosamente pela camisa e ridiculo para um zagueiro que se preze, muito juvenil nossas duas expulsoes e os penaltis cometidos.

      • Desculpa Alexandre, mas essa sua teoria de só é impedimento se encostar na bola está equivocada.

        Pela regra atual, se o cara vai em direção da bola e dá a entender que tem ‘intenção’ de participar da jogada ou se aproveita da posição irregular para induzir o adversário ao erro, é impedimento!! Se ele não está participando da jogada, não sofreria o (infantil) puxão, portanto impedimento é anterior a falta.

        Um jogador não pode ser beneficiado por uma clara irregularidade!!

  • Uma coisa que eu percebi é que o Guerra como marcador é um zero a esquerda. O Fabio Santos fez a festa em cima dele e olha que o FS está em decadência física.

    Então se for pra entrar com o Guerra outro vai ter que fazer a parte de marcar o lateral adversário pra deixar ele livre pra criar.

    • Ja eu percebi que o Guerra nao joga nada fixo pela direita, se for assim que volte o Guedes que pelo menos faz recomposiçao.

      • Eu acho que ele até pode jogar pela direita, mas no monoesquema do Cuca fica dificil porque voltar pra marcar não é com ele.

  • Não perder com 2 a menos, fora de casa, contra o ATMG, sempre é um bom resultado.

    Não é excelente pq perdemos pontos idiotas e o ATMG não faz um campeonato muito regular, precisávamos vencer, pra diminuir a distância dos primeiros colocados e nos afastar dos que nos perseguem.

    O que me deixa mais chateado é que não vi a evolução que eu esperava, TTChê ainda não é o cara do ano passado e começo a pensar que nunca mais será, Deyverson cada vez merece menos nossa camisa..

    Luan fez um pênalti idiota, perdeu a frente da marcação e o cara deles ia chegar livre pra cabecear, na boa, foi muito pênalti, o cara puxou o jogador deles dentro da área, descaradamente, o jogador adversário somente pôs a mão no ombro dele tentando escapar, Egídio fez outro pênalti babaca, de jogador varzeano..

    Sim, Valdívia tinha que ser expulso e tínhamos direito a um pênalti no começo do jogo, mas a vitória tava na nossa mão, era só converter um pênalti, mas mais uma vez o elenco mostrou a incompetência nesse quesito.. Não temos batedor de pênalti nem de faltas..

    Empatar nessas condições foi um bom resultado, mas o gosto desse empate foi horrível.

    • Valdivia tinha que ser expulso, Fabio Santos fez pior que o William pouco antes do 2o pênalti chutando o braço do Deyverson e pelo critério, deveria ter sido expulso,

      …e no fim, naquele contra-ataque que faltou um pouco de perna pro Moisés, ele dá o corte e recebe uma rasteira que o derruba. Pra mim muito mais pênalti do que o do Egídio, pelo fato de que no do Egídio o cara dobra o joelho antes do contato. Na Europa, dobrou joelho antes do contato, por mais que o contato posterior fosse inevitável, NINGUÉM marca…

      • Do Deyverson o cara chuta a bola (ele merecia cartão amarelo) e o nosso jogador fica fingindo, tanto que mostra braço pra câmera e não tem nada..

        O cara dá o corte no Egídio e ele pega só as pernas do cara.. pênalti bem claro pra mim.

        O cara dar 3 pênaltis já foi um milagre (principalmente um a nosso favor), achar q ele ia dar 5, sendo 3 pra nós, o Vuaden? Na boa, isso nunca vai acontecer.. Acho até que foram mesmo, mas não vai acontecer..

        Mas vc concorda comigo que nada disso seria problema se o atacante convertesse o pênalti..

        • Tá ridículo esse lance de Penalti já.
          E de falta e escanteio também.

          Ano passado a bola parada foi o grande diferencial de nossa campanha garantindo vários pontos, ou abrindo a porteira em momentos difíceis. Esse ano aproveitamento beira o Zero.

          Suspende os treinos táticos e passa duas semanas só treinando bola parada, pela amor de Deus!!!

          Pênalti, na minha época, no fim do treino botava todo mundo pra bater, só ia embora quem marcava 5 consecutivos ou 10 no total… Todo dia!!! …até ver que dia sim, dia não bastava… E ai o goleiro que facilitasse pro ‘parça’ poder ir embora…

          • Sobre pênalti, acho que é o técnico quem deve definir quem vai bater, se não há um batedor oficial, se ninguém tem bom aproveitamento, tem que treinar todo dia sim, até alguém despontar.

            Sobre falta, não acredito que ninguém no elenco (ouvi falar do RGuedes só) tenha a ambição de se tornar batedor..

            Todos os grandes cobradores sempre dizem a mesma coisa, só o treino aprimora, MAS MUITO TREINO! E nossos cobradores (Jean, Egídio e Dudu) só cruzam, ninguém manda direto..

          • O pior é que nem as faltas ‘levantadas na área’ tem significado sequer preocupação pro adversário. Ano passado os caras evitavam parar nossos lances em qualquer parte do campo de ataque com medo. É TUDO questão de T.R.E.I.N.O!!!

            -“ah mas eu não tenho ‘ambição ou pretensão de ser um cobrador…”
            -“DANE-SE!!! O Time precisa de 4, 5 cobradores de 1a linha dentre os titulares e os reservas mais utilizados, vai ter que treinar!!! ATÉ calibrar o pé!!!”
            -“Não temos mais ‘as torres gêmeas’ (V.Hugo e Mina)…”
            -“AZAR!!! Vamos ter que criar jogadas e treinar cabeceadores para compensar a falta dos dois!!!” (Se repetir os treinos à exaustão, certeza que 2 ou 3 despontarão)

            Sobre Pênalti,acho que antes de definir um batedor, tem que treinar TODO MUNDO!!! É inadmissível um profissional que não esteja minimamente preparado para bater um tiro frontal num gol enorme numa eventualidade.

            Aí nas vésperas de um mata-mata treina umas poucas cobranças e se espera que o cara, de uma semana pra outra, tenha condições de aguentar a pressão.

            15, 30 minutinhos no fim de cada treino, bota 4 traves próximas, cada uma com um goleiro e bota o elenco TODO pra treinar. Vai inclusive melhorar o índice de aproveitamento de passes curtos e finalizações.

            Faz brincadeiras, torneios internos. Quem vencer leva 100 dólares, o pior tem que doar uma cesta básica, ou tem que apitar o próximo rachão…

            ai depois disso define, não o de melhor aproveitamento por números, mas sim um que tenha muito bom aproveitamento e seja o mais FRIO e CONFIANTE de todos!!!

        • Teve mesmo um leve toque no pe direito do Moises, suficiente pra desequilibrar, mas nenhum juiz marca, so contra clube pequeno. Claro que se fosse no meio de campo era capaz ate de dar amarelo. O Vuaden e caseiro demais, deve ter tomado muita dura quando deixava o jogo correr e se perdeu, pintou como um bom arbitro, mas ano passado foi fraco e agora esta patetico.

    • Tavel até tenhamos batedor de penalti, podia ter sido o Moisés, por ex. Talvez quem decidiu que seria o Deyverson queria promover o cara a batedor oficial pra ver se ele vira logo o artilheiro do time.

      • Depois que ele se escondeu na disputa decisiva contra o Barcelona, eu nunca mais deixaria ele cobrar um pênalti enquanto vestir a nossa camisa.
        E sem essa de não estar se sentindo bem. Eu acho, sim, que um centroavante tem obrigação de saber finalizar melhor que um volante ou que lateral ou que um zagueiro. Se não quis bater é porque é cagalhão e pronto.
        PS: segundo o Cuca, caso o Egídio não errasse, o 7º pênalti seria cobrado pelo Luan, ou seja, talvez o Deyverson batesse depois do Jailson (quem sabe).

      • Cuca falou que ele havia treinado bem e que quis dar a chance pra ele, assumiu como decisão dele.

        Olha, sem sacanagem, mas acho que “dar chance” é pra quando o jogo está 3 a 0.. se Deyverson não teve segurança pra bater na libertadores, não deveria ter batido um pênalti tão importante no brasileiro.

        Abçs

  • Vendo esse Deyverson destilar seu futebol mediano, dá saudade de Barcos e até do Henrique Ceifador. Como podem gastar milhões com um jogador desse???

    • Vocês viram o quanto pagaram em Raheem Sterling e Oxlade-Chamberlain, ambos ainda mais fracos do que ele??

      Viram por quanto os flores venderam o tal Richarlisson? um ilustre Zé Ninguém??

      Viram por quanto o mimimengo vendeu o fraquíssimo Vinicius Junior??

      O mercado está hiper-inflacionado,(especialmente para atacantes).
      O quanto um jogador vale ou por quanto ele vende, o que determina ou justifica é o mercado!!

      Se sair atras de um jogador com as características que o Treinador queria, as opções HOJE pelo valor que foi gasto com ele são…??

      Ainda tem um detalhe que ninguém está atentando é que depois de Neymar e Jesus, os Europeus resolveram fazer a leva nos jovens brasileiros de novo… Estão dizimando já nas categorias de base, todos em busca do ‘próximo’ Jesus ou Neymala…

      Infelizmente para nós brasileiros, temos que nos contentar com ‘as sobras’. Pelo valor que o mercado determina ainda por cima. Ou se gasta milhões nele ou se gasta milhões em outro semelhante, ou não se contrata ninguém…

      E não, a base ainda não é solução!!! O melhorzinho que tinha pra posição era o Iacovelli, longe de estar pronto!! E já foi ‘arrebatado’…

      • Concordo e muitas vezes penso que o dinheiro estragou muito o futebol. Qualquer jogador mediano hj vale um valor absurdo e qualquer jogadorzinho meia-boca por aí, ganha 100 mil por mês apenas enrolando com uma bolinha limitada, sem talento ou esforço algum.

        Penso que a melhor coisa a se fazer é um trabalho sério na base, acabando com as “apadrinhagens” de empresários que trouxeram tantas tranqueiras ao profissional. E se eu fosse diretor do clube espalharia olheiros de confiança pela América do Sul para buscar jogadores de potencial, e quem sabe até futuramente vender algumas “enganações” (tipo um Lenny, Leandro Damião, Alexandre Pato) por valores absurdos para algum chinês ou europeu, aproveitando os valores estratosféricos que estes se dispõem a pagar.

    • Na verdade o futebol é composto por uma grande maioria de jogadores medianos. Não existem muitos jogadores diferenciados ou acima da média. 95% são mais do mesmo.

      O futebol deixou de ser um jogo para cada vez mais ser um esporte de competição. O peso do preparo físico e das táticas cresceu muito nas últimas décadas, em contrapartida as individualidades ficaram em segundo plano.

    • Acho um absurdo depois de todo o esforço do Mattos, o Cuca não dar uma mísera sequência de 2 jogos seguidos para o Borja e ainda pedir esse pé-de-rato por quase 20 milhões.
      Ai o cara chega já sentando na janela, sem disputar posição já se torna titular absoluto, faz uma miséria de gols, pipoca no jogo do ano e agora entrega 2 pontos batendo um pênalti de tornozelo.

      Qual o critério???

      Ser lutador, brigador???
      Então que trouxessem o Lucão aqui do Criciúma por uns 500 mil reais.

  • Uma pequena observação (me corrija quem conhecer a regra, caso eu esteja errado): com a expulsão do Willian com vermelho direto é possível que pegue gancho pesado por “agressão”??

      • Sim, mas salvo engano, cartão vermelho direto vai a julgamento independente do que aquele PALHAÇO escreveu na súmula…

      • Segue relato na súmula: “dar ou tentar dar um pontapé (chute) em um adversário com uso de força excessiva fora da disputa da bola”

    • Em se tratando de Palmeiras, pode acreditar que tentarão o impossível e o imaginável para que isso aconteça.

      • Até pq é um dos poucos que “resolve” dentro do nosso elenco! Daí a grande possibilidade de pegar mais de 1 jogo por aquela babaquice!

    • Com certeza 1 jogo só ele não pega. O Palmeiras tem ganhar do adversário, do juiz e do STJD. Só com uma diretoria muito profissional pra enfrentar tanta bucha e ainda ganhar alguma coisa.

  • Continuo com a opinião de que esse meio campo ainda vai nos dar muitas alegrias. Só achei que o Jean destoou dos outros…não gosto dele no meio. Se não vai ser lateral, não acho que mereça uma vaga no time titular. Daria uma oportunidade para o Hyoran na função que ele jogou ontem.

  • Esse vagabundo ladrão filho da puta do Vuaden não tem direito nem de olhar pras nossas cores. Deveria ser preso esse CRIMINOSO!

  • Nada como um dia atrás do outro para que a verdade prevaleça e nada como a torcida do Palmeiras para mudar de opinião com o passar dos dias.
    Alguns palmeirenses já haviam decretado a aposentadoria do Prass como fato indiscutível e necessário para o sucesso do time para o restante da temporada. Já haviam vaticinado: Não dá mais para ele. E não é que conversando com alguns que compartilhavam desta opinião após o jogo de sábado, ouvi que se fosse ele o goleiro na Libertadores, o Palmeiras teria vencido a disputa por pênaltis? Fiquei na dúvida é indaguei: Espera aí, dá ou não dá para ele?.
    Aí então veio a cereja do bolo. – “O Cuca deveria ter feito apenas duas substituições durante o jogo e guardado uma para por ele nos minutos finais para participar das penalidades.” Ah tá, aí eu entendi.
    É claro que esse é um episódio isolado e que retrata a opinião de uma pessoa, mas em uma certa medida serve para mostrar o quanto somos volúveis e passionais. Uma verdade absoluta de hoje, pode não ter valor nenhum no dia seguinte e assim seguimos a vida.
    O que importa é que sempre estamos certos e sempre sabemos o que fazer, mesmo que só demos a receita após os fatos terem se concretizado.
    Aí está o charme e toda a vantagem de sermos apenas torcedores. Ainda bem.

    • Com certeza! Todo mundo sabe exatamente o q fazer depois q já aconteceu! Na maioria das vezes são comentários totalmente inofensivos, a mais pura arte de exercer o papel de torcedor, mas tem umas figuras q extrapolam e enchem o saco pra valer, ainda mais agora com o palanque da mediocridade, vulgo redes sociais.

    • Não sou muito de falar aqui, ainda mais quando parece que é essa coisa de engenheiro de obra pronta.
      Mas lá dentro do Allianz, quando acabou o jogo contra o Barceloninha, na hora eu pensei “putz… o Prass pega penalti bagarai…”
      Não que tivesse que ter colocado antes, bla bla bla, pra mim essas decisões são do treinador.
      Mas a minha confiança na hora que apitou o final do tempo regulamentar não foi a mesma no Jailsão da Massa, que é um P… goleiro também!

    • Na hora pensei isso, inves da sacanagem de por o Borja aos 44, pq nao por o Prass. Mas o Jailsao pegou uma, a parte dele ele fez, quem nao fez sua parte foram nossos batedores medrosos. Nao consigo entender pq numa disputa que NINGUEM chutou no meio do gol, pq um jogador que ta morrendo de medo nao faz o facil, bica no meio do gol, se for chute forte blz se o goleiro ficar parado e pegar, raro mas acontece, so nao pode bater fraquinho pq se pega, se fode que nem o Pato.

  • Não perder com 2 jogadores a menos e toda a roubalheira da arbitragem já é um grande resultado.

    Só espero que a promessa do presidente não seja apenas uma formalidade pós jogo, mas que se empenhe energicamente em arrancar esse árbitro dos futuros jogos do Palmeiras.

  • Apesar de ter perdido o penalty o Deyverson é brigador, luta muito, pertuba os zagueiros, falta um apouco de habilidade, mas sabe fazer gols, como o de sabado, Dentro das previsões feitas no post la atras, este jogo, era pra ser vitoria, agora é trocar pelo contra o Flu. que foi colocado empate, agora temos que ganhar pra seguir dentro do cronograma. Vamos ter que viver um jogo de cada vez ou melhor uma rodada de cada vez, so temos essa competição pra jogar mesmo, muita coisa vai acontecer ainda

    • falta um POUCO de habilidade !!! jogador de 20 milhões !
      Não me conformo pagar essa grana nesse cara !!

      • Hoje em dia qualquer pé de rato vale ‘uma fortuna’. O mercado está inflacionadíssimo por causa do super-aumento de cotas de tv da premier-league e dos petroeuros do PSG.

  • vergonha esse Deyverso ser titular, esquema Cuca, esse cara e horrivel, ruim, mas ruim mesmo, um dos piores centro avantes do brasil, novel de serie B

  • Quanto ao jogo não deu para avaliar se evoluímos ou não devido as circunstâncias.

    Luan, Jean e Tche Tche tem jogado muito mal. Não deviam ser titulares neste momento.

    Acredito que daqui 3 rodadas estaremos 8 pontos dos Gambas.

    Rumo ao Deca…

    • Só discordo quanto ao Luan, não vejo ele tão mal assim, apenas um pouco confuso com as constantes mudanças de posicionamento, e sempre quando joga na direita vai muito bem. A puxada na camisa enquanto era empurrado é burrice, mas que 9 de 10 jogadores fazem ocasionalmente, vou deixar passar dessa vez…

      • Gosto do futebol dele, mas o Luan foi de uma infantilidade sem tamanho. Entendo que, se ele não puxasse, o Leonardo poderia sair na cara do gol e fazer o gol. Se, se, se… Mas tem que ser malandro! Prejudicou demais o time sem ele, muito embora tenha “melhorado” com um a menos e depois com 2 a menos. O que “melhorou” foi o foco do time, a pegada, sei lá… Fica claro que, nas chances que criamos em contra ataques, o time não ia com o ímpeto necessário pra matar o jogo, pois ficou claramente receoso e tirava o pé sabendo que se algo desse errado, atrás ficaria completamente aberto!

        • A minha dúvida é quanto ao 1o cartão dele, se foi correto ou não, só lembro que foi um lance que o Viaden não parou, nós tomamos a bola, armamos bom contra-ataque e no fim do lance o apitador lhe deu o cartão, mas o premiere ‘esqueceu’ de recuperar a imagem da suposta falta para que pudéssemos avaliar se foi justo ou não. Critério do apitador estava bem claro: Ferrar com a equipe de verde, portanto…

          • Sim, tbm pensei nisso na hora do vermelho. Um amarelo que não conseguimos identificar o porquê nem o “quando” aconteceu! A cara do apito brasileiro. Só de relembrar o jogo, já fiquei indignado aqui!

          • Só o fato da ‘isentíssima’ transmissora ‘esquecer’ de recuperar a imagem, ou quando mostra só um angulo de replay, normalmente significa que fomos sacaneados.

            Quando estamos errados geralmente ela adora demonstrar de todos os ângulos possíveis e imaginários e repetir até a exaustão.

          • Exatamente, Rafael. Dificilmente mostram replay quando somos prejudicados. Quando somos favorecidos (o que é raríssimo), mostram por “n” ângulos diferentes e mesmo quando o árbitro acerta a nosso favor, ficam procurando pelo em ovo. Alguém se lembra se mostraram algum replay ou fizeram algum comentário a respeito da posição do zagueiro, que estava impedido no lance do pênalti?

          • Parece que no puxão foi vermelho direto, não vi segundo amarelo.
            Isso não existe, mas se o viaden aplicou esse critério, o zagueiro deles que meteu a mão na bola tinha que levar vermelho direto.

      • Eu nem falo do lance do penalti, pois acontece.

        Eu falo mesmo é do mal posicionamento. Um dos pré-requisitos para ser um bom zagueiro é saber se posicionar.

        E me parece que nos últimos jogos ele tem sido falho neste aspecto…

        • Will, no clássico ele errou posicionamento durante o 1o tempo todo enquanto esteve na esquerda, no intervalo o Cuca inverteu e ele fez um 2o tempo excepcional, inclusive cortando inúmeros possíveis contra-ataques de forma espetacular.

          No sábado, jogando pela direita desde o começo ele vinha bem, não identifiquei nenhum lance que o frango de minas se deu bem por falha de posicionamento dele. Só a vacilada no lance do pênalti mesmo, infantilidade, mas se for um caso isolado, não vou condena-lo por isso.

          O problema dele é o lado mesmo…

    • Luan vinha jogando bem, exceto pelo puxão dentro da área, que foi de uma inocência e infantilidade incrível, assim como o pênalti do Egídio.
      Os jogadores conhecem os árbitros, por isso deviam ao menos deduzir que pelo histórico de pilantragem do viaden, ele iria fazer qualquer coisa pra atrapalhar o time.

  • Diante das circunstâncias, foi um ótimo resultado, o time grande, prejudicado, resistiu bem ao time pequeno.

    Mas algumas ressalvas devem ser feitas:

    Luan e Egídio são nota 10 no quesito burrice, alias, o zagueiro, foi responsável alguns resultados negativos, não sei o pq ainda é titular.

    Jean pé de alface, como sempre péssimo.

    Deyverson deixou claro pq pipocou nos pênaltis da Libertadores…. ele não sabe bater.

    Partidaça do Prass……

    Moisés é foda… impressionante a leitura de jogo dele.

    Por fim…. esse Vuadem é o pior arbitro brasileiro…. sujeito covarde e cretino.

  • 2017 já terminou, nossa sorte é que o G6 se tornará graças a Cruzeiro e Flamengo G7 e a tal obsessão não será ofuscada em 2018, nos vemos lá …

  • Alguns pontos não mencionados:
    – Fabio Santos no primeiro tempo agrediu o Deyverson, caído, com um chute nas costas;
    – No lance da falta que originou o 2 pênalti do atletico, era um contra-ataque do Palmeiras, onde o Moises sofreu a falta e o ‘juiz’ ignorou;
    – O lance do 2 pênalti, o Leonardo Silva estava impedido no momento da batida, nessa regra confusa invalida o lance ?

    Sem contar que o Fred apitou o jogo inteiro.

    Seria esse jogo uma forma de compensar a terrível arbitragem que ele fez na copa do Brasil?

  • Me dá nojo. Aquela bosta de Gambá querendo entregar o campeonato e ninguém querendo ganhar. Perderam 3 de 4 jogos no returno.

    Ai a gente entrega o empate para o Vasco aos 43 minutos do 2º tempo.
    Ai a gente leva 2×0 da Chapecoense em casa.
    Ai ontem o cara me bate o pênalti de tornozelo.

    Não vou nem considerar a nossa última partida do turno, visto que o foco estava no jogo do dia 09/08.

    Um ano que tinha tudo para ser de fartura…

  • Estava assistindo nessa semana o programa vespertino da Esporte Interativo um dos assusto à categoria de base do Palmeiras que não é proveitosa no time principal.. Temos 3 garotos no mundial da categoria (lembrando que flamengo e o SPFCW tem o mesmo número de jogadores) e estamos muito bem no Paulista.
    Tudo no seu tempo e de olho no atacante Fabrício sub 17.. Se a imprensa está preocupado com a saída do patrocinador, o Palmeiras está estruturado na categoria de base e financeiramente.

  • Sinceramente não entendi duas coisas no jogo de ontem: Egídio titular e Zé43 fora e que penalti foi aquele do Deyverson?
    Do Vuaden não falo nada, nossa diretoria é omissa demais.

          • O Zé renderia muito mais que o Jean como “volante”. Jean parece um boi de tão pesado. Mobilidade e velocidade de raciocínio ZERO! Zé faz a bola correr e não fica como um tonto dando chutão pra cima pra ver no que dá..

          • Não sei o q acontece com ele esse ano, parece que não está na forma física ideal. Mas o Cuca tem insistido com jogadores q estão rendendo pouco.

          • Concordo. Só consigo imaginar das duas uma: ou os caras voam nos treinos, ou quem poderia “brigar” pelas vagas não tem treinado NADINHA!

  • pelas circunstancias do jogo, com dois a menos fora de casa foi um placar bom, mas pro campeonato foi uma merda, e se não fosse pelo Deyverson batendo o penal igual uma criança teríamos voltado com 3 pts, e o Prass pegou muito, lembro o Prass de 2015.

  • Jogo de ontem o Palmeiras não sofreu com o adversário, o Galo vai brigar pelo rebaixamento.. Vai Vendo..
    Cuca excelente treinador, na pré temporada vai dar liga neste elenco entraremos forte no Paulista e seu Deus Quiser na Libertadores 2018.

    • Excelente? vc ta e biruta, um cara q deixa esse ridiculo do deyverson de titular nao merece continuar ano que vem

      • Realmente não merece ficar o ano que vem…

        Até porque tem o …, melhor pra substitui-lo!!
        Tem também aquele, o ….,
        e aquele outro o ….,
        cricricri
        Não péra!!
        Não tem ninguém que valha um centavo capaz de dirigir a SEP melhor do que ele. Melhor deixar ele com ‘todas suas falhas e teimosias’ até porque se colocar todos no mercado nacional na balança… entre as falhas e as virtudes só tem ele mesmo.

        • O problema é ele nao querer ficar, e ainda mais circulando as noticias sobre o suposto interesse do atletico mg.

          • Não entre na pilha da imprensa que adora tumultuar e fazer ‘click-bait’.

            O Cuca geralmente é correto, omite mas não mente, como ano passado todinho, perguntado se continuaria, nunca respondeu nem sim nem não. Esse ano ele já disse com todas as letras que pretende cumprir o contrato, portanto boto mais fé no que ele fala do que nos pseudo-jornalistas.

      • Deyverson é fraco.. Mais o futebol é coletivo, não vejo outro treinador com capa de treinar o Palmeiras em 2018.
        Abel Braga é um ótimo técnico, mas falou que vai ficar no Fluminense.. Então no mercado brasileiro todos são mais fracos que o Cuca… Até Renato Gaúcho e Mano Menezes não aguentaria comandar S. E. Palmeiras!!!
        No próximo jogo Borja voltará.. Jesus deu à bênção na Colômbia!!!

    • Próximo pênalti.. Vai Prass!! Moisés não serve pra vestir a camisa 10. Era pra ter batido.. Quem usa o Manto Sagrado número 10 tem que ter personalidade para vestir.. É pesado demais essa camisa 10!!

  • Vuaden não pode ser criticado, se o objetivo dele na tarde de ontem era roubar pro Atlético-MG, ele está de parabéns.

    Nosso presidente, que ao meu ver é muito banana, ontem foi dar a cara nas Câmeras e apontar os erros e dizer que entraria com representação segunda-feira. Falou pouco, mas falou bonito, não comprometeu o clube a nenhuma punição da CBF (pois é, você é roubado e tem que cuidar com a boca porque senão o punido é você), então achei que foi bem na fala e na postura. Ponto pro Presida.

    A postura do time foi bem melhor, gostei muito. Egídio, coitado, correu bastante, vontade não faltou, e talvez até por isso tenha feito o pênalti infantil que fez, na afobação. Eu acho o cara ruim, mas tem caráter, não se omite, e tem vontade, se a culpa é de alguém pelas cagadas que faz em campo, é de quem contrata, porque quem escala também não é que está cheio de boas opções.

    O planejamento do título, muito ousado por sinal, já falhou no primeiro jogo, mas vamos que vamos, dá pra garantir a vaga da Libertadores tranquilamente. Contra o Coritiba, 3 pontos na conta com certeza.

    VAMOS PALMEIRAS!

    • Não acho o Egídio um mau caráter. É esforçado e raçudo até, mas o problema dele é só um: A BOLA

      • Pra mim a explicação do Egídio é mais simples. Ele é lateral “das antigas” só sabe atacar e tem fortes deficiências de marcação e principalmente posicionamento, fica perdido no campo várias vezes.

        No esquema anos 90 ele seria um dos melhores laterais do Brasil, pois os volantes sempre compensavam as falhas defensivas dos laterais. Ele é tipo um cara que nasceu na década errada.

        • Pode ser tbm, mas eu o incluo na lista seletas de jogadores tipo Luan (o mito): intelectualmente incapaz!

  • Será que não tem nenhum time espanhol de olho no Deyverson ? Esse cara é muiiiito fraco, lembra muito Leandro Banana, Ceifador e afins…

    • Ele veio de lá. Era jogador do Levante, mas não era aproveitado e por isso estava emprestado para o Alavés. Se fosse bom…

    • Pro futebol brasileiro ele ta bom. Esqueceu que ele fez o gol do Palmeiras no jogo de sábado e deu o passe decisivo no terceiro gol contra os bambis ? Ele não sabe bater pênalti, está claro, é só colocar outro pra bater.

      Se queimar o cara o cara e ele sair vai vir outro pior, pode ter certeza. Centro Avante de qualidade é escasso não só no Brasil como no mundo inteiro.

  • 2 pênaltis perdidos contra o Galo em 2 jogos – o do Deyverson uma vergonha – um do Jean contra os bambis, fora o que aconteceu na Libertadores. Precisa definir pelo menos um batedor de pênalti neste time. Um dos motivos do Sport Club Caiu é Pênalti estar onde está e que eles não perdem essas chances.

  • Só tem uma palavra para definir esse time do palmeiras nesse jogo : guerreiro, time de guerreiros! Juiz maledito Acabou com o jogo mesmo assim o empate nos foi favorável! E o prass fechou o gol , os torcedores ingratos provavelmente não gostaram da atuação do arqueiro!

  • Só pra registrar, tem um pior q o Ubaldo Aquino, o Ulisses Tavares, q apitou a primeira semifinal do Paulista de 1986. Lembro q a coluna do saudoso João Saldanha, q escrevia no Jornal do Brasil sobre o Campeonato Carioca, no dia seguinte foi dedicada a esse jogo e ele afirmava q foi o maior roubo q ele já tinha visto, e olha q o Saldanha viu muita coisa.

    • Estava atrás do gol onde Mirandinha bateu e o beque deles ficou c o braço avermelhado de tirar a bola. Um ano depois, o Jornal da Tarde fez reportagem s telefonema entre Ulisses e Alberto Duailibi, q era o diretor de futebol, em q divergiam sobre os termos do suborno relativo àquele jogo.

      • Saudoso JT.

        Assinei este jornal por muitos anos porque fugia do perfil conservador do Estadão e do viés revoltadinho da Folha.

        Lembra do nariz do Pinocchio no Maluf, crescendo diariamente até atravessar a capa inteira?

    • Disparado, este de 86, como o roubo mais escandaloso contra o Palmeiras.

      E isso não é pouco, porque a lista é gigantesca.

    • Roubaldo Aquino foi pior. Ele foi o responsável direto pelo fim do nosso ciclo virtuoso pós Parmalat. Se levássemos aquela Liberta, estaríamos dominando a América, quiçá o mundo, até hoje. Não era o Boca que deveria ter tantas libertadores.
      Mas o “se” já fala por si 🙁

      • Essa sua análise é subjetiva. Objetivamente, o roubo do Ulisses foi, com toda certeza, o maior q já sofremos. Assisti aquele jogo e não acreditava no q tava acontecendo, parecia coisa do Real Madri na época da ditadura do Franco.

        • Só pra completar, nessa época (do Aquino) a Parmalat já tinha deixado o Palmeiras, fato q ocorreu em 2000 logo após a Copa dos Campeões (na prática aconteceu logo após a final da Libertadores com a saída do Felipão e dos principais jogadores q ainda restavam, pois a “limpeza” mesmo foi feita após perdermos para o Manchester em dezembro de 1999). O jogo em q fomos garfados pelo Aquino foi pela Libertadores de 2001 com um time já bem mediano e com Celso Roth (triste) no comando. Fizemos uma campanha medíocre, passando nos pênaltis em todos os mata-mata. Nosso ciclo virtuoso já tinha acabado, essa é q e a verdade.

  • Parabéns pelo esforço!!!!!!!!!!!!!!!
    falta muito pra chegar a ser o Palmeiras q todos queremos,a torcida (como sempre Ótima)

  • Todo o respeito ao trabalho do Cuca, em especial nesse jogo em que o time mostrou, enfim, alguma evolução. Mas como ele deixa o Deyverson bater um pênalti nessas circunstâncias? Se numa sequencia de cobranças alternadas em que 6 jogadores bateram, ele não bateu, por que agora? Cadê a coerência? Pediu para errar, jogou 2 pontos fora ali. Devia ter vindo ordem do banco pro Jean bater.

    • Ele explicou q o Deyverson foi o jogador de melhor rendimento nos treinos, e depois, Jean já errou, Dudu já errou, Borja já errou, acontece.

      • Se ele fez isso no jogo, no treino deve ter feito coisa parecida, afinal não treina-se uma coisa e se faz outra. Isso está mais com cara de desculpa esfarrapada ou mentira do Cuca para tirar o dele e o do Deyverson da reta.

        • Não concordo. Treinar penalti é uma coisa, bater no jogo é outra, mas, repito, qual o parâmetro q o treinador tem para escolher o batedor se não for os treinos?

    • Era pro Moisés bater. Ele tira do goleiro, então dificilmente erra. Falta personalidade ao time do Palmeiras. Defendo que o Moisés seja o capitão do time porque ele tem raça e liderança técnica. Cuca muitas vezes fica passivo e deixa os jogadores decidirem.

  • Muita gente falando que o time está sem vontade, sem raça.

    Discordo.

    Mesmo que erra tudo (alguém falou Jean?) correu pra cacete e fez o que dava.

    Tiveram sim muita maturidade para não perder a cabeça e piorar a situação. Bem, Bigode perdeu. Mas se fosse eu, enchia o nariz daquele palhaço do Viaden de alegria.

    • Czar, parceiro, o problema não é ‘Falta de Vontade’:
      Vontade, Dedicação, Entrega, os caras tem de sobra,
      O que faltou o ano todo (hoje é até sacanagem falar disso) é a falta de GANA de GANHAR a partida!!! O Não se conformar com qualquer resultado que não seja a vitória!!

      Vontade e GANA de Vencer são duas coisas bem diferentes

      Rubinho nunca teve falta de vontade, ele corria com paixão de correr e lutava por cada curva, Senna ficava PUTO cada vez que não ganhava, independente das adversidades, terminava a corrida só com duas marchas, mas à ele só interessava a vitória…

      ISSO é o que FALTA ao time esse ano!!!

      Essa TARA DE VENCER!!!

      abçs

      • Entendo seu ponto de vista.

        Mas é um equilíbrio raro de alcançar.

        Você pode achar que estou maluco, mas um dos times com mais gana de vencer que eu já vi era aquele de 2013… pelo menos até a falha do Bruno na Libertadores.

        Mas faltava técnica.

        Já tivemos times (93, 96) que não forçavam a barra, mas ganhavam com folga porque a parte técnica sobrava.

        E são poucos que tinham a “filhadaputice” do Senna, com relação à obsessão pela vitória. Edmundo, talvez…

        Enfim, não vejo no cenário nacional algum grupo que se destaque por esta gana.

        Talvez seja devido ao perfil mercenário clássico que infesta o mercado brazuca.

        • Vixe, o de 2014?? Sério, não vi muito disso não. Era um time determinado e esforçado, mas frágil demais psicologicamente incompatível com GANA!!!

          E tanto o de 93 quanto o de 96 tinham absoluta tara não só de ganhar como de ganhar bem, só que como atingia a maioria das vitórias com relativa facilidade, não ficavam forçando insistentemente à não ser quando necessitava. Lembro principalmente do jogo contra o Guarani daquele time de 96, em que foi a única derrota da campanha, os caras estavam mordidos e babando por virar o placar, o primeiro empate então, um zero a zero, com gol mal anulado contra o União São João, os caras estavam absolutamente possessos que a bola teimava em não entrar…

          Não precisa ser nível Senna, rsrsrs, mas todos os grandes campeões precisam ter GANA e tinham.
          Claro que o Perfil mercenário atual meio que acabou com isso, até por isso o futebol brasileiro decaiu tanto, mas pra atingir grandes conquistas é preciso de algum nível de gana. Os gambas tem bastante esse ano, nós bem abaixo do necessário.

      • Acho q a gana de vencer e aquele sentimento de não aceitar outro resultado que não seja a vitória, vem com o tempo, com um pouco de confiança e resultados positivos. Vem daquela certeza de que se o time “forçar” um pouco além do limite o resultado virá, assim como era o palmeiras de 2016, mesmo quando os outros times vinham mais determinados e fechados atrás.
        Se o palmeiras de hj brigar pela decacampeonato, na reta final do BR, o time atual pode elevar-se a esse patamar psicológico.

    • O time foi assaltado na cara larga pelo viaden, teve 2 expulsões e 2 penais contra e segurou um empate fora de casa (quase vencendo). Dizer que jogamos sem “vontade” beira a insanidade.
      Qualquer outro time do Brasil que enfrentasse as galinhas de minas nas circunstâncias da partida de hj, teria perdido “com ou sem vontade”.

    • Isso eu nunca achei que aconteceu. Durante o ano o time nunca faltou vontade ao time, acho que corria até demais por estar correndo errado.

  • Tinha que contratar o Vinishow pra ensinar esses fdps a cobrar pênalti,alguém ainda lembra da frieza do mito na hora de cobrar?

  • Jean tá morto, impossível o f.mello ser pior que ele, ainda não acredito que gastaram mais de 50 milhões em borja e deyverson e mais 10 milhoes em metade do passe do luan.
    Mattos torrou um caminhão de dinheiro pra contratar jogadores mediano enquanto nossa base e o que mais tem jogadores convocados pra seleção, ano que vem tem que vazar do Palmeiras.

  • Acho que a equipe de modo geral fez sim um bom jogo. Percebe-se uma busca por evitar chutões e jogar com a bola nos pés. Gosto de meias versáteis que pensam o jogo, ao invés de touros bravos que abaixam a cabeça e forçam jogadas.

    Acho que se a arbitragem fosse imparcial e se tivesse os mesmos critérios teríamos ganho o jogo. No entanto, era evidente a “vontade” do apitador em ver tudo para o lado mineiro e pouca coisa para nós. Assim como o rigor com nossos atletas era sempre uma nota acima. Não viu a interceptação clamorosa do braço de Luan no chute de Willian. Não teve o rigor que teve com Willian, com Fabio Santos que irritado com o 1×0 no placar, chutou Deyverson por 2 vezes no chão, quando este segurava a bola nas mãos após ter sofrido a falta.

    Hoje com Vuaden seria um milagre ter conseguido os 3 pontos. Acho que Deus teve pena de nós e nos presenteou com aquele pênalti. Mas ai, o sujeito que se esquivou de cobrar no jogo do ano pela Libertadores, ao invés de fazer o simples, vêm querer dar uma de Neymar na corrida para a bola e bate o pênalti de tornozelo, recuando a bola para o goleiro encaixar.

    Enfim, é apenas mais um lamentável jogo deste ano em que ficamos no “quase”. Esperamos que a evolução continue para entrarmos mais preparados em 2018. Quero acreditar no trabalho do Cuca, ainda que não consiga entender algumas obsessões dele, como a de sempre tentar “cavar” um lugarzinho no time para o anêmico Jean e como toda “moral” dada ao Deyverson, um desconhecido que nunca se destacou em nenhum lugar e nunca foi artilheiro e campeão de nada.

  • Vejo que alguns amigos estão decepcionados com o desempenho do time e que não viram nenhuma evolução após duas semanas treinando. Jogamos contra um dos melhores times do país, na casa deles e com tudo o que a arbitragem aprontou. Não podemos esquecer ou ignorar que o CAM teve o mesmo tempo em relação ao Brasileirão
    Eu acho que houve evolução sim. Até a expulsão do Willian, o time jogava melhor, mesmo com um jogador a menos. A defesa estava muito segura, bem postada, apesar dos dois pênaltis e o time sabia o que fazer quando tinha a posse de bola. Mesmo quando o time ficou com 9, criou as duas melhores chances de gol.
    O que não se pode tolerar é a displicência do Deyverson na cobrança do pênalti.

  • Costumo concordar com quase tudo do Verdazzo, mas “Luan fazia uma partida sensacional” foi um pouco demais. Isto é um adjetivo para Luis Pereira.

  • Se eu fosse jogador e estivesse lá hj, teria dado um tapa na cara do viaden. Soprador de apito, safado, vagabundo, pilantra. Não consigo nem falar sobre a partida. Quando lembro da palhaçada que esse fdp fez hj, a única coisa que penso é: VAI TOMAR NO CÚ!

  • O Galinhote vai transformar o tirone, BANANA 1, em um John Wayne. O clube virou a casa da mãe Jona, vide felipe melo.

  • A roubalheira desse juiz deixou o jogo meio maluco, dificultando uma análise da evolução do time. Mas me pareceu evidente que a defesa estava muito mais organizada hoje. E Prass foi um monstro.

  • A desculpa era que disputávamos 3 competições e não sobrava tempo, pois estamos eliminados de duas e tivemos duas semanas pra treinar e o resultado não poderia ter sido mais decepcionante. Futebol fraco, explorando contra-ataques apenas e se não fosse o Prass teríamos perdido.

    – Dracena pode ser velho e lento, mas joga muita bola.
    – Inexplicável Jean e Tchê² andando em campo com um rendimento pífio e serem titulares absolutos.
    – Chega logo fim do ano, não aguento mais ver o Egídio vestindo nosso manto e fazendo merda todo jogo.

    – Guerra jogando aberto pelos lados não rende absolutamente nada. Meio de campo tem que ser formando por T. Santos, Moisés, Guerra e mais um que poderia ser o Dudu caindo um pouco mais pelos lados.
    – Mais inexplicável de tudo é o amor que o Cuca sente por esse Deyverson. Apesar do gol, é muito ruim, tem dificuldade pra dominar a bola e ainda hoje quis fazer uma média com a torcida indo bater o pênalti e bateu de forma bisonha… Pipoqueiro, quando precisamos de batedores não quis e hoje dá uma dessas.
    Borja pode ser ruim o que for, mas merece ter as mesmas oportunidades que esse cara está tendo antes de ser crucificado.

    No fim das contas, com dois a menos o empate foi bom. E VIADEN, vai tomar no cú!

  • Caçar as bruxas no elenco é até irresponsável com o que foi a partida… totalmente atípica! Os que vão sair em 2018 vão ser definidos nesses últimos jogos e xingar um grupo de jogadores só atrapalha a campanha atual! Se tentássemos ganhar o jogo de hoje ia tomar uns 5 gols… colocamos na conta do Vuaden e continuamos a apoiar! Temos muito o que comemorar esse ano ainda! Talvez não tudo por causa do nosso time… mas vamos comemorar!! DALEPORCO!!

  • Prea é uma vergonha, falta de coragem para bater pênalti e hoje essa ruindade batendo, parabéns para quem encontrou esse pereba e pagou 5 milhões de euros….. são 4 pontos por não saber bater pênaltis contra o galo….

  • Ta explicado porque o Deyverson não bateu o penalti na Libertadores, ele não tem noção do que se faz nesta jogada….bisonho, ridículo, vergonhoso amar uma ameba desta de profissional de futebol.

    • Na hora que o Deyverson perdeu o pênalti, eu fiquei puto, mas no segundo seguinte eu pensei:
      -Pior coisa que poderia ter acontecido era isso agora, um pênalti a favor e perdido, pq vai ter torcedor que vai fazer o que sempre faz e esquecer completamente do roubo que tá sendo esse jogo e colocar a culpa só nos jogadores de forma completamente irracional.
      Previsão concretizada.

      • Parece que voce preve tudo, é o racional mor por aqui. Colega camisa Nove não pode bater um pênalti daquela forma. Perder pênalti não é o fim do mundo, mas ser displicente como ele foi é inaceitável sem falar que em lance posterior ergueu o braço na área onde o Fred cabeceou e o juiz que por sua lógica roubou, na realidade aliviou.

      • Concordo que a raiva às vezes nos leva ao exagero, mas com dois pênaltis contra, dois jogadores nossos expulsos, dois pênaltis ao nosso favor não marcados ( o no Moisés foi tanto quanto o do Egídio), tive a impressão que ainda dava pra ganhar o jogo. Parece que o time se acomoda em campo e isso não condiz com um grupo vencedor.

  • O árbitro acertou na maiora dos lances. só acho que na expulsão do Bigode, o Valdivia poderia pelo menos ter recebido o amarelo, já que o chute do Bigode foi revide.

    Ah, não entendi a expulsão do Luan: foi vermelho direto pra um lance de puxão e não de violência. Talvez, ele tenha ofendido o árbitro. Não sei.

    A batida de pênalti do Deyverson foi, possivelmente, a mais pifia que já vi de um jogador do Palmeiras. Penso que ele fez um jogo razoável, o gol refletiu boa condição de finalizador, mas o jeito que ele bateu o pênalti, eu achei bem desqualificante.

    Se o Prass não tivesse pego a batida do Fred, o Egídio amargaria mais um dia de vilão. Francamente, tem de haver alguma maneira de liberar o rapaz pra que ele siga a carreira noutro time.

    Ah: o Prass provou, mais uma vez, que NUNCA poderia ter sido alvo dos insultos que recebeu de alguns torcedores nas mídias sociais há uns meses.

    No mais, a impressão é que o time ainda não conseguiu evoluir muito. O jogo foi bem complicado pela condição do Galo jogar em casa, os pênaltis — mesmo bem marcados — fazem o time desandar um pouco, mas, a sensação é que ainda não se viu muita coisa boa de movimentação e posicionamento.

    Individualmente, o jogador que mais tem ficado abaixo do que sabe, na minha visão, é o Jean.

    • Juiz caseiro. Só enxerga o que convém. No 1º tempo quando o jogo estava 1×0 para nós, o Fabio Santos irritado deu 2 chutes no braço do Deyverson caído no chão. Nem revide foi, aliás o jogo estava parado por falta no Deyverson.

      No 1º tempo o Luan deles interceptou um chute do Willian com o braço totalmente afastado do corpo.

    • Com todo o respeito ao amigo Mônaco, sempre muito ponderado, mas desta vez acho que “comeu bola” mesmo rsrs

      8 últimos jogos nossos apitados pelo Viaden, 1 empate, 6 derrotas consecutivas, com vários lances polêmicos sempre contra, e hoje só não foi a 7a porque o time segurou a onda, mesmo prejudicado.*

      Haja COINCIDÊNCIA!!
      (aliás nosso aproveitamento com ele no apito é na casa dos 30 e pouco porcento)

      *Sem falar nas faltinhas amarra-jogo contra, sempre quebrando a velocidade do nosso ataque, e deixando passar várias do adversário…

      • Oi Rafael, eu não contesto o histórico desse árbitro (tinha até mencionado isso no pré jogo). Esse aspecto do “amarra jogo” e tal, confesso que não capto com tanta precisão.

        Meu comentário é só que: os pênaltis que ele marcou ocorreram todos e as marcações que não entendi foram a expusão do Luan (nosso) e a não advertência ao Valdivia.

        Mas, vou rever os lances e, se tiver de refazer minha opinião, a refarei #trkilis,

        Abrazzo.

        • O Pênalti mais incontestável do jogo foi o braço do Luan logo no comecinho!! Braço totalmente descolado do corpo, chute em direção à gaveta, pode não ser intencional, mas na regra é Pênalti!!

          O 1o pros caras, foi muito inocência do Egídio chegar daquele jeito, seria falta, mas o cara do Atlético dobra o joelho quase meio metro antes do contato. Como não deu o toque de mão, muito mais incontestável, deveria ter deixado passar.

          O 2o, um empurra e o outro puxa. Ou marca falta pros dois, impossível, ou não marca nada, ou dá um migué manda repetir a cobrança de falta dando uma bronca nos dois. Com o histórico dos dois lances anteriores deixa seguir. E expulsar, depois de tudo isso…

          O Fabio Santos CHUTOU o Deyverson caído 2 vezes, não foi revide por perder a cabeça por 2 entradas exageradamente fortes no mesmo lance como o William com o Valdivia. Nem amarelo levou!! E foi antes do 2o Pênalti, o que só aumenta a palhaçada de ter marcado 2 pênaltis bem mais ou menos…

          *Quando se marca um Pênalti mais ou meno, o 2o tem que ser MUITO Pênalti…

          O lance do Moisés no fim, foi muito mais pênalti do que o do Egídio, já que o zagueiro efetivamente tira o Moisés da jogada com um toque sútil por baixo, EU não marcaria, mas se o do Egídio, que o cara dobra o joelho foi, o do Moisés foi muito mais…

      • Até o comentarista da RGT reclamou do “critério” do assoprador na marcação das faltas. Com 10 minutos de jogo eu já tinha certeza que o safado aprontaria pra cima da gente hoje…

      • sera que da pra treinar um jogador para bater penaltes?O Deyverson fugiu de bater o penalte contra o Guaiaquil porque estava com caimbras.E sábado estava com o que??Mascara??

    • O Luan não ofendeu aquele safado, senão era segundo amarelo e vermelho.
      O picareta expulsou o nosso zagueiro para prejudicar o time mesmo.
      Se tivessem uma arbitragem decente h, teria sido uma vitória incontestável do palmeiras.

    • Caro Monaco, pensei que estava ficando louco, pois até representação junto à CBF Galiotte disse que fará, entretanto, assim como você, entendo que o árbitro acertou na maioria dos lances que marcou. Sinceramente, não entendi a comoção em torno do assunto arbitragem. Abraços!

      • Então, observando mais detidamente, pode-se reconhecer um viés na arbitragem, expresso em casos como os chutes que o Fabio Santos deu no Deyverson qdo este estava caído e não mereceram sequer uma advertência verbal, o ignorar da solada no Bigode antes deste revidar contra o Valdivia, o chute do Bigode no começo do jogo bloqueado pelo braço do Luan-Galo em que o árbitro parece ter tratado como “toque acidental dada a alta proximidade do Luan ao chute” e, outros lances que nem estou lembrando agora.

        Talvez, este possivel viés seja o que o presidente chamou de “rigor contra o Palmeiras e benevolência com o Galo” e, caso entre-se mesmo com a representação e a mesma gere um banimento desde árbitro em nossos jogos, teremos algum benefício gerado pela coisa, já que o histórico dele contra nós é, mesmo, pavoroso. Há casos objetivos de erros dele determinantes em derrotas, ex. gol mal não validado do Barrios em Goiânia-2015, o mesmo contra Ponte lá em 2016 e não marcação de pênalti lá contra o CRU, também e 2016. Possivelmente, haja outros que não estou lembrando agora.

        Ao mesmo tempo, continuo com a impressão que os pênaltis foram bem marcados e que, em termos de marcações que determinam placar, o árbitro acabou não interferindo, tendo inclusive, dado um pênalti pra nós que, se convertido, poderia ter nos dado a vitória.

        Acho que, no final, fiquei mais frustrado com o que esperava ver e não vi no time do que com o árbitro, cujo padrão de atuação contra nós já era bem conhecido.

        Abrazzo.

        • Perfeito! É o que penso! Percebi erros do Vuaden sim, como, por exemplo, a solada do Valdivia no Bigode. Porém, nada que interferisse no resultado e causasse tanta reclamação, como se tivéssemos perdido por isso. Também esperava um pouco mais do Palmeiras…
          Abraço!

  • Antônio Carlos sempre entrou bem tem jogado melhor que todos exceto Dracena que é um dos poucos que se salva na vontade e na tecnica, mas o cara não tem chance Tiago Santos tem que ser titular nesse time é melhor que ver Guerra siscar e errar passe e Jean e lateral ele pode não qrer mas é lateral

  • Posso ser interpretado como corneta ma vejo uma assustadora falta de vontade de ganhar nesse grupo de jogadores. Definitivamente, 2017 é pra ser esquecido.

    • Concordo plenamente! Para quem treinou duas semanas e diz ter se preparado para fazer o melhor segundo turno da historia……que merda!

      • Que saudade eu tenho de jogadores que se destacam em momentos difíceis. Ano passado o time ganhou os jogou possíveis. Nenhum jogo impossível foi ganho. Este ano, nem isso, pois se acontecesse de novo, seríamos novamente campeões…. Só CAP e Chape em casa já nos levaria a 7 pontos dos gambás… Isso sem contar outros pontos possíveis enfiados no rabo… Se fizéssemos nossa parte o empate de hoje seria heroico.

  • Alguém ainda duvida que o Deyverson será titular no próximo jogo? Afinal, centroavante bom é aquele que marca zagueiro

    • O problema é o nível de quem ta competindo com ele pela posição,o Borja também não se ajuda a ganhar a vaga

  • Rpz que que merda de time que joga fraco e esse, os Caras vão sendo roubados e ficam chegando umas moça sem contar o pênalti como é que um cara bate um pênalti fraco e sem olhar pra o goleiro porra é muito foda ficar assistindo focar lateral e bater pênalti fraco, joga lateral na área mas o escanteio e curto, não consegue mais finalizar uma bola parada que porra é que ta acontecendo?!

    • Pelo o que eu vi, alguém fez um buraco ali na marca da cal e a bola saiu toda torta. Se não foi isso, ele pegou mal na bola. Fiquei com muita raiva, mas ele jogou muito bem este jogo, fazendo o gol, atrapalhando a defesa dos caras e acertou a maioria dos passes, alguns difíceis. Até o Pelé já perdeu pênalti, não acho que é justo criticá-lo por isso.

      • Eu acho justo pq eu já vi Jean, Dudu, Borja e outros perderem mas não com o goleiro pulando duas horas antes e esperando a bola chegar, foi bisonho a forma que ele bateu o pênalti

      • Não justifica. Ele foi displicente ao extremo, falta compromisso para não dizer responsabilidade.

        • Desde que ele pegou a bola vi que não tinha a menor convicção na cara e sabia quase que de certeza que perderia!!!

          Acho que ele se prontificou justamente pelo tanto que foi cornetado por não ter batido contra o Barcelona, quis mostrar que não era amarelão, mas sem confiança, era melhor ter passado recibo de amarelão mesmo…

          • Mesmo que fizesse o gol hoje, jamais apagaria a amarelada da Libertadores. Mas, assim… vendo o pênalti de tornoza hoje, fico mais aliviado, pois acho que ele não faria melhor que o Bruno Henrique ou o Egídio naquele dia. rsrsrsrsrsrs

          • Quando ele pegou a bola, eu perguntei: “Pq o Moisés não bate?!!!”

      • Revi mais uma 3 vezes aqui e só consegui ficar com mais raiva. Quis fazer uma marra de Neymar na corrida e depois bateu de tornozelo.
        Depois da pipocada na Libertadores, ele deveria ter sido mais simples.

        • lamentável… eu preferia ficar com a imagem de pipocão do que de tornozelão dele na minha cabeça!

  • São atuações de arbitragem como a de hoje que fazem com que o Campeonato Brasileiro perca toda sua atratividade como uma competição esportiva. Mas não posso dizer que não esperava, comentei aqui no post da projeção ao sonho do título que a arbitragem, o STJD e toda a imprensa jamais iriam aceitar passivamente que o Palmeiras pudesse sequer sonhar.
    Para o Palmeiras ganhar, tem que ser por muito merecimento e esforço desde o início do campeonato. E sempre, apesar da arbitragem e outros fatores, nunca, com ajuda ou isenção deles.

  • O time tava jogando bem até os 15 min e teve a primeira esfaqueada do bandido no pênalti não marcado.
    Galo encaixou a marcação mas aguentamos bem a pressão, natural do time da casa, com uma defesa muito sólida, principalmente pelo alto.
    Aí o bandido resolveu que não teria mais jogo pra nós e não cabe qualquer avaliação tática dali então. Cabe aqui só um comentário sobre a força psicológica do time e o brio dos jogadores
    Tbm a desgraça que ta sendo essa merda de pênalti. Vivemos numa época que esses malditos ficam 5 horas sofrendo numa mesa de tatuagem mas não ficam 2 pra treinar uma porra de bola parada! Vai se f*der.

  • Está explicado porque Deyverson fugiu.das cobranças na Libertadores.

    Não saber bater pênaltis é ruim, mas não é o fim do mundo.

    Fim do mundo é prejudicar o time apenas para dizer que não é amarelão.

    E o pior de tudo: não treinar cobranças. Estes putos tinham que treinar até o sol se por. Está na cara que ninguém treina essa merda.

    • Se não sabe bater, não pega cobrança no meio do jogo, se não sabe bater soca uma bica no gol, não faz firula

      • Perfeito. Será que não tinha um cabeça de bagre ali pra enfiar uma bica no meio do gol. Grupinho sem a mínima vontade de vencer. Depois a culpa é do Cuca.

  • Cego quando a jogada é para um lado, boca frouxa quando é para o outro.

    Isso segue um roteiro muito simples: propina.

  • Toda vez que o time vai a minas tem que jogar contra o adversário e contra a arbitragem caseira desses FDP. Eu quero ver se o tal Galliote vai se pronunciar sobre essa palhaçada do caralho!

    • Com nosso atual Dep. Jurídico com ZERO espinha, é capaz do Palmeiras ainda acabar punido por ter sido roubado, e nossos advogados ainda se cumprimentarem por a pena ter sido curta…

    • Ótima situação pro presidente ganhar ponto com a torcida: exigir na cbf que esse ladrão não apite mais nossos jogos!

    • Se for pra reciclagem, volta daqui a 5 rodadas e vai continuar com seus desatinos à serviço de não-sei-quem. Isso se for…

  • Assaltados à mão armada!!!
    Leandro VIADEN!! Filho de uma desdentada chupadora de cana!!

    Com menos de 5 minutos, o Luan do galinha ‘corta’ com o braço escancarado uma finalização do William que tinha endereço certo, mas NÃO É NADA!!

    Ai o cara chega com a perna nitidamente dobrada, já se jogando no atrasadíssimo e ingenuo do Egídio e é Pênalti!!!

    O Bandido do Fábio Santos, AGRIDE o Deyveron e não é expulso, e num lance onde foi uma falta dupla, ele dá OUTRO Pênalti e ainda expulsa o nosso zagueiro. VSF!! Patifária, não consegui nem assistir o fim do 1o tempo, tamanha a raiva!!!

  • Tomar no cu…
    Como se expulsa um jogador direto por segurar outro na área, e não expulsa o Fábio Santos q chutou Deyverson no chão?
    Bandido safado FDP.

  • Já teve pênalti pro Palmeiras no braço do Luan, no lance do pênalti convertido deveria voltar a cobrança e expulsar o Fred por ter invadido a área e inúmeras faltas inventadas pro atlético e desconsideradas pro Palmeiras. Por enquanto vuaden 1×1 Palmeiras.

  • Hoje o atlético pode fazer o que quiser… Esse Vuaden é um FDP de marca maior, bandido, hoje tá descarado!

  • Alguém sabe se essa história que o Cuca vai treinar o galo ano que vem é verdade? Se for estamos ralados ano que vem, tudo que o time evoluir no fim desse ano vai voltar pra estaca zero.

  • Mais um pequeno exemplo de como funciona a mídia brasileira: divulgaram q o Mattos tinha aproveitado a paralisação do Brasileirão para tirar uma mini-férias na Disney! Agora veio a informação correta: tava na Europa trabalhando! Resolvendo a questão do Mina, sondando possíveis reforços e amistosos. Agora, o jornalista não ia inventar isso da cabeça dele (até pq não tem cabeça pra isso), com certeza foi intriga da turma do musgambá.

  • Interessante que lembro bem do Leonardo Silva por aqui e, à época, ele não dava pinta de poder tornar-se um jogador tão protagonista como ficou, tendo jogado já pelo CRU e estando há tanto tempo no Galo. Mas, desse Roger Berndardo eu realmente não lembro.

    Bom, acredito que o time vá fazer um bom jogo e tenho fé numa vitória.

    #VamosPalmeiras

  • Concordo com o Conrado, hoje teremos uma ideia do que esperar do restante da temporada. Penso que não será o resultado que nos fará chegar a essa conclusão, mas a forma como o time vai jogar.

  • Conrado, contra os bambis os jogadores até se posicionaram no 4-2-3-1 antes da saída de bola, e sem a bola também se organizaram assim, mas com a posse de bola a movimentação foi predominantemente mais estilo 4-4-2 tradicional mesmo, pelo menos na maior parte do tempo.

    Nem Guerra e nem William ficaram presos as pontas como vinha sendo a tônica do time anteriormente. O Guerra flutuo pelo campo como 4o homem de meio e o William se movimentou muito mais no estilo segundo atacante, lembrando a movimentação à lá Paulo Nunes e Edmundo.

    Espero que essa movimentação continue, pois o jogo flui muito mais bonito de se ver, e abre muito mais opções de jogadas, inclusive com os laterais sendo muito melhor aproveitados, do que com os dois pontas-fixos.

  • Nesse segundo turno o Palmeiras deve ou deveria apresentar todo o futebol que não jogou até agora, pra buscar o título. O título é improvável mas a motivação deve ser essa, caso ele não venha a Libertadores estará garantida.
    O retrospecto do Palmeiras contra o Atlético nos últimos anos é péssimo, tá na hora de melhorar isso aí.

    Quanto a Lei do ex: Se todo o jogador que não foi bem aqui e que foi para outro clube for jogar bem ou decidir um jogo contra o Palmeiras, o Palmeiras vai para série C.
    O que não falta nos últimos anos é jogador com essas características, que aliás é normal em qualquer clube.

    • Os Deuses do Futebol já pregaram:

      “Não duvidarás da Lei-do-Ex, ou serás severamente punido!!”

      Não é que todo ex-perna-de-pau brilhará SEMPRE contra seu antigo clube, mas existe sim uma tendência muito forte de ex-jogadores ‘aprontarem’ pra cima da camisa que defenderam. Muitas vezes inclusive de forma inacreditável e muito além de suas habilidades.

      • É uma forma de mostrar para seus ex-patrões e torcedores que os jogador não era ruim como pensavam.
        Pra mim isso é normal, faz parte do jogo e como disse vale pra todos os clubes, então não ligo pra isso, mas respeito quem liga.

        • Não é ligar é apenas uma brincadeira e uma curiosidade, além é claro de representar um ‘perigo maior’ para o time prestar atenção. A melhor forma de evitar a lei-do-ex é não dar brecha pro cara, mas mesmo assim ainda acabam aprontando as vezes.

          Sobre “Não ser tão ruim quanto pensavam”, isso é BEeemmmm relativo.

          Por exemplo, não é porque Jumar e Rivaldo Fake fizeram golaços contra nós que significa que “não eram tão ruins assim” ou que eram bons o suficiente para ter vestido nosso manto!!

          Foram e continuaram sendo horríveis!!!

          Nos castigaram duplamente, primeiro em cada oportunidade quando vestiram nossa camisa, e depois nos impondo derrotas doloridas com gols e atuações que tiveram apenas em noite de eclipse ao longo de toda suas carreiras.

          • Sobre os 3 últimos parágrafos desse comentário: PERFEITO! Seria cômico se não fosse trágico.

      • OFF-TOPIC: Eu penso que o mesmo fator psicológico conhecido como Lei-do-Ex é a questão do jogador que joga contra o seu time de coração. Aquele momento que vc sabe que se vc não der a vida, vc vai ser questionado, não pelos outros, mas por si mesmo. “Será que eu dei mole pelo sentimento que eu tinha por aquele local onde eu trabalhei e deixei amigos?” Ou “Será que eu não me esforcei pq na verdade eu queria que meu time do coração ganhasse?” E a competitividade de todos os esportistas não deixariam isso acontecer, talvez só o Edmundo, naquele Cruzeiro x Vasco, quando ele errou o pênalti e disse que não queria fazer gol contra o Vasco.