Willian elogia força do elenco após outra vitória do Verdão

Willian, do Palmeiras, em partida contra o Atlético-GO
Cesar Greco

Quinto atleta que mais vezes vestiu a camisa do Palmeiras neste século, Willian foi fundamental na jogada do primeiro gol em Goiânia

Atuando no estádio Antônio Accioly, pela 12ª rodada do Brasileirão, o Palmeiras venceu o Atlético-GO por 3 a 0 chegou à sexta vitória consecutiva e se manteve na liderança com 28 pontos. Os gols alviverdes saíram todos no segundo tempo: Éder (contra), aos 14 minutos; Gustavo Scarpa, aos 45 minutos e Breno Lopes, aos 50.

Por conta da sequência de jogos, Abel Ferreira fez sete substituições na equipe titular em relação ao jogo passado e promoveu a estreia de Dudu nos onze iniciais. Para o atacante Willian, as alterações promovidas pelo comandante, somada à vitória, reforçaram a força do elenco.

“Os companheiros que entraram no segundo tempo foram muito bem. Isso demonstra a força do grupo. O professor fez algumas alterações [no time titular] e o nosso nível se manteve alto. E o Brasileiro exige isso: a regularidade e a importância de todos. Temos que levar este espírito até o final da competição para conseguirmos o título”, destacou.

Sobre o lance do primeiro gol, em que participou diretamente, o camisa 29 comentou: “Claro que se o juiz desse o gol pra mim seria melhor ainda. Mas acredito que a minha entrega na jogada fez com que o zagueiro tivesse dificuldade e acabou saindo o gol. No final, o que vale são os três pontos, e é isso que me deixa mais feliz”.

Willian é o quinto no ranking dos jogadores que mais vezes atuaram neste século pelo Verdão

Contratado em 2017 pelo Palmeiras, Willian completou diante do Atlético-GO seu jogo de número 241 com a camisa alviverde. Com isso, o atacante empatou em número de jogos com Valdivia e agora ocupa a quinta colocação no ranking dos jogadores que mais vezes atuaram pela equipe neste século. Apenas Marcos (392), Dudu (308), Fernando Prass (274) e Márcio Araújo (252) estão à sua frente.

O Verdão agora volta suas atenções para a Libertadores. Na quarta-feira, a equipe de Abel Ferreira fará, no Allianz Parque, o jogo da volta das oitavas-de-final contra a Universidad Católica. Com a vantagem de um gol no duelo, o Palmeiras joga por um empate para avançar na competição.

  • Com esse cidadão aí é derrota a vista. Picota o jogo, marca toda faltinha, inverte as faltas e sempre faz vista grossa pra lances que o Palmeiras é prejudicado.

    • Isso, e o SP vai utilizar a mesma receita das finais do Paulista, ou seja, sabe que se encarar de igual apanha, vai jogar no erro, e esse arbitro coopera com esse propósito.