Após 6 meses, Zé Rafael volta a emendar dois jogos completos

Zé Rafael, do Palmeiras, disputa a bola em partida com a Universidad Católica, no Chile
Cesar Greco

Importante na conquista da Libertadores e Copa do Brasil, Zé Rafael sofreu com lesões no início desta temporada

Atuando fora de casa, o Palmeiras venceu a Universidad Católica por 1 a 0 na noite de quarta-feira e ficou mais próximo da vaga para as quartas-de-final da Copa Libertadores. Titular nas últimas cinco partidas, Zé Rafael foi um dos grandes nomes da vitória alviverde.

Na primeira etapa, após jogada individual, o camisa 8 foi quem sofreu a falta que originou a jogada em que foi marcado o pênalti convertido por Raphael Veiga; já no último lance antes do intervalo, salvou uma bola de cabeça debaixo do travessão.

Além destas duas participações diretas, num jogo em que o Palmeiras mais se defendeu do que atacou, teve uma precisão acima dos 80% nos passes, realizou três desarmes e ganhou seis duelos pelo chão.

Assim como aconteceu no último sábado, quando o Verdão enfrentou o Santos, Zé atuou por todos os 90 minutos de jogo no Chile. O camisa 8 não participava de dois jogos seguidos completos desde janeiro, quando não foi substituído nos confrontos contra o Grêmio e SCCP, em jogos válidos pelo Brasileirão da temporada passada. Antes do clássico, ainda, a última vez que o meio-campista havia completado uma partida foi em abril, no jogo do estadual contra o SCCP.

Sempre elogiado por Abel, Zé Rafael sofreu com lesões no início da temporada

Desde que chegou ao Palmeiras, Abel Ferreira já fez diversos elogios a Zé Rafael. Durante o período em que o elenco sofreu com um surto de Covid-19, no final do ano passado, o camisa 8, mesmo com problemas no tornozelo, entrou em campo e foi importante para os jogos de mata-mata da Libertadores e da Copa do Brasil.

Todo o esforço feito pelo atleta no período cobrou um preço ao final da temporada passada. Enquanto alguns jogadores entraram em recesso após a conquista da Copa do Brasil, Zé ficou na Academia de Futebol para um tratamento específico. Apesar de estar clinicamente recuperado, o meio-campista demorou para retomar a boa forma e chegou a ser muito criticado por torcedores nas redes sociais.

“[Gostaria de] Dizer para as pessoas que, às vezes, criticam, que nosso Zé Rafael esteve muito bem. É um guerreiro, um campeão. Se nem Deus agradou a todos, vamos nós, simples seres humanos, agradar?”, indagou o comandante em entrevista coletiva após um duelo no estadual.

Dos 39 jogos do Palmeiras nesta temporada, Zé Rafael esteve em campo em 24 oportunidades e anotou dois gols. Recentemente, renovou seu contrato com o clube até o final de 2024.

  • Com esse cidadão aí é derrota a vista. Picota o jogo, marca toda faltinha, inverte as faltas e sempre faz vista grossa pra lances que o Palmeiras é prejudicado.

    • Isso, e o SP vai utilizar a mesma receita das finais do Paulista, ou seja, sabe que se encarar de igual apanha, vai jogar no erro, e esse arbitro coopera com esse propósito.