Ingressos para Palmeiras x Goiás começam a ser vendidos nesta quarta-feira

Entardecer durante o jogo entre Palmeiras e Internacional, durante partida válida pela décima nona rodada do Brasileirão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Palmeiras x Goiás se enfrentam na 21ª rodada do Brasileirão, no dia 7 de agosto

Líder do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras voltará a jogar pela competição no Allianz Parque no dia 7 de agosto, frente ao Goiás, em partida válida pela 21ª rodada. Os ingressos para o duelo começam a ser vendidos na manhã desta quarta-feira, através do site Ingressos Palmeiras.

Sócios Avanti terão exclusividade na compra dos bilhetes até às 10h da próxima sexta-feira, quando as vendas se abrem para o público em geral. Vale lembrar que a comercialização dos ingressos para os associados será escalonada de acordo com a pontuação do rating de cada sócio.

Caso ainda haja disponibilidade, a venda física nas bilheterias do Allianz Parque acontecerá nos dias 5 e 6, das 12h às 19h. Já no dia 7, data da partida, ainda se houver ingressos disponíveis, os palmeirenses poderão adquirir do meio-dia até o intervalo do jogo.

O preço dos ingressos varia entre R$90 a R$160; confira:

Ingressos para Palmeiras x Goiás começam a ser vendidos nesta quarta-feira.

A venda das entradas para o setor Central Leste acontecerá simultaneamente ao início da comercialização para o público em geral pela internet e sem os benefícios do Avanti.

Palmeiras levou quase 200 mil torcedores ao Allianz Parque em julho

Palmeiras x Red Bull Bragantino: ingressos começam a ser comercializados; preços aumentaram.
Reprodução

Durante o mês de julho, o Palmeiras contou com grande presença da torcida no Allianz Parque. Nos cinco jogos disputados, a média de público foi de 39.135 pessoas – no total, 195.675 torcedores compareceram ao estádio, número que proporcionou mais 13 milhões de reais em renda bruta.

Além disso, o Palmeiras vem jogando para mais de 30 mil torcedores no Allianz Parque há oito jogos seguidos, algo que não ocorria há quatro anos – em 2018, foram 11 jogos seguidos com pelo menos 30 mil pessoas no estádio.

Antes de enfrentar o Goiás, no entanto, o Palmeiras terá pela frente o Ceará neste sábado, às 16h30, na Arena Castelão, pelo Brasileirão; e na próxima quarta-feira, a equipe enfrenta o Atlético-MG, fora de casa, no primeiro jogo das quartas-de-final da Libertadores.

Em busca do 11º título, Palmeiras domina as estatísticas do 1º turno do Brasileirão

Gabriel Menino e atletas do Palmeiras comemoram gol contra o Internacional, durante partida válida pela décima nona rodada do Brasileirão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Após vitória sobre o Internacional, o Palmeiras chegou aos 39 pontos e manteve a distância de quatro pontos para o segundo colocado

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2022 chegou ao fim neste final de semana, com o Palmeiras mantendo o posto de time de melhor campanha. Líder, com quatro pontos a mais que o segundo colocado, o Verdão, que venceu o Internacional no domingo por 2 a 1, dominou as principais estatísticas da primeira metade da competição.

Foram 39 pontos conquistados: 11 vitórias, seis empates e apenas duas derrotas. Assim, o Palmeiras é a equipe que mais venceu, seguido por Fluminense e SCCP (10 triunfos cada) e a que menos perdeu – Atlético-MG, Internacional e SPFC vêm na sequência, com três reveses.

Além disso, o time de Abel Ferreira é o ataque mais produtivo da competição, com 31 bolas na rede, e a defesa menos vazada (13 tentos sofridos). Como consequência, o Palmeiras também tem o melhor saldo de gols: 18 – o dobro que o segundo colocado no quesito, o Fluminense (9).

“Os números traduzem a competência da equipe. E isso não é opinião, mesmo que tenha quem não goste, é fato. Há jogadores de seleção brasileira e de outras que reconhecem o nosso trabalho e isso me enche de orgulho e responsabilidade. Se vamos ganhar, não sei. Mas vamos fazer de tudo”, disse o técnico Abel Ferreira sobre a campanha palmeirense, em entrevista coletiva após a vitória sobre o Internacional.

Confira outras estatísticas que o Palmeiras lidera no Brasileirão:

Há quatro jogos invicto, sendo três vitórias seguidas, o Verdão volta a campo pelo Brasileirão no sábado que vem para enfrentar o Ceará, na Arena Castelão.

Palmeiras iguala melhor pontuação

O triunfo sobre a equipe gaúcha fez também com que o Palmeiras igualasse sua melhor pontuação em um primeiro turno na era dos pontos corridos do Brasileirão com 20 clubes, que teve início em 2006. A equipe chegou aos mesmos 39 pontos conquistados em 2019.

Veja a relação completa:

  • 2006 – 25 pontos (7 vitórias, 4 empates e 8 derrotas);
  • 2007 – 30 pontos (8 vitórias, 6 empates e 6 derrotas);
  • 2008 – 34 pontos (10 vitórias, 4 empates e 5 derrotas);
  • 2009 – 37 pontos (10 vitórias, 7 empates e 2 derrotas);
  • 2010 – 24 pontos (5 vitórias, 9 empates e 5 derrotas);
  • 2011 – 32 pontos (8 vitórias, 8 empates e 3 derrotas);
  • 2012 – 16 pontos (4 vitórias, 4 empates e 11 derrotas – pior campanha);
  • 2014 – 18 pontos (5 vitórias, 3 empates e 11 derrotas);
  • 2015 – 31 pontos (9 vitórias, 4 empates e 6 derrotas);
  • 2016 – 36 pontos (11 vitórias, 3 empates e 5 derrotas);
  • 2017 – 32 pontos (10 vitórias, 2 empates e 7 derrotas);
  • 2018 – 33 pontos (9 vitórias, 6 empates e 4 derrotas);
  • 2019 – 39 pontos (11 vitórias, 6 empates e 2 derrotas);
  • 2020* – 29 pontos (7 vitórias, 8 empates e 4 derrotas);
  • 2021* – 38 pontos (12 vitórias, 2 empates e 5 derrotas);
  • 2022 – 39 pontos (11 vitórias, 6 empates e 2 derrotas).

*Em 2020 e 2021, o Palmeiras completou o primeiro turno fora da data estipulada pela CBF. Os jogos contra o Vasco (2020) e Ceará (2021) foram adiados e realizados no meio do segundo turno. Ainda assim, os resultados de ambas as partidas foram contabilizados na estatística.

Sobre a vida e o futebol: Abel Ferreira na 26ª Bienal do Livro

Sobre a vida e o futebol: Abel Ferreira na Bienal do Livro.
Gabriel Yokota

Ovacionado pelo público presente, Abel Ferreira falou sobre o Palmeiras, família e do livro “Cabeça Fria, Coração Quente”

A Arena Cultural Pólen, maior estande da 26ª edição da Bienal do Livro de São Paulo, transformou-se em arquibancada do Allianz Parque no final da tarde de quinta-feira, quando o técnico Abel Ferreira apareceu para palestrar. Ovacionado, o treinador era aplaudido e ouvia gritos de apoio a cada frase finalizada.

O mediador do bate-papo foi Luís Faro Ramos, embaixador de Portugal no Brasil, que utilizou o livro “Cabeça Fria, Coração Quente” como guia para a conversa.

Abel iniciou o bate-papo agradecendo a todos que compareceram ao evento. “Estou muito nervoso”, disse. “Queria cumprimentar todos, independentemente do clube de vocês. Estou aqui como ser humano, como pessoa que gosta de ler, crescer e de aprender”, complementou.

O treinador, que separou algumas horas de seu dia de folga para atender os torcedores, discursou sobre sua trajetória no Palmeiras e foi além do futebol; houve momentos de reflexão sobre educação e de emoção ao falar sobre a família, além de descontração, como o gosto por novelas brasileiras e a revelação do exame de sangue alterado por causa do vício em doces.

“Sou formado em educação física e queria partilhar com vocês que são jovens: por favor, não cometam o erro de deixar de estudar. Se vossos pais trabalham para dar esta facilidade, agarrem com unhas e dentes. Os conselhos que posso dar neste evento tem a ver com estudo, literatura e educação”, declarou.

Por fim, Abel falou da conexão que sente com o Palmeiras e os torcedores e sobre o respeito. Confira:

A vez de Tiago Costa, auxiliar de Abel Ferreira

No período da manhã, outro membro da comissão técnica de Abel Ferreira foi à Bienal do Livro para palestrar: Tiago Costa. Auxiliar técnico responsável pela análise de desempenho, Costa esteve presente no Estande de Portugal.

Tiago Costa, auxiliar de Abel Ferreira, participa de debate na Bienal do Livro de São Paulo.
Gabriel Yokota

O assistente falou da sua trajetória no futebol, desde o início no futsal até a escolha para ser treinador de campo; dos desafios para redigir o livro “Cabeça Fria Coração Quente” e de realizar sua função no Brasil, devido às dificuldades impostas pelo calendário; além dos valores inegociáveis da comissão técnica.

“O que o jogador de futebol precisa é de alguém que seja direto. Essas questões humanas, que pra mim valem muito, é um dos traços do trabalho do Abel. Entendemos a importância da saúde mental. Nós não treinamos jogadores de futebol, e sim homens. Temos a felicidade de estar em clube que também possui esses valores humanos. É um casamento perfeito”, disse.

“O vestiário saudável é mais importante para nós do que a tática. Quem chuta a bola ou dá o passe, nós pensamos que é o atleta, mas podemos pensar que é o homem”, acrescentou.

Ao final do bate-papo, Tiago Costa ainda atendeu aos torcedores presentes, autografando o livro, tirando fotos e separando alguns minutos para conversar.

Tiago Costa, auxiliar de Abel Ferreira, participará de debate na Bienal do Livro de São Paulo

Tiago Costa, auxiliar de Abel Ferreira, participará de debate na Bienal do Livro de São Paulo.
Fabio Menotti

Responsável por cuidar do setor de análise de desempenho, Tiago Costa estará presente no dia 7 de julho, das 10h30 às 11h50

Tiago Costa, integrante da comissão técnica de Abel Ferreira no Palmeiras, marcará presença na Bienal do Livro de São Paulo na próxima quinta-feira, dia 7. O auxiliar participará de um debate dentro do auditório do Estande de Portugal, das 10h30 às 11h50.

Intitulado de “Futebol e livros: a Prática teórica e a Teoria prática”, o bate-papo terá entrada gratuita. Entretanto, para entrar no Expo Center Norte, local onde está sendo realizada a 26ª edição da Bienal do Livro, é preciso realizar a compra do ingresso.

Tiago Costa contará sobre sua experiência no futebol – desde as categorias de base até o profissional – e sobre as referências literárias e culturais que o ajudaram a escrever o livro “Cabeça Fria, Coração Quente”, que conta os bastidores da chegada de Abel Ferreira e seus auxiliares ao clube até o título da Libertadores conquistado sobre o Flamengo.

Dentro do organograma da comissão técnica, Costa é o responsável pela análise de desempenho e por fazer a ligação entre o Centro de Inteligência do Palmeiras e a equipe técnica.

Abel Ferreira e Tiago Costa orientam jogadores, durante treinamento do Palmeiras em Brasília-DF.
Cesar Greco

“O Abel desenvolveu uma equipe de trabalho com tarefas muito bem definidas, como se fôssemos uma empresa dentro de um clube de futebol. Cada um de nós tem a sua responsabilidade muito bem definida e isso ajuda muito”, contou o profissional em entrevista ao site da Universidade do Porto, em janeiro deste ano.

“De forma resumida, a minha responsabilidade na comissão técnica do Mister Abel Ferreira é observar e analisar os adversários e, a partir dessa análise, propor uma estratégia inicial para o jogo que é discutida em reunião entre nós. Como todos os jogos e adversários são diferentes, cada jogo tem uma abordagem diferente e tem uma história única”, acrescentou.

Tiago Costa conhece Abel há 7 anos

Tiago Costa é licenciado em Ciências do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) e se tornou Mestre em Treino de Alto Rendimento Desportivo. O primeiro contato dele com Abel Ferreira ocorreu em 2015, quando trabalhava na equipe B do Sporting Braga.

Em 2019, fixou-se na comissão técnica do treinador quando Abel foi contratado pelo PAOK, da Grécia.

Mais informações:

26ª Bienal do Livro de São Paulo
Local: Expo Center Norte – Auditório do Estande de Portugal (E62)
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme, São Paulo-SP
Informações e compra de ingressos: https://www.bienaldolivrosp.com.br

Sob comando de Abel Ferreira, Palmeiras segue quebrando tabus de mais de 2 décadas

Abel e Dudu comemoram gol do Palmeiras contra o Coritiba, durante partida válida pela décima primeira rodada do Brasileirão 2022, no Couto Pereira.
Cesar Greco

Na noite de domingo, o Palmeiras venceu o Coritiba no Couto Pereira por 2 a 0, algo que não acontecia havia 25 anos

O Palmeiras de Abel Ferreira se acostumou a quebrar longos tabus. No último domingo, a equipe fez 2 a 0 e venceu o Coritiba no estádio Couto Pereira, algo que não acontecia havia 25 anos – o último triunfo no Alto da Glória ocorrera em 25 de março de 1997, por 1 a 0.

Vale ressaltar que, apesar do período sem vitórias, o clube levantou a taça da Copa do Brasil no estádio, em 2012, após empate por 1 a 1 no duelo decisivo.

O Palmeiras é sem limites. O Palmeiras gosta de bater recordes”, disse Rony ao final do duelo. Com Abel no comando, o Palmeiras vem superando antigos tabus que duravam mais de duas décadas.

No ano passado, o Verdão deixou para trás 24 anos sem vitória sobre o Ceará como visitante, ao fazer 2 a 1 no Castelão; já em março deste ano, Rony marcou o gol do triunfo palmeirense em cima do SPFC por 1 a 0, que quebrou um jejum de 25 anos sem vencer o rival no Morumbi pelo Campeonato Paulista.

“O treinador é avaliado por resultados e títulos. Tudo que acontece é mérito de um trabalho coletivo. Sozinho não sou ninguém”, minimizou o treinador sobre o feito alcançado.

Outra conquista marcante foi a eliminação do SPFC nas quartas-de-final da Libertadores de 2021 – o Palmeiras havia chegado para aquele confronto sem nunca ter vencido o rival na competição continental.

Dudu e Rony comemoram gol do Palmeiras contra o Coritiba, durante partida válida pela décima primeira rodada do Brasileirão 2022, no Couto Pereira.
Cesar Greco

Palmeiras dominante no Brasileirão

A vitória no Couto Pereira garantiu a permanência do Palmeiras na liderança do Brasileirão e consolidou ainda mais os números do time.

Além disso, são dez jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro, sendo seis seguidos sem ser vazado.

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o Atlético-GO, às 18h, no Allianz Parque; foram vendidos 34.600 ingressos antecipadamente para o confronto, de acordo com a última parcial divulgada pelo clube, às 9h55 desta terça-feira.