Libertadores da América 2016

A Taça Libertadores da América de 2016 reuniu 38 clubes, que depois da fase preliminar foram reduzidos a 32 times em oito grupos de quatro, classificando-se os dois melhores de cada para a chave final.

O Palmeiras voltou à competição depois de três anos, num grupo que também tinha o River Plate-URU, Nacional-URU e Rosário Central-ARG. O Verdão estreou no Uruguai, contra o River, e perdeu pontos importantes ao permitir que o fraco time local arrancasse um empate.

A campanha parecia se encaminhar bem após a vitória por 2 a 0 sobre o Rosário Central, numa partida em que o Verdão jogou muito mal e foi dominado pelos argentinos, mesmo jogando em casa. As coisas realmente se complicaram quando o time acabou derrotado em casa pelo Nacional, resultado que determinou a queda do técnico Marcelo Oliveira.

Cuca assumiu o time no jogo em Montevideo, e o Palmeiras voltou a perder, passando a depender de resultados para se classificar. O bravo empate (3 a 3) arrancado em Rosário fez com que o Palmeiras precisasse vencer o River na rodada final e ainda era necessário que o Nacional ganhasse dos argentinos, em casa. Já com um estilo de jogo com o jeito do novo treinador, o Verdão fez um grande jogo e venceu por 4 a 0, mas o Nacional não se esforçou como poderia e perdeu em casa para o Rosário Central, determinando a eliminação do Palmeiras na fase de grupos.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores