0
X
0

Muito boa a apresentação dos meninos em Curitiba, aumentando o tabu do Palmeiras não perder para o Athletico para oito jogos.

Com uma linha de cinco, Matheus Fernandes distribuindo o jogo e Fabinho flutuando entre as duas linhas, o Palmeiras resistiu à pressão inicial do time da casa, equilibrou o jogo e chegou a ter uma bola na trave e quase conseguiu um pênalti.

Obviamente o ritmo do Athletico, com seu experiente time praticamente completo, prevaleceu e o domínio das ações coube ao time da casa. Foi aí que apareceram a organização e a disciplina tática de nossos meninos, algo incomum para a idade.

Diante de uma torcida atuante, com quase 20 mil pessoas no estádio, nossa molecada não se intimidou e segurou o empate como um grande resultado. Para isso, contou com uma estupenda atuação de Vinicius Silvestre, capitão do time, que aos 27 anos vai ganhando confiança a cada chance recebida.

A poucos minutos do fim do jogo, PV Gomes arriscou um pouco para tentar a vitória, ao tirar Lucas Freitas para colocar Pedro Bicalho, aumentando o poder de ligação com a velocidade dos pontas e desmontando a linha de 5. Ninguém abriu o placar, mas a ousadia precisa ser reconhecida.

Foi um belo teste para esses meninos, que tendem a ser a base do time que vai jogar o campeonato paulista a partir da última semana de janeiro – e claro, a Copa São Paulo, de volta ao calendário em 2022. A base vem forte! VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Escalação

Athletico-PR

Santos
Pedro Henrique
Zé Ivaldo
Thiago Heleno
Nicolas
Hernández
Marcinho
Erick
Fernando Canesin
Márcio Azevedo
Abner
Pedrinho
Nikão
Bissoli
Pedro Rocha
Jader
Alberto Valentim
TÉCNICO


Primeiro tempo

4'
Athletico-PR

Depois de tentativa de infiltração de Pedro Rocha na área, a zaga rebateu e Erick tentou o chute cruzado; a bola desviou na zaga e Pedro Rocha ficou com a sobra dentro da pequena área, mas Vinicius se atirou nos pés do atacante do Athletico e fechou o ângulo – a bola saiu em tiro de meta.

20'
Palmeiras

Matheus Fernandes articulou e abriu na profundidade para Garcia, que cruzou no primeiro pau; Vitinho fechou e testou firme – a bola beijou a trave esquerda de Santos e saiu pela linha de fundo.

24'
Palmeiras

Desta vez Matheus Fernandes distribuiu pela esquerda; Vanderlan cruzou e Garcia chegou testando no segundo pau, mas errou o alvo.

33'

Vitinho marcou a saída de bola, roubou de Pedro Henrique e tentou rolar para a área; Thiago Heleno deu o carrinho e interceptou a bola com a mão. O árbitro foi ao VAR e marcou falta de Vitinho na roubada de bola e salvou o CAP de ter um pênalti contra si.

41'
Athletico-PR

Pedro Rocha tabelou com Abner e entrou na área; Vinicius saiu por baixo e rachou com o atacante, que deu o último toque na bola que saiu pela linha de fundo.

46'
Athletico-PR

Canesin recebeu de Pedro Rocha livre na marca do pênalti e tocou na saída de Vinicius, que atacou a bola e fez uma enorme defesa.

48'

O árbitro encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

O Palmeiras voltou sem alterações para o segundo tempo.

16'
Athletico-PR

Após escanteio da direita, Bissoli testou no canto direito de Vinicius, que voou rasante, trocou de mão e salvou o Verdão.

24'
Athletico-PR

Após escanteio da esquerda, a bola cruzou a área e Marcinho bateu cruzado; a bola ia em direção ao poste direito mas Matheus Fernandes, na dúvida, afastou o perigo debaixo do travessão.

32'
Athletico-PR

Pedrinho entrou driblando pela esquerda e rolou para Canesin, que disparou da entrada da área – a bola saiu por cima do travessão.

34'
Athletico-PR

Nikão recebeu em velocidade pela direita, passou por Fabinho, foi ao fundo para tirar de Vinicius e tocou quase sem ângulo; mesmo assim a bola entraria se Michel não tirasse o perigo em cima da risca.

36'
Athletico-PR

Pedro Henrique bateu forte da intermediária; Vinicius pegou bem por baixo, sem rebote.

39'

Pedro Bicalho entrou no lugar de Lucas Freitas; o Palmeiras desmanchou a linha de cinco.

50'

O sempre fraco Wagner Magalhães encerrou a partida.



Notas


Jogador
Descrição
Nota
Vinicius Silvestre
Fez duas defesaças que, se virarem rotina, o credenciam até para disputar a posição com Weverton.
9
Gustavo Garcia
Compôs com perfeição a última linha, com o posicionamento sempre correto.
7
Michel
Comandou a zaga com panca de xerife. Tem futuro!
8
Naves
Doação completa; chegou a se atirar com a cabeça numa bola que tinha o endereço - e foi a nocaute.
6.5
Lucas Freitas
Jogou sério, rebatendo tudo e não dando chances aos atacantes do time da casa.
7.5
Pedro Bicalho
Jogou pouco.
s/n
Vanderlan
Não apenas fechou muito bem o lado esquerdo, como também apoiou com bons cruzamentos.
7
Fabinho
Parece que joga muito mais quando está no profissional do que na base.
7
Giovani
Pouco acionado, apareceu mais compondo a primeira linha na marcação, com muita consciência tática.
6.5
Matheus Fernandes
Aos 23 anos, parecia um veterano, comandando a molecada e cavando com propriedade um lugar de mais destaque no elenco principal.
8.5
Vitinho
Criou boas jogadas e chegou a cabecear uma bola na trave.
7
Gabriel Silva
Apareceu pouco, mas era claramente uma ameaça ao gol de Santos: com uma bola encaixada, estaria na cara do gol.
6.5
Paulo Victor Gomes
Paulo Victor Gomes
Manteve o time encaixado e até tentou ganhar o jogo no fim, arriscando um pouco o resultado. Não é medroso.
7.5