Classificado na Copa do Brasil, Palmeiras treina visando Red Bull Bragantino

Breno Lopes e Naves durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Palmeiras retornou na noite de quarta-feira de Londrina e iniciou a preparação para o duelo no Brasileirão

Após a vitória por 2 a 1 sobre a Juazeirense, na noite de ontem, em Londrina-PR, pela Copa do Brasil, o Palmeiras retornou a São Paulo e, na manhã desta quinta-feira, iniciou a preparação para o confronto diante do Red Bull Bragantino, válido pela sexta rodada do Brasileirão.

A comissão técnica comandou, inicialmente, um trabalho técnico, no qual os jogadores tinham que cumprir metas específicas estipuladas por Abel Ferreira e seus auxiliares; na sequência, um treino de finalização foi colocado em prática – os atletas tinham que arrematar da entrada da área e também após cruzamentos laterais.

Participaram da atividade apenas os atletas que não começaram jogando em Londrina. O onze inicial, por sua vez, permaneceu na parte interna do Centro de Excelência para um trabalho regenerativo.

Desfalques do Palmeiras, Luan e Gabriel Veron dão sequência à transição física

Assim como ocorreu nos últimos dias, o atacante Gabriel Veron e o zagueiro Luan, recuperados de lesões, participaram das movimentações e deram sequência a seus cronogramas de recondicionamento físico. Nesta quinta-feira, completaram-se três meses que o camisa 13 disputou seu último jogo, contra o Chelsea, na final do Mundial de Clubes.

Se por um lado a dupla está cada vez mais próxima de retornar aos gramados, de outro o técnico Abel Ferreira tem mais uma baixa. O atacante Giovani, destaque da base e que vem integrando o elenco profissional, sofreu uma entorse no tornozelo direito. O jogador sequer viajou para Londrina e pode desfalcar a equipe nos próximos jogos.

As outras ausências são o lateral-esquerdo Piquerez (lesão muscular na coxa direita), o atacante Wesley (Covid-19) e Jailson (rompimento dos ligamentos cruzados do joelho direito).

O Palmeiras volta a treinar na tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol. O duelo diante da equipe de Bragança Paulista acontece no sábado, às 16h30, no Allianz Parque.

Raphael Veiga agradece apoio da torcida em Londrina e comenta sobre Seleção Brasileira

Raphael Veiga comemora seu gol pelo Palmeiras contra a Juazeirense, durante partida válida pela fase um dezesseis avos da Copa do Brasil 2022, no Estádio do Café.
Cesar Greco

Raphael Veiga anotou o segundo gol da vitória do Palmeiras por 2 a 1 sobre a Juazeirense

O Palmeiras está classificado para as oitavas-de-final da Copa do Brasil. Após vencer o jogo de ida por 2 a 1, na Arena Barueri, o Verdão repetiu o placar contra a Juazeirense em Londrina, com gols de Danilo e Raphael Veiga.

O tento do camisa 23 saiu em uma de suas especialidades: cobrança de pênalti – são 23 acertos em 23 batidas pelo clube. Depois do jogo, em entrevista, Veiga falou sobre a marca.

“Cada pênalti é uma história diferente. Todos acham que eu fico tranquilo para bater, mas sempre dá aquele frio na barriga. Eu treino muito, pra esse jogo eu treinei para bater cruzado. Hoje a bola bateu na trave e entrou. Às vezes precisamos contar com a sorte também. Estou confiante”, declarou o jogador.

Raphael Veiga aproveitou para agradecer a presença dos palmeirenses no Estádio do Café. Apesar do mando ser da Juazeirense, as arquibancadas estavam tomadas por torcedores do Verdão.

“Agradeço a todos que vieram nos assistir aqui. Teve um pessoal que invadiu o campo, mas eu os entendo. Eles não têm muito acesso à gente e estão aproveitando”, complementou.

Raphael Veiga fala sobre Seleção Brasileira

Outro assunto da entrevista do meio-campista foi a sua não convocação para a Seleção Brasileira. Artilheiro do Palmeiras no ano, com 17 gols, Veiga admitiu que tinha expectativa de ser chamado, mas ainda mantém o sonho de vestir a camisa amarela.

“Tinha a expectativa e ainda tenho a expectativa de ir pra seleção. É um sonho, assim como ganhar a Libertadores, a Copa do Brasil. Todos esses sonhos eu tenho realizado e eu acredito que o da seleção também se realizará. Tenho que continuar trabalhando e mantendo a paz”, disse o jogador, que escutou os gritos dos torcedores pedindo sua presença na seleção. “É legal o reconhecimento deles, mostra que estou no caminho certo”, finalizou.

Classificado, o Verdão volta a campo pelo Campeonato Brasileiro. No sábado, a equipe enfrenta o Red Bull Bragantino, no Allianz Parque.

Abel Ferreira elogia seriedade do Palmeiras e avisa: “vamos testar nossos jogadores ao limite”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra a Juazeirense, durante partida válida pela fase um dezesseis avos da Copa do Brasil 2022, no Estádio do Café.
Cesar Greco

Abel Ferreira escalou os principais jogadores do Palmeiras na vitória por 2 a 1 sobre a Juazeirense

Na noite desta quarta-feira, o Palmeiras venceu a Juazeirense por 2 a 1, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, e avançou para as oitavas-de-final. Danilo, no primeiro tempo, e Raphael Veiga, na etapa final, marcaram para o Verdão.

“Ganhamos porque fomos sérios e competentes. Poderíamos ter resolvido o jogo mais cedo, mas esta equipe não nega jogar com intensidade, esforço. Cria oportunidades com muita facilidade, mesmo com adversários bem fechados. Nossa obrigação era passar e conseguimos esse objetivo”, disse Abel Ferreira após a partida, em entrevista coletiva.

Apesar de o Palmeiras vir numa maratona de jogos, o treinador optou por escalar seus principais jogadores. Foi o terceiro jogo seguido em que os atletas considerados titulares foram a campo – as únicas mudanças foram a volta de Gustavo Scarpa e a entrada de Jorge, que substituiu o lesionado Piquerez.

“Não sei como vai ser no futuro, mas vamos testar nossos jogadores ao limite, até onde der”, avisou o comandante palmeirense, que completou: “Eu tenho um apreço por esses jogadores que nunca tive com nenhuma equipe. Foi por isso que decidi ficar, por eles e pela minha família. Às vezes, a imprensa fala que eu detono tal jogador, ‘Abel detona Wesley’, não sei quem mais outro… não. Não há isso! Os admiro e sou grato por treiná-los”.

Abel Ferreira comenta sobre Danilo e Raphael Veiga

Danilo e Raphael Veiga do Palmeiras comemoram o gol marcado pelo volante contra a Juazeirense, durante partida válida pela fase um dezesseis avos da Copa do Brasil 2022, no Estádio do Café.
Cesar Greco

Além da vitória, outros assuntos na coletiva do treinador foram Danilo, convocado, e Raphael Veiga. Abel citou o desenvolvimento do camisa 28 e aproveitou para explicar seus critérios para escolher a entrada de um jogador na partida.

“[O Danilo] é um jogador fora da caixa. Quando chegamos nós apostamos nele e a aposta na formação tem a ver com isso. A velocidade do desenvolvimento não é igual para todos. Ele aproveitou uma lesão no Felipe Melo [em novembro de 2020] para conquistar espaço. E o desenvolvimento dele não vem de agora, vem dos treinos. O meu critério de escolha não tem a ver com idade, ser da base ou contratado. Tem a ver com esforço diário, exigência de treino. Cada jogador tem que estar preparado para as oportunidades que surgem. Ele, por mérito, conseguiu essa convocação”, disse Abel.

Já sobre Veiga, que novamente não foi chamado para a Seleção Brasileira, o treinador respondeu:

“Disse para o Veiga que tudo acontece no tempo de Deus. O que mais me impressiona nele não é o que ele joga com bola, sua marcação, seus pênaltis ou os dribles. Ele é um jogador completo. Quando precisa correr pra trás, ele ajuda. O que me impressiona é o seu compromisso, o jogador robusto que ele é. A única coisa que peço é que ele não seja vendido na janela de transferência que abrir. Sobre ser convocado ou não, é trabalho do selecionador. Que ele se lembre sempre como foi para chegar neste nível, o desafio é manter”, finalizou.

O Palmeiras volta a campo neste sábado para enfrentar o Red Bull Bragantino, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro.

Rafael Navarro pede “atenção especial” contra Juazeirense e projeta duelo

Rafael Navarro durante desembarque do Palmeiras, em hotel de concentração da equipe, em Londrina.
Cesar Greco

Artilheiro da Libertadores, Rafael Navarro quer brilhar também no Brasileirão e na Copa do Brasil

O Palmeiras entra em campo na noite desta quarta-feira para enfrentar a Juazeirense, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Após vencer a ida por 2 a 1, na Arena Barueri, o Verdão joga pelo empate para se classificar às oitavas-de-final.

Para o Palmeiras não ser novamente surpreendido na competição, como aconteceu na edição passada quando o clube caiu para o CRB, Rafael Navarro quer a equipe concentrada e com “atenção especial” ao adversário.

“Será mais um jogo importante para a gente, toda a equipe está com a confiança lá em cima. Vamos procurar fazer o que a gente trabalhou durante a semana e voltar com a classificação. Temos que ter uma atenção especial com a Juazeirense para não dar bobeira. Então, vamos concentrados e focados para fazermos um bom jogo”, disse Navarro à TV Palmeiras/FAM.

Apesar do mando do jogo ser da Juazeirense, a partida acontecerá em Londrina-PR, no Estádio do Café. As arquibancadas do local devem ficar tomadas por palmeirenses.

“A nossa torcida é sempre um diferencial, a energia que eles passam para a gente é muito positiva. Será muito importante a presença deles em Londrina”, completou o camisa 29 do Verdão.

Rafael Navarro quer balançar as redes nos torneios nacionais

Artilheiro da Copa Libertadores com sete gols marcados, Rafael Navarro quer aproveitar o bom momento na temporada para também deixar sua marca nos campeonatos nacionais, como o Brasileirão e a Copa do Brasil. O jogador não vem sendo titular, mas entra com frequência nas partidas.

“É uma alegria imensa ser o artilheiro da Libertadores no momento, não tenho nem palavras para explicar o que estou vivendo. Mas agora quero transferir esses gols para o Brasileirão e para a Copa do Brasil, para ajudar a equipe”, finalizou.

Na temporada, Rafael Navarro é o terceiro na lista dos artilheiros, atrás de Rony, que marcou oito gols, e Raphael Veiga, que fez 14.

Palmeiras realiza treino tático e encerra preparação para enfrentar a Juazeirense

Atletas do Palmeiras durante treino na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Recuperados, Gabriel Veron e Luan participaram do treino tático

Na manhã desta terça-feira, a comissão técnica do Palmeiras comandou a última atividade em preparação ao confronto diante da Juazeirense, que acontece amanhã em Londrina-PR, às 19h, pela Copa do Brasil.

Abel Ferreira e seus auxiliares comandaram um treino tático. O grupo foi dividido em dois times para aprimorar a saída de bola, construção de jogada, transição e outros aspectos de jogo. Na sequência, parte do elenco realizou treino de finalização.

O lateral-esquerdo Piquerez e o atacante Wesley, ausências na atividade de ontem, são desfalques certos para o jogo contra a equipe baiana, bem como o volante Jailson, que rompeu os ligamentos cruzados do joelho direito.

Luan e Gabriel Veron participam do treino tático

Luan é alvo de ovada em comemoração ao seu aniversário após treino do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Assim como ocorreu no treino de segunda-feira, o atacante Gabriel Veron e o zagueiro Luan participaram de parte das atividades integrados ao elenco. Os dois estão recuperados de suas lesões e estão em fase final do trabalho de recondicionamento físico. Contudo, a dupla ainda não deve ser relacionada para o jogo de amanhã.

Ao final do treinamento, Luan, aniversariante do dia, recebeu a tradicional ovada dos companheiros. Confira o vídeo:

O Palmeiras venceu a partida de ida por 2 a 1 e joga pelo empate para se classificar às oitavas-de-final da Copa do Brasil.