Uruguaios se impressionam com torcida do Palmeiras: “Qualidade é melhor que quantidade”

A torcida do Palmeiras no jogo contra o Flamengo, durante partida final da Libertadores 2021, no Estádio Centenário.
Cesar Greco

Mesmo não preenchendo todo o espaço destinado na arquibancada, torcida do Palmeiras foi fundamental na conquista do tri da Libertadores

O Palmeiras viajou até Montevidéu, no Uruguai, para jogar a final da Copa Libertadores contra o Flamengo e venceu o adversário por 2 a 1, na prorrogação, com gols de Raphael Veiga e Deyverson.

Para vencer, o Verdão contou com muita ajuda dos seus torcedores na arquibancada do estádio Centenário. Apesar de estarem em menor número em comparação aos flamenguistas, os palmeirenses fizeram mais barulho que os rivais e incentivaram o Palmeiras do início ao fim da partida.

A festa dos torcedores do Palmeiras impressionou os uruguaios que estavam no estádio e os que assistiram ao jogo pela televisão.

Confira algumas reações dos uruguaios sobre a torcida do Palmeiras em Montevidéu:

*Até mesmo os torcedores do Flamengo admitiram a superioridade dos palmeirenses

No estádio Centenário, Palmeiras faz reconhecimento antes do último treino

Joaquín Piquerez, Benjamín Kuscevic e Vinicius Silvestre do Palmeiras, durante reconhecimento de campo, no Estádio Centenário, em Montevidéu.
Cesar Greco

Por cerca de 25 minutos, comissão técnica e jogadores do Palmeiras caminharam por todo o gramado do Centenário

Horas antes de realizar seu último treino no estádio Gran Parque Central, o Palmeiras visitou o Centenário, palco da grande final, e fez o reconhecimento do estádio e do gramado. Os atletas não realizaram nenhum tipo de atividade, apenas caminharam e observaram o local.

Jogadores e comissão técnica permaneceram por cerca de 25 minutos no estádio e aproveitaram para tirar fotos e gravar vídeos.

“É um privilégio estar aqui neste templo do futebol, um estádio que tem muita história. Temos que desfrutar. Temos que impor o nosso jogo”, disse Abel Ferreira minutos antes, em entrevista coletiva.

Já o volante Felipe Melo, que disputou uma partida no Centenário, afirmou que “jogar em um estádio como esse é muito importante. Joguei duas vezes aqui pela Seleção e venci as duas. Quero defender esse 100% [de retrospecto]. Sei que são outros tempos, outro jogo. Será uma partida que mexe muito com o psicológico. Mais do que a história ou o palco, o psicológico de você não errar é o mais importante. E a gente trabalha a parte técnica, tática e o mental”.

A final diante do Flamengo será o 24ª jogo do Verdão no Centenário, sendo que a primeira vez ocorreu há mais de 74 anos, em 23 de janeiro de 1947, em um jogo contra o Boca Juniors (vencido por 3 a 2 pelo Palmeiras), pelo torneio Taça do Atlântico. Até o momento, o retrospecto da equipe palmeirense no estádio é de 10 vitórias, 5 empates e 8 derrotas, com 31 gols marcados e 21 sofridos.

Confira algumas imagens do Palmeiras no Centenário