Palmeiras x Deportivo Táchira: mais de 27 mil ingressos vendidos

Palmeiras x Deportivo Táchira: mais de 24 mil ingressos vendidos.
Reprodução

Palmeiras enfrenta o Deportivo Táchira podendo garantir a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores

Líder do Grupo A e com 100% de aproveitamento na Libertadores, o Palmeiras entra em campo na noite desta terça-feira, no Allianz Parque, para enfrentar o Deportivo Táchira, em partida válida pela última rodada da fase de grupos.

De acordo com a última parcial divulgada pelo clube, 27.100 ingressos foram vendidos antecipadamente. As entradas estão sendo comercializadas através do site Ingressos Palmeiras e apenas os ingressos para o setor Gol Norte estão esgotados.

O clube manteve os mesmos valores estabelecidos para o jogo anterior, diante do Emelec. Confira:

Palmeiras x Deportivo Táchira: mais de 24 mil ingressos vendidos

Palmeiras volta a enfrentar o Deportivo Táchira em seu estádio após 16 anos

Gamarra em disputa pelo Palmeiras em jogo contra o Deportivo Táchira, válido pela Libertadores 2006, no Palestra Itália. Hoje, no Allianz Parque, o Palmeiras volta a enfrentar o Deportivo Táchira em seu estádio após 16 anos.
Reprodução

Palmeiras e Deportivo Táchira já se enfrentaram duas vezes na História na casa do Verdão, sendo que o último encontro ocorreu há mais de 16 anos, no dia 25 de janeiro de 2006.

À época, as duas equipes disputavam uma vaga na fase de grupos da Libertadores. O primeiro jogo, disputado no Palestra Italia, terminou em 2 a 0 para o Verdão, com gols de Marcinho e Gamarra, para 28.979 palmeirenses presentes ao estádio – o Palmeiras confirmaria a passagem à fase seguinte com uma vitória na Venezuela, por 4 a 2.

O outro duelo entre as equipes no estádio do Palmeiras aconteceu em março de 2005, também pela Libertadores, e terminou em triunfo palmeirense por 3 a 0.

Jorge fala da sequência, Piquerez avança na recuperação e treino técnico: a segunda-feira do Palmeiras

O preparador físico Marco Aurélio e os jogadores Jorge, Rafael Navarro, Benjamín Kuscevic e Rony, durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Ainda sem Piquerez, Palmeiras enfrenta o Deportivo Táchira nesta terça-feira podendo confirmar a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores

Na manhã desta segunda-feira, na Academia de Futebol, os jogadores do Palmeiras deram sequência à preparação para o confronto diante do Deportivo Táchira-VEN, pela Libertadores, que acontece nesta terça-feira, às 21h30, no Allianz Parque. Abel Ferreira e seus auxiliares comandaram duas atividades técnicas em campo reduzido.

A novidade do dia ficou por conta do lateral-esquerdo Piquerez, que avançou na recuperação da lesão na coxa direita e iniciou o processo de transição física. O uruguaio fez alguns trabalhos com bola à parte, junto aos profissionais do Núcleo de Saúde e Performance.

Luan e Gabriel Veron seguiram seus cronogramas individualizados de recondicionamento físico. O zagueiro não atua desde a final do Mundial de Clubes; enquanto o atacante entrou em campo pela última vez na goleada do Verdão sobre o Independiente Petrolero, na Bolívia, por 5 a 0.

Como de costume, a comissão técnica deve comandar amanhã, no período da manhã, a última movimentação para o duelo contra os venezuelanos. Com uma inflamação no tendão da perna direita, Mayke segue como desfalque; já a presença de Raphael Veiga ainda é incerta – o camisa 23 desfalcou o Verdão no último sábado após ser diagnosticado com uma virose.

Substituto de Piquerez no Palmeiras, Jorge comenta sequência

Joaquín Piquerez durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Ao final do treinamento, o lateral-esquerdo Jorge falou sobre sua sequência na equipe – o camisa 6 atuou nas últimas cinco partidas e atingiu sua maior sequência desde que foi contratado.

“Essa sequência que estou tendo, com cinco jogos e quatro vitórias, é muito importante para mim. É sempre bom estar jogando e ganhando. A minha avaliação individual é de que venho evoluindo no dia a dia, venho conversando bastante com a comissão técnica e querendo sempre melhorar no que erro nas partidas para poder acertar nas próximas”, disse o lateral.

Jorge vem atuando desde a lesão de Piquerez. Recentemente, o jogador sofreu um ataque de dois indivíduos próximo à Academia de Futebol e teve o vidro do seu carro quebrado. Apesar do episódio, o lateral se diz feliz no Verdão.

“A minha felicidade aqui é imensa. Desde quando aceitei a oportunidade de vir ao Palmeiras, eu sabia da importância de voltar ao Brasil para um grande clube. Sabia também da qualidade do grupo e, sobretudo, da pressão. Todo jogador de alto nível precisa estar sempre focado e me sinto muito feliz porque os meus companheiros estão sempre me apoiando, conversando e brincando comigo e isso é importante para estarmos leves e felizes no trabalho”, completou.

Gabriel Menino celebra oportunidade como titular e agradece a Abel Ferreira

Gabriel Menino do Palmeiras em disputa com Rodríguez do Emelec, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Titular contra o Emelec, Gabriel Menino não iniciava uma partida entre os onze desde o dia 20 de março

O meio-campista Gabriel Menino voltou a aparecer entre os titulares do Palmeiras após quase dois meses. Contra o Emelec, na última quarta-feira, o jogador compôs o meio de campo junto a Danilo e Atuesta. A última vez que havia sido escalado entre os onze iniciais foi em 20 de março, no empate em 1 a 1 com o Red Bull Bragantino, ainda pela primeira fase do Paulistão.

“Nosso elenco é muito competitivo. Eu venho trabalhando bastante, estava em busca desta oportunidade e quero agradecer a Deus e ao Abel por ter confiado no meu trabalho. Agora é continuar e tentar ser um pouco melhor a cada dia para aparecerem mais oportunidades como essa”, disse o jogador.

Depois de um grande início no profissional do Palmeiras, no qual tornou-se titular e foi convocado para a Seleção Brasileira, Menino busca retomar o espaço no elenco do Verdão. Da temporada passada até o início da atual, o camisa 25 sofreu com lesões no tornozelo, apresentou-se abaixo do esperado quando estava 100% e ficou atrás na lista de opções do treinador.

“Eu uso uma frase comigo que é ‘pés no chão, olhos na lua’. Então, venho guardando isso, tenho minha humildade de sempre e serei o mesmo quando estiver bem e quando estiver mal. É me manter focado, não me exaltar muito quando estiver bem, nem me cobrar demais quando eu estiver mal. É manter o foco e a confiança”, complementou.

Diante do Emelec, Menino permaneceu em campo por 76 minutos. De acordo com o site de estatísticas SofaScore, o versátil jogador acertou 88% dos passes (37/42), 67% dos lançamentos e tentou cinco dribles, com sucesso em três oportunidades. Defensivamente, ganhou oito dos 13 duelos que disputou, tanto pelo chão quanto pelo alto, e fez três desarmes.

Na atual temporada, contabiliza dez partidas, sendo três como titular, e ainda não foi às redes.

Gabriel Menino fala sobre confronto contra o Juventude

Após a vitória na Libertadores, o Verdão direciona o foco novamente para o Campeonato Brasileiro. Neste sábado, às 19h, a equipe enfrenta o Juventude, em Caxias do Sul, em partida válida pela sétima rodada. No ano passado, o Palmeiras venceu o adversário por 3 a 0, com gols de Deyverson, Breno Lopes e William Matheus (contra).

“Nem me fale do frio que estará lá no Sul, no ano passado estava 3 graus com sensação térmica de -2. Mas vamos lá em busca do nosso objetivo que é vencer e subir mais na tabela de classificação”, concluiu Gabriel Menino.

Atualmente, o Palmeiras ocupa a 9ª colocação e está a quatro pontos do líder da competição.

Após alcançar feito inédito, Danilo fala sobre futuro no Palmeiras

Danilo comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Emelec, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Danilo comentou a afirmação da presidente Leila Pereira sobre sua permanência

O meio-campista Danilo decidiu mais uma partida para o Palmeiras. Na noite de quarta-feira, o jogador marcou o gol do triunfo palmeirense por 1 a 0, sobre o Emelec-EQU, que manteve o Verdão com 100% de aproveitamento na Libertadores e mais próximo de alcançar a melhor campanha da fase de grupos.

“Seguimos com 100%, mas ainda falta mais uma partida para garantirmos a melhor campanha. O jogo foi difícil, mas graças a Deus o Navarro conseguiu dar uma casquinha e eu fiz o gol da vitória do Palmeiras”, disse Danilo.

Com o gol diante dos equatorianos, o camisa 28 alcançou um feito inédito em sua carreira: ir às redes em três jogos seguidos. Além do Emelec, o atleta marcou contra a Juazeirense, na Copa do Brasil, e diante do Red Bull Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro. Na atual temporada, tem seis gols anotados e é o quarto maior goleador do elenco, atrás de Raphael Veiga (16), Rony (8) e Rafael Navarro (7).

Convocado para a Seleção Brasileira e uma das principais peças no elenco do Palmeiras de Abel Ferreira, Danilo é um jogador que terá rendido sucesso esportivo e financeiro ao clube ao final de sua passagem. De acordo com a presidente Leila Pereira, no entanto, os frutos econômicos não virão na próxima janela de transferência e garantiu a permanência do jogador. “Na janela do meio do ano, o Danilo fica. Pode cravar”, decretou a mandatária.

Depois do jogo, o prata-da-casa comentou sobre o assunto, mostrou-se tranquilo e deixou seu futuro nas mãos do Palmeiras e de seus empresários. “O que ela falou, está falado (risos). A Leila, meus empresários, o clube acertam lá o que eles têm que acertar lá. Eu ainda não sei de nada”, declarou.

Danilo agradece Abel Ferreira

Danilo foi eleito pela Conmebol o melhor jogador da partida. Na entrevista coletiva, o meio-campista atribuiu parte de seu sucesso ao técnico Abel Ferreira.

“Tenho vivido um ótimo momento. Como sempre falo, tudo é no tempo de Deus. O Abel me ajuda desde sua chegada ao clube. Tenho que continuar trabalhando, independentemente da convocação. Acredito que eu só fui convocado porque ele me deu oportunidade e dentro de campo eu assumi meu papel”, finalizou.

Com Danilo, o Verdão volta a campo neste sábado para encarar o Juventude, pelo Campeonato Brasileiro. O duelo acontecerá no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Abel analisa vitória do Palmeiras e comenta sobre ataque sofrido por Jorge

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Emelec, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Em entrevista coletiva, Abel falou também sobre o novo jogador do Palmeiras, Miguel Merentiel

O Palmeiras recebeu o Emelec, na noite desta quarta-feira, pela Libertadores, e venceu o adversário por 1 a 0, com gol de Danilo. Com o triunfo, o Verdão manteve o 100% de aproveitamento e está mais próximo de alcançar a melhor campanha da fase de grupos.

Ao final da partida, o técnico Abel Ferreira fez uma análise da vitória e explicou também a escalação inicial, que foi alternativa.

“Finalizamos 22 vezes contra o gol do Emelec, criamos para fazer 3 ou 4 gols, fomos dinâmicos. Mas, mesmo sendo superiores o jogo inteiro, poderíamos ter levado o empate no fim. O futebol é isso. Tem equipes que acabam por vencer suas partidas sem dar um arremate ao gol, o futebol é o único esporte em que isso é possível. A única constante no futebol é a incerteza”, disse o treinador, em entrevista coletiva.

“[Sobre a escalação inicial] optei por escalar alguns titulares, como o goleiro, o zagueiro, o meio-campista e o atacante, que são a espinha dorsal do time. O resto eu troquei como já fiz diversas vezes, e a equipe correspondeu”, complementou.

Além da vitória em cima dos equatorianos, o treinador comentou também sobre o ataque sofrido pelo lateral-esquerdo Jorge, na manhã da última terça-feira, próximo à Academia de Futebol, em que o jogador sofreu ameaças verbais e teve o vidro do carro danificado. Abel fez uma reflexão e pontuou a responsabilidade da imprensa neste tipo de caso.

“A responsabilidade também é de vocês [da imprensa]. Vocês querem sempre achar um culpado, um vilão. Nós colhemos aquilo que plantamos. As agressões não são só físicas, são verbais. Muitos são sensacionalistas, querem cliques, mas isso tem um retorno, que é a violência. Quem tem o microfone, seja jogador, treinador ou profissional da imprensa, tem uma responsabilidade imensa. Se não tivermos ciência dessa responsabilidade, vamos continuar vendo esses atos isolados”, disse ele.

“Somos uma família de trabalho. Esses jogadores se dedicam muito, as pessoas não imaginam, eles dormem mais vezes no Palmeiras do que em suas casas”, prosseguiu.

Abel comenta nova contratação do Palmeiras

Outro assunto da coletiva do treinador palmeirense foi o atacante uruguaio Miguel Merentiel, anunciado como novo reforço da equipe nesta quarta-feira. O comandante citou algumas características do jogador e pediu calma.

“Encontramos um jogador que pode melhorar e ajudar o que já temos, Navarro e Rony, apesar de [o Merentiel] só poder ser utilizado daqui a dois meses, que são mais ou menos 18 jogos. Já sei que essa camisa pesa muito. Vão querer que faça 15 gols logo, e se não fizer, não presta. Temos que perceber que os jogadores não são máquinas. Tem que ter tempo de adaptação para a exigência do treino e a exigência da forma de jogar da nossa equipe”, declarou.

“Que todos tenham paciência. O treinador vai ter, os jogadores vão ter. Não sei se a comunicação social vai ter. Vocês querem, e os torcedores querem, jogadores de renome, mas que venham aqui acabar a carreira. Não quero jogadores que venham aqui para acabar a carreira. Quero jogadores que possam continuar a crescer na carreira”, acrescentou Abel, que finalizou.

“É um jogador que demonstrou muita vontade de vir, tem mais características de profundidade, mais agudo. Não gosto de centroavante que fica à espera da bola, gosto de centroavantes móveis. Mas, porventura, vamos ainda à procura que outro possa nos ajudar nessa função”.

O Palmeiras volta a campo no próximo dia 21 para enfrentar o Juventude, pelo Campeonato Brasileiro. O duelo ocorre na casa do adversário, em Caxias do Sul.