Atuesta comenta qual foi a pior parte da recuperação e celebra volta aos gramados: “Só tento desfrutar”

Aníbal Moreno e Eduard Atuesta durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Atuesta lesionou o joelho em fevereiro do ano passado e passou 10 meses sem atuar

2024 é um recomeço para Atuesta no Palmeiras. O colombiano lesionou o joelho em fevereiro do ano passado e só voltou a jogar na última partida do Campeonato Brasileiro, no dia 6 de dezembro. Agora, o camisa 20 quer desfrutar e ter continuidade.

“O departamento médico, os fisioterapeutas, psicóloga, todos foram importantes para mim. Com a ajuda deles, é mais fácil entregar seu 100%. Agradeço a Deus por me permitir voltar e só tento desfrutar. O que eu mais gosto de fazer é jogar bola. O apoio de todos têm me ajudado a voltar bem na pré-temporada, começar o ano bem, e espero continuar desse mesmo jeito”, disse.

Para Atuesta, manter-se bem mentalmente foi um processo mais árduo do que recuperar fisicamente. “O ano passado foi muito difícil, de verdade. Não só fisicamente, mentalmente também. É ainda mais difícil que a parte física. Mas, graças a Deus, consegui voltar no mesmo ano, ganhamos o título e fiquei muito feliz porque consegui voltar antes do término do campeonato. Foi algo bonito para mim”, complementou.

Atuesta quer a Libertadores

Diante do Novorizontino, o meio-campista entrou no segundo tempo e substituiu Raphael Veiga. No clube desde 2022, Atuesta quer vencer a Libertadores.

“Coletivamente, desde que cheguei aqui, os objetivos são muito claros, que é ganhar sempre. Qualquer jogo. É trabalhar ao máximo, preparar-se da melhor maneira para enfrentar todos esses objetivos. Eu ainda não consegui ganhar a Libertadores aqui, é um sonho que espero concretizar. Não só para mim, mas para outros atletas que chegaram e não tiveram a oportunidade de ganhar também. Nosso objetivo é ganhar todos os jogos que disputamos”, finalizou.

Durante a pré-temporada, Atuesta foi um dos destaques do Palmeiras. Ele disputou todos os jogos-treino e marcou dois gols.

Abel cita finalizações, dá méritos a Romero e diz: “Perco e ganho com as minhas ideias”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Boca Juniors, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Ao ser questionado sobre a escalação inicial, Abel afirmou ter feito o melhor para o Palmeiras

Para o técnico Abel Ferreira, o resultado final do duelo entre Palmeiras e Boca Juniors não foi justo. Em coletiva após o empate em 1 a 1 e a desclassificação palmeirense nos pênaltis, o treinador citou as chances criadas pelo time ao longo do duelo.

“Nosso adversário marcou no primeiro chute a gol, eles se fecharam bem, fizeram marcações individuais, foi difícil encontrar espaços. No segundo tempo invertemos a construção, fixamos o Piquerez na linha de zaga e penso que fomos melhores. Finalizamos 24 vezes, mas o resultado não quis que fizéssemos mais um gol. Criamos o suficiente ao longo do jogo para sair com outro resultado”, comentou.

A mudança de postura do time na segunda etapa ocorreu após as entradas de Endrick e Kevin, no intervalo, e de Luis Guilherme, na parte final. Para o treinador, no entanto, não foram as peças que mudaram o time, e sim sua alteração tática na equipe.

“Não foi a entrada da molecada, foi a alteração no sistema que eu fiz do primeiro para o segundo tempo”, relatou o treinador, que continuou sendo questionado sobre a escalação inicial e as entradas dos jovens somente no segundo tempo.

“Perco e ganho com as minhas ideias, não com as ideias dos outros. Tudo que eu faço dentro clube é o melhor com os recursos que temos e potenciar todos ao máximo. É isso que vou continuar a fazer, pra isso que estou no clube diariamente”, disse.

“Quem é o treinador desta equipe? Quem é que faz tudo para o Palmeiras ganhar? Quem é que está com eles todo dia? Então, é isso. Não tenho mais nada a falar”, falou Abel, que prosseguiu.

“Entendo as perguntas sobre os garotos, esses “se” que vocês perguntam, mas o futebol é assim. Vejo o futebol de um jeito, e é por isso que sou treinador e vocês jornalistas. Queríamos muito estar na final, mas o Boca venceu. O goleiro do Boca fez a diferença, ele sim fez a diferença. Seguimos o nosso plano, mas desta vez houve o goleiro do adversário que não deixou seguirmos no caminho”, concluiu.

O Palmeiras volta agora as atenções ao Campeonato Brasileiro. No domingo, a equipe enfrenta o Santos, na Arena Barueri.

Confira outros trechos da coletiva de Abel Ferreira

– Jovens jogadores

“Aqui há muita meritocracia, desde quando cheguei. O Luis Guilherme e o Kevin integraram o grupo no meio do ano e estão muito bem. Endrick jogou contra o Grêmio e diante do Bragantino e estava preparado para entrar. Nós seguimos o plano, só que desta vez as coisas não deram certo”.

– Balanço do ano

“Ainda é cedo para fazer o balanço do ano, seja pessoal ou coletivo. Começamos o ano muito bem, tivemos alguns contratempos, mas foram esses contratempos que nos deram a oportunidade de utilizar o Kevin e o Luis Guilherme”.

– Brasileirão

“Não vou alterar aquilo que eu digo. Eles [o Botafogo] têm tudo para ser campeões”.

Weverton lamenta desclassificação e fala em “tranquilidade” para seguir na temporada

Weverton em jogo do Palmeiras contra o Boca Juniors, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2023 , no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Weverton também comentou sobre a disputa de pênaltis e citou falta de emocional ao Palmeiras

O Palmeiras não conseguiu superar o Boca Juniors e deixa a Libertadores na semifinal. O Verdão empatou o jogo em 1 a 1 no tempo normal e foi derrotado nos pênaltis por 4 a 2.

Ao final do jogo, o goleiro Weverton, um dos capitães da equipe, falou sobre a partida. O camisa 21 destacou a melhora do Verdão no segundo tempo, mas lamentou a falta de “emocional” do time nos pênaltis.

“A gente não fez um bom primeiro tempo, mas melhoramos no segundo. Queríamos ganhar o jogo nos 90 minutos. Infelizmente não conseguimos. Criamos bastante no segundo tempo, empatamos e buscamos até o último minuto. Nos pênaltis o emocional conta muito também, não fomos bem”, disse o goleiro.

Nas penalidades máximas, Weverton defendeu a primeira cobrança do Boca, batida por Cavani. Entretanto, Raphael Veiga e Gustavo Gómez pararam no arqueiro adversário. Os gols palmeirenses nas cobranças foram feitos por Kevin e Piquerez.

Tranquilidade para seguir, diz Weverton

Fora da Libertadores, o Palmeiras jogará até o final o Campeonato Brasileiro. A equipe ocupa atualmente a quarta colocação e está oito pontos atrás do Botafogo, que lidera a competição.

Para Weverton, o Verdão precisa “ter tranquilidade para seguir o trabalho”. “Lamentamos o que aconteceu, mas precisamos seguir fazendo o nosso melhor para que terminemos bem o Brasileirão”, finalizou.

O Palmeiras volta a campo no domingo para enfrentar o Santos, na Arena Barueri.

Pré-jogo Palmeiras x Boca Juniors – Libertadores da América 2023

Pré-jogo Palmeiras x Boca Juniors

Pré-jogo Palmeiras x Boca Juniors – Libertadores da América 2023

Estádio: Allianz Parque
Data e Horário: 05/10/2023 21h30

Transmissão

ESPN

ESPN

Star+

Star+

Na noite desta quinta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras decide a vaga na grande final da Libertadores da América, quando recebe o Boca Juniors, da Argentina.

Depois de arrancar um bom empate na Bombonera, o Verdão tenta garantir, sem precisar dos pênaltis, mais uma presença na partida final, que será disputada no Maracanã. Para isso, precisa vencer por qualquer placar.

Escalação do Palmeiras

Palmeiras

DESFALQUE
Lesionado:
Dudu

Seguindo a lógica, Abel Ferreira deve escalar o mesmo time que trouxe o 0 a 0 de Buenos Aires, até porque nenhum deles saiu jogando no domingo, contra o Bragantino. A diferença pode estar na forma de jogar, retomando o tradicional 4-2-3-1, em vez de usar Marcos Rocha como zagueiro.

Assim, a provável equipe para enfrentar os argentinos é Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Zé Rafael e Gabriel Menino; Mayke, Raphael Veiga e Artur; Rony. Mas vai que Endrick, com sua ótima atuação no domingo, tenha sensibilizado nosso treinador…

Escalação do Boca Juniors

Boca Juniors

No Boca Juniors, o técnico Jorge Almirón recebeu a notícia que Figal e Rojo, que eram dúvidas por questões físicas, foram liberados. A escalação deve ser a mesma do jogo da semana passada, na Bombonera.

Com o mesmo plano tático do jogo da ida, a formação inicial será Sergio Romero; Luis Advíncula, Nicolás Figal, Marcos Rojo e Frank Fabra; Cristian Medina, Pol Fernández, Equi Fernández e Valentín Barco; Edinson Cavani e Miguel Merentiel.

Números

  • Em 26 jogos, a vantagem no confronto é do Palmeiras – mas o empate é o resultado mais comum. Foram 8 vitórias do Verdão contra 4 dos argentinos, mais 14 empates;
  • Como mandante, a estatística é exatamente a metade do confronto geral: 4 vitórias, 7 empates e 2 derrotas;
  • Houve dois jogos no Allianz Parque válidos pela Libertadores de 2018, um pela fase de grupos e um pelas semifinais – ambos terminaram empatados;
  • Em 11 jogos válidos pela Libertadores, as duas equipes empataram 7 vezes, com duas vitórias para cada lado;
  • Faça os cruzamentos de dados históricos como quiser usando nosso Almanaque. Clique aqui!

Odds

O Palmeiras, jogando em casa, tem todo o favoritismo do mercado para vencer o jogo e conquistar a vaga. Os principais sites de aposta pagarão, em média, para cada real aplicado:

No calendário

A data não ajuda, mas quem se importa? Dos 15 jogos que já disputou no dia 5 de outubro, o Palmeiras só venceu 6 vezes e perdeu 9. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Merentiel

Merentiel
2022 a 2023

Arbitragem

Andrés Matonte

Árbitro Principal:
Andrés Matonte

Leodán González

VAR:
Leodán González

Previsão do tempo

Temperatura: 17°C
Chuva: Não há previsão de chuva
Vento: ESE – 19km/h
Umidade: 79%

Parpite

Abel sempre tem um plano e Jorge Almirón será pego no contrapé. Ao melhor estilo da semi de 1999, quando o Palmeiras já vencia o River por 2 gols aos 18 minutos de jogo, celebraremos a classificação com muito menos tensão do que se imagina.

Dá Verdão: 3 a 0, com gols de Artur, Gabriel Menino e Breno Lopes, para 40.789 pagantes, que correrão para a Internet para reservar hotéis no Rio de Janeiro. Faltam só duas partidas para a Glória Eterna, pela quarta vez. VAMOS PALMEIRAS!

Palmeiras aprimora fundamentos e finaliza preparação para enfrentar o Boca Juniors

Zé Rafael durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Após empate em 0 a 0 na Bombonera, o Palmeiras busca a vitória para se classificar à final da Libertadores

O Palmeiras encerrou a preparação para o duelo decisivo contra o Boca Juniors nesta quarta-feira, em atividade realizada na Academia de Futebol. O confronto diante dos argentinos, válido pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores, acontece às 21h30 desta quinta, no Allianz Parque.

A comissão técnica comandou atividades com foco nos fundamentos. Os jogadores aprimoraram cruzamentos, finalizações e também trabalharam alguns conceitos específicos de jogo. Por fim, os atletas participaram de um treino recreativo.

O técnico Abel Ferreira conta com quase todo o elenco à disposição. Os únicos desfalques são Dudu (lesão no joelho) e Atuesta (transição física).

Após empate em 0 a 0 em Buenos Aires, o Palmeiras precisa vencer o Boca por qualquer placar no Allianz para chegar à sétima final da competição continental. Em caso de um novo empate, a decisão será nos pênaltis.

Gustavo Gómez destaca importância da torcida do Palmeiras

Gustavo Gómez durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Capitão do Palmeiras, Gustavo Gómez concedeu entrevista após o treinamento e falou do papel importante que a torcida terá para o sucesso da equipe no duelo. De acordo com a última parcial divulgada pelo clube, 36.700 ingressos foram vendidos antecipadamente.

“O Palmeiras se impõe muito quando joga em casa, a torcida faz um trabalho fenomenal. Nos ajuda muito para podermos pressionar o adversário, é fundamental. Contamos com a ajuda deles também. Todos juntos, podemos fazer história mais uma vez”, disse o camisa 15.