Abel lamenta falta de agressividade do Palmeiras em derrota no Derby

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o SCCP, válido pela vigésima primeira rodada do Brasileirão 2021, no Itaquerão.
Cesar Greco

Abel também projetou o duelo contra o Atlético-MG e destacou que trabalhará o psicológico dos atletas

O Palmeiras encarou o SCCP na noite deste sábado, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, e saiu derrotado de Itaquera por 2 a 1 – Gabriel Menino, aos 46 minutos do primeiro tempo, foi o autor do único gol palmeirense.

Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico Abel Ferreira fez uma análise do duelo e apontou a falta de agressividade da equipe como um dos principais fatores para a derrota.

“O SCCP é uma equipe que espera mais e sai em transição. Nós conseguimos chegar aos corredores e sair bem de trás. Conseguimos também criar oportunidades mesmo com o adversário defendendo em bloco baixo. O primeiro tempo foi muito equilibrado, mas sofremos um gol em um lance que faltou agressividade e isso não pode faltar em um Derby. Nós temos que ganhar as divididas e não podemos sofrer um gol dessa maneira. Mas a equipe manteve a serenidade e continuou impondo seu jogo e alcançamos o empate com toda a justiça”, avaliou.

“Na segunda parte, antes de levarmos o gol nós tivemos quatro boas oportunidades e o futebol é isso: quem não faz é penalizado. Então não adianta dizermos que jogamos bem e arrematamos bem mais que o nosso adversário (16 contra 8), porque no final eles ganharam e o jogo foi resolvido através de uma ação individual de um jogador”, acrescentou.

O primeiro gol do rival, comentado pelo técnico, aconteceu depois que Luan e Patrick de Paula perderam divididas com Renato Augusto no início da jogada.

“Nós precisaremos rever e mostrar aos jogadores, principalmente a um atleta em particular, a jogada do primeiro gol que sofremos. Agressividade e experiência competitiva ganhamos apenas jogando. Temos uma regra que, após a perda de bola, temos que fazer falta e ser combativos. Isso é muito claro para os nossos jogadores”, comentou.

Apesar da derrota complicar um pouco mais as chances de título no Brasileiro, o comandante afirmou que o campeonato ainda está aberto e avisou: “eu não joguei a toalha”. 

Abel fala sobre o jogo contra o Atlético-MG, na terça-feira

O Palmeiras volta as atenções para a Copa Libertadores, quando enfrentará na próxima terça-feira o Atlético-MG pelo segundo jogo da semifinal. Após empatar o jogo de ida em 0 a 0, o Verdão joga por outra igualdade, desde que com gols, para tentar chegar à final.

Para Abel Ferreira, além dos trabalhos técnicos e táticos, os próximos dias serão importantes para trabalhar a parte mental dos jogadores.

“No próximo jogo estaremos prontos, concentrados. As regras das 24 horas servem tanto para vitórias quanto para as derrotas. O jogador brasileiro tem muita qualidade técnica e é bom fisicamente, mas ainda é preciso melhorar a parte mental. Estamos trabalhando nisso, o clube nos dá condições. Há diversos jogadores e treinadores que são ótimos, mas o que faz a diferença é o psicológico. O quanto é focado, concentrado e competitivo. Competir é tudo. Vai ser um jogo que decide quem vai à final da Libertadores. Jogaremos contra uma equipe ‘cascuda’ e que fez investimentos, mas nós temos as nossas armas e daremos o nosso melhor”, finalizou.

O duelo contra o Atlético será disputado no Mineirão, às 21h30 da próxima terça-feira. 

Elenco realiza treino tático antes de enfrentar o SCCP

Dudu e Gabriel Menino durante treino do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Após o treino, Deyverson conversou com a TV Palmeiras/FAM e projetou o clássico

O elenco do Palmeiras realizou mais um treino na manhã desta sexta-feira, na Academia de Futebol, em preparação para o clássico diante do SCCP, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Derby acontecerá amanhã no Itaquerão, às 19h.

No campo, Abel Ferreira e seus auxiliares comandaram, inicialmente, uma atividade tática. O grupo foi dividido em dois times para aprimorar os balanços (ofensivos e defensivos), posicionamentos, transições e outros fundamentos de jogo.

Em seguida, os atletas ensaiaram jogadas de bola parada, tanto ofensiva quanto defensiva, além de movimentações específicas. Por fim, alguns jogadores praticaram cobranças de faltas e batidas de pênaltis.

O lateral-esquerdo Jorge participou normalmente de todas as ações propostas pela comissão técnica, assim como nos demais dias da semana, e tem chances de estrear com a camisa do Verdão.

Após o treino, Deyverson falou sobre o Derby

Dudu e Deyverson durante treino do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Ao final da atividade, o atacante Deyverson conversou com a TV Palmeiras/FAM e projetou o confronto frente ao rival.

“A preparação foi boa e exigente. Sabemos do tamanho do Palmeiras e cada jogo é uma batalha. Esse jogo [contra o SCCP] tem um sabor diferente. Espero que possamos entrar focados naquilo que temos que fazer e sair vitoriosos”, declarou.

O Palmeiras é o segundo colocado na tabela de classificação com 38 pontos, sete a menos que o Atlético-MG, líder do campeonato.

Presença constante na Seleção Brasileira, Weverton é novamente convocado

Weverton, do Palmeiras, faz defesa em partida contra o Flamengo, no Maracanã.
Cesar Greco

Como a CBF adiará os jogos do Palmeiras no período em que Weverton estiver servindo à seleção, o camisa 21 não será desfalque

Destaque do Palmeiras nos últimos anos, Weverton foi novamente convocado por Tite na tarde desta sexta-feira para defender a Seleção Brasileira nos próximos jogos da equipe nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, no mês de outubro. Aos 33 anos, o goleiro é presença constante nas convocações desde 2019.

A convocação visa os jogos contra a Venezuela (dia 7), Colômbia (dia 10) e Uruguai (dia 14). Além do arqueiro, devem ser chamados para defender suas seleções o zagueiro Gustavo Gómez (Paraguai) e o lateral-esquerdo Piquerez (Uruguai).

Tanto por Weverton, como por Gómez e Piquerez, CBF vai adiar os jogos do Palmeiras

Apesar de convocado, Weverton não deve desfalcar o Palmeiras em nenhuma partida do Campeonato Brasileiro. De acordo com Juninho Paulista, coordenador da seleção, a CBF adiará os jogos das equipes que tiveram jogadores convocados para as Eliminatórias – o mesmo serve para Gómez e Piquerez, que possivelmente serão convocados.

“Conversamos com o Manoel (Flores), que é o diretor de competições. E, por se tratar novamente de três jogos, vai ser adotado o mesmo critério que adotamos na data de setembro em relação aos clubes que tiveram jogadores convocados”, disse.

Com isso, os duelos do Palmeiras que serão adiados são contra América-MG (dia 6 – fora de casa), Red Bull Bragantino (dia 9 – em casa) e Bahia (dia 13 – fora de casa). Vale lembrar que o jogo do Verdão contra o Ceará, que aconteceria no dia 5 de setembro, também foi postergado devido às Eliminatórias e ainda não tem data marcada.

Antes desses confrontos, contudo, o Palmeiras tem compromissos importantes no Brasileirão e na Libertadores. Neste sábado, a equipe visita o SCCP, pela 22ª rodada; já na próxima terça-feira, o Verdão encara o Atlético-MG em busca da vaga para a final da competição continental.

Governo de SP antecipa retorno do público aos estádios; Palmeiras pode receber torcida no dia 9

Governo de São Paulo antecipa retorno do público aos estádios! A arena Allianz Parque voltará a ficar lotada pela torcida do Palmeiras.
Ag.Palmeiras

Na próxima terça-feira, dia 28, a CBF se reunirá com os clubes da Série A para sacramentar o retorno do público

O governador de São Paulo, João Dória, anunciou em sua conta oficial no Twitter que o Governo do Estado decidiu autorizar a volta do público aos estádios de futebol paulistas a partir do dia 4 de outubro. Inicialmente, a previsão era para 1º de novembro.

De início, os clubes poderão receber 30% da capacidade dos estádios; já a partir do dia 15 a previsão é que este número suba para 50% e, em 1 de novembro, a ideia é que os estádios já estejam recebendo 100% da capacidade. No caso do Palmeiras, 30% do Allianz Parque representam aproximadamente 13 mil pessoas.

De acordo com o protocolo, os clubes terão que exigir dos torcedores um comprovante com esquema vacinal completo. Para aqueles que receberam apenas a primeira dose, será preciso apresentar um teste negativo com validade de 48 horas para o tipo PCR ou de 24 horas para os de antígeno. O uso de máscara será obrigatório.

CBF promoverá Conselho Técnico entre os clubes da Série A para debater o retorno do público

Palmeiras 3x1 Guaraní-PAR
Cesar Greco/Ag.Palmeiras

No próximo dia 28, a CBF promoverá um conselho técnico para debater o retorno do público com todos os clubes da Série A do Brasileirão.

Caso o conselho referende a decisão, o Palmeiras poderá reencontrar sua torcida no dia 9 de outubro, quando enfrentará o Red Bull Bragantino, pela 25ª rodada – a última vez que o Verdão jogou com público no Allianz Parque foi em 10 de março do ano passado, na vitória por 3 a 1 sobre o Guaraní-PAR.

A torcida, no entanto, ainda precisa conter a ansiedade e ficar atenta, já que há a possibilidade da partida ser adiada por conta da rodada tripla das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar.

Palmeiras pode alcançar sua segunda maior sequência invicta contra o SCCP

Renan disputa bola com Gabriel no Derby válido pela terceira rodada do Brasileirão 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

No histórico geral, Palmeiras mantém vantagem sobre o SCCP

Segundo colocado do Campeonato Brasileiro, com 38 pontos, o Palmeiras visita o SCCP no próximo sábado às 19h, para, além de continuar na disputa do título, manter a sequência invicta de jogos sem perder para o rival.

O último revés ocorreu em julho do ano passado, no retorno do futebol após paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus. Desde então, aconteceram sete duelos e o Verdão soma três vitórias e quatro empates, sendo dirigido três vezes por Vanderlei Luxemburgo e quatro por Abel Ferreira, que nunca saiu derrotado em um Derby.

Caso não perca em Itaquera, o Palmeiras alcançará sua segunda maior sequência de jogos sem perder para o rival na História. Entre os anos de 1997 e 1998, o Verdão ficou oito jogos sem sofrer um revés para o SCCP, com quatro vitórias e quatro empates.

Já a maior série invicta do Palmeiras contra a equipe de Itaquera ocorreu entre os anos 1930 a 1934: foram 12 confrontos, com 11 vitórias e 1 empate; sendo em uma destas vitórias um sonoro 8 a 0.

No histórico geral, Palmeiras mantém vantagem no Derby

No retrospecto geral dos confrontos entre Palmeiras e SCCP, a vantagem segue sendo palmeirense. Com mais de cem anos de História, o Derby já aconteceu 380 vezes, com o Verdão saindo vencedor em 134 oportunidades. contra 130 triunfos do SCCP e outros 116 empates.

Em relação aos gols marcados, os números são largamente favoráveis ao Palmeiras: 536 gols anotados e 490 sofridos (saldo positivo de 46).

Para o jogo deste sábado, Abel Ferreira conta com todo o elenco à disposição, mas a escalação dos titulares ainda é incerta, já que na próxima terça-feira o Verdão terá o jogo de volta da semifinal da Libertadores contra o Atlético-MG.