Direto nas respostas, Abel Ferreira aponta principal problema do Palmeiras contra o Botafogo

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Botafogo, durante partida válida pela décima sétima rodada do Brasileirão 2024, no Nilton Santos.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Entrevista de Abel Ferreira após a partida do Verdão no Rio de Janeiro

O técnico Abel Ferreira apontou dois fatores que fizeram o Palmeiras ser superado pelo Botafogo no Nilton Santos. Primeiro, o comandante lamentou as chances desperdiçadas pelo time palmeirense.

“Este é um tipo de jogo que é definido em detalhes. E apesar de ter sido um grande jogo das duas equipes, o que fez a diferença foi a eficácia. Eles foram mais que nós. Mas houve erros que condicionam o desenrolar do jogo”, disse.

“Só no primeiro tempo, teve uma do Flaco López [cara a cara com John], uma de cabeça do Estêvão dentro da área e uma finalização do Menino que passou ao lado”, complementou.

Além disso, o comandante reclamou dos critérios adotados pelo juiz Anderson Daronco, principalmente pelos lances envolvendo o zagueiro Barboza, do Botafogo.

“López isolado, ia para o gol. Há quinze dias, neste mesmo estádio, contra o Atlético-MG, o Luiz, ia isolado, não tocou na bola, o zagueiro do Atlético Mineiro fez falta. O que aconteceu? Foi expulso. Eu pergunto quais são os critérios. Há erros graves no jogo hoje que influenciam no desenrolar do mesmo. Cotovelada nos dentes é claro [de Barboza em Estêvão], agarrar o jogador sendo último homem é claro. Não vou me pronunciar muito mais. Os critérios devem ser iguais”, disse.

O próximo compromisso do Palmeiras no Brasileirão acontece neste sábado, no Allianz Parque, contra o Cruzeiro.

Confira outras respostas de Abel Ferreira:

– Polêmicas extracampo envolvendo John Textor e Leila Pereira

“Eles são nosso adversário e encaramos o jogo de forma normal. Não vivemos disso, de polêmicas. Eu não vivo disso”.

– Problema na marcação no gol sofrido

“O Botafogo tem um jogo franco, bastante vertical. Entendemos a forma com que eles jogam e o gol que fizeram é um exemplo claro de como eles atuam. Apesar disso, nossa abordagem no lance deveria ter sido diferente, seja na marcação individual ou na área. Foi bem disputado, mas a eficácia fez a diferença”.

– Estreias de Felipe Anderson e Maurício

“São jogadores que vêm para acrescentar qualidade e competitividade ao nosso elenco”.

Melhor em campo, Weverton lamenta resultado, mas ressalta o “grande jogo” do Palmeiras

Weverton em jogo do Palmeiras contra o Botafogo, durante partida válida pela décima sétima rodada do Brasileirão 2024, no Nilton Santos.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Weverton se destacou no duelo do Verdão contra o Botafogo

Apesar do resultado negativo do Palmeiras frente ao Botafogo, no Rio de Janeiro, por 1 a 0, o goleiro Weverton, em entrevista após a partida, destacou o desempenho da equipe palmeirense. Eleito o melhor em campo, o arqueiro afirmou que o Verdão fez “grande jogo” e já mudou o foco para o próximo compromisso.

“Viemos aqui e procuramos a vitória. Foi um grande jogo, as duas equipes jogaram pra frente. Ainda tem muito campeonato pela frente. Óbvio que ninguém gosta de perder, mas vamos seguir em frente, trabalhando. Não tem muito tempo para lamentar, sábado já tem jogo de novo. É recuperar bem e treinar bem. Vale valorizar o grande jogo”, disse o goleiro.

Weverton terminou o duelo com seis defesas realizadas, sendo cinco em chutes que ocorreram dentro da área. O camisa 21 saiu satisfeito com a atuação individual, mas foi direto: “trocaria tudo pela vitória”.

“Defesa cara a cara com o atacante é a minha especialidade, faço a leitura. Mas é como disse. Esse jogo não volta mais. É continuar trabalhando, sábado vamos novamente competir e com certeza será um jogo diferente”, concluiu o goleiro.

O Palmeiras enfrenta o Cruzeiro, no sábado, no Allianz Parque. A partida acontece às 21h.

Weverton vs Botafogo:

  • 90 minutos;
  • 6 defesas;
  • 5 defesas de finalizações de dentro da área;
  • 1 soco na bola;
  • 1 bola aérea afastada;
  • 60% dos passes certos;
  • 6 lançamentos certos;
  • 2 cortes.

Palmeiras anuncia venda de ingressos para duelo contra o Cruzeiro; confira os valores

Palmeiras abre venda de ingressos para duelo contra Santos.
Reprodução

Ingressos para Palmeiras x Cruzeiro começam a ser vendidos nesta quarta-feira (17)

O Palmeiras divulgou as informações sobre a venda de ingressos para a partida contra o Cruzeiro, válida pela 18ª rodada do Brasileirão, que acontece neste sábado (20), no Allianz Parque.

Os bilhetes começam a ser vendidos às 12h desta quarta-feira (17), para sócios Avanti, através do site Ingressos Palmeiras. Às 10h de sexta (19), a comercialização para o público em geral se iniciará. Os valores das entradas custam entre R$130 e R$250, mais baratos do que na última partida na arena, frente ao Atlético-GO.

Para a partida contra a equipe mineira, o Allianz Parque funcionará em sua totalidade – no confronto diante do Atlético-GO, os setores Gol Norte e Superior Norte estavam indisponíveis.

O Palmeiras ocupa atualmente a segunda colocação do Brasileirão, com 33 pontos. Antes do duelo contra o Cruzeiro no Allianz Parque, a equipe de Abel Ferreira enfrentará o Botafogo, na noite desta quarta-feira, no Rio de Janeiro. O duelo vale a liderança da competição nacional.

Palmeiras x Cruzeiro: confira valores por setores no Allianz Parque

Palmeiras anuncia venda de ingressos para duelo contra o Cruzeiro.

Apresentado, Felipe Anderson cita projeto do Palmeiras e elogia Academia de Futebol: “Surpreendente”

Felipe Anderson é apresentado como mais novo atleta do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Novo camisa 9 do Verdão, Felipe Anderson concedeu sua primeira entrevista coletiva no clube e foi apresentado

Depois de ser apresentado à torcida palmeirense na quinta-feira passada, antes da vitória sobre o Atlético-GO por 3 a 1, Felipe Anderson concedeu sua primeira entrevista coletiva na Academia de Futebol. Apresentado pela presidente Leila Pereira, o jogador vestirá a camisa 9 do Verdão.

Assuntos não faltaram na entrevista do meia-atacante. Felipe revelou os motivos que o fizeram voltar ao Brasil e jogar no Palmeiras, após 11 anos na Europa; comentou sobre sua versatilidade em campo; e rasgou elogios ao trabalho feito na Academia de Futebol e as instalações, entre outros assuntos.

O jogador de 31 anos pode estrear pelo Verdão no duelo desta quarta-feira, contra o Botafogo, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Confira as respostas de Felipe Anderson

– Escolha pelo Palmeiras:

“Estava no último ano de contrato e eu precisava de um projeto para tomar uma decisão, para dar continuidade na carreira. Esperei, com calma, analisei bastante junto com minha empresária e irmã. Com calma esperamos e apareceu a oportunidade de jogar no Palmeiras e não foi difícil por tudo que o Palmeiras é e representa”.

“Foi passado tudo que o clube pretende, almeja, a competitividade. Eu buscava isso, a fome por ganhar, competir. Quando falaram de tudo isso do Palmeiras, não foi difícil. No primeiro mês aqui trabalhando vi que foi a escolha certa. Não queria ficar com especulação e esperava um projeto como o do Palmeiras. Tudo que vivem nos últimos anos, os títulos, creio que é um clube que todo jogador quer estar, porque compete em todas as competições para vencer. Me chamou a atenção. De início não pensava em voltar ao Brasil, mas vi que era o momento e a hora certa”.

– Funções que pode desenvolver em campo:

“Nos últimos três anos na Lazio, o treinador me mudou muito. Joguei bastante na direita, mas também atuei na esquerda, no meio. No último mês joguei até de ala. Desde que cheguei na Itália aprendi muito de tática. Isso tem me ajudado muito para colaborar com o time. Joguei também de falso 9, é uma função que tenho liberdade para se movimentar. Gosto de estar disponível independentemente da posição”.

– Primeiras observações da Academia de Futebol:

“Os profissionais aqui são incríveis. Essas semanas foram intensas, boas. Me sinto bem fisicamente. Estarei disponível, estou à disposição e vamos ver o que acontece. Todos aqui estão conectados e isso me surpreendeu muito. Em todos os departamentos. São muito amigos também e isso facilita no dia a dia, encurta o tempo de adaptação. Foi isso que aconteceu comigo e com os outros que chegaram. Um grupo bom, unido, em que o ego fica fora da Academia”.

“A Academia com certeza é uma das melhores instalações do Brasil e do mundo. Nós, jogadores, falamos sobre os outros clubes e tenho certeza que aqui é uma das melhores. Não só a estrutura, mas o método de trabalho. É surpreendente. Tenho ficado horas aqui, porque quero aproveitar muito”.

– Desafios do futebol brasileiro:

“O desafio maior é o calendário, mas disso já sabia e amo jogar futebol. Então estou feliz com isso, jogo a cada três dias. Não é fácil, mas levarei pelo lado bom. Temos que abdicar das coisas para estar bem para os próximos jogos. Sabemos do nosso país, maravilhoso, um futebol maravilhoso. Eu queria um dia voltar e acabei voltando”.

Anunciado no Red Bull Bragantino, Jhon Jhon se despede e agradece ao Palmeiras: “Guardarei no coração”

Gustavo Gómez e Weverton se despedem de Jhon Jhon durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Jhon Jhon deixa o clube após 46 jogos pelo profissional e duas assistências

O Red Bull Bragantino anunciou a contratação de Jhon Jhon, nesta segunda-feira. Formado nas categorias de base do Palmeiras, o meia acertou com o clube do interior Paulista até 2029.

De acordo com informações do GE, o Bragantino desembolsará cerca de 4.5 milhões de dólares por 60% dos direitos do jogador (R$24 milhões, aproximadamente). Existe ainda obrigação de compra de 20%, por 2.5 milhões de dólares (cerca de R$13 milhões), em caso de metas atingidas.

Em vídeo publicado pela TV Palmeiras, Jhon Jhon se despediu e agradeceu ao clube. “Fico emocionado em falar do Palmeiras porque foi o clube que me deu oportunidade. Fiquem com Deus. Guardarei vocês no meu coração. Para sempre uma Cria da Academia”, disse.

“Saio hoje com o sentimento de gratidão por tudo o que esse clube fez por mim. Recebi ‘não’ de nove clubes até chegar no Palmeiras, que me deu um ‘sim’. Então agradeço muito essa instituição por abrir as portas e fazer eu mudar a história da minha família. Saio com carinho e com sentimento de gratidão ao professor Abel, a todo o staff, à diretoria, a todos os funcionários”, concluiu.

O interesse do Bragantino no jogador vem desde o começo da temporada. Em um primeiro momento, a pedido de Abel Ferreira, o Palmeiras recusou a proposta e o treinador chegou a elogiar o meia. Entretanto, após as chegadas de Maurício e Felipe Anderson, que atuam na posição de Jhon Jhon, o clube decidiu por vendê-lo.

Passagem de Jhon Jhon pelo Palmeiras

Jhon Jhon decide e Palmeiras vence na Copa do Brasil Sub-20.
Fabio Menotti

Jhon Jhon chegou ao Palmeiras em 2021, para atuar na equipe Sub-20. Antes de chegar ao Verdão, ele já havia atuado profissionalmente pelo Primavera-SP na Série A3 do Paulista.

No Sub-20, conquistou os principais torneios da categoria do país – Campeonato Paulista, Copa do Brasil, Brasileiro e Copinha. A estreia pelo time profissional aconteceu em 9 de dezembro de 2021, na vitória palmeirense sobre o Ceará, por 1 a 0.

Ao todo, o meia completou 46 jogos pelo time principal do Verdão. Ele distribuiu duas assistências e conquistou três títulos: Paulista de 2023 e 2024 e o Brasileirão de 2023.