Supercopa: como adquirir os ingressos para o Choque-Rei

Supercopa do Brasil: Palmeiras e Flamengo se enfrentarão em Brasília.
Lucas Figueiredo/CBF

Ingressos para a Supercopa do Brasil custam entre R$298 e R$798

Palmeiras e SPFC se enfrentam pela Supercopa do Brasil no próximo dia 4 de fevereiro, no Mineirão, às 16h. Os ingressos para a partida que vale o primeiro título da temporada começaram a ser vendidos na tarde de quarta-feira.

Até às 14h de sábado (20), as vendas são exclusivas para clientes do banco BRB (somente cartão de crédito). Depois deste horário, as entradas estarão disponíveis para o público em geral. Os bilhetes estão sendo comercializados através do site www.bilheteriadigital.com.

Os ingressos estão custando entre R$298 e R$798. Há a possibilidade da compra de meia-entrada e o “Ingresso social”, que é mediante a doação de 1kg de alimento. Criança até 11 anos e 11 meses tem a entrada gratuita mediante um acompanhante maior de idade. Haverá setores divididos e exclusivos para cada torcida.

Confira os valores dos ingressos por cada setor para assistir à Supercopa:

  • Setor Roxo (ambas torcidas): R$ 798,00
  • Setor Roxo Superior (ambas torcidas): R$ 658,00
  • Setor Vermelho (ambas torcidas): R$ 698,00
  • Setor Vermelho Superior (ambas torcidas): R$ 558,00
  • Setor Amarelo Superior (Palmeiras): R$ 298,00
  • Setor Amarelo (Palmeiras): R$ 438,00
  • Setor Laranja Superior (SPFC): R$ 298,00
  • Setor Laranja (SPFC): R$ 298,00

Palmeiras conquista maior goleada sobre o SPFC no Allianz Parque

Murilo e Fabinho do Palmeiras dão um apavoro em Luciano do SPFC, durante partida válida pela vigésima nona rodada do Brasileirão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Em grande partida coletiva, o Palmeiras fez 5 a 0 no rival

A vitória por 5 a 0 sobre o SPFC, na noite desta quarta-feira, foi a maior goleada do Palmeiras em cima do rival desde a inauguração do Allianz Parque. Antes, a maior marca havia sido de 4 a 0, duas vezes aplicada, em 2015, pelo Brasileirão, e em 2022, na final do Campeonato Paulista.

Ao todo, o Palmeiras já enfrentou o SPFC 20 vezes jogando na arena. São 12 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Esses números fazem do time do Morumbi a maior vítima do Verdão no local, seguido pelo Santos, que perdeu nove vezes.

Além disso, o Palmeiras igualou sua maior goleada sobre o SPFC na História. O mesmo placar se repetiu em 1965, quando Servilio e Dario, ambos duas vezes, e Rinaldo marcaram os gols da vitória palmeirense pelo torneio Rio-São Paulo.

Números do Palmeiras em Choques-Rei:

  • Retrospecto geral: 113 vitórias, 109 empates e 116 derrotas;
  • Primeira vitória: 25/10/1936 – Palestra Italia 3×0 São Paulo;
  • Maior série de vitórias do Palmeiras: 6 (entre 25/07/1937 e 22/12/1938 e entre 16/07/1995 e 29/03/1997);
  • Maior série invicta do Palmeiras: dez jogos – seis vitórias e quatro empates (entre 27/08/2017 e 26/01/2020);
  • Maior goleada do Palmeiras: 5 a 0 (19/05/1965 e 25/10/2023);
  • Jogador com mais jogos: Ademir da Guia (53);
  • Jogador do atual elenco com mais jogos: Dudu (28);
  • Jogador com mais gols: Evair (9);
  • Jogadores do atual elenco com mais gols: Dudu e Raphael Veiga (5);
  • Técnico com mais jogos: Vanderlei Luxemburgo (26).

Abel destaca resiliência do Palmeiras e revela admiração por esquema com 3 zagueiros: “Meu favorito”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra SPFC, durante partida válida pela vigésima nona rodada do Brasileirão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Em entrevista após goleada no Choque-Rei, Abel elogiou seus comandados

O técnico Abel Ferreira foi preciso ao elogiar o Palmeiras após a goleada por 5 a 0 sobre o SPFC, no Allianz Parque. O treinador destacou a ‘resiliência’ do grupo, que chegou à segunda vitória consecutiva.

“Foi um jogo em que nos preparamos bem. Essa equipe é muito resiliente. Depois do jogo contra o Boca Juniors tivemos uma queda muito grande. Iniciamos o ano ganhando dois títulos, mas o futebol é assim. Fizemos um belíssimo jogo contra o Coritiba e hoje fizemos muitos gols, com volume ofensivo e consistência defensiva. Uma vitória justíssima”, disse o treinador.

“Hoje foi um jogo em que correu tudo bem. Um grande jogo contra um dos nossos rivais. O primeiro e o segundo gol foram desenhados, com bons cruzamentos. Tivemos boas combinações interiores”, complementou.

O comandante palmeirense falou também sobre a escolha pelos três zagueiros. Abel repetiu a escalação da vitória contra o Coritiba, com Gómez, Luan e Murilo atuando juntos.

“Gosto muito de jogar com três zagueiros, é o meu esquema favorito, mas sei que devo escalar o time de acordo com as características dos jogadores. Tendo um Dudu, não faz sentido ter três zagueiros. Fico feliz por eles entenderem que, mesmo com três lá trás, podemos ser altamente agressivos”, explicou.

“Jogo de acordo com os jogadores que tenho e de acordo com que eles treinam. Hoje todos estão de parabéns. Fomos capazes, em uma altura difícil, de mudar o time. Vimos o Zé Rafael a chegar mais na área, encontramos outras soluções para a lesão do Dudu”, continuou.

“A situação de três zagueiros permite aos nossos laterais subirem ao mesmo tempo e os potencializa. O Piquerez fez gol, o Rocha também, o Mayke poderia ter feito. O Endrick jogar mais solto é como ele gosta. Tentamos ele como centroavante diante do Grêmio e não funcionou. Ele é um ponta-centroavante, com bastante arrancada”, concluiu.

Confira outras resposta de Abel Ferreira

– Sequência

“Vamos procurar até o fim ganhar um jogo de cada vez e contar com a ajuda dos nossos torcedores. Às vezes, é preciso perder para encontrar as soluções. Fico feliz por ter uma equipe com uma mentalidade que eu gosto, resiliente e positiva”.

– Rony e Breno Lopes

“Minha admiração pelo Rony é a mesma. Às vezes, deixá-lo no banco é uma forma de o proteger, pois não está com a confiança no máximo. O Breno talvez seja um dos jogadores com que eu fui mais injusto. Não estou dizendo que ele vai jogar sempre, mas foi por isso que eu o escolhi nos últimos jogos. O resultado é tudo mérito dele. O que eu faço é tentar potencializar os meus jogadores”.

“Para lavar a alma”: Marcos Rocha celebra goleada do Palmeiras no Allianz Parque

Marcos Rocha comemora seu gol pelo Palmeiras contra o SPFC, durante partida válida pela vigésima nona rodada, do Brasileirão 2023, no Allianz Parque.
Mauro Horita

Substituindo Mayke no segundo tempo, Marcos Rocha marcou um dos gols da vitória por 5 a 0 sobre o SPFC

O Palmeiras viveu uma noite inspiradíssima no Allianz Parque e goleou o SPFC por 5 a 0, em jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe chegou aos 50 pontos e se manteve no G4.

O quarto gol palmeirense foi anotado por Marcos Rocha, que entrou no segundo tempo no lugar de Mayke. O camisa 2 parabenizou os companheiros pela grande vitória e comemorou a eficácia do time.

“Parabenizar a equipe pela vitória, foi um jogo convincente. Tivemos quatro derrotas consecutivas e sentimos bastante, mas agora é jogo a jogo, trabalhar firme. Estamos readquirindo a confiança, a pressão, a tomada de bola no campo do adversário. Agradeço ao torcedor pela festa, a gente espera que isso se mantenha até o final”, disse.

“O Abel cobrou bastante pra gente fazer os gols, não deixamos criar, mas estávamos pecando na finalização. Fez falta em alguns jogos. Mas hoje é de alma lavada. Do começo ao fim levamos o jogo com muita seriedade e isso facilitou para que saíssemos com a vitória”, complementou.

Esquema com 3 zagueiros facilita para Marcos Rocha

Desde a partida contra o Coritiba, Abel Ferreira mudou o esquema do Palmeiras para três zagueiros de origem. Marcos Rocha aprova essa formação, já que significa mais liberdade para ele atacar.

“Marquei meu segundo gol no ano. Não era muito de chegar ao ataque pelas funções que fazia quando era titular, era mais defensivo. Mas o esquema de três zagueiros não tem lateral que não goste, porque atacamos mais, chegamos ao fundo. Fui feliz no lance, esperei a bola passar e acertei a finalização”, concluiu.

O Palmeiras volta a campo no sábado para enfrentar o Bahia, novamente no Allianz Parque. Apesar do gol, Rocha deve ser opção no banco de reservas.

Destaque, Piquerez comenta golaço contra o SPFC: “Na gaveta”

Piquerez comemora seu gol pelo Palmeiras contra o SPFC, durante partida válida pela vigésima nona rodada, do Brasileirão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Piquerez marcou 2 gols e distribuiu 1 assistência no Choque-Rei

Destaque do Palmeiras em 2023, Piquerez deu sequência à ótima fase nesta quarta-feira, na goleada do Verdão sobre o SPFC por 5 a 0, no Allianz Parque. O lateral, que já havia deixado sua marca contra Boca Juniors e Coritiba, foi às redes duas vezes no Choque-Rei, sendo o segundo tento uma pintura: ele recebeu de Marcos Rocha no meio-campo, dominou a bola e acertou o ângulo de Rafael.

“Vi que o Rocha ia passar a bola, controlei e quando é uma noite perfeita, tudo acontece. Chutei a bola na gaveta e só sai comemorando”, descreveu o uruguaio, em entrevista após o jogo.

Além dos gols, Piquerez também concedeu a assistência para o gol de Marcos Rocha, o quarto do Palmeiras na noite. O lateral elogiou a força do elenco e também falou sobre os dois resultados positivos seguidos conquistados pelo Verdão.

“Não estamos terminando a temporada como a gente quer. Mas o torcedor merecia uma vitória como essa, nosso elenco também. Somos um grupo forte e vamos terminar o Brasileirão da melhor maneira possível”, disse. “Má fase todos os times do mundo têm. Tem que saber lidar com isso. Graças a Deus conseguimos a segunda vitória consecutiva e queremos mais”, finalizou.

Em 2023, Piquerez é o quarto maior goleador da equipe, com oito bolas na rede, empatado com Endrick e Gabriel Menino.

Piquerez vs SPFC: