Campeonato Brasileiro 1989

O Campeonato Brasileiro de 1989 foi disputado por 22 clubes a partir do dia 7 de setembro. Foram formados dois grupos de onze clubes, com turno único dentro do próprio grupo. Os oito melhores colocados em casa grupo avançou para a segunda fase.

Os 16 clubes foram então divididos em dois grupos e enfrentaram os clubes do outro grupo, totalizando mais oito jogos, acumulando os pontos da fase anterior. Após 18 jogos, o campeão de cada grupo se classificava para a final.

O Palmeiras fez uma Primeira Fase muito boa, aproveitando o embalo do bom time do Paulistão e aparentemente superando o trauma da eliminação para o Bragantino, ficando em primeiro lugar. Na Segunda Fase, começou com mais uma vitória e abriu muita vantagem.

Veio uma sequência de quatro empates - mas com a vitória valendo apenas dois pontos, o Palmeiras sustentava a ponta de seu grupo. Uma nova vitória sobre o Atlético-MG deixou o time muito perto da vaga, a duas rodadas do final - bastava mais um empate para o Verdão ser finalista do Brasileiro; podia ser contra o Botafogo, na penúltima rodada, ou contra o SCCP, na rodada final.

No Maracanã, a classificação estava chegando com um 0 a 0 sofrido, quando o lateral Wanderley bateu de fora; a bola desviou em Elzo e foi no cantinho esquerdo de Velloso, aos 42 do segundo tempo, e adiou a decisão. Na última rodada, o Palmeiras perdeu o Derby no Morumbi com um gol meio sem querer de Claudio Adão, que tocou de calcanhar sobre a marcação de Marco Antônio, e permitiu que o Vasco fosse à final contra o SPFC, para chegar ao título.

Lista de jogos

Lista e estatística dos jogadores