1
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo: Palmeiras x Flamengo

Em clima de final, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe esta noite o Flamengo, no Allianz Parque. A oito pontos de distância do clube carioca, que já pegou a parte mais fácil da tabela, o Verdão joga para evitar um desastre completo que seria ver a diferença pular para onze pontos e mantê-la  administrável.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Diogo Barbosa, Guerra e Keno
Dores musculares: Antônio Carlos
Convocado:
Borja

Pendurados: Moisés, Lucas Lima, Dudu e Willian Bigode

Antônio Carlos segue com dores musculares e mais uma vez ficará de fora. Roger Machado terá a volta de Felipe Melo e Bruno Henrique, para reforçar o meio-campo. O time que tende a ir a campo é Jailson; Marcos Rocha, Edu Dracena, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo e Bruno Henrique; Hyoran, Moisés e Dudu; Willian Bigode.

Flamengo

O Cheirinho tem uma série de desfalques para a partida, sobretudo no setor defensivo: além dos dois peruanos que estão na Rússia (Trauco e Guerrero), Rhodolfo, Juan, Rever e Berrío estão entregues ao DM e Diego foi vetado, com dores musculares. A dúvida é no lado direito do ataque, onde Marlos Moreno e Jean Lucas disputam a vaga.

Com tantos desfalques, Mauricio Barbieri precisa recorrer  ao elenco para remendar o time, que deve ir a campo com Diego Alves; Rodinei, Thuler, Léo Duarte e Renê; Cuéllar; Marlos Moreno (Jean Lucas), Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá e Vinicius Júnior; Henrique Ceifador.

Lei do Ex

Henrique Ceifador esteve até 2014 por aqui e está cheio de vontade de bater mais alguns pênaltis. Por aqui, Felipe Melo é cria dos mulambos.

Retrospecto

O Cheirinho é apenas mais um time carioca que tem caderneta por aqui. Nos últimos 13 jogos, só perdemos uma vez, no ano da desgraça de 2014. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Flamengo
Flamengo
Allianz Parque
Allianz Parque
Bráulio da Silva Machado
Bráulio da Silva Machado
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

 

Parpite

Eles estão naquele embalo todo, e é assim que costumam tombar. Dois de seus melhores jogadores estão em clima de despedida e já estão com a cabeça em outro lugar – possivelmente vão fugir das divididas.

O Verdão, por outro lado, vinha numa ascendente mas tropeçou em Fortaleza – o que deve servir para que o time, ajudado pelo clima de final, entre rasgando, com tudo. É esse cenário que indica que o Verdão não apenas ganha, mas ganha bem. Para 36.456 pagantes, faremos placar – sem números, para não zicar. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

PFCPFC  (Odinei Ribeiro e Wagner Vilaron)

Acompanhe o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

Pós-Jogo

Pós-jogo: Palmeiras 1x1 FlamengoCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras oscilou demais durante a partida e apenas empatou por 1 a 1 com o Flamengo, na partida que fechou a primeira metade da temporada de 2018 do futebol brasileiro. Alternando momentos muito bons com períodos de inércia crônica, o Verdão perdeu a chance de encostar na tabela e segue a oito pontos do líder – com 26 jogos ainda por fazer.

O time de Roger Machado agora descansa por 12 dias, para depois se reapresentar e viajar à América Central, onde deve fazer três amistosos e terá bastante tempo para treinamentos táticos intensos, para se aproximar cada vez mais da criação da identidade do time e reverter a tendência de oscilar dentro de uma única partida.

PRIMEIRO TEMPO

O Palmeiras começou ganhando o duelo do meio de campo, mas quem chegou primeiro foi o Flamengo, num cruzamento longo da esquerda que Felipe Vizeu testou – Jailson foi na segurança e deu um tapinha a escanteio.

O Verdão respondeu forte aos 5: Victor Luis cruzou pelo alto e Willian Bigode cabeceou na gaveta esquerda – Diego Alves foi buscar, colocando a escanteio. Mas no minuto seguinte, não teve jeito: Dudu levantou no segundo pau, Bruno Henrique entrou muito rápido e escorou para o meio e Willian chegou livre, quase na risca do gol, para escorar para dentro, abrindo o placar.

Willian estava inspirado: aos 10, ele recebeu mais um passe de Dudu, e de fora da área soltou um canhão, mas a bola passou sobre o gol de Diego Alves. O Verdão sufocava o Flamengo à medida que Felipe Melo e Bruno Henrique se mantinham firmes diante dos meias flamenguistas.

Mas Felipe Melo cometeu um erro bobo aos 13 minutos, arriscando um passe cruzado e dando o contra-ataque ao Flamengo; Vinicius Junior ficou no mano a mano com Thiago Martins e bateu; Jailson catou firme, sem perigo.

O Palmeiras parou e o Flamengo passou a tomar conta do meio de campo. Nossa primeira linha recuou e a bola só ficava no pé dos jogadores de branco. Aos 32, Jailson socou uma bola para fora da área por baixo, e deu nos pés de Vinicius Junior, que teve a chance de fazer por cobertura, mas errou o alvo.

O Flamengo seguia tentando: aos 40, Vinicius Junior cruzou da esquerda, no segundo pau; Victor Luis perdeu por cima para Everton Ribeiro, que cabeceou no chão e exigiu grande defesa de Jailson. Nosso goleiro ainda trabalhou no último lance do primeiro tempo: aos 47, Rodinei aproveitou um contra-ataque, cortou para dentro e bateu cruzado; Jailsão encaixou firme. E o primeiro tempo acabou.

SEGUNDO TEMPO

Sem alterações, os times iniciaram a segunda etapa da mesma forma que a primeira: o Palmeiras com tudo, e o Flamengo tentando se achar. Logo a um minuto, Marcos Rocha bateu lateral no bololô e a bola ficou viva na pequena área, mas Diego Alves conseguiu dominá-la.

Aos 4, Moisés fez linda jogada pelo lado esquerdo e rolou para o meio; a um passo da linha da pequena are Willian bateu firme, mas Léo Duarte se atirou na bola e bloqueou o chute. Um minuto depois, Hyoran levantou; Moisés disputou pelo alto e a bola ficou com Willian, que soltou  bomba em cima de Diego; no rebote a bola ficou para Dudu que tentou emendar de primeira mas errou o alvo.

Tinha mais: aos sete, Hyoran bateu escanteio da direita; no primeiro pau; Willian desviou para dentro e Edu Dracena deu o peixinho, exigindo mais uma defesa de muito reflexo de Diego Alves. A pressão era gigantesca.

Mas aos 9, numa bola fácil, dominada, Victor Luis deu mole e bateu forte demais na bola, que saiu a escanteio. Na cobrança no segundo pau, Thuler subiu bem mais que Thiago Martins e mandou a bola no ângulo esquerdo de Jailson, que nada pôde fazer.

O Palmeiras sentiu o gol. Aos 12, Vinicius Junior puxou o contra-ataque e enfiou para Vizeu, que ganhou na velocidade de Thiago Martins e bateu forte, na saída de Jailson, que deu um tapa de gato na bola e fez uma defesa espetacular; no rebote Vinicius Junior ficou de frente, sem goleiro, mas Thiago Martins se esticou e salvou a finalização, se recuperando no jogo.

Roger começou as mexidas e, de forma correta, tentou Lucas Lima no Hyoran, talvez buscando afunilar um pouco mais o jogo. Aos 24, Moisés aparou uma bola no peito após confusão na área e bateu forte, mas por cima. O Flamengo respondeu aos 26, com Everton Ribeiro: ele conduziu a bola sem ser muito incomodado e bateu da entrada da área, cruzado, de curva, mas a bola saiu à direita de Jailson.

Aos 28, Vitor Luis bateu falta de média distância e Diego Alves defendeu. Felipe Melo deu lugar a Artur pouco depois; Moisés passou jogar como volante; a saída de bola melhorou, mas o Flamengo conseguia controlar o ritmo do jogo e o Verdão sofria com a distância entre os meias.

Aos 36 Renê chegou perto da área e soltou o pé, mas a bola subiu demais. A torcida deu o último gás nos minutos finais, o Flamengo exagerou na postura defensiva e o Palmeiras foi pra cima. Aos 39, Bruno Henrique recebeu de Artur na meia-lua após longa troca de passes e bateu forte, mas sem direção. Um minuto depois, Lucas Lima teve as mesmas condições, com o corpo equilibrado – a bola saiu raspando a gaveta esquerda de Diego Alves.

Já nos descontos, Dudu se irritou com Diego Alves e encostou o ombro no goleiro de um maneira um pouco mais forte – apenas o suficiente para o goleiro, 30 centímetros maior, se estatelar no chão com cara de choro. O jogo ficou parado por bastante tempo. Dois minutos depois, Jonas entrou forte em Dudu, que revidou e o pau quebrou. Quebrou “daquele jeito”: ninguém bateu em ninguém – no máximo uns safanões e uns pescoções.

O juiz expulsou três jogadores de cada lado, inclusive Jailson – Moisés foi para o gol. O jogo foi reiniciado sete minutos depois com a falta sendo batida na área do Flamengo, e teve emoção. Mas ficou nisso mesmo e o juizão encerrou a partida.

FIMDE JOGO

Falta estabilidade tática e emocional a esse time. Quando o jogo encaixa, o time se mantém focado e faz exibições brilhantes. Quando o adversário impõe dificuldades, o time esbarra no aspecto mental e sucumbe.

O resultado podia ter sido bem pior, já que quase levamos a virada logo após o empate; perdemos Jailson expulso e Moisés precisou ir para o gol. Mas fica a frustração de, mais uma vez, ter tido o placar e ceder a igualdade, mesmo depois de uma sequência muito forte no início do segundo tempo.

Da mesma forma que Alexandre Mattos foi abraçar Dudu na entrevista pós-jogo na Bombonera, agora precisa pegá-lo pelo ombro e perguntar quando ele vai deixar de ser juvenil. E se Mattos não fizer isso, o presidente precisa cobrar o diretor mais de perto. Um time com um potencial enorme está se perdendo por detalhes bobos. Há muito chão pela frente e não há nada perdido. A Copa vem em excelente hora. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão ao vivo

Acompanhe como foi a transmissão ao vivo da partida, direto do Allianz Parque. E inscrevam-se em nosso canal: http://www.youtube.com/verdazzo1914

Ficha Técnica

36.882

R$ 2.598.847,44

Bráulio da Silva Machado

Palmeiras

GOL
Jailson
LAD
Marcos Rocha
ZAG
Edu Dracena
ZAE
Thiago Martins
LAE
Victor Luis
VOL
Felipe Melo
MEI
Artur
VOL
Bruno Henrique
MEI
Hyoran
MEI
Lucas Lima
MEI
Moisés
MEI
Dudu
ATA
Willian Bigode
ATA
Papagaio
TÉCNICO
Roger Machado

Flamengo

GOL
Diego Alves
LAD
Rodinei
ZAG
Thuler
ZAE
Léo Duarte
LAE
Renê
VOL
Cuéllar
MEI
Jean Lucas
VOL
Willian Arão
MEI
Lucas Paquetá
MEI
Éverton Ribeiro
VOL
Jonas
MEI
Vinicius Junior
ATA
Felipe Vizeu
ATA
Marlos Moreno
TÉCNICO
Mauricio Barbieri

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Jailson
Mais uma borboletada - virou crônico e os adversários já manjaram. Na treta, foi bem.
5
Marcos Rocha
Não apoiou como o necessário, preocupado com Vinicius Júnior.
5.5
Edu Dracena
Continua dando algumas bobeiras de dar condições aos atacantes adversários.
6
Thiago Martins
Fez uma partida soberba, inclusive salvando espetacularmente um gol certo logo após o empate - que foi totalmente por sua culpa, no erro solitário que destrói uma grande atuação.
6.5
Victor Luis
Ele tem muita vontade e a atitude que todos queremos ver nos onze em campo o tempo todo, mas às vezes engrossa. Numa dessas, cedeu um escanteio com a bola dominada: gol do Flamengo.
5
Felipe Melo
Pregou aos 15 do segundo tempo e começou a trotar. Até então, tinha uma atuação precisa.
6.5
Artur
Afoito, queria resolver tudo rápido demais e sem pensar.
5
Bruno Henrique
Foi otermômetro do time: quando esteve bem, o Palmeiras ganhou o meio campo e dominou o jogo; quando passou a ser vencido pelos meias cariocas o time desandou.
6
Hyoran
Sumido, não justificou a expectativa sobre si. Era jogo para se consagrar.
5
Lucas Lima
Dois lances de lucidez- um deles poderia ter sido a bola do jogo. E só.
5.5
Moisés
Jogou de meia, de volante e de goleiro; Com um talho na testa meteu a cabeça na bola nas pancadas mais fortes e não quis nem saber. Um senhor jogador de bola.
8
Dudu
Juvenil. JUVENIL!
2
Willian Bigode
Muita presença de área no gol, bem no primeiro combate, mas sofreu com o isolamento.
7
Papagaio
Valeu pelo esforço.
s/n
Roger Machado
Roger Machado
Não consegue fazer o time ser homogêneo. Tirou Willian no final e perdeu a chance de povoar mais a área do Flamengo.
5.5