1
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo Vasco da Gama x Palmeiras

Na tarde de hoje, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o Vasco da Gama, em jogo válido pela primeira rodada do returno do Brasileirão. O jogo será realizado em Volta Redonda – o Vasco ainda cumpre pena após mau comportamento de sua torcida.

Depois de ser eliminado nas duas copas, o Verdão tenta juntar os cacos para fazer uma campanha digna no segundo turno e garantir uma vaga na Libertadores do ano que vem. O título, neste momento, é apenas uma ilusão.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Jaílson, Mayke, Mina, Juninho, Moisés, Dudu e Willian Bigode
Transição física:
Thiago Martins e Arouca

Pendurados: Gabriel Furtado, Raphael Veiga e Keno

O Verdão terá vários desfalques depois do desgastante jogo pela Libertadores na quarta-feira. Além de Mayke, que já não teve condições de participar daquele jogo, saíram de campo fora de combate Jaílson, Mina, Moisés e Dudu.

Tendo como meta ser campeão do turno, Cuca deve mandar a campo a força máxima que tem a disposição: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Luan e Egídio; Thiago Santos e Bruno Henrique; Roger Guedes, Guerra e Keno; Deyverson.

Vasco

Depois de um bom começo de campeonato, o Vasco vem em fase ruim, sobretudo depois de ser obrigado a jogar longe de seu estádio. A apenas três pontos da zona do rebaixamento, o clube da colina já volta à incômoda rotina de fazer contas para não voltar à Série B.

Milton Mendes não tem problemas de suspensão, tampouco lesões recentes – os três inquilinos do DM já estão por lá há algum tempo: Paulão, Marcelo Mattos e Kelvin. O treinador terá retornos importantes: Ramon e Luís Fabiano voltam após tratamento e Rafael Marques reassume a vaga após cumprir suspensão (oba!). Anderson Martins também se recuperou de lesão, mas fica apenas no banco. Assim, o time que deverá sair jogando é Martín Silva; Gilberto, Breno, Rafael Marques e Ramon; Jean e Wellington; Matheus Vital, Wagner e Paulinho; Luís Fabiano.

Lei do Ex

Além de Fernando Prass, apenas Luan já jogou pelo Vasco e pode exercer a Lei. No time carioca, ninguém teve a honra de defender o Verdão.

Retrospecto

O Vasco é um gigante: um freguês gigante do Verdão. Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Vasco da Gama
Vasco da Gama
Raulino de Oliveira
Raulino de Oliveira
Paulo Roberto Alves Junior
Paulo Roberto Alves Junior
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Parpite

Será um jogo importante para verificarmos como o grupo reagiu diante do desastre da quarta-feira. Em caso de uma boa vitória, o time, que tem uma tabela bem razoável no segundo turno, tende a embalar, mesmo que isso signifique pouco em termos de conquistas.

Muito mais pela fragilidade do adversário, dá Verdão: 2 a 0, com gols de Deyverson e Edu Dracena, para 7.654 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TV GloboGlobo – para SP, SC, PR, MG, MS, MT e RN

PFCPFC

Pós-Jogo

Vasco 1x1 PalmeirasCesar Greco / Ag. Palmeiras

Num dos piores jogos do ano, o Verdão ficou no empate contra o Vasco em Volta Redonda e manteve o quarto lugar no campeonato. O time chegou a ficar em vantagem, mas sofreu o gol do empate a três minutos do fim numa jogada de bola parada. Tão ruim quanto perder dois pontos no finalzinho foi verificar a apatia de nossos jogadores – uma reação razoavelmente compreensível diante da decepção do meio da semana.

PRIMEIRO TEMPO

A escalação de Michel Bastos na esquerda não chegou a ser nenhuma surpresa. O que realmente ninguém esperava é que o meio-campo aparecesse com outra formação, com a presença de Tchê Tchê na meia, pela direita, com Roger Guedes na esquerda.

E essa posição nova de Roger Guedes já rendeu uma grande chance aos 4: Thiago Santos fez o lançamento por elevação, Roger Guedes chegou a dominar mas foi desarmado por Ramon quando se preparava para fuzilar Martín Silva.

O Vasco só tinha uma jogada: bola no Luís Fabiano. E aos 10, quase funcionou: Rafael Marques lançou, Paulinho tirou uma casquinha e esticou a jogada; Luís Fabiano tomou a frente de Luan e bateu forte, mas errou o alvo, mandando à esquerda de Fernando Prass.

Aos 17, Luís Fabiano conseguiu chegar às redes após jogada de escanteio, mas a bola havia sido puxada por Paulinho após ter cruzado a linha de fundo – gol corretamente anulado. O Verdão respondeu aos 19, em jogada pela direita puxada por Tchê Tchê: ele achou Bruno Henrique livre pelo meio e rolou; o camisa 19 ajeitou e bateu forte, de longa distância, mas a bola subiu demais.

As duas equipes mostravam receosas de se lançar à frente e erravam muitos passes – o péssimo estado do gramado do Raulino de Oliveira colaborava para isso. Assim, o jogo ficava entre uma intermediária e outra, com os ataques pouco ou nada produzindo.

Aos 36, Roger Guedes foi lançado pela esquerda por Guerra, invadiu a área e tocou na saída de Martín Silva, que esticou a perna esquerda e conseguiu fazer uma excelente defesa – foi a melhor chance do primeiro tempo; Roger Guedes perdeu a chance quando fez o toque para ajeitar a bola, que correu demais e ficou difícil para que o camisa 23 equilibrasse o corpo para bater de pé direito, seu forte.

Aos 44, o Vasco armou um ótimo contra-ataque pela direita com Gilberto; Paulinho chegou na pequena área e não bateu de primeira, dando a chance de Jean chegar para bloquear a finalização. Chance clara de gol. Pouco após esse lance, o juiz, que tinha a crônica tendência de apitar todos os contatos a favor do Vasco, encerrou o fraquíssimo primeiro tempo em Volta Redonda.

SEGUNDO TEMPO

Cuca voltou para o segundo tempo com Keno no lugar de Bruno Henrique. Com isso, Tchê Tchê voltou para a volância; Roger Guedes caiu pela direita e Keno ocupou seu lugar natural, do lado esquerdo.

Com um minuto de jogo, em falta da direita, Luís Fabiano estava impedido antes de finalizar de cabeça – Fernando Prass fez ótima defesa e Wagner tocou para o gol, mas a jogada já estava parada. O jogo seguia travado, com a mesma configuração do primeiro tempo, apesar da mexida de Cuca. Milton Mendes então tentou mudar seu time, colocando Nenê no lugar de Wagner.

O Palmeiras começou a forçar mais o jogo pelos flancos e voltou a mandar no jogo. Milton Mendes mandou Paulo Vitor no lugar de Paulinho para tentar segurar as descidas de Michel Bastos, mas o Verdão continuava com mais volume de jogo, embora não conseguisse as finalizações. O jogo se arrastou por muito tempo.

Aos 28, a partida pegou ritmo de novo: Matheus Vital conseguiu um lindo passe para Nenê por trás da zaga; livre, ele tocou na saída de Fernando Prass mas Luan chegou em cima da risca e afastou de cabeça, salvando o Verdão. Um minuto depois, Roger Guedes foi ao fundo pela direita e cruzou; a bola cruzou a pequena área, passou por Martín Silva mas ninguém chegou para escorar para o gol vazio.

Aos 31, saiu o gol do Verdão: Jean apoiou, tabelou com Roger Guedes e suspendeu na área; Guerra aproveitou o espaço sem marcação e testou firme, no canto direito de Martín Silva. Hyoran já estava à beira do campo para entrar em campo, mas com o gol, Cuca mudou a substituição, mandando Zé Roberto no lugar de Guerra.

O Vasco se mandou com tudo à frente e o Verdão tinha espaço para aproveitar. Aos 38, Keno fez linda enfiada para Roger Guedes, que chegou bem na área mas acabou trombando com Rafael Marques – o juiz, claro, deu falta para a defesa. Mas o Verdão, aparentemente tinha a partida sob controle.

Mas aos 42, após escanteio da esquerda, Jean do Vasco disputou por cima com Deyverson; a bola espirrou em direção ao segundo pau e Manga Escobar, que tinha acabado de entrar, empurrou para as redes empatando a partida.

No desespero, Cuca mandou Borja a campo no lugar de Tchê Tchê. Ele nem pegou na bola e o jogo acabou. O empate não foi injusto – mas o correto seria que fosse em zero a zero.

FIM DE JOGO

Foi um jogo que não agradou a ninguém – assim como o resultado. O Vasco segue fazendo suas contas para escapar da zona da confusão, e o Palmeiras caminha melancolicamente para o fim do ano, somando seus pontinhos em busca de um G4 que parece bem encaminhado; mas sem empolgar ninguém.

O time precisa reagir em campo, urgentemente. Uma partida ruim, apática, após a eliminação traumática frente ao Barcelona, é até aceitável. Mas isso já não pode se repetir no jogo contra a Chapecoense, na frente de nossa torcida, no próximo domingo. Se essa depressão continuar a ser vista, as arquibancadas não vão perdoar. Mais uma vez, depositamos nossas esperanças na volta de Moisés, que deve se recuperar da pancada no joelho e ditar o ritmo dos próximos jogos. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Vasco da Gama

Martín Silva
Gilberto
Rafael Marques
Breno
Ramon
Jean
Wellington
Manga Escobar
Paulinho
Paulo Vítor
Matheus Vital
Wagner
Nenê
Luís Fabiano
Milton Mendes
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Não teve muito trabalho.
6
Jean
Não se fazia notar no jogo, nos 20 minutos finais começou a tomar bola nas costas e já era o ponto fraco de nossa defesa, mas aí achou um lindo cruzamento para Guerra e salvou seu jogo.
6
Edu Dracena
Seguro e tranquilo.
6.5
Luan
Com exceção do primeiro lance do Vasco, em que ficou para trás (e nem teve culpa, já que bola sofreu um desvio), fez uma partida perfeita.
8.5
Michel Bastos
Um dos mais apáticos. Parecia estar fazendo um favor a cada vez que precisava esticar a perna.
4
Thiago Santos
Um dos melhores do Verdão, fundamental para que o time não perdesse o meio-campo.
8
Bruno Henrique
Outro que parecia sem muita disposição em campo, talvez abalado pela eliminação.
5
Keno
Entrou com apetite, apareceu bastante para o jogo, mas não conseguiu completar nenhuma jogada.
6.5
Tchê Tchê
Como um vaga-lume, alternou um ou outro momento de brilho com escuridão completa.
5.5
Borja
Nem pegou na bola.
s/n
Guerra
O gol apenas salvou sua apresentação: tímido, sem movimentação, errando muitos passes.
7.5
Zé Roberto
Sua entrada foi importante para o time cadenciar o fim do jogo, que parecia sob controle.
7
Roger Guedes
Seu "drible reto" está cada vez mais manjado. Precisa se desenvolver mais.
4
Deyverson
A bola não chegou e ele também não fez por onde.
5
Cuca
Cuca
Escalação estranha, corrigida no intervalo. Estava com uma boa substituição engatilhada antes do gol, mas saiu o gol e ele fez o certo em mudar a mexida. Com Zé Roberto prendendo a bola no meio, a vitória estava em nossas mãos.
6





  • Uma meta boa para 2017, além de se classificar para a Libertadores 2018, seria CARIMBAR A FAIXA DOS GAMBÁS, derrotando-os lá no Entulhão.

    • Se bem que é muito cedo pra dizer se eles usarão essa faixa. O segundo turno não terão a mesma boiada que tiveram no primeiro. No começo do campeonato foram subestimados, agora todos sabem a sua estratégia, e a campanha surreal os tornam o alvo a ser batido.

    • Ah, vai tomar no cu! Fracassado de merda! Agora vem exigir que carimbe a faixa dos gambás?? Vai se foder! Torcedor palmeirense é tudo mulher de malandro mesmo! No começo do ano o conrabo disse que o máximo que os gambás iam conseguiam era tentar uma vitória em cima da gene. Olha só que humilhação!

      Depois me exclui dessa bosta só porque falei que ele fez um texto de mulher de malandro. Continua sendo!

  • Uma vez vi isso em algum lugar, não sei se foi aqui no Verdazzo ou Mauro Betting ou sei lá onde: a 2.ª Academia nasceu a partir de um ano de fracassos. A 3.ª Academia, a dos anos 90, veio após insucessos seguidos apesar de bons investimentos, o título da Libertadores de 99 começou a nascer após um 1.º semestre sofrível de 1997, e por fim, o time magnífico de 1996 só foi lapidado após um 1995 de vacas magras. Concluindo: o “fracasso” de 2017 pode ser a grande mola propulsora de um período de conquistas nunca antes imaginado. Temos elenco, temos estrutura, comissão técnica comprovadamente competente. Se por um lado o título brasileiro de 2017 está quase impossível, temos totais condições de nos classificar para a Libertadores de 2018. Até lá este tipo estará reforçado e mais preparado. O Palmeiras nos ensina isso: nada como um dia após o outro. Aproveitem rivais, tripudiem o quanto podem (se é que podem).

  • Na cobrança do Bruno Henrique o goleiro equatoriano se adiantou
    bastante. Se o juiz mandasse voltar (o que seria o justo) a história
    poderia ser outra.

    • esqueça, são raríssimas as vezes que mandam ‘voltar’, á não ser claro contra a gente, dentro de casa, e sem o goleiro ter se adiantado. Fomos eliminados de uma CB assim…

      • Sim, nosso goleiro era o Diego Cavalieri. Defendeu alguns pênaltis sem ter se adiantado e o juiz de linha mandou voltar. Esqueci o nome do adversário. Ipatinga?

  • Ontem foi osso, mas mesmo assim realmente teve muita gente que viajou nas teorias do apocalipse, com certeza esperávamos um 2017 bem melhor (ainda pode finalizar bem, não é impossível), mas de qualquer forma o protagonismo agora voltou a nos procurar, agora acredito que para não mais nos deixar, como foi e deve ser todo sempre, perder ou ganhar faz parte, mas temos que estar disputando os principais campeonatos como um dos favoritos toda temporada e isso é muito bom. Agora uma única seria muito boa a médio e longo prazo se conseguíssemos implementar no clube, uma filosofia de jogo igual desde a base e realmente investir cada vez mais na nossa formação (modelo do Barça verdadeiro rs), pois somos com certeza um dos poucos clubes c/ capacidade financeira para isso, e aí é claro, contratar apenas alguns TOP mesmo, mas c/ nossa base de jogo garantida. Não sei se já é tentado fazer isso no clube, mas na prática ainda não surtiu o efeito esperado, portanto acredito que deve-se investir e muito nisso, pois ai ninguém nos segura e os grandes resultados inevitavelmente vão se repetir rotineiramente, de maneira mais natural. ABRAÇO E SAUDAÇÕES ALVIVERDES!!!!

  • Nosso principal problema foi a troca necessária de técnico, com o Cuca desde o início tudo seria bem diferente.
    Acho que jogadores como FM, Bastos e Borja nem viriam, apesar da maioria ter aprovado estas contratações, inclusive eu. O cara não teve uma semana tranquila de trabalho este ano.

    Vamos em busca do G4 agora e temos que mudar nossas prioridades pra 2018 .
    – Preservar os principais jogadores em jogos pequenos do paulista ( lembrem-se do caso Moisés ) .
    – O Campeonato Paulista é legal, mas deve ser usado principalmente como preparação para o resto do ano, se vier o título melhor.

    – Preparar o time/elenco pra jogar o Brasileiro como prioridade .
    – Nada de Obsessões …. as Copas devem ser tratadas como consequência de um time bem montado .

  • Não estou chateado com a eliminação (não acho a Liberta grande coisa como quase todo mundo hoje em dia), não acho que os investimentos foram demais (foram proporcionais à receita), não estou irritado com o desentrosamento (realmente não tivemos muito tempo para treinar), não acho que está tudo errado (como alguns já começaram a defecar, aliás, falar). Só o que me deixa MUITO puto é o fato de o Botafogo ter completado 50 jogos ontem (temos 47) e estar classificado tanto na CdB quanto na Liberta. Inveja? Claro que não! Inconformismo com o fato de que eles não poupam ninguém, não priorizaram nada, jogam com o (pouco) que têm e conseguem resultados. Aqui no Palmeiras desde o começo do ano só o que se escuta é “Tem que poupar”, Tem que priorizar”, “Obsessão”… etc. Ah, vão pentear macaco, pra não falar outra coisa!

    • Ótimo comentário, Boboris!!! Cirúrgico!!!

      É aquela coisa: “A questão nem é não ganhar nada em 2017. A questão foi não ter chego nem perto.”

    • O Botafogo está de parabéns com o pouco que tem estar passando de fases nas competições mata-mata, sem dúvida.

      O Botafogo também poupou jogadores em jogos antes da Libertadores como o Palmeiras fez e se não me engano está em 11o. no Brasileirão. Contra o SCCP, por exemplo, eles jogaram com o time reserva.

      A única diferença deles para nós, é que eles passaram de fase nas competições em mata-mata e nós não.

      Nas competições mata-mata, que nós priorizamos de forma equivocada, nunca poupamos ninguém e não houve corpo mole dos jogadores…

    • O 2º jogo das quartas-de-final contra o Cruzeiro para mim foi emblemático:

      1- Os nossos titulares nem viajaram para pegar o Sport em Recife no final de semana;

      2- O Cruzeiro jogou completo em Floripa contra o Avaí no final de semana;

      3- Na 4ª feira contra o Cruzeiro, ao invés de propôr um jogo de intensidade para desgastar os jogadores adversários no 2º tempo, o nosso time ficou de toque-toque jogando por uma bola.
      Faltou atitude.

    • O Fogão não dá a mídia que o Palmeiras dá , chega a ser um clube simpático que não incomoda é o time dos avós então a pressão é muito menor. Qual jornalista/torcedor apostava um real no Botafogo ?

    • Sem contar o Grêmio, que não teve tanto investimento, subiu vários jogadores da base, e hoje está classificado nas duas copas e em segundo no Brasileiro.

      Impressionante como o imponderável acontece no futebol…

  • com a cabeça fria agora, o que faltou foi essa idiotice de POUPAR JOGADOR,,, absurdo. tem que jogar todo o jogo com o que tiver de melhor no momento, ou futebol não é momento ???

  • Acho que o Palmeiras devia ter se empenhado mais em eliminar o Cruzeiro na Copa do Brasil. Estaríamos na semi-final, há 4 jogos de um título. Faltou realmente planejamento, e tem gente que ganha muito bem pra planejar essas coisas.

    • Como assim mais empenho? Jogamos com força máxima nos dois jogos contra o Cruzeiro! Simplesmente fomos eliminados. Futebol é assim: nem sempre o mais forte vence! E planejamento não tem nada a ver com títulos, caso contrário os dirigentes de Manchester City e Barcelona, por exemplo, deveriam ser demitidos em razão da ausência de títulos nessa última temporada. Planejamento se faz a longo prazo e é isso que está sendo feito no Palmeiras!

      • Faltou empenho em aproveitar o abalo psicológico que estava o time adversário por ter levado o empate. Aquele jogo poderia ter acabado 4×3 ou 5×3.

        • Mas ai entramos no campo do “se”. Se o Palmeiras tivesse pressionado mais. Se o Palmeiras tivesse chutado mais. Infelizmente o “se” não muda jogo. Entendo sua opinião mas acredito que futebol é imprevisível. Como eu disse, nem sempre o mais forte vence.

    • Mas o Cuca poupou os titulares contra o Sport no final de semana para estarem 100% contra o Cruzeiro. O Cruzeiro jogou com o time completo contra o Avaí no mesmo final de semana.
      E no jogo da quarta-feira vimos o que vimos.

  • Nunca vi tanta gente de mimimi, choramingando por aí e criticando o time, planejamento, etc. Bando de covardes, só faltam dizer que vão mudar de time! Todo mundo tem direito a ficar puto, mas o limite de besteira estrapolou o bom senso.
    O Palmeiras está a frente em planejamento, receita, marketing, estrutura, saude financeira, etc. É modelo, é exemplo hoje na america latina (apesar da imprensa) e logo os títulos VOLTARÃO. Nada mais lógico.
    Há quem inveje um certo time por aí que não deveria nem estar disputando o campeonato (ou contratando) tamanha a divida com os bancos públicos.
    Quem viver verá e quem não for torcedor de verdade que recolha-se ao silêncio, pois não será digno de comemorar novamente.
    PALMEIRAS SEMPRE, COM MUITO ORGULHO!

    • Esse time em questão só está de pé por causa do acobertamento da rgt e do estádio doado pelo governo federal (que não está sendo pago). Fosse qualquer outro clube o entulhão já estaria penhorado ou interditado.

  • Bola pra frente. A imprensa jogou a isca que nosso time era o melhor das Américas e parte da torcida e jogadores acreditaram. Deu certo. Pelo do PCC falaram que era a quarta força; ou seja pra eles aliviaram

  • Perdemos, mas logo teremos as esperanças renovadas para o ano próximo ano. Nosso momento permite isso. Duro foi jogar a Liberta de 2013 na segunda divisão. Vivemos um outro momento.

  • Faço votos para mudarmos nosso discurso imediatamente!

    Com o clube razoavelmente organizado e com dinheiro sobrando para novos investimentos, deveríamos desde já pedir para que finalmente o Palmeiras tenha uma verdadeira escola de base, para que o Palmeiras tenha como obsessão a formação de novos talentos!

    Porque sem escola, sem cultura de formação de base não iremos a lugar algum, nem com o dinheiro da Crefisa!
    Eu já virei a página, confesso que este ano em momento nenhum senti firmeza no nosso time. Apesar de ter torcido muito e não ter desistido jamais, próximo jogo estarei lá como sempre!

    • Nossos sub-13, sub-15, sub-17 tem ótimos jogadores já estão nas seleçőes de base.

      Inclusive o Palmeiras foi campeão nestas divisőes em alguns campeonatos que disputou.

      O grande problema no.Palmeiras é que quando o clube está bem financeiramente, dificilmente dá espaço para a base…

        • Sim, a tradição do clube é de clube comprador. Nunca foi um clube formador.

          Se não me engano, a formacão das duas academias foi através de contrataçőes de.jogadores do interior e de outros estados…

          • a não ser goleiros, sempre revelamos excelentes, pena que o último foi São Marcos. (Cavalliere também pode ser considerado) Tá na hora de começar a preparar um próximo goleiraço!!
            (Apesar que Jailson e Prass honram a nossa Tradição na meta, mesmo não sendo ‘da casa’).

          • Marcos iniciou sua carreira no modesto Lençoense da cidade de Lençóis Paulista, onde atuou nas categorias de base do clube até 1992, quando foi contratado pelo Palmeiras. Não foi “formado” pelo Palmeiras embora tenha sido revelado. A diferença está em formarmos na nossa casa.

          • Grande Ed, a quanto tempo hein…

            Verdade, por isso que eu coloquei ‘revelamos’ goleiros. Mas acho que se o cara passou pelo menos uma temporada na nossa base podemos considerar como termos sido ‘parte’ da formação também. Mas o detalhe, nosso maior problema, é justamente ‘revelar e lançar’ os meninos. Os goleiros até conseguimos numa média aceitavel. De linha, casos de real sucesso, que foram realmente úteis e importantes, e tiveram sequencia na carreira proveitosa, que me lembro assim de cabeça, só o Love e o Jesus. Talvez pode-se considerar o Gabriel Silva também.

            Abçs

        • Grande Rafa. Só coloquei esse adendo porque na vera, vera mesmo, pouco o Palmeiras durante toda sua história fez pela base, e os exemplos tão difundidos de escola de goleiros não é de todo verdadeiro. Sim, é verdade no caso do Jesus. Pelo que eu sei nem o Love é de fato oriundo de nossa base embora por lá tenha passado e tenha sido burilado. Isso eu não questiono. Na gestão do Paulo Nobre eu vi o clube pela primeira vez fazer de forma séria, organizada, esse investimento. E ao contrário de muitos que dizem que não tem revelado grandes jogadores eu só tenho uma coisa a dizer. Não se colhe frutos se não plantarem a árvore, e principalmente, cuidarem dela. Não é todo ano que se obtém uma boa safra, mas aqueles que são imediatistas não vão longe nesse negócio ou em qualquer negócio. Sempre que posso to acompanhando o que publicam e seus comentários são de longe dos melhores que leio. Vale a pena conversar com vc sempre. Um forte abraço em SOL MAIOR!!!!! E chega de frio nessa paulicéia desvairada!

      • Aí que tá. Se o planejamento for corretamente executado, a molecada que se destacar no sub-20 vai ter chances no profissional e lutar pelo seu espaço. Sendo assim, o que pode acontecer é essa turma que você citou começar a aparecer pra gente.

        Na minha visão, o que pode mudar essa “filosofia” no Palmeiras é tomar o Barcelona como exemplo: uma geração de destaque trouxe campeonatos nacionais, Champions, Mundial atual e ainda foi base pra seleção campeã de 2010.

        • Olha Fernando, acho muito interessante a filosofia do Barça, realmente é um modelo para os outros clubes.

          Só acho que no Palmeiras, por exemplo, jamais conseguiríamos algo parecido pelo simples motivo da nossa torcida ter paciência zero.

          Veja o que aconteceu esse ano, por exemplo, por não ganharmos nenhum título até agora, parece que o mundo acabou.

          Imagine um trabalho deste que é feito no Barcelona no Palmeiras. No primeiro mal resultado o que nossa torcida iria reclamar…

          • E a falta de paciência com o Jesus. A maioria entendia, mas tem uma parcela considerável CHATA que falava e esperava horrores do moleque e toda vez que ele não cumpria as expectativas e não comia a bola ficavam de mimimi dizendo “que não era tudo isso”

          • Nem me fale Rafael, meu filho de 14 anos era um dos cornetas.

            Jesus fazia um papel tático fundamental, mas poucos enxergavam isso.

            Mas quando ele perdia gols, as cornetas tocavam…

          • Concordo com esse lado sobre a torcida. “Jamais” é uma palavra forte, mas sim seria necessária uma transição perfeita, que aliasse o aumento de jogadores da base no time principal com os melhores resultados possíveis.

  • A maior prova de que o nosso time teve raça e deu sangue, foi o número de contusões. Até o Jailson se machucou!

  • Psicológico e uma coisa muito foda! A libertadores era o maior e único campeonato pro palmeiras. Os jogadorss foram extremamente cobrados por isso. Entraram pilhados em todos os jogos (até naquele jogo fácil contra o time argentino que o VH foi expulso…). Olhe o botafogo…tem um time limitado. Mas, se perderem são heróis vencidos. Se ganharem, heróis lutadoras vencedores. Não perdemos do Barcelona. Perdemos para os nossos próprios nervos.

    • Verdade, todas as Libertadores que participamos ultimamente o time entra numa pilha, num nervosismo, essa “obsessão” vem fazendo muito mal pro clube. Obsessão tem que ser o Brasileirão (onde o melhor elenco tem obrigação de brigar pelo título).

      • Concordo. Ano que vem não podemos cair nessa besteira de libertadores obsessão e nem na pilha da imprensa. Vida eu segue. Tem brasileiro pela frente. Vamos ganhar tudo que der.

  • Continuo querendo que o Jabba desapareça do universo! Falamos muito dele este ano, isto é preocupante, vejam no que deu!

  • Esse ano aconteceram 3 erros claros que comprometeram tudo:
    1) Os jogadores do Palmeiras tem que ser poupados toda hora. Ontem saiu 1 por uma fatalidade (Mina), outro sentiu a coxa (Dudu), o Moises quase foi pro saco junto (ainda bem que aparentemente aquela mancada dele no jogo não foi algo grave) e há relatos de outros jogadores no sacrifício (como o Bruno Henrique). Acho que fica bem claro que a preparação física dos atletas está bem ruim, tem algo muito errado com relação à preparação física;
    2) O Matos gastou 150 milhões esse ano e não temos um jogador pra encher a boca e dizer que é daqueles que decidem um jogo. Na verdade só temos dois (Dudu, contratado em 2015) e Moises (contratado em 2016). Não dá pra acreditar nisso, com essa grana o Gustavo Scarpa e o Luan podiam estar jogando ontem no time;
    3) O Cuca tá perdidinho, é uma baita técnico mas esse ano tá difícil de entender as escolhas dele. Aquele chuveirinho na área do Egidio em toda falta do meio campo era rídiculo (e é bem claro que foi o Cuca que orientou isso). Improvisar um lateral direito (Tche Tche) foi outro erro grave, deitaram e rolaram pra cima dele. Colocar um zagueiro lento no lugar do Mina (Dracena) foi outro daqueles erros bisonhos que quase virou uma tragédia no fim do jogo, jogar sem meia de criação no primeiro tempo (mais um erro bisonho).

    Enfim, o ano acabou, mas o time tem que tomar tudo que aconteceu esse ano como lição, tem que avaliar bem essa preparação física de bosta, tem que gastar com jogadores de alto nível ano aque vem (principalmente laterais) e o Cuca tem que por a cabeça um pouquinho no lugar e voltar a ser o Cuca de 2016.

    • Concordo com tudo, só não acredito em contratações milionárias, vide os exemplos de mulambos, mineiros e nós mesmos. A solução sempre será investir na base, manter sempre um time forte e buscar boas oportunidades e apostas no mercado. O dinheiro que está sobrando, investe comprando cenoura e mostra pro cavalo que voce vai ver como ele corre mais do que os outros!

      • Sim, só explicando melhor, acho que já temos um time base, faltam um lateral esquerdo e mais um direito. Se for trazer mais alguém que seja alguém comprovadamente de alto nível (como o Gustavo Scarpa por exemplo), se não não traz ninguém. Eu espero que ano que vem não vejamos mais uma baciada de 10 jogadores vindo pro time (isso ilude a torcida que acha que o time é fodão porque contrata todo mundo).

        • Sim correto, mas ja se passaram 5 anos desde a chegada do Paulo Nobre, e a base como está? Naquela época um jogador e de 14 a 16 anos ja poderia estar prendendo frutos agora! Isso inclusive da mais tranquilidade a torcida, veja oa sardinhas, todo ano revelam pelo menos um bom jogador! Todo ano! Isso alivia muito a expectativa do torcedor e gera um ciclo virtuoso. Sem formação de base sem escola nem o dinheiro da Crefisa vai resolver.

    • o Jailson tambem, sentiu um desconforto na virilha, parece que vai ficar de fora algumas semanas…

    • Eu só discordo em relação aos jogadores que podemos encher a boca. Dudu, Moisés e Guerra são 3 jogadores de nível altíssimo. Os 3 do meio do campo, junto com um garoto (Roger Guedes) e um Volante de alto nível ou um de marcação como são B. Henrique ou Thiago Santos formam um meio campo perfeito. Perdemos o Moisés e o Guerra talvez não tenha uma condição física pra todos os jogos. A questão é que não encaixou. Mas vai encaixar. E com o Deyverson na frente.

    • Pois é. Gastaram uma fortuna com Felipe Melo, por exemplo, e sequer temos laterais, tanto que o treinador é obrigado a improvisar todo jogo.

  • Pra ser campeão da libertadores tem antes q frequentar a libertadores, ninguém é campeão da liberta de uma hora pra outra o time tem q ficar cascudo e experiente, e essa é a segunda libertadores desse elenco talvez ano q vem se conseguir a vaga o time já esteja mais experiente e calejado e faça uma libertadores melhor, pois eu acho q foi o q faltou nessa liberta, o time se demonstrou muito nervosismo muito afobado, e perdeu a vaga nos pênaltis não teve frieza e competência de converter as cobranças, não vou apontar culpados, acho q esse eliminação foi devido a imaturidade do elenco mesmo nesse tipo de competição

  • Ontem jogamos pior que nosso adversário. Perdemos física e taticamente. Tivemos o azar de perder o único craque que temos no elenco (Moisés) durante um bom tempo e isso acabou com o planejamento do clube.

    Milagres acontecem, mas esse ano será muito difícil. O negócio é esperar acabar esse ano e planejar melhor o ano que vem, eliminando algumas peças defeituosas do elenco e recompondo com qualidade.

  • “Egídio cita experiência de Cuca e crê em melhor jogo do ano por vaga”, era uma manchete de ontem. Abraços

        • Até acho que ontem ele fez sua partida mais segura com nossa camisa (não a melhor porque teve aquele 4×0 nas bibas que ele fez 3 assistências) mas definitivamente a mais firme e correta. só que aí no fim, ele ‘Egidiou’ e ‘judiou’ da gente de novo, não fosso o conjunto da obra, até dava pra deixar passar. Mas 3 anos já… chega. É que nem o Caramujo, não era um cara detestável, mas alguém que jogou muito mais partidas com nossa camisa do que merecia e deveria…

          • Pois é… o problema são as recentes e repetidas cagadas. Ele é daqueles que parece que, qto mais faz merda, mais quer fazer!

  • Dói hein , ver os mulambos , bicharada e até pexinho suando !
    Mas fazer o que , fazer parte do jogo , o trabalho ta legal e será necssário fazer um ajuste fino na rota … nada mais que isso !

  • Já tomei hoje minha primeira providência visando o que resta pra nós nesta temporada. Paguei a mensalidade do Avanti.

  • Nosso projeto de longo prazo é forte. Ano que vem entraremos como favoritos em todos os campeonatos. Só espero que aprendam que a priorização máxima deva ser sempre o BR. A Liberta ganharemos em breve com certeza, disputando todos os anos. Esta situação é muito distante do que acontecia de 2014 para trás. O gambá não passa de um Leicester case e podem anotar, ano que vem só fiascos.

  • Outro problema que vi no jogo de ontem: desde a reformulação de 2015, temos como base jogar com 3 atacantes (Dudu, centroavante e ponta-direita), e ontem, pra colocar Dudu no meio, colocou-se mais um atacante, Keno. Que mesmo que ajudem na marcação, auxiliam a proteção das subidas dos laterais adversários, não tem cacoete de marcação, normalmente fazem faltas, ou só tiram a bola parcialmente, ou se roubam a bola ficam muito longe de conseguir se livrar e armar um contra-ataque.
    Por mim colocaria mais meias e deixaria apenas um atacante agudo, que seria o Dudu. No meio, poderia formar-se com 4 jogadores, sendo os dois dos flancos capazes de revezar com os laterais.
    Por exemplo: Jean-Mina-Luan-Egídio , Tchê Tchê-Moisés-Bruno Henrique-Michel Bastos e no ataque Dudu-Borja
    Borja porque nesse esquema teria menos funções defensivas e precisaria se mexer só pra receber bola e não ficar impedido, não ia ter que preencher espaço nem cobrir nenhum avanço adversário.
    Como opções diretas ficam Thiago Santos (meio mais defensivo) e Guerra (mais ofensivo) e Roger Guedes para mais velocidade e contra-ataque.
    O problema disso tudo é que o Cuca quer adaptar o elenco na concepção de time dele, e não extrair o melhor time possível mesmo que mudando o esquema.

    • Pois é RGuedes,Keno,Deyderson, juntos não funcionou, a partir do momento que o Dudu foi pra ponta ficou muito melhor, tem que jogar no tradicional 442, acho que é a caracteristica do nosso elenco

  • e quem diria q no grupo do Palmeiras,com um argentino um uruguaio um brasileiro e um boliviano , quem iria mais longe na libertadores seria o boliviano

    • Qualquer um que já percebeu que isso no futebol atual já não faz quase diferença nenhuma mais.

      Times Argentinos já não são mais nem sombra do que um dia foram, Uruguaios, em decadência há ainda mais tempo, nem se fale.

      Os times Brasileiros que ainda levam enorme vantagem orçamentária tem dificuldade de se destacar porque o Brasileiro ‘desaprendeu a jogar’. Enquanto nossos atletas forem ‘apenas’ profissionais da bola e não voltarem a ser também BOLEIROS, a AMAR jogar o jogo pelo jogo vamos continuar sofrendo.

      Na última Copa tivemos um ‘Grupo da Morte’ com 3 campeões mundiais e o suposto ‘saco de pancadas’ sendo o campeão do grupo com sobras, e esse mesmo ‘saco de pancadas’ ficou fora da semi-final da copa apenas por detalhes. A antiga maior seleção do mundo levou 7×1 em casa fora o baile com direito a 5 gols em 30 minutos. Na Eurocopa, vencida por Portugal a sensação foi a Islândia…

      Existe sim ainda alguma diferença dos centros mais tradicionais pros ‘emergentes’ mais essa diferença é muito pequena hoje em dia , e facilmente superada quando se dá só meia brechinha pra galera que vem atrás.

  • Técnico burro!
    Bastava ter entrado com Guerra ou Moisés no primeiro tempo e depois feito a substituição entre eles.Será que o idiota já não percebeu que Dudu não rende vindo de trás.Basta vero lance de gol.Perdeu 45 minutos pra corrigir o erro que foram fatais no placar.
    Já tô de saco cheio do pessimismo dele.
    Quem tem que ficar pessimista é o pai de família que não acha emprego.
    Por mim,apostava em Jair Ventura em 2018

    • Qdo vc pensar em desinstalar, lembre-se que já torceu pro Max Pedreiro, Max Pardalzinho, Michael Jackson, Rovílson, etc. Se vc não viu esses monstros jogarem, desinstale mesmo! kkkkkk

    • Só “silencia” os grupos, não precisa desinstalar. Depois limpa as mensagens sem visualizar. Os meus estão assim. Estou passando por essa fase sem ouvir porcaria nenhuma… kkkkk

    • Meu, silencia e fica no minimo uma semana sem visualizar, tranquilo! Não vê e nem escuta nada! Estou assim!

  • Cuca, na minha opinião fez a melhor escalação que era possível. Com as contusões e limitações físicas de alguns atletas, o melhor a ser escalado para iniciar o jogo eram aqueles jogadores.

    Claro, que terminado o jogo, podemos questionar a escalação que foi feita, mas vale lembrar que laterais são uma deficiência nossa, e os nossos jovens meias (Raphael Veiga e Hyoran) ainda estão verdes e estão sendo preparados para ter condições de jogar de forma satisfatória no futuro. Aqui podemos questionar o planejamento do clube, que deveria ter se antecipado a este tipo de problema que poderia ocorrer.

    Sempre gostei do futebol bem jogado e, apesar de todos os problemas que tivemos de escalação, não entendi o motivo de rifarmos tanto a bola, de jogarmos a bola para a área do adversário de qualquer posição do campo e de qualquer forma.

    Independente de não termos um meia de ofício no primeiro tempo, isto não é justificativa do futebol apresentado pelos jogadores no primeiro tempo. Criamos muito pouco.

    No segundo tempo com a entrada de Moisés e com a melhor atuação que vi dele jogando no Palmeiras, por 25 minutos finalmente jogamos futebol.

    Após a contusão de Dudu, perdemos qualquer possibilidade de sermos mais agudos no ataque e o Barcelona teve o controle do jogo a partir dos 25 minutos do segundo tempo.

    Acho que neste momento de dor, o que menos precisamos é fazer uma caça às bruxas e desfazer todo este trabalho que se iniciou em 2013, com muita resiliência do presidente Paulo Nobre e que, queiram ou não, continua na atual gestão.

    É claro que existiram erros que deverão ser identificados e corrigidos, mas jamais devemos pensar em voltar aos tempos sombrios de um passado recente…

    • Eu vou morrer achando que tinha que ter entrado com (do meio pra frente): TS-Guerra-Dudu-Keno-Guedes-Deyverson

      • Saulo, poderia sim.

        Mas imagina você já ter uma alteração sendo queimada por causa das condições físicas do Guerra.

        É difícil você como treinador, escalar sabendo que poderá ter uma alteração já queimada…

        • Nessa linha que você foi, tínhamos as seguintes opções: Guerra, Jean e Moisés. Todos os 3 “meia bomba”… Porém penso assim: ora, se precisamos jogar bem, envolver e ganhar de no mínimo 2×0, vamos pra cima, mas não igual índio jogando. Poderíamos ter dado um calor (que não conseguimos) desde o início do jogo. Não estou fazendo uso do mentiroso “SE”, mas era fato que o time teria muito mais organização. Com os dois volantes tomamos 1 ou 2 chutes a gol no primeiro tempo, bola na trave no segundo e um gol incrível perdido pelo armário deles no finalzinho. Claro que agora é fácil falar, mas sinceramente não gostei da escalação desde o princípio. Além do TT correndo com as pernas amarradas atrás dos pontas dele! Tinha hora que o Egício tava na LD e o TT na LE… Ahh, e esses escanteios curtos ainda vão me fazer mandar o CUCA pra’quele lugar!

          • Eu acho que quando o atleta não está bem fisicamente, não renderá o que esperamos deles. Mesmo Moisés que jogou muito nos primeiros 25 minutos, depois que a condição física acabou, perdemos força. Esta observação vale para Guerra e Jean.

            No futebol atual, infelizmente, o preparo físico conta muito.

            Quanto as laterais, não temos nenhum.

            Você poderia colocar Jean, Fabiano. Faria alguma diferença do que fez Tche Tche ? Acho que seria bem pior, pois os dois primeiros são bem mais lentos.

            Como eles conseguiram marcar o atacante deles ?

            Na lateral esquerda, a mesma coisa. Zé Roberto, Michel Bastos. Como conseguiriam marcar o atacente deles ? Egídio era o “melhor”…

            Abraço

          • Até ‘entendo’ pelos problemas físicos, mas taticamente acabou matando o time no 1o tempo. Usasse o Veiga então, mesmo ‘verde’.

            2 volantes de marcação, pesados num jogo onde o adversário não usa o meio de campo e sim contra-ataques velozes diretos fica inócuo, especialmente num jogo em que precisamos propor o jogo e construir placar.

            Contra os gambas usamos o mesmo esquema e fomos igualmente pífios estrategicamente.

          • Taticamente matou Rafael, não jogamos nada no primeiro tempo.

            É aí que eu acho que faltou planejamento e “sorte”.

            O Veiga, pelo que apresentou nos jogos não estava pronto.

            Você lembra do grande Alex em 96 ? Pois é, nem eu, ele já estava no Palmeiras sendo preparado para assumir a posição do Djalminha em 97 e ser o jogador brilhante que foi no Palmeiras nos anos seguintes. Quem sabe com o Veiga ou Hyoran não aconteça a mesma coisa.

            Nossos jogadores cascudos (Felipe Melo, Michel Bastos, Borja) não deram certo por n motivos. Problemas táticos, técnicos, físicos e disciplinares.

            Com estes problemas, na minha opinião, era complicado Cuca escalar melhor do que foi feito ontem.

            Para mim era muito arriscado jogar com apenas um volante.

            Quem faria a marcação quando o time estivesse sem a bola ?

          • É pode ser, mas já que o Veiga já estava aqui, já estava inscrito e já estava apto ao jogo, as vezes teria sido mais interessante assim mesmo, quantas vezes não vimos jogadores nada prontos serem jogados numa situação de responsa muito acima de seu preparo e o cara desabrochar.
            Tem riscos calculados que muitas vezes vale apena correr.

            Sobre o Alex, lá se vão 20 anos, e apesar de eu ter uma memória privilégiada (especialmente no tocante ao Palmeiras) até onde me lembro sem pesquisar, ele chegou contratado do Coritiba pro brasileirão de 97, quando perdemos a final pro Vasco, e mal chegou já foi jogando, com pouco destaque, na sombra do Zinho, mas já sendo escalado com frequência, mesmo ainda estando verde verde… mas como falei, isso é de cabeça, de 20 anos atrás, portanto posso estar enganado…

          • Entendo seu posicionamento, mesmo discordando. Mas aqui é o espaço para debates entre palestrinos que, dos que participo, é o ambiente mais saudável. Já recebi msg de amigos palmeirenses hj pedindo a cabeça até do CUCAA!!! Meninos novos acostumados a leite com pêra kkkkk

            Porém, curto muito uma banda que tem uma música que se encaixa no meu raciocínio: “you never win if you don’t go all in”…. Ontem era o dia do ALL IN. De podermos até levar 3 gols, mas fazer 5, 6…. Agora o caldo já entornou!

          • Também gosto muito deste espaço que o Conrado criou. Muito bom poder participar destes debates em bom nível com os Palestrinos.

            Nós também já fomos jovens Saulo e também já reclamamos e choramos bem mais do que eles pela fase terrível que o Palmeiras passou a partir do final dos anos 70, todos os anos 80 e início dos 90.

            Eu, particularmente, respeito o sentimento dos mais jovens. Eu já chorei em 1982 com a seleção brasileira, tinha 12 anos.

            Já chorei no primeiro jogo da final de 1993, tinha 22 anos.

            Ontem vi uma moça de 15, 16 anos chorando e vi muitos jovens revoltados com a eliminação.

            Respeito a dor deles, pois já passei por isso e sei o quanto dói…

    • Planejamento é uma coisa engraçada… pegam no pé do Mattos por ele contratar muito, mas esquecem que o número é alto pela troca gigantesca de 2014-15, e agora querem o que? Mandar um monte embora? Pra fazer tudo de novo? Dos jogadores que vieram em 2015, ainda estão Dudu, Egídio, Thiago Santos e Zé Roberto, tivemos retorno financeiro com Vítor Hugo e Leandro Pereira. Por essas eliminações que sempre pegam alguns jogadores pra crucificar, fica difícil manter um esqueleto de elenco por muito tempo, contratações vão ser sempre necessárias.
      Me lembro bastante de 2010, pós a traumática perde do Brasileiro, mantivemos muito do elenco e Muricy, contratamos no início da temporada somente Léo (ZG, hoje no Cruzeiro) e Márcio Araújo. Mas com as eliminações na Copa do Brasil e Paulista, vários saíram (Diego Souza, Cleiton Xavier, Armero, Figueroa, Souza, inclusive o Léo) e tivemos que correr atrás de muitas contratações (Ewerthon, Lincoln, Edinho, Valdívia, Kléber,…). Isso que não pode mais acontecer.

      • Lucas, sempre comento isso sobre as contratações do Mattos.

        Em 2015 foram 25 contratações devido ao péssimo 2014 que fizemos e precisamos formar um novo elenco.

        Em 2016 e 2017 a quantidade de atletas contratados foi menor ou igual a quantidade que outros clubes contrataram…

        • Perfeito. Até mesmo a questão Borja é compreensível. No momento da sua chegada ao Brasil ele era o craque sul-americano em destaque e hoje a mídia condena sua contratação.

    • Concordo, mas ontem o BH,Keno,RGuedes e Deyverson, poderiam sido melhor, faltou agresividade, na defesa estavamos bem, não demos sorte, a saida do MIna complicou e o Dudu fez tuso ate onde deu, sem ele ficou mais dificil.e penalty é isso ai, faltou ate gente melhor pra bater os penaltys a nosso favor (Dudu,Guedes) bateriam com certeza não Egidio e BH

  • Mal planejado, azarado em algumas contratações, com jogadores que precisam DESAPARECER DO PALMEIRAS, tche tche, dracena e egídio PRA ONTEM, vender guedes, vender keno. NO MINIMO, dar um esporro do tamanho do amor que temos pelo clube no senhor alex. Alias Sr Alex, que falta faz um meio campo que consegue sair jogando, não? Precisou o moisés sem ritmo entrar pra algo acontecer, sorte que não temos nenhum renomado mundialmente treinando separado.

  • Será que o nosso DM é ridículo ou nossos jogadores são de vidro?
    Dudu poupado estoura, Moises estourou novamente e todo o time estava com cara de travados.

  • Se classificou o time que mereceu a classificação. Verdade dolorida, mas verdade. O Verdão não fez por merecer a classificação em mata-mata e, em nome deles, sacrificou seu melhor futebol.

  • Caras na boa, mas o tal do Bruno Henrique já ta devendo muito, primeiro aquela partida ruim e o pênalti cometido contra os gambás e agora esse pênalti displicente de ontem, duas partidas muito importantes para o time e o cara jogando tipo Wesley, sei não…

  • Gostaria que a Diretoria do Palmeiras tivesse a mesma sabedoria dos Gambas quando foram eliminados pelo Tolima. FORÇA PALMEIRAS!!

  • “foi comovente vê-lo chorando e tentando retornar ao gramado mesmo machucado ”

    Esse é um post aqui que até esse momento em que escrevo estava sob a Moderação.
    Penso o mesmo

  • Quantos erros de passe? Quantas bolas ganhas na grande area do adversario?

    Isto eu estava vendo no primeiro tempo….

    :@

  • Mina parado por três meses …. mais uma má noticia .
    Nossa zaga agora deve ser Luan e Juninho ( acho que se entrosam bem ) .
    O problema do Moisés ontem foi um pisão no tornozelo esquerdo, espero que esteja bem já no domingo
    pra voltar a jogar meio tempo novamente .
    Depois o Cuca terá várias semanas cheias pra trabalhar, aí sim eu quero ver onde este time pode chegar e
    o que esperar para o ano que vem .

  • Não é discurso de conformismo e nem procura por desculpa pra eliminação, mas os brasileiros vêm sofrendo mais do que deveriam na Libertadores contra times visivelmente mais fracos tecnicamente. O Palmeiras sofreu em todos os jogos dessa Libertadores, não demonstrou segurança e nem evolução em nenhum deles, mesmo vencendo. Por isso, tenho a impressão de que se não caíssemos hoje, iríamos cair em algum momento adiante, principalmente por pegar times melhores. Essa coisa de “clima de guerra” mexe com o emocional e o físico dos jogadores brasileiros, que acabam deixando a técnica de lado e se igualam por baixo com os outros times. É só pegar os casos principalmente dos também “milionários” Flamengo e Atlético.

    Mas isso é futebol. É difícil aceitar essa eliminação, principalmente pela expectativa que se criou, mas a gente têm que entender que o time não conseguiu encaixar esse ano e aí não tem jeito. Paciência…

  • Agora é ficar entre os 4 do BR e pensar no time do ano que vem. De preferência trazendo Danilo Avelar, Marcos Rocha, Diogo Barbosa (ou Victor Luís) e alguém eficiente na bola parada.
    Zé Roberto deve parar de jogar. Que seja feliz na sequência de sua vida, foi um profissional admirável será sempre lembrado entre os palmeirenses.
    E Egídio que suma daqui, pra bem longe de preferência.
    Fora isso temos um elenco de potencial e estamos no caminho certo.

      • PENSAR NO ANO QUE VEM, porém sem jogar a toalha, pois esse é quase o mesmo elenco que venceu o BR o ano passado, e o time que hoje ocupa a liderança, pode oscilar no segundo turno. Futebol pode acontecer muita coisa, buscar 15 pontos não é impossível. Mas ao menos a vaga na libertadores 18 teremos.

    • Eu, além de dois bons laterais pagaria a multa do Scarpa!! Esse cara tem jeito de meia clássico Palestrino!

  • sorte e azar …
    – Guerra tava voando no jogo de ida e infelizmente teve aquele problema com o filho
    – ainda no jogo de ida; tomar aquele gol no ultimo minuto foi phoda
    – e como o Moisés faz falta!! Golaço ontem!!

    • Cara, para mim ficou claro ontem que este time está formatado para jogar com o Moisés. Sem Moisés, sem time (para brigar por título). Não sei se é bom ou ruim isso.

        • Concordo, mas existem os jogadores-chave em todos os times do mundo e se eles
          se machucam não tem como o time não cair de rendimento. Moises talvez seja nosso único jogador-chave do momento então se ele se machuca a estrutura desmorona.

  • A respeito do Egídio , relativo APENAS a partida de ontem : jogou suficientemente bem, e bateu o penalti melhor que o Guerra , por ex. Se pode e deve ser responsabilizado pelas cagadas que fez recentemente , incluindo o lance ridículo contra o cruzeiro na copa do Brasil, não acho tazoável jogar nas costas dele a desclassificação da libertadores. Caso o goleiro adversário escolhesse o outro canto, ninguém falaria nada sobre ele. É do jogo , cazzo!

    • Concordo, o Egidio nao tem culpa de ser ruim. A culpa é do Mattos que deixou o Victor Luiz (que nao eh nenhuma Brastemp, mas melhor que qualquer um que temos) reforcando outro time da A e nao investiu devidamente no setor que foi um dos mais carentes em 2016.
      E o Deyverson, pq nao bateu? É finalizador, chegou faz pouco e já tem certa simpatia da torcida (o que em tese retira a pressao). Ficou com medinho?

      • Não me entendam mal , tbém quero ele fora , só me referi específicamente ao jogo de ontem. Egídio, VAZA!

    • Vamos poupar ele por ontem, tudo bem, 3 aninhos levando “duzentinho” todo santo mês pra casa, sem ter feito CINCO razoáveis partidas em todo esse tempo é de uma tristeza… Libera esse ameba que é lucro, não vai atrapalhar pelo menos…

  • Vamos fazer história a partir de agora!
    Vamos ter a maior recuperação já vista e sair com o Décimo título do Campeonato Brasileiro! E vamos poder comemorar muito mais que no ano passado, já que um dia depois aconteceu a tragédia da Chapecoense e todos ficaram abalados, além de ser em cima dos gambás!
    Nos demos mal esse ano com a mudança de calendário da Libertadores, se fosse como no ano passado, ainda teríamos as oitavas da Copa do Brasil e mais 3/4 do Brasileirão. Porém, serve como aprendizado que os outros não tiveram.
    Agora é baixar a cabeça, trabalhar muito e fazer o melhor turno da história! (segundo turno do ano passado fizemos 44 pontos, no 1º turno agora, gambás 47 pts, então vamos fazer 48 pts pra fecharmos com 80!! Se eles fizerem a mais que isso, não adianta, vão ter que deixar as premiações atrasadas e ano que vem eles caiem pra segunda divisão de novo!!

    DALE PORCO!!!

      • Para os clubes, talvez mais folga no calendário. Para a CONMEBOL, valoriza o torneio, do início ao final do ano se fala nele…

        • a tal “mais folga no calendário” acabou ficando só na teoria né… porque não lembro uma semana cheia esse ano, e nos anos anteriores eram poucas mais sempre tinha uma aqui e outra ali…

          • mas na Europa é assim também…a diferença é que lá nao tem estadual, e nas copas nacionais os times geralmente se poupam.

          • hum, na verdade existe sempre uma semana cheia a cada X semanas…

          • Enquanto jogarmos o Paulista com time completo, contra Linense, São José, Ferroviária, etc… que tem CRIMINOSOS, como o que quebrou o moisés 2x, será isso aí. Planejamento de time tem que ser como o do Patético/PR nos últimos anos. Estadual? Teste com a molecada!!!

          • Mas aí o problema são as nossas confederações; uma porcaria de um campeonato estadual que não serve para absolutamente nada comendo, ocupando 20 datas no ano…

      • Será vantajoso para o time que compreender primeiro que não precisa largar os outros campeonatos pra ganhar a Libertadores. Com o fim no meio do ano, todos largavam o restante das competições, ir até o fim do ano faz com que os treinadores tenham que saber melhor focar o elenco para cada competição: no mundo ideal teríamos 02 times, mas isso é impossível implantar, pelo menos ao curto prazo.

        • Não acho problema nenhum em dar uma esnobada na Copa do Brasil se estiver na libertadores, mas campeonato brasileiro tem que ser levado a sério da primeira a última rodada.

          • Aí que entrava o mundo ideal, um time pra jogar Brasileiro e Libertadores e outro pra jogar Paulista e Copa do Brasil, por exemplo. Se um clube fosse capaz de criar um elenco qualificado pra treinar, treinar e treinar, poderia levar os 4 com tudo conspirando a favor (ambiente, sorte, repertório de jogadas, etc.).
            O nosso elenco até é qualificado, no início do ano lembro de brincadeiras que o jogo mais difícil do Palmeiras no ano seriam nos treinos contra os próprios reservas. O problema disso é ter no segundo time, jogadores que aceitem que não vão fazer parte do primeiro escalão e jogarem em alto nível igual.

    • Cara, nem me iludo com isso. Palmeiras pode se recuperar, fazer um bom 2° turno e garantir um G4, quem sabe uma segunda colocação.

      Mas é muito difícil de acreditar que o time dos rivais vai fraquejar desse modo.

      A realidade é que o ano tá perdido. Vaga na próxima Libertadores é obrigação; só espero que acabem com esse frescura de obsessão, dando mais valor ao brasileiro também.

      • A questão é torcer: se eles fraquejarem, que estejamos por perto para aproveitar, se não fraquejarem, que façamos o maior número de pontos possíveis para começar o ano que vem com autoestima alta!
        Nem cogito ficar fora da Libertadores, isso seria muito decepcionante, e nem pela obsessão, mais pela visibilidade e questão orçamentária mesmo (3 jogos em casa na fase de grupos e temos renda igual/superior que os sardinhas no ano hehe).

  • Vou dizer o que vai acontecer até o final do ano:
    Se o Palmeiras estiver brigando por G4, mas bem (como estamos), Cuca fica até final do ano, se emendarmos 3 derrotas seguidas, o Bananotte (ou Galinhote se preferir) demite o Cuca, ai lá vamos nós de novo para um técnico aposta.

    Sabe o que me deixa brabo, aquela sensação de “eu já sabia”. A grande diferença do ano passado era que dava para sentir, no cerne do time que íamos ser campeões, defesa bem postada, todo mundo sabe o que faz. Durante o jogo contra o Barcelona eu ficava pensando “se passarmos na sorte (até pq o time vem jogando mal a meses), será q o Cuca ajusta o time contra o Santos?”, mas eu sabia, dava pra sentir, o Palmeiras não ia a lugar nenhum. Não tínhamos coesão, aptidão tática, somos um catadão de bons jogadores que não sabem o que fazer, vencemos SEMPRE na técnica e no individualismo, faltou a liga que o Conrado falou no post passado, mas já sabíamos disso!!!

    Agora é só esperar ano que vem para vermos se achamos essa cola que tanto precisamos e o time de 2016 definitivamente tinha!! Avanti Palestra.

    • não é o dedo, é um dos ossos do peito do pé, o mais externo. quinto metatarso. google it.
      isso normalmente é pisão. não tem como evitar.

      • Minha esposa teve uma fratura dessas quando eu bati o carro em 2003. No caso foi o 3º metatarso. Ficou 90 dias de molho.

  • Foda, viu.
    Eu moro no Rio, então não tem nenhum rival pra me encher o saco, me provocar. Isso facilita minha aceitação da derrota.
    As vezes sinto que é isso que pega mais a galera: o grupinho do whatsup, os memes no facebook, os “colegas da firma”, aquele tio gamba, aqueles primos bambis.

    Futebol é um jogo, as vezes se ganha as vezes se perde, nossa paixão nos faz torcer, mexe com nossa emoção, nos deixa aflitos, putos, felizes, nos faz chorar de raiva e alegria. Essa é a essência do futebol. O resto é o entorno social, e acabamos lidando com o futebol muito mais através desse entorno.
    E ai entra a imprensa. Quem nunca se pegou torcendo pelo Palmeiras pra pode vê a cara de otário dos caniceiros de microfone?

    Agora, algumas coisas eu discordo. Pegando o texto do Conrado sobre o Mattos e o planejamento.
    Quando ele diz que o Mattos foi buscar o Deyverson escondido na Espanha, não é verdade. Quem “descobriu”, analisou e pediu o DEyverson, foi o Cuca. E isso é fundamental. Mattos não é especialista no campo de jogo, “não pertence ao futebol, ta certo”. Foi o Cuca que observou, analisou e pediu o Tchê Tchê e o Guedes, por exemplo; o Mattos é o cara do telefone, o cara pra bate o martelo e só.

    Que ano que vem o planejamento seja feito em conjunto com o Cuca, que ele escolha atletas que se encaixem nas suas ideias de jogo. Não precisa ser o mais caro, o mais badalado, o mais midiático. Vejam o Grêmio. Com 30 milhões nas mãos do Cuca, ele escolhe 3, 4 jogadores e monta um time forte.

    Bola frente. Ano que vem tem mais. É muito bom disputar libertadores, nos faz lembrar da década de 90. Estamos nesse caminho agora, de jogar todo ano. E uma hora venceremos! AVANTI

      • Eles querem, a todo custo, criar uma rixa, uma rivalidade que não existe.Deve ser pq no estado deles o futebol é piada! São minúsculos!!! Títulos inventados e apoiados sempre pela mamãe Globosta e CBF. Pedindo que o STF dividisse o título de 87, envelopando uma arena de rodeio com bancada de madeira. Sério, eu rio MUITO dos framenguistas. Sou de Brasília, aqui tem mais essa bosta do que gente!

        • Teve uma época que Xpot achou que era nosso rival também, não entendo esses times que ficam caçando rival. Aqui em São Paulo já temos o suficiente.

          • Forçando uma mania de grandeza para se sentirem grandes, talvez…

  • Futebol é isso, não é ciência, não é matemática. Apontar erros depois que eles acontecem é muito confortável, principalmente pra quem esta de fora. A falácia do investimento que a imprensa vai deitar em nossas cabeças só me faz crer que quanto mais o tempo passa menos as pessoas se preocupam em entender sobre o que é o futebol.

    Lamentamos tudo, o Cuca ter saído, a demissão do Batista, as lesões, as eliminações, mas temos que olhar para trás e ver que não deixamos de ser protagonistas. Ir na onda da imprensa e querer crucificar alguém é uma tremenda burrice. Vamos fazer nossa parte no Brasileiro, lutar com tudo que temos e ver o que vamos colher.

    Ano que vem a gente volta com tudo: Cuca na pré-temporada e tudo iniciando como devia ser. Mais importante que apontar culpados e aprender com os erros, e temos que ter em mente que por mais triste que é esse momento, ele existe porque estamos lutando por títulos e não por sobrevivência.

    Por favor, evitem as redes sociais. Vão tripudiar em cima da gente, deixe que falem sozinhos.

  • Ontem foi foda, doído, mas faz parte, infelizmente o problema foi o ínicio da temporada em que “plantamos muito mal”, matou o planejamento, agora é dar continuidade. Outra coisa o Egídio é fraco, todo sabemos, mas hoje possivelmente seria o menos pior, pensa bem no caso de ser o ZR pra correr atrás dos pontas deles, ou o MB c/ aquela má vontade, não tinha opção mesmo e em relação ao penalti, bateu pessimamente mas tb não pipocou na hora de bater como outros, enfim. Raça não faltou da maioria, pra mim o destaque negativo da partida mesmo foi o RG em termos de entrega, literalmente se escondeu do jogo. Se for ver mais a fundo, perdemos a classificação lá no 1º jogo, não só naquele gol “bobo”, mas também por exemplo no gol perdido pelo Bigode, ou seja, não dá pra culpar um só, todos tem uma parcela e estão sujeitos a isso, o detalhe é passar o trauma e bola pra frente, pois continuamos sendo o time que todos temem de alguma forma. Individualmente, que pena o Moises não ter jogado toda temporada até agora, é muito diferenciado, e trata-se de um jogador de quase impossível reposição, time com ele é outro, só tomará que ele não tenha se machucado novamente e o Jailsão continua invicto!!! VAMO VERDÃO, TAMO JUNTO SEMPRE!!!

    • cho que pior que o gol perdido pelo bigode, foi ter jogado o 2o tempo conformado com o 0x0. Com gol qualificado é praticamente um suicídio tático você abrir mão de buscar um gol fora na 1a partida.

      • Com certeza, no caso do Bigode foi só um exemplo pra dizer que na verdade de alguma forma, quando perde todo mundo tem uma parcela, pois tb deveríamos ter criado mais chances e guardado no confronto de lá. Agora é bola pra frente, quem sabe ainda não vamos rir por último no final do ano, tudo é possível, assim como éramos super favoritos no começo da temporada agora se inverteu, mas tem muita água pra rolar debaixo da ponte e nunca se deve subestimar o VERDÃO.

  • O fato é que com o aval do EB e de grande parte da torcida, inclusive eu, a diretoria trouxe Michel Bastos, Felipe Melo e Borja, mas nosso técnico do inicio do ano foi muito mal .

    A diretoria não teve alternativa, senão trazer o Cuca de volta, com ele é bem provável que nenhum destes 3 viria. Os problemas começaram aí, mas o mais prejudicial foi a falta de tempo pra treinar o time .
    Temos problemas no elenco e no esquema de jogo que precisam ser resolvidos, e isto só será possível com a manutenção da comissão técnica.
    Lembrando que qualquer time do Brasil gostaria de este tipo de problema que temos agora, com as condições que temos para resolvê-los .

    Hora de trabalho para todos e de apoio da torcida .

    Vamos em busca do G4 na classificação final .

  • Ah, outra coisa: sempre concordei com o Conrado qdo ele diz àqueles que questionam o Departamento Médico que trata-se de um conhecimento específico e que não há como opinar de maneira embasada. Mas, é inegável o aumento de casos de contusões do ano passado para cá. Jean, Mina, FM, Dudu, Willian, Guerra e mais outros que não lembro agora tiveram problemas que os tiraram de jogos importantes. Detalhe: estamos poupando em jogos do BR! Cara, não era para estar assim.

    • A forma como o time joga também influencia bastante aqui. Muita garra, intensidade, mas também muita distância entre nossos jogadores o que leva a muita correria e divididas.

    • Isso msm Julio!! na mosca!!! Tem algo errado com a preparação, sei que somos leigos em medicina esportiva, fisiologia e tals, mas que tem algo errado nisso ai, ahh, tem sim!!!

    • Porém, por outro lado, Moisés voltou com antecedência de uma lesão bastante séria. E dos jogadores que citou, vale lembrar que o caso do Jean foi um desgaste na cartilagem do joelho (provavelmente por consequência do ofício), Mina quebrou o dedo numa infelicidade e contratamos Guerra cientes de seu histórico de lesões. Não acho que podemos colocar esses na conta do DM ou da preparação física.

      • Sim. Mas refiro-me ao Mina não neste jogo. Teve problemas musculares ao longo no ano. É difícil mesmo dizer. Sobre o Moisés, cabe lembrar que ele terminou o jogo quase como um saci. Sentiu o joelho após 30 minutos em campo. Mas beleza, bola pra frente. Não foi por isso que perdemos.

  • Tem muita gente lamentando que o Cuca poupou jogadores no Brasileiro visando a Libertadores. Pode ser. Mas agora é fácil falar. Mas o que eu lamento mesmo é que o EB não poupou o Moisés daquele joguinho no começo do ano contra o Linense que não valia nada. Isso fez toda a diferença no resto da temporada. Mas quem ia adivinhar?

    • Sempre achei absurdo poupar, para qualquer competição, venho falando isso desde sempre. Não tem elenco bom pra fazer isso? Machucou ou a Fisiologia vetou? Troca, ué! O Moisés machucou numa competição oficial, que falam (discordo) que é pré temporada, foi fatalidade.

      • Poupar 2 ou 3 titulares num jogo aqui, outros 2 ou 3 em outra partida eu concordo, mas escalar um time inteiro de reservas no domingo esperando o jogo da quarta acho exagero.

          • Guerra era pra ter entrado de cara ontem. Claramente não ia resolver colocando mais um meia. enfim..

          • Por isso falo em poupar 2 ou 3 jogadores por partida. Poupasse alguns contra o Avaí, outros contra o Botafogo, mais outros contra o Atlético PR. Em 3 rodadas os titulares conseguem ter pelo menos 1 de folga, os reservas tem chance de se entrosar e mostrar serviço e as chances de perder pontos bestas são menores.

            Indo um pouco além, nosso time precisa aprender a jogar com mais inteligência e menos correria, até pra parar com esses esgotamentos.

          • Dudu ontem claramente se machucou correndo ERRADO! Partiu pra cima de 2, 3, 4 jogadores dele sozinho!!! No único lance que pensou, saiu o golaço do Moidez! Uma pena ver o time sem equilíbrio psicológico como ontem

  • Ainda não li o pós jogo e não vi as notas …daqui a pouco faço isso…não poderia deixar de fazer alguns comentários a seguir…depois de mais uma noite mal dormida…
    JAILSON: Fez a sua parte , mas ainda não é um Prass nos penaltis…TCHE TCHE : péssimo no primeiro tempo , regular no segundo , seu futebol esta em algum lugar de 2016…MINA : Fazia a dele até se machucar , foi comovente vê-lo chorando e tentando retornar ao gramado mesmo machucado , tem jogador no nosso time que precisa ver essas cenas…DRACENA : tomou alguns dribles que zagueiro da experiência dele não pode tomar , mas no geral não comprometeu…LUAN : fez a dele , aquela conversa com o Cuca depois dos penaltis foi emblemática , será que foi um dos que pipocou para a cobrança ?!?!?!?!…THIAGO SANTOS : Deu conta do recado , como sempre aliás…BRUNO HENRIQUE : vinha fazendo a dele , mas o que foi aquela cobrança de penalti estilo gambá ?!?!?!?! vai ficar marcado…EGÍDIO : o que falar dessa figura ?!?!?! Praticamente sozinho conseguiu enterrar nosso segundo semestre , pra mim responsável direto na eliminação da Copa do Brasil e ontem um dos principais , deve ser muito zicado ou é gambá infiltrado , deveria ser mandado embora por justa causa já no vestiário…DUDU: brigou , lutou até sair ou machucado ou por cansaço…ROGER GUEDES : esse amarelou grandão ontem , um dos piores jogos dele no Verdão , nem voltou pro segundo tempo , não fosse a contusão do MINA , acho que já teria saido antes do intervalo…KENO : ciscou , ciscou , deve estar ciscando até agora…DEYVERSON: nada , absolutamente nada , jogou como o BORJA ontem…MOISÉS : sabia que jogava bem , mas ontem foi um absurdo o que esse cara jogou e mudou o time no segundo tempo , depois do jogo nas cobranças ensinou a muito gente como se cobra penalti e com um pé só , virei fã , com certeza se continuar nessa pegada virará idolo da torcida…CUCA: até quando vai seu créditinho com a torcidinha ?!?!? Poupandinho o timinho em vários joguinhos pra ver aquele futebolzinho de ontem ?!?!?! Se fosse outrinho tinha sidinho demitidinho no vestiarinho ( não resisti ao diminutivinho )…queria colocar outro comentário , nosso presidente ,MAURICIO “CABEÇA DE OVO” GALIOTE : tínhamos os bananas de pijama , agora temos esse , o bicho pegando e ele foi tirar férias , voltou e continuou a bagunça , pelo que aparenta sem pulso algum , torço para que acabe logo o seu mandato e que volte PAULO NOBRE ou quem sabe até TIA LEILA assuma seu lugar , não deixando o SAPO MUSTAFÁ GORDO voltar , até me arrepiei…No demais bom ano a todos , porque o meu acabou ontem…parabéns aos envolvidos por tornar a torcida do Verdão a chacota de 2017 das demais …

      • Que competições ?!?! Se foram todas…BR 17 com essa distância é pensar em 2018 e começar o planejamento , algo que pelo jeito não houve em 2017…

        • Só porque não saiu como o esperado, não significa que não houve. Tinham mais de 40 equipes na Libertadores esse ano. Só 1 ganha. As outras todas erraram o planejamento? Esporte é assim, só 1 ganha!

        • Discordo frontalmente.

          Fazer um planejamento que não dá certo é uma coisa. Deve-se aprender com isso.

          Agora, dizer que se não ganhar nenhuma caneco é porque não teve planejamento é muito.

          Manchester City contratou Guardiola e G. Jesus e não ganhou porra nenhuma. Deveria mandar todos embora, porque não houve planejamento. É isso?

      • – semi final do paulistão
        – quartas da copa do brasil
        – oitavas da libertadores
        – quarto colocado no brasileirão.

        Aonde está que passamos vergonha??

        Galera viaja

        • Vergonha claro que não, mas que com a estrutura e elenco que temos acho que saímos precocemente de TODAS as competições. Até o Botafogo com aquele time meia-boca ainda está na Copa do Brasil e na Libertadores.
          Poderíamos ter ido, pelo menos, um pouco mais adiante.
          Vamos concentrar nossas esperanças em um milagre no Brasileiro.

    • Se seu ano acabou ontem, não podemos fazer nada. Eu vou continuar torcendo. Ainda tem 57 pontos a serem disputados.

      • Esses 57 pontos servem de pré da pré temporada para 2018 , com a distência que temos do primeiro é praticamente impossível título esse ano…é pensar já no planejamento para 2018 , algo que parece ter faltado esse ano…

    • Chacota é jogar todo ano pra não cair, não ter condições de ganhar titulos, ganhar uma Copa do Brasil na cagada e ser rebaixado no mesmo ano. Aonde está a chacota em ser eliminado? Só porque fizemos um baita investimento? Os outros tem é inveja da gente, é bem diferente! Se dinheiro ganhasse campeonato, pra que jogamos então? Era só entregar as taças ué…

      • Real Madrid das Américas te lembra algo ?!?!Só por isso já iremos sofrer o restante do ano…

        • EU nunca falei isso, e qualquer torcedor sensato tmb não. Volto a dizer, somos o motivo de inveja. Todo torcedor adversário queria uma Crefisa e um Paulo Nobre no seu time. Sem falar num Mattos. Todos queriam o Borja e o Guerra no começo do ano.

          • Exato. A imprensa tá jogando contra e infelizmente podemos cair na lorota. O time do PCC ficou na miúda e tá colhendo.

          • O time do PCC ficou na miúda porque está QUEBRADO.

            Não foi estratégia.

  • Agora derrotas à parte… Que mosaico maravilhoso hein?! E o hino que adaptamos ao fundo deixou o ambiente perfeito. Isso precisa virar tradição. Temos que fazer isso sempre, com imagens cada vez mais bonitas no mosaico, contando episódios e personagens de nossa gloriosa história.

  • E vamos parar com esse negócio de Libertadores obsessão. Segundo ano seguido que essa obsessão nos prejudica. É uma panela de pressão isso. Para 2018, certamente teremos algumas saídas, mas temos uma base pronta já. É ajustar alguma coisa e seguir em frente.

  • Eu sempre me lixei pra Libertadores, encaro como uma CdB em outra língua. O que me deixa put0 foi ter poupado jogador no BR por causa desta josta. Adiantou? Resultado: desclassificação, trocentos machucados antes e durante o jogo de ontem e 19 amistosos até o fim do ano. Espero que tenha servido de lição para os “obsecados”.

    • Concordo. Essa historia de obsessao só atrapalha. Tem que dominar o cenário nacional, esmagar os pequenos. Contratar os grandes jogadores dos adversarios, nem que seja pagando a multa. Jogar libertadores todos os anos. Ai vira questao de tempo.

    • Eu penso que se for pra descartar uma competição, que descarte-se a copa do brasil. Os times europeus de ponta, por exemplo, só se preocupam com as copas nacionais quando não tem mais nada pra fazer nas outras competições, daí tentam salvar o ano com ela. E outra, essa história de “caminho mais curto pra libertadores” é muito traiçoeira!! Agora que o G4 virou G6, é mais seguro investir numa competição que premia a regularidade do que tentar a sorte num mata-mata.

  • Já estava mais que provado que DUDU não é armador, nunca foi, não é, e nunca será…. por$#@ cuca …..todos nós sabemos, só você que não ?

  • É.. nem a nossa fé de Palmeirense foi o suficiente no Paulista contra a Ponte Preta, na Copa do Brasil contra o Cruzeiro e, ontem na Libertadores contra o Barcelona..
    Vivendo e aprendendo, já dizia o ditado..
    O E.B conseguiu destruir o trabalho inteiro deixado do Cuca de 2016, contratou jogadores que na visão dele, iriam servir muito bem, porém na do Cuca, não servem..
    Deu a lógica.. trabalhou 3 meses e, caiu.. Voltou o Cuca, eu particularmente, comemorei que nem um título e, já dizia aos meus amigos “ele não nos trás garantia de títulos, mas, bom futebol é de certeza”.. coisa que até agora, não estamos apresentando, olhando friamente, tem sentido, pois não teve uma pré temporada para implementar o sistema dele de jogo e não fez junto do Mattos, o planejamento de elenco para 2017..

    Eu sou Palmeiras na vitória e na derrota, como soube comemorar o título do BR que veio depois de 20 e poucos anos, também sei perder a classificação em uma Libertadores e analisar friamente a situação.. (Ótimo seria se todos Palmeirenses pensassem da mesma forma, na hora da derrota, mas é impossível, eu sei)..

    Tudo continua normal, o Cuca tem meu total respaldo e por mim já pode renovar o contrato até 2020.. todos que tem um pouco de noção, sabem que o homem é muito bom e, que títulos com ele na beira do campo, é questão de tempo..

    Particularmente penso que, entramos de férias depois de selar a nossa eliminação ontem, infelizmente.. estamos fora de todas competições que nós tínhamos sérias chances de título e nos restou o BR, onde o nosso maior rival, faz uma campanha fora da realidade..

    O que me resta agora é, como de praxe, assistir e apoiar o Palmeiras SEMPRE.. secar o nosso rival para começar a despencar e nós irmos beliscando o nosso G4 aos poucos quietinho e, aprimorando o nosso sistema de jogo..

    Avanti Palmeiras, EU TE AMO PALMEIRAS..

    QUE ESPETÁCULO DE FESTA FIZEMOS ONTEM NO ESTÁDIO, QUE ESPETÁCULO..

    • Você está de Parabéns pelo seu comentário, é exatamente isso, vi até gente escrevendo que continuamos a ser “time do ano que vem”, gostaria de saber onde estavam em 2015/2016 esses que escrevem isso, não dá pra entender mas enfim…. Com certeza não se deve nem cogitar de mudar o Mattos e muito menos o Cuca, é dar sequência, aguentar as porradas e ir somando pontos para 2018 estar na Liberta com folga, quem sabe esse time médio dos gambás não volta ao normal, já estão começando com oba-oba, mas o momento é de humildade, pés no chão e lucidez. AVANTI VERDÃO!!!!

    • Falou muito, mas falou bonito rs!! Parabéns, melhor comentário que li até agora!!! Afinal, a esperança é VERDE!!! Só não concordo com esse negócio de “férias antecipadas”. Não!!! Tem um segundo turno inteiro ainda e o time deve lutar para ficar no G4 (o que eu não acho difícil, tendo em vista o péssimo nível do BR 17), melhorar o entrosamento para o ano que vem e daí sim, entrar com tudo em 2018!!!!

      • Com certeza temos e vamos lutar pelo G4 e secar o nossos rivais, como citei acima..
        Mas quando me referi que “entramos de férias”, digo em relação a título, e ainda citei que era a minha visão particular, mas sempre vou e vamos estar torcendo por buscar qualquer título, mesmo que a chance seja mínima, a matemática ainda nos possibilita, então vamos tentar.. abraço Palmeirense, obrigado pelo elogio..

        • Eu entendo sua opinião racional, mas me recuso a desistir do BR! De repente esses 15 dias de folga dos gambás fazem mais mal do que bem pra eles. 3 empates deles + 3 vitórias nossas e a diferença cai pra 9 pontos, faltando 16 rodadas com 1 confronto direto no meio.

  • Foi uma derrota dolorida, mais uma pra coleção (ainda bem que as vitórias são em muito maior número). Hora de colocar a cabeça no lugar para garantir o g4 e planejar 2018.
    Penso que o time precisa rejuvenescer. É ótimo termos jogadores experientes, mas está um pouco desequilibrado atualmente.
    Temos que renovar as laterais. Apenas o Maike tem o perfil que precisamos.
    Também iria pra cima dos bons jogadores dos rivais. Chapéus ajudam muito a autoestima do elenco e da torcida.

    • O negócio agora e fazer o nosso trabalho, que é vencer a maioria dos jogos do Brasileiro, mesmo porque o mês lá na arena odebrecht tá durando 90 dias. Qualquer hora um deles se machuca, o outro faz corpo mole e eles voltam ao normal.

        • Beliscar vitórias nos clássicos, voltar a jogar bem, atrapalhar os rivais… essas coisas do dia a dia. Não estamos em fila de títulos, nem com problemas de receita. Vida que segue.

        • Exato. Tempos atrás o Conrado mesmo fez um post aqui sobre perder com dignidade. Vida que segue no torneio que resta e nossa parte tem de ser feita. Não adianta esperar tropeço de A, B ou C se não fizermos a nossa.

          Em tempo: além da histórica má vontade da imprensa, pagamos em dias como o de hoje o preço por sermos GIGANTES: CRF e CAM caíram tal como nós, mas o que repercute é a nossa derrota. Poderia o Brasil ter ganho uma Copa do Mundo ontem que assunto do dia, ganhando ou perdendo, seria o Palmeiras. Incomodamos muito!

  • Pra quem sempre reclamou que o Cuca não teve tempo pra treinar o time, agora temos pela frente uma pré temporada de 6 meses… Mais uma vez fomos o time do “ano que vem”.

  • Em 1993/1994 ganhamos quase tudo. 1995 não ganhamos nada (inclusive perdendo uma final para os [email protected]ás). Em 1996 montaram aquele esquadrão que só ganhou um Paulistão. Em 1997 não ganhamos nada de novo, porém veio 1998 e 1999 e ganhamos nossos títulos mais importantes. Futebol é assim. Não dá pra ganhar tudo. Até acho que se passa ontem nosso time com certeza não passaria por Santos ou Grêmio. O negócio agora é aprender com os erros e bola pra frente.

  • O que não é para ser, não será!!! Agora é levantar os cacos e concentrar no restante da temporada…
    Bem! ontem o mau olhado pegou feio… Mina, Dudu praticamente os dois melhores do elenco se machucam… que coisa… Não temos que crucificar ninguém, que errar faz parte do jogo e da vida, temos que aprender com os erros, sempre. Uma coisa fica bem clara pra mim, o Palmeiras perde para ele mesmo, no dia que todos remarem para o mesmo lado, não tem pra ninguém… Avanti Palmeiras sempre…

    • Pensei o mesmo, ontem o olho gordo foi tão forte que se machucaram 3 jogadores, e perdemos para nós mesmos, mas sabe de uma coisa, quem colocou titulo de melhor elenco foi a midia de gambá para pesar pros caras, e a questão de 4 força para a galinhada entrar como franco atiradores, mas vamos indo e quando ingrenar segura que o campeão do século 21 seremos nós igual do século 20

  • Agora o time está de férias! Poderá descansar à vontade e recuperar os lesionados; Coloca o time reserva para esse segundo turno do Brasileiro e começa desde já o planejamento pra 2018. Difícil acreditar que estamos eliminados prematuramente por um time bem mediano do Equador;

      • E se o Moisés e o Dudu se recuperarem prontamente eu até mesmo trocaria o “quase impossível” por “muito difícil”. Posso estar sendo talvez pouco realista , mas ainda creio na chance de buscar o Bi 2016-2017, o que no momento passa por um intenso trabalho emocional imediato de superar essa eliminação e já fazer 9 pontos nas próximas 3 partidas.

    • Teve um campeonato que os bambis estavam tão no meio da tabela que o sempre humilde Cênico disse que seria complicado jogar Copa do Brasil em determinadas cidades do nordeste, já que estavam acostumados a jogar Libertadores. Ganharam o título. Se não me engano foi 2007 ou 2008.

  • MOISÉS!!!
    Meu Deus! Que jogador?

    6 meses sem jogar. Entra contra o CAP e dá aula para o Raphael Veiga. Entra contra o Barcelona e dá aula para o Dudu. Aula de como cadenciar o jogo. Aula de como virar a bola para encontrar o melhor espaço. Aula de como dominar um passe grosseiro. Aula de como pressionado por 3 jogadores, dar um tapa na bola e encontrar milagrosamente um companheiro livre.
    Que inteligência? Que elegância? Que categoria? Que raça?

    Os companheiros crescem ao seu lado.

    Contra-ataque rápido do Barcelona pela direita. Cruzamento para a área e lá está Moisés na posição de zagueiro-esquerdo para matar no peito e sair jogando com categoria.

    Que gol foi aquele?
    Lançamento milimétrico de “3 dedos” lá da intermediária defensiva. Pique de 70 metros. Domínio. Finta com elegância. Finalização firme, no alto, estufando as redes. Cajado abrindo o Mar-Verde.

    Que personalidade para chamar a responsabilidade e cobrar o pênalti sem praticamente conseguir andar.

    Ah, Zé Antônio!!!

      • Deixem-no com a 10. Talvez vcs não façam idéia do quanto jogou um tal de ADEMIR DA GUIA , chamado de DIVINO , que imortalizou a 10, em relação a quem o chileno chinelo não mereceria nem o zero do número.

        • O meu comentário é uma PIADA me referindo a Maldição que o Valdívia começou com a camisa 10, cujo todos que usaram a camisa depois disso se machucam em sequencia.
          ELE (VALDIVIA) só vivia machucado
          o BARRIOS só vivia machucado
          o CLEITON XAVIER só vivia machucado
          e agora o MOISÉS

    • Olha Marcos, realmente fiquei impressionado com o que jogou Moisés até quando teve condições físicas.

      Meu filho que estava comigo no jogo até comentou comigo e achei pertinente. “Nossa pai, eu não lembro do Moisés jogar tudo isso no ano passado”.

      Ele não errou nada nos primeiros 25 minutos do segundo tempo e fez jogadas brilhantes.

      Realmente, de todas as partidas que assisti do Moisés no ano passado, não me lembro de nenhuma ele ter jogado o que jogou ontem.

      Parabéns Moisés !!!

    • Olha faz tempo que não vejo um jogador de tamanha qualidade mudar tanto um jogo. Acredito que com ele até o Borba volta volta a brilhar

  • O ano está quase “perdido”? Foda-se. Quando lembro a situação do Palmeiras 4 anos atrás, vejo que não podemos reclamar de nada. Fomos os protagonistas dos últimos 2 anos e, se não nos perdermos nos meandros da política interna palestrina, o futuro nos pertence. Agora, é manter a comissão técnica que sabermos ser competente e iniciar o ano que vem de maneira mais organizada. Ah, e fica aqui meu agradecimento ao FILHO DA PUTA que quebrou o Moisés na MERDA do Campeonato Paulista.

  • Pensar que alguns querem Cuca e Mattos fora é demais pra cabeça. Olhem ao redor, olhem como foi o passado sem eles. Focar a frente, quem sabe algo de muito bom nos esteja reservado.

  • Foi um grande balde de água fria no palmeirense.

    Tá difícil de assimilar todo um investimento jogado “à toa”.

    Duas ou três peças mal escaladas ou tecnicamente inferiores prejudicam todo um trabalho.

    Senhores, os deuses do futebol não quiseram que nos classificássemos ontem. Não é possível o Mina se machucar ainda no primeiro tempo, Dudú no segundo e, ainda, Guerra, Moisés e Jean não estarem bem fisicamente.

    E, finalmente, deixar Egídio – logo ele, o mais contestado de todos – decidir uma disputa de penalidades.

    Só espero que todos os erros cometidos ano passado e esse ano sirvam de lição a todos e que os investimentos não se arrefeçam.

    O Palmeiras tem de ter a gana de ser o melhor sempre.

    E temos de ser agora, também, na derrota.

    Porque somos palmeirenses e o palmeirense é diferente!

  • Não vou comentar sobre o jogo em si porque não estou em condições, mas uma coisa eu tenho que falar…estou muito orgulhoso do Dudu. A imagem do cara deitando no chão completamente esgotado foi emocionante.
    Que diferença para o Roger Guedes, esse mascarado do cacete e sem comprometimento nenhum!!!

    • acho complicado entrar na mente dos jogadores e ler o que se passa lá dentro.
      há casos, por causa da expressão corporal e da fisionomia, em que essa leitura é fácil, mas muitas vezes a gente acaba acreditando no que quer.

  • Sou contra a demissão do Cuca agora, realmente não faz sentido. Mas tinha que tomar uma chamada na chincha em público, pra aprender que não existe ninguém maior que o Palmeiras com essa frescura de sabático. Quer cuidar da família, seja homem, pede pra cagar, sai e não volta. Fez o Palmeiras de refém, que não tinha o que fazer e aceitou. Agora tem que baixar muito a bolinha dele e classificar o Palmeiras pra Libertadores direto.

    • Concordo, Cuca acha que pode ir e voltar a ser técnico do Palmeiras a hora que ele quiser. O Palmeiras é bem maior que ele.. espero que ele se toque que não é bem assim

      • acho que voce nao conhece a historia direito.
        1) quando foi contratado,ele nao queria aceitar porque disse que tinha um compromisso que levaria alguns meses a partir de janeiro/17
        2) O Mattos que o convenceu a aceitar e fechou o acordo para sua saída
        3) Cuca então saiu, apenas cumprindo o que foi combinado, a despeito das tentativas do Mattos de faze-lo mudar de ideia
        4) Foi o Palmeiras que o procurou pedindo para ele voltar.

        Lembre-se desta sequência.

        • Eu lembro dessa sequência, mas nas circunstâncias em que ele voltou foi como se o Cuca fosse o salvador da pátria, e deu no que deu… espero que o trabalho continue e que o time jogue melhor!

          • tente ler seu primeiro comentario, depois o segundo e veja que nenhum deles faz sentido – alias, eles sequer se conectam.
            hoje está sendo um dia foda pra todos nós.

          • Quem o colocou como salvador da pátria foram alguns torcedores e parte da imprensinha clubista. Cuca apenas cumpriu seu contrato até o final O erro foi na contratação do substituto.

  • Temo pelo futuro do Palmeiras com esse Careca pau mandado do Mustassauro, fantoche esse Presidente é um dos mais bostas que o verdão teve até hoje, e tinha gente que falava do nobre ainda.

  • Ótimo texto, concordo com tudo que está escrito. Agora, um problema grave que está acontecendo no time e que ninguém notou ou citou, tanto a imprensa como os torcedores, é a preparação física e/ou o DM. Não é possível a quantidade de jogadores mal fisicamente ou machucados, e ontem isso foi claro. Mesmo poupando no fim de semana, tivemos Mina, Dudu, Mayke, Guerra, Jean e Moises arrebentados fisicamente. Sem falar nos outros machucados: Willian, T. Martins e Arouca. Não é possível tanta contusão. É tanto problema físico que vendo o jogo até eu tenho medo de me machucar rsrs. Mattos e Galiote precisam resolver esse problema!!!! Nõ veja essa quantidade de lesões nos outros times!!! Concordam?? Será que estou exagerando???

  • Passada a ressaca, o que eu vejo é o seguinte:

    Tivemos um time forte em 2015.

    Tivemos um time forte em 2016.

    Temos um time forte em 2017.

    E muito provavelmente teremos o mais forte de todos em 2018.

    Quem quiser continuar insistindo que todo o planejamento foi (ou é) errado, fique à vontade. Não encontrará eco em mim.

    • É doloroso, demais, tanto que quando o Egídio errou o pênalti, parece que o tempo petrificou o Allianz Parque, os próprios jogadores do Barcelona pareciam resistentes em comemorar. Fiquei até esperando algo, o juíz ter mandado voltar a cobrança, algo assim… Mas sigo sua linha de raciocínio quanto a esta cronologia e digo mais: antes passar por noites como a de ontem, como protagonista, entrando jogo após jogo como adversário a ser batido do que jogar miseravelmente um Estadual e uma Sulamericana todo ano como saco de pancadas e com a faca no pescoço, como de 2010 à 2014.

    • é isso aí amigo. A tendência é o time ficar cada ano mais forte.

      Espero que a galera pense um
      Pouco antes de criticar todo mundo.

  • Durante toda a temporada até ontem, esse Palmeiras de 17 me fez lembrar o Palmeiras de 95… Aquela estranha sensação de um time com certa ‘ressaca, vindo das glórias dos anos anteriores. Certas evoluções custam caro, infelizmente o preço para treinar e aprimorar o time foram as eliminações. A obrigação, agora, é lutar sim pelo brasileirāo, já que brios não faltam.

    • Então que o Palmeiras de 2018 nos lembre o de 1996! Mas que não seja desmontado no meio do ano, interrompendo os melhores coitos que teríamos em décadas…

  • Vejo muita gente falando sobre os pênaltis perdidos e sobre jogadores que não bateram.

    É preciso coragem para bater pênaltis em um mata-mata.

    E mais coragem ainda para NÃO bater.

    R. Gaúcho, Edmundo, Ronaldo Gordo, Cristiano Ronaldo, Messi. Todos corajosos e batedores medíocres. Perdem (ou perderam) pênaltis que é uma beleza. A troco de que? Autoafirmação? Mas… perder a cobrança e provocar a derrota do time não é algo muito pior?

    Prefiro a sinceridade de Rivelino (que ironicamente batia muito bem na bola) e Romário que sempre pediam para não bater. Romário ainda se achou na obrigação de “comparecer” na Copa de 94 e sua batida beijou a trave antes de entrar.

    Portanto, acho uma discussão vazia.

    Jogador tem apenas que treinar pra [email protected]@LHO.

    Ah, e quanto a cobrança do Egídio…. não sei qual é seu aproveitamento nos treinos. Mas numa situação como ontem, se batesse 30 vezes o goleiro pegaria 10. E as outras 20 iriam para fora.

    • Falei quase a mesma coisa ontem qdo o vi indo pra bola. Bebi o último gole do vinho e esperei o pior! Como diria meu avô: “poderia bater 1 mês de pênaltis ali que não faria o gol”

  • Não estou entendendo essa choradeira toda… eu já torci pro Bizu, Buião, Darinta, Adriano chuva, Gerlei, Rosenbrik, e mais umas coisas que não lembro… sentado no chão, no Vale do anhangabau, tomando chuva 1 hora da manhã, vi uma taça indo pra Limeira ( cortesia do Denis )… eu não torço por títulos, ou nomes, eu torço para o PALMEIRAS! Mesmo com as eliminações desse ano, acredito que o trabalho é correto, deve sofrer alguns ajustes, óbvio, e continuar…

    • Concordo contigo! Também amarguei a derrota de 86 no colo do meu pai! Já tive a infelicidade de presenciar o Wesley jogando com a nossa camisa. Já tive que me segurar pra não mandar meu chefe gambá ir tomar no c# quando perdemos a final do mundial de 99. Vou ser Palmeiras sempre! Mas algumas questões têm que ser feitas:
      – Por que gastamos tanto dinheiro com contratações e continuamos improvisando jogadores na lateral direita?
      – Contratamos o Felipe Melo pela bola que ele joga ou por ser “casca-grossa-cara-da-libertadores”?
      – Se temos um elenco tão forte, dá pra entender o abandono do Brasileirão antes do final do primeiro turno?
      – Por que será que, via de regra, nossos primeiros tempos são sempre uma desgraça? Sobretudo em jogos decisivos?
      Não acho que esteja tudo errado. Mas existem muitas falhas de gestão que precisam ser analisadas.
      Sinceramente? Ontem foi caçapa cantada!

  • Fiquei muito puto ontem, xinguei todas as gerações da família do Egídio.. hahaha

    Mas hoje, de cabeça fria, caí na real.. (até por isso evito comentar no mesmo dia do jogo..)

    Perdemos o Guerra antes de o jogo começar (jogador com 90%, não adianta), perdemos Mina (que foi bem substituído pelo Dracena, mas que queimou uma substituição) e perdemos Dudu, que estava com uma vontade absurda.. no fim do segundo tempo ainda perdemos o Moisés, que era outro monstro em campo!

    Qual time poderia se dar ao luxo de perder esses quatro monstros e ainda ganhar um jogo daqueles??

    Acontece galera, mata mata só um passa, bola pra frente e daqui a 10 dias o Allianz tem que estar cheio de novo, vamos dar aquela arrancada e mostrar a força do nosso time!

    Sou Palmeiras até morrer!

  • ODEIO o PVC com aquela fala de quem parece que vai ter um AVC a qq momento. Mas ontem ele teve um momento que quase recebeu alta médica: “o Palmeiras é o time do escanteio curto e lateral longo”. Aí começou a repetir sem parar e torci para que o AVC enfim acontecesse

    • Esse PVC é o maior ‘falso Palmeirense’ da história. (o que o torna também no maior P no C).

      Isso eu já tinha convicção, mas ontem ficou comprovado, o Nivaldo botou ele na fogueira perguntando pra ele em qual gol havia sido os pênaltis do título de 99, e ele sem ter o tempo de pesquisar no seu tablete se embananou todo, ainda disse que o jogo foi no Morumbixa…

      NENHUM PALMEIRENSE de verdade ia errar uma dessas!!!

      NENHUM!!!!

      • Ele disse que tinha entendido do jogo contra os lixos!!! Não tira eles da cabeça, né? Ele e o Noriega são farsas gigantescas! Que ressaca moral dos inferno!!!

      • Qualquer palmeirense sabe que os pênaltis da final de 99 foram no gol com torcida atrás e não no das piscinas.

          • O cara chutando pra fora do lado direito e o Marcão pulou pro lado esquerdo, levantou e correu pra torcida. Era o Zapata, salvo engano.

          • E o Zinho acertando caprichosamente o travessão… Junior Baiano batendo no meio do gol,…Roque Junior marcando e chamando a galera,…pedalada botando na gaveta,… Fora Fora Fora!!!… Marcão voando nela ela batendo na trave, passando a mililitros de bater nas costas dele e entrar mas saindo…
            Euller baixando o Evair, deslocando o goleiro e batendo sem peso no outro canto (Meu coração parou, saltou da boca e só voltou a bater quando vi a rede balançando)

        • Chateado por que? Foi ANTES das cobranças.

          Torcedor nada, esse cara é o maior falsário das alamedas (até porque o Sapão não é falso, é claramente ANTI mesmo).

          Esse aí só se diz Palmeirense pra dar mais ‘credibilidade’ aos seus argumentos SEMPRE a favor dos rivais e SEMPRE contra o Palmeiras.

          Isso não é ser ‘imparcial’! É ser claramente desfavorável mesmo!!

          …chateado ele VIVE com o PALMEIRAS desde a 1a vez que eu o vi até hoje então, nunca vi alguém tão ‘remoído’ com o clube. Algum PALMEIRENSE deve ter roubado o grande amor de sua vida, ou sua mãe traiu seu pai com algum Palmeirense na sua frente…

          Nunca o vi defendendo os interesses da SEP, NUNCA!! E sempre vejo ele se desdobrar pra defender os interesses tanto dos lixos quanto das barbis.

          Isso que ele faz de usar meias verdades e manipulação apenas das estatísticas que interessam pra defender seus argumentos chama-se DESONESTIDADE INTELECTUAL!!! (embora, eu admito que ele o faça com maestria!!)

          Mas de todos (entre sempre desmerecer nossas conquistas e história e sempre exaltar os outros) o mais RIDÍCULO pra mim foi de longe o ‘dossiê’ que ele fez tentando provar que os bambis não foram rebaixados no paulistão. SENDO QUE EU VIVI essa época, Eu vivenciei TODOS na época tratando como rebaixamento!!! Tem vídeos de Tele, Cafú, Rai,…, falando do rebaixamento delas e ele vem tentar manipular minha memória e a opinião alheia pra ‘provar’ o contrário!!!

          P no C dele e de suas falácias e meias verdades. Ele é um tremendo de um MENTIROSO FDP isso sim!!!

  • Hoje vou ouvir meu disco Mellon collie and infinite sadness pq é o que resta. Abraços

    #forzaPalestra

  • O ano não nos favorece desde o início e o fim até poderia ser diferente, mas realmente seria difícil…Além da troca forçada de treinador demos muito azar que peças importantes machucaram e outras que chegaram não rendem tanto como nos seus antigos times, caso mais específico do Borja. Nas laterais perdemos o encaixe justamente por motivos que já mencionei acima, aí complicou tudo. Tanto pela direita como pela esquerda é uma verdadeira avenida, basta apenas colocar um jogador veloz e minimamente habilidoso que leva vantagem em todas as jogadas pra cima da gente, ontem o tal do Caicedo DEITOU no Mina e no Tchê Tchê improvisado. Enfim, o negócio é esperar 2018 e aguardar para ver se o Borja encaixa de uma vez e para contratar no MÍNIMO um lateral esquerdo e direito EXCELENTE. Demitir o Cuca seria uma tremenda besteira, na minha opinião ele é o menos culpado. Avanti Palestra!!!!

  • Se tem alguém que pode lamentar muito a perda desta Libertadores é o Zé Roberto, que perdeu a última chance da vida dele e merecia. Nós não. Com essa história de G6, daqui pra frente o Palmeiras, com a estrutura que tem, vai estar em TODAS as Libertadores. Nada como um dia depois do outro. Ano que vem tem mais.

    • Concordo com vc, o negócio é manter o planejamento, investimento e o comando técnico que ano que vem estaremos brigando novamente! Demitir Cuca ou o Mattos seria uma tremenda estupidez!!!!

  • Tô chateado, mas como muitos aqui mencionaram é uma eliminação que pelo menos não deixa um vazio sem qualquer perspectiva quanto ao futuro. Ontem faltou um cara que gosta deste tipo de jg: o bigode. Agora é sermos pontuais na montagem do elenco

  • Se o Palmeiras encarasse esse jogo como amistoso ganhava de 4 x 0 com o time reserva. O problema é confundir essa raça com desespero.

    • Esse desespero do 1º tempo se passa pela característica da linha de 3 que saiu jogando. Roger Guedes, Dudu e Keno. Todos são jogadores verticais. Jogadores de 1 contra 1. Não tínhamos uma cabeça pensante, alguém pra girar a bola e encontrar os espaços. No 2º tempo com a entrada do Moisés o time foi bem mais lúcido.

  • Time que precisa ganhar jogo e da 2 (DOIS) chutes apenas no gol do adversário em 90 MINUTOS e nos ultimos 10 minutos não consegue nem pegar na bola. Parabéns Cuca.

  • Alguém descobriu o que aconteceu com o Moisés nos minutos finais? Ele claramente estava sem condições de se manter em pé, foi naquela última dividida dele?

    Pergunto porque precisamos desse cara. Nem que seja pra ser TS, BH e Moisés no meio, porque o BH soube distribuir com certa decência também. Se trocássemos um pouco de raça por mais técnica e inteligência ontem, teríamos criado mais chances e poderíamos ter feito mais gols.

  • Infelizmente, depois de dois anos ganhando títulos importantes, muito provavelmente, ficaremos sem nada esse ano.

    Egídio e Bruno Henrique jogaram bem, infelizmente perderam seus pênaltis.

    Antes de começar os pênaltis, já não estava com muita esperança, o Palmeiras não tem bons cobradores e o Jailson é fraco nos pênaltis, ele sempre sai antes do cara bater.

    O Verdazzo não encontrou nenhum motivo para colocar o Borja como culpado pela eliminação, estranho isso. Já que para o site o Borja é o culpado de todos os problemas do palmeiras.

    • kkk, dei o like só pela provocação à patada…
      mas concordo com o resto do comentário também rsrs

  • Bom dia.
    Pra mim, Fica Cuca para darmos condição de treinamento ao time, lembram do Tite quando foi eliminado, os caras bancaram ele e a galinhada ganhou no outro ano, para mim tem só que trazer laterias e um meia de ligação, aprendemos com os erros e vamos melhorar.

  • Acreditamos movidos pela paixão, o Palmeiras 2017 demonstrou pouco futebol, o resultado de ontem não foi nenhuma novidade! Esse papo de título brasileiro deixo pros iludidos, vamos focar nas 6 primeiras posições e planejar 2018, é o que nos restou …. sem Egídio, preferencialmente.

    • Pode ser “ilusão” mas enquanto houver a menor possibilidade matemática é OBRIGAÇÃO do time tentar ir atrás e OBRIGAÇÃO do Torcedor não jogar a toalha. Afinal, torcer é isso Ter FÉ!!!

  • Só pra registrar: não concordo com a nota do Egídio. Foi um dos mais participativos, com muita raça e ganhou mais jogadas do q perdeu. Se analisarmos friamente, seu desempenho foi melhor do q o Mina, por exemplo, q era uma verdadeira avenida toda vez q saía pra cobrir o Tche Tche.

  • O Mauro Beting esse ano também, nao perdeu uma oportunidade de fritar o time, nao sei o que aconteceu, esse ano foi só paulada desde o EB até agora.
    A pressao que botamos fez com que o EB acelerasse a volta do Moisés para o jogo do Linense deu no que deu…Esse ano eu queria botar mesmo é na conta da torcida, quem foi no Estádio apoio, mas o torcedor em geral só criticou, PQP, parece que viramos um bando de mimados…esquecemos 2012,2013,2014…esquecemos que tínhamos o título ganho em 2009 assim como a mídia esta dando pros gambás e inexplicavelmente perdemos tudo. Parece que esquecemos tanta coisa. O time entrou pilhado no jogo, dando o sangue, mas sentiu o peso que a torcida colocou e toda a cobranca que vem sendo feita e reforcada pela mídia durante todo 2017. ainda tem água pra rolar por deibaixo dessa ponte e 2017 vai nos trazer alegrias ainda. A Gambazada que se cuide e a bixarada se cair vai ser SENSACIONAL! Aí quem vai ser a piada do ano???

    • Não pode cair na pilha dessa mídia fdp! A urubuzada gastou tanto ou mais do q nós, tem, na minha opinião, um elenco melhor do q o nosso, mais equilibrado e só vai disputar o título de torneios menores. Mas só falam dos gastos do Palmeiras!

      • O atletico Mineiro também gastou mais e ninguém fala nada. Por isso minha critica ao Mauro Beting que usou o Palmeiras de saco de pancadas e fica rasgando elogios pros Gambás, sendo que nos bastidores eles devem até pro pipoqueiro que trampou na festa junina do clube

  • Resultado previsível se considerarmos o futebol apresentado o ano todo. O que eu lamento é o Cuca ter limitado o time no primeiro tempo a bolas alçadas na área e ainda mais pelo Egídio. Ele é esforçado, mas lhe falta cérebro. Infelizmente tenho que dizer que não merecemos sorte melhor. O apoio se mantém igual, mas aguardamos o próximo ano.
    Saudações…

    • Concordo plenamente com vc cara, o ano não nos favorece desde o início e o fim até poderia ser diferente, mas realmente seria difícil…Além da troca forçada de treinador demos muito azar que peças importantes machucaram e outras que chegaram não rendem tanto como nos seus antigos times, caso mais específico do Borja. Nas laterais perdemos o encaixe justamente por motivos que já mencionei acima, aí complicou tudo. Tanto pela direita como pela esquerda é uma verdadeira avenida, basta apenas colocar um jogador veloz e minimamente habilidoso que leva vantagem em todas as jogadas pra cima da gente, ontem o tal do Caicedo DEITOU no Mina e no Tchê Tchê improvisado. Enfim, o negócio é esperar 2018 e aguardar para ver se o Borja encaixa de uma vez e para contratar no MÍNIMO um lateral esquerdo e direito EXCELENTE. Avanti Palestra!!!!

  • Ficou evidente ontem q nosso maior problema foram os erros de planejamento para essa temporada. Nem vale a pena enumerá-los aqui, muitos já falaram sobre isso. De qq forma, não vamos jogar no lixo um trabalho q vem sendo bem feito há anos e q já nos rendeu bons frutos, tanto na campo, qto fora dele. Cabeça fria (eu sei q agora é difícil) e planejar melhor 2018. Só uma coisa: faltou o comando do Nobre. Galiotte tem deixado muito a desejar.

    • Ontem pela primeira vez gostei de Verdade de uma entrevista do Galiote. Ao fim do jogo, quando ele afirmou que o trabalho vai prosseguir e que o Mattos é o Homem de confiança dele.

      Só não gostei da afirmação de que “vamos ganhar a libertadores, no ano que vem, ou no outro…”.

      Tem que esquecer essa powrra de “obsessão” de uma vez por todas!!!

      Preferia que ele tivesse dito que “vamos continuar buscando e conquistando todos os títulos possiveis”

      • Concordo plenamente. De uns anos para ca, o futebol brasileiro, no melhor estilo “novo riquismo” que assola boa parte da população, cismou com essa porra de Libertadores e Mundial, como se fossem torneios mágicos. É legal ganhar a Libertadores, mas, de longe, o campeonato mais importante do calendário é o Brasileirão. Não se pode colocar um mata-mata como prioridade, é no mínimo burrice! Libertadores não é Champions! Espero q tenhamos aprendido a lição.

        • E tirando Real (e um pouco menos o Barcelona, e agora o PSG), nem os europeus tem “obsessão pela Champions” eu vivi lá no velho continente e te garanto, eles sempre valorizam muito mais as Ligas nacionais, a Champions é ‘um bônus’

  • Ainda acredito no BR, é hora de engatarmos 5..6 vitórias consecutivas e tirar pelo menos 6 pontos de diferença do rival. Ainda dá Palmeiras, vamos calar a boca de todos, eu acredito.

  • Parabéns a todos (elenco, Técnico e Diretoria) terceira eliminação prematura nos campeonatos que alguns iludidos achavam que iríamos ganhar tudo e realmente não existia tal obrigação, porém, serem eliminados nas três, prematuramente, com o nível do futebol atual, elenco que temos, todas as garantias de condições para um bom trabalho, recebendo altos salários e em dia, realmente foi uma bela façanha !!!!!!.

  • A verdade é uma só:

    A tal da ‘LIGA’ é Fouda!!!

    Times medíocres, sem nenhum jogador acima da média, sem nenhum planejamento, quando pega ‘a tal liga’ ninguém, ou quase ninguém segura. E times montado criteriosamente com bons investimentos, jogadores em alta e boas promessas, se não pega ‘LIGA’ naufragam miseravelmente.

  • Criticam o Mattos na onda da imprensa, mas esquecem o que é ter um diretor de futebol indicado pelo sapo boi.

    Muita gente que pediu o Cuca desde a primeira derrota do EB, achou que o Cuca ia fazer o que? Sem tempo pra treinar ele ia tirar um coelho da cartola e pronto? E agora os mesmos que pediram o Cuca querem ele fora? Depois reclamam de falta de padrão do time.

    Criticar investimento alto, como de isso fosse garantia de título, tem nem o que falar. Tudo na onda da imprensa clubista.

    Só lembrar vocês que antes do Egídio, nosso LE era o Juninho Pampers. Já tivemos o Gente Boa na volancia e Betinho de CA. Reclamam de boca cheia. Vejo um monte de torcedor mimado, que entrou na onda da “obrigação” criada pela imprensa. Obsessão de cu é rola.

    Nosso time tem 103 anos. Não é o primeiro e nem será o último ano que passaremos sem título. Mas pelo menos temos perspectivas boas para os próximos anos, isso se chama planejamento. Pensar em médio e longo prazo também, porque no curto prazo tem sempre fatores alheios como lesões, suspensões e etc.

    Não parei de apoiar o time durante anos tenebrosos, sem perspectiva alguma. Não vou parar agora. Férias é o cacete. Temos que fazer um segundo turno digno, terminar no G4 e enquanto for matematicamente possível torcer pra buscar o título, por que não?

    • Isso aí. A começar pelas matérias que falam de finanças: enquanto os filhotes da RGT aparecem apenas sobre dívidas e afins, nós aparecemos sobre superávits. Essa semana mesmo saiu dizendo que o Galiotte pretende quitar a dívida com o Nobre até o final de seu mandato. Logo, um pouco mais de dinheiro pra investir como o Palmeiras merece.

  • Sei que muitos irão me criticar mas não consegui ter esperança em nenhum momento nesse time durante o ano todo. Não vi nenhuma partida em que o time tenha jogado bem os 90 minutos. Somente lampejos. Não tem tabela, infiltração. Toda jogada culmina com bola levantada na área. Ontem estávamos fazendo ligação direta desde o início do jogo. Não vi diferença nesse time em relação ao do time campeão da Copa BR 2015. Muita vontade, torcida apoiando e seja o que Deus quiser.
    E só mais uma coisa, o ano não acabou. Temos que buscar a vaga no G4 e pelo menos colocar uma pressão sobre os gambás.

    • Concordo. Realmente não jogamos bem nenhuma vez esse ano, esse elenco, por vários motivos, não engrenou.

  • O mau planejamento só poderia culminar mesmo numa eliminação precoce. Era questão de ser entre as oitavas e as quartas. Olhando o lado positivo: melhor agora que passar vergonha numa semi-final ou final em que a encheção de saco dos rivais seria muito maior. Feliz 2018.

  • Ontem minha 1ª reação foi ficar puto (mais uma vez) com o Egídio, mas depois pensando melhor ele pelo menos teve coragem de ir bater o pênalti. Cadê o tal do Deyverson, que é atacante, fala pra caramba, pede o apoio da torcida o tempo todo mas na hora do “vamo ver” não pediu pra bater? O time foi mal escalado, mesmo com as lesões de última hora deveríamos ter entrado com o ZR ou Jean no meio deixando o Dudu aberto como ele gosta e sabe jogar. RG estava dando nos nervos ontem, uma das piores partidas que vi ele jogar, Tchê Tchê era uma avenida na lateral e o Mina ontem também tava perdendo todas pro atacante do Barcelona. Não era dia, pronto, mas uma vez fomos desclassificados por nós mesmos, agora é juntar os cacos, levantar a cabeça e correr atrás do prejuízo no Brasileirão.

    • O Roger Guedes é um ótimo ponta para jogar quando tem espaço. Preferencialmente quando o time tem o contra-ataque. Quando o Palmeiras precisa furar um ferrolho, ele claramente tem dificuldades de jogar. Ele é um ponta “boi-bravo” que dá um balão na frente e dispara na corrida, mas se não houver espaço pra ele dar o balão… já era, só serve pra marcar a descida do lateral.

      Deyverson pipocou por 5 motivos:

      1- Ele é centroavante e tem a obrigação de finalizar melhor que um volante, que um lateral ou que um zagueiro.

      2- Ele tinha toda a confiança do técnico que o indicou e que deu sequência como titular absoluto sem jamais ter sido substituído.

      3- Por ter feito 2 gols nos 3 jogos anteriores, ele estava com moral com a torcida e se errasse não seria tão crucificado como o Egídio. Ex.: se o Moisés errasse ontem, ninguém iria criticá-lo.

      4- Ele se escondeu atrás do Moisés que estava se arrastando de tão manco.

      5- Ele se escondeu atrás do Egídio que tinha a pressão de 18 milhões de torcedores nos ombros.

  • O time foi brigador, mas é limitado, já tinha colocado em outros comentários que esse ano só queria uma vaga no G4, ano que vem com o Cuca desde o começo será diferente. E não adianta achar que Mattos é culpado, quem não traria o Borja? Zé,Jean e Tche Tche caíram drasticamente de produção, Moises machucou e Gabriel Jesus quis sair.

  • Porque Deyverson, Dracena e Luan não bateram pênaltis? Fácil colocar toda a culpa no Egídio (mais uma vez infeliz), mas pelo menos o cara foi lá e cobrou.

    • Luan e Deyverson até concordo em não pedir pra bater, os caras são recém contratados, não queriam se queimar como o BH fez, agora tanto o Dracena como o TS deveriam ter batido os pênaltis por terem o respaldo da torcida, Egídio teve coragem sim, mas ou foi muito irresponsável sabendo que a torcida pega no pé ou foi muito ingenuo achando que ia se consagrar.

    • Dracena, pra mim, pode dar as mãos pro Egídio e ir direto à Putaqueopariu! Gambá maldito!!! Ainda fez um penalti no fim do jogo que o argentino não deu pq não quis. No MÍNIMO, IRRESPONSÁVEL!!!

  • Aprendam de uma vez por todas.
    Palmeiras não tem obrigação de ganhar merda nenhuma. Repitam esse mantra 3x
    Palmeiras tem obrigação de ser competitivo e honrar a camisa…. Foi o que fizeram hj…
    Hj perdemos, amanhã ganhamos e viva o futebol.
    Já ganhamos quando não deveria e já perdemos quando deveria ganhar. Sem dar piti.
    Aprendam a perder. Quem queimar jogador ou técnico merece o inferno da série B, Adriano Michael Jackson, gioino , Picerni e o caralho…
    Parem de ser mimadinhos.

  • Ainda temos três frentes : ficar no G4 e garantir mais uma Libertadores , o gambá perder o brasileiro (pra qq um – o Grêmio , por exemplo , está 8 pontos atrás , e com dois tropeços ele embola tudo) , e o bambi ser rebaixado . O G4 e mais uma das duas , e o ano está ganho .

      • Pra ser bem sincero , Guima , quando eu vi o time jogando aquela bola do primeiro tempo , já imaginava que por mais que o time melhorasse no segundo tempo , ia ser o suficiente pra fazer um gol e levar para os pênaltis (e aí , tudo podia acontecer) . Esse time não tem a sede de vitória dos de 2015 (que era muito mais limitado) e 2016 . Foi pro jogo de ida contente com um empatezinho , e perdeu no último lance .
        Aliás , não compreendo essa sina de entrar em todos os jogos de volta de mata mata com a corda no pescoço . Se tivesse entrado no jogo da ida com um mínimo de gana , teria matado tudo ali , aquele jogo estava fácil .

    • O G4 e as 2 de preferência!!!

      E já pensou se rola um milagre e terminamos na frente dos gambas!!!

    • Com 19 jogos daqui pro fim do ano e só acho que não dá nem pra pensar em não entrar no G4. E com Moisés de volta, o que faz toda a diferença. Começando por domingo, esquecendo o que aconteceu durante a semana.

  • “A dor da eliminação acaba sendo canalizada para uma revolta natural e leva a uma caça às bruxas. Que cada um reaja como achar que deve.”
    Ainda falar que com jogador A, B ou C seria diferente…que isso, que aquilo, simplesmente esse ano CAGOU… a diretoria trouxe um time forte no papel, torcida confiante, mas nao deu liga, jogadores se machucaram em momentos cruciais e nao demos a sorte que demos em 2015 e 2016 em alguns momentos. Aquela cabecada do Girotto contra o Inter, os gols que saíam rápido mesmo que sem querer, etc..
    Agora é levantar a cabeca, torcer e irmos pra Liberta ano que vem com uma boa base e bem desenvolvida e com a casca dessa ferida que se abriu bem fechada e curada para ter a frieza que um campeao precisa.

  • Tiago santos fez uma partidaça.
    Mas com o Felipe melo em campo pela libertadores foram 3 vitorias e 1 empate.

  • Bom, não se pode ganhar todas né?
    É rum demais acabar com as esperanças do ano, mas depois de títulos em 15 e 16 garanto que sofri bem menos hj do que na última década. Dessa vez tem perspectiva pro ano que vem.
    E que festa linda fizemos, não existe torcida como a nossa. Vamos em frente!

  • No fim das contas, acho que a maior sacanagem de todas foi com o Moisés, o cara veio o ano passado sonhando em disputar a Libertadores, se machucou antes de iniciar a competição e só voltou após a eliminação.

    Ajudou fantasticamente a colocar o time na competição de novo esse ano. Se preparou, e pouco antes do inicio da mesma, outra lesão grave. Se matou pra voltar bem antes do Previsto pra estar apto no fechamento das inscrições de troca. Se matou pra estar em campo hoje. Fez um partidaço, mudou a cara do time, Marcou um senhor GOLAÇO!! Sofreu outra entrada criminosa, sentiu, mas mesmo lutando pra continuar em pé se manteve em Campo lutando. Foi pros pênaltis mancando e guardou o seu de forma brilhante.

    ESSE MERECIA muito mais do que jogar apenas 45 minutos na competição que ele tanto sonhou!!!

    E todos aqueles cornetas que fizeram beicinho e reclamaram quando ele recebeu a 10!!! (DEZ!!!) tratem de comer jiló cru amanha no café, no almoço e na janta…

    • O Moisés foi Monstro contra o CAP e também ontem. Impressionante como ele faz o jogo fluir. Impressionante como ele arredonda bolas que mais parecem tijolos.
      Como fez falta na temporada.

  • Infelizmente o ano que parecia muito promissor “acaba” de maneira precoce.Vàrios erros de planejamento foram cometidos,o mais bizarro de todos a falta clarìssima de laterais no elenco(parece que somente nossa diretoria achou que com essas opções no elenco para laterais eram suficientes),fomos apostar em um Zè Roberto que nao deveria nem ter renovado o contrato para essa temporada,e em um Jean que esta podre esse ano,o nivel dos reservas entao nao precisa nem ser comentado,ficamos com um lateral so porque fez um gol inutil que se nao tivesse feito teriamos sido campeoes brasileiros do mesmo jeito,e um cara esforça mas que em quase 3 anos de clube nao acertou quase nada(apesar de vir em boa fase,e nao crucifarei o Egidio pois teve a coragem de bater o penalti hoje ,diferente de outros que eram cobradores oficiais em seus ex-clubes e se recusaram a bater hoje).

    Mas o maior erro de planejamento para a temporada foi a brusca troca de estilo de jogo dos 2 diferentes treinadores.O primeiro treinador que nao deveria nem ter vindo,tem um estilo de jogo mais calmo,mais cadenciado,bola no chao sem cruzamentos.Ja Cuca tem um estilo de jogo reativo,muita bola aerea,verticalidade.Oras,se fosse pra mandar o Eduardo Batista embora(nao deveria nem ter vindo)entao trouxessem outra com essa mesma visao,ou entao tivessem trazido um tecnico mais porco doido igual o Cuca no começo do ano.

    Outro erro na minha visao,foi a priorizacao da libertadores em detrimento de todas as outras competicoes,nao se pode abrir mao de um Copa do Brasil ou de um Brasileiro.Outro erro foi a covardia demonstrada pelo Palmeiras no segundo tempo no jogo do Equador,o Palmeiras fez um otimo primeiro tempo e no segundo simplesmente abdicou de jogar futebol(so ficou dando chutao,parecia ping pong,bola ia e voltava),um mal que infelizmente esta sendo comum na nova gestao do Cuca.

    Enfim,nao precisa haver caça as bruxas,mas acredito que deve haver uma reformulaçao em alguns nomes de jogadores(nao aguento mais ver o Ze Roberto ex-jogador em atividade,Tche Tche,Fabiano,Erik,Egidio,Antonio Carlos,Roger Guedes que perdemos uma otima chance de vender no fim do ano,e infelizmente Prass que eh idolo mas que a hora chegou tambem).

    Desabafo de uma eliminaçao doida,mas vamos voltar ano que vem quem sabe melhores.

  • “resta ao Palmeiras jogar o segundo turno do Brasileirão para tentar o milagre de tirar 15 pontos”. E estaremos em busca desse milagre.

  • Cuca errou, e muito. Primeiro, escalando Dudu como armador, fórmula que nunca deu certo e que sempre abriu um buraco enorme no nosso meio campo. Era preferível entrar com Jean compactando o meio e Guedes e Dudu nas pontas. Depois, deu um baita moral para o Egídio bater todas as faltas que tínhamos a nosso favor. Resultado: o queridinho dele não acertou um mísero cruzamento! E no final ainda foi dar uma dura no Luan porque ele deixou o “bom menino Egídio” bater o penâlti decisivo. Tenha dó mestre Cuca, pede prá sair!!!!

    • Eu ainda acho que ter entrado ontem com 2 volantes foi covardia demais! Não levamos gol? Não, mas foi por pura sorte! Mas se tivéssemos vindo de Guerra no meio com 1 volante a menos duvido que teríamos feito só um. Enfim…

      • Não é nem questão só de covardia, é que taticamente Thiago Santos e Bruno Henrique juntos não faz sentido em partidas EM CASA! Especialmente contra adversários que não utilizam o meio-campo, cuja proposta de jogo é contra-ataque em velocidade. Especialmente quando tempos que ‘construir’ um resultado.

        Já tinha feito a mesma coisa contra os gamba, e o resultado foi igualmente pífio. Se o adversário não tem intenção de tocar a bola no meio-campo, não precisa de dois caras de destruição pra ‘povoar’ o setor ..

  • Conrado, quando vc fez os 3 posta ontem já prevendo o pior e procurando nos preparar em caso de derrota, mostrou o quanto conhece de futebol e principalmente o Palmeiras, pois já tinha percebido que esse ano muitas coisas pontuais estavam dando errado culminando nos dois jogos contra o Barcelona, no de ida o filho de Guerra quase se afogou no dia do jogo, e hoje perdemos num jogo só Mina e Dudu machucados, ou seja é muito peso (só pra comparar o Leiscester de Itaquera ninguém machuca em 20 jogos) . Portanto futebol é assim, vamos recolher os cacos pois felizmente podemos colocá-los num vaso bem caro e portanto de reconstrução bem mais fácil. E isso.

  • Eu presenciei a derrota pro XV de Jaú em 1985, estive nas duas pernas da final contra Inter de Limeira em 86, estive no jogo pós eliminação Bragantines em 89 (praticamente, só eu e o Beluzzo nas cadeiras do Porcambu), estive na final contra o CRU em 96, estive no primeiro jogo pós 2a queda em 2012, jogo contra o CAG, no Porcambu.

    Estas acima são só algumas decepções vividas nos 52 em que acompanho nosso time.

    A de hoje não passa perto dessas.

    Penso que seria uma estultícia inominável romper com comando do futebol (treinador, gestor e diretor) agora que, finalmente, terão condições pra construir o time, pra este ano e pro ano que vem.

    Nem vou me deter em diagnosticar causas da eliminação (já foram exaustivamente esboçadas aqui mesmo no Verdazzo).

    A única coisa que tem algum sentido pra nós — na minha visão — é dar força pra todos que têm demonstrado e continuarem demonstrando comprometimento com o clube.

    #VamosPameiras

    • Tempos difíceis Mônaco, vivi estas situaçőes também meu caro.

      O bom de tudo isso é que isso passa e outras alegrias virão…

    • Monaco , sem dúvida essa eliminação foi bem menos doída que as outras que vc mencionou (estive presente , in loco , na maioria delas … Inter de LImeira , XV de Jaú , Cruzeiro , as duas primeiras verdadeiras tragédias) . Inclusive porque não somos mais crianças (essa é a 42ª temporada que acompanho muito de perto – de antes disso , lembro de muitas coisa , mas de episódios específicos , como a grande final de 74) , e na medida que não somos mais crianças , as derrotas passam a ser menos traumáticas . Agora , há outras coisas que movem nossas vidas além do velho Palestra .

      Curiosamente , as duas que mais me doeram eu não vi ao vivo : a eliminação contra o Inter de Porto Alegre no brasileiro de 79 (2×3 na ida , 1×1 na volta) , depois de ter humilhado no Maracanã o Flamengo que viria a ser campeão Brasileiro , da Libertadores e Mundial logo depois ; e a eliminação , logo depois , contra os gambás no paulista do mesmo ano (1×1 na ida , 0x1 na volta , o famoso gol de canela) . Sofri pq era uma criança (12 anos) e pq sabia que aquele time ótimo , um dos melhores Palmeiras que já vi , seria desmontado (meu grande ídolo Jorge Mendonça foi vendido logo depois ,Telê foi para a seleção , etc …) , e tempos ruins viriam na sequência . Não sei bem pq sabia disso , mas o fato é que foi isso mesmo que aconteceu . Foram anos e anos de times ruins , treinadores patéticos , estádios vazios , falta de dinheiro , e os rivais deitando e rolando , a imprensa se divertindo . A solução para esse ciclo foi matar as baratas com balas de canhão , ou seja , a Parmalat chegar com um caminhão de dinheiro e montando times galáticos , deixando os outros sem ter como competir .

      Hoje a perspectiva é muito diferente , o Palmeiras é um clube poderoso no Brasil , como poucas vezes já foi antes . Tem estrutura , estádio , torcida atuante , tem um patrocinador que dá dinheiro (e dores de cabeça) , mas que se um dia for embora não vai pesar como pesou a saída da Parmalat . Outros virão correndo .

      Não vai ganhar nada em 17 , mas vai ganhar em 18 , 19 … perder também faz parte ! O duro é quando não há perspectivas , e nesse aspecto não temos do que reclamar .

    • Ainda um pouco mais pra trás no tempo , vi o timaço dos anos 70 deixar de ganhar o Robertão de 70 apesar do futebol exuberante daquele time , e no ano seguinte ser ROUBADO no Morumbixa na decisão do Paulistão com um gol legitimo do Leivinha mal anulado , mas nos dois anos seguintes ganhamos tudo. Nosso Palmeiras sofreu durante anos com o golpe do maldito Sacomani (desfalque nos cofres do clube) e o mais que todos sabem. O fato é que talvez nunca estivemos como agora com a faca e o queijo na mão (e um bom vinho) em termos de estrutura , torcida e recursos para nunca mais ficarmos de chapéu de pedintes tendo que se virar com times fracos e medíocres , temos de solidificar essa posição definitivamente. Não pode uma derrota pontual ou a falação desonesta da imprensa merdástica contaminar a torcida ou conselheiros e outros partícipes do clube no sentido de perder o prumo.Que o Verdão siga a trilha aberta pela gestão Nobre.

      • lembro bem do Robertão de 70, o primeiro coberto pela recém criada revista Placar. Quanto ao gol do Leivinha, podem passar 100 anos e a revolta continuará a existir! Abrazzo.

  • perdemos muito tempo no primeiro tempo, o time não fez nada so foi no chuveiro deve ter dado uns 4 chutes no gol, muito fraco, sobrou tudo pro segundo tempo, e mesmo com o gol saindo bem no começo parece que o time não manteve o mesmo ritmo , sobre os pênaltis acho q o egídio bateu muito mal como dizem telegrafou, agora é aguentar gozações e passar ano sem nenhum titulo infelizmente ….

  • Criticam agora a priorização, mas o calendário é ridículo. Dudu estourou hj, Guerra ta estourado, William, Jean… tudo sem condições… Se passasse tinha feito o certo, não passou é dixavado… Não achei que foi errado poupar o time antes dos jogos grandes.

    • Estouraram pelo calendário ou tem participação da preparação física? Esses caras todos foram poupados.

      • Acredito que temos uma ótima estrutura e profissionais. veja que nosso DM já não fica cheio como outrora… Outros times também estão perdendo jogadores por desgaste. Eles foram poupados justamente porque estão estourados (excessão do Dudu, que estourou hoje). Acho sim que disputando 3 competições ao mesmo tempo nos deixa em desvantagem em relação aos outros. Por isso rodar o elenco

    • Pra mim o erro foi no começo do ano ‘definir’ que o objetivo do ano seria a Libertadores… Poupar faz parte, mas determinar uma competição como ‘objetivo’ não traz nada de bom!!

      • Esse foi um peso desnecessário. Mas ano passado, quando Cuca também prometeu o Brasileirão, foi mesma coisa e deu resultado. Mas acho sim que é uma pressão extra.

        • Nesse caso do Cuca ano passado eu ví diferente, foi algo pra mexer com os brios, pra resgatar a confiança. Pra impor UM objetivo, dar uma responsabilidade pra um time que estava desnorteado e ‘vagando’.

          Esse ano não, nós já eramos o time TOP no começo do ano, não precisava de ‘pressão’ era apenas pra impor como responsabilidade ‘se manter no topo’ o resto viria naturalmente.

          • Mas essa presão viria naturalmente Capela e contagiou a todos. Até a torcida que fala que o ano acabou. Por ser o Campeão Brasileiro e pelos investimentos. Isso teria que ser blindado, mas a diretoria entrou nessa inclusive pra montar o elenco.

          • Sim Fecchio, pressão teria sempre, mas canaliza-la pra um torneio só, especialmente um tão complexo e cheio de variáveis, é o que prejudicou todos. Era muito melhor ter dissipado. O objetivo ser se manter como grande protagonista, e não “montar um time com cara de libertadores” “pra conquistar a libertadores” e nessa acabar ‘escanteando’ os outros torneios.

          • Com certeza! Um torneio dificílimo de ganhar. Mas acho que estamos bem no Brasileiro… estamos com a melhor campanha dos últimos jogos. Os gambás é que estão totalmente fora da curva.

          • Ainda não joguei totalmente a toalha. Seria lindo descontar milagrosamente essa diferença de 15 pontos e terminar o ano na frente deles. Valeria qualquer coisa.

          • Acho difícil… eles perderam jogadores e mantém a regularidade. Mas seria lindo mesmo tirar o doce da boca deles..rsrs

    • mas o time fe dois jogos por semana e ate onde sei e o adequado ..esta historia de poupar , nao foi boa ..simplesmente porque nao deu resultados ..

      • Mas você ta falando isso hoje, depois do fato consumado. A comissão técnica teve que decidir antes e fez uma escolha. Sensata na minha opinião.

        • se foi sensata ou nao , nao sei , porem nao ganhamos nada e pior , o futebolzinho mediocre de alcar bolas na ares e seja o que Deus quiser nao pode ser uma decisao sensata deles…

          • Mas isso acho que não tem a ver com poupar ou não… o Cuca tá com dificuldades e ele tem que se virar pra arrumar isso. Peças nós temos, mas a engrenagem precisa funcionar.

          • isto vc falou tudo e resumiu a proposta de trabalho Alex, A ENGRENAGEM precisa FUNCIONAR

  • Vou fazer uma crítica aqui ao Deyverson.
    O cara foi pedido do técnico. Status de titular. Nenhuma substituição em 4 jogos. Fez 2 gols nos 3 primeiros jogos. Estava na moral com a torcida.
    Ia bater o pênalti quando? Depois do Jailson?

    Me desculpem. Centroavante?
    PIPOCOU!

    • Tava se arrastando em campo com a língua pra fora desde o meio do segundo tempo. Nunca saberemos se faria diferente do Egídio mas da pra compreender.

      • E o Moisés mancando? Foi lá na moral. Chamou a responsa.
        Achei uma baita pipocada o cara deixar o Egídio com a pressão de 18 milhões de torcedores nas costas bater e ele com moral dizer que estava sem confiança.

        • Moisés é peça raríssima, não da pra ter um cara com espírito e bola do Moisés nas 11 posições.

          • Com isso eu concordo. O cara ficou 6 meses sem jogar bola, entrou em 2 metades contra Atlético PR e hoje e mudou totalmente o panorama do jogo. Joga muito.

        • Concordo. 9 do time, com moral NUNCA pode deixar de ser batedor. Muito fácil deixar pro egidio que já era perceguido pela torcida para bater…

          • Mano, joguei bola mais de 20 anos como centroavante. Sempre soube que minha principal atribuição teria que ser saber finalizar e JAMAIS deixei de pedir pra bater o pênalti em decisões por penalidades. Houve ocasiões em que perdi, mas JAMAIS me escondi na hora H.

          • o Deyverson nao bateu porque ….olha, nao da para saber a resposta ..se colocar esta pergunta no tal jogo quem quer se rmilionario e ela valer um milhao …..o cara perde ..kkkkkk

  • Só vendo como foi o aproveitamento dos jogadores nos penaltis dentro dos treinos pra afirmar algo, o resto é especulação barata e sensacionalismo em cima do clube. Muito cuidado.

    fora que o proprio Cuca falou que teve jogadores que pediram pra bater por ultimo.

  • Resta esfriar a cabeça e lamber as feridas. Há muitos erros, alguns acertos. No futebol, como na vida, precisamos levantar depois das quedas e, assim, aprender Pra não cair novamente. Eu não vou abandonar o palmeiras… Vida que segue! Não tá fácil…

  • Cabeça quente e cheia, alimentada pelas zoações e pelos oportunismos.
    Agora é a hora de fazer as correções na rota. Avaliar os erros de planejamento, pricipalmente na transição Cuca-Baptista-Cuca.
    Pagamos caríssimo o preço dessas mudanças mas agora não corremos esse risco para o ano que vem.
    Vamos disputar com muita dignidade esse segundo turno, ganhar os clássicos e vamos ainda mais experientes e fortes pra edição do ano que vem.

    Difícil falar isso mas nos espelhemos nos gambás, que depois de sua reestruturação em 09, exatamente como a nossa em 15, passou por duas eliminações vexatórias contra FRA e Tolima para ganharem invictos em 2012

  • agum contou quantas faltas o Egidio alçou na area ?? e quantas ele acertou um companheiro ???? rsrs;;cara inacreditavel …NENHUMA !!!

    • Pra mim ele jogou bem nas limitações dele, a culpa não é dele se a proposta do palmeiras é essa. Afinal de contas quem fez o planejamento de tudo isso foram os diretores, gerentes e o presidente