2
X
0

14/03/2021 - 16:00

Palmeiras 2x0 FerroviáriaCesar Greco

O Palmeiras fez os gols no segundo tempo e venceu a Ferroviária por 2 a 0 esta tarde, no Allianz Parque, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Jogando contra um adversário extremamente disciplinado taticamente e com valores individuais superiores à média do campeonato, o Verdão soube superar as dificuldades, construiu uma boa vitória e assumiu a liderança do grupo, mesmo com um jogo a mais por fazer.

Primeiro tempo

7'
Palmeiras

Breno Lopes puxou o contra-ataque sozinho, contra três adversários; ele aproveitou duas patinadas seguidas de Matheus Salustiano e cruzou para a chegada de Patrick de Paula, mas o centro veio muito alto.

8'
Ferroviária

Foi a vez da Ferroviária armar um contra-ataque após erro de Danilo; Felipe Marques aproveitou o espaço e bateu forte, por cima do gol.

O primeiro tempo transcorreu de forma muito aguerrida. A Ferroviária foi extremamente disciplinada na defesa, fazendo a transição defensiva com muita aplicação e não dando espaços ao Palmeiras, mesmo mantendo dois atacantes prontos para a jogada de velocidade – o que segurou nossos laterais. Assim, o jogo ficou amarrado.

40'
Palmeiras

Gabriel Menino conduziu pela direita e surpreendeu, disparando alto, cruzado – a bola assustou Saulo, que a viu sair perto do ângulo direito.

48'
Palmeiras

Gustavo Scarpa fez jogada individual e sofreu falta frontal. Ele mesmo bateu, mas a bola saiu à direita do gol de Saulo, pelo alto.

48'

Flávio Rodrigues de Souza, que travou demais o jogo, encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

4'
Ferroviária

Felipe Marques foi lançado na correria, nas costas de Mayke, mas BRENO LOPES usou sua velocidade para alcançar o ponta e fazer um desarme limpo, na bola, perfeito – era uma jogada clara de gol da Ferroviária.

8'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Mais uma vez, a jogada ensaiada funcionou: no escanteio da esquerda, Gabriel Menino atrasou para Gustavo Scarpa, que cruzou na marca do pênalti para Danilo, que testou no canto esquerdo de Saulo, inapelável.

17'
Palmeiras

Na falta pela direita, todo o time se posicionou para cabecear na risca da área, mas Gabriel Menino tentou surpreender e bateu direto, rasteiro, mas a bola saiu roçando a rede.

18'
Palmeiras

Mayke arrancou pela direita e cruzou por baixo; Gabriel menino fechou no primeiro pau mas furou – era um lance claro de gol.

22'
Ferroviária

No escanteio da direita, Higor Meritão testou sozinho, com muita força; a bola bateu no corpo de Mayke e a defesa aliviou.

24'

Rafael Elias entrou no lugar de Lucas Lima.

31'

Fabinho entrou no lugar de Patrick de Paula; Victor Luis no lugar de Esteves.

33'
Palmeiras

Breno Lopes puxou o contra-ataque e abriu para Gabriel Menino que cruzou; a bola atravessou o gol e Papagaio escorou para dentro; Scarpa fuzilou mas a bola explodiu na trave direita de Saulo.

38'
Palmeiras

Fabinho roubou no meio e acionou Danilo, no vazio; o camisa 28 avançou e soltou a perna direita – como não é a boa, pegou muito mal na bola e mandou por cima.

43'

Giovani entrou no lugar de Gabriel Menino.

46'
Palmeiras

Danilo tabelou com Fabinho e deixou Giovani na cara do goleiro, mas a finalização saiu raspando o travessão, na saída de Saulo.

47'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Alan Empereur deu o estouro de trás; Matheus Salustiano tentou proteger para Saulo mas Rafael Elias foi mais esperto e se esticou para dar um toquinho tirando do goleiro.

50'

Após cinco minutos de acréscimo, o jogo foi encerrado.



Ficha Técnica

Ferroviária

Saulo
Diogo Mateus
Pastor
Matheus Salustiano
Xandão
Igor Fernandes
Higor Meritão
Vinicius Zanocelo
Yuri
Renato Cajá
Anderson
Everton Brito
Bruno Mezenga
Hygor
Felipe Marques
Rogério
Pintado
TÉCNICO


Fim de jogo

A proposta do time de Pintado para ganhar o jogo era clara: não ficar totalmente recuado e manter pelo menos dois atacantes postados, para segurar nossos laterais e evitar a facilidade verificada contra o São Caetano; muita disciplina na recomposição defensiva e não dar chance de Lucas Lima distribuir o jogo.

Os jogadores grenás executaram a ordem à risca e, de fato, o Palmeiras teve muitos problemas no primeiro tempo. Mas como nosso time não cometeu erros graves na saída de bola, a Ferroviária também não teve chances de abrir o placar como gostaria, e o primeiro tempo foi bastante travado, embora muito intenso.

O preço disso foi alto para o time do interior, que acabou ficando para trás na parte física. Ficou muito difícil manter a mesma aplicação na segunda metade do jogo; e a missão ficou quase impossível com a abertura do placar ainda no começo do segundo tempo, após jogada de escanteio.

A eficiência de nosso time nesse tipo de lance, com jogadas diferentes e igualmente mortais, lembra o início dos anos 80, quando Rubens Minelli explorava o talento de Jorginho nas batidas de escanteio e o time se tornou mortal; a cada vez que a bola saía pela linha de fundo nossa torcida esfregava as mãos.

Com a Ferroviária mais exposta e ao mesmo tempo mais cansada, o jogo ficou mais fácil e o Verdão chegou a desperdiçar lances claros antes de finalmente matar o jogo com Rafael Elias, nos acréscimos. Uma vitória justa, por um placar adequado, conseguida com naturalidade.

Todos sabemos que este time é o alternativo, e mesmo assim lidera o grupo; os jogos vão sendo vencidos com esforço moderado e o grupo parece saber exatamente o que fazer, quando fazer e como fazer. Sai jogador, entra jogador; e a identidade parece não se alterar.

Estamos vivendo um momento espetacular dentro de campo, raro de se alcançar. Só nos resta torcer para que os agentes contrários, os de sempre – externos e internos – não tenham sucesso tão cedo e que esta fase dure meses, ou anos. Tá muito bom. VAMOS PALMEIRAS!





  • Acho que aquele Papagaio de tempos atrás não iria obstinado atrás de uma bola perdida como aquela do segundo gol.

    Rafael Elias foi. E se deu muito bem.

    Parece que está caindo a ficha, né? Que bom.

  • Concordo com os elogios a Empereur, vem demonstrando ser grande jogador, bem posicionado, consciente, até certo ponto habilidoso. E Lucas Lima, mais uma vez, fez todo mundo cair no seu velho conto de fadas. Uma pena. Breno Lopes é um jogador interessante, com certeza tem rival de olho caso o Verdão vacile, não podemos dar esse mole. Boa semana a todos.

  • Incrível como o Scarpa participa (gol ou assistência) de gols mesmo quando joga mal como hoje. Ele participa em média de um gol a cada 3 jogos, o lendário Dudu participava de um gol a cada dois jogos, dado que o Scarpa mais frequentemente entra no segundo tempo ou é substituído, provavelmente participação em gol/ minuto deve ser muito próxima a do Dudu. Já o glorioso Lucas Lima participa de um gol a cada 5 jogos…

  • Eu estava nesse jogo, choveu pra caramba no segundo tempo, e o segundo gol da Ferroviária foi numa vacilada do Zé Roberto que estava andando sem prestar atenção e tomo um passe nas costas

  • Tenho muito carinho pela Ferroviária, meus avós são de Araraquara, eu ia muito pra lá quando era pequeno, e cheguei a ir algumas vezes na Fonte Luminosa ver alguns jogos da Ferroviária pela Copa Paulista ou Copa São Paulo, agora não lembro. Acho que vai ser um jogo tranquilo, não a motivos pra pressão ou cobrança num jogo desse.

  • Se ninguém se lesionar, pra mim ja tá otimo, tô nem ai pro campeonato da FPF. Nem Recopa, nem SuperCopa ou seja lá o que mais inventarem. Todo mundo sabe o que vale de verdade.

    • lógico que é minha opinião, vc pode comemorar até aniversário do cachorro do vizinho do pedreiro, é prerrogativa que te assiste. E vice versa.