4
X
2

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Vitória

Na manhã do domingão, a Sociedade Esportiva Palmeiras recebe o Vitória, pela 14ª rodada do Brasileirão, precisando do resultado para espantar a má fase e ao mesmo tempo à procura de novas formações para solucionar a crise tática. Se correr, o bicho pega; se ficar, o bicho come.

Palmeiras

DESFALQUES
Recuperação física
: Fabiano, Jean, Thiago Martins, Arouca e Moisés
Não inscrito: Deyverson
Suspenso: Thiago Santos

Pendurados: Felipe Melo, Tchê Tchê, Michel Bastos, Roger Guedes, Dudu e Borja

Ainda sem poder contar com Deyverson, Cuca deve manter o esquema que não vem dando lá muito certo, mas que já tem um certo entrosamento, para tentar ganhar o jogo e afastar a nuvem preta de cima da Academia de Futebol – mesmo que isso custe mais tempo para ensaiar uma nova formação.

Se isso se confirmar, o que nosso treinador tem de melhor à disposição seria Fernando Prass; Mayke, Mina, Luan e Juninho; Felipe Melo e Tchê Tchê; Roger Guedes, Guerra e Dudu; Willian Bigode. Apenas uma possível escalação entre dezenas de combinações.

Vitória

No Vitória, Gallo não pode contar com dois zagueiros: Fred e Kanu estão suspensos e ficaram em Salvador. Quem deve fazer a estreia é Wallace Reis, que chegou do Grêmio.

Além dos suspensos, estão de fora Ramón, William Farias, José Wellison e Kieza, lesionados. Gallo já não conta também com Euler e Gabriel Xavier, que estão deixando o clube. Assim, o time que deve entrar em campo neste domingo é Fernando Miguel; Patric, Alan Costa, Wallace Reis e Geferson; René e Yago; Carlos Eduardo, Cleiton Xavier e David; André Lima.

Lei do Ex

Ninguém no Verdão defendeu as cores do Vitória na carreira. Do lado de lá, Cleiton Xavier é a ameaça.

Retrospecto

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Vitória
Vitória
Allianz Parque
Allianz Parque
Bruno Arleu de Araújo
Bruno Arleu de Araújo
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Parpite

Partida na medida para tirar a zica, desde que jogue sério e concentrado. Mas o mais importante é que vença e convença. Não seria nada mau um placar de 3 a 0, mostrando evolução ofensiva e jogadas com começo, meio e fim. Resta saber se nestes três dias após a derrota no Derby, se foi possível ensaiar algo de novo para que o placar se confirme, com gols de Juninho, Willian e Dudu, para 32.345 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

PFCPFC

Pós-Jogo

Palmeiras 4x2 VitóriaCésar Greco / Ag.Palmeiras

O Verdão conseguiu uma boa goleada na manhã deste domingo sobre o Vitória, ao marcar 4 a 2 depois de ter saído atrás no placar mais uma vez. O resultado volta a dar confiança ao Verdão, que segue em busca de um melhor padrão de jogo para encarar os mata-matas que se aproximam.

PRIMEIRO TEMPO

Cuca armou o lado esquerdo da defesa com Egídio e Edu Dracena – aparentemente sem se preocupar com a ameaça de Neílton – talvez confiando na proteção feita por Felipe Melo, de volta ao time titular.

O Porco Doido começou com tudo – na primeira jogada, após bola esticada por Mayke, Dudu acionou Guerra, que passou por trás da zaga e bateu firme, mas na rede pelo lado de fora, assustando Fernando Miguel. O Verdão continuou em cima do time baiano, alçando bolas perigosas na área de Fernando Miguel, sempre tentando o jogo por baixo. Parecia um ótimo começo.

Mas aos 9 aquela nuvem negra apareceu de novo em cima de nossa cabeça – numa bola recuperada por Uillian Corrêa na intermediária, Neílton recebeu pelo meio, com cinco palmeirenses o cercando. Uillian Corrêa correu pelo meio, marcado por Edu Dracena e Mina, recebeu, deu um toque na frente e arriscou o chute de fora: foi muito feliz, acertando o ângulo esquerdo de Fernando Prass – a bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Aos 17, após escanteio batido da esquerda, René empurrou Felipe Melo com as duas mãos dentro da área – pênalti que Bruno Arleu de Araújo preferiu não apitar. Aos 22, Tchê Tchê saiu jogando errado; Patric foi lançado por trás da zaga e tocou para as redes de Fernando Prass, mas estava mais de um metro impedido e o bandeira assinalou.

O Palmeiras sentiu o mau momento da temporada e perdeu a objetividade que mostrou nos primeiros minutos, mostrando um enorme nervosismo – a torcida também não conseguiu assimilar o gol e pressionava o time a cada passe errado tornando tudo mais difícil. As tentativas passaram a ser todas pelo alto, e o rendimento do time caiu absurdamente.

Mas aos 34, em mais uma jogada de bola parada, Wallace Reis se chocou com Mina na área e finalmente o juiz marcou o pênalti – duvidoso, tanto na falta, quanto na posição do colombiano. Roger Guedes bateu e empatou o jogo. Com o gol, a tranquilidade voltou ao time, que recuperou a confiança para fazer o toque de bola prevalecer – com mais jogadas por baixo, sem apelar para os chuveirinhos.

Assim, aos 47, depois de tabela entre Dudu e Guerra, um pouco ajudado pela sorte na bola espirrada, o camisa 7 ficou livre dentro da área, de frente para Fernando Miguel, e tocou rasteiro, virando o jogo para o Verdão. Mesmo sem jogar bem, o Palmeiras mereceu a vantagem no placar que levou para o vestiário. Depois de três jogos e meio, o Verdão voltou a ficar à frente no placar.

SEGUNDO TEMPO

Os dois times voltaram sem mudanças e o Vitória, atrás no placar, dava mais espaços ao Palmeiras. Aos 7, Mayke acertou um lindo lançamento para Willian, na cara do gol ele foi atropelado por trás por Alan Costa, mas o juiz de novo não deu o pênalti. Incrível a ruindade da arbitragem.

Aos 12, Edu Dracena dividiu com Cleiton Xavier e estourou, a bola caiu para a corrida de Willian, mais uma vez contra Alan Costa; eles se enroscaram mas o camisa 29 conseguiu abrir para Dudu, em condições de bater, mas ele preferiu o passe – Wallace Reis rebateu nos pés de Willian, que tentou tirar de Fernando Miguel, mas bateu mal, por cima.

Aos 15, Mina cochilou e permitiu que André Lima lhe roubasse a bola perto da linha lateral; ele cruzou rápido para Neílton que fechava pelo meio e o atacante escorou para fora, de frente para Fernando Prass, sem marcação. Que vacilo.

O Vitória se animou com o lance e passou a pressionar o Palmeiras. Aos 20, após uma sequência de escanteios, Wallace Reis acertou uma cabeçada na forquilha esquerda de Fernando Prass. O Palmeiras perdeu o comando do jogo, que ficou muito perigoso. Cuca então trocou Guerra por Michel Bastos.

Aos 23, Egídio bateu uma falta frontal sofrida por Dudu, e a bola tinha o endereço – Fernando Miguel foi buscar na última gaveta da esquerda. E aos 25, Dudu puxou um contra-ataque de forma sensacional, contra dois adversários. Mesmo muito pressionado, ele conseguiu o cruzamento por baixo; Roger Guedes acreditou na jogada e se antecipou ao marcador, ganhando a dividida e fazendo a bola sobrar limpa para Willian, que bateu rasteiro, na trave; no rebote, Mayke encheu o pé e fez o terceiro gol, dissipando a nuvem negra de uma vez por todas. Sai zica!

Aos 30, Cuca sacou Felipe Melo, cansado, e colocou Zé Roberto em seu lugar. E um minuto depois, saiu a jogada do quarto gol: Mina conduziu aos trancos e barrancos e tocou para Michel Bastos, aberto pela direita. Ele evitou a saída e achou um cruzamento por baixo, com precisão milimétrica para a penetração de Dudu, que apenas esticou a perna para colocar no canto direito de Fernando Miguel. Estava desenhada a goleada.

O jogo naturalmente diminuiu de ritmo e aos 39, David recebeu uma bola na direita, deu um drible desmoralizante em Egídio e avançou; abriu na direita para André Lima e se projetou à frente, recebendo de volta – nossa defesa ficou na bola e ninguém marcou o jogador do passe – André Lima devolveu e David fuzilou Fernando Prass, diminuindo o placar.

Aos 41, Zé Roberto ligou com Michel Bastos, que rapidamente acionou Borja, do jeito que ele gosta, com a bola na frente e em condições de arremate; o camisa 9 tentou acertar o canto direito de Fernando Miguel mas errou o alvo. E com o placar definido, os dois times reduziram a marcha e esperaram pelo apito final do péssimo Bruno Arleu de Araújo.

FIM DE JOGO

Ufa! Mesmo saindo atrás no placar pela quarta vez seguida, desta vez o Palmeiras conseguiu a virada e voltou a ficar à frente no placar, o que nos devolve a perspectiva de ver o time criando jogadas com tranquilidade e usando toda a capacidade técnica dos jogadores. Ficou claro que o jogo tem que ser por baixo, ao menos enquanto Deyverson, um atacante com bom porte físico, não fica à disposição.

O palmeirense finalmente pôde curtir um macarrão de domingo feliz, relaxado, e volta a ter confiança no time. Quarta tem cheirinho. Pra cima deles! VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Vitória

Fernando Miguel
GOL
Patric
LAD
Leandro Salino
LAD
Alan Costa
ZAG
Wallace Reis
ZAE
Geferson
LAE
René
VOL
Uillian Corrêa
VOL
Yago
MEI
David
MEI
Cleiton Xavier
MEI
André Lima
ATA
Neílton
ATA
Jhemerson
ATA
Alexandre Gallo
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Voltou a fazer uma partida segura, sem culpa nos gols; sempre bem colocado e tirando as bolas por cima, sem socar para o chão.
7
Mayke
Marcou seu primeiro gol com a camisa do Verdão e fez uma partida consistente, equilibrado no apoio e na marcação.
7.5
Mina
Partida em alto nível prejudicada por um erro grosseiro que quase custou o empate no placar num momento crucial do jogo.
6
Edu Dracena
Discreto, manteve a regularidade sem correr riscos em disputas de velocidade.
6
Egídio
Apesar da humilhação no lance do segundo gol do Vitória, não fez má partida - e podia ter feito um gol histórico de falta não fosse a boa defesa do goleiro.
6
Felipe Melo
Volta em alto nível, dando mais personalidade e qualidade ao nosso meio de campo.
7.5
Zé Roberto
Entrou bem e participou de jogadas importantes que podiam ter dado em gol. Zé vai terminar a carreira jogando como volante!
6.5
Tchê Tchê
Inseguro, errando passes e sem a vitalidade que nos acostumamos a ver.
5.5
Roger Guedes
Mesmo numa partida abaixo do que vinha jogando, conseguiu se destacar com uma participação fundamental no terceiro gol - além do seu, de pênalti.
7
Guerra
Outro que teve atuação destacada, participando do segundo gol e dando um toque de categoria nas descidas do Verdão.
7
Michel Bastos
Entrou, meteu uma bolaça para o Dudu enão deixou o nível cair. Muito boa partida.
7.5
Dudu
Dois gols e aalma guerreira de sempre, não se abateu mesmo errando em lances importantes quando o time estava atrás no placar.
8
Borja
Jogou pouco tempo - e mesmoassim teve uma boa chance no final.
s/n
Willian
Desta vez não foi às redes, mas também teve participação importante no terceiro gol, além de sofrer um pênalti escandaloso que o juiz não marcou.
6
Cuca
Cuca
Fez o arroz com feijão e conseguiu as duas coisas: vencer para devolver a tranquilidade e fazer o time jogar de forma mais agrupada e objetiva. Merece a nossa confiança.
7





  • Cuca gostou da atuação do Mike, na entrevista coletiva deu sinais que utilizará Bastos na lateral esquerda, o que acho ótimo!
    Espero que tche tche deixe de ter cadeira cativa, ano medíocre até aqui. Sendo assim, eis o Palmeiras para o restante da temporada:

    Prass, Mike, Mina, Luan, Bastos, Thiago Santos, Felipe Melo, Guerra, Roger Guedes, Bigode ou Dayverson e Dudu!

  • Temos 4 jogadores que não podem jogar a CB, Luan,Juninho,Mayke e BH, então da pra poupar alguns titulares no domingo, Mina,Dracena.Ttche. contra o Flamidia pode ir completo e poupa contra o Sport no domingo, pra ficar inteiro na quarta contra o cruzeiro, eu confio, vamos fazer 2 a 1

  • Eu esperava uma mudança no time, alguém no lugar do TTChe por exemplo.. Mas o Cuca fez o mesmo de sempre, única coisa que mudou foi a entrada do MB, que vinha inexplicavelmente sendo deixado de lado, e o ZR finalmente jogando como volante, parou de teimar em colocá-lo como armador.

    Espero mudanças mais efetivas no time.. talvez Cuca faça isso aos poucos..

  • Este final de semana tirei para passear com minha família e não assisti ao jogo.
    Verei o VT esta noite e confesso que pelos comentários já estou preocupado com o que vou ver.

    De antemão me preocupa a quantidade de gols que o Palmeiras vem levando. Nos últimos 6 jogos, levamos 12 gols. Média de 2 gols por jogo. Mesmo quando vencemos equipes de menor expressão como Bahia e Vitória somos vazados.
    Com esta média de gols sofridos não se ganha campeonato nenhum.

    Engraçado que uma das justificativas para se jogar com falso 9 é justamente a melhor recomposição das linhas, a marcação pressão desde o setor ofensivo, etc e tal.
    Acho que o problema não está em jogar com 9 ou falso 9, mas sim na defesa e no meio-de-campo em si.

  • Nesta quarta-feira temos que jogar com o time titular para a Copa do Brasil .
    Não contaremos com BH, Luan, Mayke e Juninho na CB.
    Prass
    Jean Mina Dracena Michel
    FM TT
    Guedes Guerra Dudu
    Bigode ( Borja )
    No domingo poupa este time contra o Sport e na quarta vamos pra decisão contra o Cruzeiro .

  • O time jogou mal. Nossa zaga continua batendo cabeça. Fernando Prass continua chamando gol (O adversário que em 13 jogos tinha marcado 10 gols, ontem marcou 2 gols em 1 jogo). Tche Tche continua não jogando futebol algum, e entra em qualquer provocação do adversário de maneira infantil. Egídio continua deixando um buraco em suas costas que até times do Himalaia já conhecem e sabem como devem usar essa brecha caso joguem contra o Palmeiras.

    Tá, mas e como o time ganhou com 4 gols marcados então?

    Simples, o Palmeiras perdia por 1 a 0 quando teve um pênalti mandraque a seu favor, o que desestabilizou o adversário que jogava por uma bola vadia. Some a isso o fato de que contamos com talentos individuais como Dudu, que comeu a bola ontem, e Roger Guedes, que vem se esforçando muito, pois é um jogador de olho na janela de meio de ano e louquinho pra ir embora.

    Não sei como o Cuca pretende arrumar esse time, mas comentar algo em cima do resultado de ontem é algo fantasioso. Esse jogo não mostra que o time tenha melhorado nada que nos deixe confiantes quanto a uma vitória sobre o Cruzeiro no Mineirão, que é o que esperamos. Cuca já deveria ter determinado o time que joga a próxima fase da Copa do Brasil e estar treinando sem parar com esses caras, algo que pelo visto ele se nega a fazer. Vai continuar tomando pau e falando que não teve tempo pra treinar, perdendo tempo com um Campeonato Brasileiro que já foi jogado pelo ralo… Complicado.

    • Só não concordo que o “Campeonato Brasileiro […] já foi jogado pelo ralo”. O primeiro e fatal passo para perder é acreditar que já perdeu. Tá MUUUITO difícil, mas não é impossível.

      • Eu falo isso com base na coletiva do Cuca, que já admitiu abrir mão do “time titular” em várias rodadas do Brasileiro para priorizar a Libertadores.
        A meu ver, poderia fazer o mesmo com a Copa do Brasil.

    • podemos empatar 4×4 la em MG tambem…
      Ja vi isso acontecer

      Empatamos 3×3 em santo andre e 4×4 no Pq Antarctica (ficamos fora)

  • O time está ainda, apesae da vitória, numa fase complocada. Mas nossos jogadores e comissão tecnica (bem ou mal, até a diretoria), já demonstraram capacidade e mostram que merecem mais chances. Eu confio nos jogadores atuais e no nosso treinador. Faltam ajustes, mas eles vào conseguir se resolver!

  • Apesar de historicamente nossa torcida não ser a mais paciente do mundo, entendo que devemos dar um apoio maior a jogadores que já entram em campo pressionados como Egídio, por exemplo. Todos sabem que ele não é um primor na marcação, mas, cabe ao Cuca reforçar o lado dele. O cara mal pega na bola e já há aquele frisson vindo das arquibancadas que com certeza deixa o cara com aquele medo de errar.
    Entendo que temos que apoiar o time, o próprio Borja que está claro, não sabe jogar saindo da área, mal corre, novamente pessoal já chia.
    As vezes com 5 minutos de jogo já tem gente xingando.
    O Cuca parece estar definindo um time, tal qual, disse que precisa fazer após o jogo contra os gambás.
    VAMOS PALMEIRAS!!!!

    • Em casa, a impressão que tenho quando o Egidio pega na bola é que não sairá nada. Ele não consegue passar por nenhum marcador. Cisca, cisca, tenta passar e recua a bola…

      • Então Marcio, justamente por isso, você vê ele, por exemplo, “se caga” com medo de errar. Deixa o cara subir. Ontem mesmo no 1º tempo, teve um lance na área que ele e o Dracena estavam sendo pressionados, a torcida já estava xingando e nem esperaram acabar o lance, onde ele deu um drible no cara na área e saímos de boa. Por isso. Temos que apoiar. Nossa torcida as vezes corneta demais.

      • Se o Borja tivesse jogado os 40 jogos que o Willian jogou na temporada, a mesma quantidade de minutos, já teria mais de 20 gols com certeza.

        • acho difícil o borja fazer os gols que o willian fez já que não consegue correr, dominar, passar ou se posicionar como atacante – dentro ou fora da área.

          mas, exceção aos fundamentos que comentei e no mundo do SE o borja é excelente e vc está certo.

          • Minha observação não é baseada em SE, Erick. Minha observação é baseada em estatística, matemática…
            O Borja não jogou 30% dos minutos jogados do Willian e fez 7 gols na temporada.
            Não estou nem considerando um fator não mensurável, mas muito importante chamado CONFIANÇA. Apenas números reais.

          • Ah, sim.
            uma pena as pessoas que trabalham com números no clube terem contratado Deyverson após a recusa de Diego Souza para justamente a posição do Borja. Eu não vejo os treinos, mas deve ser realmente uma injustiça os dois técnicos do Palmeiras na temporada escalarem um atacante de estatura mais baixa e de lado no lugar da grande contratação do ano.

          • São as mesmas pessoas que achavam que o Lucas Barrios mesmo tendo jogado no Borussia Dortmond, no Monaco e na Seleção, não servia pra jogar no Palmeiras. Aliás, eu cansava de ver torcedor aqui reclamando que o Barrios era caneleiro, não sabia correr e passar a bola…

          • Lukas Barrios fez quantos jogos aqui? a culpa do insucesso dele é de quem reclama na internet?
            você votou em uma enquete pra ele ficar ou sair?

            vocês podem fazer cafuné em cabeça de jogador de futebol à vontade, mas acho chato vocês reclamarem de quem reclama NA INTERNET. no campo eu sou contra vaia – campo este que o Barrios mal pisou aqui. abraço.

          • Cara, se as tuas críticas aqui na internet não fazem diferença, não se preocupe com os cafunés, pois eles também não farão nenhuma diferença. Tudo não passa apenas de opinião. É tudo mais do mesmo.

            Eu não me importo de entrar em discussões de alto nível, expondo os pontos de vista de forma respeitosa, mas se você acha chato reclamar de quem reclama, deve criar um comentário próprio, ao invés de responder de forma irônica como fez abaixo do meu comentário lá no topo.

            Abraço!

          • Essa mania de ser 8 ou 80 do Palmeirense que atrapalha demais.

            OU o cara é “excelente” OU “não presta”…

            Por isso que muitos jogadores acabam sendo sub-aproveitados por aqui.

            Concordo que temos que ser exigentes e críticos mas a galera EXTRAPOLA DEMAIS!!!

            Tá louco, com esse nível de exigência fica muito difícil do cara ter tranquilidade pra arriscar, e quando arrisca acaba sendo totalmente sem convicção!!!

          • cara, infelizmente eu não vou aos jogos e acho bastante improvável que o borja leia meu comentário e sofra TODA ESSA PRESSÃO.
            jogador de futebol é mimado aqui no brasil, ninguém tá esperando o gabighost se ‘adaptar’ ao futebol italiano. é assim: o jogador assina o contrato pra fazer gols e é cobrado por isso.

            mas, vamos lá, estamos em desvantagem nos dois mata-matas que decidirão o ano. coloca o borja, se ele arrebentar vou ficar feliz com vocês, se continuar essa desgraça vocês reclamam comigo. imagino ele chorando em casa pq tá péssimo pra ganhar QUANTOS MIL POR MÊS?

            qualquer coisa fica pro ano que vem, né?

          • “…infelizmente eu não vou aos jogos e acho bastante improvável que o borja leia meu comentário e sofra TODA ESSA PRESSÃO.”sic

            PRESSÃO é como um copo d´água: sua gotinha pode não fazer a mesma diferença do que os 10ml do cara que vai ao estádio, mas ajuda a elevar o nível e eventualmente fazer o copo transbordar do mesmo jeito.

            Sem falar no fator influência – quanto mais o cara que vai ao estádio escuta/lê galera falando mal do cara, mais propenso a ter paciência curta o cara fica.

            Só pra exemplificar: no longínquo 2002 estava eu em plena Arena da Baixada assistindo Patético (atual campeão) e Palmeiras e tinha um velho do meu lado que passou o 1o tempo inteirinho buzinando no meu ouvido que o Giuliano, recém saído da base, “não prestava”,”não valia nada”, “não tinha nada que estar ali em campo”, “não podia vestir a camisa do Palmeiras”,…, durante 45 minutos sem parar ao ponto de que quando acabou o 1o tempo o jogador passou ali perto da torcida e eu azucrinado pelo véio e alucinado soltei um grito em plenos pulmões, que com certeza o jogador ouviu: “Powrra Giuliano, pede pra K.H. e sai seu frouxo, (e outros impropérios)”
            Nem eu sei de onde saiu aquilo, meu primo que estava do meu outro lado, me olhou tipo: “cara o que deu em você” E EU MESMO fiquei ME QUESTIONANDO de onde surgiu aquilo, até porque nem refletia o que eu pensava, o Coitado do Giuliano nem tava jogando tão mal assim, (e eu SEMPRE no estádio sou muito mais apoio, do que corneta; xingo e tals, quando o cara faz uma grande burrice, mas de boa, baixinho, NUNCA havia feito algo do tipo com um jogador do PALMEIRAS). Inclusive o Giuliano tinha marcado um gol de cabeça que no estádio deu a sensação de ter sido mal anulado!! Eu tinha passado o tempo todo DISCORDANDO do velho, mas ele falou tanto, repetiu tanto que conseguiu ‘ENTRAR’ na minha cabeça naquela fração de segundo!!!!

            E aí, você acha que isso ajudou ou atrapalhou o desempenho do garoto pro resto do jogo???

            Que diferença faz quanto o cara ganha?? Ganha bem justamente porque um gol dele tem o PODER de trazer alegria imensurável a 18 milhões de pessoas (Ou você não explode de alegria com cada gol do Palmeiras??)
            É ao mesmo tempo uma benção e um fardo, pois do mesmo jeito, um gol desperdiçado dele pode levar esses mesmos 18 milhões ao desespero, e pode no apito final ser determinante a deixar tristes, todos esses 18 milhões. Alguns menos, outros muito mais. (Quem somos nós pra julgar o torcedor que fica arrasado quando o time perde)…

            E só pra concluir:
            SIM!!! “qualquer coisa fica pro ano que vem”sic…

            Afinal de contas, nem o poderoso Real Madrid, fortemente FINANCIADO pela Coroa Espanhola desde sua criação consegue ganhar TODO ANO, porque você acha que nós temos essa obrigação??

    • Concordo. Mas quem entra na vaga dele? Tem que ser alguem que possa fazer lateral e volante. Acredito que por conta disso o Cuca não tira ele..

        • todos lentos, lentos demais, que não darão nenhuma mobilidade ao meio campo, acredito que deram mole na montagem do elenco neste ponto, acabamos com vários jogadores lentos mas sem mobilidade no meio

    • Tem gente que “analisa” futebol de uma forma muito “ou vai ou racha”. O Técnico não está conseguindo resultados? Demite. O jogador não está rendendo o esperado? Manda embora ou encosta/dá um chá de banco de reservas nele.

      Pô, cara? Não pode existir motivação? Diálogo? Acertos entre os envolvidos? Tá louco, meu. É claro que num futebol moderno e que exige alto profissionalismo devem haver meios menos drásticos de tentar solucionar as coisas.

  • Acho q o time ainda vai evoluir coletivamente, mas, na boa, não muito mais. Acredito no título da Libertadores, mas naquele estilo q já conhecemos, sofrimento em todo jogo e dependendo muito da entrega e da individualidade de alguns jogadores.
    PS – Assisti cruzeiro x flamerda ontem e vai ser foda ganhar lá no Mineirão.

  • Rapaz, achei o desempenho coletivo do Palmeiras sofrível, demais. Abre o olho, Cuca. O time é pouco efetivo no ataque e pouco seguro na defesa. Não fossem bons momentos individuais de alguns jogadores, o Verdão teria perdido em casa prum time do Z4.

    Individualmente, confio em nossos jogadores, o elenco é muuuuuito bom. Mas parece estar pior coletivamente do que algumas semanas atrás. Espero seja possível corrigir isto rápido, de preferência já pra quarta-feira.

  • O lado mais positivo de tudo isso é nossa torcida! Depois de três derrotas, sendo a última pelos gambás em casa, e essa torcida ainda encher o Allianz com 40 mil em um domingo de manhã! Top! Demonstra nossa força, isso teria que contagiar a direção e principalmente o lado da política interna do clube! AVANTI !!

    • Jogoa de manhã geralmente sempre enchem. Todas torcidas vão mais, em jogos pela manhã. Acho que iriam os mesmos 40, se fosse de noite. Mas n vejo motivo pra colocar o jogo da manhã, como se fosse ruim pra torcida ir, o que sabemos ser ao contrário.

      • O jogo de manhã não é ruim pra torcida, não é legal pros jogadores, fisiologicamente falando, é mais desgastante.

  • Mais um jogo, as minhas constatações de sempre:
    1) Egídio não tem a menor condição de jogar no Palmeiras. Nota 6 foi alta demais.
    2) Enquanto isso, Michel Bastos continua inexplicavelmente na reserva, com uma vontade danada de jogar.
    3) Cuca errou feio em colocar MB no lugar do Guerra. Deveria ter entrado no lugar do Egídio.
    4) TT merece o banco de reservas (desde o começo do ano).

    • “Enquanto isso, Michel Bastos continua inexplicavelmente na reserva, com uma vontade danada de jogar.”

  • Nada mudou fora o adversário (fraquissíma essa equipe do Vitória), a mesma formação que já vimos não dar certo com um lado esquerdo extremamente frágil (Egídio é mesmo jogador profissional, really?)

    • É impressionante, mas todo jogador que é eleito “o melhor do campeonato X”, quando chega no Palmeiras, vira uma draga. Egídio, Juninho (é, aquele lateral da fase negra), Borja, são os primeiros que me vem a mente.

  • Valeu pela vitória pra tirar a zica, mas não foi um bom jogo, porém o q importava era ganhar pra tentar resgatar a confiança, AVANTI!!!!

  • O Walace quase rasga o calção do Mina, pênalti claro. A imagem está na internet é só procurar… Já q a globolixo não mostra

    • Confesso que na hora eu achei que TALVEZ tivesse havido um puxão e houve um leve trança perna embaixo também. Mas daqueles que apenas um arbitro com MUITA BOA vontade marcaria.

      Agora pelo menos tenho certeza que a falta de fato EXISTIU, mas continuo achando que só MUITA BOA vontade do apitador no lance pra marcar. Talvez pelo fato de ter sido o 3o enrosco dentro da área num pequeno espaço de tempo…

      Apesar dele ter acertado esse lance, foi uma arbitragem bem confusa, o do William foi ridículo.

      • Acho Que o juiz foi mais no instinto, pelo jeito que o Mina caiu. Penálti é penálti, mas pensando em como os árbitros são benevolentes com os infratores no geral, fica mesmo a sensação de que recebemos uma ajuda.

        • Concordo que deveria sempre ser marcado. Mas sabemos que a realidade é outra. 99,9% desse tipo de pênalti pra nós e a maioria dos times NUNCA é marcado, pra outros a porcentagem sobe um pouquinho, mas não muito também.

  • Não sei onde o jogo foi bom. Contra o fraquissimo vitória, penou no começo, só reagiu com um pênalti Mandrake. Fernando Prass continua uma peneira e não há um time formado. Falar que vai embalar é coisa de iludido. Uma coisa de cada vez e o melhor no momento, é cautela.

  • Acho que Cuca conseguiu uma das coisas que queria: Bastos saiu de campo dizendo que quer jogar, não importa se for na lateral… e o Professor disse que ali ele tem chances. Acho que o problema da esquerda vai ser resolvido.

  • O time vai ficar uma semana em Atibaia antes do jogo contra o Barcelona de Quaiaquil e nos jogos contra o Botafogo e Atlético PR usaremos time reserva. A gente quer ganhar tudo, mas infelizmente teremos que optar pela Liberta. Brasileiro será ficar entre os quatro primeiros para garantir a vaga na liberta de qualquer forma. Na Copa do Brasil é tudo ou nada contra o Cruzeiro. Libertadores é o foco principal, não tem jeito, se formos eliminados vai ser muito pior do que perder o titulo do Brasileiro.

  • Cara eu ainda não voltei a “ter confiança no time”. Lá atrás parece uma peneira, bola na área do Palmeiras é 90% gol.

    • Confiança NÃO, mas ‘esperança’ deu pra voltar a ter. A confiança que começou a voltar foi a dos jogadores, e isso faz enorme diferença no desempenho.

        • Aproveitando que hoje é a estréia da 7a temporada:

          A sensação depois do jogo de quarta foi a mesma depois de assistir “O Casamento Vermelho”; os Deuses do Futebol, na maior trairagem, mataram nosso Robb Stark e aniquilaram seu exercito.

          Já ao fim do jogo de hoje a esperança recobrada foi a mesma de ver Jon Snow e Sansa Stark marchando à frente um exercito de Selvagens pra retomar sua casa, de ver Arya cruzar o Oceano pra iniciar sua vingança…
          kkkkkk

  • Aos 15, Mina cochilou e permitiu que André Lima lhe roubasse a bola perto da (“linha lateral”??????)….Só eu que me arrepio nessas subidas do Mina?

    • Ali não teve a ver com subida, ele era o último homem cobrindo as costas do lateral, numa bola que espirrou pra lá. NESSE caso específico ele estava exatamente aonde tinha que estar, só não pode dormir desse jeito.

  • A verdade é que, preocupa. Não dá pra entender, o elenco é até bom, o técnico é bom, o investimento é pesado, salário tá em dia, o clube oferece todas as condições, centro de excelência que tem tudo, estádio maravilhoso e torcida que comparece. E mesmo assim, o time parece um grupo de peladeiros em campo, ninguém entende nada, não sabe o que fazer, com a bola é um festival de passes errados e decisões equivocadas, sem a bola é uma zona.

    Fico feliz que goleou, mas jogou muito mal e o resultado é fruto da ultra fraqueza do adversário do dia.

    Dou 10% de desconto na crítica, porque o jogo foi no péssimo horário das 11 da manhã, e viemos de uma derrota horrorosa no derby e em casa.

  • Acho que vi outro jogo, estou numa realidade paralela! No primeiro gol, o Dracena abriu pro chute em vez de chegar junto feito homem. Aí, o juizão em vez de amarelar a patifaria do Mina resolve dar um pênalti vergonhoso. Depois de passes e mais passes sem agressividade encerrados com chuveirinhos facilmente rechaçados, no bumba-meu-boi por sorte a bola sobra pra Dudu, que efetivamente não cria mais nada há tempos. Aí temos mais dois lances lindos, Mina entregando a rapadura na lateral (tem que apanhar de chinelo na cara) e Dracena ridiculamente saindo do lance pro Wallace cabecear. Pênalti no William? Era mais um amarelo pela simulação em vez de tentar a jogada mano a mano por ser grosso e limitado. Chega logo, 2018!

  • Claro que não fizemos um bom jogo. O Cuca continua sem tempo pra treinar, e o time, depois de uma derrota para os lixos, estava sem confiança. O importante num momento como esse é vencer. Quando o Cuca tiver pelo menos duas semanas livres pra treinar, podemos cobrar um futebol melhor.

    Fato é que o Cuca terá que trabalhar duro pra arrumar o sistema defensivo. Nosso grande trunfo no ano passado, hoje é nosso ‘calcanhar de Aquiles’. Mas confio no trabalho dele, e ele irá consertar isso.

    Temos uma sequência difícil de jogos pela frente, dois fora de casa pelo Brasileiro e a decisão na Copa do Brasil. No Brasileirão precisamos nos manter entre os seis primeiros, pelo menos; e vamos ganhar do Cruzeiro lá!

    Vamos, Palmeiras!

  • Os comentários estão bizarros. O time não teve tempo de treinar de quarta para cá, obvio que não íamos conseguir corrigir o tempo parar o jogo de hj. Ia ser na raça e no apoio da torcida, como foi.

    Cuca sinalizou que depois do jogo contra o Cruzeiro vai levar os titulares para 8 dias em Atibaia. Vamos torcer mais e cornetar menos.

    • Pera aí, meu. Blz que não dispôs de uma semana em Atibaia, mas estamos falando de profissionais (da comissão técnica) altamente qualificados lidando com um elenco também qualificado. Até uma palestra de 40 minutos ou dois treinos táticos de 2 horas cada devem resultar em alguma melhora, ainda que pontual. Não?

      Uma melhora pontual hoje, outra depois de amanhã, e o time DEVE se acertar, mesmo se tiver jogo quarta e domingo até dezembro.

  • Com esse futebolzinho vamos ser realistas e admitir que é impossível passar das oitavas na Libertadores. A esperança é que saiu no uol hoje que o Palmeiras vai fazer um retiro em Atibaia antes da Libertadores. Os jogos contra Botafogo e Atletico PR serão com times totalmente reservas. A coisa tá tão feia que tem que fazer isso mesmo pra ver se o time adquire um padrão mínimo de jogo até enfrentar o Barcelona de novo.

  • O palmeiras que não se iluda com o resultado…
    Felipe Melo errou feio no primeiro gol
    Não foi pênalti, o que destabilizou o time do Vitória
    E o palmeiras não merecia nem o empate no primeiro tempo.

    • Mas temos de convir que o Palmeiras merecia vencer o Cruzeiro lá. Merecimento não serve de nada no futebol.

    • Eu também achava que não tinha sido penalti até olhar que o defensor aplicou o famoso “cuecão no Mina”. Quanto ao felipe Melo estava 1 mês sem jogar, voltando da lesão e o cara acertou um chute de rara felicidade.

    • Felipe Mello forçou um passe e errou, somente isso, a defesa estava postada e deu mole, além do chute beeem cagado do vitória.

  • Q o Egídio não é o lateral q queremos, já foi dito milhares de vezes, mas existe uma má vontade q fica explícita em certas situações. Na descrição do segundo gol do vitória, é ressaltado o drible desmoralizante q ele levou, porem, na descrição do primeiro gol dos baianos é colocado genericamente q eles recuperaram a bola no meio, sem destacar q, na verdade, o FM errou feio e propiciou o contra-ataque.

  • Temos serios problemas de fundamentos, mas o passe em triangulação, em bola veloz, e o passe em média e longa distância tá muito ruim.

  • Eu já tinha perdido a paciencia com Egídio, portanto hoje não conta, nem nunca. Agora acabou a minha com Roger Guedes, o matador de ataques palmeirenses. Bater penalty somente não pode contar num contexto total de uma partida.

  • Palmeiras conseguiu golear jogando mal, da mesma forma que jogou contra os gambás. O resultado poderia ter sido outro, se não fosse o pênalti mal marcado, no nosso pior momento da partida e se o Patric tivesse caído naquele lance com o Egídio, quando estava 2×1. Uma pena ver que o time persiste nos mesmos erros e não se vê mais nenhuma evolução. Continuamos com os pontas tentando o drible e mandando a bola loucamente na área pra Willian, que não tem como ganhar dos zagueiros. Guerra tenta fazer umas triangulações, mas não tem nenhum pivô pra fazer isso, aí Mina começa a partir desesperadamente pro ataque, deixando nossos fracos laterais e o lento Dracena pra recuperar.
    Nos últimos dois anos, a nossa bola aérea ofensiva era um terror para os adversários, Victor Hugo e Mina ganhavam quase todas, faziam muitos gols, mas hoje o time se resume a escanteios curtos e mal batidos.
    Fernando Prass parou de fazer grandes defesas, muitos gols saindo em bolas defensáveis.
    A minha única esperança para salvar o ano é que Moisés dê um jeito nesse meio campo e que o desconhecido Deyverson consiga exercer com excelência a função de centroavante que tanto precisamos.

  • Para comemorar, só os 3 pontos mesmo.
    Aliás, da pena dos torcedores que estão indo ao estádio, pagando um ingresso tão caro para ver tão pouco futebol. Ainda bem que o futebol é muito mais passional do que lógico!

    • Dá pena é de quem não pode ir ao estádio.
      Estar no Allianz Parque apoiando o Palmeiras é tudo o que um palmeirense pode querer, não importa o time ou a fase.

      • A melhor coisa do mundo para se fazer com roupa e’ ir ao Estadio e torcer para o seu time, na minha opiniao.

    • Pouco futebol cansamos de ver entre 04-14….povo acha que só porque estamos na frente da maioria em alguns aspectos, vamos simplesmente passar o carro e ganhar tudo. Se fosse assim, nem precisava entrar em campo.

      Palmeiras está cumprindo seu papel de protagonista! Estar sempre no bolo da frente, nas fases de mata mata das copas e buscando títulos. O resto é bobagem criada pela imprensa que alguns torcedores compram a ideia.

  • Depois do 3×1 achei que o Cuca deveria colocar o Borja imediatamente, mas quando ele tira o Dudu e não o Willian, a decepção é enorme. O que o Cuca vê no Willian deve ser fruto de algum alucinógeno. Willian não é ruim, não é fraco, mas é inefetivo.
    Só uma dúvida: Se temos que ter paciência em relação a adaptação do Borja ao futebol brasileiro, não deveríamos ter a mesma paciência com a adaptação do Egídio ao futebol?

    • Não adianta, Gabriel. O Cuca não gosta do estilo de jogo do Borja, assim como não gostava do Barrios que fez mais 2 gols hoje pelo Gaymio.
      Agora com a chegada do Deyverson o Borja irá perder mais espaço ainda. Acredito que só vai entrar no final daqueles jogos que o time está perdendo.

  • Saudades Vitor Hugo qdo subia mais alto q a zaga e metia gol. Esses zagueiros mal sabem ser zagueiros e muito menos meter gol.

  • Não sou corneta e não gosto de corneta. Mas é impossível ver este jogo e não pensar no Barcelona-EQU. O Vitória com meio time suspenso, uma qualidade defensiva fraca, o ataque quase todo reserva e o Palmeiras tá sofrendo muito e só consegue levantar bola na área, sem trazer perigos. A esperança tá acabando antes dos jogos importantes começarem. Ninguém vai poder falar que foi uma surpresa. Muito triste isso.

  • Nossa, olha só, descobriram o óbvio, o time virou depois q começou a usar o.meio campo! Difícil em….
    Até agora uma grande pelada, ta ganhando e precisa mostrar futebol, TEM TORCIDA!

  • Esse time do vitoria ta todo remendado, até um cara que tava afastado foi reintegrado ao time para ter jogador e o Palmeiras já conseguindo perder, tomara que vire logo essa pelada

  • Prass , Dracena , Dudu , Tchê e William não podem ser titulares no momento os quatro primeiros em má fase e William fora de posição. Põe o Borja só tem anão na frente.

  • Seja para se manter na parte de cima da tabela, mas precisamente dentro da zona de classificação para a Liberta, seja, pela derrota no Derby e suas consequências, a vitória hoje é mais do que necessária.
    Acredito que o time dará a resposta esperada.

  • Se for essa formação inicial mesmo provavelmente vai ser mais um daqueles jogos medonhos de se assistir. No gol o Prass aparentemente pode fazer qquer cagada que ainda assim sempre vai ser titular. Esse esquema de 3 atacantes (que pode ser tentado pela enésima vez) sempre funciona mal esse ano. Minha formação ideal seria Jailson, Mayke, Mina, Egidio, Felipe Melo, Bruno Henrique, Guerra, Hyoran, Dudu e Roger Guedes (como centroavante).

  • o Brasil ja parou pra ver esse jogo, em meados de 1993 na final do Brasileiro, e o placar vai ser o mesmo daquela final, 2×0

  • Aposto 3×1 (quase nunca parpito gol do adversário. A concessáo de hoje é pro ótimo CX10 a quem admitirei fazer o gol de honra do adversário).
    #AvantiVerdão