3
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo Palmeiras x Santo André

Na noite desta quinta-feira, a Sociedade Esportiva Palmeiras inicia a temporada de 2018 recebendo o Santo André no Allianz Parque. O jogo vai marcar diversas estréias, sobretudo a do treinador, Roger Machado.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionado:
Diogo Barbosa
Pré-temporada estendida:
Edu Dracena, Moisés e Gustavo Scarpa
Não inscritos:
Fabiano, Jean*, Pedrão, Allione e Hyoran
*lesionado

Roger Machado não quis divulgar o time que sairá jogando, tampouco o esquema que pretende implantar. Vamos ter mesmo que esperar a hora do jogo para começar a entender o Palmeiras de 2018.

Segundo os jornalistas que acompanharam de perto a preparação do Verdão, no entanto, há poucas dúvidas e o time que deve sair jogando é Jailson; Marcos Rocha, Thiago Martins, Antônio Carlos e Victor Luis; Felipe Melo e Tchê Tchê; Keno (Willian Bigode), Lucas Lima e Dudu; Borja (Willian Bigode).

Santo André

O técnico Sérgio Soares, apesar de estar treinando seu elenco já há algum tempo, a exemplo de todos os times do interior, tem problemas de conjunto. Apenas cinco atletas são remanescentes do ano passado e o elenco é um verdadeiro catado. Os destaques são o goleiro Neneca, o zagueiro Domingos (aquele) e o volante Tinga (aquele também). O time que deve sair jogando é Neneca; Jonathan Bocão, Domingos, Suéliton e Paulo; Adriano, Tinga e Dudu; Deivid Ribeiro, Hugo Cabral e Lincom.

Lei do Ex

Já pensaram se o Tinga mete um gol no Allianz Parque logo na saída da temporada?

Retrospecto

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Santo André
Santo André
Allianz Parque
Allianz Parque
Salim Fende Chavez
Salim Fende Chavez
Taça Campeonato Paulista
Campeonato Paulista

 

Parpite

É jogo para torcedor matar a saudade e pra jogador tirar a ferrugem. Que ninguém espere um grande jogo, muito menos um grande placar a favor do Palmeiras. O time do Santo André é infinitamente inferior ao nosso, mas a falta de ritmo tende a nivelar as equipes.

Se tem uma lição que temos que tirar da temporada passada é a que treinador tem que ter tempo para estabelecer seus métodos e extrair o que o elenco tem de melhor. A tal da liga não vem de uma hora para outra; às vezes demora vários meses e pode custar campeonatos. O que torna passível de internação qualquer surto de cornetagem em caso de mau resultado.

Mas a tendência é de vitória. Apertada. Dá Verdão 1 a 0, gol de Thiago Martins, para 26.789 pagantes.

Que saudades! VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

PFCPFC

Pós-Jogo

Palmeiras 3x1 Santo AndréCesar Greco / Ag.Palmeiras

O Palmeiras iniciou o ano de 2018 com o pé direito e venceu o Santo André por 3 a 1 para mais de 31 mil pessoas no Allianz Parque. A estréia pode ser considerada positiva não apenas pelo resultado, mas pela segurança com que o time jogou, principalmente enquanto teve gás. Como ponto de partida para o desenvolvimento da equipe, pode-se dizer que foi acima da expectativa. O Verdão assume a liderança do grupo C do Paulistão logo na saída – ao lado do Novorizontino.

PRIMEIRO TEMPO

Roger Machado tentou despistar, mas a imprensa caçou bem a escalação e o time que entrou em campo foi o mesmo antecipado pelos setoristas, com Willian do lado direito – Keno ficou no banco.

Nos primeiros minutos o Palmeiras tinha muita dificuldade em penetrar no sistema defensivo do Santo André. A transição para o ataque só funcionou quando os laterais participaram da saída de bola. No mais, muitas bolas esticadas buscando arrancadas de Borja e Willian. Destaque para a intensa movimentação de todo o setor ofensivo, com Dudu, Lucas Lima, Willian e Borja se mexendo muito e não guardando posição.

A primeira finalização veio aos onze minutos: Lucas lima roubou a bola no meio-campo e acionou Marcos Rocha, que tocou para Borja, de costas para o gol. O colombiano fez o giro e bateu de canhota, mas sem força, facilitando para Neneca. Com 15 minutos o time do ABC já tinha parado o jogo três vezes para atendimentos médicos. O jogo picotado tornava mais difícil ainda a missão do Palmeiras de ganhar ritmo.

Aos 18, o Santo André chegou à primeira finalização: após escanteio, Borja afastou mal e a bola caiu com Aloísio, que ajeitou dentro da área e bateu cruzado – a bola subiu demais. Aos 22, Felipe Melo dividiu na frente da área com Dudu e o juiz deu falta. Na batida, Aloísio bateu por cima outra vez.

Estava difícil no toque, e o gol saiu aos 26 na base da bola longa: Borja foi lançado por Felipe Melo pela esquerda e rolou por baixo para Dudu, que estava de costas para o gol e tentou de calcanhar; a bola tocou na trave e sobrou para Willian Bigode; sozinho ele só teve o trabalho de tocar para o gol vazio.

Aos 29, Domingos derrubou Dudu em progressão, pelo lado esquerdo. O próprio Dudu bateu a falta, por cima do gol. A porteira estava aberta e Willian roubou a bola no ataque aos 36; fez boa jogada e deu ótimo passe para Borja, na entrada da área; o colombiano soltou o canudo e a bola explodiu na zaga, mas no rebote Lucas Lima emendou de primeira, de fora da área, e o balaço foi no ângulo direito de Neneca, inapelável.

Aos 40, Borja errou o passe, mas acabou tabelando com a perna do zagueiro; ele percebeu Marcos Rocha escapando da direita e tentou a enfiada de três dedos, mas a zaga rebateu; Willian chegou batendo e Neneca fez uma defesa estranha, atrapalhado pelo efeito que a bola pegou – ela saiu em escanteio. Na cobrança, Lucas Lima colocou na cabeça de Antônio Carlos, que testou por cima. Foi o último lance importante do primeiro tempo.

O Palmeiras teve muita dificuldade em envolver a defesa do Santo André com toques curtos, mas a movimentação intensa dos jogadores de frente facilitou as jogadas de lançamento; Borja não ficou plantado na área em momento algum e foi fundamental nas jogadas dos dois gols.

SEGUNDO TEMPO

O Santo André veio com apetite para o segundo tempo – Walterson entrou no intervalo e forçou pelo lado esquerdo, em cima de Marcos Rocha. Com menos de três minutos, o time do ABC já tinha conseguido quatro escanteios – num deles, Suéliton testou forte e obrigou Jailson a fazer uma grande defesa.

Aos 12, mais um lançamento de Felipe Melo para Borja, que fez o pivô para Lucas Lima, que abriu para Dudu na esquerda. O capitão atrasou um pouco a jogada mas mesmo assim achou Victor Luis fazendo a ultrapassagem e o cruzamento veio na cabeça de Willian que finalizou, mas a bola saiu à esquerda de Neneca.

O Santo André saiu rápido e forçou mais uma vez o jogo na esquerda, com Joãozinho. Com três marcadores, ele conseguiu uma bela finta de corpo sobre Antônio Carlos e saiu livre na área, batendo forte, por baixo; Jailson rebateu como pôde, para o meio, e João Lucas aproveitou para diminuir o placar.

Aos 19, o Santo André quase empatou: o cruzamento veio por baixo e achou Walterson livre; ele bateu firme, mas Marcos Rocha aparou a bola, que foi rolando para a trave esquerda; no rebote, João Lucas chegou batendo, com pouco ângulo, e ela foi na trave outra vez. O Palmeiras começava a mostrar desgaste físico e o Santo André aproveitava.

Roger mexeu duas vezes após esse momento ruim: Bruno Henrique no lugar de Tchê Tchê e Keno no lugar de Dudu, que foi muito aplaudido – certamente apenas pelo moral acumulado.

Com o placar favorável e sentindo bastante o calor e o esforço, foi a vez do Palmeiras esfriar o jogo, usando a experiência. A jogada preferida do Verdão era esticar bolas para Keno, com o tanque cheio. O camisa 11 sempre arrumava algum lance perigoso.

Juninho entrou na zaga, do lado esquerdo, no lugar de Antônio Carlos, extenuado. Thiago Martins foi para o lado direito. Aos 37, mais uma bola longa para Keno; ele fez sua jogada que já é característica: cortou para o meio e bateu cruzado, pelo alto, de curva; a bola beijou a forquilha de Neneca e voltou para nossa intermediária; Lucas Lima aparou, tabelou com Victor Luis e enfiou para Keno mais uma vez; desta vez ele invadiu a área e bateu cruzado, por baixo, fazendo o terceiro do Verdão.

O Santo André se entregou e aos 41 quase virou goleada: Borja saiu mais uma vez da área, pelo lado direito, e achou um belo passe para Willian, que achou Bruno Henrique entrando como um centroavante; na hora da conclusão ele foi calçado por trás mas mesmo assim conseguiu finalizar, Neneca deu rebote e Keno desperdiçou o rebote, mandando para fora.

Aos 46, Foguete cruzou por baixo, Thiago Martins deixou a bola passar e Jailson precisou de muito reflexo para impedir o segundo gol. Foi o último suspiro do Santo André: o fraco juiz Salim Fende Chavez encerrou a partida.

FIM DE JOGO

O Palmeiras venceu devido à enorme qualidade técnica dos atletas. Vimos lances espetaculares em meio a um time que, naturalmente, ainda se ressente de organização ofensiva.

O aspecto físico foi preponderante para o momento de dificuldade por que o time passou no meio do segundo tempo e por pouco não sofremos o empate. A sorte ajuda quem trabalha.

Roger Machado tem problemas defensivos a resolver, sobretudo do lado direito da defesa. O time achou uma alternativa à falta de evolução pelo chão com os lançamentos longos; mas é outro ponto que deve se desenvolver naturalmente com o entrosamento. Domingo tem mais. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

31.678

R$ 1.917.947,46

Salim Fende Chavez

Súmula

Borderô

Santo André

Neneca
Jonathan Bocão
Foguete
Domingos
Suéliton
Paulo
Adriano
João Lucas
Dudu
Flávio
Aloísio
Walterson
Joãozinho
Lincom
Sérgio Soares
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Jailson
Em forma, atento e com os reflexos em dia.
7
Marcos Rocha
Não conseguiu mostrar sua eficiência no apoio e ainda teve problemas na marcação.
5.5
Antônio Carlos
Fazia um bom jogo, com direito a drible emocionante dentro da área, mas tomou um come do Joãozinho que deu em gol.
6
Juninho
Entrou firme e seguro, sem brincadeira.
6.5
Thiago Martins
Muito bem postado em quase todo o jogo, só deu um pequeno vacilo no final do jogo.
7
Victor Luis
Ótima reestreia, fazendo bem o apoio e bastante veloz na recomposição, sem levar bola nas costas.
8
Felipe Melo
Grande partida, rachando quando necessário e distribuindo jogo, com ótimos lançamentos longos.
8
Tchê Tchê
Fora de ritmo, ainda longe de seu potencial.
5.5
Bruno Henrique
Jogou pouco mas quase deixou o seu entrando como homem-surpresa na área.
6
Willian
Parecia no auge da temporada, ligado, sempre bem colocado. É difícil tirar ele do time.
8.5
Lucas Lima
Estreia brilhante, mostrando muita inteligência e precisão - nos toques e no chutaço que morreu na gaveta.
9
Dudu
Afobado, errou quase tudo o que tentou.
5
Keno
Outro que tem que jogar sempre, nem que seja entrando todo jogo no segundo tempo. Estava na mesma rotação do fim do ano passado, quando arrebentou.
8
Borja
Já deu pra ver que não vai ser com Roger que vai ficar dentro da área. E saiu-se muito bem, participando de jogadas de gol e até dando carrinho na defesa - parecia mais à vontade que em 2017.
8
Roger Machado
Roger Machado
Belo começo. Já deu pra ver seu dedinho no lance do terceiro gol. Fica a expectativa para ver como reage aos movimentos de hoje.
8





  • Acho que AV deve mesmo aceitar ser Auxiliar Técnico, esses jogos mostraram que ele realmente não está pronto, insistiu na linha alta que e não conseguiu se desfazer dela no meio dos jogos, (aos 15 do primeiro tempo já dava pra saber que ia dar merda, poderia ter mudado ali o esquema, mas insistiu, de novo!)

    Os atacantes não receberam um assistência pra finalização, aí o cara vai lá e põe mais um atacante, pra quê? E não adianta falar que o Dudu foi pro meio, ele até vai bem as vezes, mas não é a dele e temos um especialista no banco pra isso!

    Moisés eu me recordo do jogo contra o Barcinha que entrou e destruiu, de lá pra cá foram alguns lapsos, algumas jogadas isoladas.. muita caminhada em campo e uma dificuldade imensa em matar a bola.. (nesse jogo até se justificaria pelo gramado, mas não foi o único jogo).

    Gosto muito do Guerra, acho um jogador excelente, responsável, mas não lhe deram as chances necessárias, insistiram no Moisés (só porque tá com a 10?!) armando o jogo, quando talvez pudesse render melhor como segundo volante..

    Espero contratações pontuais, principalmente na zaga (se tivéssemos tomado uns 15 gols a menos teríamos sido campeões!) e que o técnico não seja teimoso,que escolha o esquema privilegiando o que temos de bom no elenco!

    • Li um comentário que pareceu-me bem pertinente; linha alta é o fim de um processo, algo que “sobe” gradativamente depois de muito treino. O que o interino fez foi assumir o time e botar a linha no meio campo, deixando o Prass assistindo de binóculos na pequena área. Receita para um desastre iminente.

      • Não o julgo por tentar, se desse certo seria lindo, mas não deu certo e ele não soube ver isso e tomar as medidas necessárias pra evitar as derrotas.. Dava pra ter corrigido aos 30 do primeiro tempo, como em outros jogos, mas ele insistiu, ou não conseguiu que os jogadores saíssem desse esquema durante o jogo.. Um erro que ele precisa assimilar pra qm sabe um dia ser um bom técnico.

        Abçs

  • Depois dessa experiência, 11 rodadas se não me engano, não é possível que o Valentim ainda acredite estar pronto para ser técnico.

  • Hoje li que existe a possibilidade do Mina sair do clube em Janeiro. Estou bastante preocupado com a nossa zaga. Nao da pra contar com o Luan como titular. E o Juninho ja mostrou muita inconstancia tambem.

    Vamo Consertar essa zaga Mattos!

    • Roberto, arrumar a zaga depende muito do sistema defensivo, atacantes ,meias e volantes. Se isso não estiver posicionado corretamente por colocar o Antonio Carlos(Auge) não vai adiantar!!

      • Pode ter o melhor sistema, com Luan e Juninho tambem nao vai adiantar. Tem que fazer as duas coisas. O sistema, ta na mao do Roger. Essa parte eh funcao dele e to confiando que ele vai colocar a casa em ordem. O tema de contratacao, ta com o Mattos, e pra poder ter jogador treinando na pre-temporada, tem que vir algo logo.

          • Respeito sua opiniao e tambem discordo. Se perdermos o Mina em Janeiro, o Luan e Juninho nao aguentam o tranco.

  • Guerra foi e vem sendo. O principal morto desse time, há tempos que ele joga parecendo que tá fazendo um favor ao time não concordo nem de longe com a avaliação dele.

  • Estão metendo o pau nos nossos zagueiros, mas não é ali nosso problema, e sim em todo o sistema defensivo que não funcionou durante todo o ano.
    Se colocarem o Luan pela direita e o Juninho pela esquerda na zaga do GAM, os caras vão pra seleção do campeonato, porque o esquema defensivo dos caras funciona .
    É por aí que o Roger tem que começar a acertar o time, nosso meio campo foi extremamente lento e mal na marcação o ano todo .
    O campeonato paulista tem que ser usado pra isso … não interessa fazer a tal melhor campanha, classificando já tá bom demais, desde que o elenco tenha sido bem testado e aproveitado .

    • Gostaria de complementar e dizer que as laterais foram os grandes problemas desta temporada.

      Já desde o ano passado já tínhamos estes sinais de problemas que poderíamos ter nas laterais…

  • esse era jogo pra botar a molecada pra jogar de titular.
    mas enfim, vida que segue, e aguardemos por janeiro!

  • Deixando muito a desejar o time terminou o campeonato com só um gol a favor a menos do que no ano passado. Talvez a perda maior não tenha sido o Gabriel Jesus, mas o Victor Hugo. E o declínio do Zé.

      • Que bobagem, quantos gols o Prass tomou cara a cara? Jailson não faria melhor que ele fez. O problema é o SISTEMA defensivo, que este ano estava uma draga.

        • Não coloquei a “culpa” no Prass. A questão é um fato: Jailson invicto! Prass entregou vááários gols antes de Cuca “optar” pelo invicto. Vários!

    • E quando o Cuca e o Valentim saíram ano passado, aquele esquema defensivo perfeitamente encaixado com o Moisés fazendo um papel único.

  • Um time que perde 6 pontos pra Gambá, Prantos, Atlético-PR e Chapecoense (ficando a frente de 3 desses) e ainda consegue ficar em 2º num campeonato de 38 rodadas, escancara qual o baixo nível do futebol praticado esse ano no Brasileirão.

    E esse pensamento ganha força ao pensar que o time que foi campeão joga com 11 atrás da linha da bola e, geralmente, entra com 14 em campo…

  • To sabendo que nesse site tem um bando de vagabundo que mama no atual diretor mesmo com ele montando um lixo de elenco como esse, onde de 35 jogadores só salvam 10.

    vcs que colocam funcionarios acima da instituição são putas pra mim, 2018 vai ser ainda pior com Frangrass e Weverton revezando no gol, enquanto Jailson é fritado novamente.

    VEM LOGO 2019

  • Infelizmente fizemos desse ano de 2017 um ano a ser esquecido. Priorizamos um campeonato – o mais fácil dos últimos anos – e terminamos o ano com as mãos abanando e com mais uma derrota inacreditável. Me perdoem os mais otimistas mas fomos vice do brasileirão por pura incompetência dos adversários. O futebol sulamericano está em péssimo nível técnico, inclusive o nosso. Se não assumirmos logo o papel de protagonistas dentro de campo, a pressão das arquibancadas e da imprensa ficará insustentável.

  • EQUILÍBRIO: algo que não tivemos o ano inteiro! Um time gigante não pode parecer time de churrasco por tantas vezes. Desequilibrado comparando defesa-meio-ataque e desequilibrado psicologicamente. Em todos os jogos do ano em que tomamos 3 gols, arrisco dizer que em 90% (no mínimo) das vezes, entre um gol e outro, foram menos de 5 minutos… Isso não pode acontecer! Isso é inadmissível!!! E o marasmo que o time mostra em campo, mais parece aqueles fatídicos times limitados que tínhamos que “lutavam pra não cair”. Sinceramente, alguns jogos desse ano pareciam o time de 2014.

    E que me perdoem os “eternamente gratos”, Fernando Prass chama gol. Temos um repelente de gols chamado Jailson. Aí renovam com o Prass e não satisfeitos, contratam o tal Weverton. Que cale minha boca, mas acho que começamos o ano de forma errada, já iniciando pelo gol. Pra quem quiser me crucificar: sou grato ao Prass e tudo mais, mas ídolo por ídolo tenho o Marcão como maior de todos e nem por isso quero que ele volte, pq o tempo dele passou, como o do Prass. Mas pelo jeito, teremos que aguentar mais 1 aninho. Haja coração (e SACO)

    • Eu acredito que a renovação com o Prass por 1 ano foi correta, mas também acredito que Jailson é quem merece a titularidade. Problema na posição de goleiro é que ritmo de jogo é tudo, e quando Jailsão da massa precisou se afastar por lesão, Prass engatou uma sequencia interessante, daí fica complicado tirar um cara que tem ido bem pra recolocar outro que estava no estaleiro.

      • Enquanto o Prass cair MUITO antes do atacante chutar a bola, não dá pra apoiar, Igão! Eu até acho que foi correto renovar, mas muito mais para auxiliar nos treinamentos de goleiros, pela presença nas preleções e coisa e tal… Mas assim que pegar um banco, ficar com cara de bunda (como já o fez), não vai ajudar muito não. Surreal pra mim é termos um goleiraço, que, SEMPRE QUE ENTROU, correspondeu sendo renegado e assistirmos a tantas e repetidas falhas do Prass.

  • Olhem só que interessante. Não é uma verdade absoluta que zagueiros canhotos jogam pela esquerda e destros jogam pela direita. Trata-se apenas de uma conclusão popular pouco fundamentada, admito.
    Baseado nela, comecei a olhar alguns pontos:

    – Zaga de 2016: Mina (destro) e Vitor Hugo (canhoto)

    – Nossos zagueiros em 2017 foram:
    Mina (destro)
    Luan (destro)
    Edu Dracena (destro)
    Juninho (destro)
    Antonio Carlos (destro)

    – Em 2018, deveremos ter…
    Mina (destro)
    Luan (destro)
    Emerson (destro)
    Edu Dracena (destro)
    Juninho (destro)
    Thiago Martins (destro)
    Nathan (destro)
    Pedrão (destro)
    Augusto (ambidestro)

    Tá faltando pelo menos um canhoto aí, não acham?

  • A verdade é que tomamos um baile…não fosse o Prass teria sido bem pior!!!
    Graças a Deus acabou 2017!!!

    • Não fosse o Prass teria sido pior. Fosse o Jailson, pelo menos 2 daqueles gols ridículos não teríamos levado. E agora?? Complicado…

  • Tenho lido muitas críticas aos zagueiros e, sem duvida, elas se justificam, afinal, tomamos inacreditáveis 45 gols nesse Brasileiro. Mas se olharmos individualmente, nossos zagueiros são nomes bem cotados no mercado: Mina, Edu, Luan, Juninho. Será q só a saída do VH foi suficiente para desmontar nosso sistema defensivo? É verdade q aconteceram muitas falhas individuais, mas é preciso analisar até q ponto os esquemas táticos adotados não contribuíram para isso. Vamos com calma para não queimar nomes promissores q depois acabam brilhando em outros times.

  • Eu gosto muito de futebol ofensivo… Mas começo a desconfiar que vai demorar muito até alguém encontrar um meio definitivo de derrubar esse ferrolho que passou a dominar o futebol mundial depois da era Barcelona… Os times pequenos que adotaram esse “jogo” tem se dado muito bem…
    Acho que a melhor estratégia da atualidade é encher o time de perna de pau matador de jogada atrás e 2 ou 3 usain bolt na frente. Times com essa característica jogam sem pressão, não tomam gol e ganham os jogos por placares apertados.

    • Isso ai só funciona a curto prazo. Os lixos passaram o campeonato inteiro fazendo isso, ganharam muitos pontos fazendo isso, mas a realidade é que se não fosse a ajuda grosseira da arbitragem, não teriam sido campeões de porra nenhuma.
      Prefiro ver o meu time criando oportunidades, sabendo administrar uma partida, jogando compactado, sabendo a hora de atacar e a hora de se fechar e usando a malandragem no bom sentido.
      Quem se fecha muito atrás, não sabe o que fazer quando têm a bola nos pés. Um time desses se chega em uma final de mundial, por exemplo, leva um chocolate igual o River levou do Barcelona.

      • Eu sempre pensei dessa maneira, mas também estou chegando a conclusão que tem alguns times que sabem o que fazer sem a bola nos pés. O SCCP é um exemplo, o SFC também e mais recentemente, o Grêmio no segundo jogo da final da Libertadores.
        Do outro lado da balança, temos Barcelona, City e PSG, mas eles tomam sustos como os que tomamos (com menos frequência, é verdade… Mas tomam).

  • O campeonato mostrou, mais uma vez, a necessidade de ter uma boa defesa como fator primordial para vencer campeonatos. Não tivemos problemas em fazer gols mas tomamos 45 gols contra 30 dos gambás. É isso que tem que ser priorizado. Infelizmente, somente o futebol bonito e ofensivo não vence campeonatos. É preciso consistência defensiva primeiro para depois pensar no ataque. É inaceitável tomar 3 gols no primeiro tempo.

    • isso se agravou depois que o Cuca saiu, e tb não conseguimos repor a altura a saída do Vitor Hugo…

  • A desgraça total que se encontra nossa defesa é culpa total da diretoria e contratações erradas aliada a uma venda sem muito significado. Vitor Hugo não poderia ter saído, apesar de ter dado um lucro bom, não temos ninguém que supre pelo menos perto do que ele fazia. Nosso melhor zagueiro em termos de atuação é um veterano, que quando joga na sua posição correta, joga muito. Mina pra mim tá com a cabeça lá em Barcelona e já tem algum tempo. Se é pra continuar assim, que vá pra lá mesmo logo. Agora, Luan e Juninho sem condições alguma. Não dá. As laterais, problema recorrente desde o ano passado, foi o calcanhar de Aquiles do nosso time. Por mais que nosso time faça muitos gols, leva demais também porque o sistema defensivo é ridículo quando olhamos a qualidade técnica e a noção tática de boa parte de nossos atletas. Erro grosseiro de planejamento, que precisa ser URGENTEMENTE corrigido. Pra volante, Thiago Santos não tem qualidade nenhuma no passe, só sabe demolir. Isso cabe quando tem alguém ao seu lado que passe por si e por ele, sozinho é só Felipe Melo que dá conta. Precisamos de algum volante pegador e com boa qualidade no passe. E Moisés de armador não rola. Ou ele joga de volante ou é banco. Não está 100%, precisa de uma pré-temporada muito bem feita. Tomara que não volte um leitão igual ao ano passado.

    • Acho injusto falar que o Mina está com a cabeça no Barcelona.

      Sempre que entrou em campo chamou a responsabilidade, nunca vi se omitir, chega a desempenhar um papel de libero quando está com a bola tamanho é o desconforto em ver que o time não está atacando quando deveria. Nas bolas aéreas, é o único jogador desse elenco atual que apresenta algum risco ofensivo.

      As lesões atrapalharam ele esse ano, a vontade não.

        • A cabeça tava tão fora que não acertava um tempo de bola e quando acertava algo, geralmente era a canela ou até o tronco do adversário! Tomou cartões ridículos!!! Preferiu pegar banco de um time mediano de um campeonato fraco do que ficar no gigante brasileiro. Escolhas.. Que seja feliz lá!

          • Tenho pra mim, que mais cedo ou mais tarde ele retorna com ‘a cabeça’ no lugar e será um de nossos melhores zagueiros da história!! Que tome bastante cascudo lá fora e ‘aprenda’ coisas novas no futebol italiano pra voltar melhor!

  • Acho que a maior falha deste ano foi subestimar a importância de se ter quarto zagueiros e laterais fortes e de origem.
    Mayke até correspondeu, mas a zaga esquerda foi na base do improviso o ano todo. Não deveríamos ter emprestado Tiago Martins e Juninho se mostrou esforçado, mas ainda não está pronto.
    Na lateral esquerda ninguém correspondeu.
    O excelente Augusto precisa subir e assumir a quarta zaga imediatamente.

  • Ufaaaaaaaa….2017 acabou, graças a Deus !!! que os erros deste ano serviam de lições para o ano que vem…

  • Ontem ficou claro que temos que ter paciência com o Borja. O William teve umas 4 chances de chutar, mas preferiu tocar ou driblar. Com o Borja não tem dessa, o cara chuta até da intermediária se tiver espaço e centro-avante tem que ser assim mesmo!

  • Moro em Curitiba, infelizmente fui na Arena assistir o jogo. Aberração não é o gramado, mas sim o Alberto Valentim colocar de novo uma linha BURRA quase no meio de campo, isso NÃO EXISTE. Ainda bem que 2017 acabou e não passamos um vexame maior ainda.
    Pela TV não é possível ver a disposição inteira do time, agora eu consigo entender a perda do título – derrotas para gambá, vitória, avaí, etc… e tantos gols tomados na era Valentim. O time estava jogando com a defesa no meio de campo, e na defesa praticamente só o Prass, ainda com jogadores lentos na defesa.

    Com certeza o Alberto vai querer ficar no Palmeiras, pq será difícil arrumar emprego em outro lugar. Caso ele continue como auxiliar, espero que ele repense os conceitos. Esta estratégia só dá certo contra times medíocres demais.

    • sim, o gramado é uma aberração. tudo o que voce disse não exclui o fato desse gramado ser uma afronta ao futebol. Lamento se é na sua cidade.

      • blz, o gramado é uma aberração, assim como a arbitragem foi no campeonato…. mas pior que td isso é o time jogar com a “defesa” no meio-campo. Nós com um elenco muito superior, não existe tomar 3 gols no 1º tempo contra gambá, vitória, atlético/pr

        • um dia, tenho a esperança, nossa torcida vai aprender que as coisas caminham lado a lado. que se tivemos problemas dentro de campo, isso nao exclui o fato de que FOMOS ASSALTADOS, o que é MUITO MAIS GRAVE.

          Mesmo com nossas falhas, tínhamos bola para ganhar. o fator determinante, em atuacoes cirurgicas de Heber e Daronco, foi A ARBITRAGEM.

          O que não exclui o fato que temos que melhorar dentro de campo.

          Eu não consigo desenhar este raciocinio. Rezo para voces entenderem.

          • com certeza uma questão não exclui a outra. O gambá é o maior exemplo disso, o dia que tiver uma delação premiada no futebol, eles podem perder vários títulos arrumados. Mas no caso do meu comentário, minha indignação maior é ver nosso time jogar totalmente errado, praticamente sem defesa, não tem como entender nem aceitar. Daqui a 10 anos nós ainda estaremos lembrando das garfadas da arbitragem, mas tb da linha burra do Alberto…

          • Vc se irrita mais com erros do nosso técnico do que em sermos assaltados por arbitragem?

          • com certeza eu me irritei demais com os erros amadores do Alberto, nem sei se dá pra chamar de técnico ainda.

            já em sermos assaltados pelo juiz, ano após ano, é revoltante.

            mas se vc ler meu comentário inicial, foi apenas sobre o jogo…

          • com certeza eu me irritei demais com os erros amadores do Alberto, nem sei se dá pra chamar de técnico ainda.

            já em sermos assaltados pelo juiz, ano após ano, é revoltante.

            mas se vc ler meu comentário inicial, foi apenas sobre o jogo…

    • Espero que nosso presidente amador e politiqueiro coloque na “conversa” com o Valentim, os dados do “seu” Palmeiras: vitórias, empates e derrotas, gols prós e contras e pra quem ele conseguiu perder. Um trabalho apático que começou como “salvador da pátria” e terminou de forma melancólica. Que seja colocado no seu lugar e guarde a marra de “futebol ofensivo/moderno” ou volte ao RedBull da vida.

  • Sobre o ano de 2017:
    Se você fizer uma análise superficial, a conclusão mais clara é que o Palmeiras foi muito ruim. Mas não é a conclusão correta. As falhas do Palmeiras foram nos momentos decisivos.
    No campeonato paulista o Palmeiras foi bem. Terminou a primeira fase em primeiro no geral e passou facilmente pela segunda fase. Perdeu de 3×0 da Ponte e não conseguiu reverter.
    Na fase de grupos da Libertadores conseguiu 13 pontos, o mesmo número de pontos que os outros que ficaram em primeiro, só perdendo no critério de desempates e foi eliminado nos pênaltis por um time bom, sem perder de vista que foi uma falha em outro momento decisivo.
    Na Copa do Brasil quase foi eliminado pelo Inter e foi eliminado pelo Cruzeiro (que seria campeão) no critério de desempate.
    E no Brasileiro, apenas 3 times chegaram a disputar o título: SCCP, Gaymio e o Palmeiras. Enquanto o primeiro garantiu muitos pontos com muita ajuda da arbitragem o segundo não priorizou o campeonato e o Palmeiras falhou nos jogos decisivos, alguns deles a arbitragem ainda fez questão de não deixar acontecer.

    A conclusão mais correta ao final de 2017 é de que o Palmeiras foi bem, mas falhou nos momentos decisivos e por isso não levantou nenhuma taça. E é essa a memória que fica, de decepção.
    Já passou, que venha 2018.

    • Gabriel, blz? Interessante sua análise, gostei! Linkando ela com o post do Conrado sobre protagonismo diferente de favoristismo, penso em quem PROTAGONIZOU O ANO por duas vertentes:

      01. Finais e Títulos: Gambás ganharam 3 (com a Copinha), Grêmio ganhou o maior de todos e ainda disputa 1, Cruzeiro ganhou 1, Atlético MG ídem (apesar de local) e Flamengo pode fechar o ano com 1 caneco + vaga direta na Liberta;

      02. Seleção do BR: por ser o campeonato mais longo, é o mais fácil de se montar uma seleção que pode ter até 22 jogadores entre titulares e reservas. É um exercício bacana de se fazer: quando pensamos nos 22 de 2017, quantos do Palmeiras MERECEM uma vaga? E dos rivais acima citados?


      Levando em conta esses 02 critérios (subjetivos, claro), penso que o Palmeiras NÃO FOI BEM na missão de ser protagonista em 2017. Foi um coadjuvante OK, com muito mais repercussão pelas contratações/trocas de técnico/fofocas/aposentadoria do grande Zé Roberto. Mas não disputou títulos à vera e talvez não tenha sequer 01 jogador entre os 22 melhores do mais representativo torneio que disputamos.

      • Opa, beleza sim. E ae?
        No meu comentário eu fiz uma análise rápida do ano do Palmeiras em relação as disputas do Palmeiras. Você completou a análise fazendo uma comparação do nosso clube com os adversários. Apesar de você ter levantado bons pontos, eu discordo da sua análise.

        A gambazada fez um ano razoável, e nada além disso. Entenda bem, não estou tentando diminuir os feitos deles de conquistar o brasileiro que foi tão redentor pra gente ano passado, a grandeza do título é indiscutível, mas a facilidade como veio pra eles é discutível. E passaram por bambis (que brigou pra não cair) nas semi do Paulista e Ponte na final. E além disso, foram eliminados pelo Inter na Copa do Brasil nas fases iniciais, isso porque quase foram eliminados pelo Brusque. Não vamos esquecer que conseguiram um número de pontos absurdo no primeiro turno e fizeram campanha de rebaixado no segundo contando com muitas ajudinhas.

        Sobre o Grêmio, esse sim foi o protagonista do ano. Mas veja só, se tornou o protagonista do ano semana passada, já que caso fosse vice, não seriam muito lembrados. Abriram mão do campeonato brasileiro, sendo o time que apresenta o melhor futebol. Mas não foi a final do campeonato gaúcho. Na Copa do Brasil, considero a campanha deles igual a nossa, foram eliminados pelo campeão, não importa a fase. Precisamos nos render, 2017 foi o ano do Grêmio.

        Podemos falar do Cruzeiro também, que começou o ano contratando muito e foi vice para o rival. Até aí, não dá pra falar mal, mas chegou a brigar pra não cair e, apesar de ser campeão da Copa de forma inquestionável, fica a pergunta: O que doeu mais? Perder para o Cruzeiro ou perder para um time que joga o futebolzinho do Cruzeiro?

        Por isso precisamos nos ater para o nível do futebol apresentado no Brasil em 2017. Você perguntou qual dos nossos jogadores seriam lembrados. Na melhor fase do Palmeiras no ano, o Guerra jogou muita bola (inclusive, deixo aqui que discordo do Verdazzo no post do planejamento do elenco pra 2018, o Guerra tem que ficar). Tivermos uma grata surpresa com o Willian, que eu mesmo era contra trazer. O Mina, até se machucar continuava a ser o melhor zagueiro do Brasil. Mas, depois da eliminação da Libertadores o ano praticamente acabou. E o único a se destacar foi o Keno, mas só depois da saída do Cuca.

        A conclusão numa comparação com os outros clubes sobre quem foi protagonista, digo que o Palmeiras FOI SIM protagonista, mas não foi O ÚNICO protagonista. E isso tudo sem ganhar nenhum título. Por que, repito, falhou nos momentos decisivos. Mas brigou por todos os títulos que disputou.

        • Respeitosamente, discordo de tudo que escreveu acima. Ir bem (ou razoavemente bem) não é protagonismo. Gambás levantaram 3 canecos com 15x menos orçamento e mais organização que nós. E até o ótimo Mina (bem, mas bem longe de ser o melhor do Brasil) não jogou mais bola que o Edu Dracena em 2017.

          • Sua memória está afetada pelos últimos meses do ano. Mas o ano não é formado por 3 ou 4 meses.

          • Tá não, Gabriel. Assisti a quase todos os nossos jogos no ano (desde o amistoso da Chape), seja no campo ou na TV. Fizemos jogos muito abaixo da média desde Ponte, passando por toda a nossa campanha na Copa BR (por muito pouco não caímos para o Inter), jogos-chave no Brasileiro e a reta final que mencionou aí. Foi um time medíocre com resultados medíocres num ano medíocre. Daí a dividir protagonismo vai um passo considerável. Mas novamente: respeito sua opinião, pode ficar com ela sem problemas. =)

  • Mesmo com um ano sofrível como este, ainda terminamos em segundo lugar. Em outros anos passávamos raiva porque estávamos brigando pra não cair, agora estamos bravos porque ficamos em segundo. Nosso futuro é promissor demais!

    Pro ano que vem, precisamos melhorar nossa zaga. As contratações feitas esse ano foram muito ruins e vamos perder o Mina, que é o melhor zagueiro atual, mesmo não jogando nem sombra do que jogou no ano passado.
    Espero que o Roger consiga desempenhar um bom trabalho e que utilize alguns garotos da base, principalmente no Paulistão, pois nossa molecada dá dando show! Só falta terem oportunidades…

    Finalmente acabou 2017… Chega logo 2018! AVANTI!

  • Que piada em Conrado.
    Fomos vexatoriamente eliminados de todos os campeonatos que disputamos. Perdemos 03 Derbys no ano e você atribui tudo , principalmente , a arbitragem. Que piadista. Você merece o time que tem, nao reclame depois.

    • Mas a arbitragem tem muito a ver. Se você não consegue enxergar algo tao óbvio quanto isso, quantas coisas mais você não enxerga?

      • A arbitragem de fato foi péssima, mas tirando a forma irônica que o camarada falou, concordo com ele:
        Atribuir nosso fracasso “principalmente à arbitragem” é um ERRO enorme, que vai atrapalhar o amadurecimento e correção dos INÚMEROS erros e falhas deste time!!!

        Não é que seja terra arrasada e tem que mudar tudo e todos, como foi de 2014 pra 2015!!!

        Mas esse time tem falhas estruturais muito GRAVES que vão muito além de falta de laterais, Zaga desprotegida, arbitragem, etc, etc…

        O tempo de protestar e destacar os erros de arbitragem passou. (Claro que ficar encima de TODA A ESTRUTURA institucional da CBF, FPF, COMENBOLA e FIFA para garantir nossos direitos , deve ser um trabalho interno constante e ininterrupto) (**Não queremos ser ajudados, apenas exigimos não sermos prejudicados), mas o momento agora é de reflexão sobre todo o resto que está errado.

        E SE QUISERMOS de FATO MELHORAR e CRESCER, admitirmos que temos muito mais CULPA do que ‘as arbitragens’ pelas nossas falhas.

        As arbitragens sequer teriam sido determinantes se o nível do campeonato não fosse tão baixo e ‘o campeão’ uma legítima piada!! Se tivesse UM time só, disputando o campeonato decentemente, com a FRAGILIDADE de nosso time, agente não chegaria nem perto deles, nem com arbitragem 100% perfeita!!!

        Um time que não encara um jogo decisivo com a devida importância (que não ganha nenhum!!) que de 3 Derbys perde os 3, inclusive sendo INEDITAMENTE ‘ajudado’ pela arbitragem em um, que de 9 clássicos perde 6 vexatoriamente… que não fez UM jogo inteiro sequer bom no ano todo, (no máximo teve 30 a 45 minutos de bom futebol em alguns), que toma 3 gols com 30 minutos de jogo em 5 ocasiões, entre outros tantos primeiros tempos horríveis e lastimáveis onde ‘escapou’ de levar os 3 gols rapidamente…

        Um time preguiçoso, pipoqueiro, sem fibra, sem alma, sem liderança, sem comando…

        TEMOS MUITO MAIS coisa interna a CORRIGIR…

        • A arbitragem brasileira sempre foi péssima e sempre soubemos os lados para onde ela pende, mas da mesma forma que acredito que arbitragem interfere sim no resultado final dos pontos corridos, penso que o time quando é bom passa por cima dela. Ano passado terminamos campeões mesmo tendo uns 10 ou 12 pontos afanados durante o campeonato (isso pra não falar dos jogos que ganhamos mesmo sendo prejudicados). E sempre me lembro da entrevista daquele árbitro da máfia do apito de 2005, onde ele diz que tinha um resultado encomendado na partida entre juventude e figueirense, mas que não pode fazer nada porque o Edmundo acabou com o jogo.

          • Ano passado o Palmeiras tinha o melhor time do Brasil disparado. Em 2008 e 2009 o Palmeiras tinha o melhor time do Brasil, mas era uma condição mais parelha. Em 2008 fomos 4° colocado e em 2009 5°. Um time muito melhor passa por cima até da arbitragem, mas um time pouco melhor, não.

            Vamos fazer outro exercício de recapitulação. Se o Palmeiras não fosse tão roubado ano passado, estaria tão tranquilo na liderança que provavelmente poderia buscar o título da Copa do Brasil também, sem precisar mesclar o time. Ou seja, a arbitragem não nos tirou o Brasileiro, mas nos tirou a chance de buscar a nossa 4° Copa do Brasil e 14° título nacional.

            Por isso eu nunca relativizo roubo.

        • Olha, Rafael, eu gosto das coisas que você fala aqui mas eu não tenho paciência pra essa vontade de torcedores palmeirenses de sempre relativizar o quanto a arbitragem nos rouba. E isso só piora quando somado a isso sempre vem aquele papinho “nawn podi recramá di juis si u timi joge essi futbouzin”. Não entendo esse prazer que existe em falar que o time é ruim. Ou como você disse: Um time preguiçoso, pipoqueiro, sem fibra, sem alma, sem liderança, sem comando…

          Não estou diminuindo os erros internos do Palmeiras. Existem, e sim, quero todos eles acertados. Mas não relativizo roubos.Jamais farei isso. A devastação deles é grande demais pra que cometer esta injustiça.

          E quando eu faço uma crítica aos jogadores, a comissão técnica e diretoria, é visando o bem do Palmeiras e não descarregar minha raiva.

          • E quem está “descarregando raiva”???

            Faz algumas rodadas já que nem raiva desse time eu tenho mais, justamente porque me dei conta que não adianta esperar nada deles além do burocrático que eles entregaram o ANO INTEIRO!!! Não foi um jogo, não foi dois, foi o ano todo. NADA nesse time justifica ele carregar a fama de ‘injustiçado’, simplesmente porque em momento algum ele fez por merecer justiça melhor.

            Justamente por não ser “ruim” e fracassar retumbantemente, sem sequer dar uma grande batalha, constantemente em TODOS os momentos decisivos que mostra o quanto o time foi “preguiçoso, pipoqueiro, sem fibra, sem alma, sem liderança, sem comando…”
            Não São todos os jogadores que são assim, e individualmente, alguns não mereceriam essa pecha, mas não vamos confundir o individual com o coletivo. Enquanto TIME, enquanto EQUIPE, não cabem outros adjetivos, à não ser daí pra pior…

            Em TODOS esse s jogos era o time mais forte, que se esforçasse mais, se doasse mais, poderia e deveria ter se saído melhor pelo menos na maioria dessas vezes.

            Não é “relativar” os erros de arbitragem. É não usá-los como muleta pra justificar o injustificável.

            É muito fácil falar que “perdemos por causa da arbitragem” e não ver que o time em momento algum “deu liga” em momento algum foi de fato “UM TIME!!”

            Os erros de arbitragem fogem do nosso controle corrigir, podemos apenas ficar encima para diminui-los. Mas os nossos erros internos, esses sim podemos e devemos corrigi-los, mas o primeiro passo é assumi-los e não ficar dizendo que “fomos injustiçados”

          • Reclamar de roubo nunca é usá-lo como muleta. Uma coisa não anula a outra.

          • Amigo Gabriel, Reclamar é uma coisa. Já passaram, já reclamamos e estamos cobrando constantemente nossa direção para que tomem atitudes mais energícas para que não se repitam.

            Mas usá-los como JUSTIFICATIVA para nosso fracasso é outra. Entendo sua revolta, também me revira o estomago.
            O do sub-17 foi repugnante, ainda mais considerando que o fizeram com ‘crianças’. Dá vontade de vomitar de nojo desses vermes.

            Mas não podemos FOCAR nos erros alheios e usá-los para “relativizar” os nossos!!

            No minimo o time teria que ter MERECIDO ser campeão, para poder dizer que foi injustiçado!! (Como o sub-17)!! Se tivesse sido um time guerreiro, batalhador, que tivesse lutado com unhas e dentes até o fim, vá lá… Mas isso passou longe de ser a realidade dessa equipe.
            SE, a arbitragem não tivesse interferido nos dois jogos chaves (CRU e GAM) e tivéssemos ganho, e sido campeões, teria sido muito mais por demérito alheio mérito próprio!!

            Digo SE, porque a verdade é que apesar de terem aberto o placar no lixão com gol irregular, quem entrou pra jogar final de campeonato e decidir o jogo foram eles, o fato de ter sido irregular foi um mero detalhe, a sensação desde o começo é que a qualquer momento eles achariam um gol, com ajuda, com falha nossa, ou numa cagada que seja, pelo simples fato de que eles entraram pra GANHAR e agente entrou pra ‘ver qual é’. Foi irregular (ainda bem, pois serve de argumento enquanto torcedor contra eles), mas poderia muito bem não ter sido, pois com um time pamonha e em frangalhos pela péssima campanha no returno, eles tiveram um volume de jogo infinitamente maior e melhor que o nosso até estarem com 2 gols na frente…, criaram chances reais e não deixavam sequer agente passar do meio campo… rachando cada bola como se fosse o último prato de comida (e talvez fosse mesmo)!!! SE nosso time tivesse entrado com a mesma GANA e perdesse APENAS pela arbitragem, vá lá, mas não foi APENAS pela arbitragem, foi TAMBÉM pelo pouco que fizemos, que produzimos, que LUTAMOS!!!

            Fomos roubados SIM, Mas isso não pode SERVIR pra ‘relativizar’ nossas próprias falhas. “Uma coisa não anula outra” verdade, mas nem deve servir pra AMENIZAR a outra!!!
            E a nós cabe FOCAR no que PODEMOS controlar e mudar, que é o NOSSO COMPORTAMENTO, a NOSSA ATITUDE!!!

            Abrçs

          • Não li, mas repito. Houveram erros dos jogadores do Palmeiras, dos dirigentes, dos treinadores e dos torcedores.
            Houveram erros de arbitragem.
            Todos esses erros fizeram parte do insucesso do Palmeiras em 2017 e vêm fazendo em todos os insucessos desde que eu assisto futebol.
            Todos eles têm de ser cobrados de forma igual.

          • “Não li”sic
            Então leia por favor, senão também não adianta eu ler o seu…

            dialogo e debate é isso, aceitar ouvir e aceitar os argumentos dos outros, sempre com mente aberta de que TALVEZ, talvez eles possam ter razão.

            Se alguém tem e usa um argumento melhor que o meu, posso muito bem mudar de ideia, inclusive GOSTO MUITO quando alguém consegue me convencer, com argumentos bem-embasados mas pra isso ele tem que ver o meu também…

            Abrçs

          • Não li e não vou ler, perdão se isso parecer falta de respeito. Não é. Já tinha dito tudo o que eu penso sobre isso. E acredito que você também.
            Deixei claro desde o início que não tenho paciência pra essa política de “não pode falar de juiz se o time não joga o melhor futebol disparado”, logo achei melhor me poupar de ler mais argumentos furados sobre isto.

          • Valeu, parabéns, já tá bloqueado aqui suas mensagens fera!!!

            Sinceros Abraços, e se algum dia o amigo aprender a DEBATER e OUVIR o Contraditório, é só dar um toque que estou sempre pronto a quem tem argumentos, e não infantilidades.

            Boas festas a você e toda Família!!!

  • Uma pequena correçao na primeira frase do texto: foi a quinta vez esse ano q levamos 3 gols no primeiro tempo:
    – contra a Ponte no Paulista.
    – contra o Cruzeiro na Copa do BR
    – contra gambás, Vitória e AtlPR no Brasileiro.

  • E mesmo com toda a frustração, esse foi nosso segundo melhor desempenho nos pontos corridos!

    • Foi o segundo melhor em questão de classificação. Tiveram outros anos que fizemos mais pontos. O Palmeiras fez 63 pontos neste campeonato. Em 2008 fez 65 e ficou na quarta posição,

  • Já veio Diogo Barbosa, já veio Lucas Lima, talvez venha o Zeca…acho que só vai ter lugar pro preguiçoso Michel Bastos na barca.

  • Ufa , finalmente 2017 acabou , futebolisticamente é claro !!!!Sinceramente não me lembro de um time do Verdão tão pamonha , pipoqueiro , desinteressado ,apático , descompromisado e mais um monte de adjetivos nesse sentido !!! Nem os que cairam e nem aqueles terríves dos anos 80 !!! Tá louco que time mais chato de se ver jogar , fora um ou dois jogos talvez no inicio da temporada e olha que fizemos mais de 60 jogos no ano , não lembro de mais nenhum que tenho valido a pena assistir !!!O de hoje é mais um desses , me lembrou muito aquele com o Vitória !!O vice , sinceramente , nem merecido foi , não temos nada realmente para comemorar , só lamentar !!Se fizermos uma comparação com o time do cheirinho , que tanto gostamos de sacanear nas redes sociais , fomos piores do que eles !!!Ganharam o carioca , ok não vale nada , mas gostaria de ter ganho o paulista e não ter passado aquela vergonha diante da Ponte , que depois até rebaixada foi , no Brasileiro classificamos pra Liberta direto e eles também , tá certo que com um pouco de sorte , foram da Copa do Brasil e ainda estão na final de uma competição sul americana , enfim fomos mal para caramba esse ano…termino o ano com sentimento ruim com tudo que foi vivido por nós nos campeonatos disputados e espero sinceramente que tenha servido de lição principalmente para nosso presidente cabeça de ovo não cometer as lambanças deste ano…Será que o Roger vai conseguir controlar esse elenco , porque a maioria dos corpos moles estarão lá o ano que vem…Desculpem mas estou preocupado …no demais feliz 2018 a todos !!!!

    • Só sua primeira frase já merecia uns 100 likes!!

      Só acho que temos uma coisa MUITO importante a comemorar!!

      Que agora nosso ano patético e desastroso é como vice…
      Já foi bem pior que isso!!

      Concordo poderíamos ter terminado fora da libertadores do ano que vem, com um campeonato muito mais digno do que fizemos, mas ainda assim é pra comemorar o fato de mesmo sendo ‘horríveis’, estarmos ‘bem’…

  • O que mais me irritou este ano foi ter deixado o Gambá ter saído como protagonista. Deixamos o Estadual de mão beijada para eles e no Brasileiro deixamos eles levarem com míseros 72 pontos e com 3 rodadas de antecedencia.
    Fazendo uma comparação, em 2016 fizemos 80 pontos e mesmo assim levamos a taça com apenas 1 rodada de antecedencia.

    • Isso me incomodou pra p* também. Tava muito na cara que o primeiro time que apertasse eles iria passar, mas um cagou pro BR, outro é pipoqueiro atrasador de salários e nós, além de pipocarmos em certos jogos, nos “deixamos” ser roubados (bastava meter a pingola na mesa quando errassem contra nós).

  • O Palmeiras tem que preparar os goleiros vindos da base pra se tiverem condições assumirem o gol em pouco tempo.
    Tanto Prass quanto Jaílson já estão em fim de carreira. Se é pra trazer goleiro mediano, melhor apostar na base como sempre foi tradição no Palmeiras.

    • O Weverton já tá fechado, no começo não gostei, mas entendi a diretoria, ele vem mais pensando em 2019, não é uma aposta, e sim uma realidade, com experiência, bom goleiro. Prass tem só mais um ano, Jailson além do problema de lesão também já está com uma idade boa… E ainda ele veio de graça em fim de contrato…

      • Velho, o weverton eh mto xingado pela torcida do CAP, um goleiro bom, jovem e com experiencia eu escolheria o gatito

      • Eu continuo não gostando. Prass joga mais um ano, Jailson mais dois ou três, dependendo do físico. Acredito que daria tempo de preparar o Silvestre nesse período, usando-o pra poupar o titular

        • se fosse pra apostar preferia o Fuzzato, o Silvestre não senti tanta firmeza… mas não vi muitos jogos dele…

          • No profissional, só teve um contra o NPSM lá na Vila. Tomou o gol só porque a bola bateu na zaga e caiu no pé do Copete a 1,5m do gol aberto.

  • O grande erro da direção esse ano foi não ter trazido laterais. O fato de não termos achado um substituto para o Vítor Hugo tbm teve sua parcela de culpa, pois Juninho e Luan vieram e não se firmaram. Tudo isso fica como aprendizado para 2018. Não devemos esquecer que o primeiro ano de Paulo Nobre foi sofrível, mas depois ele foi se acertando, e com Galiotte pode acontecer o mesmo.

    Em 2018 o Roger vai demorar um tempo até acertar essa defesa, porém ele precisará do respaldo da diretoria e da blindagem de seu elenco quando os resultados não estiverem sendo dos melhores, e o principal: suportar a corneta monstruosa da torcida palestrina. Temos que ter paciência, com certeza o ano que vêm será bem melhor!

      • A tal da linha alta para dar certo tem que ser treinada muito mais do que uma linha baixa. Eu prefiro um jogo mais dinâmico, bola de pé em pé, cadenciado como cansei de ver (cansei? Que nada!), nos anos 60. A tal “identidade”. Só que não basta querer. Tem que ter o material humano pra isso. Se vc não tem, se vira com o que tem e busque o que de melhor o grupo pode oferecer. Treinador é como um Maestro, um arranjador. Não adianta nada vc escrever uma peça maravilhosa se vc não tem os músicos certos para executá-la.

      • Eu concordo, mas se o que botou pra fuder tbm foram as laterais, se não fossem elas alguém poderia até se firmar ao lado do Mina.

    • Exatamente, a culpa maior desse ano, nao foi do galliote, e sim do mattos pq ele eh o responsavel pelas contrataçoes, ele tem carta branca assim desde a era Paulo nobre, mattos contrata ou nao e ninguem discute. O Mattos nuka entrevista no meio do ano falou que ” ah nao vou contratar laterais, temos jean melhor lateral direito do ano passado e egidio o melhor lateral pelo cruzeiro” esse problema das laterais vem desde o ano passado, a questao eh que com a boa fase de Moises e tche tche esse problema nao aparecia tanto, mas hoje a realidade é outra. O mattos tem um serio problema em contratar sem estar atualizado, o Barrios por exemplo, mattos o queria porque era goelador, mas nao vinha vem ha anos (pode pesquisar). No meio campo eh a mesma coisa, sofrendo com a falta de um meia armador, a diretoria nao tem culpa trouxe o guerra, mas nao deu certo. Precisamos de uns 2 zagueiros tambem, pq mina vai embora e esta em uma má fase e os outros zagueiros sao uma m****, menos o edu dracena mas ta mto velho.

    • Ah pior que segundo uma materia do GE o mattos nao pretende trazer zagueiros para 2018, ou seja mais um ano perdido.

      • Emprestados só temos o Thiago Martins, mais o Emerson Santos (que nunca mais jogou). Lembrando que o Mina vai embora ano que vem, é pouco.

  • Esse jogo era para colocar o Veiga, o Hyoran, o Deyverson, o Roger Guedes, o Guerra, o Bruno Henrique etc. e colocar o Roger Machado para assistir o jogo, como se fosse uma peneira mesmo. Não adianta falar da premiação do 2º lugar, não iam dividir o bixo e pros “titulares” restou andar em campo mesmo, motivação zero (e o Valentim também nessa), estão pensando nas férias e nada mais.

  • É até chato repetir que o time do Palmeiras de 2017 não deu certo. Não adianta culpar o Valentim, esse time não convenceu em nenhum jogo esse ano, fez no máximo de 20 a 30 minutos bons em alguns jogos o que é decepcionante.

    Agora é esperar por um 2018 melhor. Embora contratar Weverton na minha opinião não faça parte de um bom começo. Resta torcer.

  • Ano que vem vai mudar tudo no Palmeiras,800 mil por um jogador que nao joga nade desde 2015,e um goleiro que só falhou esse ano todo pra ser terceira opção e deixar nosso melhor goleiro hoje,que só perdeu um jogo com nossa camisa ficar mofando no banco.
    Além de contratar o quinto zagueiro do Botafogo pra falar que demos um chapéu no Corinthians,e pagar 15 milhões em um novo Marquinhos do Vitória,e nossa base bombando.

    Mas não pode criticar porque em 2014 quase caimos,certo mesmo è gastar 100 milhões pra passar vergonha o ano inteiro,e perder um campeonato de nível técnico sofrível

    • Eu discordo de diversas coisas que rolaram este ano, inclusive de algumas das contratações pensadas para o ano que vem. Estou apenas enxergando um quadro maior, ao invés de focar só nos erros e/ou decisões questionáveis. Antes de 2015, um ano ruim nos fazia tomar goleadas monumentais e mais elásticas, de times medíocres, e a meta de todo Brasileirão eram os 45 pontos. Tem muito o que melhorar, e vai sempre ter o que melhorar. Mas não concordo em hipótese alguma alguns torcedores pintando a situação como terra arrasada e fim do time.

      • Se continuar gastando dessa maneira burro igual desse ano,mais o cenario politico conturbado(pra variar),em 2021 estamos igual a 2001,a menos que Nobre volte ou surja um novo Nobre

        • Esse é um dos maiores riscos, o Palmeiras não aproveitar o bom momento financeiro como é praticamente regra no Brasil.

        • Nobre gastou errado pra caralho também. Vejo o povo falando dele, como se ele só tivesse acertado. Sou eternamente grato a ele, porque sem ele correríamos o risco de virar uma Portuguesa. Mas ele fez muita cagada em 13/14 também.

          E como eu já disse, temos muita coisa para corrigir e continuaremos tendo todos os anos.

          • Ele errou muito no primeiro mandato porque ele pegou o Palmeiras no nivel de Portuguesa mesmo,nao dava pra fazer muito mais do que ele fez.
            Agora nós temos condições de fazer algo melhor,o que deixa nervoso é o desperdício de potencial

    • Outra coisa, 100 milhões gastos não garantem titulo. É futebol e não matemática. Esse papo de “ain gastou 100 milhões….” é coisa da imprensa clubista. E outra, o investimento tinha prazo de validade que venceu hoje? Até onde eu saiba, os jogadores estão ai pro ano que vem….

      • Logico que dinheiro nao garante titulos,é burrice achar isso,agora gastar dinheiro da maneira equivocada como gastaram é uma burrice maior ainda.

        Gastando rios de dinheiro em jogadores de qualidade muito questionavel, como nossa base voando.

        Exemplos:

        Pra que contratar Weverton,se temos Jailson que sempre deu conta do recado,e Fuzatto sendo uma grande promessa

        Vendemos nosso segundo melhor por uma merreca pra contar com o Dracena em fim de carreira e horrivel,e pagar mais do que vendemos ele em JUNINHO e LUAN,e acabamos de emprestar Thiago Martins pra trazer o quinto zagueiro do Botafogo

        Pagamos 15 milhoes de reais em BRUNO HENRIQUE,sendo que temos Mattheus Salles,tinhamos Gabriel,tem o Gabriel Furtado etc

        Pagamos 10 milhoes em 2 meias que nao jogam e ano que vem vamos trazer um meia que vai custar 800 mil por mes pra tirar mais ainda o espaco deles

        Mandamos Barrios embora,nosso heroi em 2015 e que acaba de ser campeao da libertadores e artilheiro do Gremio no ano,pra pagar 50 milhoes em Deyverson e Borja

        Se e pra gastar dinheiro dessa maneira,eu prefiro guardar e apostar na molecada que pelo menos pode dar retorno financeiro no futuro

        • Não tiro suas razőes para reclamar, mas muito destas contrataçőes que você mencionou vieram à pedido de Cuca. Diretoria contratou à pedido dele.

          Quanto ao dinheiro gasto, eu ficaria muito preocupado se fosse como em 2009, onde gastamos sem poder, adiantando cotas da TV.

          Hoje a realidade.é.outra, o faturamento do clube no ano passado foi de quase meio bilhão e o ano que vem teremos dívida zero.

          Eu sincerament

  • Erros de nossos jogadores, dos técnicos, da arbitragem e principalmente da diretoria essa seria minha sequência, infelizmente falhamos (coletivamente) nos jogos mais importantes, agora é torcer para o Roger e por um 2018 mais vitorioso

  • Entendo a frustração e também estou puto. Mas não podemos esquecer que até 2014 disputavamos para não cair, com raras exceções neste século éramos protagonistas. Num ano péssimo ainda ficamos em segundo, longe do Z4. Temos que corrigir os erros e partir pra um 2018 a altura, sendo protagonista de novo.

  • Todo atacante quando chega na frente do Prass já sabe que ele vai se jogar pra trás com as pernas abertas. Ai a única dúvida é escolher como vai querer fazer o gol: cavar por cima ou tocar no eixo dele vazando por entre as pernas. Foi de perder as contas de quantos gols saíram assim este ano. Sem fazer força dá pra citar uns 10.

      • Sim. A nossa defesa foi lastimável este ano, mas nos 7 jogos que o Jailson jogou na temporada, o Palmeiras não perdeu. Foram 5 vitórias e 2 empates. Somados aos 19 jogos invictos no Brasileiro de 2016, são 26 jogos sem perder com Jailson no gol.
        Para mim estes números rompem a barreira da coincidencia e passam a ser explicados por questões técnicas.

      • Renan, esse é um ponto que SEMPRE uso em defesa do Prass. Ok, ele tem essa limitação? Bacana. Mas se todo mundo sabe que ele peca nesse fundamento, por qual motivo em todo jogo tem atacante no mano a mano com ele? Colocam todo gol sofrido na conta dele, como se fosse ele que vacilasse na marcação lá na intermediária :^/

        • Pessoal lembra do tanto de gols que ele tomou saindo so gol dessa forma, mas ignora quantos ele salvou também. Puxando pela memória dos jogos recentes, contra cruzeiro, gambá, vitória, avaí e sport ele fez intervenções importantes em lances assim.

  • Tem muito jogador acomodado nesse time. É dever da diretoria identificar aqueles que não tem vontade de jogar e vender os que puderem vender (não adianta ter jogador que não quer jogar no time). O fato do Palmeiras perder todos os jogos decisivos do ano mostra essa falta de vontade que vem matando o time. Que o Roger ano que vem saiba identificar os mais sonolentos e dar um chá de cadeira no banco de reservas (tem muito titular indiscutível nesse time).

  • Finalmente acabou. Na minha análise, um ano que se salva pelo desempenho da nossa base e pela classificação para a Libertadores. Triste ver alguns jogadores tão mal, Moisés, Dudu, Tchê Tchê…Espero que o Roger recupere para o ano que vem, time sem pegada, sem vontade, sem nada! Tem que mudar MUITA coisa pro ano que vem!!!! Avanti Palestra, que venha um 2018 melhor…

  • Se a gente prestar atenção não poderia ser mais adequado. Senão vejamos, os gambás perderam pro Xpoh, nós tomamos uma surra do ridículo Atlético PR…é mesmo assim Santos e Grêmio fizeram os respectivos papelões. Um campeonato ridículo, um campeão ridículo e um vice-campeao ridículo. Com um terceiro e quarto ridículos também! Que vexame hein Palmeiras? Esses jogadores e essa Diretoria não tem vergonha não???

    • Definiu bem: campeonato ridículo! E para completar (sou do Rio), a torcida do flamerda comemorou o sexto lugar!!!

    • O que importa agora é aprender dos erros e seguir em frente. Um título esse ano poderia mascarar algumas coisas que precisavam e ainda precisam ser corrigidas.

    • Este ano estava fácil ganhar o Paulista (os rivais todos desmontados) , estava fácil ganhar a Copa do Brasil, estava fácil ganhar o Brasileiro (campeão com 72 pontos) e estava fácil ganhar a Libertadores (não houve nenhum time esmagador como o Atlético Nacional em 2016 e o Gaymio levou a taça com jogadores renegados de outros clubes e garotos da base)…
      Mesmo com tantas possibilidades conseguimos perder tudo.

  • Se não me engano, foi a quinta vez em 2017 em q levamos 3 gols no primeiro tempo: ponte, cruzeiro, gambás, vitória e atleticopr. Impossível sonhar com qq título com esse desempenho defensivo! AV provou q ainda não tá pronto pra assulir um time como o Palmeiras, ainda bem q a diretoria agiu rápido e trouxe o RM. AV é desses teoricos q parecem não entender q às vezes é preciso adaptar suas idéias ao adversário e a situação do jogo (3 dos cinco jogos citados foram com ele).

  • Hoje o próprio Valentim justificou a opção por Roger, que merda de visão e essa ver Guerra jogando essa mediocridade só faz merda todos os jogos do segundo semestre e chama o cara pra o jogo pra mim ou melhora muuiito ou encosta tem muita opção melhor Alan, Alione, até Hyoran e Veiga fazem melhor esse papel

    • O nível desse campeonato foi muito baixo. Mesmo os gambás, q fizeram um turno fora da curva, terminaram campeões com 8 pts a menos do q nós no ano passado.

  • Impressionante a quantidade de gols que o time do Valentim toma… segundo minhas contas aqui, com o Valentim no comando, tomamos 1,45 gol por jogo. Tomamos três gols contra Gambá, Vitória e Atlético-PR.

    Atitude acertada do Mattos em não mantê-lo para o próximo ano.

  • Até que enfim acabou. Palmeiras Vice campeão. Parabéns, apesar da frustrada expectativa e do jo horroroso jogo de hj.

  • Desde 2013 o Palmeiras tem feito tudo o que deveria fazer, cometendo alguns erros pontuais – não comprometedores.

    Ano após ano o time fica cada vez mais forte e os títulos importantes devem chegar de forma natural e sem tanta ansiedade em 2018.

    Todos os nossos rivais sonham em ter quiçá algumas das condições financeiras e/ou estruturais que o clube conquistou com seus próprios esforços.

    Jamais podemos deixar de ter tudo isso em mente.

    Por outro lado, nem isso e nem o papinho que não tem mais nada em disputa é capaz de diminuir a fúria da úlcera infeccionada que ver um futebol de merda como o de hoje provoca.

    Não conseguir fazer sequer uma finalização contra um time fraco como esse paranaense é absolutamente imperdoável, mesmo se fosse em um amistoso. E 0 a 3 FICOU BARATO.

    • Desde 2015, o primeiro mandato do Nobre foi cheio de atitudes temerárias (esportivamente falando, administrativamente foi quase perfeito).

      Fora isso concordo plenamente!!!

      E não, a falta de recursos não serve de desculpa pro 1o mandato horroroso dele(futebolisticamente), já está mais do que provado, que mesmo sem recursos é possível montar times competitivos!! O Erro foi de direcionamento dos poucos recursos que utilisou!!

      Não obstante foi nosso melhor presidente desde o meio dos anos 70, assim que percebeu que precisaria mudar de rumo.

  • Quase tomamos o 4º gol e o Prass levanta gritando pra zaga: VAI SE FODER! VAI TOMAR NO CU!

    Falou tudo, Prass…

    Vem 2018!

  • A reformulação pro ano que vem terá que ser muito grande.

    Tem que mandar no mínimo uns 15 jogares embora,elenco totalmente acomodado.

    De cabeça :Fabiano,Dracena,Juninho,Egidio,Ze Roberto,Jean,Felipe Melo,Michel Bastos,Bruno Henrique,Roger Guedes,Tche Tche,Deyverson,Erik,Arouca,Antonio Carlos

    Se o Mina continuar jogando pensando em ir logo pro Barcelona pode vazar também.

        • Cara, colocar o Zé numa lista de dispensa depois de ele ter representado o que representou no Verdão nesses últimos anos é, no mínimo, indelicado. Entendo sua insatisfação mas, temos que valorizar quem deu o seu MÁXIMO, mesmo com mais de 40, e representa uma mudança que nos colocou novamente como protagonistas no futebol nacional

    • Vamos ficar remontando elenco todo ano? Discordo. Alguns precisam ser dispensados, mas precisamos fazer contratações pontuais. Mandar um monte embora e trazer mais um caminhão de jogadores não é a solução.

      • Solucao e mandar os acomodados que sao varios,e colocar a molecada da base,e sim fazer uma contratacao ou outra.

        Mas pra ficar pagando salarios pra essa perebada insatisfeita,cara e enganadora,manda embora e poe da base que eh mais barato e pode dar retorno financeiro

  • Temos 3 alterações para o segundo tempo. Eu começaria pela quarta. Fazia a estreia do Roger e mandava esse Valentim a pé para São Paulo.

  • O retrato desse ano todo, acharam mesmo q esse time ia terminar o ano sem sofrência?
    E parem de falar q foi culpa de Valentim, o mina por exemplo não esta rendendo absolutamente nada! De um elenco tao numeroso, só temos 4 jogadores q fizeram diferença esse ano:
    Pass, Dudu, bigode e keno! (Jaílson talvez, se tivesse jogado mais vezes e louvável a entrega do zé Roberto)
    Só!

    • Não concordo. Prass não é goleiro pro Palmeiras faz tempo. Não passa segurança nenhuma e falha sempre. No primeiro gol, fez o de sempre, se desmanchou na frente do atacante.

      • Discordo totalmente, mas respeito sua opinião, não tem como culpar o goleiro quando nosso jogador de linha da uma entregada tao feia no meio de campo!

        • Também respeito a sua. Logicamente os zagueiros pesadíssimos e o treinador que insiste em uma esquema fora de casa que já provou que deu errado também são culpados. Entretanto, pelo menos para mim, o Prass passa 0 confiança. Quando é este tipo de lance então, é extremamente previsível que o gol vai sair, esse ano por exemplo, acho que sofremos mais de 10 gols que ele se esparrama pelo chão antes da conclusão do atacante adversário. É uma pena que o Jaílson é reserva por politicagem e continuará assim ano que vem, visto que outro goleiro fraco foi contratado.

          • Gol do Jo por baixo das pernas no Paulista…
            Gol do Roberto do Novorizontino por baixo das pernas na primeira das quartas de final…
            Gol do lateral da Ponte no 3×0…
            Gol do Pratto do SPFW no 2×0 do Brasileiro…
            Gol de cavadinha do Alisson do Cruzeiro no 3×3 pela Copa do Brasil.
            Gol do Robinho de cavadinha do Cruzeiro no 2×2 pelo Brasileiro.
            Os 2 primeiros gols contra o Vitória, principalmente o do Trelles por baixo das pernas…
            Segundo gol do guri do Avaí…
            Primeiro gol de hoje de cavadinha.
            PRONTO. 10 GOLS SEM PENSAR MUITO.

            Se for pesquisar a fundo, acha mais de 20 gols em que ele se joga pra trás, ao invés de armar a base, fechar o angulo e deixar o cara finalizar.

    • Mina sabe que vai embora devia escalar quem quer mostrar serviço para o ano que vem. O cara sabe que não vai ser utilizado anda em campo.

  • Esse Valentim foi mandado embora corretamente . E enganou muita gente , deixou o Verdão igual ao RB Brasil. Burro tinha que escalar só os jogadores que vão ficar e querem mostrar serviço. Esses vagabundos estão andando em campo.

  • 3×0 já…parece que ja era, se bobiar uma goleada, o time ja ta todo pensando no pernil no tender na maionese na rabanada na farofa, no pave na gelatina na torta de morango…

  • Defesa que ninguém passa. Tomara que o Roger resolva isso, vamos terminar o campeonato passando vergonha mesmo??? Será q o último jogo do ano vai ser o vexame de todos os anos?

  • Vendem logo o Mina antes que o Barcelona desiste. O zagueiro ruim viu, foi vender o VH pra ficar com esse Mina e piorou.

  • tava aqui brincando com a minha sobrinha e vi que ja tava 2×0 e tomo um gol logo aos 3 minutos, calma ai né, não vai me tomar goleada tambem, ta tudo pensando no pernil na maionese na rabanada tudo bem, mas no ultimo jogo do ano nao pode ser goleado

    • Tava pensando nisso. O Valentim não vai ficar, sabe disso mas insiste em mostrar uma estratégia que só tem prejudicado o Palmeiras. Pra que isso? Não sacou ainda que esse esquema não funciona aqui? Ou tá querendo mostrar para outras equipes que é “moderno”? Não, não pode ser tão estúpido pra atirar no próprio pé. Vou aguardar outras análises que expliquem o que está acontecendo. Por enquanto a única certeza que eu tenho é que só posso lamentar mais um jogo horroroso.

        • Pois é, Hans. É o que me passou pela cabeça. Mas seria ele tão parvo a ponto de querer se suicidar? O resultado só mostra que ele é teimoso e não não respeita os jogadores que tem nas mãos. Quem seria também tão parvo a ponto de contratar um treinador que só olha para o próprio umbigo? Mais uma grande oportunidade perdida nas mãos e pés de uma estratégia errada.

  • Uma coisa importante que acho que estamos valorizando pouco é a manutenção do elenco para 2018.
    Se fosse qualquer outra equipe, a mídia estaria elogiando fervorosamente.

  • Tem que reforçar o elenco ! Dois bandeirinhas (ops ! laterais) dois juízes de fundo ( perdão zagueiros) e um meia de criação (árbitro) . O Gru tem que se impor nos bastidores ! O jogo contra o Cruzeiro e o confronto direto nos tirou do páreo apesar de um campeonato mal disputado de nossa parte.

  • Hoje é dia de encerrar o ano com uma boa vitória, jogando bem, apesar de toda a frustração se comparado a três anos atrás, mostramos que hoje somos um clube arrumado, brigando por títulos sempre. Que 2018 venha e com ele os resultados, que aprenda-se com os erros de 2017. Também hora de desejar boa sorte ao Valentim, independente de sua escolha.

  • O ano foi ruim por causa do investimento. Pois, em condições normais, foi, ao menos, uma razoável temporada. Segunda melhor campanha do Paulista, sendo o time com mais vitórias, segundo melhor ataque, terceira melhor defesa e melhor saldo em disparate. O grande problema foi o 3 x 0 para a Ponte (mas, vale ressaltar que no jogo de volta vencemos e jogamos bem). Na Copa do Brasil, fizemos um jogo razoável em casa (sendo um ótimo segundo tempo) e lá estávamos ganhando até os últimos minutos da partida. Na Libertadores fizemos uma boa campanha na fase de grupos. Nas oitavas, jogamos mal lá, mas eles também. 0 x 0 seria mais justo. Em casa fizemos uma grande partida, merecendo ganhar por 3 de diferença. No Brasileirão, em questão de desempenho, fomos mal. Porém, somos o melhor ataque, segundo time que mais venceu e segundo melhor saldo. Caso o Curica perca hoje por 1 de diferença e ganhemos por 1 de diferença, empataremos com eles como melhor saldo e terminaremos com apenas uma vitória a menos. O que tem que melhorar é em qualidade de jogo. Creio que em 2018 haverá grande evolução quanto a isso. Dá-lhe, Palestra.

  • Mais uma boa oportunidade para Roger Machado fazer suas observaçőes.

    A Alberto Valentim desejo toda sorte do mundo e que possa voltar um dia para concluir o seu trabalho…

  • Ano ruim, terminando em 2º lugar. Ficamos na frente de 18 times. Pro ano que vem é só melhorar 1 posição.

    • Se olharmos apenas os números não foi ruim. Mas ver o que o campeão fez esse ano jogando um futebolzinho horroso, faz com que o segundo lugar chegue a ser brochante.

      Dá a impressão de que o campeonato brasileiro foi um campeonato de pernas-de-pau. Quem foi o craque do campeonato? É difícil pensar em pelo menos 3 nomes de destaque. Foi um péssimo campeonato, parecia que ninguém queria a taça.

    • um dos melhores comentários que li por aqui ultimamente. e houve muitos outros ótimos, claro.
      abrazzo.