0
(4)
X
0
(3)

Depois de esperar pela recuperação da saúde de Telê Santana por alguns meses, algo infelizmente não aconteceu, o Palmeiras teve que refazer a estratégia para se manter competitivo. O clube promoveu uma pequena reformulação no elenco e definiu Luiz Felipe Scolari como novo treinador.

E o caminho do novo técnico alviverde, com um extenso histórico como rival, começou com o título do Torneio Maria Quitéria, um torneio amistoso disputado em Salvador entre o final dos estaduais e o começo do Brasileirão. Após passar pelo Bahia, nos pênaltis, o Verdão encarou na decisão o Flamengo.

Depois de um empate sem gols no tempo normal, o Palmeiras venceu nas cobranças de penalidades máximas por 4 a 3, com duas defesas de Marcos.

Na primeira etapa, o Palmeiras procurava o jogo mais pela esquerda para conseguir levar vantagem na velocidade de Euller. E foi assim que a primeira chance foi construída; Euller ganhou do adversário na corrida, cortou para o meio e rolou para Eriberto. O meia pegou forte na bola, mas ela subiu.

Enquanto isso, a equipe carioca explorava a bola aérea. Apesar de um primeiro tempo disputado, o placar não se alterou.

Na volta do intervalo o cenário continuou parecido. A melhor chance do Palmeiras ocorreu em cruzamento da esquerda, que encontrou Galeano na área. O volante dominou e cruzou rasteiro para a pequena área; a bola passou pelo goleiro Júlio César, mas a zaga adversária afastou.

A partida acabou mesmo sem abertura de contagem e a disputa do título foi para os pênaltis. Marcos brilhou e pegou os pênaltis de Jamir e Maurinho; do lado alviverde, Junior, Marquinhos, Galeano e Euller cobraram e converteram. No fim, vitória palmeirense por 4 a 3.




Ficha Técnica

Flamengo

Júlio César
Fábio Baiano
Júnior Baiano
Fabiano
Gilberto
Leandro
Jamir
Maurinho
Jorginho
Bruno Quadros
Evandro
Sávio
Iranildo
Lúcio
Sebastião Rocha
TÉCNICO

Disputa de Pênaltis

Flamengo

Palmeiras

Sávio
Júnior
Jamir
Marquinhos
Leandro
Galeano
Bruno Quadros
Euller
Maurinho