1
X
2

Pré-Jogo

Pré-jogo Ponte Preta x Palmeiras

Na tarde deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita a Ponte Preta em jogo válido pela décima rodada do Brasileirão. Depois de duas vitórias seguidas, o Verdão tenta seguir a escalada na tabela de classificação mas também pensa no mata-mata contra o Cruzeiro, quarta, pela Copa do Brasil, e pode poupar alguns jogadores.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Felipe Melo, Thiago Santos e Michel Bastos
Transição física:
Arouca, Moisés, Thiago Martins e Bruno Henrique

Pendurados: Mina, Juninho, Felipe Melo, Thiago Santos, Michel Bastos, Guerra e Roger Guedes

É impossível fazer qualquer previsão concreta sobre o time que sai jogando; Cuca deve poupar alguns jogadores pensando na partida de quarta pela Copa do Brasil. Dudu, que voltou de lesão jogando alguns minutos na última partida, pode seguir no banco, por precaução. Seria uma chance interessante para escalar juntos Borja e Willian, que volta de suspensão.

Michel Bastos sente uma tendinite e está fora. Já Mayke, Juninho e Luan, que não podem jogar a Copa do Brasil, devem jogar. Com a defesa exposta pela ausência de volantes marcadores, Edu Dracena pode ser preterido. Uma possível escalação é Fernando Prass; Mayke, Mina, Luan e Juninho; Jean e Tchê Tchê; Roger Guedes, Guerra e Willian Bigode; Borja.

Ponte Preta

Gilson Kleina não tem problemas de lesões ou suspensões para escalar o time titular e vem com força máxima para a partida. O time deve ser o mesmo que venceu o Cruzeiro no meio de semana: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Rodrigo e João Lucas; Fernando Bob e Elton; Claudinho, Renato Cajá, e Lucca; Emerson Sheik.

Lei do Ex

Tchê Tchê já jogou na Ponte, mas se chamava Danilo Neves. Aranha é o ex-Verdão que defende o time campineiro.

Retrospecto

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Ponte Preta
Ponte Preta
Moisés Lucarelli
Moisés Lucarelli
Wagner Reway
Wagner Reway
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Parpite

Assim como o Bahia, a Ponte está com 100% de aproveitamento em casa. Teremos um déjà vu: 4 a 2 para o Verdão, com dois gols de Borja e dois de Willian Bigode, para 9.997 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

PFCPFC

Pós-Jogo

Ponte Preta 1x2 PalmeirasCésar Greco / Ag.Palmeiras

O Verdão venceu a Ponte Preta em Campinas por 2 a 1 em jogo válido pela décima rodada do Brasileirão e conseguiu assim a terceira vitória seguida, sendo a segunda fora de casa. Com o resultado, o time atingiu a zona de classificação para a Libertadores, restando apenas a definição do restante da rodada para se saber em qual colocação – na pior das hipóteses, quinto lugar.

PRIMEIRO TEMPO

Cuca surpreendeu mandando a campo Gabriel Furtado, volante de apenas 17 anos contratado há três meses junto ao Paraná Clube e que havia treinado bem durante a semana. Outro que movimentou-se bem na Academia de Futebol foi Erik, que marcou três gols num jogo-treino contra o São Caetano, e também ganhou uma chance entre os titulares.

O jogo começou pegado dos dois lados, com muita marcação e contato físico forte; as duas equipes tinham muita dificuldade para chegar à área adversária. A primeira finalização foi da Ponte, aos 5: Sheik serviu Renato Cajá na lateral da área e o meia bateu de esquerda, sem ângulo, por cima do gol, sem perigo.

Enquanto o Palmeiras tentava forçar as jogadas com Roger Guedes em cima de João Lucas, a Ponte buscava as jogadas com Sheik e Lucca, mais pelo lado esquerdo do ataque, ao contrário do que havia planejado Gilson Kleina, que declarou que ia tentar usar Claudinho em cima de Juninho, improvisado.

Aos poucos Guerra foi achando seu espaço e fugindo da marcação de Fernando Bob, e com o venezuelano mais à vontade o Palmeiras passou a mandar no jogo. Aos 22 ele puxou um lindo contra-ataque e acionou Roger Guedes, já dentro da área, pelo lado direito; o camisa 23 tocou na saída de Aranha, por baixo, mas a bola saiu raspando a trave.

Como Gabriel Furtado colocava Renato Cajá no bolso, a Ponte tinha como alternativas a movimentação de Emerson Sheik, que em momento algum se limitou a ficar preso na área. Numa dessas, aos 33, ele caiu pela esquerda e cruzou na área com efeito, ninguém resvalou e a bola fez a curva indo em direção ao canto esquerdo de Fernando Prass, que se esticou para dar um tapa nela e salvar o Verdão.

Aos 38, o Verdão abriu o placar: Tchê Tchê fez um belo lançamento por elevação para Guerra, que ganhou de Marllon na corrida e tocou por baixo, na saída de Aranha, com muita inteligência. Mas nem deu tempo para comemorar: um minuto depois, a Ponte empatou, com Lucca: ele recolheu uma bola do lado esquerdo, marcado à distância por Mayke, e acertou um chute raríssimo, com curva, no cantinho esquerdo de Fernando Prass, sem chances de defesa.

Quando parecia que os dois times iriam para o vestiário com o empate, Guerra fez o segundo: ele iniciou a triangulação com Gabriel Furtado, que tocou entre as pernas de Fernando Bob para Erik, que num rápido toque de calcanhar deixou Guerra na cara de Aranha, aí foi só tocar no canto esquerdo e correr para a torcida.

SEGUNDO TEMPO

Com Fabiano improvisado na volância no lugar de Gabriel Furtado, amarelado, o Verdão voltou mais cauteloso para o segundo tempo, e a bola ficou mais nos pés da Ponte Preta, que tentava girar a bola em busca de espaço, mas nossa defesa mostrava muita aplicação no posicionamento.

A bola do jogo aconteceu aos 17 minutos: Sheik fez uma grande jogada em cima de Mina e viu Léo Artur fazendo o facão por trás de Luan; o pontepretano recebeu livre na frente de Fernando Prass, que se agigantou e diminuiu o ângulo, induzindo-o ao toque para fora.

O Palmeiras não atacava e Gilson Kleina arriscou, trocando João Lucas por Lins. Ousado, o seo Gilso. Pouco depois, a Ponte conseguiu mais uma finalização, com Felipe Saraiva, depois de vencer disputa com Juninho –  Prass mais uma vez deu um tapa na bola e salvou o Verdão. Cuca então colocou Dudu para jogar na correria, e a exemplo do jogo contra o CAG, o camisa 7 já amarelou um adversário na primeira jogada – Renato Cajá.

Com um árbitro muito confuso, os jogadores usavam e abusavam do contato físico e o jogo ficou muito nervoso. O Palmeiras se aproveitava da situação e fazia o relógio andar. Aos 44, na catimba de Borja, que havia entrado no lugar de Guerra, Rodrigo foi expulso depois de xingar o juiz. Nos acréscimos, Renato Cajá deu um tapa em Tchê Tchê, que devolveu com o famoso tiramãodimim – os dois também receberam o vermelho direto. E com a bola voando em nossa área e nossa zaga tirando tudo de cabeça, o juiz terminou o jogo.

FIM DE JOGO

A vitória compensa um pouco os pontos desperdiçados bestamente nas primeiras rodadas. Mesmo assim a pontuação está bem abaixo do planejado no início do campeonato e precisaremos recuperar pelo menos cinco pontos em partidas bem difíceis. De qualquer forma, jogando com vários reservas, improvisações e com um estreante de 17 anos, esta vitória caiu muito bem.

O time segue vencendo e Guerra está evoluindo cada vez mais. O venezuelano parece não ter limites e vai se convertendo no craque do time no campeonato. Que esse processo continue em andamento até a volta de Moisés, quando teremos, enfim, o time completo idealizado no início do ano à disposição de Cuca. E agora, vira a chavinha para a Copa do Brasil e VAMOS PALMEIRAS!

A VOZ DO PADRINHO

Hoje o áudio pós-jogo é do padrinho Wagner Colombini, que já viu, entre outras coisas, o Palmeiras ser supercampeão paulista de 1959 em cima do Santos. Scoppia!

Ficha Técnica

5.523

R$ 141.840,00

Wagner Reway

Súmula

Borderô

Ponte Preta

Aranha
GOL
Nino Paraíba
LAD
Marllon
ZAG
Rodrigo
ZAE
João Lucas
LAE
Fernando Bob
VOL
Elton
VOL
Felipe Saraiva
MEI
Claudinho
MEI
Léo Artur
MEI
Renato Cajá
MEI
Lucca
MEI
Emerson Sheik
ATA
Gilson Kleina
TÉCNICO

Palmeiras

ZAG
ZAE
MEI
MEI
Cuca
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Duas bolas defesas - mas a melhor foi a fechada de ângulo aos pés do Léo Artur.
8
Mayke
Vai falhando com cada vez mais frequência e vai esgotando suas chances de futuro no Palmeiras.
5
Mina
Mais uma boa partida, apesar de ter sido vencido por Sheik num lance que podia ter sido capital.
7
Luan
Excelente partida, atuando como zagueiro pela primeira vez.
8
Juninho
Como lateral, teve participações importantes mas também levou umas entortadas.
7
Gabriel Furtado
Que personalidade desse menino. Vamos acompanhar com muito carinho.
8
Fabiano
Manteve a pegada no meio forte e não deu chances a Cajá.
6.5
Tchê Tchê
Segue irregular, alternando bons e maus momentos. Mas o lançamento para o primeiro gol foi coisa linda.
6
Roger Guedes
Não conseguiu criar jogadas de perigo pelo flanco direito e ainda perdeu um gol feito.
5.5
Guerra
Que partida do Lobo. Está jogando demais.
9.5
Borja
Entrou no final e ajudou a catimbar.
s/n
Erik
Se mexeu bem e teve participação fundamental no segundo gol.
7
Dudu
Entrou pra meter correria mas não foi acionado.
s/n
Willian
Discreto, segue se sacrificando numa função em que não é sua favorita.
6
Cuca
Cuca
Cada vez mais à vontade com o elenco, vai achando soluções para cada jogo. Tirou um moleque da cartola e acertou na mosca.
7.5





  • Cuca tem que dar uma sequência para o borja, não adianta jogar que nem ano passado, não temos um jogador igual ao jesus (que fez falta até para o city), e sem essa de que o cuca não joga com centroavante mais fixo, ano passado ele começou com Barrios e no galo fez o Jo disputar um copa do mundo, então ele tem que parar com essa palhaçada e mudar um pouco o jeito de jogar para que o borja deslanche.

  • Sinceramente mal consigo me conter pra ver um meio de campo com Melo, Moisés e Guerra.

    Espero de coração que o Cuca não mantenha a estilo retranca e coloque os 3, a gente criaria muito mais oportunidades de gol com esse meio

    • Rapaz quando todos tiverem prontos, vais ser duro pro Cuca escolher esse meio, teremos FM. Ttche,Moises,Guerra, Dudu, e ainda BH,TS,MB

    • Defensivamente eu gosto que sempre tenha um jogador bem marcador (ainda mais pq nosso esquema tem só 3 jogadores no meio). Thiago Santos, Moises e Guerra vai ser um baita meio campo e ainda sim bom defensivamente (porque o Thiago Santos marca muito bem) e o Moises é completo, ataca bem e defende bem.

  • Realmente temos um problema sério na volancia, todos os bons marcadores estão lesionados .
    Bruno Henrique tá chegando, mas vai demorar uns 15 dias pra entrar, além de não poder jogar a CdB .
    Alguém sabe quando o TS pode voltar ????
    Abs

    • Também estou preocupado com isso. Sem poder inscrever mais jogadores na Copa do Brasil desde abril, teremos sérios problemas no torneio, pois Thiago Santos pode ficar fora por algumas semanas e Felipe Melo só volta no final de julho.

      Nem imagino como o Cuca conseguirá resolver isso para a próxima quarta-feira contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil…

    • BH já apareceu cadastrado no bid, só fazer apresentação e jogar em teoria, mas não sei se tá com ritmo de jogo, thiago volta só em duas semanas pelo que vi

      • BH joga o Brasileiro e Libertadores, Copa do Brasil tem que ser TS ou FM e os dois estão lesionados pro jogo contra o Cruzeiro .

    • Lembro de quando o mina chegou o cuca falou que pretendia usar ele de 1 volante, pq não usa agora? Entra com luan, juninho de zagueiros e o mina mais a frente

  • Em um dos grupos de whats de palmeirenses que participo, o bolão feito dava vitoria de pelo menos 3×0 …. mas não foi o que vimos ontem. Porem, PARABENS BORJA, PARABENS VERDÃO!

          • Tirando o Gabriel Jesus não lembro nos últimos anos de um jogador da base que tenha virado titular no Palmeiras. Infelizmente no verdão existe uma tradição de contratar quem se destaca nos outros times e olhar pouco pra base. Um jogador não precisa ser um fenômeno pra ser titular às vezes (sendo regular pode ajudar muito). Se ele estivesse aqui bem provavelmente seria reserva (vendo o Egidio titular). Esse ano fora vai ser bom pro jogador pois será visto com outros olhos ano que vem.

          • Tivemos sim André, em 2014, por necessidade (estávamos sem dinheiro), tivemos vários jogadores da base jogando como titulares. Natan, Victor Luis, João Pedro, etc, etc e etc…

            Mas nas vacas gordas, o Palmeiras realmente não tem costume de utilizar a base, a menos que seja um jogador excepcional como foi Gabriel Jesus…

          • Estava comentado com amigos sobre isso… O clube caminha bem em muitas direções mas essa questão do trabalho de base é realmente algo que poderia ser olhado com mais atenção. Para os rivais, vender jogador é algo imprescindível para as receitas e aqui sequer comentamos o assunto da maneira que deveríamos. Se ainda por cima fossemos bons em revelar, não ia ter nem graça para os outros e ao invés de espanholização, o futebol brasileiro sofreria efetivamente uma PALMEIRIZAÇÃO, rs.

          • Na minha visão esse trabalho de revelação e internacionalização da marca do clube, para que tenhamos torcedores pelo mundo todo, são os próximos passos. Na questão da internacionalização, temos que ser PIONEIROS mesmo. Pioneirismo sim é marca registrada do verdão.

          • Verdade Rafael.

            O perfil do Palmeiras é de comprador, não de formador.

            Semelhante ao Real…rs

  • O comentário jogou pouco pro Raphael Veiga vale pra todas as partidas que ele fez pelo Palmeiras até agora. Tanto em quantidade como em qualidade.

  • vitória suada…realmente o time dos caras não é de todo ruim não, tem um fisico invejavel. tivemos atuuaçoes abaixo da media (keno, mina) mas tb tivemos algumas acima (egidio e jean, se bem que a media desses 2 não é la essas coisas)…no geral um compensou o outro. Logico que não da para sonhar com titulos jogando assim, precisamos continuar evoluindo e da volta de algum volante de oficio. fica a noticia boa da volta do dudu, mostrou que ta com fome de bola. e no fds vamos ACABAR com essa poha de freguesia contra a ponte PQP

  • Guerra e Borja jogam muito ….. o Cuca precisa dar mais tempo para o Borja e se contentar com “apenas 9” jogadores na marcação .
    Contra a Ponte poupa o Guerra e coloca Dudu e Borja pra jogar .
    E acho impossível o Michel Bastos jogar menos que Egídio e o Zé na LE . Este parece ser mais um que não tem lugar no time do Cuca .
    Aliás todo técnico tem suas convicções que nós torcedores não entendemos .

    • Eu acho que é o Michel Bastos que tem convicções que nós torcedores não entendemos: ele prefere ser banco do que voltar a assumir a lateral esquerda.

    • Eu acho que nesse jogo o MB poderia muito bem ter entrado no meio no lugar do Jean, o qual voltaria pra LD.. Ganharíamos em qualidade de passe e finalização no meio e em marcação e cruzamentos na direita, sem contar na mobilidade de inverter os laterais com os volantes, tanto TT quanto MB poderiam eventualmente cair nas laterais..

      Até pq Jean tem mostrado um futebol bem fraco no meio!

  • No outro jogo eu critiquei mas nesse vi uma melhora boa do Jean apesar de alguns espaços, o que não dá pra condenar pq se ninguém errasse o jogos iam ser 0 x 0 qse sempre, ele acertou o pé deu vários passes agudos inversões de jogo se o Keno tivesse numa noite melhor tinha rolado mais gols nos jogos e bom ver ele evoluir pq e um jogador importante no grupo

  • Realmente não foi um bom jogo. Nosso meio-campo-campo ficou pouco intenso sem um 1º volante nato. Como o Jean é pouco combativo, percebi que o Tchê-Tchê ficou mais preso para ajudar sendo que ele também não é muito agressivo na marcação. Desta forma a defesa ficou exposta e o Guerra ficou sozinho na armação e foi marcado individualmente pelo volante adversário.
    O que nos restou foram os pontas, mas o Keno também não foi bem ontem, desta forma não foi muito difícil bloquear nossas ações. Mesmo assim fizemos o gol e criamos mais 3 chances claras de gol.

    Sobre o Borja, ele definitivamente é homem de área. Ele se esforçou bastante para buscar a bola no meio e abrir espaços, mas mostrou dificuldades com a bola nestes momentos.
    Agora perto da área… ele chama oportunidades de gol Ele se projeta muito bem para as enfiadas de bola. É um jogador que tem a leitura para fazer gols. Tanto que no Brasileiro ele tem pouco mais de 2,5 jogos e 3 tentos.
    Enfim, pelas suas características, acho pouco provável o Cuca conseguir extrair dele o que almeja para o seu esquema tático. A situação é muito parecida com a do Barrios em 2016. No ano passado não havia dúvidas, afinal tínhamos Gabriel Jesus para ser o 9 “dinâmico”. Este ano temos uma dúvida sobre o que é melhor para o time.

    AVANTI MEU VERDÃO!

    • Não vejo duvidas.
      Tem que colocar o cara para jogar como ele sabe, COMO SABEMOS QUE ELE SABE.
      Como você mesmo comentou.

  • O Jean no meio atrapalha o time. Ele não tem rapidez nem visão de jogo diferenciada para ocupar esta posição. Até o Mina ontem estressou com ele devido ao espaço que deixava no setor. Coitado do Tchê-Tchê saiu esgotado da partida por ter tido que correr por dois. Não fosse o Guerra na partida de ontem, teríamos problemas maiores ainda…jogou um partidaço!
    Tomara que o tal do Bruno Henrique esteja bem e que não precisemos passar por isso de novo. Jean é lateral!

    • Ferracine, se o Jean for o 1º volante contra a Ponte em Campinas pode entregar os pontos. Economizemos a viagem. rsrsrs.

    • Tem que improvisar o Mina de volante. Sabe marcar e sair jogando… Com Dracena e Juninho (Luan) na zaga.

  • Quarta-feira que vem tem mata-mata da Copa do Brasil… Bigode não pode jogar Copa do Brasil, então o Cuca deveria manter o Borja no próximo jogo (Ponte Preta) para o cara ir pegando o ritmo de jogo e o time entrosar com o mesmo.

  • Borja precisa jogar em todos os jogos, nos 90 minutos. Fazer gols o cara sabe, e não aceito esse papo de que centroavante tem que voltar pra buscar jogo, marcar, etc. Temos 459 volantes e 350 zagueiros pra isso. Se assim fosse, Evair, Oséias, Jardel, Viola e tantos outros não teriam sido artilheiros. Eles não tinham obrigação nenhuma de fazer o trabalho dos outros. É impossível Borja ser artilheiro ficando no banco de reservas.

    • Rubens, permita-me discordar. Futebol do passado não se joga mais nos dias atuais.

      É claro que os técnicos podem montar sistemas táticos para que um jogador não precise fazer estas funções de marcação, mas acredito que não seja o caso de Cuca nestes últimos anos.

      Ele prefere um centroavante móvel.

      Mas vejo que o Borja tem se esforçado muito nos últimos jogos para atender as necessidades do Cuca…

      • Engraçado, sempre brincamos dizendo que Fred é um cone. Mas é um cone que faz gols. O que conta no final do ano para um centroavante é a artilharia e não a quantidade de carrinhos e desarmes. Isso é tarefa de zagueiro e volante.

  • Sobre o Borja: pagamos caro por ele por causa dos gols que ele faz e ele é único em todo o nosso elenco. Para dribles, passes e marcação eficiente, já temos outros.
    Está indo bem e com certeza irá melhorar.

  • Nossa zaga continua tomando sustos, talvez pela ausência do cão de guarda.. ou pela pouca marcação dos laterais mesmo.

    Nosso ataque foi bem, criou oportunidades muito boas, Borja, Guerra e Dudu ficaram na cara do gol, podia ter sido uma goleada, mas a bola não entrou, acontece.

    Borja entrou em 4 jogos até agora no brasileiro, somente em um ficou até o fim do jogo.. fez 3 gols, acho que merece mais espaço, ontem correu bastante, quando perdeu a bola no meio voltou até a zaga marcar o cara, esforço não falta.

    Nesse lance:
    “Aos 39, finalmente apareceu o espaço: tabela rápida entre Borja e Roger
    Guedes, que saiu na cara de Felipe – o goleiro se atirou aos pés do
    camisa 23 e afastou o perigo com muito arrojo”

    Na minha opinião, foi pênalti muito claro, o joelho do goleiro acerta a perna do Guedes antes de a mão dele tocar na bola, ele primeiro derruba o Guedes e depois faz a defesa.. Lance bem claro pra mim!

    Guedes tem jogado muito bem, Keno tem uns apagões durante o jogo, acho que o Dudu recupera fácil o lugar dele no time.

    Borja não continua no time só se o Cuca não quiser, pq eu não achei ele perdido em campo, achei ele bem posicionado, tanto é verdade q teve duas chances claras de gol, ainda deixou o Guedes na cara do gol e salvou uma bola que originou um bom lance do Guerra.. Não sei o que mais um atacante precisa fzr pra merecer ser titular!

    Mais três pontos pra conta, segue o jogo!

    • Egídio e Mayke são jogadores sem as mínimas condições de vestirem nosso manto. Enquanto isso, Victor Luis continua arrebentando no Botafogo.

      • Acho que merecemos algo melhor do que VLuis.. Os números dele nem são tão melhores do que os do ZR.. em alguns, como passe de bola, ZR é até melhor..

      • Vc não deve assistir os jogos do botafogo… VL é um jogador perfeito pra esse elenco do foguinho, recheado de Arnaldos, Carlis, Lindosos, Pimpões, Rogers… So q o Jair tem se mostrado uma revelação, sabendo armar o time com as peças q tem (precisa avaliar ele qdo sair do botafogo, aonde está há muitos anos e se sente à vontade, pra saber se realmente é uma promessa como treinador).

      • Um time como o Palmeiras que investe mais de 70 milhões em uma temporada, poderia sim, contratar dois laterais indiscutíveis.

        Uma falha no nosso planejamento deste ano…

        • Amigo Wilfrido, quem seriam esses 2 laterais “indiscutíveis”??

          lembrando que o LD reserva da seleção, sem ninguém ameaçar é o ‘fortíssimo’ Fagner. E LE, quais são os de destaque no Brasil? Na seleção temos Marcelo, Luis Felipe e agora surgiu o Alexandro, os 3 em clubes TOP da europa… e depois??

          E na América do Sul?? acompanhando a liberta, não achei um sequer que encha os olhos, seja esquerdo ou direito.

          A nível mundial também tá difícil… Os de maior destaque nas seleções e até nos clubes da Champions, a grande maioria já está na fase descendente da carreira.

          • Olá Rafael, poxa, agora você me pegou…rs

            Mas eu fiz uma pesquisa rápida e seguem alguma sugestões:

            Particularmente na lateral esquerda eu iria atrás do Alex Teles e na direita do Daniel Alves.

            Estes dois para gastar grana e ser os tais laterais “indiscutíveis” ..

            O Mariano, que jogou no FluminC e está na Europa (Sevilha) seria uma boa para a lateral direita.

            O Márcio Azevedo que jogou no Botafogo e esta na Europa (Shakhtar) seria uma boa para a lateral esquerda.

            Para a direita no mercado nacional teríamos William – Internacional, Marcos Rocha – Atlético Mneiro, Victor Ferraz – Santos

            Para a lateral esquerda, no mercado nacional teríamos Zeca do Santos, Marcelo Oliveira do Grêmio e que ja foi nosso.

            Quanto a revelações eu iria atrás Guilherme Arana por exemplo, paga-se a multa e se resolve o problema…

            Eu ainda acredito e espero que o Alexandre Mattos e sua equipe competente ainda estejam correndo atrás de soluções nas laterais, pois precisamos…

          • Marcio Azevedo, sério?? Mariano, mais ou menos… (ambos são um pouco melhor do que Fabiano, Egídio ou Mayke, mas bem pouquinho melhor e estão bem posicionados em seus clubes.

            William foi tentado e não rolou negocio (e nem é tudo isso)

            Daniel Alves, o difícil é conseguir, sendo que tem um puta mercado na Europa ainda…Alex Teles, que ainda está se firmando, tem muito a provar, já disse não sei quantas vezes que não quer sair do Porto.

            Vitor Ferraz, Zeca, são um pouco melhores também, mas é negociação complicada, o presidente do Santos é um puta mala. (Mas também não acho nada de outro mundo, e não sei se não sentiriam o peso do manto…)

            Marcos Rocha, muito identificado com o galo e já velho, é também negociação difícil, e não sei se fisicamente ainda aguenta o tranco.

            Oliveira sério?? Acha mesmo que seria incontestável?? não foi nem na série B…

            Em resumo de todos esses,o único REALMENTE indiscutível é o Daniel Alves, que eu duvido querer vir pro Brasil.

            O resto, tem o mesmo status que o Egídio tinha antes de vir, que o Mayke teve no Cruzeiro antes de se lesionar (foi considerado um dos laterais mais promissores da sua geração…) Enquanto estão em outros times parecem ser um pouco melhores… vingar bem aqui, é outra coisa.

            Sinceramente, com essa lista, não dá pra considerar “erro de planejamento” é realmente falta de opção mesmo.

            Erro de planejamento, foi o comando do ataque, pois acreditar mais um ano em Alecsandro, Erick e Marques como bons reservas foi imprudente, até pela desmotivação dos mesmos com essa função no elenco; e estamos pagando por isso.

          • Rafael, quanto aos incontestáveis seria apenas Daniel Alves e Alex Teles, os outros não, seriam apenas boas alternativas, com bom potencial de sucesso.

            Quanto ao Marcelo Oliveira, pelo que eu vi passar de 2014 para cá, seria sim uma boa opção, pois atuava em 3 posições (zagueiro, volante e lateral), mas claro, não é nada de excepcional.

            Concordo em relação à você quanto aos atacantes, situação que poderia ser evitada de termos apenas um centroavante no elenco.

            Abraço.

          • Só para complementar Rafael, em relação ao futebol sul americano. Se você procurar no google por “Mercado da bola: Black Friday na América Latina” verá que existe uma matéria muito interessante sobre atletas que atuam na América do Sul. O Mauro Beting postou a um ano atrás. O texto é do senhor Joza Novallis que escreve para jornal argentino. Achei muito interessante.

            Tem outra matéria no começo deste ano que é “100 possíveis reforços ‘gringos’ para clubes brasileiros”. Quem publicou foi o detestável MCP. Esta matéria também é do senhor Joza Novallis.

          • li essas matérias, e como falei, não vi Unzinho sequer que encha os olhos a ponto de ser ‘indiscutível’…

          • Neste casos, são análises de pessoa da área que trabalha com futebol.

            Os indiscutíveis que citei, foram os dois (Daniel Alves e Alex Teles)

            Abraço

          • Esses mesmos ‘analistas da área’ escolheram o Egídio como melhor lateral esquerdo do Brasil 2 anos seguidos, elegeram o Mayke como uma das maiores promessas da posição… por isso que digo, é uma posição carente no mercado. Não temos ‘incontestáveis’

            a não ser claro Alves, Teles, Marcelo… que tem ainda muito bom mercado na Europa, e ai, além do fator dinheiro, ainda tem o fator do ‘apelo Champions’ pra considerar…

          • Rafael, eu concordo com você.

            É difícil convencer estes atletas voltarem.

            Mas o que não me conformo é que tanto Mattos como o departamento que analisa atletas e seus desempenhos deveria sim trazer melhores opçőes nas laterais.

            Por causa destas deficiências, Cuca será obrigado a jogar neste ano com 3 zagueiros, 2 volantes de contenção e por aí vai…

    • O replay só mostrou a dividida do Guedes com o goleiro (pênalti claro pra mim também), mas o próprio Guedes foi puxado antes de chegar na bola, insistiu, dividiu com o goleiro, e no seguimento da jogada Borja foi empurrado, logo depois do cruzamento. Não sei se esses dois outros lances caberiam a marcação pois, como disse, não houve replay para poder observar melhor, mas fiquei com a impressão que foram 3 lances de falta.

  • O próximo jogo é bem complicado. A ponte trabalha bem a bola e prevejo que ela vai ficar mais com eles do que com a gente. Teremos que ter paciência e precisão nas finalizações. Se perdermos, vamos terminar o quartil devendo 8. O empate é equivalente à derrota e uma vitória pode pintar e nos ajudar a diminuir o prejuízo atual de pontos (deveremos apenas 4 da meta). Se vier, temos que comemorar muito pois estaremos oficialmente de volta ao pareo.

  • O time vindo de sua primeira vitoria fora, pronto pra embalar e ingressos com preços mais baratos, aí o público é o menor do campeonato… Vai entender…

  • Achei que o palmeiras jogou muito bem. O jogo foi como previsto e ter ganhado foi importante demais pra nossa colocação na tabela. Achei que depois do gol o rival desanimaria e com isso ampliariamos o placar, mas não rolou. Mérito deles.
    Gostei especialmente dos laterais e do Guerra, que joga demais. Egídio e Mayke são excelentes pois tem resistência, fôlego e velocidade. As deficiências deles podem ser facilmente corrigidas pela comissão técnica e claramente houve uma evolução. Até o final do ano tenho certeza que estaremos comemorando as chegadas na linha de fundo e excelentes cruzamentos precisos que eles farão. Temos que dar tempo ao tempo.

    • Egídio está no Palmeiras há bastante tempo. Se suas deficiências não foram corrigidas até agora, não sei quando serão.

      • Tudo é um pouco cíclico. Hoje fico muito irritado com os cruzamentos dele, mas no Cruzeiro ele era uma arma letal justamente por causa desse item. Tem que confiar no trabalho da comissão técnica e torcer para eles trabalharem esse item. Infelizmente acho que poucos jogadores tem a capacidade de identificar isso por conta própria.

    • A verdade é q nossos laterais dão pro gasto e não estão no nível do resto do elenco, mas estamos passando por uma entressafra de laterais, já há um bom tempo, no futebol mundial. Nenhum time brasileiro tem grdes laterais, o importante é tentar tirar o máximo possível dos q temos e evitar queimar jogador por causa de picuinha da torcida. É com Mayke, Fabiano e Egídio q vamos ser campeões da Libertadores e do Brasileiro, então paciência.

  • Depois do jogo contra o spfc já tinha comentários afirmando q pra fazer gol no Prass era só chutar rasteiro. Ainda bem q torcedor é só torcedor.

    • discordo cara…a torcida está paciente com ele até demais, nao lembro de um jogador ter tanto carinho mesmo jogando mal… se algum dia a paciencia da torcida esgotar, terá sido pelo futebol/atitude dele, e nao implicancia….compare com o fabiano, o cara estreou numa roubada, jogou mal 1 jogo e está carregando a implicancia até hoje

  • Borja vai chegar lá. Tenho certeza.

    Muitos desmerecem o gol dele por ter sido “fácil demais”, mas todos esquecem que ele estava lá, marcando presença de área.
    Estaria o Willian lá, ao mesmo tempo?

    Eu acho que não.
    Borja é 9.
    Avanti!

  • Acho que vale ressaltar as caneladas do Borja ao tentar passes/recuos de primeira. Mais um ponto a melhorar para ele.

    Achei sensacional o Guerra correndo em campo até o minuto final.

  • Mina e Guerra dão vida a esse time. Guerra espetacular, parecia um menino correndo de um lado pro outro. Aquela bola por cima merecia entrar. E Mina incorpora o espírito de Luis Pereira, quer atacar sempre, e não ficar tocando a bola lateralmente, o que acontece com jogadores muito limitados que preferem o espaço maior para soltarem a bola, sem riscos nenhum.
    Tiago Santos, na pegada, e F. Melo e Moisés, no jogo perpendicular, estão fazendo uma falta danada.

  • Borja fora da área compromete. Lento e caneludo. Muito cisudo em campo, precisa se soltar. Não passa confiança. Os dois zagueiros erraram em botes que poderiam ser fatais. prass salvou como sempre. O Palmeiras deve MUITO aos seus goleiros nas suas últimas duas décadas. Achei que faltou boa vontade pra quem deu nota para o Jean, foi razoável, Guerra está a vontade, foi bem. O resto do time foi abaixo. Tem jogo que o Roger Guedes poderia sair, não vi nada de grande partida dele ontem, e o Keno ficar, não vejo muita diferença entre os dois. O Keno aliás é mais habilidoso.

  • 3 Jogos pesados antes da libertadores para o time pegar corpo, Macaca , Cruzeiro e gaymio depois do Barcelona na liberta a galinhada

  • Tudo bem que era a A. Goianense, mas insistir com Jean e TTche como volantes será fatal contra equipes mais qualificadas. Os dois perdem sempre no ombro e no pe-de-ferro. Mina, a certa altura, cobrou essa pegada mais forte, que nunca aconteceu. Fracos demais para a função.
    Quanto ao resultado, ótimo, 3 pontos… e preocupante, só 1×0 num time muito ruim. Podemos mais.

  • Bom dia.

    Ontem num lance do segundo tempo cara a cara com o goleiro ( o borja ), ele deu no canto sendo que o goleiro fechou o canto mas adiantou muito, era só dar por cima o que ele faz muito bem, o gol de ontem vai dar um pouco mais de confiança a ele, se esse lance fosse logo quando ele chegou ele daria por cima, em fim ele vai se recuperar mentalmente aos pouco e vai virar um tigre no ataque, o importante é ele ir ganhando confiança e o verdão ir somando chegando nos lideres, que no momento é pura ilusão a galinhada em primeiro.

  • Não é questão de ser máquina ou não (e com certeza não é) o futebol no “niver” que está atualmente, os resultados apertados com times e até mesmo seleções, e só ver a atual Copa das Confederações, é perfeitamente normal, pois alguns jogadores medianos são “craques” pelos marqueteiros de plantão e torcedores iludidos e que acham que o futebol começou só neste século.

  • Concordo que nao jogamos muito bem, mas jogamos sim melhor que o CAG e 1×0 foi o placar justo…2×0 ja seria demais mesmo pelo futebol apresentado pelas equipes. Mas os 03 pontos foram fundamentais para seguir com a a arrancada!

  • Lendo o post e os comentários, percebi que não fui o único a ser afetado pelo chamado “Efeito Mandela”. Muita gente (inclusive eu) se refere ao Atlético como CAG, mas na verdade são ACG.

  • Durante todo o Paulistão e mesmo nos primeiros jogos do retorno do Cuca nos vimos impotentes para furar uma retranca. Todos haverão de se lembrar daquela bola zanzando do Ze Roberto para o Felipe Mello, voltando pro Victor Hugo e voltando pro Ze Roberto passar pra tras. E nao era privilégio do EB nao. No jogo contra os bambis, esse ultimo, foi assim tambem. Isso acabou. Fizemos sim, uma boa partida. Vencemos um ferrolho e, se passamos mal na defesa – com um meio campo remendado e com Mina e Dracena em noite apenas regular – nós também perdemos tres gols ( Egídio, Borja e Dudu). Ganhamos o jogo, ganhamos os pontos, subimos na classificação, saiu a pressão da tabela, o Borja fez gol….no fim o resumo da opera é de que foi bom demais!!!

  • O Palmeiras não fez uma boa partida, mas discordo que não merecemos vencer. É sempre difícil pra qualquer time enfrentar um adversário com a proposta do Atlético de jogar todo fechado. Mesmo com o placar magro, o Palmeiras dominou o jogo praticamente inteiro e no segundo tempo perdeu três chances claras de gol com Borja, Guerra e Dudu.

  • Tem muito torcedor pegando exageradamente no pé do Borja. Hoje tava voltando do jogo e comentei com meu primo no metrô que ele tinha feito um “gol de nove” e um torcedor do Palmeiras retrucou com raiva: “9 era o Evair, esse aí é um bosta”. Não dá pra comparar um dos melhores atacantes da história do Palmeiras com o Borja. O colombiano é isso daí, ótima finalização e fazedor de gol. Querer que ele seja um Evair é pedir pra se decepcionar. Enquanto ele fazer o que se espera dele, não tem porque xingá-lo. Hoje ele cumpriu o papel.

    • O Pratto me lembra o Evair. E pensar que quando os colombianos tavam dificultando pra liberar o Borja, o Pratto virou plano B e so nao veio pq o Galo nao quis liberar pra nos.

  • Volta Moises!!!!!

    Esse jogo me fez lembrar daquele contra o Inter o ano passado. Jogamos ruim, mas ganhamos. No final, o que vale são os três pontos..

    • 1h15 depois do jogo e estava no ar. Cheguei em casa mais de 1 da manha e 8h já estava no escritório.
      Eu me esforço pra caramba, felizmente a maioria compreende e incentiva o trabalho.

      • Desculpa, não quis menosprezar. É que algumas vezes o pós só sai na manhã seguinte, foi isso que eu quis dizer. Achei que iria ficar pra hj. Abraço

  • o CAG veio num ferrolho, jogando por uma bola, e quase conseguiu, o jogador deles lá que não sei o nome, perdeu um gol feito quando o jogo tava 0x0 ainda, mas o Borja guardo o dele e vencemos, eu achava que depois do primeiro gol ia abrir a porteira e o Palmeiras ia golear mas não, o jogo continuo amarrado e feio, sem falar que la pros 40 e poucos do segundo o CAG quase empatou, o Prass fez uma defesa espetacular, jogo feio mas pro campeonato ta bom, são 3 pontos o time sai da zona da confusão de vez, acho que ta agora em 7º, ainda não terminou a rodada tem os jogos de amanha talvez termine essa rodada em 10º lugar eu acho, valeu Palmeiras pela vitoria, acho que todo mundo esperava mais, por ser um jogo contra o time fraquíssimo que provavelmente vai ser rebaixado, tdo mundo queria uma goleada daquelas pra lava a alma, mas ta valendo, são 3 pontos, foco agora na macaquinha

  • Toda vez que vejo os comentários antes do jogo aqui e tem nego comentando que vai ser 10×0, 8×0 é assim que termina o jogo. Sofrimento total, isso quando ganha…
    De resto, o importante é que o Borja desencantou e o Palmeiras ganhou. Mais 3 pontos pra conta.

  • Egídio e Mayke ruins demaaaais.

    Vitória importantíssima pra tabela e para a sequência do campeonato.

  • Apesar das dificuldades de cobertura no primeiro tempo, que foi corrigido no segundo, o Palmeiras foi bem.

    Mas de novo digo, Temos que matar o jogo, tivemos além do gol mais 3 oportunidades para resolver e desperdiçamos.

    E gostei do Borja, evolui na movimentação.

    • Os jogadores do Palmeiras são (ou estão) muito afobados, o que leva a jogadas imprecisas… Por isso, é sempre a mesma história, 10 chances de matar o jogo, e desperdiça.

      • Esse problema na verdade vem desde o ano passado. Foram muitos jogos no BR16 que ganhamos por ‘só’ um gol e passamos sufoco no fim por falta de saber MATAR o jogo.

        Fosse eu o Cuca, assim que tivesse uma semana cheia de treinamentos (vai demorar ainda) botava o time pra treinar fortemente contra-ataques 4×4, 4×3, 4×2, 3×2 e transformava isso numa ARMA muito mais eficiente…

        • Por outro lado, olhando o copo meio cheio, a vantagem de ter uma zaga tão boa como a nosso é conseguir suportar pressão e segurar resultados.

  • Duro de ver o time jogando cheio de buracos em todos os setores e ganhando por lampejos. Mais uma vez, o Cuca insiste nesse futebol do ano passado que parece estar muito distante de encaixar. A gente compra um centroavante que, alimentado, provou ser uma máquina. Mas o técnico está obcecado com o estilo que deu certo ano passado, agora com elenco diferente. Ok, Borja fez um gol, porém, qualquer um vê que é desfavorecido e a tendência é ser queimado jogando fora da área. Uma pena, o recado é que cada um adapte ao esquema do Cuca, e ñ o contrário. E ñ me venham falar em TEMPO, é muito mais rápido adaptar o time ao Borja do que o contrário, visto que ele nunca jogou como 9 móvel. Além disso, nesse sistema de marcação individual o Dracena ñ tem a menos chance perseguindo zagueiro. Ñ é a toa que ele foi muito bem com Eduardo Baptista, quando o time marcava de forma zonal. Enfim, rezamos para que dê certo. Vai palestraaaa!!!

  • Verdazzo profetizando, Borja está de volta!

    O atlético goianiense valorizou nossa vitória, vieram muito fechados, jogando por uma bola. Bater time assim é sempre difícil.

    Hoje era jogo pra ganhar, e ganhamos. A reação continua. Que venha a macaca no domingo.

    Vamos, Palmeiras!

  • A proposta de jogo do ACG nos dificultou bastante, nosso posicionamento ainda precisa melhorar mas foi uma vitória importantíssima no aspecto emocional. Pro time e principalmente pro nosso 9. Sequencia de vitórias sempre da a confiança que ta faltando.

  • Primeiro tempo muito fraco, verdão desorganizado! Tem torcida no estádio, tem que jogar mais bola!

    • Ótimo negócio! Concordo com o Verdazzo, Vitinho não vai jogar muito mais do q joga hj em dia.

      • Ele indo com a opcao de compra num valor altíssimo eu nao vejo problema. Mas p eles ficarem com o jogador por merreca prefiro emprestar prum Coritiba da vida.

          • Nao é pouco, mas dai o garoto em 2 anos passa a valer €70-80mi porque tiveram paciencia de ensinar e dar experiencia. Nós temos essa doença de cachorro vira-lata que qualquer duzia de € serve.
            Esses times tem bala e nois tem material, só aqui que vendemos diamantes brutos pra comprar decadas depois devolta os mesmo lapidados por pequenas fortunas. Segura um pouco, evolui ele, e vende bem vendido. Com o neymarquezine foi assim e deu 2 malas de grana.

  • O nome do time dos caras é Atlético Clube Goianiense, ACG.

    Agora porque diabos alguém coloca um nome torto da porra desses? Não sei também hahahahah

  • Jogo hoje parece mamão com açúcar, porem sabemos que vão jogar os 11 dentro da área mais o técnico, preparador e fiquei sabendo que o presidente deles estará lá também. Então os jogadores já sabem qual enredo de hoje, é jogar com inteligencia pra fazer o primeiro gol e obrigar os CAGÕES a saírem pro jogo.

    Acredito também no 4 a 0, acredito que saia gol do Borja hoje para os 28.900 pagantes.

  • Todo mundo falando que o jogo pro borja deslanchar, mas se ele ficar correndo atrás de lateral igual ao wiliam não vai fazer nada

  • Hoje o Borjão da massa vai guardar 2, começando sua trajetória artilheira no campeão do século. Avanti.

  • Vamos verdão engrenar nesse BR pois estávamos jogando bem mas a bola não entrava, hoje podem falar que sou louco mas vai ser na casa dos 6 podem anotar, vai ser o jogo para tirar a zica.

  • Vejo a gente aqui, com puta esperança do Borja desecantar… Aí chega no jogo, ele mal pega na bola, não corre, dá canelada… ahhahahah

      • Engraçado é que vamos ter esperança de novo e de novo nele; vou ficar de luto pela grosseria do Obina da Colômbia? E tá dificil dele demonstrar algo, contra o ACG, ele fez gol, mas parece que tem duas foices e não dois pés, tem uma dificuldade imensa de acertar um passe, é estabanado, perdeu gol na cara do goleiro. To começando a achar que foi um péssimo negócio.

          • Não falei que ninguém pode criar expectativa. Eu mesmo crio. Só falei que ele não demonstra quase nada que justifique.

            Ademais, é ACG: Atlético Clube Goianiense é uma agremiação esportiva de Goiânia, no estado de Goiás, fundada em 2 de abril de 1937. Wikipédia

            Atletico Clube Goianiense. Está no escudo.

          • Agora que vi a “arte” que o tuítero do Palmeiras fez hahahahahahaha

  • 1 x 0 hj gol do guerra, Borja vai jogar bem hj é ser titular contra a macaca, daí nesse jogo faz logo uns três gols pra tirar a zica

  • Confio no trabalho do Cuca, mas minha primeira opção na LE seria o Michel Bastos, se jogar uns 3 jogos ali, não sai mais do time .
    Minha preocupação, e já escrevi isto ontem, é a condição física do Guerra. O cara vem melhorando a cada jogo, mas tem um histórico complicado de lesões musculares. A maratona tem sido muito intensa, Dudu e TS que normalmente suportam a carga já sentiram e isto deve servir de alerta .
    Entraria com Michel na LE e Veiga no meio campo .

  • ” Borja deve sair jogando no comando do ataque e isso exige uma forma diferente de jogo para que o colombiano consiga usar todo o seu potencial.”

    Concordo plenamente

  • Estivemos naquele jogo no aniversário do Palmeiras de 2010 no Pacaembu. Minha mulher estava grávida de 9 meses e esperávamos pular bastante com muitos gols pra nós, assim quem sabe nossa filha nasceria no dia do aniversário do Palmeiras. Como perdemos por 3×0, não pulamos e nossa filha só foi nascer 20 dias depois. Bem palmeirense.

      • Bênçãos para sua bebê! 🙂
        Nossa “bebê” vai fazer 7 anos em setembro!
        Palmeirensa de 4ª geração!

        • Minha filha Valentina, de 5 anos, quando me ouve gritando gol do Palmeiras, vem correndo pra sala pra gente fazer a “dança do Palmeilas”… (sim, ela tloca o R pelo L).

          • A Gabi quando era pequenininha dizia pra todo mundo “eu sou palelense, vc tb é palelense?”

        • a minha tambem
          bisaVó russa palmeirense fanatica
          vô fanatico que viu as academias de perto
          pai que cresceu no tabu de 17 anos e viu 12 . 06 1993

    • O Meu Foi ‘fabricado’ pra nascer no dia do Centenário!!

      Mas o danado cresceu demais lá dentro e não deu pra esperar saiu 11 dias antes no dia 15 de Agosto de 2014!! Maior benção não há!!!

  • 3 a 1 pra nós..

    Meu time seria: Prass, Jean, Mina, Edu, ZR, TTChe, MBastos, Guerra, RGuedes, Keno e Borja.

    Com os laterais só subindo se os volantes (MB jogaria como volante, na posição do Moisés ano passado) ficarem pra fzr a cobertura, podendo até mesmo inverterem posições para confundir o adversário.

    O LD direito deles é um zagueiro/volante/LD, pelo que vi no mapa de calor do footstats ele não sobe muito ao ataque, não deve ser problema pro ZR.

      • Eu até concordo com vc, mas foi gasto um valor absurdo no cara, ele precisa pelo menos ter chance de mostrar a que veio!

        E jogar bem contra AtGo não quer dizer muita coisa tbm, nem pra ele, nem pro time..

  • Incrível como todos presumem que a volta do Dudu deve mandar Keno ou Guedes para o banco. Esse é o grande problema do nosso time, dar lugar cativo aos medalhões.

    • Concordo. No momento, se ele for entrar, deveria ser jogando de meia junto com o Guerra e sacando um volante. Seria o jogo perfeito pra mandarmos um time bastante ofensivo, mas parece que ele só volta no final de semana (ou começa o jogo na reserva).

      • Precisa voltar no banco! Não estava bem quando jogava e quem entrou cumpriu muito bem o seu papel. O mesmo aconteceu com o Thiago Santos que, mesmo jogando muito, sentou no banco para ver o FM jogar, assim como o péssimo Jean, que ganha posição apenas pelo nome, e como muitas vezes aconteceu com o Willian – Borja . Não é justo pensar apenas na história desses caras e esquecer os atletas que buscam uma oportunidade para começar a sua história. Acho que a volta direta ao time não faz bem ao elenco e prejudica diretamente o futebol apresentado em campo.

        • “Precisa voltar no banco! Não estava bem quando jogava e quem entrou cumpriu muito bem o seu papel. ”

          CONCORDO

  • Se fosse uns dois ou três anos atrás ia até ter medo de parpitar em um jogo como este. Hoje, confio no plantel e acredito em uma vitória convincente, com excelente atuação de nosso trio de gringos. 4 a 0 pro verde com dois de Borja, Guerra e Guedes. Avanti!

  • Palmeiras 6×0 – Borja 3x, Guerra, Dracena e Mina (pra não perder o costume) e outra partidaça de Keno e Guedes.

    Hoje é dia de embalar!

    • Surgiram boatos de uma possível sondagem de um time alemão, tomara que se concretizem. Precisamos vender Fabiano e Egídio e contratar dois laterais de qualidade.

    • eu ja gosto mais do fabiano…por mim poderiam mandar o mayke de volta pra bh no primeiro busao que saisse do tiete

  • Vi no retrospecto contra o CAG que na Copa do Brasil 2010 perdemos pra eles nos pênaltis por 2×1. Conseguimos fazer só um golzinho de pênalti neles. Infelizmente neste aspecto o time de hoje tá parecido com aquele. Imagino que o Cuca deva estar pensando nisto.

    • Fatídico jogo onde Marcão pegou 3 pênaltis e nossos jogadores conseguiram perder 4 (não me lembro quantos o Márcio pegou)….

    • Este jogo foi clássico porque marcou um dos eventos mais extraordinários da arbitragem mundial: o Cavalieri defendeu legalmente uma das cobranças que seria decisiva – daria a classificação para o Palmeiras – e o bandeira a dois metros da trave “viu” que ele se adiantou.

      Ora, entende-se que um árbitro não perceba – ou tolere – que o goleiro se adiantou e deixe de invalidar o lance. Isso é compreensível. Mas o oposto…. é inclassificável. Este pústula viu o que não existiu. Deve ver também o Papai Noel, Curupira e Boitatá, diariamente. Ou então tinha interesse escuso.

  • Se a blitzkrieg do Porco Doido funcionar logo de cara tudo ficará tranquilo e a goleada virá.

    Caso contrário, não será jogo fácil.

    No futebol de hoje é muito fácil para um time ruim entrar em campo decidido a praticar o antijogo, com a benção dos árbitros. E zero a zero, para eles, é goleada.

  • Não vai ser um jogo fácil, principalmente no início, pois a retranca vai ser grande, mas depois que entrar o primeiro a casa cai pra eles, Palmeiras 5 x 0.

  • Jogadores sem salto alto é jogo pra 4×0 mesmo, com pelo menos 2 do Borja. E 29730 pessoas

    Com salto alto a história muda e se ganhar de 1×0 com gol do Egídio é goleada.

  • Estou com voce acho que hoje vai ser a noite do Borja, pelo mesmos um ele vai deixar, boa oportunidade pra testar o MB e ate o Luan

  • Que o time não entre com salto alto achando que ja ganhou….
    Isto ja vai fazer muita diferença !!!

    Avanti Palestra