0
X
0

O Palmeiras apenas empatou com a Inter de Limeira sem gols, fora de casa, atuando com a equipe reserva, e sustentou a liderança geral do campeonato estadual mesmo com partidas a menos.

Nitidamente sem foco, a equipe sofreu ainda com o forte calor e com o gramado de Limeira. Ainda assim, dominou a maior parte das ações, mas teve muitas dificuldades no terço final do gramado e criou muito pouco, o que explica a primeira partida sem anotar gols desde o empate em Curitiba pelo Brasileirão do ano passado – com o time sub-20.

Ficha Técnica

Crônica do jogo

Faltou foco; faltou entrosamento; faltou estarem em modo de competição. A partida desta tarde em Limeira não foi nada além de um treino de luxo, com torcida pagando ingresso, juiz e súmula.

Abel Ferreira teve a chance de fazer mais experiências e observações, arriscando um  ataque com cinco elementos onde sacrificou Rafael Navarro, que precisou atuar mais fora da área.

A formação não encaixou em momento algum; o Palmeiras tinha o domínio das ações mas, sofrendo com a falta de entrosamento, como o forte calor e com a lentidão do gramado, emperrou fragorosamente no último terço. Mas, acima de tudo, a impressão que ficou é que se houvesse o devido foco, todas as dificuldades teriam sido vencidas.

Talvez esse foco tivesse aparecido se, ironicamente, Marcelo Lomba não tivesse feito uma defesa tão portentosa logo no primeiro minuto da partida. Não seria improvável vermos o Palmeiras com muito mais apetite caso tivesse sofrido um gol com 89 minutos pela frente – e é claro que isto não é um lamento, apenas um exercício de imaginação.

O lado esquerdo não funcionou porque Jorge e Wesley ainda não deram a liga necessária. O lado direito ficou capenga porque Mayke ficou preso e Rafael Navarro, que poderia encostar em Breno Lopes, estava numa tarde muito infeliz.

Assim, assistir à partida foi uma enorme prova de amor ao Palmeiras.

As entradas de Veron e Giovani, especialmente o segundo, deram um pouco mais de vida ao ataque do Palmeiras, que ficou mais ativo pelas beiradas. Rony deu mais intensidade, como sempre. Mas nada disso foi suficiente para que o Palmeiras tivesse forças para ameaçar o gol de Lucas Frigeri. No final, com bem observou Marcelo Lomba, o placar foi justo.

O Verdão agora parte para a disputa de mais um título. Com os principais jogadores descansados, o time receberá o Athletico no Allianz Parque que deve receber o público máximo permitido pelas autoridades sanitárias – cerca de 70% da capacidade. E diferentemente desta partida, com foco total.

E algo notável nesta campanha na temporada 2022 é que, até agora, mesmo sem foco e com partidas a menos, o Palmeiras sustenta a melhor campanha deste fraquíssimo campeonato estadual. VAMOS PALMEIRAS!

Escalação

Inter de Limeira

Lucas Frigeri
Celsinho
Renato Cajá
Rodolfo Filemon
Matheus Mancini
Xandão
Titto
Rafael Carioca
Jhony Douglas
Léo Duarte
Matheus Galdezani
Diego Tavares
Lima
Osman
Geovane
Ronaldo
Vinicius Bergantim
TÉCNICO


Primeiro tempo

1'
Inter de Limeira

Celsinho cruzou da direita; Mancini testou da risca da pequena área e Marcelo Lomba, com muito reflexo, salvou o Palmeiras.

25'

Vinicius Furlan paralisou o jogo para reidratação dos atletas. O Palmeiras domina as ações mas não as consegue transformar em finalizações. O quinteto Breno/Navarro/Deyverson/Zé Rafael/Wesley não se encontra em campo. Abel Ferreira aproveitou  a parada para tentar reorganizar os ataques.

37'
Inter de Limeira

Após arrancada de Titto pela esquerda, o cruzamento veio por baixo e Ronaldo escorou de dentro da área, mas errou o alvo.

46'
Inter de Limeira

Lima arriscou da intermediária e obrigou Lomba a se arrojar para mandar a escanteio.

48'
Palmeiras

Após jogada de Deyverson, a bola sobrou na frente da área e Patrick de Paula emendou de chapa; a bola tinha o endereço mas acabou batendo em Matheus Mancini.

50'

Vinicius Furlan encerrou o primeiro tempo, disputado sob muito calor em Limeira – seguramente, o pior tempo do Palmeiras em muitos meses.


Segundo tempo

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo.

6'
Palmeiras

Wesley fez jogada individual pela esquerda e bateu de pé trocado, com curva, mas mandou à esquerda do gol.

8'
Palmeiras

Rafael Navarro arrancou pela direita, invadiu a área deu o chamado “chutamento” – com muita força, nem chutou, nem cruzou. Deyverson e Wesley fechavam livres.

13'
Palmeiras

Patrick de Paula bateu de fora da meia direita, por cima do gol.

16'

Saíram Zé Rafael e Wesley para as entradas de Atuesta e Gabriel Veron.

18'
Palmeiras

Deyverson recebeu de Patrick na entrada da área, girou e bateu por baixo; Lucas Frigeri pegou firme.

24'

Entraram Giovani e Rony nos lugares de Breno Lopes e Deyverson.

40'

Pedro Bicalho entrou no lugar de Patrick de Paula.

41'
Palmeiras

Giovani encaixou um lindo lançamento para Rafael Navarro, que saiu no costado da zaga, tentou tirar do goleiro mas saiu pelo lado e deu chances para a recuperação do zagueiro, que tirou para escanteio.

50'

Vinicius Furlan encerrou a partida.



Notas


Jogador
Descrição
Nota
Marcelo Lomba
Duas boas defesas - a primeira, logo a 1 minuto, foi espetacular e definiu o rumo do jogo.
7.5
Mayke
Força e experiência a serviço do sistema defensivo. No ataque, nada.
7
Kuscevic
Tranquilo e dominante. Colocou o artilheiro do torneio no bolso sem dificuldades.
6.5
Renan
Acompanhou o nível do parceiro, sem sustos.
6.5
Jorge
Ainda mostra dificuldades para encaixar.
5.5
Patrick de Paula
Sua maior virtude foi saber apanhar sem se irritar. Foi alvo constante de botinadas dos adversários, Deve ter dito algo que os deixou muito irritados.
7
Pedro Bicalho
s/n
Zé Rafael
Sobrecarregado, não conseguiu organizar as ações ofensivas do time.
6
Atuesta
O gramado alto não favorece nem um pouco a seu estilo de jogo.
6
Rafael Navarro
Era uma partida para crescer e pegar confiança; sacrificado taticamente, acabou sendo o oposto e vai precisar de muito apoio para evoluir. Errou quase tudo.
4
Breno Lopes
Isolado na beirada, não se esforçou muito para se aproximar de alguém e minimizar o problema.
5
Giovani
Entrou com muita vontade e teve intervenções muito interessantes. Ganhou pontos.
7
Deyverson
Partida padrão - uma ou outra boa jogada, e uma ou outra confusão.
5.5
Rony
s/n
Wesley
Sem encaixar com Jorge, ficou limitado às jogadas individuais - não chegou bem ao final de nenhuma.
5
Gabriel Veron
Mesmo na grama alta, conseguiu algumas jogadas de velocidade. É mesmo um raio. Mas desta vez não se ouviram os trovões.
5.5
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Rodou o time; sacrificou Navarro e a aposta não foi das melhores - o problema é QUEM ele poderia escalar, diante de um elenco tão reduzido. Mencionou mais uma vez o número 27 na coletiva - o que, nitidamente, é um valor muito pequeno para quem disputa tantos jogos.
6