Com 100% de aproveitamento desde o Mundial, Abel Ferreira chega à 12ª decisão com o Palmeiras; confira o retrospecto

Abel Ferreira durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Em 12 finais disputadas, Abel Ferreira levou o Verdão a sete conquistas

O Palmeiras disputa no domingo, contra o SPFC, mais uma decisão de título na Era Abel Ferreira. O Verdão vai em busca do bicampeonato da Supercopa do Brasil, que acontecerá no Mineirão, às 16h.

Desde que Abel e sua comissão técnica desembarcaram no Brasil e iniciaram os trabalhos na Academia de Futebol, o Palmeiras já disputou 11 finais – a de domingo será a 12ª. Na História do clube, o atual treinador é o comandante com mais decisões, superando Felipão (10).

O retrospecto do Palmeiras com Abel em finais é bastante positivo, são sete títulos e quatro vices. Desde o Mundial de Clubes, a equipe disputou quatro decisões e ganhou todas: Recopa e Paulista (2022); e Supercopa e Paulista (2023).

Relembre todas as finais disputadas pelo Palmeiras com Abel Ferreira no comando:

Palmeiras x SPFC: final do Paulista Sub-20 terá entrada gratuita

Atletas do Palmeiras comemoram gol em vitória contra a Portuguesa, na segunda partida válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista Sub-20, no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André-SP.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

Palmeiras venceu o primeiro jogo, fora de casa, e jogará em Santo André para confirmar o título

Após vencer o SPFC por 2 a 1, em Cotia, no jogo de ida da final do Paulista Sub-20, o Palmeiras decidirá o título estadual neste sábado, às 15h, no estádio Bruno José Daniel, em Santo André.

A entrada do torcedor palmeirense para a decisão será gratuita e também não será necessário reservar o ingresso. O acesso ao estádio pelos torcedores será pelo Portão J. Como se trata de um clássico, não terá torcida visitante.

O Palmeiras vai em busca do 13º título estadual da categoria, sendo o sexto das últimas sete edições. Na campanha atual, a equipe comandada por Lucas Andrade disputou 27 partidas e soma 86% de aproveitamento (22 vitórias, quatro empates e uma derrota).

Campanha do Palmeiras no Paulista Sub-20:

Primeira fase

  • 16/04: São José 0 x 1 Palmeiras – Martins Pereira
    Gol: Kauan Santos
  • 22/04: Palmeiras 6 x 0 Manthiqueira – Academia de Futebol 2
    Gols: Daniel (3), Thalys, Wendell e Talisca
  • 26/04: Taubaté 2 x 3 Palmeiras – Joaquim de Morais Filho
    Gols: Léo, Wendell e Kauan Santos
  • 06/05: Palmeiras 2 x 0 Atlético Guaratinguetá – Canindé
    Gols: Vitor Reis e Juninho
  • 14/05: Joseense 0 x 5 Palmeiras – Martins Pereira
    Gols: Pedro Lima (2), Léo, Gustavo Mancha e Joevan
  • 20/05: Palmeiras 2 x 1 São José – Arena Barueri
    Gols: Wendell e Thauan
  • 28/05: Manthiqueira 0 x 8 Palmeiras – Dário Rodrigues Leite
    Gols: Wendell (2), Pedro Lima, Léo, Thauan, Gustavo Mancha, Jhonatan Garcia e Pedro (contra)
  • 03/06: Palmeiras 4 x 1 Taubaté – Arena Barueri
    Gols: Pedro Lima (2), Thauan e Carlos Matheus
  • 11/06: Atlético Guaratinguetá 0 x 2 Palmeiras – Dário Rodrigues Leite
    Gol: Gustavo Mancha e Juninho
  • 16/06: Palmeiras 5 x 0 Joseense – Arena Barueri
    Gols: Juninho (2), Thauan e Cauê

Segunda fase

  • 23/06: Ituano 2 x 3 Palmeiras – CT Dr. Novelli Junior
    Gols: Allan (2) e Pedro Lima
  • 26/06: Palmeiras 3 x 1 Novorizontino – Arena Barueri
    Gols: Edney, Kevin e Daniel
  • 01/08: Guarani 0 x 0 Palmeiras – Brinco de Ouro da Princesa
  • 09/08: Palmeiras 6 x 0 Guarani – Academia de Futebol 2
    Gols: Kevin, Kauan Santos, Luighi, Riquelme Fillipi, Vitor Reis e Juninho
  • 21/08: Novorizontino 2 x 0 Palmeiras – Dr. Jorge Ismael de Biasi
  • 25/08: Palmeiras 4 x 2 Ituano – Academia de Futebol 2
    Gols: Daniel (2) e Kauan Santos (2)

Terceira fase

Quartas

Semifinal

Final

  • 19/11: SPFC 1 x 2 Palmeiras – Marcelo Portugal Gouvêa
    Gol: Kauan Santos e Rafael Coutinho
  • 25/11 – 15h: Palmeiras x SPFC – Bruno José Daniel

Brasileiro Sub-17: Final entre Palmeiras x SPFC terá entrada gratuita

Brasileiro Sub-17: Final entre Palmeiras x SPFC terá entrada gratuita
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

Decisão do Brasileiro Sub-17 acontece sábado na Arena Barueri

Após derrotar o SCCP na semifinal, o Palmeiras terá o SPFC pela frente na grande decisão do Campeonato Brasileiro Sub-17. O jogo que vale o título acontece neste sábado, às 15h.

Com mando do Palmeiras, a final será disputada na Arena Barueri. Nesta terça-feira, o clube divulgou que os ingressos para o jogo serão distribuídos gratuitamente. Não será necessário reservar o bilhete. O acesso aos palmeirenses será feito pelo Portão 15, localizado na Rua Santos Dumont. Por se tratar de um clássico, não haverá torcida visitante.

O Verdão é o atual campeão e vai em busca do bicampeonato. Na edição de 2023, o clube disputou 13 partidas, incluindo a primeira fase e o mata-mata. Ao todo, foram dez vitórias, dois empates e uma derrota, com 37 gols marcados e 13 sofridos.

Campanha do Palmeiras no Brasileiro Sub-17:

Quartas

Semifinal

Final

  • 21/10 – 15h: Palmeiras x SPFC – Arena Barueri

Palmeiras goleia Vasco e avança à final da Copa do Brasil Sub-17

Palmeiras goleia Vasco e avança à final da Copa do Brasil Sub-17.
Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon

Palmeiras chega à decisão pelo segundo ano consecutivo

O Palmeiras está na final da Copa do Brasil Sub-17! Na tarde desta quarta-feira, o Verdão goleou o Vasco por 5 a 1 e garantiu a passagem para a decisão pelo segundo ano consecutivo – vale lembrar que, no ano passado, o time palmeirense se sagrou campeão.

Os nomes da partida foram Estêvão, autor de um gol, e Luighi, que foi às redes por duas vezes e disparou na artilharia do campeonato, com oito tentos. Kauã Moraes também marcou pelo Verdão, enquanto Luiz Gustavo anotou contra.

Na grande decisão, o Palmeiras terá como adversário o vencedor do confronto entre Athletico-PR e Sport. As duas equipes decidem o segundo finalista nesta quinta-feira – o time paranaense venceu o jogo de ida por 3 a 0.

Atual campeão, o Verdão busca o tetracampeonato do torneio. Além de vencer em 2022, o Palmeiras também levou o troféu em 2017 e 2019.

Escalação do Palmeiras: Cesar; Kauã Moraes (Kauan Firmo), Vitor Reis, Fellipe Jack e Kauan Vítor; Uberaba (Ramon), Rafael Coutinho (Hugo) e Estêvão (Erick Belé); Marcio Vitor (Benedetti), Luighi (Luis Arthur) e Riquelme Fillipi. Técnico: Rafael Paiva.

Campanha do Palmeiras:

Primeira fase

Oitavas

Quartas

  • 09/05: Sampaio Corrêa-MA 0 x 12 Palmeiras – Castelão
    Gols: Uberaba, Luighi (3), Luis Arthur, Rafael Coutinho (2), Ronald, Erick Belé (3) e Alyson (contra)
  • 16/05: Palmeiras 4 x 0 Sampaio Corrêa – Arena Barueri
    Gols: Gabriel Cruz, Kaio, Luiz Yano e Erick Belé

Semifinal

Após conquista de 8º título, Abel Ferreira se declara ao Palmeiras: “Difícil descrever em palavras o sentimento”

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Água Santa, durante segunda partida da final do Paulistão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

Em coletiva após goleada sobre o Água Santa, Abel Ferreira falou sobre “orgulho” e agradeceu a todos do clube

Com a goleada palmeirense sobre o Água Santa por 4 a 0, na grande decisão do Campeonato Paulista, o técnico Abel Ferreira chegou ao oitavo título pelo Verdão em quase dois anos e meio de clube. Na coletiva após a vitória, o treinador voltou a falar em sentir orgulho de ser o treinador do Palmeiras e agradeceu a todos do clube.

“Parabéns à minha equipe técnica, aos meus jogadores, é um orgulho ser o treinador deles. Deixo meus cumprimentos também a todo o staff do Palmeiras, à estrutura do clube. É um orgulho”, disse.

“Vou compartilhar com vocês que recebemos de todos os funcionários do clube textos para nossa equipe. Gosto muito de trabalhar aqui. É mais que um clube de futebol. É difícil descrever em palavras o sentimento que é trabalhar neste clube. A estrutura é fantástica, da base ao profissional, tem credibilidade. A comunicação é perfeita e os resultados não são por acaso. Não vamos ganhar sempre, mas vamos lutar sempre para ganhar”, complementou.

Depois de vencer mais um troféu, o treinador foi questionado sobre seu futuro no Palmeiras e revelou que seus auxiliares não querem deixar o clube.

“Eles não querem sair daqui. Somos o time do amor, o time da virada. Sou um treinador que gosto de estar onde querem que eu esteja. Lembro-me de estar conversando com o Maurício [Galiotte – ex-presidente do Palmeiras] um dia antes da final da Libertadores contra o Santos e disse a ele que o Palmeiras é o sonho de qualquer treinador. Gostamos de estar aqui [toda a comissão técnica] e o clube sabe. Já houve várias propostas e sempre aviso meu agente que não quero que me liguem. Sei que o futebol é dinâmico, mas gosto de estar aqui”, disse.

“Aqui se vive futebol diferente do que na Europa. O Palmeiras é um estilo de vida, uma forma de viver e de estar. Os valores do clube se entrelaçam com os meus. Não sei quanto isso irá durar, mas enquanto durar que a gente viva com intensidade, sempre falo isso aos jogadores”, complementou.

Abel Ferreira analisa confronto

Sobre a vitória por 4 a 0 sobre o Água Santa, o treinador citou a pressão do Palmeiras no início do jogo como fator fundamental para a vitória e também revelou uma conversa com os jogadores após a partida de ida.

“Não gosto de mandar recados aos jogadores por fora, faço isso olhando nos olhos deles. Eles entenderam bem quando disse sobre a vergonha que seria perder esse título. Durante a semana nós preparamos muito bem o jogo, sobretudo no aspecto mental. Não podíamos deixar que a nossa cabeça atrapalhasse nosso corpo”, falou.

“Não fomos bem no primeiro jogo, não elaborei bem o plano daquela partida. Tivemos uma conversa franca e os jogadores disseram que, no subconsciente deles, talvez não tenham encarado aquele jogo como uma final. Às vezes é preciso levar um banho de humildade para voltar à Terra, inclusive a comissão técnica. Todos nós aprendemos com essa partida e hoje demos alegrias aos torcedores. Hoje foi um grande jogo, um grande ambiente. Foi uma festa bonita em nossa casa e dedico essa vitória aos nossos torcedores”, acrescentou.

“Eles [o Água Santa] trocaram um ponta por um meio-campista em relação ao último jogo. Queriam fechar mais a zona do meio-campo. Na segunda parte, voltaram ao esquema normal. Acredito que nós o surpreendemos. Acredito que eles não estavam à espera da nossa pressão. Fizemos, sem bola, um jogo perfeito taticamente. Criamos boas oportunidades logo no início. Foi uma grande partida de todos nós”, finalizou.

O título Paulista de 2023 foi a 27ª conquista estadual do Palmeiras na História. A equipe volta a campo já nesta quarta-feira para o duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil contra o Tombense, novamente no Allianz Parque.

Confira outros trechos da coletiva

Competitividade

“Às vezes é preciso acender a competitividade que há dentro dos jogadores. No último jogo contra o Água Santa talvez adormecemos um pouco. E sempre digo isso a eles: se não formos competitivos, podemos perder para qualquer equipe, e isso vale para o contrário também”.

Lado pessoal

“Há um animal competitivo dentro de mim e, quando acaba a competição, eu desligo. Sou uma pessoa normal, tenho meus medos e minhas inseguranças, não gosto de expor meu lado pessoal. O Brasil é um desafio. Os treinadores só sobrevivem com resultados. Do outro lado, este país te dá uma experiência extraordinária. Essa competição acabou [o Paulistão], mas o Brasileirão está aí já para começar. Não sei como vai ser, tivemos a lesão hoje do Veiga, o Rony também vai fazer uma cirurgia no braço”.

Gabriel Menino

Gabriel Menino comemora seu gol com Abel Ferreira, pelo Palmeiras contra o Água Santa, durante segunda partida da final do Paulistão 2023, no Allianz Parque.
Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

“Disse ao Menino que ele é um jogador extraordinário, com capacidades incríveis. Mas ele não pode ‘ter moral’. É muito bom jogador e nos dá condições de jogar de formas diferentes, mas ele empolga e temos que estar sempre a puxar para baixo, para a realidade. Às vezes, deixa de jogar o jogo coletivo. Menos é mais. Mas é um moleque extraordinário, um garoto muito bem educado e, se mantiver o foco e a concentração, vai longe”.