Palmeiras se reapresenta e Danilo inicia transição física; Jorge tem lesão na coxa

Matheus Fernandes e Breno Lopes realizam atividades observados por Abel Ferreira, durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Desfalques do Palmeiras nos últimos jogos, Gabriel Menino e Mayke seguem de fora

O elenco do Palmeiras se reapresentou na manhã desta segunda-feira, na Academia de Futebol, após a vitória sobre o Internacional por 1 a 0, e iniciou a preparação para o confronto diante do Ceará, que acontecerá nesta quarta-feira.

Recuperando-se de uma canelite, o volante Danilo avançou no tratamento e deu início ao processo de transição física. O camisa 28 realizou alguns trabalhos com bola ao lado dos profissionais do Núcleo de Saúde e Performance e também fez exercícios na parte interna do Centro de Excelência.

Já o lateral-esquerdo Jorge, que atuou como titular em quatro jogos seguidos no início do mês, teve constatada uma lesão na coxa esquerda no treino da última sexta-feira. O camisa 6 já está cumprindo o cronograma de recuperação.

No campo, a primeira atividade proposta pela comissão técnica foi um coletivo com dois tempos de 15 minutos. Na sequência, os jogadores, divididos por posições, aprimoraram construções de jogadas desde o meio do campo, passando pelas laterais e culminado em finalizações dos atacantes dentro da área.

Os titulares da partida contra o Inter ficaram na Academia para um trabalho regenerativo. Para completar o treino, alguns atletas do Sub-20 foram convocados, dentre eles o atacante Newton, o zagueiro Ruan Santos e os laterais-direito Lucas Sena e Thiago.

Desfalques do Palmeiras, Mayke e Gabriel Menino dão sequência no tratamento

Assim como Jorge, Mayke (lesão no joelho direito) e Gabriel Menino (entorse no tornozelo) também deram sequência a seus tratamentos e seguem fora de jogo.

Os jogadores realizarão mais um treino amanhã a partir das 10h na Academia de Futebol antes de embarcarem para Fortaleza, onde enfrentarão o Ceará, em jogo atrasado da 19ª rodada do Brasileirão, na quarta-feira, às 19h.

Antes de viajar a Belo Horizonte, elenco treina movimentações e simulações de jogo

Dudu durante treino do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Gabriel Menino, que deve ser titular em Belo Horizonte, conversou com a TV Palmeiras/FAM após o treino e projetou o duelo frente ao América-MG

O Palmeiras encerrou sua preparação para o confronto diante do América-MG. Em busca da reabilitação no Brasileirão, o Verdão enfrentará a equipe mineira no estádio Independência nesta quarta-feira, às 21h30.

Na Academia de Futebol, a comissão técnica começou o dia com trabalhos técnicos com ênfase nas simulações de jogo. Divididos em duas equipes (sem os goleiros), os jogadores tinham de cumprir objetivos, como realizar transições pelo meio ou buscando a profundidade.

Na sequência, já com a presença dos arqueiros, o elenco participou de um exercício em campo reduzido. Para finalizar, trabalhos específicos foram colocados em prática: no campo 1, um grupo aprimorou jogadas ofensivas; no campo 2, outros atletas trabalharam construção de jogadas desde a defesa.

Voltando de suspensão por cartões amarelos, o meio-campista Patrick de Paula está à disposição de Abel Ferreira. Já os laterais Mayke, Marcos Rocha e Victor Luis seguem de fora, recuperando-se de lesões. A delegação embarcou para Belo Horizonte na tarde de hoje.  

Provável titular contra o América-MG, Gabriel Menino fala sobre o duelo antes de embarque para Belo Horizonte

Gabriel Menino durante treino do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Sem Marcos Rocha e Mayke, Abel Ferreira deve escalar Gabriel Menino como titular da lateral-direita contra o América. Após o treino desta terça-feira, o camisa 25 falou sobre a situação da equipe no Brasileirão e projetou o duelo.

“Nada é impossível, tem muitos jogos pela frente e podemos crescer na competição. Há a possibilidade também do Atlético-MG tropeçar”, disse à TV Palmeiras/FAM.

“Treinamos bem. Focamos nesses últimos dois dias em tudo que o América-MG já apresentou no campeonato. Estamos muito bem preparados e tenho certeza que a gente voltará a vencer”, finalizou.

Apesar de não vencer há duas rodadas, o Palmeiras se mantém na segunda colocação do Campeonato Brasileiro, com 39 pontos. A distância para o líder está em 10 pontos.

Com Marcos Rocha e Mayke fora de jogo, Gabriel Menino tem oportunidade para sequência e vaga na final da Libertadores

Gabriel Menino do Palmeiras em disputa com Vargas do Atlético-MG, durante segunda partida válida pelas semifinais da Libertadores 2021, no Mineirão.
Cesar Greco

Depois do jogo contra o Juventude, Gabriel Menino concedeu entrevista e afirmou que “esperava por uma sequência”

O Palmeiras vai disputar a final da Libertadores, contra o Flamengo, somente no dia 27 de novembro. Para este confronto, o técnico Abel Ferreira afirmou, em entrevista coletiva após o empate frente ao Juventude no último domingo, que usará os jogos do Brasileirão para avaliar os atletas.

“Temos muito Brasileiro pela frente, há muito o que avaliar. Confiamos em todos os jogadores e eles vão demonstrando em campo o quanto querem continuar no Palmeiras. São com esses jogos, que virão, que iremos nos preparar para a final da Libertadores”, disse ele.

Entretanto, na lateral-direita, a vaga parece ter dono: Gabriel Menino.

Isto porque Marcos Rocha, titular da posição, está machucado no momento e também não poderá jogar a decisão porque está suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Já Mayke, outra opção para o setor, passou por uma cirurgia na quarta-feira passada e ainda não tem data certa para retorno.

Meio-campista na base, Menino atuou como lateral no profissional pela primeira vez nas mãos de Vanderlei Luxemburgo, logo nos primeiros jogos do Campeonato Paulista do ano passado. As boas atuações neste setor com o ex-técnico fizeram o jogador ser convocado para a Seleção Brasileira.

Depois disso, tornou-se uma peça versátil e, em muitos jogos, alternou sua função no campo. Desde que subiu à equipe principal, o camisa 25 disputou 37 jogos como lateral-direito/ala direito – ao todo, Gabriel Menino tem 89 jogos pelo Palmeiras.

Já na atual edição do Brasileirão, dos 13 jogos que entrou em campo (sendo seis como titular e sete como reserva), em 11 deles atuou como lateral-direito/ala direito, o que representa 85% das partidas. De acordo com o SofaScore, Menino tem, no aspecto ofensivo, 1 cruzamento preciso por jogo (32% de acerto nos cruzamentos), média de 1 passe decisivo, 3 grandes chances criadas em quase 47 ações por partida, além de dois gols marcados.

Na parte defensiva, tem 1.5 de interceptações por duelo, 0.5 cortes, uma eficiência de 77% nos duelos aéreos e quase 60% de disputas de bola vencidas.

Gabriel Menino diz que “estava esperando por uma sequência”

Gabriel Menino do Palmeiras em disputa com Capixaba do Juventude, durante partida válida pela vigésima terceira rodada do Brasileirão 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Ao final do jogo entre Palmeiras e Juventude, Gabriel Menino foi entrevistado na saída do gramado do Allianz Parque e falou sobre as oportunidades que terá nos próximos jogos.

“Eu estava esperando por uma sequência e agora vou ter. Foco no trabalho, chegar nos jogos e fazer o que o professor mandar e, se Deus quiser, fazer uma boa sequência até a final da Libertadores”, disse o jogador após o duelo frente ao Juventude.

Os 89 jogos como profissional fazem com que Menino seja, dentre as Crias da Academias que subiram no ano passado, o que mais vezes vestiu a camisa do Verdão. Além disso, foi às redes 6 vezes e distribuiu 12 assistências.

Brincadeira e previsão de Luxemburgo: Gabriel Menino relembra primeiro gol no profissional

Gabriel Menino comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Bolívar, durante partida válida pela fase de grupos, Libertadores 2020, no Estádio Hernando Siles, na Bolívia.
Cesar Greco

Destaque do Palmeiras em 2020, Gabriel Menino ainda busca uma sequência de jogos na temporada 2021

Há exatamente um ano, Gabriel Menino anotava seu primeiro gol com a camisa do Palmeiras. A partida, vencida pelo Verdão por 2 a 1, foi na altitude de La Paz contra o Bolívar, ainda pela primeira fase da Libertadores.

“Eu estava muito ansioso pelo primeiro gol. Teve um jogo no Allianz Parque [contra o Sport] antes de enfrentarmos o Bolívar que eu tentei muitos chutes. O professor Vanderlei [Luxemburgo] disse para eu ter calma e até brincou comigo, dizendo que eu estava sendo o ‘chuta-chuta da Estrela’ do time”, relembrou Menino à TV Palmeiras.

“Já na preleção antes de entrarmos em campo na Bolívia, o Luxemburgo conversou comigo e pediu mais concentração e calma na hora do chute, pois ele sabia que o meu gol iria acontecer. Graças a Deus eu tive isso e consegui acertar aquele chutaço no ângulo, que foi meu primeiro gol no profissional”, acrescentou.

Captado pelo Palmeiras em 2017, quando atuava nas categorias de base do Guarani, Menino subiu ao time principal em janeiro do ano passado e imediatamente tornou-se uma importante peça. Titular nas finais do Paulistão e da Libertadores de 2020, o camisa 25 terminou a vitoriosa temporada passada como a Cria da Academia que mais vezes entrou em campo, com 61 jogos – ao todo, Gabriel Menino tem 85 partidas e cinco gols anotados pelo clube.

“Só tenho que agradecer ao Palmeiras, que me acolheu desde cedo. Vestir essa camisa pesada é gratificante. Agora é continuar, para fazer mais gols e conquistar outros títulos”, contou.

Após ótima temporada em 2020, Gabriel Menino ainda busca sequência de jogos em 2021

Todo o esforço feito na última temporada cobrou um preço para Gabriel Menino no início dos trabalhos em 2021. Ele teve que realizar um cronograma individual, entre abril e maio, para recuperar-se de um problema no tornozelo e isso o afastou de algumas partidas.

Depois que restabeleceu o físico, o camisa 25 não conseguiu engatar uma sequência de jogos porque foi convocado para defender o Brasil na Olimpíada de Tóquio e nos duelos preparatórios.

Desde que voltou do Japão, Menino disputou três partidas (sendo titular contra o Atlético-MG, no Mineirão) e nas últimas duas, ficou apenas como opção no banco de reservas. Com Zé Rafael suspenso e Danilo machucado, o jogador pode ganhar uma chance no jogo do Palmeiras contra a Chapecoense.

Com uma vitória nos últimos cinco jogos do Brasileirão, o Verdão viu a diferença para o líder aumentar para sete pontos. Apesar da sequência instável, o meio-campista ainda acredita no título Brasileiro: “Ainda há muitos jogos [do Campeonato Brasileiro] pela frente, nada é impossível. Temos de nos concentrar e focar que vai dar tudo certo. A gente sabe que só nós, podemos mudar a situação. Vamos reverter isso e começar a vencer de novo”, finalizou.

Dos 50 jogos que o Palmeiras fez na temporada, Gabriel Menino esteve em campo em 24 oportunidades e marcou um gol.