CBF libera áudios do VAR sobre o 1º gol anulado do Palmeiras contra o Santos; confira

VAR chamou o juiz Raphael Claus em lance discutível e que invalidou o primeiro gol do Palmeiras no jogo contra o Santos, durante partida válida pela trigésima rodada do Brasileirão 2021, na Vila Belmiro.
Cesar Greco

VAR chamou o juiz Raphael Claus para conferir um toque no braço de Dudu, na origem do gol

O Palmeiras foi até a Vila Belmiro para enfrentar o Santos, na tarde de ontem, e saiu vencedor do duelo por 2 a 0. Minutos antes de a equipe marcar o primeiro gol, com Rony, o próprio camisa 7 havia balançado as redes de João Paulo, porém o lance foi anulado.

A anulação do tento se deu por um toque involuntário de Dudu no começo da jogada. Em campo, o juiz Raphael Claus deixou o lance prosseguir, apesar de ter visto o toque. Na cabine do VAR, Rodrigo Guarizo chamou o árbitro principal para rever a jogada.

Na tarde desta segunda-feira, a CBF disponibilizou os áudios entre o VAR e o juiz de campo em seu site oficial.

Assim que o lance termina em gol, Guarizo diz: “Precisa ver se foi mão ou não. Ele tem vantagem… ele [Raphael Claus] vai ter de vir rever. Recomendo a revisão do toque de mão na bola ganhando vantagem”.

Revendo o lance, Claus avisa: “Braço aberto. Ele domina com o braço. Está com o braço aberto e ele fica com a bola. Vou sair com tiro livre indireto a favor da defesa”. E aponta a infração de Dudu.

O que diz a regra sobre a anulação desse gol pelo VAR e o juiz principal

De acordo com a regra, estabelecido pela IFAB (International Football Association Board), tocar a bola com a mão/braço é faltoso quando:

– Tocar a bola com sua mão/braço deliberadamente. Por exemplo, deslocando a mão/braço na direção à bola;

– Tocar a bola com sua mão/braço, quando sua mão/braço ampliar seu corpo de forma antinatural. Considera-se que um jogador amplia seu corpo de forma antinatural, quando a posição de sua mão/braço não é consequência do movimento ou quando a posição da mão/braço não pode ser justificada pelo movimento do corpo do jogador para aquela situação específica. Ao colocar a sua mão/braço em tal posição, o jogador assume o risco de sua mão/seu braço ser tocada pela bola e, portanto, deve ser punido;

– Marcar um gol na equipe adversária: diretamente do toque da bola em sua mão/braço, mesmo que acidentalmente, inclusive o goleiro; ou imediatamente após a bola tocar em sua mão/braço, mesmo que acidentalmente.

Raphael Claus será o árbitro de Santos x Palmeiras

Raphael Claus foi árbitro no jogo do Palmeiras contra o Corinthians, durante partida válida pela vigésima primeira rodada do Brasileirão 2021, no Itaquerão.
Cesar Greco

Um dos árbitros mais presentes em clássicos Paulistas, Raphael Claus apitou apenas dois jogos entre Palmeiras e Santos

Vivendo uma crescente no Campeonato Brasileiro (são cinco jogos sem perder com quatro vitórias consecutivas), o Palmeiras entra em campo no próximo domingo, às 16h, para visitar o Santos, em jogo válido pela 30ª rodada.

Para conduzir a partida, a CBF escalou como árbitro principal o paulista Raphael Claus, de 42 anos. O juiz terá como assistentes, Danilo Ricardo Simon Manis e Daniel Luis Marques, além do quarto árbitro Ilbert Estevam da Silva.

O árbitro de vídeo também vem do quadro de juízes da Federação Paulista de Futebol; trata-se de Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral, de 45 anos.

Raphael Claus apitou apenas dois clássicos entre Palmeiras e Santos

Apesar de ser um dos árbitros mais presentes em clássicos paulistas (apitou o último Derby, em setembro), Raphael Claus fará apenas seu terceiro jogo entre Santos e Palmeiras. Nas outras duas oportunidades, que ocorreram em 2014 e 2016, o Verdão não venceu nenhuma vez: foram uma derrota (2 a 0) e um empate (0 a 0).

Em todo seu currículo, Claus já esteve à frente do apito em 29 partidas do Verdão, e o aproveitamento é baixo: 46%. Clique aqui e confira todo o histórico do juiz em jogos do Palmeiras.

As quatro vitórias consecutivas fizeram o Verdão chegar aos 52 pontos e se manter sólido no G4. A equipe da baixada santista, que está brigando na parte debaixo da tabela, também vem numa crescente (ganhou os últimos dois jogos).

CBF escala Raphael Claus para apitar jogo entre Palmeiras e SCCP

O árbitro Raphael Claus no duelo entre Red Bull Bragantino e Palmeiras
Cesar Greco

Aos 42 anos, Raphael Claus já atuou em sete Derbies

Em meio à disputa por uma vaga na final da Libertadores, o Palmeiras terá um clássico pela frente no Campeonato Brasileiro. Neste sábado em Itaquera, o Verdão visitará o SCCP em jogo válido pela 22ª rodada.

Para conduzir a partida, a CBF definiu na noite de ontem, o árbitro Raphael Claus, de 42 anos. O paulista terá como assistentes, Danilo Ricardo Simon Manis e Daniel Paulo Ziolli, além do quarto árbitro Douglas Marques das Flores.

O responsável por comandar o VAR será José Claudio Rocha Filho, que também é do quadro de arbitragem da Federação Paulista de Futebol.

Com Raphael Claus no apito, Palmeiras venceu apenas um Derby

Árbitro Fifa desde 2015, Raphael Claus tem experiência em jogos entre Palmeiras e SCCP. Ao todo, Claus já apitou sete Derbies e o Verdão venceu apenas uma vez, perdeu três e empatou outros três jogos.

O primeiro Derby comandado pelo árbitro foi pelo Paulistão de 2014, em jogo que ocorreu no Pacaembu e terminou empatado em 1 a 1 – Alan Kardec fez o gol palmeirense.

Claus apitou 28 partidas do Verdão e o aproveitamento é baixo: apenas 47,6%. Clique aqui e confira todo o histórico do juiz em jogos do Palmeiras.

Com 38 pontos, na segunda colocação na tabela de classificação, o Palmeiras está a sete pontos do líder, Atlético-MG.