Celebração pós-classificação: jogadores do Palmeiras falam em mentalidade vencedora e confiança para superar Atlético-MG

Diretoria, comissão técnica, staff e jogadores do Palmeiras, comemoram a classificação após o jogo contra o Atlético-MG, durante partida válida pelas quartas de final da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Destaques do Palmeiras no duelo, Murilo, Raphael Veiga e Zé Rafael celebraram a classificação após o apito final

Mesmo com dois jogadores expulsos – Danilo aos 30’ do primeiro tempo e Gustavo Scarpa aos 36’ do segundo –, o Palmeiras segurou o Atlético-MG no tempo normal (0x0) e conseguiu a heroica classificação à semifinal da Libertadores nos pênaltis, com uma vitória por 6 a 5.

Após Murilo converter a última penalidade, o clima no Allianz Parque foi de euforia, tanto dos jogadores e comissão técnica, quanto da torcida presente no estádio.

Personagens do Palmeiras nas cobranças de pênaltis, Raphael Veiga, Zé Rafael e Murilo concederam entrevista ao final do jogo e destacaram a força mental do grupo para superar as adversidades.

Confira o que os jogadores do Palmeiras falaram

  • Raphael Veiga

“Foi um jogo muito difícil. Com 11 já ia ser complicado, imagina com 9. Já falei outras vezes e repito: somos muito fortes mentalmente. São nessas horas, nessas circunstâncias adversas que mostramos a força. É muito fácil acreditar e ter fé quando tudo está dando certo; o difícil é continuar acreditando quando as coisas não vão bem. Somos um time de guerreiros, ‘todos somos um’ e a classificação foi merecida”.

“Passar para uma semifinal de Libertadores é muito difícil porque há grandes equipes. A forma como se desenrolou o jogo foi muito difícil pra gente, nervosismo nas penalidades. Soubemos jogar. Nem sempre o importante é jogar bem e, sim, vencer”.

  • Zé Rafael

“O Abel e toda sua comissão técnica de portugueses, além do Cebola [Andrey Lopes], trouxeram uma mentalidade diferente para nossa equipe e acredito que isso tem nos levado a conquistar os objetivos. Conseguiram agregar muita coisa, sendo uma delas essa competitividade, mentalidade vencedora. Lógico que não venceremos todos os jogos, mas entendemos que temos que vender caro uma derrota. Temos feito isso, esse é o caminho. Manter os pés no chão, não relaxar com as vitórias”.

“Mantivemos a cabeça fria nos momentos mais difíceis e o coração quente para cada dividida, disputa de bola. Nos cobramos isso, de nunca se entregar. Estamos de parabéns por tudo que ocorreu no jogo, primeiro um jogador a menos, depois com dois a menos. Fizemos por merecer a classificação. A torcida supriu os jogadores que saíram. Passaram muito energia para nós, nos mantiveram confiantes”.

[Sobre a organização tática da equipe após a expulsão de Danilo] “O Abel chamou alguns jogadores e deu as instruções. Rapidamente nos organizamos; no intervalo ele nos passou mais algumas coisas e nos mantivemos organizados no 2º tempo. Esse é o espírito da nossa equipe”.

  • Murilo

“Sinto-me em casa aqui no Palmeiras. Estou feliz em poder jogar por esse clube. Cada vez faço mais amizades, me sinto mais próximo deles. Isso é fundamental dentro e fora de campo. Eu estava muito confiante. Sabia que o Weverton iria pegar. Pude manter a tranquilidade para converter, graças a Deus”.

“A inteligência dos jogadores facilitou nas alterações que o Abel fez logo após a expulsão. Logo após o intervalo, nós também cumprimos com o que ele pediu. Nessas horas, precisamos nos manter focados, com a cabeça boa. Isso é fundamental e nossa equipe mantém isso”.

Raphael Veiga e Gustavo Scarpa falam em retomada da confiança após vitória sobre Cuiabá

Gustavo Scarpa do Palmeiras em disputa contra o Cuiabá, durante partida válida pela décima sétima rodada do Brasileirão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Com Raphael Veiga e Gustavo Scarpa como titulares, o Palmeiras bateu o Cuiabá por 1 a 0 e voltou à liderança do Brasileirão

Os discursos dos jogadores do Palmeiras após a vitória sobre o Cuiabá por 1 a 0, no Allianz Parque, girou em torno da volta da confiança do time no Campeonato Brasileiro. O Verdão vinha de três tropeços seguidos na competição – dois empates e uma derrota.

“Traçamos um objetivo no começo do campeonato e sabemos a importância de ganhar o maior número de jogos em casa. Essa vitória foi importante, deu mais confiança. Importante para a gente continuar trilhando os passos em busca do título”, declarou Raphael Veiga, na zona mista do Allianz Parque.

Gustavo Scarpa ressaltou a importância do triunfo não só para quebrar a sequência negativa na competição, mas também para deixar para trás a eliminação na Copa do Brasil, na semana passada.

“Uma vitória extremamente importante para a gente retomar a confiança”, iniciou o camisa 14. “Não que a gente tenha perdido, mas retomar o rumo das vitórias. O Cuiabá se defende muito bem, tiveram méritos no jogo apertado”, acrescentou.

“A eliminação acaba deixando a equipe um pouco chateada, mas temos jogadores experientes. A torcida lotou o estádio depois da eliminação, quase 40 mil pessoas vieram pro Allianz, ficamos felizes”, finalizou o meio-campista.

A duas rodadas de terminar o primeiro turno do Brasileirão, o Palmeiras soma 33 pontos e está dois à frente do segundo colocado, o Atlético-MG. Nesta quinta-feira, a equipe volta a campo para enfrentar o América-MG, em Belo Horizonte, e finaliza a primeira metade da competição no domingo contra o Internacional, no Allianz Parque.

Raphael Veiga responde: vai continuar batendo pênalti?

A vitória do Verdão sobre o Cuiabá não foi o único assunto comentado por Veiga na zona mista do estádio. O meia foi questionado sobre os pênaltis desperdiçados contra o SPFC e foi enfático na resposta.

Raphael Veiga em jogo pelo Palmeiras contra o Cuiabá, durante partida válida pela décima sétima rodada do Brasileirão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

“Não dá para ficar lamentando, o futebol é muito rápido. Não dá para eu ficar nessa gangorra de emoções. Fiquei muito chateado por perder pênalti e ser eliminado, mas eu estou em paz, no sentido de estar fazendo o melhor. Vou continuar batendo pênaltis, lógico que não sou o único do time, não sou vaidoso como algumas pessoas falaram. Sempre há dois lados, se eu não bato e outro perde, vão me criticar; se bato e perco, sou vaidoso. Então, se for para alguém perder, que seja eu. Assumo a responsabilidade”, disse.

“Não teve nenhuma pessoa nesse mundo que ficou mais chateado do que eu. Primeiro, porque eu participei diretamente. Segundo, porque eu jogo. E terceiro, porque eu torço para o Palmeiras ganhar”, finalizou.

Retranca? Palmeiras chega a 100 gols marcados em 2022

Gabriel Veron comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Cuiabá, durante partida válida pela décima sétima rodada do Brasileirão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Palmeiras é o primeiro time entre os que disputam a séries A e B a chegar à marca centenária

Os quase 40 mil palmeirenses que estiveram no Allianz Parque na vitória por 1 a 0 sobre o Cuiabá, na noite de segunda-feira, além de comemorarem o triunfo que fez o Palmeiras retomar a liderança no Campeonato Brasileiro, assistiram ao centésimo gol do clube em 2022, anotado por Gabriel Veron.

A significativa marca de 100 gols foi alcançada em apenas 49 duelos no ano, o que representa mais de dois gols por jogo de média – a maior entre os times da Série A. Além disso, o Palmeiras foi o primeiro clube brasileiro a atingir a marca centenária.

Com 19 gols marcados, Raphael Veiga é o artilheiro do Verdão em 2022, seguido por Rony (18), Gustavo Scarpa (8) e Dudu, Gustavo Gómez, Rafael Navarro e Zé Rafael (7).

Por campeonatos disputados, o Palmeiras anotou três gols no Mundial de Clubes; quatro na Recopa Sul-Americana; 26 no Paulistão e seis na Copa do Brasil; além de 28 no Brasileirão e outros 33 na Libertadores, estes ainda em andamento.

Desde que o Allianz Parque foi inaugurado, em novembro de 2014, o Palmeiras superou a marca de 100 gols em todos os anos; confira:

  • 2015: 119 gols em 72 partidas (1,65 de média);
  • 2016: 110 gols em 67 partidas (1,64 de média);
  • 2017: 114 gols em 68 partidas (1,67 de média);
  • 2018: 131 gols em 77 partidas (1,70 de média);
  • 2019: 106 gols em 69 partidas (1,53 de média);
  • 2020: 101 gols em 60 partidas (1,68 de média);
  • 2021: 135 gols em 91 partidas (1,48 de média);

Vale ressaltar que, em 2020, o futebol no Brasil ficou paralisado por quatro meses devido à pandemia da Covid-19 e, em 2021, o Palmeiras atuou por duas temporadas em um mesmo ano.

Jogadores do Palmeiras atingem feitos individuais

Raphael Veiga e Gustavo Scarpa comemoram gol do Palmeiras contra o Atlético-GO, durante partida válida pela trigésima primeira rodada do Brasileirão 2021, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Individualmente, o duelo contra o Cuiabá foi especial para os meio-campistas Raphael Veiga e Gustavo Scarpa. O primeiro, no clube desde 2017, alcançou 200 jogos pelo Palmeiras – Veiga é o quinto atleta do elenco a atingir essa quantidade de jogos pelo Verdão.

“Pra mim é uma honra atingir 200 jogos, ainda mais em um time em que eu sempre sonhei jogar. Muito feliz por isso, pelos títulos conquistados, sou muito feliz no Palmeiras”, celebrou o camisa 23 após a partida.

Já Gustavo Scarpa completou 100 partidas dentro do Allianz Parque. Ele foi o quarto jogador a superar a barreira dos três dígitos na História do estádio, atrás de Weverton (104), Willian (108) e Dudu (163).

Raphael Veiga vai às redes sociais e se manifesta após pênaltis desperdiçados

Após as duas cobranças perdidas contra o SPFC, Raphael Veiga expôs sentimento de chateação e assumiu responsabilidade

Raphael Veiga comemora seu gol pelo Palmeiras contra o SPFC, durante segunda partida válida pela final do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Pouco mais de uma hora depois do jogo entre Palmeiras e SPFC pela Copa do Brasil ter terminado, o meia Raphael Veiga usou as redes sociais para comentar os dois pênaltis desperdiçados diante do SPFC.

“Não tem ninguém nesse mundo mais chateado do que eu”, escreveu o camisa 23, que também pregou pelo equilíbrio e afirmou que usará as 24 horas seguintes à partida para melhorar. “Amanhã é um novo dia”, disse.

Autor de um dos gols da vitória palmeirense no tempo normal por 2 a 1 sobre o rival, Veiga desperdiçou as três últimas cobranças de pênaltis que bateu – o meia também havia perdido frente ao Santos, na Vila Belmiro. Antes disso, no entanto, o jogador tinha um aproveitamento perfeito de 24 acertos em 24 cobranças.

“O Veiga é profissional do futebol. Ele sabe que tem o apoio dos colegas, sabe que vai errar. Temos a mania de cobrar tudo dos jogadores e treinadores que eles sejam perfeitos nos que fazem, mas as coisas não funcionam assim, erros acontecem. Todos estamos sujeitos a um nível de estresse grande”, disse Abel Ferreira em entrevista coletiva sobre o meio-campista.

Um dos capitães do elenco, o lateral Marcos Rocha falou em trabalhar para trazer de volta a confiança de Raphael Veiga.

“É até difícil de falar neste momento, o Veiga é um jogador experiente, nosso cobrador oficial. Quando tem o pênalti, a gente fica com 90%, 95% de certeza que ele vai acertar. Infelizmente hoje não aconteceu, mas a gente vai trabalhar bem durante a semana a cabeça dele, vamos ajudá-lo a ter confiança novamente”, declarou o camisa 2.

Confira o post de Raphael Veiga na íntegra

Desfalque do 1º jogo contra o SPFC, Raphael Veiga tem ótimos números em jogos de mata-mata

Raphael Veiga comemora seu gol pelo Palmeiras contra o SPFC, durante segunda partida válida pela final do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

São 18 gols em jogos eliminatórios pelo clube para Raphael Veiga desde que foi contratado pelo Palmeiras, em 2017

Em busca da classificação na Copa do Brasil, o Palmeiras, que precisa vencer o SPFC no Allianz Parque por dois gols de diferença para avançar às quartas-de-final sem precisar dos pênaltis, contará com um importante reforço para o duelo decisivo: Raphael Veiga.

O camisa 23 não atuou no Morumbi porque estava em processo de transição física após ter sofrido lesão muscular e está de volta ao time no duelo de amanhã. Vivendo o auge da carreira, Veiga é um dos principais jogadores do elenco.

Por um longo período na temporada, o meio-campista foi o principal artilheiro do Palmeiras – são 16 gols anotados em 34 jogos disputados – e também o maior assistente (sete passes para gol). Veiga foi ultrapassado recentemente por Rony na artilharia, que chegou a 18 bolas na rede em 2022, e por Gustavo Scarpa nas assistências.

A importância do camisa 23, que já mostrou ser decisivo em jogos grandes, principalmente em duelos diante do SPFC, fica maior ainda diante da indisponibilidade de Rony, que sofreu lesão muscular na última partida.

Raphael Veiga decidiu no Paulista e Libertadores

Raphael Veiga comemora seu gol pelo Palmeiras contra o SPFC, durante segunda partida válida pela final do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Nos últimos dois confrontos eliminatórios do Palmeiras contra o SPFC (Campeonato Paulista 2022 e Libertadores de 2021), Veiga balançou as redes do adversário e foi fundamental para os triunfos palmeirenses.

Na Libertadores, anotou o primeiro gol da histórica vitória por 3 a 0, no Allianz Parque, que garantiu o clube na semifinal; já na decisão do estadual, marcou tanto o gol que manteve a equipe viva na disputa no revés por 3 a 1 na casa do rival, quanto nos 4 a 0 no estádio palmeirense.

Entre os jogadores do atual elenco, o meio-campista é, ao lado de Dudu, o maior goleador em clássicos: 12 gols, sendo quatro frente ao rival do Morumbi.

Artilheiro em mata-matas

Dos 61 gols marcados por Veiga com a camisa do Palmeiras, 18 aconteceram em jogos eliminatórios, sendo nove somente em finais – o que faz dele o atleta com mais tentos anotados em decisões na História do clube. Confira a lista:

  • Palmeiras 4 x 0 Godoy Cruz (um gol) – oitavas-de-final da Libertadores 2019
  • Red Bull Bragantino 1 x 3 Palmeiras (um gol) – oitavas-de-final da Copa do Brasil 2020
  • Palmeiras 3 x 0 Ceará (um gol) – ida das quartas-de-final da Copa do Brasil 2020
  • Ceará 2 x 2 Palmeiras (dois gols) – volta das quartas-de-final da Copa do Brasil 2020
  • Flamengo 2 x 2 Palmeiras (dois gols) – Supercopa do Brasil 2021
  • Palmeiras 1 x 2 Defensa Y Justicia (um gol) – segundo jogo da Recopa 2021
  • Universidad Católica 0 x 1 Palmeiras (um gol) – ida das oitavas-de-final da Libertadores 2021
  • Palmeiras 3 x 0 SPFC (um gol) – volta das quartas-de-final da Libertadores 2021
  • Palmeiras 2 x 1 Flamengo (um gol) – final da Libertadores 2021
  • Palmeiras 2 x 0 Al Ahly (um gol) – semifinal do Mundial de Clubes 2021
  • Palmeiras 1 x 2 Chelsea (um gol) – final do Mundial de Clubes 2021
  • Athletico-PR 2 x 2 Palmeiras (um gol) – primeiro jogo da Recopa 2022
  • Palmeiras 2 x 0 Ituano (um gol) – quartas-de-final do Campeonato Paulista 2022
  • SPFC 3 x 1 Palmeiras (um gol) – ida da final do Campeonato Paulista 2022
  • Palmeiras 4 x 0 SPFC (dois gols) – volta da final do Campeonato Paulista 2022