Weverton celebra título e afirma que atual geração entrou para a História do Palmeiras

Weverton defende chute de De Arrascaeta, em jogo do Palmeiras contra o Flamengo, durante partida final da Libertadores 2021, no Estádio Centenário, em Montevideo.
Cesar Greco

Weverton conquista sua segunda Libertadores e ultrapassa seu ídolo Marcos em taças levantadas da maior competição continental

“A América do Sul é mais uma vez nossa”, é o que disse Weverton durante a festa palmeirense no gramado do estádio Centenário após a vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, na final da Copa Libertadores 2021.

Um dos principais jogadores do elenco, o arqueiro foi novamente decisivo para o Verdão ao fazer uma grande defesa no final do primeiro tempo em um chute de De Arrascaeta, quando a equipe do Palmeiras vencia os rubro-negros por 1 a 0.

“Foi duro, foi difícil, acho que esta foi nossa quarta final na temporada e a gente não tinha ganhado nenhum campeonato. Mas quero dizer hoje que louve a Deus, todos que estão felizes, porque ele fez coisas grandiosas por nós. É tempo de comemorar, nós batalhamos muito para chegar até aqui”, contou.

Para Weverton, ainda, a conquista de duas Libertadores no período de um ano faz com que os jogadores do atual elenco fiquem marcados de vez na História do Palmeiras.

“A gente lutou, a gente batalhou. Nossa geração entrou de vez para a história desse gigante brasileiro. Dedico esse título à minha família e a todos os palmeirenses que estiveram aqui, que venderam muitas coisas importantes para estar aqui hoje para comprar ingresso, passagem. E também aqueles que ficaram em casa e não puderam vir”, discursou.

Weverton ultrapassa Marcos em número de títulos da Libertadores

No Palmeiras desde 2018, Weverton chega a cinco títulos conquistados no Palmeiras em 205 jogos disputados: um Campeonato Brasileiro, uma Copa do Brasil, um Paulistão e duas Libertadores.

Os dois troféus levantados na maior competição do continente fazem com que o camisa 21 ultrapasse São Marcos. O ex-goleiro, que é o principal ídolo do atual arqueiro, foi o principal nome da conquista de 1999 e bateu na trave no ano seguinte.

Em relação às vitórias dentro da competição, recentemente Weverton (29) já havia superado Marcos (27) no triunfo diante do SPFC, nas quartas de final.

Maurício Galiotte se pronuncia contra a falta de critério da arbitragem brasileira

Maurício Galiotte se pronuncia contra a falta de critério da arbitragem brasileira.
Cesar Greco

Pelas redes sociais do Palmeiras, Maurício Galiotte disse que é “lamentável o despreparo”

Jogando com os reservas, o Palmeiras recebeu o Atlético-MG no Allianz Parque e empatou a partida em 2 a 2. Depois do jogo, a delegação palmeirense reclamou muito da falta de critérios da arbitragem brasileira.

Primeiro, em entrevista coletiva, o auxiliar João Martins, que substituiu Abel Ferreira à beira do gramado, criticou a não anulação do segundo gol atleticano, anotado por Hulk. Em seguida, por meio das redes sociais do clube, foi a vez do presidente Maurício Galiotte protestar.

Aos 16 minutos do segundo tempo, quando o placar apontava 2 a 1 para o Verdão, Hulk aproveitou uma bola rebatida e empatou o jogo. Entretanto, para que a bola chegasse até o gol defendido por Jailson, foi preciso que Nacho (impedido no lance) desviasse dela.

No último sábado, contra o Fortaleza, uma jogada muito semelhante ocorreu a favor do Palmeiras e o gol foi anulado. Já diante do Fluminense, o segundo gol de Yago Felipe foi válido mesmo após Cazares, impedido no lance, se abaixar e desviar da bola.

Assim como Maurício Galiotte, o ex-goleiro Marcos também reclamou nas redes sociais

Ativo nas redes sociais, o ex-goleiro São Marcos usou o seu perfil no Instagram para também criticar e ironizar o gol validado de Hulk.