Maurício Galiotte se pronuncia contra a falta de critério da arbitragem brasileira

Maurício Galiotte se pronuncia contra a falta de critério da arbitragem brasileira.
Cesar Greco

Pelas redes sociais do Palmeiras, Maurício Galiotte disse que é “lamentável o despreparo”

Jogando com os reservas, o Palmeiras recebeu o Atlético-MG no Allianz Parque e empatou a partida em 2 a 2. Depois do jogo, a delegação palmeirense reclamou muito da falta de critérios da arbitragem brasileira.

Primeiro, em entrevista coletiva, o auxiliar João Martins, que substituiu Abel Ferreira à beira do gramado, criticou a não anulação do segundo gol atleticano, anotado por Hulk. Em seguida, por meio das redes sociais do clube, foi a vez do presidente Maurício Galiotte protestar.

Aos 16 minutos do segundo tempo, quando o placar apontava 2 a 1 para o Verdão, Hulk aproveitou uma bola rebatida e empatou o jogo. Entretanto, para que a bola chegasse até o gol defendido por Jailson, foi preciso que Nacho (impedido no lance) desviasse dela.

No último sábado, contra o Fortaleza, uma jogada muito semelhante ocorreu a favor do Palmeiras e o gol foi anulado. Já diante do Fluminense, o segundo gol de Yago Felipe foi válido mesmo após Cazares, impedido no lance, se abaixar e desviar da bola.

Assim como Maurício Galiotte, o ex-goleiro Marcos também reclamou nas redes sociais

Ativo nas redes sociais, o ex-goleiro São Marcos usou o seu perfil no Instagram para também criticar e ironizar o gol validado de Hulk.

  • Depois de 5 anos em silêncio, após a vaca já ter ido por brejo no Brasileiro, seu galiote resolve aparecer.