Brasileirão 2019: fim do terceiro quartil

Calculadora

O Palmeiras encerrou o terceiro quartil do Campeonato Brasileiro no último domingo, quando venceu o Avaí por 2 a 1 na Ressacada. O resultado alçou o time a 57 pontos em 28 partidas disputadas (67,6%), um aproveitamento muito bom, diante das campanhas históricas. Ano passado, fomos campeões com larga margem, com 70,2% de aproveitamento.

A projeção inicial, antes do início do campeonato, já previa uma subida de sarrafo. Jamais um vice-campeão atingiu a marca de 73 pontos, o que normalmente fazia com que uma projeção de 77 pontos fosse suficiente para o título. Com a consolidação de adversários reconhecidamente mais fortes, nossa nova projeção mirou a marca de 82 pontos (71,9%).

A irregularidade do Palmeiras na trajetória, sobretudo no segundo quartil, fez com que o time ficasse quatro pontos abaixo dessa nova meta. Mesmo assim, mantendo as previsões iniciais, o time chegaria a 78 pontos – uma contagem ótima. O que ninguém podia esperar é que o encaixe lá no Rio fosse tão preciso. Nem os 82 pontos previstos no início parecem suficientes neste momento.

Os quatro pontos abaixo poderiam ser descontados dos pontos vergonhosamente roubados do Palmeiras nos jogos contra o Bahia no Allianz Parque e contra o Inter, no Beira-Rio. Mesmo assim, estaríamos a seis pontos do Flamengo. Considerando o confronto direto em nossa casa, ainda precisaríamos de dois tropeços dos cariocas, dados os critérios de desempate.

Nossa parte

Não adianta chorar. Temos é que seguir fazendo nossa parte e esperar que, assim como houve uma virada significativa após o fim do primeiro quartil, que o Flamengo entre numa espiral negativa.

Neste momento, além de vencer todos os jogos, principalmente o confronto da rodada 36, precisamos torcer para que eles percam oito pontos – duas derrotas e um empate. É uma combinação ingrata.

Todos os jogos do Palmeiras até o fim do ano são ganháveis. Serão seis jogos em casa e quatro fora. O que aflige nossa torcida é a irregularidade do nosso time, que sofre apagões inexplicáveis mesmo em partidas muito fáceis, como a do último domingo.

Por outro lado, já vemos o Flamengo subindo no salto diante da atuação descontrolada da #Flapress. Além disso, eles terão uma viagem a Santiago para um jogo importantíssimo, que certamente os fará perder algum foco.

Se o Palmeiras fizer uma campanha perfeita, com dez vitórias, chegará a excelentes 87 pontos e terá alguma chance de aproveitar eventuais tropeços do Flamengo.

Se recuperar os quatro pontos perdidos em relação à projeção inicial, fazendo 8 vitórias, um empate e uma derrota, chegará aos 82 idealizados, provavelmente insuficientes.

E se apenas cumprir o previsto antes do campeonato, chegará a 78, tornando-se provavelmente o melhor vice da História. Aliás, basta chegar a 73 pontos para alcançar esse irrelevante feito.

Dez jogos é um quartil completo. Tem muita coisa para acontecer e no futebol as coisas viram muito rápido. O panorama indica fortemente o Flamengo campeão e o Palmeiras vice; já não temos muito a perder e a pressão está toda do lado de lá. A ganhar: podemos devolver a virada sofrida há dez anos, com juros. Só nos resta torcer.