A folga dos jogadores do Palmeiras e a ausência do Eduardobol

Eduardo Baptista comanda treino
César Greco / Ag.Palmeiras

O elenco volta a se apresentar amanhã pela manhã na Academia de Futebol, depois de dois dias de descanso concedidos pela comissão técnica. Os jogadores, além de descansarem o corpo, tiveram muitas horas de reflexão após a vexatória derrota por 3 a 0 em Campinas.

Parte da torcida – sempre aquela mais barulhenta – logo esbravejou. Cheios dos direitos, afinal, pagam Avanti e ingresso, colocaram as mãos nas cadeiras e se indignaram com o que consideraram um prêmio aos jogadores. Para eles, time que perde um jogo por falta de vontade tem que treinar no dia seguinte das 6 da manhã até 4 da tarde, sem pausa, de preferência rodeados por chibatas.

Bobagem. Se fosse realmente o caso de punir os jogadores, seriam aplicadas as regras do manual de comportamento – e a maioria das sanções são no bolso, que é onde os jogadores mais sentem.

Falando francamente: não há motivo para crer que o desempenho pífio dos jogadores tenha sido uma wesleyzada, algo deliberado passível de punição – a não ser que alguém acredite no Neto e em seus similares e compre a ideia de que o trote no Roger Guedes rachou o elenco. Por favor…

Temos uma comissão técnica do mais alto nível e podemos supor que houve motivos para essa folga incomum. Talvez tenha havido algum consenso em relação a dar um tempo para os jogadores apagarem a péssima partida da cabeça, depois de uma semana tão intensa. Ou talvez por causa do desgaste físico. Ou as duas coisas. Seria muito interessante que alguém viesse a público e desse uma palavra a respeito do assunto – qualquer justificativa já serviria para dissipar a revolta pueril que assola as redes sociais.

Mas mesmo infantiloide, a revolta pode ter um fundo consistente.

Cadê as bolas paradas?

Uma das grandes virtudes do time campeão brasileiro de 2016 foi a enorme eficiência nas jogadas de bola parada. Qualquer falta, escanteio ou mesmo lateral próximos à área adversária virava um tormento para as defesas, e não raro, eram convertidas em gols. No último domingo, diante da crônica falta de criatividade, o Palmeiras alçou dúzias de bolas aéreas na área da Ponte Preta – todas rechaçadas sem maiores dificuldades pela boa dupla de zaga formada por Marllon e Yago.

Mina e Vitor Hugo, zagueiros que marcaram vários gols importantes na campanha de 2016, só não morrem de fome este ano porque não dependem de gols para comer: apenas um gol da dupla, feito pelo colombiano contra o Jorge Wilstermann, no abafa.

Vem, Eduardobol

Eduardo Baptista está devendo nas jogadas ensaiadas. Parece até que comprou a marcação da imprensa em cima do Cuca. As bolas paradas não são apenas soluções para times empacados na criação. Ao contrário, são variações fundamentais que, eventualmente, servem de muleta quando os caminhos regulares, por qualquer razão, não levam a lugar algum.

Os cruzamentos estão saindo baixos. Os jogadores parecem mal posicionados dentro da área. As defesas em geral têm levado enorme vantagem sobre nossa força aérea, mesmo com toda a altura de nossos jogadores. E isso tem um nome: falta de treino específico.

Nossa comissão técnica recebeu uma missão difícil para esta semana: cinco dias para preparar o time para reverter um placar adverso de 3 a 0. Decidiu usar dois desses dias apenas para assistir a vídeos, estudar, pensar e discutir enquanto os jogadores descansavam o corpo e a mente. Restam três dias para ensaiar o plano de jogo junto com o elenco. Saberemos se é suficiente no sábado – não pelo placar, mas sim pela atuação coletiva do time.

Podemos até ser eliminados, mas desde que por méritos do adversário. Jamais por apatia ou impotência de nossa parte. Não com este nível de investimento. Ao programar dois dias sem atividade, Eduardo e sua comissão aumentaram muito suas responsabilidades.

  • Concordo.

    Se o time tivesse jogado de forma razoável, a folga seria bem vinda mesmo.

    Mas da maneira que se pintou o time, sem criação e sem nenhuma jogada ensaiada de efeito, a folga deveria ser aquela somente da CLT, ou seja, 1 da semana, que é obrigatória.

    Não vai bastar ao EB um time jogando melhor se o Palmeiras for eliminado do Paulista.

    A responsa cairá sobre os ombros do EB. Mas se houver falhas novamente, como as do ZR, sobrará pra quem falhar tb.

    • Que julgamento mais ridículo. Com um torcedor como vc o Palmeiras não precisa de cornetas e de adversários.

      • Não tenho o habito de cornetar. Aliás, sigo esse blog justamente por ter uma opinião diferenciada dos demais, indo contra a maré midiática. Apesar disso, na minha visão, o prass nunca me convenceu muito bem. mesmo com algumas defesas difíceis, acho que faz firula aonde não precisava e só sabe virar a cara quando está no 1 contra 1. Jailson pra mim, em contrapartida, se mostrou um cara forte, joga sem frescura, fecha o gol, tem cara feia e defesas espetaculares. Espero que tenha compreendido melhor minha posição anteriormente muito vaga. Jah Bless!

  • E esse f.d.p já conseguiu tirar toda a confiança do Borja e nosso maior investimento vai agora precisar de tempo pra se recuperar.Jogador sem confiança não rende nada.
    Trocar o cara pq perdeu um pênalti ou logo depois de tomar uma amarelo e ainda por cima pra colocar um inútil como Alec, é querer mandar o cara para o psicólogo para recuperar a confiança.

  • galera ama tanto o cuca….acha q ele voltando estaria tudo resolvido…mas ninguem lembra que ano passado tinhamos o centroavante titular da selecao brasileira jogando. levantem os numeros do palmeiras sem o jesus ai e veja se seriamos campeoes brasileiros mesmo assim.

    • Sim. Ele ficou fora por semanas na sel. Olimpica e o verdão continuou em primeiro. É preciso entender que a selecao do Palmeiras hoje nao se resume a apenas 1 ou 2 jogadores. Sem duvidas que no primeiro jogo depois de 1 semana de treinamentos com Cuca (ou um tecnico tecnico) esse time voaria nesse paulista. Nao me surpreenderia chegar perto dos 100 gols nao

      • O Palmeiras perdeu a liderança por duas rodadas (17 e 18), só recuperou quando venceu o Vitória na última rodada do turno.

  • Por isso gostava do CUCA, com ele até lateral saia GOL !
    Será que ele já não esta de saco cheio de não fazer nada ?
    liga pra ele Mattos !!!!!!

  • Vou só deixar issi aqui.

    Pacaembu, 19/08/2010

    Marcos; Maurício Ramos, Danilo e Fabrício (Ewerthon); Márcio Araújo, Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Rivaldo; Luan (Patrik) e Tadeu.

    Com este time acima revertemos uma derrota na Bahia por 2 x 0 no jogo de ida.

    #AtéOApitoFinalPalmeiras

    • Estava nesse jogo, antológico gol de falta do Marcos Assunção no final do jogo.
      Foi uma vitória apoteótica, uma pena que acabou ofuscada pela posterior eliminação para o Goiás.
      Quanto ao jogo com a Ponte, se entrar ligado o Palmeiras tem tudo para reverter esta vantagem da Ponte, mas o Eduardo Batista precisa ter firmeza para cobrar os jogadores e trabalhar o ânimo do time.

          • Tá tranquilo. Mas fala a verdade, foi o desgosto de ver essa escalação que te fez se equivocar. Era triste.

          • Kkkkk cara, ainda ontem fui procurar os gols dessa partida pra mim dar ânimo. Não lembrava que foi o Tadeu que meteu dois gols no jogo de volta. E no final ainda tem uma entrevista do Felipão falando algo do tipo “esse é o Tadeu que contratamos, fez valer o esforço” olhe que ataque terrível kkk. vivíamos em um calvário nessa época!!

  • Esse negócio de descanso acredito ser o de menos… O que precisa mesmo acontecer para uma virada é INOVAÇÃO… Se o Eduardo Batista não apresentar isso pro jogo, ja era!

    Eu surpreenderia nessa e faria um 3-4-3, bastante ofensivo:
    (G)Prass, (ZD)Antonio Carlos, (ZC)Mina, (ZE)Vitor Hugo, (AD)Tche Tche, (MD)Felipe Melo, (MA)Raphael Veiga, (AE)Egidio, (PD)Keno, (PE)Dudu, (AT)Willian

    Notem que são escolhas de “velozes”, atacar rapido… e recompor rápido em caso de emergência…. Alguns como o Egídio ficariam livre de responsabilidade de marcação (afinal ja nao marca msm) e tche tche quebrando uma na ala direita, pois é mais rápido e inteligente (desportivamente) que jean e fabiano e nao vem jogando nada no meio

    Ficaria ainda com michel bastos, rafa marques e erick de sobreaviso para as substituições, somente pela velocidade deles…

    Agora devaneios a parte.. improvável que isso aconteça

  • As características deste time é o toque de bola…aquele que empolgou muita gente contra o Novo Horizontino. A bola parada não é mais fundamental como era antes (graças a Deus!). Tem que ser treinada sim, mas não mais do que 2 ou 3 jogadas ensaiadas e só! Temos qualidade para ter posse de bola e fazer desse o nosso jogo.
    Quanto a folga de dois dias, acho que foi uma boa medida para recuperar os jogadores fisicamente, assim afastaremos a alternativa de que seria o cansaço o responsável por uma nova apatia, caso ela se repita.

    • aí pega um time fechadinho como os gambas, alguns time que jogamos na liberta e a própria ponte, ficamos de toque em toque sem saber o que fazer, como ocorreu nestes jogos

        • Mas não foi jogando lateral na área, e batendo falta ensaiada que ganhamos o último campeonato? Ok, o Palmeiras tem que propor o jogo sim, mas também tem que ter alternativas, como a forte bola parada do ano passado.

          • Eu penso diferente…ensaiar uma ou outra jogada de bola parada para faltas próxima da área ainda vá lá (mesmo porque não temos um batedor de faltas descente desde o Marcos Assunção), mas não deve tomar muito tempo nos treinamentos (que já são insuficientes). Temos que aperfeiçoar a técnica do toque de bola…é outro elenco…mais qualificado que o de 2016.

          • Foi contra o Penarol que levamos 2 gols de bolas paradas e suamos sangue para ganhar?

          • Uma coisa não tem nada a ver com a outra. O fato de não priorizarmos bola parada não que dizer que nossa defesa não deve treinar para neutralizá-las.

          • O elenco mais qualificado não teve qualidade minima para diminuir a diferença que a Ponte construiu.
            Essa conversa de que somos autosuficientes, prá mim, é arrogância, soberba pura.
            E, parafraseando o dito popular, “a soberba precede à queda”.

          • Disse que esse elenco é mais qualificado que o nosso elenco de 2016 e não que é o mais qualificado de todos. Entendeu?

        • É uma possibilidade à mais. Não deve ser simplesmente desprezada.
          Ao contrário, deve ser aprimorada, para poder usar com eficiência, quando todos os outros caminhos estão obstruidos.

          • Onde você leu que eu disse para desprezá-la? Disse que deve se limitar a umas 2 ou 3 jogadas ensaiadas.

  • Cara quase nunca concordo com jornalistas e blogueiros mas nessa estou com vc no velho gênero número e grau estarei lá pra conferir e não seremos eliminados por apatia ou impotência podes acreditar!

  • Essa altura não há como pedir a cabeça do EB ou culpá-lo, nos resta apoiar e acreditar! Não estou defendendo o técnico (e não concordei com sua contratação), porém é o que temos hoje! Possuímos o melhor elenco da América Latina e totais condições de reverter o placar e golear a Ponte, AVANTI !

  • A única maneira de reverter o fracasso de Campinas é golear implodindo a ponte de diferença de quatro gols.

    • Faz parte. O problema da maioria dos brasileiros é julgar sem ler e saber sobre o assunto.
      Preferem julgar pelo que os outros pensam. É a tal preguiça intelectual.

  • O Palmeiras pode fazer o resultado, time é bom, estádio lotado,não tenho dúvida. Só espero que isso venha acompanhado de um bom futebol e esquema tático montado pelo EB

  • Alguém já falou aqui sobre a diferença das cobranças de escanteio entre Dudu e Michel Bastos.

    E eu concordo plenamente.

    A eficiência das batidas de MB tem sido muito superior.

    Será que nosso capitão não treina?

    • O EB é um lesado e não tem peito para ir lá no cara e falar quem deve ou não deve fazer o quê. Até hoje não viu que o Dudu não acertou um gol de falta e continua deixando o cara errar tudo? Não faz gol nem de pênalti quer bater falta? E os cruzamentos? Só chuveirinho. Escanteio no chão ou no primeiro pau com Mina dentro da área, pqp, tá difícil. Já tem uns 6 jogos que tô falando a mesma coisa.

  • sábado poderia ser maneiro: o time jogando sossegado, aproveitava o calor da quarta-feira e entrava para acabar com o jogo e aí sim, poderia dar folga e preservar alguns jogadores para a segunda partida visando a libertadores. Bom agora não adianta, vamos ter que atropelar….dói ver o Gilso no Banco vibrando!!

  • Só digo uma coisa: ser eliminado pela Macaca treinada pelo eterno estagiário Kleina e com o elenco que tem nas mãos será uma mancha tão atroz no currículo do EB que nem Omo Dupla Ação será capaz de remover.

    • O EB corre o risco de ser eliminado por um time que ele treinou e montou, será que o Palmeiras não tem elenco? É evidente que era pra ter entrado com o time reserva.
      Sábado, 5 a 0 Verdão!

    • assim como o “mestre” Gilson kleina pelo verdao conseguiu ser eliminado em 2014 para o poderosissimo Ituano de Doriva, num pacaembu lotado de palmeirenses… por isso que o futebol é a paixao nacional

    • Ele nem tá dormindo por causa disso. Vc então já deve ter cortado os pulsos. Kkkk

  • Por favor amigos palestrinos me ajudem a lembrar o nome dos comentaristas que se cair no Tietê a gente não sabe a diferença entre eles e o cocô, Mauro Cesar Pereira , neto , Sormani , Juca kfouri , José Trajano de cabeça lembrei desses se

  • Sábado é jogo de superação. É jogo para mexer com os brios e com o orgulho dos jogadores. É jogo para separar os homens dos meninos.
    Amanhã na apresentação, leva todo mundo para uma sala e apresenta um vídeo com tudo que a imprensa vêm falando ou escrevendo (e o que a nossa própria torcida falou e escreveu). Mexe na ferida. Motiva. Mostra a parcial de venda de ingressos. Incendeia o time. Fecha um pacto.
    E sábado… bom, sábado tem que sufocar. Tem que ir no embalo da massa. Adiantar as linhas, não deixar os volantes deles jogarem, fazer eles estourarem a bola e ficar atento a segunda bola. Amassar eles lá atrás. Chegar junto quando tiver que chegar.
    MAIS DO QUE ESCOLHER OS 11 QUE SAIRÃO JOGANDO, ESTE É O SEU PAPEL À PARTIR DE AMANHÃ EDUARDO BATISTA.

  • Como tem gente caindo na pilha dos anti (como o “baita” comentarista neto) e dando corda pro tal trote no Guedes. Quem já foi garoto sabe q isso é super normal. Os caras passam do ponto mesmo, tem sempre uns mais nervosinhos q querem briga, mas fica por aí. Parem de dar ibope pra essa corja q quer desestabilizar o Palmeiras de qq jeito!

    • Ainda estão nessa de trote?????? Bom o crack neto passou 1. Hora e meia falando mal do Felipe Melo por ele revidar oq falou o Uruguaio q chamou ele de macaco, já não assisto essa merda por essas e outras . Agora ficar dando moral pra esse lixo é de mais , nem eu que sou corneteiro compro as notícias deste cidadão

  • Concordo, a ineficiência nas bolas áreas estão gritantes, o EB chegou falando que ia manter a base de jogo de Cuca e tal, a única coisa que vi ele manter no começo e logo depois tirou foi o lançamento na área via arremesso lateral. Estou confiante sim na virada, acho que podemos reverter ainda no tempo regulamentar, mas eu só penso dessa forma por se tratar de Palmeiras, porque se depender de me motivar olhando para nosso técnico já estaria morto no pessimismo. Tenho uma impressão que se fosse Cuca, Felipão ou Luxa 99% dos torcedores acreditariam que iríamos virar, só pelo simples fato de que esses técnicos sabem pilhar o jogador na medida certa e assim virar placares quase que irreversíveis Exemplo: Palmeiras e Vitória, sul-americana de 2010, perdemos o primeiro jogo de 2×0, na volta metemos 3×0 com direito a um golaço de falta do Marcos Assunção aos 44 do segundo tempo. #ateoapitofinal

  • o trote com o Guedes foi desnecessário, não acho q tenha rachado o elenco, mas vi as imagens, rolo tapa, cotovelada, chute e até soco, como diria minha vó: brincadeira de mão , brincadeira do cão …

    • Roger G. não gostou, não. Deu soco e cotovelada em quem veio pra cima dele. Isso é brincadeira? A ideia desse “batizo” no Guedes foi de um jegue.

  • Pra mim que não tenho assistido nada de esportes desde o jogo de domingo , primeiro pq eu imagino o tipo dos comentários seja na EPN, Fox, Bnd , EI ou RGT e tudo a mesma porcaria ,mas era a mesma coisa que eu estava pensando hoje , sobre a ineficiência das bolas paradas ofensivas e defensivas , espaçamento das linhas ,acho que é por isso que o tchê tchê tá jogando mal ,pq está mal posicionado em campo , e sobre a folga ao elenco não vejo problema algum por mim aqui tinha que ser igual a Europa acabar com a concentração ,acho que nem com 1 mês pra treinar o time vai mudar muito, pra mim vai ser isso mesmo até o fim (não digo a postura de domingo mas o jeito do time jogar ) pra quem gosta blz, mas pra quem acha pouco como eu vai ter que torcer pra gente estar totalmente enganado , pra que possamos ganhar algum título este ano

  • Sé espero que o Eduardo Batista não esteja dando uma de Marcelo Oliveira que dava dois dias para descanso a um time que andava em campo, tudo bem que o time precisava de um descanso depois da meia partida da quarta feira, pois no primeiro tempo, o time não jogou nada e portanto não seria necessário dois dias e mesmo que tivesse programado, depois da “exibição” de domingo, deveriam voltar na terça, pois se apresentarmos o mesmo “futebol”, vamos perder novamente no sábado. Perfeito a observação sobre o placar, o importante é demonstrarem vontade de jogar e não apenas entrarem em campo.

  • Hahahahaha… O Mingau levou uma surra no STF, 3 x 1 negando o recurso q pedia o título brasileiro de 87! Dada a composição flamenguista e politiqueira do STF, já tava me preparando pra dizer q se o Mingau fosse reconhecido como campeão de 87, seria um “título de fax”! Mas nem foi preciso! Tomaram uma sova no tribunal! Fica só no cheirinho mesmo! Verdão: eneacampeão brasileiro!

  • o fato é que Tchê Tchê parou de jogar… Dudu não voltou muito legal daquela maldita Seleção…. E Borja… bem…. Ainda não mostrou pra que veio.

  • Gente, tá tão na cara que esse treinador não tá pronto, é só olhar a cara dele e a gente já fica desanimado, imagina os jogadores então ? O cara é um banana, medroso, podia ter feito o feijão com arroz e mantido o cucabol, e algumas intervenções pontuais… Quis mudar todo o jeito do time jogar, e fez merda. Um ponto fortíssimo nosso era Jean, Tche² e Guedes pela direita, ele acabou com isso.
    O Zé Roberto sempre começa a temporada mal fisicamente e no meio do ano está voando, aguardem.
    Precisávamos é de Victor Luis pegando experiência e aprendendo com Super Zé… Vai entender
    Matheus Sales não deve muita coisa pro Tche-Tche não, tinha que ser reintegrado urgentemente.
    Dracena não impõe respeito como o Vitor Hugo fazia, sem contar que não é canhoto, e não tem velocidade pra cobrir o Zé, ou seja TÁ ERRADO professor, se liga. Felipe Melo tem que estar sempre no centro do campo, sendo o nosso Pirlo maloqueiro. Uma ótima idéia seria um 4-1-2-3 Com Tche Tche de um lado e Michel do outro, ajudando Felipe na marcação e saindo pro apoio. Deixava Guedes, Dudu e Borja se virarem na frente, alternando de posição de vez em quando. Mas parece que o cara não tem essa criatividade

  • Discordo de um ponto.Bola cruzada por baixo eh bem mais eficiente q a aérea, vide q pode rebater e entrar.

  • Pelo que li na internet, a folga já estava programada, independente de qual fosse o resultado do jogo de domingo. Infelizmente foi uma vergonha e agora até isso virou motivo de discussão e teorias…

    Sobre as bolas paradas, eu já havia citado isso outra vezes aqui. Perdemos todo nosso poder aéreo, antes sempre quando tínhamos faltas, escanteios e até laterais, a torcida já ficava na expectativa pois a chance de gol era enorme. Hoje em dia, a impressão que dá é que os jogadores cruzam de qualquer maneira e seja o que Deus quiser… Até os laterais são assim, Fabiano e até Zé Roberto jogam bolas na área mas nunca dá em nada. Isso é culpa do treinador. Se assistiu todos os jogos do Palmeiras ano passado, já deveria ter aprendido a posicionar melhor os jogadores.

  • Quando ao Eduardo Baptista, nem falo mais… o time piorou em todos os fundamentos em relação a temporada passada e segundo o mesmo assistiu todos os jogos, como pode?!

    É um treinador muito bom na teoria, mas na prática fraquíssimo, talvez um dia se torne um bom treinador, mas hoje em dia é fraco demais. Teve pré-temporada (Coisa que todo treinador sonha ter) contratou quem quis e em 4 meses não vemos nada, ABSOLUTAMENTE NADA, desculpa quem tem esperança ainda!

  • Eu detesto dizer isso, porque torço pro Eduardiola se consagrar no Palmeiras, mas o esquema dele mata o time. No 4231, cada volante cobre uma lateral: Tche Tche pega a direita e o Felipe Melo (no passado era o Moisés), a esquerda. No maledeto 4141 o Tche Tche fica muito adiantado e do lado errado, resultado: ZR, Jean e Tche Tche tem feito atuações abaixo da média e o Felipe Melo fica perdido entre as duas linhas de 4. No ataque também temos problemas. Borja está sendo obrigado a voltar pra ajudar a marcar e está cansando, Roger Guedes ou Michel Bastos são opções melhores do que o William para iniciarem na ponta direita. O problema principal, no entanto, é perder o meio campo com a segunda linha de 4 muito adiantada e espalhada. Concordo com o Conrado que o desempenho nas bolas paradas está pífio. Não é corneta, é análise!

  • Conrado e a sua mania de desmerecer quem pensa diferente dele, normal tomar um pau da grandíssima Ponte Preta no domingo e quem sabe ser eliminado no próximo sábado, afinal, o que vale mesmo é a final da Libertadores em novembro.

  • Não acho que trote rachou o elenco, mas algo aconteceu.. Em relação ao Neto, queria entender porque ninguém no clube não toma nenhuma atitude, nem da parte do jurídico e nem da assessoria… ele não pode falar esse tipo de coisa e ficar por isso mesmo! Duvido que se fosse outro clube aceitaria, por isso pseudo-jornalistas falam da SEP a vontade, o clube é dirigido por pessoas frouxas e bunda mole.

    • No Palmeiras sempre foi assim, a imprensa faz o que quer, diz o que tem que dizer, e ninguém no clube nunca fez nada….Infelizmente está no DNA das pessoas que assumem a diretoria, seja ela qual for.

  • Salvo engano, essa folga já havia sido definida antes do jogo de domingo. De qualquer forma, só no próximo jogo mesmo vamos saber se vai dar certo. E até acho que a explicação sobre a folga nem deve ser dada à torcida. Isso é processo interno! Deve-se a explicação sobre o motivo de tanta passividade e uma resposta em campo no sábado.

  • Acho que os problemas táticos vão além da bola parada e jogadas ensaiadas, embora sejam os mais flagrantes. A tal marcação por zona não funcionou totalmente, fica a impressão que os laterais ficam rendidos boa parte do jogo por falta de cobertura, ou por terem um trecho muito grande do campo para darem combate, com os pontas voltando pouco (menos da metade do campo).

    Daí o Tchê Tchê ainda é colocado à esquerda do campo pra cobrir o Zé que sobe pouco, sendo que jogou 2016 inteiro do lado direito. Conclusão: matou o futebol dos dois.

    No caso específico do Zé Roberto, não sei se é só a idade (ele começou os dois últimos anos fisicamente um pouco abaixo do resto do time, mas no meio do ano estava voando). Mas de toda forma, é estranho ver nossos dois laterais titulares, que foram considerados dentre os melhores da posição em 2016, tendo exibições horríveis seguidamente. Repito: fica a sensação que a tática não está funcionando tão bem e eles estão sobrecarregados defensivamente. Sobem pouco e ainda assim tomam bola nas costas o tempo todo.

    • Bem observado sobre o Tchê², faz vários jogos que não joga absolutamente nada, muito disso se deve pelo fato de estar caindo pela esquerda e não pela direita. Não havia avaliado dessa forma ainda…

    • Belo comentário, o EB sabe e vem dizendo que ainda falta. O time oscila no novo esquema em produtividade.

      Não é por causa disso que o cara é um incompetente como muitos dizem aqui.

      O Cuca saiu por que quiz, e diga de passagem ficou no chove não molha e a diretoria esperando é isso acabou prejudicando. Infelizmente temos que esperar para ver se o time alcança regularidade, afinal de contas os resultados do EB em aproveitamento estão a nível de 70%…muito bom

      • A questão nem é o Cuca. Trocar de técnico *necessariamente* implica em mudanças na forma de jogar, mesmo que se mantenham a escalação e posicionamento. Um novo técnico muda a rotina de treinos, muda a preparação física, muda os momentos em que o time ataca e recua. Enfim, algum mudança seria inevitável.

        A questão é a insistência em pontos que parecem improfícuos. Não é treinamento e ritmo de jogo – é convicção ruim a respeito de como jogar.
        Cito: posse de bola inócua estilo Parreira, trocando passes entre zagueiros e laterais. Chuta pouco ao gol. Ataca só por um lado na maioria das partidas (quase sempre o esquerdo), ao menos no primeiro tempo (ou seja, desperdiça 45 minutos forçando o jogo só em uma metade do campo). Deixa os laterais rendidos, como citei acima. Inventou besteira na cobrança de escanteio colocando dois jogadores junto à bandeira (essa, pelo menos, parou de fazer), o que tira presença na área. Acabou com a jogada de cobrança de lateral – 100% das vezes, alguém sem a força do Moisés arremessa a bola (que chega lenta) na cabeça do Mina pra ele cabecear pra trás, daí grudam dois marcadores no Mina e mataram a gente.
        O pior de todos os problemas é o aparente salto alto em alguns jogos (Ponte agora, derrota pros gambás, primeiro tempo contra o Peñarol, empate com o Tucumán…), essa idéia que vai ganhar a qualquer instante, de qualquer adversário. O Palmeiras tem o Mattos e o Cícero que também têm de fazer esse trabalho de manutenção do vestiário, mas a linha de frente é o técnico. Baptista foi engolido pelo Fred quando era técnico do Fluminense. Teria peito pra bater na mesa aqui?

        Enfim, Eduardo Baptista é uma figura estranha. Não sei dizer se ele é bom técnico ou não. O time tem mostrado alguns pontos positivos que não tinha com o Cuca (triangulações, gols no final do jogo criados sem chuveirinho e desespero, os zagueiros parecem ter se adaptado bem ao esquema de marcação), mas também tem mostrado alguns pontos bem negativos que não tinha com o Cuca, e sem perspectiva de melhora, mas sim com muita insistência neles. O saldo dele é positivo unicamente pelo aproveitamento e pela sobrevida na Libertadores. A eliminação do Paulista seria péssima, dado que é o único título do primeiro semestre, nossos rivais estão fracos, e conquistá-lo daria estofo e tranquilidade para ele trabalhar.

  • Não só em ataque, mas tbm temos sofrido um pouco defensivamente nas bolas paradas, como no jogo contra o Penarol.

    • Concordo. Acho que após a saída do Torugo do time perdemos tanto defensivamente como ofensivamente nas bolas aéreas.

  • Com relação à Ponte, no domingo passado, um pedaço do discurso do nosso treinador foi fortemente contrariado pela prática. Sua fala “a Ponte é um time reativo” caiu por terra logo aos 40 segundos e, com relação àquele jogo, foi sepultada quando eles marcaram o segundo gol.

    Vamos ver com que postura a Ponte começa o jogo no sábado. Eu não me surpreenderia se eles repetissem a dose por uns 10 a 15 minutos já que um gol deles no início terá forte potencial de murchar os ânimos de nosso time, encaminhando de vez, pra Ponte, a classificação à final.

    De todo modo, “haja o que hajar”, o time tem de estar bem pronto — tatica e animicamente.

    #ForzaEduardo
    #AvantiPalmeiras

  • Eu penso que essa folga foi programada pelo Eduardo para que ele possa assistir vídeos.e.bolar a estratégia pra golear sábado. Precisamos mais do que nunca entender o time dá ponte preta nos seus mínimos detalhes pra ter o máximo de armas possível pra fazer o resultado.

    • Que videos? Pornos? Pq da Ponte ele não precisa assistir não, ele era o técnico e foi ele que montou aquele time, deveria saber exatamente como cada jogador se posiciona e joga, mas acabou que quem se lascou fomos nós….