1
X
1

17/11/2019 - 16:00

Pré-Jogo

Pré-jogo: Bahia x Palmeiras

Na tarde deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o Bahia em partida válida pela 33ª rodada do Brasileirão. Já na reta final e com o líder a uma distância muito grande – mas ainda tirável – não existe alternativa ao Palmeiras a não ser conseguir uma vitória, algo que não deve ser fácil diante do bom padrão de jogo atingido pelo time da casa neste campeonato, mesmo com a recente queda de rendimento.

Palmeiras

PalmeirasDESFALQUES
Seleção
: Gustavo Gómez
Lesionado: Luiz Adriano
Poupado: Felipe Melo

Pendurados: Weverton, Antônio Carlos, Bruno Henrique e Carlos Eduardo

Lucas Lima volta de suspensão e deve compor o banco de reservas. Luiz Adriano tem chances remotas de jogar e Deyverson deve ser mantido no time que entra jogando.

O desfalque de última hora é Felipe Melo, com dores musculares – algo incomum, já que o volante não participou dos últimos dois jogos por suspensão. Para seu lugar, Mano Menezes deve escolher entre Thiago Santos e Ramires.

O time que deve ir a campo esta tarde é Weverton; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Ramires) e Bruno Henrique; Dudu, Zé Rafael e Gustavo Scarpa; Deyverson.

Bahia

BahiaDe cara, o Bahia não pode contar com Artur, Juninho e Guerra, que pertencem ao Palmeiras. Marco Antônio e Elton estão entregues ao DM e também não são opções para Roger Machado.

Gilberto está numa relação conturbada com a torcida: não marca há nove jogos e declarou querer sair do time ao final do ano para jogar no Flamengo – a fala, obviamente, pegou mal junto às arquibancadas, que devem pressionar o atacante esta tarde.

Roger deve usar Ernando na zaga; João Pedro – aquele, que começou como lateral na nossa base – deve compor a meia e Rogério deve ocupar o lugar de Artur – Arthur Caíke ainda corre por fora. O provável time é Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, João Pedro e Flávio; Élber, Gilberto e Rogério (Arthur Caíke).

Números

  • Em 54 jogos desde 1937, a vantagem do Palmeiras sobre o Bahia é enorme: 28 vitórias contra apenas 9, mais 17 empates.
  • Mesmo como visitante, o Verdão tem vantagem no histórico: 16 vitórias contra 4, além de 11 igualdades.
  • Pelo Brasileirão, foram 21 vitórias do Palmeiras, com 12 empates e 9 vitórias do Bahia.

No calendário

O Palmeiras já disputou 16 jogos no dia 17 de novembro, incluindo uma partida lendária contra o Flamengo no Maracanã. Veja a lista completa clicando neste link.

Lei do Ex

Arbitragem

Bruno Arleu de AraújoÁrbitro Principal:
Bruno Arleu de Araujo

Carlos Eduardo Nunes BragaVAR:
Carlos Eduardo Nunes Braga

Projeção de pontos

De acordo com a projeção de pontos feita antes do início do campeonato, estamos quatro pontos abaixo. A meta para este jogo era de empate. Vencer esta tarde nos deixará a apenas dois pontos da projeção original – mas, mais do que isso, é obrigação matemática, já que o Palmeiras ainda está vivo no campeonato, mas respira por aparelhos.

Parpite

O Bahia está numa curva descendente, após um bom primeiro turno. Nos últimos dez jogos, o time comandado por Roger Machado venceu apenas um – possivelmente os jogadores já estão desmotivados com a falta de objetivos, diante da posição na tabela.

Aproveitando os desfalques e a pressão da torcida sobre o time da casa, dá Verdão: 1 a 0, gol de Zé Rafael, para 22.321 pagantes.  VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Escolha a emissora e sincronize a imagem com o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

TV GloboGlobo (para SP e BA)

PFCPFC

TNTTNT

Pós-Jogo

Bahia 1x1 Palmeiras

Mostrando apenas alguns minutos de dedicação total, como exigia o cenário, o Palmeiras não passou de um empate por 1 a 1 contra o Bahia na Fonte Nova, e diante de mais uma vitória do Flamengo, desta vez em Porto Alegre, praticamente deu adeus definitivamente ao título brasileiro e fechará o ano, que começou tão promissor, em branco.

Ainda que a matemática permita manter as contas abertas, o bom senso não permite que alimentemos o sonho de vencer as cinco partidas restantes e torcer para que o Flamengo marque no máximo um ponto nas partidas em casa contra Ceará e Avaí, e fora contra o Santos. Com os dois pontos que nos escaparam esta tarde já seria difícil sonhar. Sem eles, só com o maior milagre de todos os tempos da História do futebol. Não dá mais.

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

Aos 27 segundos, Marcos Rocha cobrou lateral rápido na direção de Zé Rafael dentro da área; o camisa 8 girou rápido e bateu forte, por cima do gol de Douglas.

4'
Bahia

Após cruzamento da esquerda, Arthur Caíke testou sem muita força e Weverton defendeu sem maiores problemas.

13'
Palmeiras

Dudu fez jogada pessoal e bateu da entrada da área, mas Douglas defendeu sem problemas.

15'
Bahia

Lindo passe de Élber para Gilberto, que fez o facão por trás de Vitor Hugo e tocou na saída de Weverton, que esticou o bração pelo alto com muito reflexo e impediu o gol certo do Bahia.

19'
Bahia

João Pedro foi ao fundo e cruzou; Arthur Caíke tentou emendar um voleio, girou bonito mas não pegou bem na bola, que ficou fácil para Weverton.

O Palmeiras encaixou o jogo e passou a dominar todas as ações. MAs mesmo com muita posse de bola, as jogadas não tinham sequência e o time não ameaçava a meta de Douglas.

27'

Lucas Fonseca disputou a bola com Deyverson dentro da área e deixou o braço intencionalmente no rosto do camisa 16. A arbitragem carioca, no campo e na cabine do VAR, preferiram acreditar que foi sem querer.

36'
Bahia

Em rápido contra-ataque, Élber ganhou de Vitor Hugo, entrou na área mas foi abafado pela saída precisa de Weverton.

47'
Bahia

Gol do Bahia – Gilberto recebe nas intermediações da área, é marcado por Luan e se desmancha – a arbitragem carioca inventou uma falta perigosa, a dois passos da risca da área. Arthur Caíke bateu, ela ficaria na barreira mas Deyverson saltou como um parafuso, e no que girou a bola passou ao lado de seu corpo, entrando no canto esquerdo de Weverton. E assim terminou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Gustavo Scarpa, nulo, e Deyverson, que apareceu de forma negativa, saíram do time, para as entradas de Lucas Lima e Borja.

2'
Palmeiras

Borja recebeu de costas para o gol, dentro da área; girou rápido e chutou cruzado – a bola passou raspando a trave esquerda de Douglas.

8'
Palmeiras

Marcos Rocha apoiou, foi ao fundo e cruzou; Borja testou desequilibrado e mandou por cima do travessão.

12'
Palmeiras

Bruno Henrique, que passou a participar mais do jogo, chutou cruzado à meia altura – a bola desviou, foi amortecida e ficou nas mãos de Douglas.

13'
Palmeiras

Dudu fez linda jogada na direita, entrou na área e rolou para Bruno Henrique, que teve todo o gol à disposição mas pegou muito embaixo da bola, mandando por cima.

14'
Palmeiras

O Palmeiras aumentou a pressão: desta vez foi Zé Rafael quem tentou o arremate de média distância, mas a bola subiu demais.

18'
Palmeiras

Bruno Henrique teve falta perigosa pelo lado esquerdo, mas mais uma vez bateu por cima do gol.

26'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Zé Rafael achou Borja se projetando por trás de Lucas Fonseca e o camisa 9 bateu com estilo, entre a trave e o goleiro – que deu uma ajudinha – e a bola morreu no fundo do gol do Bahia.

27'

Foi o último lance de Zé Rafael, que deu lugar a Willian Bigode.

36'
Palmeiras

Grande jogada de Dudu pela direita; ele bateu cruzado e Borja desviou com a barriga – ela ia entrando no cantinho esquerdo mas Douglas se esticou todo e, com a pontinha dos dedos, desviou a escanteio.

45'
Palmeiras

Borja puxou o contra-ataque, abriu para Lucas Lima pela esquerda, já dentro da área, mas o goleiro Douglas se arrojou aos pés do camisa 20 para ficar com a bola.

46'
Palmeiras

Dudu rabiscou no meio de quatro marcadores e tocou mais na esquerda para Willian, completamente livre; o camisa 29 tentou aproveitar o erro de marcação da defesa do Bahia e buscou o ângulo esquerdo de Douglas, mas bateu fora.

49'
Palmeiras

Após cobrança de lateral de Marcos Rocha, a zaga rebateu para a meia-lua e Lucas Lima aproveitou a sobra para bater de três dedos; ela tinha o endereço, mas acabou fazendo a curva para a esquerda e saiu a milímetros do gol de Douglas.

49'

A arbitragem carioca de Bruno Arleu de Araujo cumpriu sua missão e encerrou a partida com apenas 4 minutos de acréscimos.





Fim de jogo

O Palmeiras até que tentou na parte final, mas não conseguiu. Faltou esse apetite durante todo o jogo. Borja e Lucas Lima deram um novo ânimo ao time, mas não foi suficiente para chegarmos à virada.

As próximas partidas tendem a ser melancólicas. Ainda existe o confronto direto contra o Flamengo e vencê-los em casa é questão de honra. Pelo menos para nós, torcedores – resta saber se os jogadores pensarão assim. Se já não encararam este jogo como devia, imagine quando pegarem a bucha.

Toalha na lona, é hora de começar a pensar em 2020. Antes de pensar em peças do elenco, é necessário saber se ficaremos com Mano Menezes. É essa a discussão que devemos colocar na mesa a partir de agora., sem perder a dignidade para disputar as cinco partidas que ainda restam no ano. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Bahia

Douglas
João Pedro
Wanderson
Lucas Fonseca
Moisés
Gregore
Flávio
Shaylon
Arthur Caíke
Ronaldo
Élber
Lucca
Gilberto
Fernandão
Roger Machado
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Duas defesas no primeiro tempo - uma de muito reflexo.
7.5
Marcos Rocha
Boa participação defensiva, sobretudo no primeiro tempo.
6.5
Luan
Atuação firme e discreta, como nos melhores momentos da dupla com Gustavo Gómez.
6.5
Vitor Hugo
Tomou uma ou outra nas costas, mas diante do que vinha jogando, melhorou bem.
6.5
Diogo Barbosa
Discreto e burocrático.
6
Thiago Santos
Só preencheu os espaços e bloqueou o que estava a seu alcance.
6
Bruno Henrique
Mesmo numa tarde abaixo da média, foi peça importante no meio-campo e levou perigo ao gol adversário .
6
Dudu
Pegue o comentário do Bruno Henrique e substitua "meio-campo" por "ataque".
6
Zé Rafael
Consciente, tanto jogando por dentro quanto caindo pela esquerda. Criou o lance do gol.
6.5
Willian
Entrou bem, agudo, preocupando o setor direito da defesa do Bahia. No final, perdeu o gol da vitória.
6.5
Gustavo Scarpa
Muito preso na linha lateral, pouco ajudou na construção das jogadas.
5.5
Lucas Lima
Entrou elétrico, muito a fim de jogo, finalmente aproveitando bem uma chance. Por que será que é só perto do fim do ano?
7
Deyverson
Virou de ladinho na barreira. Fim.
4.5
Borja
É assim que se mostra para o técnico e para a torcida que pode ser útil. E tem razão de ficar bravo, vendo o Deyverson de titular por tanto tempo.
8
Mano Menezes
Mano Menezes
Não era jogo para empatar. Tinha que ter montado o time, estratégica e mentalmente, para partir em busca da vitória desde o início. Seus números são bons, mas desse jeito nunca fará frente a outro que se destaque muito, ficará sempre em segundo..
5