1
X
1

Foi uma partida equilibrada e muito disputada pelos times mistos dos dois clubes. Num gramado muito pesado, as duas equipes finalizaram bastante e o placar foi definido nos detalhes.

O Palmeiras segue com problemas ofensivos – cria bastante, mas peca nas finalizações, ou o último passe não sai bom – mesmo assim, o volume de jogo faz com que as jogadas de bola parada aconteçam – e é de onde o Palmeiras vem tirando boa parte de seus gols neste início de temporada.

Rafael Navarro, Atuesta e Gabriel Veron, por razões diversas, não encaixam as jogadas decisivas – menos mal para o colombiano, que ao menos participa muito bem antes do terço final; seu problema parece apenas de apuro técnico na finalização. Veron e Navarro precisam ajustar a parte mental.

Gabriel Menino, que tinha jogado apenas 80 minutos no ano (em 3 partidas), voltou após lesão e pareceu mais focado, jogando com seriedade e sem sentir muito a falta de ritmo. Pode ter sido um bom reinício.

O Palmeiras teve dificuldades no primeiro tempo, com o meio-campo do time da casa encaixotando o segundo estágio de nossa saída de bola. Com isso, só conseguimos encaixar jogadas de ataque nas bolas longas, diretas, que não passavam pela faixa central.  O gol do time da casa apenas agravou esse panorama, com o fator mental aumentando um pouco a ansiedade de nossos jogadores.

Mesmo assim, o equilíbrio prevaleceu, com as duas equipes se alternando no comando das ações. O Bragantino foi para os vestiários ao fim do primeiro tempo com a vantagem apenas por ter, nos detalhes, aproveitado melhor as chances que criou.

No segundo tempo o volume do Palmeiras foi maior depois que Abel colocou o time no 4-3-3 que às vezes era um 4-2-4, com as entradas de Giovani e Deyverson. Rafael Navarro, mesmo desperdiçando muitas chances, acabou sendo fundamental ao sofrer o pênalti que deu ao Palmeiras o gol de empate.

Deyverson pode ter feito sua última partida pelo Palmeiras, dado o teor de suas mensagens nas redes sociais. E não podia ter sido mais emblemática, com um gol e uma expulsão estúpida.

Abel fez a gestão de energia e, com criatividade, conseguiu armar uma equipa competitiva que conseguiu o principal objetivo da partida: após uma sequência vitoriosa em três clássicos, segurou a invencibilidade e manteve viva a expectativa de terminar o campeonato sem derrotas e, assim, conseguir mais uma marca expressiva.

Mas ainda restam quatro partidas para cravar o feito histórico. Basta uma partida mal jogada para interromper a jornada. Por isso, todos precisamos seguir com o foco e a humildade, disputando uma partida por vez, e trabalhando duro. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Escalação

Red Bull Bragantino

Maycon Cleiton
Andrés Hurtado
Léo Realpe
Aderlan
Lucas Evangelista
Weverson
Luciano
Jadsom
Praxedes
Miguel
Bruninho
Helinho
Welliton
Jan Hurtado
Artur
Sorriso
Maurício Barbiéri
TÉCNICO


Primeiro tempo

2'
Red Bull Bragantino

Helinho cobrou escanteio da direita bem fechado e ela bateu na primeira trave; Kuscevic afastou o perigo.

16'
Palmeiras

Rafael Navarro ganhou na saída de bola de Lucas Evangelista, entrou na área e bateu cruzado, à direita do gol.

17'
Palmeiras

Atuesta acionou Gabriel Menino; o camisa 25 entrou na área e tentou bater cruzado para alcançar Gabriel Veron; o goleiro desviou a bola mas a arbitragem não viu.

25'
Red Bull Bragantino

Gol do Bragantino – Sorriso bateu do bico da área, cruzado; Lomba caiu no canto esquerdo e rebateu; Helinho pegou o rebote e tocou firme no canto esquerdo.

32'
Palmeiras

Atuesta interceptou a saída de bola e partiu em contra-ataque; abriu para Veron na direita, correu para a área e recebeu de frente; o colombiano bateu firme e a bola bateu em Léo Realpe, na volta, ele mesmo aproveitou e chutou de novo; a bola outra vez bateu em Léo Realpe e a defesa aliviou.

36'
Palmeiras

Gabriel Menino se projetou na direita e foi lançado por Gustavo Gómez; o cruzamento veio por baixo, na meia-lua, para a chegada de Gabriel Veron, que tirou do primeiro marcador  e bateu no canto direito – Léo Realpe  esticou a perna e desviou a bola, que tinha o endereço.

37'
Palmeiras

Rafael Navarro bateu de fora, da meia esquerda, e obrigou Maycon Cleiton a defender no canto esquerdo.

41'
Red Bull Bragantino

Kuscevic saiu jogando errado; Praxedes ficou com a sobra e chutou rasteiro no canto esquerdo; Marcelo Lomba defendeu e colocou a escanteio.

47'

Desatento, perdendo vários lances, Flávio Rodrigues de Souza encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Os dois times voltaram sem alterações dos vestiários.

2'
Palmeiras

Gabriel Veron puxou o contra-ataque pela esquerda; inverteu a jogada para Gabriel Menino, que arriscou de fora, por cima do gol.

18'
Red Bull Bragantino

Artur recebeu em velocidade pela direita; investiu e bateu de canhota, cruzado – a bola passou muito perto da trave direita de Marcelo Lomba.

21'

Saíram Gabriel Menino, Breno Lopes e Gabriel Veron; entraram Garcia, Giovani e Deyverson.

 

22'
Palmeiras

Lomba despachou; Deyverson tirou a casquinha e Wesley enfiou para Rafael Navarro, que entrou livre na área e finalizou em cima de Cleiton.

31'

Entraram Gabriel Silva e Vanderlan; saíram Wesley e Jorge.

 

 

33'

Rafael Navarro disputou a bola com o goleiro e foi empurrado por trás – após o VAR interferir, o árbitro assinalou o pênalti.

37'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Deyverson bateu o pênalti no canto direito baixo e empatou o jogo.

38'

Deyverson sofre falta forte; o árbitro não marcou; o camisa 16 foi pra cima do juiz de forma acintosa e recebeu o cartão vermelho.

42'
Palmeiras

Gabriel Silva esticou no contra-ataque para Rafael Navarro, que entrou na área com pouco ângulo e tentou encobrir o goleiro, mas exagerou na força.

43'
Palmeiras

Garcia desceu em velocidade e cruzou por baixo; Gabriel Silva fechou no segundo pau, sem goleiro, de dentro da pequena área, mas errou a chapada – Léo Realpe fazia pressão no camisa 49 e o induziu ao erro.

45'
Red Bull Bragantino

Aderlan bateu falta da meia direita; a bola desviou na barreira e tirou Lomba do lance, mas saiu à direita do gol.

46'
Red Bull Bragantino

Bruninho pegou uma bola espirrada dentro da área e bateu de primeira, cruzado; Marcelo Lomba voou na última gaveta e espalmou a escanteio.

50'

O árbitro encerrou o jogo.



Notas


Jogador
Descrição
Nota
Marcelo Lomba
Duas ótimas defesas que garantiram a invencibilidade.
7.5
Kuscevic
Inseguro no início, talvez por causa do estado do gramado - com o passar do tempo, se firmou.
6
Gustavo Gómez
Meio zagueiro, meio lateral direito, fez uma partida diferente.
6.5
Jorge
Mais um jogo de oscilação - para baixo.
5.5
Vanderlan
s/n
Gabriel Menino
Para uma partida em que voltava de lesão, sem ritmo, foi bem. Passou uma imagem de seriedade.
6.5
Gustavo Garcia
Apesar do pouco tempo em campo, fez uma jogadaça que Gabriel Silva não aproveitou.
6.5
Jailson
Meio zagueiro, meio volante, cumpriu ordens.
6
Atuesta
Ótima partia na construção, mas precisa desenvolver melhor a finalização, que irritou boa parte da torcida.
7.5
Breno Lopes
Apagado, sem inspiração.
5.5
Giovani
s/n
Rafael Navarro
Tá na cara que o problema é de pressão, ansiedade. Finaliza mal e perde gols porque não controla os nervos. As fichas vão sendo desperdiçadas, restam poucas.
6
Gabriel Veron
Precisa caprichar mais, acertar mais. Vai bem até um certo ponto da jogada, mas estraga no fim com um passe errado ou uma decisão equivocada.
5.5
Deyverson
A divulgação da súmula limpa um pouco sua barra, não falou nada escabroso; mesmo assim, não está certo o que fez.
5
Wesley
Precisou de quase 90 minutos para acertar um grande passe. Pode fazer mais.
6
Gabriel Silva
Pressionado, errou a chapada que poderia ter definido uma vitória.
5
Abel Ferreira
Abel Ferreira
Fez a gestão de energia de forma eficaz e garantiu a invencibilidade ao fim da fase.
7