0
X
2

Pré-Jogo

Pré-jogo Bragantino x Palmeiras

Na tarde deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o Bragantino, em jogo válido pela quarta rodada do Paulistão. Com três vitórias na bagagem, o Verdão tenta a quadra para se manter na liderança do campeonato com 100% de aproveitamento.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Jean, Diogo Barbosa e Deyverson
Pré-temporada estendida:
Edu Dracena e Gustavo Scarpa
Não inscritos:
Fabiano, Emerson Santos, Jean, Pedrão e Hyoran

Com o início do rodízio promovido por Roger Machado na última partida, fica difícil prever o time que vai sair jogando no Marcelo Stéfani. O treino de sábado foi fechado para a imprensa e estamos totalmente no escuro para a escalação. O time-base, no entanto, segue sendo Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo e Tchê Tchê; Willian Bigode, Lucas Lima e Dudu; Borja.

Bragantino

O Bragantino conheceu a primeira derrota do ano na rodada passada, quando perdeu em casa para o São Bento. O técnico Marcelo Veiga Eterno, no entanto, não deve mexer no time que enfrenta o Verdão e deve escalar Alex Alves; Ewerton, Lázaro, Guilherme Mattis e Fabiano; Adenilson, Evandro, Vitinho e Gerley; Matheus Peixoto e Léo Jaime.

Lei do Ex

Você leu certo: o meia esquerda do Bragantino é Gerley, aquele mesmo que veio do Caxias e foi a esperança de nossa lateral esquerda em 2011. Não podia piorar, mas piorou: depois veio o Pampers, mas isso é outra história. No banco do Bragantino, Miguel Bianconi, outra esperança de nossa base que não vingou.

Retrospecto

Há dez anos, em 9 de março de 2008, o Palmeiras perdia para o Bragantino por 2 a 0, e Marcos havia sido injustamente expulso de campo. Mesmo com um a menos, o Verdão virou para 5 a 2 e consolidou a arrancada para o título que teve 11 vitórias nos últimos 12 jogos daquele campeonato.

Fernando Prass estreou no Palmeiras num empate sem gols contra o Bragantino, em 20 de janeiro de 2013.

Aproveite todas as funcionalidades do Almanaque do Verdazzo. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

Bragantino
Bragantino
Marcelo Stefani
Marcelo Stefani
Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Taça Campeonato Paulista
Campeonato Paulista

 

Parpite

O Verdão seguirá com 100% no campeonato porque vencerá o Braga por 1 a 0, gol de Willlian Bigode no segundo tempo, para 8.765 pagantes no Marcelo Stéfani. E VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

TV GloboGlobo – para SP

PFCPFC

Pós-Jogo

Bragantino 0x2 PalmeirasCesar Greco / Ag.Palmeiras

Num jogo em que teve o controle absoluto em todo o tempo, o Palmeiras venceu o Bragantino por 2 a 0 em Bragança Paulista e segue com 100% de aproveitamento no campeonato. Com um ótimo jogo coletivo, o time teve como grande personagem o atacante Borja, que segue fazendo partidas muito boas taticamente, mas peca nas finalizações e deixa muitas dúvidas a respeito de sua manutenção como comandante de ataque.

PRIMEIRO TEMPO

A escalação de Roger Machado deixou claro que as mexidas do jogo passado se deram por questões físicas – Marcos Rocha, Felipe Melo e Willian Bigode voltaram ao time titular; Victor Luis foi poupado e deu lugar a Michel Bastos.

O primeiro chute a gol foi de Dudu, aos três minutos, após rápida movimentação ofensiva em que a bola passou pelo pé de quase todos os jogadores – Alex Alves não conseguiu segurar o chute, quente, e colocou para escanteio. Aos cinco, após cobrança de falta rápida, Lucas Lima enfiou para Dudu dentro da área; com pouco ângulo, o capitão bateu por baixo e obrigou o goleiro a ceder outro escanteio.

Aos 9, após outra rápida cobrança de falta: Tchê Tchê lançou Borja dentro da área; mais uma vez com pouco ângulo, a finalização foi prensada e saiu a escanteio. O Palmeiras tinha uma posse de bola massacrante e ao Bragantino só restava parar as jogadas com faltas.

Aos 17, uma chance realmente aguda: Lucas Lima lançou Borja pela direita; o colombiano fez jogada de ponta direita, ganhou de Guilherme Mattis, foi ao fundo e cruzou por baixo; Dudu furou e Tchê Tchê chegou inteiro de frente para o gol, com a bola rolando macia, mas concluiu de forma equivocada, pegando muito embaixo da bola e isolando.

O Bragantino deu o primeiro sinal de vida aos 23, num bom chute de fora de Vitinho, que passou por cima. Depois de um início muito intenso, o Palmeiras diminuiu o ritmo diante do forte calor; o domínio exercido não resultou em tantas chances reais de gol.

Após a parada para hidratação, o Palmeiras perdeu outra chance clara com Borja, aos 36: lançado por Lucas Lima em velocidade, entrou de frente para o goleiro mas perdeu a passada e se atrapalhou, finalizando fraquinho e facilitando para a defesa de Alex Alves. Aos 39, Vitinho tentou mais uma vez de fora e Jailson defendeu fácil. Aos 42, mais uma vez Vitinho: ele bateu falta na área e Antônio Carlos cabeceou para trás perigosamente, cedendo escanteio.

Aos 44, a primeira chegada de Michel Bastos ao ataque – ele cruzou no primeiro pau e Willian escorou para fora. O Palmeiras usou muito pouco os laterais no primeiro tempo, o que explica bastante o domínio tão amplo com tão poucas chances de gol. Aos 45, mais um chute de fora do Bragantino: Evandro bateu e a bola veio quente, difícil para Jailson, que defendeu em dois tempos. Aos 47,ótima tabela entre Willian e Borja; o colombiano desta vez bateu bem mas foi travado pela defesa. Foi o último lance do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

Sem mudanças, o Palmeiras voltou para o segundo tempo cauteloso, esperando as primeiras definições do time da casa. O Bragantino voltou com a marcação um pouco mais alta, e o Palmeiras passou a usar mais os flancos. Aos 3, Borja caiu pelo lado direito e tabelou com Willian, que cruzou para a chegada de Antônio Carlos, que chegou como um centroavante e concluiu como um zagueiro.

Os cruzamentos passaram a entrar, por cima e por baixo, mas a bola ainda não chegava em nossos atacantes. Aos 13, depois de escanteio, Thiago Martins conseguiu uma boa cabeçada, por cima. Aos 15, Borja esgotou suas tentativas e deu lugar a Keno – Willian passou a jogar por dentro.

Deu resultado, muito rápido: na falta do lado esquerdo, Dudu bateu rápido abrindo para Michel Bastos, que cruzou no segundo pau para a chegada de Keno, que finalizou por baixo e conseguiu fazer a bola entrar, apesar da tentativa de corte de Guilherme Mattis.

Coma  vantagem, abriu-se a chance para a entrada de Moisés, no lugar de Tchê Tchê – talvez a escolha fosse por Felipe Melo se o placar não tivesse sido aberto pouco antes. E foi justamente Felipe Melo quem fez um lançamento a seu estilo para Dudu, que ganhou de dois marcadores, cortou para dentro e tocou no ângulo, marcando um golaço. Na quarta partida do ano, a ferrugem parece que foi embora e confirma que as críticas após os primeiros jogos tinham que ser feitas com muito respeito.

Aos 31, linda jogada de todo o ataque; Dudu virou o jogo e Keno tocou para Lucas Lima, que foi derrubado a um metro da linha da área. Michel Bastos isolou. Aos 35, Dudu deu lugar a Guerra; Keno foi pra esquerda.

O ritmo do jogo caiu sensivelmente com a vitória já definida e o Verdão chegou de novo aos 38, com um chute de Michel Bastos que foi na rede pelo lado de fora. Aos 39, Felipe Melo esticou de trivela para Keno, que ia invadir a área mas foi derrubado por Lázaro, que levou amarelo. Guerra bateu forte, por baixo, mas a defesa rebateu.

Provocada pela torcida da casa, nossa torcida puxou o grito de olé – e o time correspondeu, colocando o Bragantino na roda por mais de um minuto – a sequência só foi interrompida por um choque de Lázaro com Willian, quando nosso atacante já se preparava para invadir a área.

E na troca de passes que aumentam as estatísticas de posse de bola, o jogo acabou com a quarta vitória seguida do Verdão.

FIM DE JOGO

Cobranças de faltas rápidas compensam a falta de jogadas ensaiadas; o tempo de aproximação entre os jogadores vai ficando cada vez mais preciso e as triangulações, tímidas nos primeiros jogos, começam a aparecer. Lucas Lima se consolida como maestro do time e fica cada vez mais claro que Roger Machado tem um elencaço na mão. Só precisamos saber se Borja vai desencantar. Paciência, um pouco mais. Depende só dele. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Bragantino

Alex Alves
Ewerton
Lázaro
Guilherme Mattis
Fabiano
Adenilson
Diego Macedo
Evandro
Vitinho
Rafael Silva
Gerley
Helton
Léo Jaime
Matheus Peixoto
Marcelo Veiga
TÉCNICO

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Jailson
Aparou alguns chutes de fora, sem maiores problemas.
6.5
Marcos Rocha
Ainda um pouco preso, mas evoluindo em relação aos jogos iniciais.
6.5
Antônio Carlos
Uma das melhores surpresas deste início de ano.
7
Thiago Martins
Quarta partida jogando o tempo completo, e o prata-da-casa parece um veterano.
7
Michel Bastos
Começou preso, mas aos poucos passou a aproveitar os espaços e participou bem do jogo, inclusive com o passe para o primeiro gol.
7
Felipe Melo
Quando o meio fecha e a jogada complica, ele arruma uns lançamentos realmente sensacionais. Que a granada ainda esteja com o pino!
8
Tchê Tchê
Oscilou para cima, correndo mais uma vez o campo todo e desta vez acertando os passes e fazendo a troca de passes do Palmeiras fluir.
7.5
Moisés
Perna ainda presa, 20 minutos que serviram para sentir a bola.
6
Willian
Se movimenta muito, confunde a defesa, abre espaços e ainda troca passes decisivos.
7.5
Lucas Lima
Mesmo sem brilhar intensamente, é nítida sua importância para arredondar jogadas que parecem perdidas. Hoje, intocável.
7.5
Dudu
Pegando o ritmo de jogo, surge o Dudu que todos conhecem. Que golaço.
8
Guerra
Entrou tarde, com o jogo morno.
s/n
Borja
Luta demais. Faz o que o técnico pede. Só não faz os gols - e chances é o que não faltam. Talvez seja hora de um treino mais específico. Tem tempo ainda.
6
Keno
Joga fácil demais, é um privilégio ter um monstro como ele como opção de banco.
8
Roger Machado
Roger Machado
Elenco na mão, time redondo e evoluindo a olhos vistos. Sem a sombra de ninguém e sem laços familiares indesejados, tem tudo para deslanchar.
8





  • Eu estava no jogo e tenho algumas coisas a pontuar.

    Saída de bola: fica claro que a saída de bola fica prejudicada com Thiago Santos e Tchê Tchê, ainda mais com este último em crise técnica. Felipe Melo ou o próprio Moisés precisam, e serão, titulares desse time. Creio que não iremos perder tanto em poder de marcação, e vamos ganhar muita qualidade na saída.

    Falta de objetividade: sobretudo no primeiro tempo vi o Palmeiras rodando demais a área adversária. Senti que faltava profundidade e objetividade nos lances. Havia sempre a necessidade de um toque a mais.

    Posicionamento do Borja: ponta recebe pra cruzar, ele se apresenta pra receber o passe ao invés de ir pra área. Muitas vezes isso aconteceu durante o jogo. Concordo que ele pode fazer o pivô, de vez em quando ajudar na construção da jogada, mas não em vias de fato da bola ir pra área.

    Não foi um jogo bonito de se ver, mas acho que será muito mais útil para o Roger Machado do que os dois primeiros. No jogo de ontem tivemos elementos e situações que, se corrigidas, nos fará dar um salto de qualidade. A capacidade do Roger é nítida, tenho certeza que ele irá usar esse jogo pra fazer evoluir o futebol do time.

    Contra o Sardinhas estarei lá. Vamos!

  • Foi um jogo difícil. Pegamos um adversário bem treinado, que soube dar trabalho pro Verdão, em consequência disso muitos jogadores sofreram e tiveram notas abaixo da média. Foi o melhor jogo treino pro Palmeiras. Roger tem mostrado que tem visão de jogo e sabe onde mexer, mas o que importa é os jogadores entender e fazer o que se pede.
    Mike foi melhor que Marcos Rocha, e Keno tem que ser pro segundo tempo. Borja precisa ter mais faro de gol.
    Palmeiras tá começando a ter uma cara, sofre mas sempre ganha.
    Se embalar, a gente ganha esse campeonato invicto.

  • Acho que nossos problemas defensivos passam mais pela (falta de) cobertura dos volantes do que pela qualidade técnica dos nossos defensores em si. Sem cornetar os passes errados e etc, mas não entendi a função do Tchê Tchê nesse meio campo de 2018.

  • Jailson monstro, nota 10. Como seria se tivéssemos achado esse goleiro há uns 15 anos atrás?
    É uma pena que já tenha mais de 35 anos, mas tomara que o destino tenha reservado a ele um final de carreira mágico no seu clube do coração.

  • ta chegando aquele momento onde a corneta começa a soar… molecada nova fica nesse oba-oba de “entreguem as taças, melhor time do brasil, melhor elenco, real madrid, etc”… dai qdo veem que não é bem assim, querem ver cabeças rolar. talvez esse oba-oba que a imprensa faça já seja uma artimanha para ver nosso planejamento ruir, botam lenha na fogueira vendo a torcida vaiar no 3o jogo e ficam rindo enquanto os gambás queridos deles tb fazem jogos irregulares mas estão em paz. desculpe, mas pra mim a torcida do palmeiras na sua média, é um cara mal humorado que não apoia qdo precisa e vaia qdo nao precisa. Já mudou tudo, estadio, patrocinio, condição financeira, estrutura…a unica coisa q nao mudou foi a torcida..será que não está na hora de mudar tb? abraços

  • Jogo duro, como sempre são quando se enfrenta essas equipes pequenas… Parecia que os caras se multiplicavam em campo, eles iam pro ataque e já conseguiam recompor com muita rapidez e os 11 ficavam na defesa, dificultando a vida do nosso meio de campo e ataque.

    Galera vaiou o Borja quando saiu, aí é sacanagem demais… Cara tá se dedicando muito, não faz corpo mole e jogou bem os dois primeiros jogos… Ontem ficou enfiado no meio da defesa dos caras e não foi muito bem, mas tentou sair e buscar jogo. Não há cabimento vaiar o jogador ou o time no terceiro jogo da temporada, com a gente invicto ainda por cima. Keno também não foi bem e ninguém vaiou (e não era pra vaiar mesmo).

    Apesar das críticas achei o Mayke muito bem, pecou no lance do gol sim, mas fez uma partida bem consciente. Marcos Rocha contra o Botafogo falhou várias vezes, a diferença é que não tomamos gol e ninguém ligou então…

    Tchê² segue destoando, mas vai ser banco do Moisés quando este voltar. E junto a volta do Moisés espero que Bruno Henrique seja esquecido, porque não dá mais pra aguentar ele… Foi a pior contratação do ano passado, juntamente com Juninho.

  • Queria saber a diferença dos times de Batista, Cuca, Valentim e Roger no meu entendimento não tem nenhuma diferença, tudo bem que são poucos dias de treinamento mas não vi nenhuma jogada ensaiada até agora, e quando times vem fechados eles tem enorme dificuldades para jogar, posso estar enganado mas esse técnico não terá vida longa se não mudar esse esquema.

    • O time não tem um mês de treino, se quiser lá vai algumas diferenças
      o time do Eduardo Batista jogava mais recuado jogando que o time do Roger, ambos ficavam com a bola mas o time do Roger a posse de bola é mais no campo de ataque.
      Para os times do Cuca, os times do dele eram mais verticais jogo com muita velocidade pelas pontas, na marcação com perseguições mais longas. Já o time do Roger a marcação é mais por zona perseguições curtas e um time mais de toque de bola.
      Para o time do Alberto a principal diferença é o estilo de marcação, o time do Alberto fazia uma marcação mais alta, a semelhança que ambos gostam de trabalhar melhor a bola

    • Acho que você está enganado.
      Assisti os três jogos, dois no estádio e vi muitas diferenças.
      De posicionamento, de variação de jogo e de jogadores.

    • Acha que as várias vzs q o Thiago Santos apareceu com chance de marcar gol é por acaso?! Acha q os vários impedimentos q o Borja ficou é por acaso?! Neste caso faltou-se segundos para ele estar em posição legal em várias bolas enfiadas em diagonal! Como ele gosta de receber! Time está muito mais encaixado do que com esses outros treinadores citados! Cada um está ciente do seu papel no time! Inclusive vc já vê isso em quem vem do banco de “reservas”!

    • Roger tem conceitos bem diferentes dos demais é só reparar na liberdade que ele dá para os jogadores dentro de campo, os laterais sobem com mais liberdade, os atacantes se movimentam mais. Não existe aquela pressão que o Cuca exigia na saída de bola. No caso do Valentim o time era mais compacto, os zagueiros jogavam mais adiantado…

      O que não mudou ainda é a falta de entrosamento do time!

  • pra mim o Borja é meia boca demais. um clube que quer ser o MELHOR do país e postulante a titulo mundial, como diz claramente a Leila, tem que ter um camisa 9 de nível mais alto. Acho até que o Bigode pode jogar por ali, é melhor que o Borja em todos os fundamentos e o time parece gostar dele. Não quero só desmerecer o colombiano, mas existem melhores opções do que ele.
    Acho isso do Tchê Tchê também. Ele não pode ser titular, nem primeira opção de banco de um super time.
    O time no geral jogou mal ontem, todos. Menos o Jaílson e o Thiago, claro. Mas dá pra entender… espero que Moisés e Scarpa estreiem logo. Discordo quanto ao Dudu, está abaixo e não está criando nada, não está incomodando ninguém.
    Não estou confiando nessa dupla de zaga. Estranho o Thiago Martins voltar como titular já que era reserva no Bahia.

  • Os times do interior iniciaram a pré-temporada em dezembro.
    No Palmeiras os jogadores se apresentaram entre 03 e 05/01. Realizaram exames médicos, avaliações físicas, fizeram trabalho de reforço muscular e devem ter treinado com bola muito pouco até a estréia no dia 17/01.
    Com tudo isso e com uma equipe titular formada por vários jogadores que ainda não haviam jogado juntos, somos a única equipe no campeonato a ter 3 vitórias em 3 jogos.
    Eu sinceramente não entendo parte da torcida já estar vaiando o time, cornetando jogadores e colocando pressão muito antes da hora.
    Já não basta essa imprensa de merda que fica criando crise, jogando responsabilidade e tentando tumultuar, ainda temos a nossa própria torcida.
    Dudu não presta mais. Tche Tche não presta mais. Antonio Carlos e Thiago Martins são horríveis. Borja pode vender por 100 reais. Felipe Melo é velho e lento. Thiago Santos é horrível. Bruno Henrique é gambá. Mayke é horrível. Lucas Lima é sardinha…
    Ah gente… por San Gennaro, né!!!!

    • Compartilho a sua indignação.

      Mas, acredite, tem muita gente que também apoia.

      As vezes é meio difícil de achar. Mas tem.

  • Acompanho o site desde 2016, mas não sei o porquê de nunca ter comentado até hoje.

    E se me permite, Conrado, vou discordar quanto a nota do Mayke logo na minha primeira participação. Achei que ele ganhou absolutamente todas as divididas das quais participou. Deve ter tido umas 10 interceptações/roubadas de bola. Talvez um pouco fora de posição no lance do gol, mas não achei culpa dele.

    Acho que há uma pegação de pé com ele. Achei ele melhor que o Marcos Rocha nos 2 primeiros jogos.

    O Lucas Lima deu 2 viradas de jogo sensacionais, que não viraram gols porque Bruno Henrique e Thiago Santos não têm cacoete de atacante. Quer dizer… quem sabe o último tenha.

  • Bim , nesses três primeiros jogos vejo nosso Verdão da seguinte forma : Jailson: MONSTRO , vai ser dificil perder o lugar e ainda mais porque toda torcida esta coim ele e o mesmo parece iluminado , se é loko !!!!Acho que as laterais estão bem supridas este ano , spesar de concordar com o Conrado que bateram um pouco de cabeça ontem , mas nada que não possa ser arrumado ; a zaga ainda me preocupa , não que sejam ruins , mas acredito que com a volta do Dracena vai dar mais equilibrio ; meio de campo e meias parecem estar tranquilos e acredito que estejam dentro do aceitável para tres jogos ; ataque me preocupa porque parece que a torcida esta perdendo a paciência com o Borja , calma gente , deixa ele jogar e ter ritmo , ainda acredito nele…Roger esta indo bem nesse começo…

  • A grande fraqueza do time é a defesa. Falhou nos 3 jogos e ainda não dá para confiar em Antonio Carlos e Thiago Martins….

  • Tiago Santos atrapalha demais a construção das jogadas do Palmeiras, passa muito mal e não sabe se colocar, apesar de ser o melhor marcador do meio de campo, mas não tem como começar jogando, acabou matando a atuação do volante que jogou com ele, que precisou se desdobrar pra fazer a de ambos na saída de bola, sobrou pra Tchê Tchê e Bruno Henrique a corneta.

    • Eu entendo que o senhor TT é quem matou o meio de campo. Ele não acertou nenhum passe para frente (tem que dar crédito ao Red Bull que soubre marcar). Se ao lado do Tiago Santos estivesse o Moises, a história poderia ser outra.

  • Um ponto importante este início de ano é o seguinte: é hora de dar sequência pro Borja, mesmo que não brilhe tanto em alguns jogos. E ele até que teve boa participação ontem. Eu acho que ele vai deslanchar, realmente tem suas qualidades, não foi puro acaso o desempenho de 2016.

    Só não pode é fazer biquinho sempre que for substituído, pois deve ser consciente que, independente dele estar fazendo uma partida boa ou não, será sacado de vez em quando, devido à qualidade do elenco, às características e dificuldades impostas pelos adversários e às opções táticas do Roger.

    Estou confiante este ano. Bora Palmeiras!!!

  • O Tche Tche nao fez um bom jogo, mas o Borja foi pior. Ele nao consegue dar um passe de primeira, sempre quer fazer tudo sozinho e acaba perdendo a bola, so domina se a bola vier redonda no pé. O Palmeiras sem ele fica muitoo melhor.

  • O Tche Tche nao fez um bom jogo, mas o Borja foi pior. Ele nao consegue dar um passe de primeira, sempre quer fazer tudo sozinho e acaba perdendo a bola, so domina se a bola vier redonda no pé. O Palmeiras sem ele fica muitoo melhor.

    • exato, isso que muitos não enxergam. O Borja além de caneludo, é incapaz de perceber isso. Desde que ele chegou que tenta resolver algumas jogadas sozinho. Dá um pouco de pena. E raiva, claro. Muitas vezes ele resolve chutar da intermediária só pq ta de frente pro gol. Isso sempre deixou o Dudu putasso! Só reparar.

    • O Borja está se adaptando ao novo jeito de jogar, ele está mudando sua característica principal.. para isso acontecer leva tempo. Nas jogadas de arranque e finalização ele foi bem. E pelo que percebo quando ele está em campo, ele segura pelo menos um zagueiro, assim facilita a infiltração o jogo de outros jogadores. Mais estou percebendo alguma evolução no estilo de jogo, ele tem até tentado algumas jogadas individuais. Por mais que ele não acerte todas as jogadas, depois que pegar um ritmo melhor acredito que será muito útil ao time.

  • Se analisarmos do ponto de vista tático, o jogo de ontem foi muito bom se o encararmos como um primeiro de muitos que teremos este ano, que são times que virão jogar na nossa casa fechados, com ferrolho defensivo muito forte e explorando o contra-ataque.

    Jogo chato, modorrento, perigoso… Testa a paciência do time e da torcida. Esses ferrolhos terão que ser naturalmente encarados e vencidos se quisermos ser campeões daqui pra frente. E não digo nem somente este ano mas, mantendo times fortes assim, jogos deste porte serão constantemente vistos no Allianz durante vários anos.

    Acredito que a torcida terá que se educar nesse ponto e ajudar o time não colocando mais pressão do que haverá, pois jogos bonitos e goleadas em casa serão cada vez mais escassos.

    Porém, duas coisas importantes a serem observadas no jogo de ontem:

    Keno na direita não dá. Ele tem que jogar na esquerda. E de preferência entrando no segundo tempo. Não é jogador pro jogo inteiro. Tem que chegar na festa quando todo mundo já tiver de pileque e barriga cheia, pra dar o seu show.

    William não pode ser banco. Põe no lugar do Borja, do Keno, do Dudu, de qualquer um, mas quando ele joga o time é outro. Ele dá opções de saídas rápidas, volta pra ajudar o time na armação e sempre está na área pra oferecer perigo. Tem que ser titular.

    • Só discordo das “duas coisas importantes”.. na verdade até concordo com metade da primeira, de que o Keno é reserva do Dudu, ou seja, deve jogar pela esquerda, mas não acho que ele só pode jogar no decorrer da partida, se o Dudu não puder jogar por qualquer motivo, ou estiver numa fase ruim, Keno seria o titular direto.

      Sobre o Willian, acho um bom jogador, vai ser excelente opção tática, mas não tem como ele deixar no banco Keno, Dudu ou Scarpa, a disposição física dele não pode ser motivo para deixar caras mais habilidosos no banco..

      O Bigode é aquele atacante que todo time grande precisa ter, raçudo, que sabe meter gol de canela se for preciso (nível Ceifador, Jô, Sheik, Alecsandro.. e outros), mas vai precisar que alguém de espaço pra ele.

      Acho que a disputa do Bigode é com o Borja, acho que o Borja deve ter uma sequência boa no paulistão, pra tentar deslanchar, mostrar pra que veio, mas se não conseguir, Bigode na cabeça de área!

    • Só discordo das “duas coisas importantes”.. na verdade até concordo com metade da primeira, de que o Keno é reserva do Dudu, ou seja, deve jogar pela esquerda, mas não acho que ele só pode jogar no decorrer da partida, se o Dudu não puder jogar por qualquer motivo, ou estiver numa fase ruim, Keno seria o titular direto.

      Sobre o Willian, acho um bom jogador, vai ser excelente opção tática, mas não tem como ele deixar no banco Keno, Dudu ou Scarpa, a disposição física dele não pode ser motivo para deixar caras mais habilidosos no banco..

      O Bigode é aquele atacante que todo time grande precisa ter, raçudo, que sabe meter gol de canela se for preciso (nível Ceifador, Jô, Sheik, Alecsandro.. e outros), mas vai precisar que alguém de espaço pra ele.

      Acho que a disputa do Bigode é com o Borja, acho que o Borja deve ter uma sequência boa no paulistão, pra tentar deslanchar, mostrar pra que veio, mas se não conseguir, Bigode na cabeça de área!

    • Eu acho que no fundo todos já entenderam que o Centro-avante hoje é o WILLIAM. Porém muitos não admitem; Existem torcedores como eu que sabem que o Borja é um jogador tecnicamente fraco, e também palmeirenses que gostam e acreditam nele, são os estão pedindo a tal sequência, mas na minha opinião, não sou dono da verdade bom lembrar, ele já mostrou que não está no nível Palmeiras era pós Paulo Nobre. Aqui devem jogar se não os melhores, mas só profissionais de alto padrão. O Borja não encaixa nisso, infelizmente. Tem dificuldade com domínio de bola!!!! Isso é básico no futebol. E em todos os outros fundamentos, o William ou é melhor ou igual a ele. Mas nunca pior.

  • Jogo não muito bom, na verdade até meio chato no primeiro tempo, mas início de temporada é isso aí.. a perna ainda pesa, o entrosamento não é o melhor.. e acho interessante o Roger ir entrosando e aos poucos dar tempo em campo pra todos.. Paulista é nossa pré-temporada..

    Com três jogos, acho que o time titular deverá ser: Jailson, DBarbosa, Edu, TMartins, MRocha, FM, Moisés, Lucas Lima, Scarpa, Dudu e Borja.

    Moisés jogando como segundo volante, que pra mim é onde melhor joga.. Podendo alternar com TSantos e TTche(Jean) como a dupla reserva, numa necessidade de jogar mais fechado.

    Parabéns ao Roger por bancar o Jailson, acho que Jailson merece, mas não é facil deixar um cara que ganhou dois títulos nacionais pelo clube e outro que acabou de chegar “badalado” pra por o jogador de 36 anos que veio do Ceará.

    Valeu pela vitória, pelo entrosamento e pra ver agora os erros, que venha o próximo.

  • Ontem estive no Allianz e entendo parcialmente a irritação da torcida no primeiro tempo… o time entrou com uma preguiça absurda! Só rodava a bola com os zagueiros e as jogadas eram todas pela direita, com a dupla Keno e Mayke pouquissimo inspirada. No segundo tempo o time veio com mais vontade e a torcida correspondeu! Que monstro é esse Jailson, pqp!

      • Cara de onde eu tava não percebi as vaias não… parecia mais uma felicidade por ver o Guerra entrando…

    • ou seja, não tem justificativa nenhuma pras vaias, a não ser burrice, vaiar porque o time não está precipitando e rifando as bolas é foda!
      Essa história de preguiça é avaliação de preguiçoso, na maior parte das vezes, o time não consegue produzir por inúmeros motivos, ai o preguiçoso vai e conclui que é preguiça do time.

      • A irritação se dava principalmente com o Mayke, que recebeu 80 bolas e nao tentou nenhuma jogada aguda, além da saída de bola q estava muito lenta… isso q eu quis dizer com “preguiça”. E sinceramente nao vi vaias, só a impaciência tradicional do palestrino

    • ou seja, não tem justificativa nenhuma pras vaias, a não ser burrice, vaiar porque o time não está precipitando e rifando as bolas é foda!
      Essa história de preguiça é avaliação de preguiçoso, na maior parte das vezes, o time não consegue produzir por inúmeros motivos, ai o preguiçoso vai e conclui que é preguiça do time.

    • Sinceramente acredito que a torcida não está entendendo tática. No começo de temporada todo mundo prega que as equipes do interior que começaram antes tem um preparo físico melhor, ou seja, a equipe do Palmeiras iria “pregar” no segundo tempo.

      Nos dois últimos jogos vemos o Palmeiras cadenciar o jogo e ir para cima no segundo, o que é inteligente, pois o jogo termina no segundo tempo e não no primeiro. Alguém tem dúvido que o Palmeiras poupou no primeiro tempo contra o Botafogo?

      Mas podem ver que o time aperta no segundo tempo, e não raras as vezes o time do interior “mais preparado”é quem está sem gás.

      E isso varia de jogo para jogo. Times com mais qualidade pode-se jogar assim.

      • Faz sentido em começo de temporada e tem dado certo contra esses times horríveis … o que nao significa que é agradável ver o time tocando bola no seu campo 45 minutos…e tomando até alguns sustos desnecessários! Eu vejo mais.como uma reação passional de ir pro estádio e querer ver o time indo pra cima. Deve melhorar em breve, ou até a torcida acostumar! Meu medo é q o Eduardo Baptista já tentou isso e rodou com a ansiedade da torcida

  • Bruno Henrique nai ter que remar muito se quiser aparecer de novo no time. Com os 368 volantes/meias que o time tem, depois de ontem deve ter ido para o fim da fila.

    • acho q já está no fim da fila… qdo todos estiverem a disposição nao joga mais…ta entrando pq jean e moises nao tem condicoes fisicas ainda

  • Victor Luiz não é o lateral dos sonhos e Antônio Carlos está longe de ser um senhor zagueiro, mas vendo os dois no time desse ano fico inconformado por termos sofrido 2017 inteiro com Egidio e Juninho.

  • Não gostei do time ontem.

    Pra começar, a escalação, com um elenco de mais de 100 milhões não podenos começar com Thiago Santos jogando, EM CASA ainda por cima, a saída de bola fica muito prejudicada. Não consigo gostar desse Antonio Carlos, por cima tira tudo, mas por baixo… O Borja não consegue se firmar, é muito inconstante, perde muito gol, não consigo confiar. O Keno é jogador de segundo tempo mesmo.

    Para o próximo jogo, o Roger poderia colocar os reservas, poupar os titulares e ver como rendem

    • Ah, o Roger analisou muito bem o jogo, conforme ele mesmo disse na entrevista, os laterais estavam subindo muito rápido, deixando o time sem opção de jogo, já que o T. Santos não tem saída de bola. Ele corrigiu, mas se tivesse trocado o jagunço teria ficado melhor…

  • Primeiro jogo no Allianz e fiquei surpreso pela ótima organização do time adversário. Por onde a bola fosse rodada pelo Palmeiras, sempre havia uma superioridade numérica do adversário.

    Além de organizado, fisicamente o Red Bull estava muito superior a nós. Aos 26 minutos do segundo tempo, em uma bola em o que time deles tentava atacar e que a bola foi perdida, Lucas Lima lançou William, este carregou a bola pela ponta direita e tentou cruzar. Neste lance 9 jogadores deles estavam dentro da área, enquanto no nosso time tinham apenas 2.

    Também achei estranho o comportamento de parte de nossa torcida após tomarmos o primeiro gol. Desnecessária a pressão que alguns fizeram, após tomar o gol.

    Só como exemplo, tinha um cara próximo da onde eu estava, que só chamava o Lucas Lima de lambari. Acho lamentável alguém que torce para nosso time ter este tipo de postura. Lucas Lima é atleta da Sociedade Esportiva Palmeiras, alguém precisa avisar os desavisados.

    Lucas Lima, por sinal, mostrou o quanto é brilhante, jogador técnico, com toques e lançamentos preciosos.

    Um meia clássico que não tínhamos desde os tempos de Alex…

    • Não é o primeiro comentário desse tipo que eu vejo. A torcida tá muito mimadinha. Fico com medo da primeira derrota (ou até empate com time pequeno). Vão fazer escândalo e xingar muito o Lucas Lima e outros (Tchê Tchê e Bruno Henrique são os candidatos já eleitos). Sinceramente não entendo parte de nossa torcida, são muito burros!

        • Cara, coisa mais maldita que grupo de whats não existe.. Galera reclama no primeiro passe errado do cara, Borja mata mal uma bola, correm xingar! Ficam com aquela merda de argumentação idiota de “quanto esses caras ganham, deveriam meter goleada em todos” como se dinheiro ganhasse jogo..

          Mas pelo menos não chega nos jogadores, agora se isso for pro estádio, aí desanima, pqp.

    • Não apenas isso, mas tb quando Borja foi substituído uma parcela da torcida vaiou… Totalmente desnecessário, num começo de temporada, com o atleta jogando bem e se esforçando pra mostrar seu valor. Isso desmotiva qualquer um!

    • Não apenas isso, mas tb quando Borja foi substituído uma parcela da torcida vaiou… Totalmente desnecessário, num começo de temporada, com o atleta jogando bem e se esforçando pra mostrar seu valor. Isso desmotiva qualquer um!

  • O Palmeiras parece estar se polpando, não tem entrosamento. É muito toque pro lado, muita jogada individual. Estou ansioso para ver esse time jogar de verdade, com toques rápidos e com objetividade.

    • Toques pro lado são normais quando o time adversário está bem fechado, confesso que é chato, mas é assim que se joga hoje em dia, com calma, mantendo a posse de bola é indo pro ataque na boa.. Lógico que faltou que as oportunidades fosse melhor aproveitadas, mas se vc prestar atenção nos outros dois jogos, teve bastante toque de bola pro lado.

      Abraços

      • O que me incomoda é a falta de objetividade. Não se vê toques rápidos em um campo reduzido, como geralmente acontece em times de melhor técnica e entrosamento, mas toques sem pretensão e de maneira lenta. Se vc observar poucos toques são de primeira e não há intensidade nas jogadas de ataque. Os gols estão surgindo de jogadas isolada, lançamento, rebatida, roubadas de bola no ataque… Mas espero que isso mude com o passar do tempo e não vire um padrão de jogo.

        • vc mesmo explicou “entrosamento”, o time não tem um mês junto, ontem o time tentou algumas jogadas, que não deram certo, os meias e os atacantes estão se ajeitando. E como disseram acima, o tempo todo verticalizando não é nada inteligente.

        • vc mesmo explicou “entrosamento”, o time não tem um mês junto, ontem o time tentou algumas jogadas, que não deram certo, os meias e os atacantes estão se ajeitando. E como disseram acima, o tempo todo verticalizando não é nada inteligente.

        • Se vc prestar atenção, o Barcelona de Guardiola cultuado no mundo inteiro fazia isso.. lógico que deve-se respeitar a qualidade dos jogadores.

          Ontem em jogadas tivemos uma finalização do Borja, que o goleiro pegou, uma finalização do Dudu, que tentou encobrir o goleiro, teve tbm a cobrança ensaiada do escanteio, que o Dudu cobra curto pro Lucas Lima que manda na segunda trave pro TS receber.. e ainda tiveram um impedimento do Borja e um do Dudu, ambos mal marcados!

          Quando o pessoal estiver mais entrosado e com a melhor forma física, boa parte desses lances vão virar gol.. Ainda é MUITO cedo pra discutir sobre o time.

          Abraços

          • Essas jogas surgiram de lançamentos e roubadas de bola com saídas rápidas. No futebol de final de semana saem muitos gols assim!!!
            Como vc mesmo sitou o Barcelona ainda hoje troca muitos passes, porém de maneira mais objetiva. Com Guardiola tocavam até a linha do gol.

            É evidente que em três jogos ainda é muito cedo para se discutir sobre o time. O time é bom e mesmo sem entrosamento e condicionamento físico vem dando conta do recado. Como já dito, fica a expectativa que esse time jogue tudo o que pode.

          • Ontem a Footstats divulgou o ranking do seu índice, levando em consideração somente os jogos oficiais 2018, em que o Palmeiras aparece com 553 pontos, quase 200 pontos a mais que o segundo colocado, Cruzeiro com 371, então acho que estamos no caminho certo!

            Abraços

      • O que me incomoda é a falta de objetividade. Não se vê toques rápidos em um campo reduzido, como geralmente acontece em times de melhor técnica e entrosamento, mas toques sem pretensão e de maneira lenta. Se vc observar poucos toques são de primeira e não há intensidade nas jogadas de ataque. Os gols estão surgindo de jogadas isolada, lançamento, rebatida, roubadas de bola no ataque… Mas espero que isso mude com o passar do tempo e não vire um padrão de jogo.

  • No jogo de ontem ficou muito claro pra mim a importância no time do F. Mello e do Moises. T. Santos fez 2 gols, marca muito bem, tem muita raça e merece muito estar no elenco!! Mas de titular não dá, sua saída de bola é muito fraca, assim como TT, não dá!!! Com uma dupla como TS e TT, não há saída de bola, não tem como quebrar uma retranca como a de ontem. E haja sufoco!! E B. Henrique tb é muito fraco…
    E eu sei que tem muita gente que não gosta do F. Mello, sei que ele fala e escreve muita “groselha” e tals, como no ano passado, mas dentro de campo… ele é titular absoluto, não tem jeito!!!!
    E aguardem, ao lado do Moises, com FM teremos muita qualidade.Com M10 e FM entrosados, teremos a melhor dupla de volantes do Brasil!!!!!

    • Discordo, Melo tem um passe muito bom mas não tem mais fisico para proteger zaga e correr atrás de jogador no meio campo, ele é lento, seus trotes saõ irritantes e num campenato com nível técnico superior dúvido muito que vá acompanhar. O time campeão de 2016 tinha Gabriel, Tchê² e Moisés segurando a onda no meio, esse ano Roger terá sérios problemas se o Tche Tche não voltar a jogar bola, o único marcador nato nesse elenco é o Tiagão, infelizmente!

      • Gabriel in memorian né? Ficou machucado o campeonato quase todo, nem jogou direito, quem deu conta foi Tchê Tchê e Moisés.

      • Gabriel in memorian né? Ficou machucado o campeonato quase todo, nem jogou direito, quem deu conta foi Tchê Tchê e Moisés.

      • Mas, Danilo, veja bem, FM tem muita qualidade no passe, isso pode fazer a diferença num jogo truncado como ontem!! Depois de estar vencendo por um ou dois jogos, daí sim, TS, e até mesmo TT, seriam muito mais úteis!!!

    • Felipe Melo, realmente é muito importante para a qualidade na saída de bola. Provavelmente ontem não deve ter jogado para ser preservado fisicamente. Afinal de contas, ele não é mais um menino,

      Quanto a Thiago Santos, ontem, não havia necessidade dele jogar, pois o time adversário não tinha jogadores diferenciados no meio de campo. Mesmo assim, ele fez bem o seu papel de marcação.

      Thiago Santos tem muita dificuldade em se apresentar, em se movimentar para ser opção de jogo. Isto atrapalhou demais nosso time ontem e sobrecarregou Tche Tche.

      Thiago Santos, é excelente marcador, o nosso melhor do elenco. Jogador que será muito útil quando jogarmos contra times qualificados ou fora de casa…

      • Justamente isso, Tiago Santos matou Tchê Tchê, o cara tinha que sair da casa da porra, pra fazer a saída de bola, porque o outro volante além de não saber passar, não tem ideia de onde se colocar em campo, ai o cara chegava abafado, dava um toque errado e a torcida burrona vaiando o cara.

      • Justamente isso, Tiago Santos matou Tchê Tchê, o cara tinha que sair da casa da porra, pra fazer a saída de bola, porque o outro volante além de não saber passar, não tem ideia de onde se colocar em campo, ai o cara chegava abafado, dava um toque errado e a torcida burrona vaiando o cara.

    • Não dá para o FM e o Moisés jogarem juntos de volantes. Eles não tem a mobilidade necessária para fazer a proteção da zaga de forma segura. Na minha opinião, Thiago Santos é titular, pois é o único volante de contenção do nosso elenco. FM, Moisés e Tche disputam a outra vaga.

      • Mas será que “mobilidade sem qualidade” vale a pena??? Eis a questão rs. Veja o TT, corre pra tudo que é lado, mas não consegue marcar muito bem e erra passes de dois metros. É praticamente nulo!!
        E TS, marca como um leão, mas também não consegue armar uma jogada, erra tabelas, etc. O negócio, pra mim, é usar M10 e FM, quebrar as defesas, fazer um ou dois gols, e daí sim colocar TT ou TS no jogo, pra melhorar a mobilidade e a marcação. Aí sim eles serão úteis!!! Sou mais a “qualidade” no passe, no chute, do que a “mobilidade”, mas sem qualidade rsrs.

  • É o tal do jogo que valeu apenas para os 3 pontos.

    Acho válido essa rodagem que o Roger propõe, pra poupar alguns jogadores fisicamente e testar novos encaixes. Que sirva também pra perceber de uma vez por todas que Bruno Henrique não serve pra nada neste elenco.

    O time teve muita dificuldade pra encaixar uma bola na diagonal e sair das linhas do Red Bull e, quando conseguiu, Borja se livrou da bola por duas vezes.

    Achei que faltou arrematar mais de fora da área. Diversos rebotes que espirravam e caíam no pé do Vitor Luis e do L. Lima, preferiam o passe por dentro ou a bola alta novamente. Não adianta: eles estavam muito bem fechados e não temos um cabeceador!

  • Galera, vamos parar com essa mania de perseguição da torcida a jogador.

    Já deu.

    Temos inimigos demais e é inteligente não dar munição.

  • Se alguém oferecer mais de 100 reais no Borja pode vender, infelizmente pra ser ruim ele precisa mlehorar muito, deve perder espaço naturalmente pois tem muita gente melhor que ele no elenco! Bruno Henrique também, entrou na onda do bom time gambá, fez nome, enganou mas não joga nada, herença do Cuquinha que já deveria ter partido… De restante, oscilações de começo de temporada mas todos com potencial para evoluir, importante vitória! Te amo Jailson.

  • É impressionante como o Borja é ruim tecnicamente. Em todos os jogos, inclusive nos dois primeiros e em todos os outros pelo Palmeiras. Não tem fundamentos básicos, que qualquer menino de pelada tem. Sorte que a torcida do palmeiras é inteligente e tem boa vontade com ele, até por conta do dinheiro investido, mas, sinceramente, centroavante igual ele tem de todo por aí, e são todos meia boca

    • Borja é muito fraco. Cara sai na cara do gol e não sabe bater no canto, parece que fecha o olho e chuta no meio. Quando tiver Dudu, Lucas Lima e Scarpa, tem que jogar com o WIllian na frente,

    • Também vinha percebendo isso desde o ano passado. Não sei se é falta de qualidade técnica mesmo, se é a ansiedade, mas ele realmente mostra enorme dificuldade em lances extremamente simples: quando não erra o domínio, erra a passada, finaliza sempre se livrando da bola, parece que nunca olha pra ver onde está o goleiro e tentar tirar dele. Sem contar que parece estar sempre no timing errado: demora pra tomar decisões, lances nos quais pode simplificar e tocar de lado ou inverter quer passar entre dois ou três marcadores…

      A seu favor em relação aos jogos anteriores, tem mostrado mais vontade e tem sido mais participativo pelo menos. Mas estou pra dizer que infelizmente ele bate parelho com um Henrique Dourado da vida.

      • Cara, com todo respeito, ele é ruim. E não tem problema nenhum nisso. Tá cheio de jogador ruim por aí e servem pra jogar bola. O problema está em quem investiu tanto dinheiro em um centroavante que tem 1 gol a cada 3 jogos. Quando se trata de um atacante participativo, que dá assistências, abre espaço e tudo mais, essa média pode até passar. No entanto, o Borja não tem qualidades que compensem sua falta de capacidade de fazer gol. Dizem que ele finaliza bem e, sinceramente, até hoje eu não sei se isso é verdade ou não, pois ele sempre posiciona-se mal. Contra o Botinha, o Dudu fez a jogada e deu de calcanhar. Se o Borja tivesse acompanhado, poderia ter feito o gol, dividir com o zagueiro, mas estava andando na meia lua. Ao meu ver, não é falta de vontade e nem ansiedade. Ele só é ruim mesmo. Devemos respeitar isso e torcer para que ele seja vendido o quanto antes, até para abrir vaga para outro e nenhum técnico ser obrigado – mesmo implicitamente – a insistir nesse cara.

          • Hahahahahahah exato! Concordo. Depreciá-lo não resolve. Que ninguém leia nossos comentários e, de preferência, também não veja seus jogos.. kkkkk

    • Também parto do princípio, que para um jogador ser bom, no mínimo deve saber dominar uma bola e tocar com precisão.
      Quando vejo um menino jogando, são os dois primeiros quesitos que observo. Depois vem os outros.
      Borja, infelizmente, não tem estes quesitos básicos
      Mas como você bem disse, continuarei torcendo por ele, para que seja bem sucedido em sua passagem aqui no Palmeiras, ajudando-nos a conquistar títulos…

    • Eu acho que no fundo todos já entenderam que o Centro-avante hoje é o WILLIAM. Porém muitos não admitem; Existem torcedores como eu que sabem que o Borja é um jogador tecnicamente fraco, e também palmeirenses que gostam e acreditam nele, são os estão pedindo a tal sequência, mas na minha opinião, não sou dono da verdade bom lembrar, ele já mostrou que não está no nível Palmeiras era pós Paulo Nobre. Aqui devem jogar se não os melhores, mas só profissionais de alto padrão. O Borja não encaixa nisso, infelizmente. Tem dificuldade com domínio de bola!!!! Isso é básico no futebol. E em todos os outros fundamentos, o William ou é melhor ou igual a ele. Mas nunca pior.

    • Até porque quem substitui ele é o Bruno Henrique, portanto é melhor aguentar o Double Tchê se arrastando e com uma perna só do que jogar com BH

    • Essa corneta exagerada é um saco. O grupo de padrinhos do Verdazzo é um oásis em meio a gigantesca turma do amendoim. É muito bom fazer parte dessa comunidade. Seja voce também um padrinho do Verdazzo

    • Essa corneta exagerada é um saco. O grupo de padrinhos do Verdazzo é um oásis em meio a gigantesca turma do amendoim. É muito bom fazer parte dessa comunidade. Seja voce também um padrinho do Verdazzo

  • Jailson é um puta Jailson. Pq ja sabe né? Jailson é elogio agora. Quando alguém vai muito bem, ele foi Jailson.

    E o Noriega e o Milton Milk? Imparciais pela primeira vez na vida, quem aqui percebeu que não ficaram com raiva de nada que eles falaram? Mesmo quando o Palmeiras tava perdendo. Se isso não teve nada a ver com a denúncia do Luiz Ademar, o molusco é inocente.

    • Muito bem observado, o post de ontem do Conrado deve ter batido na veia do SPTV na fala ridícula do programa de ontem de manhã e hoje a postura deles no programa da noite foi muito diferente.

      • Achei que mudaram a postura tbm, mas no pós-jogo um comentarista falou que o gol do Palmeiras foi um erro grosseiro do bandeira, o cara tá loco, não tem nem vergonha de falar uma merda dessas.

    • Eu percebi a mudança de postura do sportv também, até no pós jogo, falando das receitas do Palmeiras, estádio, sócio torcedor, responsabilidade fiscal, nunca tinha ouvido eles falarem a respeito destas coisas.

  • Jogo ruim(mas 3 no bolso), individualmente:

    – Antônio Carlos não perde uma no jogo aéreo.
    – Jailson, o goleiro que não cai pra trás.
    – Mayke está mais pronto que Marcos Rocha. Não sei quanto ao potencial, mas se joga quem está melhor pra mim ficou claro quem é o titular.
    – O Bruno Henrique é bom em alguma coisa?
    – William é jogador pra sair jogando, Keno no segundo tempo pra botar fogo no jogo.
    – Pra finalizar, linha alta O CARAMBA!

    • Achei o Vitor Luis (que vinha jogando muita bola) mal hoje. Errou muito e não tava bem coberto. Acho que a parte física dele já tá chamando. < Claramente uma passada de pano minha.

    • Você viu o jogo? Deve estar brincando. Observe o primeiro gol onde estava o Sr. MAYKE e onde ele deveria estar. Nas costas dele o gol! Marca mal, apoia mais mal ainda. Observa que toda hora que ele fazia a ultrapassagem, ninguém tocava nele para cruzar, os próprios companheiros viram que ele é horroroso e não confiam mais.

      • Mayke parece ser um jogador mais leve que o Marcos Rocha. E também é preciso lembrar que essa foi a prima atuação do menino no ano. Por mais que venha treinando, entrar de titular em pleno Allianz Parque é diferente, tem outro peso e precisamos dar a ele o beneficio que os outros já mais a vontade possuem e dar tempo. Em um possível segundo ou terceiro jogos ai sim podemos “cobrar” uma atuação mais consistente.

        Cada um tem uma forma de assimilar e se adaptar. Ainda acho que o Mayke pode render melhor.

        • Galera mete o pau no Mayke. Acho q ele esta jogsndo bem. Ano passado tb vinha bem. Erros acontecem e se tiver cobertura certa nao tem problema. Marcos Rocha tb errou no primeiro e segundo jogo.
          Nao criem outro Egidio…

  • Jailson mostro, tem corpo fechado nem roubando ele perde, por outro lado o Guerra nem tocou na bola

  • .Torcendo muito para que RM consiga mostrar todo o futebol que ele vê em BH. Até agora só vejo um marcador frouxo, lento, sem tempo de bola e capacidade de finalização igual a zero.

    E mesmo jogando de forma sofrível o Palmeiras conseguiu virar.

    Impressionante.

    Isso é sorte de campeão.

  • A contratação do Lucas Lima foi uma Sra. contratação. Todos os times vinham e vão continuar vindo na retranca contra nós, mas agora temos aquele cara que acha o espaço certo para enfiar a bola entre a zaga e que tbm decide nas bolas paradas.

  • Este parágrafo é autoexplicativo e mostra a mudança de patamar: “Dudu estreou no Palmeiras há exatos três anos: no dia 25 de janeiro de 2015 (…) Ele entrou no intervalo, substituindo Maikon Leite”.

  • Acabei de ler, que a 3 anos atrás, Gustavo Scarpa jogava contra nós pelo Red Bull, era o camisa 10 deles.

    É uma pena que não fará sua estréia hoje.

    Acredito que hoje será 4 x 0,.para 27253 torcedores.

    Gols de Dudu, Victor Luís, Tche Tche e Felipe Melo…

  • algo me diz que será um jogo duro que teremos que buscar a virada com mto suor….algo que não tivemos que fazer ainda, será um bom teste. 3×2 verdão com Lucas Lima, Victor Luiz e Borja

  • Dudu substituiu Maikon Leite…. mudança bastante simbólica de uma mudança de ERA, mais do que uma mera substituição de jogo.

    #VamosPalmeiras

  • Lembrei que no jogo contra o Botafogo o Caio Ribeiro deixou escapar um “Alianz” na transmissão. Foi engraçado.

    • Quanto mais o nome do estádio ficar na cabeça das pessoas, mais isso vai acontecer!

      Palmeirense manda muito bem ao se referir ao estádio somente como Allianz Parque!

  • Concordo com o Roger, tem que entrosar o time, paulistão é pré temporada, depois que tiver uma boa sequência de vitórias, dá pra pensar em começar e mexer no time em alguns jogos, poupando alguns jogadores.

    Palmeiras 3 x 0 Red Bull.

    Dudu, TMartins e LLima de falta.

  • San Genaro, é jogo pra meter uns 7 pelo menos, sem sustos (mentira, não vou empolgar).

    Só uma coisa: dá tempo de plotar um ‘Allianz Parque’ nas omoplatas dos coletes da imprensa? Hahaha

  • Ricardo Bueno dói só de lembrar… Só poderia ter sido coisa do Tirone msm.

    Palmeiras 3×0 Te dá asas.
    Dudu 2x, Borja.
    Duas assistências do Lucas Lima e uma do Keno.

  • Eu nem ligo pra isso, mas acho que eles também não deveriam achar ruim por exemplo, usar o colete de imprensa do Palmeiras. Eles fazem o que quer e o Palmeiras tem que baixar a cabeça?
    Se ao menos existisse uma relação cordial… Mas nem isso.