Podcast: Periscazzo (02/10/2017)

Lambendo as feridas da derrota no clássico e avaliando as chances que restam em 2017. E também tem a entrevista do Cuca.

Participe dos programas, ao vivo. Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/pagina.verdazzo

Aqui, o feed para os agregadores: https://verdazzo.com.br/feed/podcast/E aqui, o link para apoiar o Verdazzo e se tornar um padrinho do site: http://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Fernando Wenzel

    A data do título está invertida o mês com o dia.

  • Alcibiades Albano Pereira

    Conrado, tudo que você disse está perfeito, porém, existe uma maldita imprensa esportiva que adora falar do “fracasso” do Palmeiras no ano e que acaba fazendo a cabeça da imensa maioria dos torcedores que infelizmente são excessivamente passionais e embarcam nos comentários desses desgraçados.

  • Charles

    Torcer para um time é um exercício intrinsecamente passional e cada um o faz da maneira que quiser e achar melhor, mas o Periscazzo de hoje foi um verdadeiro manual para ser tornar um torcedor mais qualificado e útil para o Palmeiras.
    Saber controlar a “putisse” talvez seja a lição mais valiosa de todas. Modéstia a parte, eu atingi esse patamar e hoje, antes de emitir minha opinião sobre algum assunto, eu a submeto a vários filtros e ainda assim, as vezes escapam algumas besteiras, ninguém é perfeito. Um exemplo: evito fazer comentários aqui no blog nos dias de jogo, a temperatura do jogo tem a capacidade de distorcer a razão, para o bem ou para o mal.
    O que mais me espanta é a quantidade de torcedores que conhecem a mídia palestina, especificamente o Verdazzo que dá atenção e eco para o que a imprensa faz com o Palmeiras, ainda que sejam rotineiramente alertados sobre o assunto.
    Continue assim, Conrado, sem dúvida seu esforço não será em vão e logo teremos uma torcida ainda melhor a apoiar apaixonadamente o Palmeiras. A coletividade palestrina agradece

  • Daniel

    Perdão pelo of-topic, mas o Artur, agora no Londrina, não tem mais nada daquele Artur da Copinha.

    Flutua como meia atacante, sempre agudo.

    O Palmeiras tem de renovar com ele e emprestá-lo mais um ano, porque esse jogador só evolui.

    Na minha opinião teria vaga já no nosso elenco, mas temos outros investimentos no elenco que terão prioridade.