Alecsandro deixa o Palmeiras e libera a camisa 9

AlecsandroO centroavante Alecsandro acertou sua saída do Palmeiras na manhã desta quarta-feira. Depois de 62 jogos disputados desde sua chegada, em junho de 2015, nos quais marcou 14 gols, o atacante ruma para o Coritiba. Foi no Couto Pereira que seu pai, Lela, mais brilhou em sua carreira, sendo um dos destaques do time que conquistou o Brasileirão de 1985.

A passagem de Alecsandro pelo Verdão pode ser considerada positiva. O atacante de 36 anos, vice-artilheiro do time em 2016, sempre foi considerado um atleta para completar o elenco. Ter jogado cerca de 50% dos jogos no período em que foi atleta palmeirense, poucos deles durante os 90 minutos, com uma média de gols de 0,23 por partida, é uma marca expressiva.

Teve uma experiência terrível, ao ser flagrado num exame antidoping com resultado falso positivo, o que lhe rendeu uma suspensão preventiva pesadíssima. A defesa do Palmeiras provou sua inocência e a suspensão absurda foi revogada, mas os 16 jogos em que ficou impedido de jogar foram um prejuízo irrecuperável. Mesmo assim, permaneceu inabalável na disciplina nos treinamentos. Sua postura profissional sempre foi exemplar.

Nossa torcida, no entanto, nem sempre reconheceu essa postura. Sua compleição física peculiar sempre sugere que ele está acima do peso, embora os membros da comissão técnica nunca tenham tido que se preocupar com isso. Alecsandro chegou a postar recentemente nas redes sociais uma foto em que exibe ótima forma e ainda reclama, com certo bom humor, da pegação no pé. Coisas da torcida do Palmeiras.

Instagram Alecsandro
Alecsandro exibe boa forma no Instagram e ironiza críticos (Imagem: Reprodução)

Fica uma lacuna

Eduardo Baptista recorria a Willian e até a Roger Guedes para jogar como centroavante em caso de necessidade; Alecsandro entrou em campo apenas 8 vezes este ano, o que pode ter precipitado sua saída, mesmo com a chegada de Cuca.

A camisa 9 volta a ficar disponível; é bem provável que Borja herde o número, jogando com a 12 apenas na Libertadores. Mas Alecsandro era o único atleta além do colombiano a ter a característica de jogar como NOVE-NOVE. O novo treinador pode não querer abrir mão de um centroavante de ofício na falta de Borja, presença recorrente nas convocações da seleção de seu país. Não será surpresa se Alexandre Mattos aparecer com um substituto nos próximos dias.

Que Alecsandro tenha boa sorte na sequência de sua carreira. Sai do Palmeiras pela porta da frente e de cabeça erguida. Valeu Alecgol!

  • É um profissional exemplar e demonstrou uma disciplina tática que, na minha visão, foi muito útil ao Palmeiras ano passado. Lamento os que comemoram sua saída.

    • André foi bom enquanto durou, o ciclo dele encerrou, nos jogos esse ano estava visivelmente desanimado…

  • Nunca desrespeitou nossa camisa e sempre teve paciência nas entrevistas pra explicar essa falta de paciência da torcida. Nunca achei ele ideal para titular, mas atualmente ele era reserva e até mesmo o terceiro reserva às vezes. Estava ótimo para nós! Quem tem um terceiro reserva com 2 Libertadores? Mas para ele, talvez fosse melhor ir para outro caminho para poder jogar, já que não é tão novo. Boa sorte a ele!

  • É um bom jogador, tem capacidade para ser titular em outros times! Ia melhor quando voltava para buscar o jogo ou prender a bola, centralizado tinha dificuldades.
    A idade já começou a dificultar seus reflexos, mas ainda tem muita lenha para queimar!
    Um cara gente fina, vitorioso e ainda muito bom de bola!

  • Não vai fazer falta, sera que não tem nenhum menino na base com as mesmas caracteristicas, apesar que da pra usar o RM, porque só temos o Borja e William pra CA

  • Chegou fazendo alarde com aquele vídeo em agradecimento à torcida do flamengo, depois se redimiu fazendo alguns gols. Isso até dar uma entrevista desastrosa sobre o Borja.

    Nunca fui fã do futebol do Alecsandro, mas teve sua parcela de contribuição no ano passado. Boa sorte à ele!

    • Também nunca fui muito fã da sua bola, mas respeitava sua dedicação e reconhecia sua utilidade e até sua estrela.

  • Um texto mais do que merecido ao nosso Alecgol. Sempre mostrou disposição e dedicação ao entrar em campo com a camisa do Palmeiras. Foi um monstro naquele 1 x 0 contra os gambas no Pacaembu que o Prass pegou penalty (Assistam e vejam). E nas redes sociais um massacre injustificado por parte dos nutelinhas imediatistas e ingratos, com termos e gracinhas pejorativas sobre o suposto sobrepeso dele.
    Só temos a agradecer quem vestiu a camisa do Palmeiras com honra e empenho.
    Valeu Alecgol!

  • Ele não parecia gordo pra mim, e sim fora de forma. Levava muito mais tempo pra chegar na bola que qualquer outro jogador. Em 2017 toda bola que foi pra ele, foi pra morrer a jogada. Male male conseguia devolver a pelota sem perde-la. Não dividia e nem marcava e tinha presença ofensiva nula. Ou seja, era 1 a menos em campo. Pra mim é um ex-jogador em atividade desde o falso doping.

  • Gostava de ter o Alecgol no grupo, nos ajudou ano passado. Cara experiente, boleirão e chama-título! Sabe fazer o pivô e segurar a bola no ataque. Que seja feliz no resto de sua carreira.

    • Acho que o ciclo útil dele (pro Palmeiras) chegou ao fim. A sacanagem que fizeram com ele ano passado realmente esvaziou seu gás. Nitidamente ele não vinha conseguindo mais ter a mesma fagulha de antigamente. Que seja feliz e consiga ter um fim de carreira com a dignidade que merece. Aqui, sem re-encontrar a motivação, não iria ter o espaço que precisa.

  • Não temos ninguém com as características do Borja, qdo ele for convocado ou estiver suspenso, o time terá q mudar o esquema de jogo. Acho q cabe mais um centroavante nesse elenco.
    Sei q não é o assunto do post, mas é importantíssimo. No blog do Menon, no UOL, ele entrevista um engenheiro especialista em fazer tabelas, q afirma q essa tabela foi feita pro flamerda ser campeão (tentei colocar o link mas caiu na moderação). E agora, sr. MCP, q ano passado fez um escândalo com a nossa tabela, nada a declarar?

  • ainda acho que o rafael marques deveria fazer esse papel do 9 numa eventual necessidade…esse papo de “nao gosto de jogar assim” é o maior absurdo.. eu nao gosto de acordar cedo e vir trabalhar aqui sentado de frente a um computador, mas estou sendo PAGO para isso…tenho que fazer o que sou requisitado… o cara é alto, tem bom passe, sabe fazer pivo, e finaliza bem…nao sei de onde ele tirou que joga melhor pelos lados

  • Tragam o mito Cristaldo de volta, aí teremos dois amuletos pra entrar no segundo tempo e marcar gols… Ele e o William Bigode! kkkkkkkkkkkk
    Brincadeiras à parte, perdemos Barrios e Alecssandro, precisamos mesmo repor à altura caso não possamos contar com Borja, ou até mesmo quando ele não estiver bem e precisar ser substituído.

    Obrigado por tudo Alecssandro e boa sorte no seu novo clube, menos contra nós…

  • Teria de haver punição financeira pesada e irrecorrível aos vagabundos detratores que infligiram perdas tão expressivas ao clube e ao jogador, marcadamente a este último.

    Para o jogador, como disse o próprio post, as perdas foram irreversíveis dado que, não só tempo vital foi perdido, como parece que o “momentum” que ele atingira, ao longo de 2016 até o episódio, nunca mais foi recuperado.

    Traduzindo: é bem razoável pensar que se tivesse continuado no ritmo que estava — ao invés daquela grotesca suspensão — ele teria rendido mais, teria ganho prestígio e confiança e, talvez, não tivesse entrado numa espiral de baixa que culmina com sua saída agora. É claro que essa reflexão acima é especulativa; especulativa, mas verossímil.

    De todo modo, o fato é que Alecsandro deixa uma marca de decência e profissionalismo, algo essencial sempre.

    Obrigado por tudo.

    #ValeuAlecgol

  • Não acho que seja necessário mais um atacante. Temos willian, eric e até mesmo RM para a posição caso Borja não jogue. São jogadores de caracteristicas distintas mas que podem cumprir o papel bem caso mude-se o esquema. A não ser que eric seja emprestado e RM também. talvez algum jogador da base? ou uma jovem promessa?

    • Poderiam emprestar o Erick, negociar o RM. Com a economia somada á saída do Alecsandro, poderia vir alguem de peso..

  • Alecsandro teve bons momentos no Brasileiro do ano passado, não jogou a Copa do Brasil, pois já tinha atuado pelo Flamengo, foi útil mas não teria mais espaço, os jogos que fez esse ano foi muito mal…sempre honrou o manto e o ciclo chegou ao fim, simples assim…

    Boa sorte no Coritiba, vai fazer dupla de ataque com Kleber…

  • Só tenho o que agradecer ao Alegol, toda sorte do mundo na continua da carreira. Os palmeirenses em deveriam encher o Instagram dele agradecendo por ter honrado nosso manto.

  • Poderia ser útil naqueles jogos em que bate o desespero e chove bola alta na área. Pensando bem, melhor que não haja momentos de desespero assim neste ano.

    • Poderia ter sido mais usado também naqueles jogos contra times ridículos do paulista poupando os joagdores recém-chegados e ganhando ritmo pra quem sabe virar um bom reserva do Borja. Eu queria que ele tivesse saído no fim do ano passado, mas já que ficou deveria ter sido mais aproveitado, principalmente na pré temporada mais longa do mundo chamada campeonato paulista.