Allianz Parque completa três anos e já incorporou a identidade palmeirense

Allianz ParqueNo dia 19 de novembro de 2014, há exatos três anos, o Palmeiras inaugurava o que viria a ser um dos pilares mais importantes da virada por que passou o clube após anos de franca decadência: o Allianz Parque.

O time no dia da partida inaugural era reflexo do processo de deterioração por que passava o clube nos anos anteriores e o risco de mais um rebaixamento era mais que real. A inauguração do estádio foi acelerada para que o time pudesse contar com o apoio maciço da torcida em sua nova casa e assim conseguir os resultados para escapar da queda. Sem identificação com o novo gigante de concreto, o Palmeiras marcou apenas um ponto naqueles dois jogos, contra Sport e Atlético-PR, e se salvou graças à incompetência ainda maior dos concorrentes.

Veio 2015 e o Palmeiras deu uma grande virada. O clube estava virando piada, mesmo com um passado tão glorioso. Rivais faziam chacota diante de uma tendência real de apequenamento. Mas o Verdão soube se reinventar. Sacrificou quatro anos jogando sem casa, para erguer o Novo Palestra Italia, o Allianz Parque.

Gol de RobinhoNo início houve o sentimento de estranheza, semelhante àquele que temos nos mudamos de casa. O conforto e a modernidade, no entanto, amenizaram a resistência. A saudade do velho Palestra permanece viva dentro de nossos peitos, mas aprendeu a conviver com o orgulho e o prazer de ter um estádio que já foi cenário de momentos inesquecíveis.

Perdemos na inauguração. Perdemos o primeiro Derby, numa falha grosseira do Vitor Hugo. Em meio a resultados angustiantes, o público tradicional do velho Palestra ganhava a companhia de uma turma nova.

Os 12 mil tradicionais, os “de sempre”, passaram a dividir o espaço com um público que, entre outras coisas, se ocupava com bastões de bate-bate e se divertia com câmeras nos momentos mais tensos dos jogos. Essa turma topou ir ao campo ver o Palmeiras ao perceber que não precisava mais tomar chuva, pegar irritantes filas para comprar ingresso, entrar e sair do estádio, usar banheiros limpos, entre outras conveniências. Houve o natural conflito cultural no início. Mas a média de público disparou.

Campeão Copa do Brasil 2015Todo esse avanço trouxe para o Palmeiras muitos recursos econômicos, através das bilheterias e do Avanti. Enquanto o clube voltava a conviver com um fluxo financeiro saudável, os bons resultados em campo começaram a aparecer. Duas goleadas sobre o SPFC, uma sobre o Flamengo e a sensacional campanha com vitórias sobre Cruzeiro, Fluminense, Inter e Santos, que culminaram com a conquista da Copa do Brasil, fecharam o primeiro ano completo do novo estádio. Os dois tipos de público, cada vez mais um só, aprenderam a conviver e a celebrar conquistas juntos.

O ano de 2016 foi melhor ainda; Fernando Prass, Dudu e Gabriel Jesus, cada vez mais ídolos, lideraram um time que sobreviveu a uma eliminação na Libertadores para fazer uma campanha espetacular no Brasileirão, enfileirando vitórias marcantes, sobretudo nos clássicos: nossos rivais não tiveram vez e o Allianz Parque testemunhou a conquista de mais um título brasileiro, o nono do Palmeiras, ao mesmo tempo que marcou a última partida do time da Chapecoense que protagonizaria dias depois a maior tragédia do futebol brasileiro.

Palmeiras Campeão Brasileiro 2016O ano de 2017 ainda não terminou. O Palmeiras, mesmo sem conquistar títulos, foi mais uma vez um dos protagonistas do futebol no ano, tendo quase sempre como cenário seu magnífico estádio, com mais de 30 mil pagantes em média por jogo.

Pagamos um preço por isso – além da estiagem durante o prolongado período de construção, abrimos mão de mandos em jogos importantes nesse período para cumprir o conturbado acordo com a construtora.  O gramado segue problemático e muitos itens fundamentais seguem em não-conformidade, como a ausência dos escudos do clube na fachada externa, o restaurante panorâmico que ocupa lugar de cerca de 200 assentos e permanece apenas na estrutura, e o memorial com nossa vasta e crescente galeria de troféus, que continua só no papel.

Essas ressalvas, no entanto, ficam menores quando vislumbramos o avanço que o Allianz Parque proporcionou ao clube nesses três anos de existência. Hoje é um estádio que, 93 jogos depois, já tem a identidade palmeirense e tende a ser palco de muito mais alegrias e conquistas nos anos que estão por vir. Parabéns e VAMOS PALMEIRAS!


Verdazzo é patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Aqui, o link para se tornar um padrinho deste site: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • E lembrar que em 2010 teve conselheiro se atirando ao chão pra evitar o trabalho dos tratores….

    Jamais esqueceremos!

    Aliás, ainda são os mesmos que ainda tumultuam nosso futebol e nos atrapalharam em 2017. Torço pra que isso seja lembrado por todo palmeirense.

  • Já fui em nossa arena duas vezes, uma para fazer o tour e conhecê-la mais a fundo e outra em outubro último para assistir ao show do Paul McCartney e nas duas fiquei impressionado. Sem dúvida nenhuma ela é sensacional;
    Mas ainda falta eu ir a um jogo do Verdão, com casa cheia, com a galera cantando e o time dando show em campo. Se Deus quiser, vou realizar esse sonho no próximo ano.

  • Sobre o estádio estar sobre nossa gestão nos dias que não são de jogos do Verdão eu não creio que seja a melhor coisa para o Palmeiras.

    Sinceramente alguém acredita que essa corja que está lá mamando do Palmeiras(futebol) há 2 décadas vai fazer algo bom no Allianz Parque??? Não eram eles que dirigiram o nosso amado Palestra Itália nas mesmas 2 décadas???? Em que estado estava o estádio antes de 2010??

    Pessoal apesar dos shows atrapalharem e o gramado por vezes também, antes de termos o Clube Social separado totalmente do Futebol e este ser gerido profissionalmente de forma irrestrita é bobagem acharmos que o Allianz Parque nas mãos da direção será um bom negócio para o Palmeiras.

    Infelizmente hoje o melhor para o Palmeiras e para o Allianz Parque é o negócio não estar em nossas(/diretoria/Conselheiros/ mumu{“500 mil em ingressos para cambistas???”}) mãos.

  • Fernando Prass, Dudu, Zé Roberto, Alexandre Mattos, Paulo Nobre, e mais importante, o Allianz, são o símbolo desse novo Palmeiras que ressurgiu no início de 2015.

  • A crefisa parece ser uma empresa bem seria, profissional, focada nos resultados, bem que poderia fazer esse investimento, porque a Arena Multi uso é rentavel, e tirar a W.Torre do nosso caminho, acho que falta expor nosso escudo no estadio, mostrar mais nosso simbolo

  • Muitas alegrias passamos na nossa nova casa e muuuuitas virão nos anos a seguir. Mas algo que acho que nunca me esquecerei foi, nesse jogo de retorno à nostra casa, Marcelo – TV Palmeiras – Oliveira sendo nosso capitão! É uma das maiores tristezas que o “Palmeiras” me deu. Na verdade, pode colocar na conta do Dorival Jr, nosso técnico na época!

    De volta ao post, enquanto conselheiros babões criam intrigas entra Mattos/Crefisa/finanças etc etc etc, deveriam estar cobrando a construtora sobre as entregas atrasadas, que ao que parece, estão bem longe de serem feitas e mais longe ainda da preocupação da WTorre. Ou cobrem ou busquem juridicamente, uma forma de mudar o prazo em que a WTorre terá na Gestão da nossa casa. Que baixem de 30 para 20, ou 15 anos, cazzo!!! Puta falta de respeito com o clube, torcida e com o que está escrito!

    • Não consigo crer que esses velhacos ainda tem tanta força dentro do Palestra, só tumultuam o Palestra, com esse presidente banana ai então…

  • Orgulho da nossa nova casa. A geração que frequentou o Antigo Palestra e que está vivenciando o novo Allianz já é e será considerada privilegiada daqui a alguns anos.
    Dos pontos de melhoria mencionados no texto o memorial está fazendo bastante falta, e será mais uma grande atração para todos os Palmeirenses e uma grande oportunidade para divulgar ainda mais nossa marca e história para os turistas que visitam a cidade de São Paulo.
    VAMOS PALMEIRAS !!

  • De certo modo, por mais que jornalistas rancorosos como MCP pensem ao contrário, o Allianz democratizou o público dos jogos do Palmeiras; tem gente que vai sozinho, tem família, homens, mulheres, adultos, crianças, rico, pobre, quem assiste sentado, quem assiste em pé, quem vê futebol como espetáculo, quem vê como mais que um jogo, tem quem goste do Bolsonaro, quem goste do Lula… Enfim, de tudo um pouco, mas todos pelo Palmeiras.

    O Allianz revolucionou a trajetória do Palmeiras, é um marco importantíssimo na história gigante do clube. Só o palmeirense pode se orgulhar de chamar de sua casa.

  • Allianz Parque foi a virada do Palmeiras, existe um Palmeiras antes e depois do Allianz Parque! Ainda que ache que a Wtorre precise fazer algumas melhorias pra ficar realmente perfeito. Como terminar o museu e memorial do Palmeiras, vejo como fundamental que a história do clube esteja exposta para o mundo, além de uma fonte de renda extra pra quem for conhecer a Arena!

    O setor atrás do gol norte também deveria ser liberado. Não entendo aquilo ficar vazio todo jogo, deve caber ali quase 2 mil pessoas em pé. Outro ponto é acabar com o cerco fora do estádio, eu acho que vai acabar afastando torcida também, toda vez formar uma fila pra entrar… ajustando esses pontos as coisas serão ainda melhores!!

  • Copa do Brasil em 2015, Brasileirão em 2016, patinamos em 2017, apenas patinamos, 2018 o bang vai ser outro.

    • Da mesma forma que não ganhamos nada em 1995, 1997, quando tínhamos timaços. Só na cabeça da imprensinha tendenciosa é que clube grande tem a obrigação de ser campeão todos os anos.

      • Exato. Mas, parando pra pensar, temos certa “obrigação”, tal qual têm o Bayern na Bundesliga e Real/Barça na La Liga. É nosso lugar de origem. O que não pode é essa “obrigação” ser enxergada pela nossa torcida como algo doentio, que gere protestos e outras coisas que costumam assolar times menores.

        • Uma obrigação que esbarra num esquema criminoso de roubo de campeonatos! Temos que amassar todo e qualquer time que vier jogar na nossa casa, independente da situação! Assim, não terá juiz cego nem bandeira estrábico que atrapalhará. Perdemos pontos importantíssimos no BR 2017. Que isso não se repita tão cedo. AVANTE!!!

          • Só aconteceu porque não teve ninguém com peito suficiente de ir à mídia e esbravejar. Na minha cabeça, se o Nobre não avisa que “ninguém ia levar aquele campeonato na mão grande”, provavelmente iriam nos roubar até o cheirinho passar; em contrapartida, se o Galiotte bota a cara a tapa logo depois do jogo contra o CR$, o título ainda estaria em aberto, possivelmente.

            Pra não ter que perder tempo com esses fatores, basta nosso time amassar qualquer um mesmo. Sem exceção.

        • Acontece que no campeonato espanhol, por exemplo, ou ganha Barça ou ganha Real. No Alemão é Bayern mais uns 2. O brasileirão é mais nivelado. Nivelado por baixo, mas é mais nivelado.

          • Acredito que no Brasil os times são nivelados porque muitos são ajudados pelo governo, bancos públicos, cbf, arbitragem, imprensa e outras coisas por aí, outros por pura incompetência mesmo, são poucos times que se salvam com patrocínios e outras rendas não duvidosas! Mas ainda acho que uma hora a conta chega e todos esses times que não estiverem bem estruturados financeiramente não terão um futuro muito próspero não!

      • nossa obrigacao é de ficar nas cabecas em todos os campeonatos que disputarmos. ganhar é consequencia disso

  • Agora vamos ser sinceros, sem clubismo: porque o Palmeiras consegue vender um “naming rights” antes mesmo de sua arena ficar pronta e porque o Palmeiras é um dos únicos grandes times que tem um patrocínio atuante de valor expressivo que não seja da Caixa? Mas não tem times que são as “maiores torcidas”, não seria mais óbvio investir num clube que tem mais torcida e ter mais visibilidade? Será mesmo que estão fazendo esse censo de torcida certo? Será que Allianz e crefisa não sabem o que fazem? Será que somos “só” 16 milhões, eu vou no shopping e só vejo camisa do palmeiras!!!

    • Esses ‘censos’ são feitos de maneira muito pouco criteriosa e não levam em conta um dado importantíssimo:
      O Nível de ENGAJAMENTO da torcida!!!

      Quando se computa com o mesmo peso um simpatizante do mimimengo que nem sabe que o Ronaldinho Gaúcho já saiu do cheirinho com um torcedor que sabe a escalação do time do goleiro ao ponta-esquerda… obviamente esta se criando uma distorção monstra.

      Se for analisar apenas torcedores que tenham dedicação e engajamento, no mínimo estaremos quites com ‘os da massa’.
      …se houvesse uma forma objetiva e prática de medir o nível individual de engajamento até entre os torcedores ativos, certeza que seriamos disparados os primeiros…

      • É só fazer uma pesquisa na internet de quantos itens oficiais a pessoa tem do clube e a quantos jogos já foi ao estádio. Dentre alguns outros fatores. Para ver esse engajamento…

        • Seria interessante irmão. É uma espécie de big data do torcedor Brasileiro. Pena existem muitos torcedores fanáticos que não têm condição de ir ao estádio e de adquirir itens oficiais, senão chegaríamos a um número mais exato na contagem de adeptos. Mas acho que estamos entre a primeira ou segunda torcida que mais gera renda ao seu clube.

          • Sim Arrow, existem torcedores que não tem condições, mas, por isso se pode criar outras perguntas para expor o engajamento. Por exemplo, quantos jogos assistiu pela TV?

    • 30 milhões de supostos gambás , 30 milhões de urubus , mais torcedores de Galo , Marias , gaúchos são números super dimensionados ! Existem 200 milhões de brasileiros no total , e uma parte não gosta de futebol , portanto são números fora da realidade do Brasil onde não existem apenas dois grandes clubes

    • Na minha opinião quase todos os números de torcedores são superdimensionados. Tem uns 40% de brasileiros que nem ligam pra futebol, só aí estariam uns 80 milhões de brasileiros.
      Somando as 5 maiores torcidas em tese teríamos mais de 90 milhões de torcedores, essa conta não fecha. Fora todos os outros times.

  • Meu sonho sempre foi morar em São Paulo para ir em todos os jogos do Palmeiras. Hoje, moro a dois quarteirões do Allianz Parque e acordo todo dia com a vista desse templo do futebol, onde presenciei dois títulos inesquecíveis.
    Que venham mais longos anos de conquistas e que a WTorre saia logo de nossas vidas!

  • Enquanto isso o BAM faz jogo a R$ 2,00 pra encher o panetone e o GAM se vira pra pagar uma dívida eterna. Só vai restar ficar repetindo que o Palmeiras não tem Mundial. Coitados.

    • A queda financeira e consequentemente futebolística das meninas se deve, além de muita corrupção interna lá, ao fim dos jogos mandados por nós e pelo gambá no panetone. Agora, além disso, elas perdem eventos gigantes para o Allianz Parque que antes, eram todos no Morumbambi! A tendência é irem minguando até voltarem ao tamanho original. Sobre o gambá, nem adianta pagarem. A cada dia de atraso, fica mais e mais impagável. Até serem perdoados. Eles precisam de uma injeção financeira impossível para colocar as contas em dia, o que é improvável. Vai vendo…

      • As curicas ganharam um estadio na maior cara de pau.

        O Flamidia vai acabar ganhando o Maracanã também.

  • O GIGANTE APENAS ADORMECEU POR ALGUNS MOMENTOS , MAS QUANDO VOLTOU , VOLTOU COMO SEMPRE FOI E COMO SEMPRE SERÁ , GIGANTE !!!! EM 2018 LEVANTAREMOS MAIS TROFEUS COMO SEMPRE FOI A LINDA HISTORIA QUE A escoria futebolistica e a imprensa marrom NUNCA NOS DETERÁ E NEM CHEGARÃO A LINDA HISTORIA DO GIGANTE VERDE !! AQUI É PALMEIRAS , AQUI É PALESTRA ITALIA , SEEEMMMMMPPPPRRRREEEEE !!!!!!!!

  • Allianz já faz parte da nossa história e corações em apenas 3 anos de vida. Impressionante! Essa será nossa casa em todas as conquistas do século 21.

  • Não há palavras para descrever o quão maravilhoso é esse estádio! É a coisa mais linda desse mundo. Ir lá ver nosso Palmeiras jogar é a melhor coisa do mundo! A beleza, a atmosfera, e a indentidade palmeirense, o fato de ser moderno mas estar no nosso solo sagrado que é nosso cantinho acolhedor desde 1917, o torna algo muito palestrino, algo muito especial! Como eu disse no começo do comentário, é difícil achar palavras para descrever! Eu amo esse estádio

  • AllianzParque, ParqueAntática = PALESTRA ITÁLIA, quartel general da paixão de 16 (18?) milhões de brasileiros.

    Que décadas de emoções e conquistas sucedam este terceiro aniverário!