Gustavo Scarpa cita início abaixo e falta de efetividade do Palmeiras contra o SPFC

Gustavo Scarpa do Palmeiras em disputa com Gabriel do SPFC, durante primeira partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

Em entrevista na saída do gramado, Gustavo Scarpa também pediu paciência e espera pelo apoio da torcida no jogo da volta

No segundo Choque-Rei da semana no Morumbi, o Palmeiras foi superado pelo SPFC por 1 a 0, no jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil, e conheceu apenas seu quarto revés de 2022.

Para o meio-campista Gustavo Scarpa, que concedeu entrevista ao final do jogo, faltou para o Palmeiras começar melhor o confronto desta quinta-feira e ser mais efetivo no segundo tempo.

“O jogo de hoje foi parecido com o de segunda-feira, eles começaram melhor, mais intensos, e no segundo tempo a gente teve mais personalidade, que é o que a gente precisa. Colocamos a bola no chão, arriscamos uns passes, mas não fomos eficientes nas finalizações. A gente acordou depois que tomamos o gol. É claro que nossa equipe sempre entra focada nos jogos, mas tem que reconhecer os méritos da equipe adversária, eles têm qualidades”, disse Scarpa, que em seguida projetou o duelo da volta.

“É ter paciência, temos mais um jogo, é um resultado reversível. Claro que precisaremos dar o nosso melhor, mas não tem nada perdido”, completou.

Não há o critério do gol qualificado na Copa do Brasil; sendo assim, o Palmeiras avançará às quartas-de-final em caso de vitória por dois gols de diferença ou mais. Qualquer triunfo por um gol de diferença levará o confronto para os pênaltis; o adversário jogará pelo empate.

Gustavo Scarpa quer o apoio da torcida no Allianz Parque

Scarpa falou também sobre o apoio dos palmeirenses no Allianz Parque no jogo da volta, que acontecerá no dia 14 de julho.

“Assim como a torcida deles esteve presente hoje no Morumbi, não tenho dúvidas de que nossa torcida no Allianz Parque irá nos ajudar muito. A gente espera que, com o apoio deles, a gente consiga prevalecer”, finalizou.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, pelo Campeonato Brasileiro, para enfrentar o Avaí; o duelo ocorre na Ressacada, às 16h.

João Martins admite Palmeiras abaixo, diz o que faltou ao time, mas afirma: “Nada está perdido”

João Martins em jogo do Palmeiras contra o SPFC, durante primeira partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

Novamente substituindo Abel Ferreira à beira do gramado, João Martins reclamou também da arbitragem de Raphael Claus

Substituto de Abel Ferreira à beira do gramado pelo segundo jogo consecutivo, João Martins admitiu, em entrevista coletiva após o revés por 1 a 0 para o SPFC nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, que o Palmeiras não conseguiu repetir o desempenho de jogos anteriores.

O auxiliar citou, principalmente, a falta de agressividade da equipe e a dificuldade na criação de jogadas – o Verdão finalizou apenas seis vezes, sendo que nenhum chute foi em direção ao gol de Jandrei.

“Hoje estivemos um pouco abaixo. Na primeira parte, recuperávamos a bola em zonas baixas, tentávamos sair curto e o adversário pressionava bem. Não conseguimos recuperar a bola na zona de criação, isso nos criou dificuldades e também faltou um pouco nós igualarmos a agressividade sem a bola. No segundo tempo melhoramos, mas não foi o suficiente. O desgaste físico também interferiu, é normal, houve lances de precipitação e muitos passes falhados, o que nos obrigou a gastar mais energia”, explicou.

“Cada jogo tem sua história. Sabíamos que hoje seria diferente de segunda-feira. O SPFC foi mais competente que nós, mais agressivo nos duelos, fez muitas faltas e nos pressionou perto de nossa baliza. Tivemos problemas no jogo curto e também nas individualidades. Tínhamos que ter um pouco mais de calma, paciência, ganhar bola na segunda fase do campo. No final, eles mereceram ganhar porque fizeram um gol e nós não”, acrescentou Martins, que também falou sobre o duelo da volta.

“Nada está perdido, queríamos um desempenho e um resultado diferente, porém não fomos capazes. São dois grandes clubes e é normal ter confrontos equilibrados. Às vezes ganhamos, outras não, mas vamos trabalhar para que no jogo em casa a gente dê a volta por cima. Será outra história. A eliminatória está completamente aberta, irá ganhar o melhor e esperamos que sejamos nós. O confronto é de 180 minutos e ainda está no ‘intervalo’”, completou.

O Palmeiras precisa vencer o SPFC por dois gols de diferença no confronto do Allianz Parque para avançar às quartas-de-final no tempo normal. Caso vença por pelo menos um gol, o duelo será decidido nos pênaltis.

João Martins reclama de Raphael Claus

Apesar de admitir um Palmeiras abaixo da média, João Martins não deixou de reclamar da arbitragem de Raphael Claus. Para o assistente, o juiz foi permissivo com a agressividade do adversário e também não deu falta de Reinaldo em Dudu na origem do gol do rival.

João Martins em jogo do Palmeiras contra o SPFC, durante primeira partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

“Não vamos dar essa desculpa [de falta de energia do time]. O adversário foi mais forte, essa é a realidade. Mas vale ressaltar que tivemos um momento de descontração no gol porque foi falta no Dudu e o árbitro não deu. É incompreensível. Nossos jogadores acabaram por ir reclamar e eles marcaram o gol”, protestou.

“Foi um jogo agressivo, muito por conta do último jogo, e faltou o árbitro estar preparado para isso. Só faltou o Reinaldo pisar no Dudu, porque de resto ele fez tudo”, finalizou Martins.

Às vésperas do Choque Rei, Palmeiras treina com novidades na Academia de Futebol; Abel Ferreira testa negativo para Covid-19

Atletas durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol.
Cesar Greco

Recuperado de lesão na coxa, Raphael Veiga treinou normalmente e pode ser novidade na relação do Palmeiras diante do SPFC

Às vésperas de enfrentar novamente o SPFC na semana, desta vez pela Copa do Brasil, o Palmeiras treinou com novidades na Academia de Futebol, na tarde desta quarta-feira.

Recuperado de lesão muscular, o meio-campista Raphael Veiga participou normalmente das movimentações propostas pela comissão técnica e deve ser relacionado para o Choque-Rei – sua presença na equipe titular, no entanto, ainda é incerta. Já o atacante argentino López, que só poderá estrear no mês que vem, foi a campo e trabalhou pela primeira vez ao lado dos novos companheiros.

Em campo, os jogadores, acompanhados por Abel Ferreira, que testou negativo para Covid-19, realizaram atividades técnicas, com as dimensões do campo reduzidas. A escalação inicial do Verdão para o duelo deve ter algumas mudanças em comparação ao jogo anterior, já que Zé Rafael volta a ficar à disposição, assim como Marcos Rocha, que novamente treinou sem restrições.

Abel ainda não está liberado para comandar o Palmeiras à beira do gramado

Apesar de ter testado negativo para Covid-19, o técnico Abel Ferreira ainda não foi liberado pela CBF para comandar o Verdão à beira do gramado no Choque-Rei devido ao protocolo de saúde da entidade, que só permite o retorno dos profissionais após sete dias do primeiro exame realizado – o comandante foi diagnosticado com o vírus na sexta-feira passada. O Palmeiras, no entanto, informou que buscará a liberação do treinador.

Caso Abel não fique disponível, a equipe será comandada novamente por João Martins, que está invicto à frente do Verdão: em 15 jogos, foram 10 vitórias e cinco derrotas.

O primeiro duelo entre Palmeiras e SPFC nas oitavas de final da Copa do Brasil acontece amanhã no Morumbi, às 20h; enquanto a volta está marcada para o dia 14 de julho, no Allianz Parque.

Danilo será desfalque do Palmeiras contra o Avaí

Danilo em jogo do Palmeiras contra o SPFC, durante partida válida pela décima terceira rodada do Brasileirão 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

Danilo recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão automática

A comissão técnica do Palmeiras não poderá contar com o meio-campista Danilo no próximo jogo da equipe no Campeonato Brasileiro, que será diante do Avaí, na Ressacada, domingo que vem, às 16h.

O camisa 28 recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória do Verdão sobre o SPFC por 2 a 1, e terá que cumprir suspensão automática – Danilo foi advertido nos últimos minutos do primeiro tempo, após cometer falta em Calleri. Assim, por mais uma rodada o meio de campo do Palmeiras terá desfalques, já que Zé Rafael também não pôde atuar no Morumbi devido ao acúmulo de cartões amarelos.

Por outro lado, além de Zé Rafael, Abel Ferreira e seus auxiliares devem ter o retorno de outros jogadores importantes contra o Avaí: Raphael Veiga e Marcos Rocha. O camisa 23 está recuperado de lesão na coxa e encontra-se em processo de transição física; enquanto o lateral está realizando atividades individualizadas após ser poupado por desgaste físico.

Sem Danilo, outra chance para Gabriel Menino

Gabriel Menino do Palmeiras em disputa com Patrick do SPFC, durante partida válida pela décima terceira rodada do Brasileirão 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

A vaga de Danilo deve ser preenchida por Gabriel Menino, que também substituiu Zé Rafael no Choque-Rei. O camisa 25 vem aproveitando as oportunidades e, diante do SPFC, obteve números ofensivos e defensivos consistentes.

De acordo com o SofaScore, Menino teve um aproveitamento de 88% nos passes, sendo um decisivo; finalizou quatro vezes a gol e acertou metade dos lançamentos que tentou. Defensivamente, fez dois cortes, uma interceptação e dois desarmes, além de ter vencido seis dos oito duelos que disputou.

As outras opções imediatas da comissão técnica são Atuesta, Fabinho e Pedro Bicalho.

Antes de enfrentar o Avaí, no entanto, o Verdão voltará a enfrentar o SPFC no Morumbi. Nesta quinta-feira, às 20h, os times se encontram para o primeiro duelo das oitavas-de-final da Copa do Brasil.

Herói da vitória no Morumbi, Murilo celebra gol e vantagem na liderança do Brasileirão 2022

Murilo comemora com Gustavo Gómez seu gol pelo Palmeiras contra o SPFC, durante partida válida pela décima terceira rodada do Brasileirão 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

Murilo marcou aos 50 minutos do segundo tempo e decretou o triunfo palmeirense por 2 a 1 sobre o SPFC

Em mais uma virada construída em poucos minutos, o Palmeiras venceu o SPFC no Morumbi por 2 a 1 e manteve a liderança do Campeonato Brasileiro, com três pontos de diferença para o segundo colocado.

Assim como ocorreu diante do Atlético-GO, o Verdão saiu atrás do placar, mas, Gustavo Gómez aos 44’ do segundo tempo, e Murilo, aos 50’, marcaram para selar o triunfo histórico do clube na casa do rival.

“Muito feliz por mais um gol. A gente (da zaga) vem sempre ajudando. Eu, Gomez, Luan, Kuscevic… Sempre com humildade e pés no chão para ajudar nossa equipe. Fico muito feliz por esse resultado e pela liderança mantida”, disse Murilo, que revelou também a conversa com Rafael Navarro após o gol da vitória.

“Ele [o Navarro] me disse que ia raspar [a bola], mas conseguiu tirar a cabeça; a bola sobrou em mim, dominei no peito e pude finalizar bem no canto”, completou o zagueiro.

O defensor marcou seu quinto gol com a camisa palmeirense, em 31 partidas. Ele recebeu a oportunidade de ser titular após a lesão de Luan e vem aproveitando. Diante do SPFC, a comissão técnica escolheu por substituir o camisa 13, no segundo tempo, e manter Murilo ao lado de Gustavo Gómez.

Murilo revela conversa no intervalo

Murilo do Palmeiras em disputa com Calleri do SPFC, durante partida válida pela décima terceira rodada do Brasileirão 2022, no Morumbi.
Cesar Greco

Murilo comentou ainda qual foi a conversa entre os jogadores e comissão técnica no intervalo para que a equipe conseguisse a virada no Morumbi.

“Falamos sobre a concentração, para não deixar cair. A gente fez um primeiro tempo bom e, no segundo, continuamos em cima, com a posse de bola, atacando sem parar e concentrados a todo momento. Fomos felizes com o Gómez fazendo o empate e depois eu fazendo o segundo gol. Continuar com os pés no chão e continuar com esse empenho e dedicação”, finalizou.

O Palmeiras volta a enfrentar o SPFC como visitante nesta quinta-feira, às 20h; a partida, no entanto, é válida pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Pelo Brasileirão, o Verdão encara no domingo o Avaí, na Ressacada, às 16h.