A base do Palmeiras segue muito bem, obrigado

Sub-20
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

Os campeonatos paulistas das categorias de base começam a chegar no funil, e o Palmeiras segue vivo e forte em todas as categorias, com boas chances de melhorar ainda mais os resultados do ano passado, quando conquistou três dos cinco troféus em jogo.

Além da proximidade de chegar a mais troféus, o trabalho com a meninada pode render muitos frutos ao Palmeiras, seja financeiramente, seja lapidando novos valores a serem integrados ao time principal.

Sub-11

Dono de uma campanha espetacular, a garotada do sub-11 terminou a primeira fase com 15 vitórias e 1 empate, 91 gols marcados e apenas 4 sofridos e um saldo estonteante de 87 gols. Nas oitavas-de-finais, o time passou pelo Audax com duas vitórias esmagadoras, marcando 11 gols e sofrendo apenas um.

Na partida de ida das quartas-de-finais, o Verdão já venceu a Ponte por 5 a 0 em Campinas, e tudo indica que o time vai avançar às semifinais. Com um ataque demolidor desses, a tabela de artilharia tem 3 jogadores do Palmeiras nas 4 primeiras posições: Luighi Hanri, com 20 gols, Endrick Felipe, com 18 gols e Marcus Vinicius, com 14. A tendência é que, além do Palmeiras, avancem às semifinais o Santos, o SCCP e o Noroeste.

Sub-13

Com 41 pontos ganhos em 48 possíveis na primeira fase, o sub-13 segue avançando na competição – na partida de ida das quartas-de-finais, venceu o Comercial em Ribeirão por 3 a 1.

O destaque do time é Marcos Eduardo, que já marcou 11 gols na competição. O jogo de volta acontece no próximo domingo em Guarulhos e devem avançar junto com o Palmeiras o SCCP, a Ponte Preta e o SPFC.

Sub-15

Com treze vitórias e apenas um empate, 66 gols marcados e apenas 3 sofridos, o Palmeiras demoliu seu grupo na primeira fase do campeonato e segue avançando. Na primeira partida das quartas-de-finais, meteu 5 a 0 no Guarani, em Campinas.

No sábado, teremos a definição dos semifinalistas, e devem avançar junto com o Verdão o Santos, o SPFC e o Red Bull. O menino Gabriel Silva marcou 27 gols em 27 jogos e é o grande destaque do campeonato.

Sub-17

Esta categoria foi eliminada na segunda fase no ano passado, mas ao que parece as coisas serão diferentes este ano. Mesmo com três atletas cedidos à seleção brasileira que disputou até hoje o mundial na Índia (Vitão, Luan Cândido e Alanzinho), o time segue avançando sem dificuldades no Paulista – na primeira partida das quartas-de-finais, venceu a Inter em Limeira por 1 a 0, e decide a vaga no sábado, em Guarulhos.

O Palmeiras tem três atletas entre os principais goleadores do campeonato: Diego Santos, com 19 gols, e o paraguaio Aníbal e Fabrício Nascimento, com 17. Os outros times que devem avançar na competição são América, SPFC e SCCP.

Na Copa do Brasil, a categoria também faz boa campanha, e joga hoje às 18h30, em Itu, contra o Vasco. O jogo tem entrada gratuita e será transmitido pelo SporTV.

Sub-17
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

Sub-20

Léo Passos
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

A principal categoria do futebol de base definiu este fim-de-semana os confrontos das quartas-de-finais e teremos Derby, com o primeiro jogo sendo realizado em Itaquera no próximo final-de-semana. Os outros confrontos serão Novorizontino x Desportivo Brasil; SPFC x Água Santa e Capivariano x Ponte Preta.

O Palmeiras fez a melhor campanha da primeira fase, com 54 pontos em 66 possíveis, e saldo de 47 gols. Léo Passos, que treinou várias vezes como time principal e até completou o coletivo da seleção principal da CBF, é um dos destaques do time com 13 gols marcados. Fernando, que tem 12, é um dos mais prestigiados e esta semana teve seu contrato renovado até 2022.

Prontos para o time de cima?

Um dos mantras das categorias de base é que, mais importante que vencer campeonatos, o principal objetivo é forjar talentos. Mas é inegável que levantar troféus é uma experiência fundamental para formar vencedores. Depois de anos adormecidas, nossas categorias de base entraram num ciclo vencedor que tende a se prolongar e a render ótimos frutos.

Alanzinho
Getty Images

Há quem se encante com o futebol de Alanzinho na seleção sub-17 e queira vê-lo efetivado no time de cima, mesmo com uma notícia de que o Real Madrid teria oferecido absurdos e irreais R$180 milhões pelo garoto. Uma oferta desse tamanho por um sub-17, na nossa realidade, não teria nem o que pensar. São 5 Borjas (ou duas Crefisas) por um menino muito talentoso, que pode até vir a ser um craque de primeiro nível, mas também pode virar um Allione ou um Lucas Lima. Resta saber se a notícia tem base ou se é só fumaça.

O Palmeiras precisa aprimorar a última fase de formação de jogadores, que é quando se prepara um menino não mais para chutar, se posicionar, cabecear, usar o corpo numa disputa – fundamentos que se desenvolvem predominantemente nas categorias menores, mas sim a parte mental, a suportar a vida de atleta profissional, ainda mais num clube de massa. É quando os meninos viram homens, com o perdão pelo chavão.

Temos visto nas últimas temporadas o Palmeiras com times muito competitivos entre o sub-11 e sub-15, mas essa força começa a diminuir no sub-17 e principalmente no sub-20, onde o time segue à caça de sua primeira Copa São Paulo e não revela jogadores na quantidade e qualidade desejada – talvez falte exatamente algo nesta última etapa.

Depois de alcançar um nível de excelência na estrutura e nas finanças, falta ainda ao Palmeiras definir-se como escola de futebol, com identidade tática, e isso é feito através dos valores forjados na base que sobem ao time principal e ganham seus espaços com sangue 100% verde. Com pelo menos 10 ou 12 jogadores de alto nível feitos em casa e aplicando os recursos financeiros não para montar todo o elenco, mas apenas 60%, o Palmeiras tem tudo para se manter no protagonismo do futebol brasileiro por anos a fio e pode até sonhar com voos mais altos no cenário internacional.

Tudo começa levantando taças na base. Boa sorte, molecada!


Verdazzo é patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Aqui, o link para se tornar um padrinho deste site: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Palmeiras classificado na final do Paulista sub-20!

    Conrado, essa materia sua foi excelente, abriu meus olhos para monitorar melhor os campeonatos da base e o Palmeiras ta chegando em todas as finais. Vale a pena mais uma avaliacao da performance to time chegando nesta reta final do torneio.

    E lembrando tambem que na Copa do Brasil sub 17, a final eh contra os imundos!!!! Vai ser show de bola!

  • cara até voltei nesse topico aqui…a base vem forte! finalistas em todas as categorias… nao lembro de ter visto isso acontecer antes

  • Sabe a quantas anda a participação dos malditos empresários nos jogadores da base?
    Em épocas q devíamos as calças, lembro que davam percentuais absurdos dos meninos da base em troca de negociações com jogadores profissionais, ou então pra adiantamento de valores que precisavam ser pagos pra ontem (A velha história de descobrir o pé pra cobrir as orelhas).
    Hoje que estamos muito bem nas finanças, todos esses destaques são quase que na totalidade “nossos”?

    • A ideia do Paulo Nobre era de que a base fosse composta somente de atletas 100% nossos. Na época, inclusive, alguns destaques cujo passe era fatiado, e o empresário se recusou a vender sua parte ao Palmeiras, foram negociados. Não sei dizer se continua assim.

      • Infelizmente não é mais, tem muito jogador vindo apenas por empréstimo, sequer é do clube. Perdemos o Rodrigo Farofa pro Real Madrid por conta disso, Galiotte foi um retrocesso..

        • Claro que não, o Rodrigo Farofa veio pra fazer testes no Palmeiras por empréstimo, naturalmente o Palmeiras compraria o passe dele, mas ele se destacou logo de cara e chamou a atenção do Real Madrid. Não tinha o que o Palmeiras fazer e ainda levamos uma graninha…

  • Parabéns a todos que participam na formação das categorias de base do verdão. Mesmo tendo que vender os jogadores como aconteceu com o Gabriel o caminho é esse não tem como evitar. Lembrando que o Gabriel é um ponto fora da curva, outros jogadores poderão ficar e subir para o profissional.

    • A venda do Gabriel Jesus foi a maior cagada do Palmeiras e só ocorreu pq nós tínhamos pouca porcentagem aliado com o desejo do garoto de jogar no exterior, pronto, 32M de euros!! Do jeito que ele joga, esse ano a Libertadores seria nossa, e venderíamos pelo dobro!! Se aquele horroroso Vinicius Jr vale 45, Gabriel vale 60!!!

      • Se não tivesse ido pelos 32M, teria ido por 60, 80 (ou o valor da multa estabelecida no contrato!!) a % do Palmeiras só faria diferença na quantia de dinheiro que entraria pro direto pro clube

        … mas dificilmente conseguiríamos ter segurado por mais 6 meses que fosse.

        A realidade do momento é que quando o Europeu (principalmente os Gigantes) realmente QUER, vem e leva, e fim de papo!!

        É MUITO dinheiro, e o ‘apelo profissional’, o ‘apelo CHAMPIONS LEAGUE’ é folda!!!!

        O único argumento que dá pra ‘tentar’ usar pra segurar os moleques no momento é: “Não vai agora que daqui 6 meses, um ano vai chegar proposta melhor”.

        Só que quando a proposta já É boa demais, para uma potência do velho continente ou pra trabalhar com ‘lendas vivas’, o cara fica balançado, pois pensa: “E SE eu não aceitar e perder a oportunidade…”

        Por mais organizado que estejamos, ainda não temos como competir com isso.

        O próprio Dudu só não foi ainda porque só quem veio atrás dele foram Turcos, e nenhum chegou sequer perto de oferecer um valor aceitável. Porque se chegasse uma Lazio, um Napoli, um Monaco, Sevilha,…, e oferecesse um valor mais próximo da multa e luvas vultuosas mais um bom salário… já era, por mais identificado que seja, o cara dificilmente segura a onda.

        • Depois que o Guardiola, que é o técnico mais badalado da atualidade e um dos mais capazes, ligou pro garoto dizendo que contava com ele e que ajudaria ele a crescer, já era. O Palmeiras ofereceu pra ele um contrato que o tornaria o jogador mais bem pago do Brasil se topasse ficar até a copa, mas não teve jeito.
          Pra ser bem sincero, depois dessa ligação eu acho que poderia vir Barça, Real, Bayern, o clube que fosse, com o dinheiro que fosse, que Gabriel não mudaria de ideia.

  • O problema nessa finalizacao da formacao do jogador é o poder economico e a sede dos agentes em levar os garotos para Europa. Infelizmente essa é a realidade do futebol brasileiro. Gabriel Jesus é maisum exemplo de um diamante que mal foi lapido e mal brilhou no futebol Brasileiro (Poderia ter sido crucial na liberta desse ano, quando o time nao brilhou) mas já está lá com o Guardiola arrebentando….Foseem outros tempos esse cara estaria aqui no Palmeiras ganhando tudo…

  • A base tem que ser uma das principais fontes de renda de um time. Nisso, parece que o Palmeiras fez a lição de casa e está se preparando para que isso se torne realidade (obrigado PN).
    Quando digo que a base tem gerar receita, não estou dizendo que tem que vender jogadores antes de chegar no profissional, mas sim, gerar jogadores que cheguem no time principal antes de serem negociados,aliás, esse é o modelo ideal, como no caso do Gabriel Jesus, pois assim, além de ganhos financeiros, renderiam também ganhos esportivos, tão importante quanto.
    Em suma, temos que ter uma base competente o suficiente para gerar talentos que possam dar retorno ao clube e parece que é isso que esta acontecendo.

  • vi o jogo do sub-17 o Palmeiras ganhou do Vasco de 2×0, o time jogou muito bem, acho que ano que vem na Copa SP a famosa Copinha que nunca ganhamos, o Palmeiras vai vir bem forte e vai pras cabeça com ctz, ta na hora de ganhar esse campeonato já

    • É o segundo jogo que assisti. Penso que no sub-17 o futebol não pode ser mais lúdico. Os jogadores já devem ser habituados a jogar dentro de um esquema tático que floresça a qualidade técnica. Estou muito preocupado como os nossos times de base jogam. O estilo é o porco louco do Cuca. Não há troca de passes e controle do jogo tanto no sub-17 com no sub-20. Não vamos ganhar nenhum título assim. Eu particularmente não acredito que o Palmeiras ganhe essa Copa do Brasil.

    • O único motivo que ainda me deixa com SEDE de ganhar essa ‘maldita’ copinha é justamente o fato de nunca termos ganho e toda vez ter esse ‘peso’ nas costas da molecada!!

      Depois que ganhar UMA e acabar com essa história, nem vou mais fazer tanta questão!! Fazendo bons campeonatos e revelando jogadores úteis, já me dou por satisfeito!!!

      Mas ‘QUEBRAR esse encanto” é importante, infelizmente!!

  • Post excelente: conteúdo alvissareiro e foco em tema alternativo às especulações de fim do Brasileirão.
    #ValeuVerdazzo

  • O círculo virtuoso que o Paulo Nobre nos colocou fará com o clube cresça absurdamente nos próximos anos, como já é nítido atualmente, e isso se reflete em todos os setores. É por isso que não há comparação entre crefisa e Parmalat. Hoje o Palmeiras é referência em todas as áreas. A nossa base é boa porque há uma boa equipe de captação, além de contarmos com o melhor diretor de futebol do Brasil. Temos estrutura para atrair os atletas, temos o melhor elenco entre os times da série A e disputamos todos os campeonatos para vencer, qual atleta não quer ir para um clube assim? Até mesmo os mais jovens. Se há algo a ser criticado, e isso é notório, é a utilização dos meninos no profissional, mas isso deve aumentar conforme os garotos de melhor qualidade forem atingindo a maturidade. Entendo que o Sub 20 não é a melhor categoria de nossa base porque é meio que uma faixa de transição entre as últimas gerações não tão boas, antes da reformulação. Do sub 17 para baixo, ao contrário, os meninos vêm dando show no clube e na seleção.

    • Sem mudança estrutural – me refiro ao estatuto – tudo isso que estamos vendo pode ser uma mera passagem superficial. Se entrar um presidente que não deseja mais nenhum desses profissionais acabou tudo. E não há garantia disso via estatuto, o profissionalismo deveria ser garantido via estatuto, só assim poderíamos ter alguma segurança que nada disso vai acabar

  • Tenho acompanhado o Alanzinho nesse Mundial sub-17, e ele parece ter muito potencial mesmo. Hoje não foi tão bem, mas tem excelente passe e visão de jogo, típico meia armador. Só que é muito franzino. Deve ser feito um trabalho de fortalecimento muscular muito forte pra virar um jogador de alto nível. O risco de, mesmo assim, se tornar um Jadson da vida não é tão pequeno. Tendo isso em vista, se a multa dele for de R$ 180 mi tem que vender na hora mesmo, é muita grana.
    De resto, muito legal saber que, após tantos anos de total amadorismo, as categorias de base tenham evoluído tanto! Estamos realmente no caminho certo para nos tornarmos a elite do futebol do brasileiro pelo menos nos próximos 5 anos. A partir daí, vai depender (como sempre) do enfraquecimento desse lado nefasto da política palestrina comandado pelo vagabundo do sapo Mustafá Contursi.

  • Eu penso também que é muito importante vencer. Só quem vence alguma coisa pode experimentar um sabor que pode mudar tudo na vida de uma pessoa. Perder também ajuda a forjar campeões, porque é nas derrotas que se aprende mais, mas sem vencer perde-se o senso de direção, o que pode fazer falta quando isso realmente for determinante na carreira de uma pessoa.

  • A receita mais correta é um elenco com jogadores experientes e jogadores da base. hoje temos os dois e portanto temos que aproveitar a safra. alem de termos tbem uma otima estrutura, pra dar o melhor suporte pra essa molecada. acredito que em 2,3 anos va aparecer outro otimo jogador.

  • Muito importante as categorias de base! Que continue esse trabalho sério e profissional pare colhermos os frutos!

    Obs: e tudo começou lá no primeiro mandato do Paulo Nobre!

  • Quanto à base, não tenho dúvida que bons frutos virão.

    A minha principal preocupação é o ladrão de ovos do Jd. Leonor voltar a agir e tentar roubá-los.

    Assim como tentaram fazer com Gabriel Jesus no final de 2014.

    Esta tentativa deles nos custou várias porcentagens do valor dos direitos econômicos do Gabriel Jesus na renovação do seu contrato com o Palmeiras…

    • Acredito que estejamos mais calejados quanto a isso. Vejo vários pratas da casa tendo contratos renovados e valores revistos o tempo todo no site do Palmeiras. Realmente, os inimigos não têm nenhuma ética e espero de verdade, que se tenha mudado essas atitudes internamente.

    • E Isso está se tornando pratica rotineira, não só com times nacionais, mas principalmente, com times do exterior. Quando mais novo possa ser adquirido, maior a vida útil do jogador, e consequentemente, mercado altamente rentável na revenda do jogador.

  • Esses resultados são frutos da profissionalização proporcionada pelas últimas administrações do clube. Isso tem sempre que ser lembrado!

  • Conrado, permita-me corrigir você em alguns pontos do texto.
    Sub 11
    “Com um ataque demolidor desses, a tabela de artilharia tem 4 jogadores do Palmeiras nas três primeiras posições:…” – acredito que seria ao contrário aqui, 3 jogadores nas quatro primeiras posições.

    Sub 20
    “O Palmeiras fez a melhor campanha da primeira faze, com 54 pontos em 66 possíveis,…” – fase

    Fora esses erros (acontece), muito bom o texto. Isso mostra como estamos com um projeto bem estruturado desde o começo e daqui para frente seremos exemplo a ser seguido por nossos rivais. Mas lembrando que sempre estaremos um passo a frente.
    Espero que vingue uns 2 ou 3 jogadores desse sub 20, assim podemos a princípio fazer dinheiro e quem sabe criarmos novos ídolos oriundos da base.

  • Parece mesmo que o trabalho na base está sendo muito bem feito, espero que em breve possamos colher esses frutos no time principal e com isso alavancar as receitas ainda mais.

  • Pelos 180 milhões tem que vender, mas se for só fumaça já não seria ideal começar a colocar o Alan junto com o profissional?! Gostaria de vê-lo jogar entre os “grandes” pra ver como se comporta.

    • Segundo vários relatos, parece que fisicamente ele ainda não aguente o rojão.
      Melhor ir com calma.

  • Supunhetemos que o Real confirme essa proposta de 180 mi. Seria válido usar essa grana pra ajudar a quitar o Allianz, já que a cada ano o valor diminui e a gente encerra logo esse vínculo chato com a WTorre? Isso é possível?

    • Erich, permita-me discordar sobre o vínculo que temos com a WTorre.

      Apesar de termos que “pagar”, as vezes, um preço alto em não poder jogar no Allianz, este acordo é simplesmente o melhor feito no Brasil para a construção de um estádio.

      Por 30 anos o Palmeiras não gastará um centavo para trocar uma lâmpada no Allianz…

      • Análise perfeita! imagine quanto custaria a manutenção de uma arena dessas nas mãos do sapo boi? Tem gente no Palmeiras louco para ter uma tetinha no Allianz! Uns jogos no Pacaembú (só vencemos desde que começou a série) é um preço muito barato a se pagar! Deixe assim que está ótimo!!!!

        • Isso de fato é um perigo. Mas caso fosse feito uma gestão PROFISSIONAL que ‘tirasse’ da Wtorre melhorando a forma como é administrada a arena, seria ótimo.

          Não vejo apenas cenários desastrosos caso isso aconteça, mas o risco sapo-boi é muitooo grande.

      • Raciocínio correto.
        O que tem que manter, fiscalizar, cobrar, é a assistencia técnica e a manutenção completa ao longo dos anos, mesmo com a troca de mandatários no clube.

  • A multa contratual do Alanzinho para o futebol europeu é de apenas 15 milhões de euros. O contrato dele acabou de ser renovado até maio de 2020. Esses 180 milhões só podem ser fumaça mesmo. Comparemos com os irreais 45 milhões de euros (!) que o Real Madri pagou pelo (mediano) Vinícius Junior, e eu não entendo mais nada mesmo….

    • Em comparação com o que foi pago pelo Vinícius Jr, R$180 milhões convertidos pra euros dápouca coisa mais. Mas se a multa de fato é de 15 milhões de euros a notícia soa bem absurda.

    • Então, sobre esse valor da multa, eu já li que ela seria 50 mi de euros e já li que seria 15 mi de euros.. como o contrato é sigiloso, não tem como termos certeza.. Tudo especulação.