A base do Palmeiras segue muito bem, obrigado

Sub-20
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

Os campeonatos paulistas das categorias de base começam a chegar no funil, e o Palmeiras segue vivo e forte em todas as categorias, com boas chances de melhorar ainda mais os resultados do ano passado, quando conquistou três dos cinco troféus em jogo.

Além da proximidade de chegar a mais troféus, o trabalho com a meninada pode render muitos frutos ao Palmeiras, seja financeiramente, seja lapidando novos valores a serem integrados ao time principal.

Sub-11

Dono de uma campanha espetacular, a garotada do sub-11 terminou a primeira fase com 15 vitórias e 1 empate, 91 gols marcados e apenas 4 sofridos e um saldo estonteante de 87 gols. Nas oitavas-de-finais, o time passou pelo Audax com duas vitórias esmagadoras, marcando 11 gols e sofrendo apenas um.

Na partida de ida das quartas-de-finais, o Verdão já venceu a Ponte por 5 a 0 em Campinas, e tudo indica que o time vai avançar às semifinais. Com um ataque demolidor desses, a tabela de artilharia tem 3 jogadores do Palmeiras nas 4 primeiras posições: Luighi Hanri, com 20 gols, Endrick Felipe, com 18 gols e Marcus Vinicius, com 14. A tendência é que, além do Palmeiras, avancem às semifinais o Santos, o SCCP e o Noroeste.

Sub-13

Com 41 pontos ganhos em 48 possíveis na primeira fase, o sub-13 segue avançando na competição – na partida de ida das quartas-de-finais, venceu o Comercial em Ribeirão por 3 a 1.

O destaque do time é Marcos Eduardo, que já marcou 11 gols na competição. O jogo de volta acontece no próximo domingo em Guarulhos e devem avançar junto com o Palmeiras o SCCP, a Ponte Preta e o SPFC.

Sub-15

Com treze vitórias e apenas um empate, 66 gols marcados e apenas 3 sofridos, o Palmeiras demoliu seu grupo na primeira fase do campeonato e segue avançando. Na primeira partida das quartas-de-finais, meteu 5 a 0 no Guarani, em Campinas.

No sábado, teremos a definição dos semifinalistas, e devem avançar junto com o Verdão o Santos, o SPFC e o Red Bull. O menino Gabriel Silva marcou 27 gols em 27 jogos e é o grande destaque do campeonato.

Sub-17

Esta categoria foi eliminada na segunda fase no ano passado, mas ao que parece as coisas serão diferentes este ano. Mesmo com três atletas cedidos à seleção brasileira que disputou até hoje o mundial na Índia (Vitão, Luan Cândido e Alanzinho), o time segue avançando sem dificuldades no Paulista – na primeira partida das quartas-de-finais, venceu a Inter em Limeira por 1 a 0, e decide a vaga no sábado, em Guarulhos.

O Palmeiras tem três atletas entre os principais goleadores do campeonato: Diego Santos, com 19 gols, e o paraguaio Aníbal e Fabrício Nascimento, com 17. Os outros times que devem avançar na competição são América, SPFC e SCCP.

Na Copa do Brasil, a categoria também faz boa campanha, e joga hoje às 18h30, em Itu, contra o Vasco. O jogo tem entrada gratuita e será transmitido pelo SporTV.

Sub-17
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

Sub-20

Léo Passos
Fabio Menotti/Ag.Palmeiras

A principal categoria do futebol de base definiu este fim-de-semana os confrontos das quartas-de-finais e teremos Derby, com o primeiro jogo sendo realizado em Itaquera no próximo final-de-semana. Os outros confrontos serão Novorizontino x Desportivo Brasil; SPFC x Água Santa e Capivariano x Ponte Preta.

O Palmeiras fez a melhor campanha da primeira fase, com 54 pontos em 66 possíveis, e saldo de 47 gols. Léo Passos, que treinou várias vezes como time principal e até completou o coletivo da seleção principal da CBF, é um dos destaques do time com 13 gols marcados. Fernando, que tem 12, é um dos mais prestigiados e esta semana teve seu contrato renovado até 2022.

Prontos para o time de cima?

Um dos mantras das categorias de base é que, mais importante que vencer campeonatos, o principal objetivo é forjar talentos. Mas é inegável que levantar troféus é uma experiência fundamental para formar vencedores. Depois de anos adormecidas, nossas categorias de base entraram num ciclo vencedor que tende a se prolongar e a render ótimos frutos.

Alanzinho
Getty Images

Há quem se encante com o futebol de Alanzinho na seleção sub-17 e queira vê-lo efetivado no time de cima, mesmo com uma notícia de que o Real Madrid teria oferecido absurdos e irreais R$180 milhões pelo garoto. Uma oferta desse tamanho por um sub-17, na nossa realidade, não teria nem o que pensar. São 5 Borjas (ou duas Crefisas) por um menino muito talentoso, que pode até vir a ser um craque de primeiro nível, mas também pode virar um Allione ou um Lucas Lima. Resta saber se a notícia tem base ou se é só fumaça.

O Palmeiras precisa aprimorar a última fase de formação de jogadores, que é quando se prepara um menino não mais para chutar, se posicionar, cabecear, usar o corpo numa disputa – fundamentos que se desenvolvem predominantemente nas categorias menores, mas sim a parte mental, a suportar a vida de atleta profissional, ainda mais num clube de massa. É quando os meninos viram homens, com o perdão pelo chavão.

Temos visto nas últimas temporadas o Palmeiras com times muito competitivos entre o sub-11 e sub-15, mas essa força começa a diminuir no sub-17 e principalmente no sub-20, onde o time segue à caça de sua primeira Copa São Paulo e não revela jogadores na quantidade e qualidade desejada – talvez falte exatamente algo nesta última etapa.

Depois de alcançar um nível de excelência na estrutura e nas finanças, falta ainda ao Palmeiras definir-se como escola de futebol, com identidade tática, e isso é feito através dos valores forjados na base que sobem ao time principal e ganham seus espaços com sangue 100% verde. Com pelo menos 10 ou 12 jogadores de alto nível feitos em casa e aplicando os recursos financeiros não para montar todo o elenco, mas apenas 60%, o Palmeiras tem tudo para se manter no protagonismo do futebol brasileiro por anos a fio e pode até sonhar com voos mais altos no cenário internacional.

Tudo começa levantando taças na base. Boa sorte, molecada!


Verdazzo é patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Aqui, o link para se tornar um padrinho deste site: https://www.padrim.com.br/verdazzo