Galiotte se alinha completamente a Mustafá e define diretoria, com retaliações

Mauricio Galiotte
Fernando Dantas/Gazeta Press

O Presidente Mauricio Galiotte confirmou as expectativas e definiu ontem a diretoria que o acompanhará no resto da gestão. O cargo mais importante, o de diretor remunerado de futebol, exercido por Alexandre Mattos, foi mantido.

Os diretores administrativo e financeiro, Paulo Roberto Buosi e José Eduardo Caliari, também seguem no cargo. Caliari foi pivô da manobra que deu a Leila Pereira a condição estatutária para concorrer a uma cadeira no Conselho Deliberativo. Foi premiado.

O único diretor que foi a favor da impugnação da candidatura e mesmo assim foi mantido na posição foi Alexandre Zanotta, do departamento jurídico – neste caso, contou demais a competência profissional do conselheiro, mas não se pode descartar o peso do despiste – manteve-se um dos insurgentes exatamente para tentar descaracterizar a retaliação coletiva.

Estão fora da gestão Galiotte figuras importantíssimas e estratégicas na reconstrução do Palmeiras nos últimos anos: Luis Fronterotta e Ricardo Galassi, que estavam no planejamento; Marcio D’Andrea, da tesouraria; e Guilherme Pereira, também do jurídico. Em seus respectivos grupos políticos, todos foram lideranças no movimento que tentou manter o estatuto do Palmeiras ileso, contra a canetada que vendeu uma cadeira no Conselho à patrocinadora do time.

Os vice-presidentes Genaro Marino e José Carlos Tomaselli, que também votaram pela preservação do estatuto do clube, embora não possam ser destituídos, na prática estão completamente isolados, alheios a toda decisão estratégica da gestão. Ambos foram muito atuantes nos últimos quatro anos.

Por que isto aconteceu?

Mauricio Galiotte é refém de Mustafá Contursi. Qualquer um que se sentasse naquela cadeira, sem uma boa articulação política, seria.

A estratégia de Mustafá foi simples: Paulo Nobre tinha o desejo de ser o diretor estatutário do futebol, para trabalhar ao lado de Mattos. Galliotte preferiu deixar Mattos com mais autonomia e vetou a ideia, já criando a primeira fissura. Mustafá então aproveitou o equívoco de Nobre no timing de apresentar a impugnação da candidatura de Leila para criar um impasse. Galiotte, sob intensa pressão, acabou cedendo às emoções e rompeu com o amigo, que seria seu esteio político num possível embate. Ao manipular o afastamento de Paulo Nobre do clube, Mustafá ficou com a faca e o queijo na mão.

Para se ponderar: Galiotte ficou entre a cruz e a espada. O presidente não tinha uma, mas duas facas em seu pescoço. Para sua sorte, os dois estavam do mesmo lado. Se Galiotte se mantivesse leal a sua corrente política, imediatamente perderia a governabilidade, controlada por Mustafá, e o apoio financeiro da Crefisa. Manteria a independência e teria a seu lado um ex-presidente com bastante influência, mas sem ferramentas importantes nas mãos. Ainda assim, seria algo possível de contornar.

Uma coisa é certa: se decidisse peitar Mustafá e Leila, o time deste ano já não seria tão forte. Borja não seria nosso. Sua decisão é questionável, mas parece um exagero tachá-lo de B3 pela internet, como já se pode ver por alguns torcedores menos envolvidos.

E agora?

Mauricio Galiotte tem nas mãos, hoje, um clube totalmente saneado financeiramente e organizado. Os sistemas e métodos estão normatizados e no curto prazo nada se altera.

O futebol segue forte, pelo menos este ano. Mattos sobrevive à fogueira de vaidades mantida por Mustafá, mas factoides serão criados e transformados em bola de neve no primeiro fracasso do time. A frigideira já está acesa.

Para agradar a seus currais eleitorais, Mustafá deve privilegiar gastos com o clube social, que haviam sido asfixiados na gestão anterior. Galiotte, impotente, vai ceder. Com as receitas recorrentes comprometidas, o time de futebol ficará cada vez mais dependente de aportes pontuais da Crefisa.

A Crefisa, por sua vez, ainda não se deu conta de onde se meteu e curte intensamente o sonho da publicidade que nunca teve antes. Quando enjoar da brincadeira – e isso acontecerá cedo ou tarde, diante de uma operação que claramente envolve valores acima do mercado – tirará o time de campo, literalmente. Já passamos por essa situação há pouco mais de 15 anos e o resultado não foi nada bom.

O que podemos fazer?

Xingar muito no Twitter não resolve nada. O único jeito de tentar reverter a situação é ficando sócio do clube e se unindo aos grupos progressistas que se mantêm já há muitos anos ativos e que conseguiram, quando tiveram as portas abertas, implantar os avanços que são visíveis hoje.

Politicamente, entretanto, esses grupos, como o Fanfulla, seguem minoritários dentro da estrutura política arquitetada por Mustafá, que idealizou o estatuto, reescrito em sua gestão. Só um movimento popular intenso pode diminuir o desequilíbrio imposto por um conselho em que 148 das 300 cadeiras são compostas por vitalícios – e as regras para a eleição destes privilegiam apenas os amigos de quem já está no poder. É uma estrutura viciada que só pode ruir em caso de uma pouco provável traição, ou de um movimento popular intenso.

Caso o leitor sinta que chegou a hora de participar mais ativamente de todo esse processo, o caminho é se informar com os grupos políticos de torcedores sobre como ficar sócio, e engrosse as fileiras lá dentro. Se preferir, entre em contato com o Verdazzo. Mas prepare bem o estômago e preste bastante atenção em tudo o que estiver à sua volta. A política do Palmeiras não é para iniciantes.

  • Rafael Herculano De Araujo

    Caro Conrado , enquanto esse senhor nomeado de Mustafá estiver no Palmeiras seremos reféns da mal administração e da péssima influencia que este senhor representa e traz ! Tomara que o Galiotte seja esperto e hábil para não ceder a todos os caprichos deste senhor , senão a politica do bom e barato logo logo estará de volta.

  • Quando o PN ficou à frente do Futebol cometeu mais erros do que acertos, depois corrigiu trazendo o Mattos. O ponto para mim é , e se o Mattos resolver sair , ficar de saco cheio e resolver ir embora ?
    Mais uma vez não existirá transferência de conhecimento ? Se ele resolver sair vamos ficar órfãos ? É preciso estruturar um modelo e aprender algo com o Mattos para que esse conhecimento e forma de trabalho seja absorvido pelo menos em parte por alguém do Palmeiras. Pode ser que tenha sido essa a tentativa do PN , colar no Mattos para absorver parte desse conhecimento , não funcionou.

    • Antonio Frederico

      Se um dia o Mattos morrer ou sair, as coisas terão que continuar. Mas há de se pensar: ele ficou 2 anos (ou mais) no Cruzeiro e o clube decolou. Ele está no Palmeiras e o clube decolou. Não só por isso, mas ele é parte desse processo. Deixar ele sair por causa de politicagem é perigoso porque a saída dele significa que outro clube tende a decolar no nosso lugar. Não é só a nossa perda funcional, estaríamos abrindo margem pra outro clube se reforçar. Tão importante quanto todo dinheiro que nos permite manter nossa estrutura, o profissional que tem feito toda a diferença é o Mattos. Mesmo que o Mustafá peça a cabeça dele, MG estaria dando um tremendo tiro no pé se fizesse isso.

    • Wagner Cesar

      O conhecimento dele é uma agenda de telefone com os contatos certos

      • Rafael Capelini

        Antes fosse tão simples assim!!
        O cara tem uma metodologia FODAUSTICA de avaliação não só de capacidade técnica e física, mas também (e principalmente) de perfil e características. Ele monta o elenco pra garantir um equilíbrio em todos esses aspectos. E junto do Cicero tem uma estrutura de gerenciamento de vestiário ímpar. Repare que praticamente todos os contratados remam na mesma direção, todos focados nos objetivos coletivos.

        É mesmo facinho conseguir isso, ainda mais nessa época onde a grande maioria dos “atletas” não passam de ‘primadonnas’ mercenários semi-escravos de empresários inescrupulosos. Falar realmente é muito fácil!!!

      • Wagner penso que é muito mais do que uma agenda. Se fosse apenas a agenda era só tirar um cópia dela, não é verdade?
        Além da habilidade do Mattos em criar relacionamentos e de ser um bom negociador, ele entende do ambiente Futebol. Construiu sua marca com base na credibilidade e confiança. Cumpre o que promete e empresários e jogadores confiam e acreditam no cara.
        Essa é a parte dele, ai entra a parte do Palmeiras. O que o Presidente PN e sua diretoria ofereceram de estrutura a ele para poder fazer seu trabalho, não só estrutura física mas também e principalmente dar suporte aos sonhos e objetivos que ele vende aos jogadores e empresários. Tudo que foi combinado foi cumprido e assim o ambiente fica mais tranquilo. Essa condução do vestiário/ambiente também é mérito dele, do Cícero e do Feitosa como preparador físico.
        Infelizmente com a saída de diretores que pensavam o clube estrategicamente, e pelos sinais iniciais dados pelo MG e considerando a entrevista do Musgambá , o futuro desse trabalho que foi construído por todas essas pessoas com base na confiança e garantias que manteve o equilíbrio, fica fragilizado. Definitivamente o Musgambá pensa diferente , pensa pequeno e é um tremando risco para o futuro do Palmeiras.

    • MonacoParmerista

      Venceslau, concordo completamente com a avaliação da gestão direta que o Presida fez do futebol. Minha impressão quanto ao pleito dele se fazer estatutário sobre o Mattos é que visava quatro coisas:

      1. esse aprendizado a que você bem se referiu
      2, criar um controle que representasse diretamente o clube sobre o executivo;
      3. oferecer o esteio político ao futebol e à nova presidência.
      4. exercer controle/anteparo a favor e sobre o novo presidente.

      Não penso que ele pretendesse se aventurar de novo como fizera em 2014.

      De todo modo, a pena é que o presidente atual ou não vislumbrou essas coisas, ou as identificou e as desvalorizou/rejeitou.

      Tomara que a delapidação que parece se avizinhar seja a menor possível, possibilitando uma rápida trajetória de retomada.

      Abrazzo.

      #VoltaPresida

  • Vctr81

    mas pq eles “tirariam o time de campo”? até agora o que foi passado é que eles DERAM os jogadores ao palmeiras, diferente do que fazia a parmalat…onde está essa brecha?

    • Ralf Olbertz

      Contratos encerram, salários tem que ser pagos, não teremos novos contratados de peso, os critérios de contratação serão novamente equivocados.. novos “departamentos” serão criados para sangrar a saúde econômica do Palmeiras.. o Castelo visto de fora é sólido, mas pode ruir por um movimento interno..

      Bem triste..

      • Vctr81

        cara isso é pensando com um pessimismo de palmeirense da decada de 2000-2009. nao estamos refens do dinheiro da crefisa…ja ja a divida com o nobre acaba e ja vai ter mais uma injeçao de grana. o estadio vai continuar dando $… logico que os contratados de peso não serao no mesmo numeor, mas vamos ter time forte….essa materia para quem le acha q vamos voltar a frequentar serie B.

        • Rafael Capelini

          Já ouviu falar do ‘ciclo virtuoso’ e do ‘ciclo vicioso’??

          Hoje estamos no ciclo correto onde as coisas positivas atraem outros fatos positivos que reforçam os fatores positivos iniciais, que atraem mais elementos positivos… (não que não haja margem pra erros, ou ocasionais deslizes,e que tudo funcione sempre as mil maravilhas, mas quando a maioria dos processos são corretos e positivos, um acerto logo em seguida à uma grade KHagada acaba mantendo o ciclo virtuoso nos trilhos.

          O inverso também ocorre, quando se entra no ciclo vicioso, os fatos negativos vão puxando mais elementos negativos, e vai ruindo a estrutura, e mesmo que hajam ocasionais acertos no meio, as mierdas se acumulam e o fedor leva a mais erros, e logo estamos atolados no ciclo negativo. Pra sair de novo, é OSSO!!!

          Você acha que o estádio e sócio-torcedor vão continuar rendendo bem se a torcida perceber que o time é mal administrado, que o dinheiro que eles investem pro time é utilizado pra ‘pagar picanhadas e campeonatos de bocha’??

          Rapidinho começa tudo a definhar…

          E investir pesado não é sinônimo de montar times competitivos, quantas vezes não vimos ‘times galáticos’ naufragar e depois ficar só a conta do prejuízo??

          Tem que investir CERTO, pra isso precisa de profissionais capacitados e competentes, que precisam ser ouvidos, ou se cansam de falar em vão e se mandam, ai suas vagas são preenchidas por idiotas, que torram dinheiro e trazem prejuízo… e assim vai indefinidamente…

          • Vctr81

            eu so nao vejo o motivo de tanta revolta com esse cara…o belluzo afundou mto mais o palmeiras em dividas e é muito mais bem quisto que o mustafa (pela torcida). com o mustafa, seja ele um imbecil ou nao, a parmalat foi uma parceria bem sucedida nos anos 90. claro que depois q ela saiu veio o baque, mas com qualquer presidente seria um baque. nao estou defendendo ele nao, só nao vejo tanto motivo para panico assim. prefiro curtir o momento e deixar para sofrer a hora que a merda vier (SE vier), senao nao vou curtir nunca!

          • Rafael Capelini

            Quantos anos você tem? Você vivenciou a o clube desde a década de 90 atentamente??

            Se tivesse vivenciado entenderia a ‘revolta com esse cara’. Ele não tem mérito nenhum pelo sucesso da ‘parceria bem sucedida’ com a Parmalat, pelo contrario fez questão de atrapalhar e sabotar a parceria tudo o que pode. Com um presidente um pouco menos imbecil, poderíamos ter tido muito mais conquistas, inclusive a libertadores desde 94…

            O Belluzzo, por mais que tenha errado, errou tentando acertar, lutando pra fazer o melhor pro time, já esse ‘ser’ sempre fez questão de fazer de tudo o possível e imaginável pra enfraquecer o time. Nunca escondeu de ninguém que por ele o Palmeiras seria um Juventus da Mooca (só que com receitas de Palmeiras pra financiar as festinhas dele…kkk)

        • Ralf Olbertz

          O que nos levou aos anos 2000 foi o amadorismo da nossa diretoria aliado ao amadorismo nos departamentos, o que é pregado pelo “padrinho” da Sra. Crefisa e pelo aliado político do presidente.

          Dinheiro sem competência é igual dar Ferrari pra piloto amador, vai dar merda e a merda vai ser muito maior do que se o amador estivesse com um carro simples..

          Mas gosto do seu otimismo!

          Abçs.

  • Didi

    Desanima pensar no futuro do Palmeiras.

  • JARARACA VERDE

    O mais importante até aqui é a permanência da Crefisa, por razões óbvias. Galliote deverá se reeleger facilmente, ou seja, chegaríamos até 2020 sem problemas (assim espero). Segundo o Galliote, no final do seu primeiro mandato todas as dívidas estarão sanadas. Sendo assim, não correremos perigo de repetirmos a Era pós-Parmalat. Hj Mustafá está com 76 anos…fará 77 em setembro deste ano. Logo…em 2020 ele estará com quase 80. Ninguém é eterno…uma hora ele enjoa e some. E a partir de 2020, teríamos: Ou a volta de Paulo Nobre ou outro nome indicado pela ala do Crefisa/Mustafá. Sempre relembrando: Palmeiras estará sem dívidas…e não dependendo mais da Crefisa ou Nobre. E assim, poderá escolher o melhor caminho.

    • Rafael B.

      Gosto dessa visão otimista, de verdade. Haja vista que todo discurso, mesmo de quem não é envolvido politicamente com o clube e opina com base em 140 caracteres de twitter, é sempre tenebroso.

    • Verdazzo

      prezado reptil, varrer a sujeira para baixo do tapete não resolve nada. quanto mais cedo se reverter o problema, melhor.
      varremos tudo pra baixo do tapete em 2000, com o titulo da Copa dos Campeões.
      Deu no que deu. Cuidado.

      • JARARACA VERDE

        Não estou varrendo nada pra debaixo de tapete. Só me coloquei como TORCEDOR, e não com aspirações políticas. Em 2000 foi outra história, outra realidade econômica, etc. OPINEI (não tenho o poder da verdade) pelo quadro que se desenha. Mudanças são subjetivas…e quem está fora do barco quer entrar, e quando afunda joga sempre a culpa no antecessor…assim funciona a política. Como conheço um pouquinho aquele hospício, te asseguro 10.000%…eleja sempre quem tem $$$. Pq a prova está aí nesses…desde que o Nobre entrou. Portanto, sou a favor de MILIONÁRIOS gerindo o clube…e não aventureiros falidos. Essa é a minha opinião. Posso estar equivocado.

      • Franco

        A ambiguidade foi brilhante!

  • MonacoParmerista

    Penso que seria interssante o Verdazzo exemplificar situações em que, caso o presidente atual se recusasse a obedecer o #ZumbiBatraquio, experimentaria a “ingovernabilidade”. Quero dizer: que coisas ele poderia tentar fazer e viria serem barradas, caso tivesse mantido o núcleo duro da diretoria anterior, por exemplo?
    abrazzo.
    #VoltaPresida

  • Franco

    Conrado, me impressiona sua capacidade de enxergar o intrincado cenário político, sua capacidade de perceber as razões dos envolvidos e ainda a capacidade de transmitir tudo isso. Minha enorme gratidão a você! Vida longa ao Verdazzo!

  • FRANCELIO SOUSA

    Pra acabar com isso so esse sapo boi maldito indo pro quinto doa infernos, ja cansei desse infeliz fazendo mal ao Palmeiras, tanta gente boa amanhece morta, nem pra esse maldito amanhecer tbm. Eu fico triste em ver o palmeiras dominado por essas velharias ainda. ☹

  • Ralf Olbertz

    Infelizmente a política palmeirense se assemelha muito a política do nosso país, estamos cheios de políticos pensando sem si, no seu poder, e o Palmeiras que se foda.. Triste..

    Sinceramente, acho que seria muito mais saudável ficarmos sem a Crefisa hoje.. sei que parece loucura, mas mesmo assim ainda teríamos um time competitivo, poderíamos buscar uma multinacional que pensaria em se aliar a um clube grande com fama de organizado.. com certeza não receberíamos 80 mi, mas poderíamos muito bem buscar em torno de 35/40 mi..

    MG contando com o apoio do PN teria sustentação financeira e política..

    Eu não seria tão complacente com o MG, ele fez as escolhas dele e se a coisa ruir é culpa dele sim, por pior que seja a pressão, ele já sabia que ela aconteceria, se o Conrado sabe, com certeza ele sabia.

    Espero que ele e seus “novos melhores amigos” não tenham tempo pra destruir o Palmeiras.

    Na minha visão, de fora, sem conhecimento interno, a única forma disso tudo mudar no curto prazo é conseguir fazer essa patrocinadora enxergar onde se meteu e mostrar que ao contrário do caso Parmalat, ela pode vir sim a ser vinculada a um possível fracasso pós Crefisa, pois ela influenciou ativamente a política do clube.

    Mas ao contrário do PN, que sempre tentou mostrar algum profissionalismo quando falava do seu dinheiro e do dinheiro do Clube o casal Crefisa mostra-se relativamente amador nessas questões, conseguindo denegrir imagem do clube e da própria empresa, pois ao dizer que investe por “amor” ao clube e não por retorno de imagem, que seu dinheiro injetado no clube é “dado ao clube”, é isso que ela faz.

    As cartas estão na mesa, boa sorte pra nós.

  • Andre Alves

    O Mauricio realmente entrou numa fria. Ele precisa do Mustafa pra governar… e como dizer NAO a uma empresa que está disposta a investir mais de 100 milhões de reais no clube? A Leila já falou que o flamengo dava mais visibilidade etc, então esses caras são capazes de sair do Palmeiras e colocar esse dinheiro em outro clube! Acho que ele esta fazendo é válido… e vamos ver aonde vai dar tudo isso, até esses caras cansarem. Lembremos que eles estão cheios de processos, e um até muito grave, que talvez dissolva toda a empresa. Então vamos tomar leite dessa vaca enquanto ela ainda tá por perto, pq ela pode desaparecer a qualquer momento.

    Diferentemente da época da Parmalat, o Palmeiras tem 2 cartas na manga: Allianz Park e sócio torcedor. Hj nos estamos melhor preparados para uma eventual saída da crefisa ou de quem seja.

    • Fr3dpa

      Ilusão achar que estamos preparados, Allianz Park só pra abrir o estádio é uns 600mil, o contrato não é tão bom quantos vocês pensam que é, único pilar é o sócio torcedor que perdeu bastante com essas 10 mil cadeiras ou sabe se lá quanto mais cadeiras o Galiotte cedeu pra construtora. O outro pilar seria um estatuto moderno, que não mais permitisse incompetentes na direção e até agora…

      • Andre Alves

        Cara olha o tanto de renda que dá o Allianz? Mesmo que o time fosse mal, e desfeito, por exemplo, abaixando a renda, tranquilamente cobriríamos essa despesa.

        Sobre as cadeiras, Galiotte não cedeu nada a ninguém, está sob contrato e eles têm que pagar um fixo por elas ao Palmeiras. Vc prefere pagar 600 mil por jogo ou 5 milhões mês como faz os gambás, mais 2.9 milhões de manutenção por mês que eles pagam?

        Sócio torcedor, Allianz park e Esporte interativo são nossos trunfos.

        • Fr3dpa

          A renda que dá pra Wtorre né, a construtora não está pagando ao Palmeiras o que deve, não pagaram os jogos que o time fez fora, não pagaram os shows, deixaram um estado com um acabamento péssimo, não fizeram o museu, o restaurante panorâmico, prometeram 45mil lugares e entregaram 40mil e sequer deixa o clube usar o espaço do anfiteatro o que é um absurdo (deve caber uns 2mil ali em pé)

          Com relação as cadeiras, a Wtorre não deveria ter lugares no gol norte, já que pegaram no restante do estádio, pode ver que esses lugares nem entram no passaporte, foi somente pra afetar o Avanti…

          • Andre Alves

            Cara, ganhamos um estádio de 1 bilhão de reais cara! Sobre ele só não pagarem parte da nossa comissão etc, isso aí já está sendo julgado e vai ser pago com juros e correção. O Palmeiras já reclamou sobre os acabamentos etc e vai acabar em arbitragem de novo.Eles já perderam sobre as cadeiras, e se provado o débito, vão perder de novo. Esse é o preço que vamos pagar por 30 anos, passar esses aborrecimentos com wtorre. Mas lembre-se que esse estádio, rendeu só ano passado mais de 28 milhões de bilheteria cara, e só pagamos a manutenção em dia de jogos.

          • Rafael Capelini

            Não “ganhamos” um estádio!

            Entramos no Negocio com a cessão de uso de um Terreno Valiosíssimo, numa localização Privilegiadíssima e ainda ’emprestamos’ nosso Nome, Prestígio e Força pra Viabilizar e Valorizar esse Mega-Empreendimento.

            Temos que valorizar mais o papel do PALMEIRAS nessa obra, pois se sem WTorre, o Allianz não existiria (pelo menos como é) Sem o PALMEIRAS tampouco a construtora teria a melhor casa de shows e arena Multi-uso a sua disposição…

            Imagina que eles tivessem construído uma casa de Shows nos mesmos moldes do Allianz, em um bairro qualquer, sem o Palmeiras por trás, Teria algum valor?? Nem seria ‘Allianz’, pra começo de conversa, pois a seguradora só da nome a ESTÁDIOS…

          • Andre Alves

            Sim vc tem toda razão, temos que valorizar o nossa parte do negócio. Com certeza nos temos muito a ver com esse sucesso. E depois de uns anos, ele será só nosso!

            Abraço!

  • Igor Eugenio

    Sapo-boi não morre??

  • Palmeiras07

    Mesmo sem o dinheiro da patrocinadora daria para montar um time forte, muito forte, temos muitas receitas alem do dinheiro da Crefisa. Se tirasse o dinheiro da Crefisa e colocasse um patrocínio na faixa de 30 milhões eu tenho certeza que estaríamos ainda entre os TOP 5 da America do sul. O Galiotte JAMAIS deveria ter ficado do lado do Mustafá. Como citado no texto, já sabemos muito bem aonde isso vai parar, muito decepcionante.

    • Fr3dpa

      O pior que o que incomoda é que o time tinha dinheiro, nada da grana do Gabriel Jesus foi investida no time, já que as contratações foram todas feitas ainda na gestão do Nobre… o que esse careca fez com o dinheiro??

  • Daniel Martino

    Preferia ter ficado sem o Borja e algum outro e ido contrario a porra do Mustafa e Crefisa….Afinal a Crefisa é 20% do faturamento do Palmeiras.

    Nao podemos retroceder!

    • AlexTala

      Exatamente não podemos retroceder!

  • Jota

    A molecadinha acha que o Mustafá está velho com 76 anos ,.
    O Alberto Dulaib quando renunciou do curica em 2.007 tinha 87 anos, hoje tem 97 anos, Havelange com 76 anos era presidente da Fifa, morreu com mais de 100 anos…

  • Antonio Frederico

    Numa pequena lufada de esperança eu ainda sonho que no fundo no fundo o MG está fingindo que faz as vontades do Mustafá para estancar a pressão dele, mas sabe que tem apenas que levar as coisas por 2 anos para depois o PN voltar ao comando.

    Talvez seja utopia minha e não estou dizendo que o PN seja o salvador da pátria, cometeu os erros deles mas nunca quis lesar o Palmeiras, a troco de nada.

    • AlviVerde Imponente

      seria lindo se isso acontecesse, mas acho muito difícil..

  • Andre Luís Sousa Araújo

    Esse velho Mustafá podia fazer um favor ao palmeiras e bater as botas logo.

    • Didi

      creio que não vá adiantar de muita coisa, ele já deve ter feito a cabeça de alguns lá e que pensam igual a ele.

  • Renato Sansão

    – Que o lado negro da força não chegue perto dos vestiários do time, para que Mattos, Cícero, Eduardo e cia continuem fazendo o excelente trabalho que começou na era Nobre;

    – Que as decisões de Galliote sejam estratégicas e maquiavélicas no bom sentido: time forte e blindado > alianças políticas espúrias;

    – Que num futuro próximo Paulo Nobre (um cara que me dava orgulho de ter como presidente do clube que amo desde que nasci) retorne ainda mais forte e acompanhado por novos sócios dispostos a revolucionar a história do clube e dizimar o rastro de lama, gosma e caos deixado pelo Jabba.

    ***
    Posts políticos com coragem e clareza de informações: não vejo em nenhum outro lugar além do Parmerista/Verdazzo. Orgulho de fazer parte dessa família. 🙂

  • Danilo Santos

    Meu Deus qual será o futuro do Palmeiras?! Estou com muito mais muito medo. Nasci palmeirense, era muito pequeno nos anos noventa onde a máquina verde triturava seus adversários, e agora que finalmente posso ver ao vivo meu palmeiras sendo protagonista novamente me reaparece o inseto do Mustafa. Com toda essa gordura dele um infarto não seria nada mal né?! Quem sabe isso não acontece e esse verme se junta a Lúcifer.

  • Tem que jogar uma refinaria de sal em cima dele pra para-lo.

  • Marcos Mab

    Tres pontos importantes já precisa ser pensado pelo Presidente hoje, para que o crescimento do Palmeiras não cesse e o futuro de sucesso esteja garantido.

    1° Alexandre Mattos – Por maior que seja a competência do Mattos o Palmeiras não pode ficar a depender de suas colaborações. Amanhã ou depois alguém pode chegar com uma proposta da “China” e levar nosso Diretor de Futebol ou até mesmo o Mattos pode querer sair daqui a 2 anos e partir para uma novo desafio… Não vejo hoje nenhum trabalho sendo feito para que em um futuro próximo alguém ocupe o lugar do Mattos. Acredito que sairá bem mais caro sair ao mercado e achar um profissional adequado ao perfil do clube de tamanha competência.

    2° Crefisa – Mesmo caso do Mattos! Por maior relevância, parceria e benefícios que a Crefisa proporciona ao Palmeiras, não podemos depender da boa vontade dos patrocinadores. É preciso sim e já! desenvolver uma pesquisa de mercado afim de levantar eventuais parceiros com potencial de trabalhar em conjunto com o clube, mesmo que não seja da grandeza da Crefisa, trace perfis A, B e C. Sem desmerecer a Crefisa é claro! algo bem transparente e profissional. Garantindo assim uma fatia importantíssima de arrecadação financeira.

    3° Eleição 2018 – Precisa traçar qual o perfil de gestão quer para o próximo mantado? ele vai tentar se reeleger? Vai apoiar alguém? E essa pessoa, tem os mesmo pensamentos que a atual gestão? – Na minha opinião, se o MG não for tentar a reeleição que deve ser bem difícil, somente em casos bem especiais, ele deveria pensar muito bem na possibilidade da volta do PN, sabe muito bem da gestão do clube e tem um perfil arrojado que se encaixou muito bem, caso não seja o PN, que seja alguém com o mesmo perfil.

    Hoje o clube não precisa mais de aguem que faça loucuras na presidência para que o clube sobreviva, iguais ao que o PN fez. Investir do próprio bolso, precisa sim de pessoas altamente competentes para fazer a máquina fluir e aumentar de tamanho. Existe muito espaço para crescimento, nós estamos engatinhando no que se refere a gestão de futebol quando comparamos com clubes europeus, por que não aprender com eles o que é bem feito.

    Poderíamos pensar em criar nossa própria emissora de TV em canal fechado, transmitirmos todos os nossos jogos, com narradores e comentarista sem segundas intenções. Produzir programas de cobertura de treinos, base e área social do clube… e por ai vai.

    Investir na expansão da marca junto a Europa, Asia, Africa e EUA – Mercados com grande potencial de consumo.

    Por que não criar uma Faculdade de Educação Física com enfase no Palmeiras? fazer a parceria com alguma instituição de ensino, hoje no caso a FAM seria uma ótima oportunidade. Colocar como sugestão que todos os atletas da base façam o curso em paralelo, afim de forma atletas e além disso formar cidadão mais bem informados e qualificados para o mercado, nem todos da base são aproveitados como atletas, mas e se um jovem tiver potencial para ser um preparador físico? e se tiver alguém com a capacidade e agressividade do Mattos em ser um gestor? não seria mais barato ao palmeiras adquirir estes serviços?

    Enfim dentre estas e outras ideias que cercam a competência do Presidente Mauricio Galiote.

  • Allan Bó

    Caraca! Sinceramente fiquei com medo do futuro do nosso Palmeiras!

  • Marco

    Na verdade o clube precisa de um gestor, a figura do presidente é só uma mera formalidade, visto o Doria na prefeitura

  • Fr3dpa

    O pior é que não acho que Galiotte está abrindo as pernas apenas pro Mustafá, Galiotte também está abrindo as pernas para Wtorre, ISSO É AINDA MAIS PREOCUPANTE, pois é o nosso futuro em questão… mandando embora quem cuidou e venceu as questões na arbitragem contra a construtora você enfraquece demais o clube, seja pra uma decisão ou direcionamento… a construtora vai fazer o que quer, e com certeza a saída dessas pessoas partiram deles e não do Mustafá.

  • Na Canela

    Mustafá tem que sumir do Palmeiras. Por bem ou por mal…

    • Alexandre Ferreira

      Aquele torneio de verão de 2000, em que o SCCP se sagrou campeão, o Palmeiras que era pra ter jogado,o Sr° Mustafá, ligou pro Dualib, pra entregar o convite do torneio.

  • Giuliano Varela

    Volta Nobre, nosso herói.

  • Michel

    Rapaz, essa história toda tá me dando medo e ao mesmo tempo um certo desgosto, sabe aquele sentimento que você tem qdo quer muito algo e quando alcança parece que perde a graça? Tô me sentindo mais o menos assim ultimamente, de que adianta esse baita patrocínio se for olhar o que está por trás é um bando de cobras? TRISTE!
    PN melhor presidente da história, pois para você ser grande você tem que saber dizer NÃO, e o PN sabia MTO bem fazer isso, dizia não pra crefisa, dizia não pra wtorre e pro escambau, e o MG fala não pra qm??? Só falou não pro cara que colocou ele lá, o PN! Sacanagem!!! Confesso que até hj assisti a 1 ou 2 entrevistas do nosso presidente, sendo que com o PN eu procurava os vídeos de entrevistas e matérias com ele, pq dava gosto de ver o quão ele se importava com o palmeiras acima de tudo, no MG só vejo política!!!
    Enfim, vamos aproveitar o momento enquanto é maravilhoso e nem sempre foi assim, pois ao que tudo indica logo vai virar um brasil da vida, só interesse pessoal e político, até quem sabe um dia aparecer um novo PN.

  • Wagner Cesar

    Queria mesmo era saber a opinião dos organizados, que diziam ser sempre contra o “Musagambá”, que eles mesmos apelidaram assim, e que acharam na tal Leila uma forma de voltar a ter influencia e apoio.
    E agora que o “Musagambá” se alinhou e patrocinou a candidatura fajuta da sua madrinha no conselho?

  • Eduardo Bezzan

    Conrado, o texto está perfeito, mas juro que não entendi nada sobre essa frase “Com as receitas recorrentes comprometidas, o time de futebol ficará cada vez mais dependente de aportes pontuais da Crefisa.”. Por que as receitas estariam comprometidas? Temos cotas de TV disponíveis, além do Allianz e Avanti, fiquei confuso com a sua afirmação. Abraços!

    • Cristian Peres

      Grana ta sendo usada para quitar as dívidas do PN antecipadamente!

      • Eduardo Bezzan

        Continua confuso mesmo assim. O patrocínio da Crefisa é válido para 2017 e 2018, sendo que a nova cota de TV do Esporte Interativo + nova cota de tv aberta (que será negociada com valores maiores) começará a entrar no caixa em 2019 e segundo a entrevista do MG à Folha, ele quer quitar toda a dívida até final de 2018. Além disso, a Leilouca já disse que apoia uma eventual reeleição do MG e mais uma renovação de patrocínio para 2019 e 2020.

        • Alexandre Ferreira

          50 milhões da EI ( Tuner), já foram pro bolso do Paulo Nobre, o Palmeiras lhe deve alguns milhões ainda.

  • Sandro Sgobi

    Depois de tudo que li aqui, só falta voltar a Black List do Jabba the Hutt, dessa vez excluindo sócios-torcedores mais engajados. Sou sócio há 4 anos e aguardo os outros 4 para poder ter uma papel mais concreto na vida do Palmeiras. Renovação pra ontem! Palmeiras (leia-se time de futebol) acima de tudo!

  • João Paulo Martinelli

    Enquanto a crise política não respingar no futebol, está tudo bem. O problema maior é não separar o clube social do futebol e não dar poder de voto ao sócio Avanti.

  • Bussa

    É bom nos prepararmos para que o sapo-boi, em pouco tempo, volte a conturbar os bastidores do Palmeiras.
    Galliote será só mais um fantoche na mão deste facínora que se diz palmeirense mas na realidade só se pre

  • Pergunta honesta: se mustafá for desta para uma melhor, a situação está resolvida ou é tipo uma al-qaeda que apresenta células independentes, e mesmo cortando a cabeça, o corpo continua?

  • Carlos Maccari

    Que falta nós sentiremos do Paulo Nobre

  • Old and Wise

    Embora o sapo maldito seja o personagem principal a gente se esquece dos outros 148 vagabundos e desprezíveis que dão suporte a esse lixo. De alguma forma que nao sei explicar, na minha otica sao piores que o safado. A gente entende que, por vaidade, o sapo queira mandar…mas os apaniguados que permitem que ele mande eternamente sao a escória da SEP..e ficam nas sombras usufruindo das benesses e do poder. Vagabundos!!!!

  • Aloisio rodrigues

    O pior é que essa múmia vai manipular o estatuto para facilitar seu tiranismo e dificultar para seus opositores…
    infelizmente acho que para se tornar sócio é necessário desembolsar uma boa quantia… e isso não é coisa pro bico das pessoas que não tem uma situação financeira privilegiada.
    gostaria muito de poder fazer alguma coisa pra modificar essa situação, gostaria de poder intervir de alguma forma…

    quem gosta do Palmeiras realmente é quem devia ter o direito de votar, e não quem só quer estar no poder para levar vantagem… Conrado se você achar qualquer outra forma de podermos ajudar pode contar.
    Que pode parecer um um pensamento infantil e utópico mais o que posso fazer é continuar orando quanto esses bandidos trans vertidos de torcedores, peço também aos advogados, auditores fiscais, peritos da policia federal, integrantes do mp que são palmeirenses que se unam e busquem uma forma de proteger o palmeiras desses bandidos. No mais todos aqueles que tenham condições de ser sócios do palmeiras se associem e vamos tirar o poder da mão do musgamba.

  • Antonio A. Alves

    Cada vez que o Palmeiras cresce e fica forte incomoda e o poder do anel encarna neste Senhor do Anel

    • Carioca Verdão

      Tá mais pra Mum-Rá.

  • Carioca Verdão

    Infelizmente essa mentalidade está de volta ao Palmeiras. Temo pelo futuro. Pelo jeito a influência do musgambá só acabará quando ele morrer ou se afastar por doença, pois como bem dizia o Belluzzo, o cara é muito medíocre, ser influente nos bastidores do clube é o grande projeto da vida dele. Lamentável.

  • Antonio A. Alves

    Acredito muito que pela estrutura montada, nosso estádio e times competitivos afastem a velha guarda sem vergonha e ditatorial

  • Jack Bartom

    Por que o Musgambá não morre?

  • mau_sp

    Eu sinto que o trabalho do Nobre vai por água abaixo, infelizmente… o futuro me parece sombrio. O maldito voltou de sua tumba, com um apetite voraz, Mattos é o alvo primário, depois virá a reedição do bom e barato… enquanto a múmia viver vai ser assim…

  • Breno Henrique

    Refém do Mustafá porque não tem articulação politica= B3.

  • Matheus Braga

    Mas o Paulo Nobre também tem culpa nisso. Teve 4 anos pra poder articular uma reforma estatutária e não o fez. Ele não é santo. E não fez, pois estava alinhado com o Mustafá também (não na gestão, mas via COF). Ou seja, assim como o Della Monica um dia saiu do guarda-chuva do Mustafá e virou oposição, o Paulo Nobre fez o mesmo (apesar de achar que ele não fará uma oposição ativa). Avisávamos lá atrás que a reforma estatutária era prioridade. Acabar com a eleição de vitalício, tentar a separação do social com o futebol, dar direito a voto ao sócio-torcedor, etc. Mas nada disso avançou. Vamos ver o que vamos colher disso.