1
X
1

Palmeiras 1x1 BotafogoCesar Greco/Ag.Palmeiras

Em ritmo de treino, Palmeiras e Botafogo empataram por 1 a 1 no Allianz Parque, numa partida que correspondeu à expectativa (nenhuma) que foi criada em torno de si.

Sem nada a ganhar ou perder no campeonato, as duas equipes fizeram um jogo razoavelmente movimentado, mas sem maior competitividade. O placar final, definido aos 15 do segundo tempo, persistiu até o fim com muita tranquilidade.

 

Primeiro tempo

1'
Botafogo-RJ

Depois de um perde-e-ganha na meia direita, Kevin arriscou uma finalização mas pegou muito embaixo da bola.

7'
Botafogo-RJ

Após escanteio da direita, Rafael Forster subiu mais que a zaga e testou forte, por cima do gol. na queda, o lateral do Botafogo torceu o tornozelo.

15'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Gustavo Scarpa bateu escanteio da esquerda e Emerson Santos subiu na pequena área para superar a zaga do Botafogo e testar no canto esquerdo de Diego Cavalieri. Lei do Ex.

18'
Palmeiras

Breno Lopes foi lançado na corrida por Mayke e cruzou por baixo; a bola passou por Willian mas Gustavo Scarpa chegou emendando no segundo pau; a bola roçou a rede pelo lado de fora.

30'
Botafogo-RJ

Kevin cruzou da direita; Weverton saiu mas Alan Empereur tirou uma casquinha e nosso goleiro passou lotado; a bola atravessou a pequena área e Matheus Nascimento não conseguiu alcançar.

33'
Palmeiras

Lucas Lima roubou a bola na intermediária e tocou na esquerda para Gustavo Scarpa que engatilhou e bateu forte, mas sem direção.

38'
Palmeiras

Willian partiu sem marcação do campo de defesa, acompanhado por Breno Lopes do lado direito; os dois chegaram sozinhos na área mas Willian tentou o gol e chutou em cima de Diego Cavalieri.

39'
Palmeiras

Após escanteio da esquerda, a bola ficou viva na área e sobrou no pé de Breno Lopes, que emendou rápido buscando o canto esquerdo – a bola saiu lambendo a trave.

41'

Emerson Santos sentiu a perna numa bolada de Zé Welison e deu lugar a Kuscevic.

44'
Botafogo-RJ

Cesinha levantou de longe; Navarro tentou a finalização de casquinha mas errou o alvo por muito.

45'
Palmeiras

Mayke tabelou com Lucas Lima, invadiu a área e cruzou por baixo; Breno Lopes finalizou mas a bola foi desviada por Sousa para escanteio.

48'

Discreto, o árbitro encerrou o primeiro tempo.


Segundo tempo

Nenhuma das duas equipes fez alterações no intervalo.

1'
Palmeiras

Mais uma vez Mayke entrou na área após tabela, desta vez com Breno Lopes; o cruzamento veio na direção de Gustavo Scarpa, mas Hugo desviou no meio do caminho.

10'
Palmeiras

Breno Lopes recebeu na direita, invadiu a área, puxou pra perna esquerda e bateu colocado – a bola saiu triscando a forquilha direita de Diego Cavalieri.

11'
Botafogo-RJ

Depois de escanteio da direita, a zaga tirou da área e Cesinha emendou rasteira para o gol, mas Weverton estava atento e pegou sem problemas.

14'
Botafogo-RJ

Gol do Botafogo – Lucas Lima dormiu e Matheus Nascimento roubou a bola; ele abriu na esquerda para Navarro que trouxe pra dentro e bateu forte, acertando um chute muito feliz no ângulo esquerdo de Weverton.

20'
Palmeiras

Gustavo Scarpa bateu escanteio da esquerda e Felipe Melo subiu bastante para cabecear firme – à esquerda de Diego.

21'

Esteves e Gabriel Menino entraram nos lugares de Lucas Lima e Felipe Melo.

41'

Gabriel Silva entrou no lugar de Alan Empereur.

52'

Após boa arbitragem, o juiz encerrou o jogo.



Ficha Técnica

Botafogo-RJ

Diego Cavalieri
Kevin
Sousa
Kanu
Rafael Forster
Hugo
Caio Alexandre
Zé Welison
Romildo
Luiz Otávio
Matheus Nascimento
Davi Araújo
Cesinha
Kayque
Rafael Navarro
Kalou
Eduardo Barroca
TÉCNICO


Fim de jogo

A obrigação era entrar em campo e disputar uma partida de futebol. Foi o que fizeram Palmeiras e Botafogo, que, cada um com seus motivos, nada tinham o que disputar na partida.

O Palmeiras conseguiu mostrar algum repertório, como as ultrapassagens e tabelas com o apoio de Mayke pelo lado direito – o camisa 12 chegou a entrar na área adversária com a bola dominada e cruzou bolas muito perigosas por várias vezes. E não teve muito mais que isso.

O que se viu mesmo foi a maioria dos jogadores com o famoso freio de mão puxado. E não dá para condená-los por isso. Nem o Lucas Lima, apesar do histórico recente.

Felipe Melo e Patrick de Paula, voltando de períodos sem atividade, usaram o jogo para recuperar ritmo. E Weverton até arriscou sua segurança, fazendo questão de jogar quando poderia ter se preservado.

O resultado em si, ruim, não afetou em nada a vida do Palmeiras, que já se preparava para o embarque para o Catar – o avião tinha a partida prevista para as 23h. De fato, era impossível se desligar de tal perspectiva para fazer um jogo com total atenção contra o Botafogo.

O Verdão parte para mais uma aventura, do outro lado do mundo. Os bicampeões da América, que já escreveram seus nomes na História do Palmeiras com tinta dourada, agora tentam o voo mais alto possível no Mundial da Fifa. E carregam nas malas quase 20 milhões de corações pulsantes.

E se trouxerem mais um troféu na bagagem da volta, se igualarão aos heróis de 1951, que passaram pela Juventus no Maracanã. Mas no que depender de nós, já são heróis, qualquer que seja o resultado. AVANTI PALESTRA! VAMOS PALMEIRAS!





  • O Palmeiras é gigantesco!

    Amo esse clube.

    Forza à todos que foram à Doha nos representar.

    Novamente, teremos que vencer tudo e derrotar todos. Nossos heróis poderão se transformar em divindades caso voltem campeões.

    Mas, independentemente disso, já têm meu respeito.

    Não tenho cabeça para pensar em jogo contra o Botafogo. Foi apenas um coletivo.

  • Um jogo desse era pra ser remarcado lá pro final de fevereiro, Palmeiras com a cabeça no Qatar Botafogo já pensando no planejamento para a série B, os dois não aspiram mais nada no campeonato, remarca esse jogo pra depois da copa do brasil, nem o Palmeiras muito menos o Botafogo iria reclamar…

  • Era pra essa partida ter sido adiada , palhaçada, era para o Palmeiras já estar no Qatar, somos o representante da América do Sul