3
X
2

Palmeiras 3x2 SantosCesar Greco/Ag.Palmeiras

O Palmeiras venceu o Santos por 3 a 2 e deu mais um enorme passo em direção à conquista do Campeonato Brasileiro. Depois de abrir dois gols de vantagem, o Verdão tomou dois gols e chegou à vitória numa falha grosseira de Vanderlei e cobrança de falta de Victor Luis.

Com a vitória, o Palmeiras abriu enormes sete pontos de vantagem para o Flamengo e oito para o Inter – os dois perseguidores jogarão extremamente pressionados no domingo; em caso de tropeços, o título terá ficado realmente muito próximo.

Primeiro tempo

2'
Palmeiras

Dudu cobrou escanteio da esquerda e Edu Dracena ganhou de Gustavo Henrique e Victor Ferraz para testar firme, por cima do gol.

6'
Palmeiras

Bruno Henrique esticou para Borja, que fez lindo passe para a infiltração de Lucas Lima, que bateu por baixo para excelente defesa de Vanderlei.

10'
Santos

Carlos Sánchez cruzou por baixo e por pouco Rodrygo não finalizou, de frente para Weverton – a bola passou por toda a área do Verdão.

13'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Jean fez grande jogada e enfiou para Borja, que dominou, girou e bateu cruzado; Vanderlei defendeu parcialmente e Dudu conferiu para o gol vazio, abrindo o placar.

O Palmeiras tomava a iniciativa do jogo até então e tinha a posse da bola. Com a vantagem no placar, o Verdão passou a jogar mais encolhido, esperando a inciativa do Santos. Com a defesa muito bem postada, nosso time não sofria nenhuma ameaça e administrava o físico e o relógio.

23'
Palmeiras

Após cobrança de falta de Lucas Lima pela esquerda, Edu Dracena mais uma vez ganhou da defesa do Santos e cabeceou forte, mas Vanderlei estava bem colocado.

39'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Dudu bateu escanteio da direita e Edu Dracena mais uma vez subiu no terceiro andar e testou no canto esquerdo de Vanderlei. Finalmente saiu o primeiro gol do camisa 3 pelo Verdão!

43'
Santos

Após escanteio da direita batido por Rodrygo, Gustavo Henrique conseguiu um bom cabeceio, mas Antônio Carlos subiu junto e desviou a bola, que tinha o endereço.

47'

Depois de um excelente primeiro tempo do Verdão, Bráulio Machado mandou os times ao vestiário.


Segundo tempo

Cuca fez duas modificações que deram outra cara ao jogo, colocando Copete no lugar de Rodrygo, e Bryan Ruiz no lugar de Alison. O Santos passou a jogar no 4-1-4-1 e complicou nossa linha defensiva. Ao Palmeiras, cabia lutar mais pela bola e aproveitar o espaço na frente da zaga santista.

2'
Santos

Victor Ferraz lançou para Sánchez dentro da área; o uruguaio bateu cruzado; Weverton espalmou e Copete passou um pouco da linha da bola e não conseguiu fazer o gol que seria muito parecido com o de Dudu.

5'
Palmeiras

Lucas Lima deu um lindo passe por elevação para Dudu, por trás da zaga; o camisa 7 ficou só com Vanderlei à frente mas na hora de dar o tapa na bola pegou de canela, facilitando para o goleiro.

7'
Palmeiras

Gustavo Scarpa fez bela jogada da direita para o miolo, driblou dois santistas e bateu da meia-lua, forte, visando o ângulo direito de Vanderlei, mas a bola saiu por pouco.

O Palmeiras demorou um pouquinho mas fez bem a leitura do jogo; mantinha a bola sob domínio no campo ofensivo e estava bem mais perto do terceiro gol que o Santos de diminuir o placar.

9'
Santos

Gol do Santos – como o futebol não tem lógica, o Santos diminuiu numa bola vadia: Dodô cruzou, Sánchez tirou  casquinha e Edu Dracena perdeu o tempo d rebatida, espanando para o lado; a bola sobrou para Copete que não desperdiçou dentro da pequena área.

14'
Palmeiras

Dudu arrancou em direção à área em velocidade quando foi calçado por trás por Victor Ferraz, na meia-lua. Bruno Henrique rolou de lado, Lucas Lima parou a bola e Bruno Henrique tentou passar por fora da barreira, mas a bola desviou na zaga e foi a escanteio – quase!

19'
Santos

Gol do Santos – após recuo excessivo do Palmeiras, Copete cruzou, Edu Dracena foi deslocado por Derlis González na área e o corte não foi bom; a bola caiu no pé de Dodô; com pouco ângulo, o lateral tocou por baixo, entre as pernas de Weverton, que aceitou.

21'

Para tentar reequilibrar o meio-campo, Felipão colocou Felipe Melo no lugar de Lucas Lima; Thiago Santos virou lateral, Jean avançou para a ponta e Gustavo Scarpa passou a jogar por dentro.

26'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Victor Luis bate fata de longa distância; a bola desviou levemente em Derlis González e girou diferente; bateu no chão molhado logo à frente de Vanderlei, que se atrapalhou todo e engoliu o frango com pena e tudo.

27'
Santos

Dodô cruzou da esquerda, Antônio Carlos marcou a bola e Gabicelha ficou livre na risca da pequena área para escorar, mas só raspou na bola; Sánchez chegou atrasado e ela saiu ao lado da trave esquerda de Weverton.

28'

Jean deu lugar a Guerra, que manteve a posição ofensiva pelo lado direito.

35'

Diego Pituca deixou o cotovelo em Gustavo Scarpa e foi expulso por Bráulio Machado. Pouco depois, Luiz Felipe sentiu lesão e Cuca não podia mais mexer – o zagueiro foi jogar como centroavante, só para fazer número. O Santos ficou todo bagunçado, com um jogador e meio a menos, e desistiu do jogo.

42'

Felipão ainda colocou Deyverson no campo no lugar do Borja. Ele entrou em modo Lacraia.

50'

Bráulio Machado encerrou o jogo, Deyverson começou a  comemorar com dancinha, Gustavo Henrique chutou a bola em direção ao camisa 16 e Fernando Prass entrou no campo para tirar satisfações. Não houve maiores consequências.



Ficha Técnica

Santos

Vanderlei
Victor Ferraz
Luiz Felipe
Gustavo Henrique
Dodô
Alison
Bryan Ruiz
Diego Pituca
Rodrygo
Copete
Carlos Sánchez
Derlis González
Bruno Henrique
Gabicelha
Cuca
TÉCNICO


Fim de jogo

Foi um dos melhores jogos do campeonato; os dois times mostraram por que estão ponteando o segundo turno e proporcionaram um clássico que deve ser lembrado sempre que se for comentar sobre o Brasileirão 2018 no futuro – e pela bola que foi jogada; não por nenhuma lambança de arbitragem.

A vitória trouxe a tranquilidade de volta ao time e à torcida. O Verdão afastou qualquer possibilidade de crise e se aproximou muito da conquista do título, para aumentar a distância como maior vencedor de títulos nacionais e ganhar a taça mais importante disputada no ano – caso venha o deca, ninguém no Brasil poderá dizer que ganhou um título maior que o Palmeiras em 2018.

Felipão resolveu o jogo com uma mudança maluca, rodando três jogadores de posição, numa mexida que na teoria deixava o time mais retrancado – mas só na teoria. A chuva, a torcida e a sorte deram uma mão, e Vanderlei definiu o rumo da partida, que foi um jogaço que deixou certamente os mais de 38 mil palmeirenses satisfeitíssimos.

Faltam só seis jogos, e temos uma margem de uma rodada, no mínimo. A tabela está bem camarada; a última pedreira é o próximo jogo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Não tem nada ganho, mas já podemos pelo menos esfregar as mãos. Tá perto. VAMOS PALMEIRAS!


Acompanhe a transmissão ao vivo feita pelo Verdazzo, com a narração de Bruno Zanholo e comentários de Conrado Cacace.