0
X
0

Pré-Jogo

Pré-jogo: América-MG x Palmeiras

Na tarde deste domingo, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o América, no estádio Independência, em partida válida pela 17ª rodada do Brasileirão. Será a estréia oficial de Felipão em sua terceira passagem pelo clube; o Verdão joga para colar no bloco de liderança, já que a rodada já começou com resultados favoráveis na tabela.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Willian Bigode
Transição física: Guerra

Pendurados: Mayke, Edu Dracena, Dudu, Hyoran, Willian Bigode e Deyverson

Felipão não poderá contar com Willian Bigode, que sofreu lesão muscular leve na partida contra o Bahia. Marcos Rocha também acusou problema em exame de rotina e pode ser poupado contra seu ex-clube.

Além de Felipão, a partida marca o retorno de Borja, após 78 dias entre a apresentação à seleção colombiana e a recuperação da artroscopia no joelho direito – o mais provável é que o camisa 9 entre durante o segundo tempo.

É possível que Felipão reposicione os volantes, com Bruno Henrique mais recuado, auxiliando Felipe Melo, e mantendo Moisés na meia. Gustavo Scarpa também pode ganhar uma vaga, no lugar de Artur. Uma possível escalação para esta tarde é Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Artur (Gustavo Scarpa), Moisés e Dudu; Deyverson.

América

O treinador Adilson Batista é um discípulo notório de Felipão, de quem foi zagueiro no Grêmio. Após sua chegada, o América se recuperou na tabela e vem em ótima fase, se posicionando no meio da tabela.

O maior desfalque será o volante Juninho, suspenso. Leandro Donizete, em compensação, volta a estar à disposição e Wesley – ELE MESMO – será mantido entre os titulares. O time que entra em campo deve ser João Ricardo; Aderlan, Matheus Ferraz, Messias e Carlinhos; Leandro Donizete, Wesley, Giovanni e Gérson Magrão; Ruy e Marquinhos.

Lei do Ex

Marcos Rocha, Thiago Santos e Moisés já defenderam o time mineiro. Do lado de lá, Marquinhos e Wesley já jogaram no Verdão. Que dupla!

Retrospecto

O Palmeiras não perde para o América desde 2013 – e isso só aconteceu na História outras três vezes. Consulte os links abaixo, e faça os cruzamentos com outros dados como preferir:

América-MG
América-MG
Independência
Independência
André Luiz de Freitas Castro
André Luiz de Freitas Castro
Campeonato Brasileiro
Campeonato Brasileiro

 

Parpite

Apesar de toda a empolgação, teremos um jogo difícil esta tarde, já que o América está bem encaixado, em ótimo momento. Mas o Verdão tende a fazer prevalecer sua superioridade técnica e chegar aos três pontos, para colar de vez no bloco de cima: venceremos por 2 a 0, com gols de Felipe Melo e Deyverson, para 12.876 pagantes. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Acompanhe o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

TV GloboGlobo  – para SP

PFCPFC

 

O Palmeiras fez uma péssima partida, não soube aproveitar o respeito do América mesmo em sua própria casa, e ficou no empate sem gols em jogo válido pela 17ª rodada do Brasileirão e assim desperdiçou uma boa chance de colar nos líderes. Com mais esses dois pontos desperdiçados, o time fica com apenas 27 pontos, 8 atrás da projeção feita no início do campeonato para ter tranquilidade na conquista do título. Não tem nada perdido, mas está complicado.

Primeiro tempo

O Verdão entrou com um time bem alternativo para a partida, com apenas três jogadores titulares em campo: Weverton, Moisés e Borja. O risco foi calculado, pensando na Libertadores mas também confiando no nível técnico dos jogadores substitutos, notoriamente superior aos titulares do América. Foi uma cartada corajosa de Felipão.

O Palmeiras começou melhor, controlando a posse de bola, diante de um América que mostrou um respeito acima do normal para nosso time reserva: absolutamente retrancado e (mal) armado para os contragolpes. Adilson Batista é discípulo de Felipão, mas não é dos melhores.

15'
Palmeiras

Moisés roubou no meio e tocou para Borja, que acionou Lucas Lima e se projetou; Hyoran acompanhou pela esquerda, recebeu e bateu de esquerda; João Ricardo deu rebote e Lucas Lima recolheu, dentro da área e cruzou no segundo pau; Moisés tentou dominar em vez de empurrar de qualquer jeito e perdeu ângulo; mesmo assim ele ainda rolou para trás e Jean bateu para o gol, mas a bola ficou na zaga.

17'
América-MG

Wesley bateu falta da direita, muito aberta e com pouco ângulo,  direto para o gol; Weverton pegou sem maiores problemas.

20'
América-MG

Na bobeira dupla de Luan e Jean, Gérson Magrão saiu na cara de Weverton, que saiu do gol e fechou o ângulo; Magrão bateu forte e a bola explodiu no abdome de Weverton, que salvou o Verdão.

23'
Palmeiras

Moisés chegou na área com a bola dominada, se enrolou na hora de bater mas acabou sofrendo falta de Matheus Ferraz – André Luiz de Freitas Castro marcou pênalti. Jean bateu muito mal, fraco, e João Ricardo defendeu com facilidade.

29'
América-MG

Luan errou de novo e deu a bola nos pés de Ruy, que avançou e bateu – Weverton fez boa defesa.

37'
América-MG

Wesley avançou e bateu de longe, mas pegou mal na bola, que saiu sem perigo.

O Palmeiras tinha muita liberdade para chegar à área do América, mas não aproveitava o espaço. Moisés e Jean pareciam estar arrastando pneus de trator pelo gramado do Independência. Os laterais foram pouco acionados e faltou capricho na hora de armar o bote para a finalização. Somando tudo isso a um pênalti perdido de forma patética, e o zero a zero do primeiro tempo foi justíssimo.


Segundo tempo

Nem Felipão, nem Adilson mexeram em seus times, e o Palmeiras voltou aparentemente com um pouco mais de apetite para o segundo tempo.

10'
América-MG

O volume de jogo do Palmeiras durou apenas cerca de cinco minutos. O América passou a forçar e Aderlan ganhou fácil de Victor Luis, fez o centro por baixo e Gerson Magrão rolou para trás, para a chegada de Ruy, que ajeitou o corpo e bateu de chapa – a bola beijou a forquilha direita de Weverton, que só torceu.

12'

Bruno Henrique entrou no lugar de Moisés, visivelmente sem físico.

17'
Palmeiras

Ótima tabela entre Lucas Lima e Borja; o camisa 20 recebeu de frente para o gol, puxou para dentro e bateu firme, mas a bola foi bem no centro do gol, facilitando para João Ricardo.

22'

Borja também precisou ser substituído por razões físicas – foi seu primeiro jogo em 78 dias, sem contar os três minutos que jogou na Rússia.

Mas o time todo do Palmeiras parecia sentir a parte física, mesmo com jogadores que não estavam em ritmo de jogo tão intenso. O América estava satisfeito com o empate e se limitava a cercar a bola, só descendo na boa.

33'
Palmeiras

Hyoran Invadiu a área pela esquerda, fez boa finta em Aderlan e foi tocado – se caísse o juiz daria outro pênalti; Hyoran seguiu na jogada e tentou cruzar por baixo; acabou travado.

41'
América-MG

Após escanteio da esquerda; Matheus Ferraz escora de cabeça e Carlinhos emenda de primeira; a bola passou à esquerda de Weverton, com algum perigo.

45'

Felipão mandou Gustavo Scarpa a campo para tentar sabe-se lá o que.

Foi tudo o que os times tiveram capacidade de fazer. O juiz encerrou o jogo após 4 minutos de acréscimo – podia ter dado 40, que nada aconteceria.





Fim de jogo

A coragem que sobrou a Felipão ao escalar os reservas faltou na hora de colocar o time para frente no segundo tempo e correr mais riscos para tentar a vitória. Mandar Gustavo Scarpa a campo aos 45 do segundo tempo é incompreensível.

Não podemos exigir desempenho de um time que tinha pelo menos oito reservas e cujo técnico ainda está aprendendo o nome de alguns jogadores. O problema foi a falta de atitude do treinador em se lançar à frente, já que, a esta altura do campeonato, empatar ou perder é quase a mesma coisa.  Seria mais altivo ter perdido jogo se lançando à frente do que empatar jogando sem correr riscos.

Não se pode confundir a cautela do treinador com apatia dos jogadores. Nossos atletas visivelmente se atiraram em todas as bolas. Faltaram a confiança para definir as jogadas e a liberdade para se lançar com mais força à frente – diante das circunstâncias, nada disso chega a surpreender.

Ao escalar os reservas, Felipão aumentou muito a responsabilidade para o jogo de quinta-feira no Paraguai, onde o empate, aí sim, volta a ser um bom resultado. Só não pode perder. Vamos virar a chavinha e apoiar muito o time, já que o Brasileiro vai ficando, de novo, cada vez mais difícil. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

8.077

R$ 86.756,00

André Luiz de Freitas Castro

América-MG

GOL
João Ricardo
LAD
Aderlan
ZAG
Messias
ZAE
Matheus Ferraz
LAE
Carlinhos
VOL
Leandro Donizete
VOL
Wesley
ATA
Rafael Moura
MEI
Giovanni
MEI
David
MEI
Gérson Magrão
ATA
Ruy
ATA
Marquinhos
ATA
Matheusinho
TÉCNICO
Adilson Batista

Palmeiras

GOL
Weverton
LAD
Mayke
ZAG
Luan
ZAE
Thiago Martins
LAE
Victor Luis
VOL
Thiago Santos
VOL
Jean
MEI
Lucas Lima
MEI
Moisés
VOL
Bruno Henrique
MEI
Hyoran
MEI
Gustavo Scarpa
ATA
Borja
ATA
Deyverson
TÉCNICO
Luiz Felipe Scolari

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Weverton
Fez uma enorme defesa no primeiro tempo; segue fazendo excelentes reposições de bola, que precisam ser mais bem aproveitadas
7
Mayke
Um dos poucos destaques positivos do time; sempre que apoiou, conseguiu boas jogadas - pena não ter tido tanta liberdade.
7
Luan
Dois erros bobos numa partida que oferecia pouco perigo. E desta vez estava jogando do lado direito, seu preferido. Está completamente sem confiança.
4
Thiago Martins
Cercou aqui, afastou ali, sem comprometer.
6
Victor Luis
Corre muito e está sempre bem colocado, mas falta qualidade técnica para fazer as jogadas acontecerem.
5.5
Thiago Santos
Ocupou bem os espaços e fez bem a saída de bola, acertando a maioria dos passes.
6
Jean
Horrível, dormindo o tempo todo e sem personalidade para bater o pênalti.
2
Lucas Lima
Se movimentou bem, fez o pêndulo, fez as ligações, mas o time não colaborou.
7
Moisés
Sentiu demais a parte física e esteve longe do jogador técnico e cerebral que conhecemos.
4.5
Bruno Henrique
Tentou dar mais força ao setor, ajudou a organizar as subidas, mas não conseguiu acertar nada da intermediária para a frente.
6
Hyoran
Tímido, ficou muito preso ao flanco e não apareceu para as trocas de passes pelo miolo, o ponto vulnerável da defesa do América.
5.5
Gustavo Scarpa
Coitado...
s/n
Borja
Para uma volta depois de 78 dias, ficou de bom tamanho. Saiu demais da área, podia prender mais os zagueiros.
6
Deyverson
Mediocridade completa numa partida insossa.
5
Luiz Felipe Scolari
Luiz Felipe Scolari
Foi mal - nem tanto por arriscar a escalação alternativa, mas pela demora em arriscar e colocar o time mais à frente.
5