0
X
2

08/12/2019 - 16:00

Cruzeiro 0x2 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

Em partida extremamente emocional, o Palmeiras resistiu – até com certa facilidade – à pressão do Cruzeiro, matou o jogo no segundo tempo e encerrou a temporada devolvendo ao torcedor a esperança de bom futebol em 2020.

Mais do que isso: a vitória mandou o time mineiro para o inferno da segunda divisão e deu ao torcedor palmeirense o pequeno prazer de dar o golpe de finalização num inimigo. O Cruzeiro e sua torcida abusaram da arrogância nos últimos anos; se refestelaram com vitórias conseguidas na base do apito, mas agora têm que encarar um ano melancólico na Série B.

Primeiro tempo

1'
Palmeiras

Marcos Rocha bateu lateral na área; Léo tirou a casquinha e quase marcou contra – Fábio teve que se esticar para mandar a escanteio.

1'
Palmeiras

Na cobrança do corner, Antônio Carlos chegou inteiro na bola e testou firme, mas a bola saiu pela linha de fundo, pelo alto.

16'
Palmeiras

Zé Rafael fez grande jogada individual após lançamento longo, entrou na área e chutou cruzado – Fábio fez boa defesa, sem rebote.

23'
Cruzeiro

Marquinhos Gabriel tabelou com Jadson no lado direito e rolou  para trás; Pedro Rocha chegou na corrida e isolou, mandando a bola por cima.

35'
Palmeiras

Dudu recebeu por dentro, fez a jogada individual e arriscou, mas o chute saiu sem força e Fábio defendeu sem problemas.

38'

O Botafogo abriu o placar no Rio de Janeiro e a torcida do Cruzeiro se animou, passando mais força para o time no campo. Àquela altura, o Cruzeiro só precisava de um gol para se salvar.

46'

Sem força mental para dar sequência nas jogadas, o time do Cruzeiro não soube aproveitar o bom momento e o Palmeiras segurou o empate até o apito final do primeiro tempo, sem maiores dificuldades.


Segundo tempo

8'

Dodô recebeu nas costas de Marcos Rocha, foi o fundo e cruzou na cabeça de Sassá, que não testou bem, facilitando para a defesa de Weverton.

12'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Dudu foi lançado na esquerda, ganhou na disputa física contra Cacá e pisou; Raphael Veiga passou na corrida, de dentro para fora, e Dudu fez o passe de calcanhar; Veiga rolou para trás e Zé Rafael bateu cruzado, no canto esquerdo de Fábio, vencendo o goleiro cruzeirense.

20'

Gabriel Veron entrou no lugar de Zé Rafael

21'

O Ceará empatou no Rio de Janeiro e aumentou a pressão sobre o Cruzeiro. Com cerca de 25 minutos para o fim, o time mineiro precisava virar o jogo e ainda torcer para o Botafogo marcar um gol. Isso sem conseguir sequer esboçar ataques coordenados contra o Palmeiras em quase 70 minutos de bola rolando.

26'

Willian foi a campo, no lugar de Raphael Veiga.

33'
Cruzeiro

Sassá ameaçou na jogada individual: após dois dribles, ele bateu de fora – mas pegou mal na bola e ela chegou mansinha para Weverton. A torcida do Cruzeiro entregou os pontos e focos de correria foram vistos atrás do gol de Weverton.

36'

Mayke entrou no lugar de Marcos Rocha, exausto.

37'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Mayke viu a passagem de Bruno Henrique e fez o toque em profundidade; o camisa 19 fez o cruzamento perfeito na marca do pênalti e Dudu chegou como um raio para subir e testar no ângulo de Fábio, chutando o Cruzeiro para o abismo da segunda divisão. Na comemoração, deu a famosa “sarrada no ar”.

40'

Parte da torcida do Cruzeiro deixou o estádio; os que permaneceram acabaram por promover uma enorme confusão nas arquibancadas, com cadeiras sendo depredadas e atiradas no gramado; a polícia passou a disparar bombas de gás lacrimogêneo e não houve condições de prosseguir a partida. Após seis minutos e com a situação piorando cada vez mais, o árbitro decidiu encerrar a partida.



Ficha Técnica

Cruzeiro

Fábio
Orejuela
Weverton
Cacá
Léo
Dodô
Henrique
Éderson
Marquinhos Gabriel
Jadson
Ezequiel
Sassá
Pedro Rocha
Maurício
Adilson Batista
TÉCNICO


Fim de jogo

Mais uma partida histórica. O Verdão soube se aproveitar do nervosismo do Cruzeiro, controlou o jogo, correu pouquíssimos riscos e matou a partida quando teve as chances, no talento de Dudu.

A leveza de nossos jogadores dá a impressão de que as coisas passaram a dar errado quando o time foi vítima exatamente da pressão de fora para dentro. Quando puderam jogar soltos, nossos jogadores mostraram do que são capazes. Certamente é um sinal de que o time precisa ser melhor blindado em 2020.  Muitos desses atletas tiveram a capacidade técnica questionada – mas parece que o problema era realmente outro.

O torcedor palmeirense encerra a temporada já quase refeito das frustrações de ficar com as mãos abanando e com as esperanças renovadas para uma boa temporada de 2020, com vários jogadores se recuperando e outros surgindo de maneira muito promissora, principalmente Matheus Fernandes e, claro, Gabriel Veron.

Quem diria que o humor de nossa torcida neste final de ano estaria tão em alta? FELIZ 2020 E VAMOS PALMEIRAS!





  • Sempre tive um ranço pelo cruzeiro, desde os anos 90 quando ganharam a copa do brasil de 96 em cima da gente dentro do Palestra e tambem em 98 quando eliminaram a gente do Brasileirão daquele ano tbm dentro do Palestra, sem falar essa duas copa brasil que eles foram Bi 2017 e 2018 eliminando a gente na semi final com uma ajudinha marota da arbitragem, eu comemorei muito essa vitoria, CHUPA MARIAS !!!

  • Devem ter falado tantas besteiras pros jogadores durante a Copa América, que eles ficaram “travados”.

  • Por pura curiosidade entrei hoje no site do cruzeiro e fiquei surpreso. Não tem nenhuma menção ao rebaixamento! Nem uma notinha pedindo desculpa aos torcedores. Nos comentários do jogo eles apontam apenas os lances de tentativas de gol deles e bem sucintamente os dois gols nossos. Para eles nós ganhamos com apenas duas jogadas e eles perderam por pura azar. É muito patético isso. Eles deveriam assumir que caíram por um campeonato inteiro, como disse o Dudu antes do jogo. Perderam por uma incompetência administrativa nunca vista antes e não por um jogo apenas. E da nossa parte, fiquei triste por não termos enfiado uma goleada maior para vingar o pouco caso que fizeram de nós e de todos os outros clubes do Brasil. E o Dudu está de parabéns pela sarrada! Foi uma catarse coletiva! E alguém deveria mandar publicamente um recado para aquele zé ninguém do sassá sem caráter ir dar porrada pelas costas em jogador de time da segundona. Volta para casa sem dentes! Vai lá trouxão! Com esse futebolzinho é capaz de nem voltarem no ano que vem.

  • Fica a dica: ganhar um campeonato é difícil. Continuar ganhando campeonatos é muito mais difícil. Ficou provado que, o que é bom num ano, nem sempre funciona no outro. Espero que a diretoria leve em consideração isso, na contratação do novo técnico e atletas.

  • Que delícia rebaixar essa cambada de arrogantes!
    Dá-lhe, porco!!!

    Ao Cruzeiro:
    TCHAU, QUERIDA!!!

  • Veio até buscar bola na intermediária defensiva. Resta saber o que o está motivando tanto, que faltou durante a temporada. – PS: Continuar ganhando a bala dele o ano que vem no Palmeiras e não jogar nada novamente o ano que vem inteiro.

  • o fato é que organizar o time, escalá-lo e dirigir à beira do campo não é algo tão complexo. Impressão é que o determinante mais influente seja a tal “pressão de fora”. Uma fração de disposição associada a competência básica de gestor e tem-se a situação tranquila, serena pro time render.

    não custa aos dirigentes entender isso e facilitar as coisas, né?

    #VamosPalmeiras

  • (comentario cretino, mas de bom humor) É fato que Dudu está no Hall de Idolos hoje do Palmeiras e merece sim uma dedicação no memorial que irão construir. Sei que há todo um protocolo para ganhar busto no Palmeiras, entretanto daria pra fazer uma estatua de bronze tamanho real dele que não iria gastar tanto material e não machucaria o cofre, hahaha

  • Aos que disseram que nada ganhamos nesse ano de 2019, estão cegos e redondamente enganados!!!
    Quer maior título do que mandar pra SEGUNDONA um time tão arrogante quanto o Cruzeiro? Fomos sim é CAMPEONÍSSIMOS !!!!
    Flamengo, São Paulo e Santos; fiquem atentos, pois, a HORA de vocês chegará!!!

  • O time é lento e não tem intensidade. Espero que, sob as desculpas do novo treinador, não procedam as mudanças necessárias.

  • Cruzeiro 1 x 4 Palmeiras, gols de Dudu, Verón, Willian e Diogo Barbosa, para 32876 torcedores…

  • Hoje é dia de jogar bola, encerrar a temporada com esperança e com um papel fundamental: decretando o rebaixamento do arrogante Cruzeiro. A vontade é de que o Palmeiras faça um sonoro 7×1, mas um 1×0 está excelente, até o um empate é suficiente pra cumprir a missão. O que importa é afundar esse time.

  • Palmeiras 1 a 0 contra o Cruzeiro com gol de Mike. Aos 47 minutos do segundo tempo será assinalada uma penalidade para o time mineiro por mais um erro de arbitragem. Sassá será o cobrador! Ele corre para a bola e erra o pênalti. No contra-ataque, Mike faz o gol da vitória do Verdão após assistência de Gabriel Veron, decretando a queda do clube mineiro para a Série B.

  • Ainda bem que nos livramos do Mattos. A conta chegou para as marias. Amanhã o cruzeiro vai passar o maior vexame da sua história.