1
X
1

Pré-Jogo

Pré-jogo Mirassol x Palmeiras

Na tarde deste sábado, a Sociedade Esportiva Palmeiras visita o Mirassol, no estádio José Maria de Campos Maia, em partida válida pela 10ª rodada do campeonato paulista.

Com os resultados de ontem, o Verdão pode garantir a classificação para o mata-mata com uma vitória simples – e tem todas as condições de alcançá-la, apesar do enorme cansaço devido à viagem para a Colômbia.

Palmeiras

DESFALQUES
Lesionados:
Luan e Willian
Não inscritos:
Fabiano, Juninho, Matheus Fernandes, Hyoran, Guerra e Arthur Cabral

Pendurados: Mayke, Antônio Carlos, Luan, Thiago Santos e Felipe Melo

O maior inimigo do Palmeiras esta tarde será o cansaço. Após a desgastante viagem à Colômbia, Felipão deverá dar um descanso aos titulares e podemos ter muitas novidades, não apenas no banco de reservas.

Léo Passos foi inscrito às pressas na lista “B” e pode até sair jogando, já que Borja vem de uma sequência de cinco jogos inteiros como titular. Outro que pode ganhar uma chance é Vitão, já que a lesão de Luan deixou Felipão com poucas opções no setor.

Um possível time para a partida é Fernando Prass; Mayke, Antônio Carlos (Vitão), Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos e Moisés (Jean); Felipe Pires (Carlos Eduardo), Lucas Lima e Zé Rafael; Borja (Léo Passos).

Mirassol

MirassolO treinador Moisés Egert terá o retorno do lateral Daniel Borges, que volta de suspensão. Assim, terá todos os jogadores à disposição para a partida e deve mandar a campo a seguinte formação: Matheus Aurélio; Daniel Borges, William Alves, Leandro Amaro e Alex Ruan; Yuri, Léo Baiano e Jean Carlos; Rodolfo, Felipe Augusto e Wilson.

Lei do Ex

  • Do lado de cá: ninguém
  • Do lado de lá: ambos jogaram com Felipão: o mito Leandro Amaro lidera a zaga do Mirassol e Jean Carlos, que aqui era só Jean, organiza as ações no meio-campo. Mailton, cria recente de nossa base, é o reserva na lateral direita.

Árbitro

Vinicius Gonçalves Dias AraújoA sacanagem da FPF contra o Palmeiras ganha agora requintes de escárnio: Vinicius Gonçalves Dias Araújo, o mesmo daquela partida de 2013, foi escalado para este jogo.

Parpite

O Mirassol está na beira do rebaixamento e não deve criar maiores dificuldades técnicas ao Verdão. O maior problema deve ser mesmo o cansaço e as eventuais botinadas do time da casa. Para 8.901 pagantes, dá Verdão: 1 a 0, gol de Edu Dracena. VAMOS PALMEIRAS!

Transmissão

Sintonize no PFC e sincronize a imagem com o áudio da transmissão AO VIVO no canal do Verdazzo do YouTube!

PFC

PFC

Pós-Jogo

Mirassol 1x1 PalmeirasCesar Greco/Ag.Palmeiras

Num jogo que tecnicamente ficou bem abaixo da linha da mediocridade, o Palmeiras permitiu o empate ao Mirassol numa tarde muito quente no interior paulista.

Após abrir o placar no início do segundo tempo e ver o adversário ficar com um jogador a menos pouco tempo depois, o Verdão deixou o time da casa empatar numa falha individual grosseira de marcação e não teve forças para retomar a frente no placar, mesmo jogando no ataque por quase 40 minutos sem ser incomodado na defesa.

Primeiro tempo

3'
Mirassol

Diego Borges cruzou da direita, a zaga rebateu e Rodolfo bateu de fora, sem perigo.

11'
Palmeiras

Zé Rafael deu sequência a uma boa troca de passes com um calcanhar preciso para Lucas Lima, que cruzou de pé esquerdo; a bola não pegou o efeito que ele esperava e acabou indo em direção ao gol – Matheus Aurélio tocou de leve na bola, que bateu no travessão.

14'
Palmeiras

Lucas Lima deu um lindo passe para Borja, que ficou livre na cara do goleiro e finalizou com força – Matheus Aurélio teve muito reflexo e deu um tapa na bola, salvando o time da casa. Borja poderia ter finalizado mais aberto, fora do alcance do goleiro.

21'
Mirassol

Alex Ruan conseguiu invadir a área nas costas de Mayke, fintou Felipe Pires e bateu para o gol; Gómez chegou para desviar e a bola saiu em escanteio.

Muito calor em Mirassol, o Palmeiras estava em ritmo de feijoada – pelo menos quatro jogadores tinham razão para isso, já que haviam jogado em Barranquilla, mas o resto deveria estar mais aceso, em busca de retomar espaço no time principal.  Muita lentidão e aparente desinteresse pela bola.

40'
Palmeiras

Lucas Lima bateu fala de média distância e assustou Matheus Aurélio.

45'
Mirassol

Carlão achou um bom lance por dentro e bateu de fora, assustando Fernando Prass.

Depois de um minuto de acréscimo, o fraco árbitro encerrou o fraquíssimo primeiro tempo.


Segundo tempo

Felipão não mexeu no time, mesmo com alguns jogadores claramente extenuados.

5'
Palmeiras

GOL DO PALMEIRAS! Lucas Lima enfim lutou por uma bola, ganhou e fez um lindo passe para Borja, por trás da zaga; o colombiano deu o toque na frente e esperou o toque do goleiro, para ganhar o pênalti. Gustavo Gómez bateu de forma arriscada, no meio do gol, mas abriu o placar para o Verdão.

8'

Zé Roberto fez falta boba em Diogo Barbosa, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso. O jogo parecia totalmente dominado pelo Palmeiras.

9'
Mirassol

Gol do Mirassol – num contra-ataque rápido, Rodolfo puxou pela direita e acionou Carlão, que fechava na esquerda. Mayke estava na jogada e poderia ter tomado a frente de Carlão com facilidade, se estivesse atento ao adversário, mas como marcou só a bola, permitiu ao ponta-esquerda adversário tomar-lhe a frente e escorar para o gol, sem chances para Fernando Prass.

16'
Palmeiras

Mayke foi ao fundo e cruzou na marca do pênalti, Borja tentou a bicicleta mas o pneu furou; na sobra Lucas Lima chegou batendo com força, mas mandou a bola por cima do travessão.

18'
Palmeiras

Lucas Lima bateu escanteio da direita e Edu Dracena subiu mais que a zaga, mas testou por cima do gol.

20'
Mirassol

Mailton bateu falta de longe, rasteira, no canto direito, obrigando Fernando Prass a se esforçar para desviar em escanteio.

21'

Felipão avançou o time, colocando Raphael Veiga no lugar de Thiago Santos. O time ficou no 4-1-4-1.

23'
Palmeiras

Após boa troca de passes, a bola subiu, prensada, e caiu no pé de Zé Rafael, que emendou um lindo sem-pulo – a bola saiu cruzada, do lado esquerdo do gol do Mirassol. O bandeirinha, no entanto, já assinalava impedimento do camisa 8, que estava meio corpo à frente.

Foi o último lance de Zé Rafael, que jogou bem – Felipão mandou a campo Carlos Eduardo, para rabiscar na defesa do Mirassol e tentar quebrar a última linha.

Claramente não funcionou; o camisa 37 mais uma vez errou quase tudo o que tentou e não acrescentou nada às tentativas do Palmeiras.

Depois, aos 34, Jean entrou no lugar de Felipe Pires, que não tinha espaço para imprimir velocidade e era peça nula em nosso ataque; Moisés subiu para a armação, mas estava claramente sem energias.

O Palmeiras tentava entrar na área do Mirassol de várias formas, mas esbarrava nos próprios erros e desperdiçava os ataques sem conseguir finalizar.

46'
Palmeiras

Carlos Eduardo teve nos pés a bola do jogo: Moisés acertou um lindo passe, por trás da zaga; o ponteiro teve a bola dominada e bateu com força, mas sem direção, claramente afobado.

Aos 49, o juiz terminou um dos piores jogos do Palmeiras na temporada – se não o pior.





Fim de jogo

A cabeça do time, claramente, está na Libertadores.  Uma pena que os jogadores que estão perdendo espaço não tenham aproveitado esta partida-excrescência para se destacarem e mostrarem para Felipão que podem ser úteis.

A exceção foi Zé Rafael, que justificou os pedidos da torcida para ter mais chances, e jogou uma boa partida, se movimentando bastante e dando toques de qualidade na bola. Lucas Lima teve momentos de brilho isolados – mas todos renderam jogadas importantes, as mais perigosas do Palmeiras, inclusive o pênalti.

Felipão e Paulo Turra ainda precisam ler melhor essa configuração do time com Lucas Lima por dentro – o camisa 20 precisa ter mais gente próxima a si para render melhor, como em seus melhores momentos no Santos. Às vezes até dá pra entender por que ele tem momentos de tanto desânimo em campo.

Hora de virar a chavinha de novo e focar no Melgar – se confirmarmos a vitória no jogo mais fácil do grupo, abriremos cinco pontos sobre o terceiro colocado e daremos um passo decisivo para a classificação. VAMOS PALMEIRAS!

Ficha Técnica

Mirassol

GOL
Matheus Aurélio
LAD
Daniel Borges
ZAG
Riccieli
ZAE
Leandro Amaro
LAE
Alex Ruan
VOL
Léo Baiano
VOL
Maílton
MEI
Rodolfo
MEI
Filipe Augusto
MEI
Simião
VOL
Yuri
MEI
Carlão
ATA
Sandoval
ATA
Zé Roberto
TÉCNICO
Moisés Egert

Notas


Jogador
Descrição
Nota
Fernando Prass
Na única bola em que foi exigido, defendeu bem.
6.5
Mayke
Foi displicente no lance que decidiu o resultado, cometendo um erro infantil. Não vinha jogando mal.
2
Gustavo Gómez
Só apareceu no lance da batida do pênalti, que converteu, mas de forma arriscada.
7
Edu Dracena
Também só teve algum destaque nas investidas ofensivas - mais uma vez, errando as cabeçadas e mandando por cima.
6.5
Diogo Barbosa
Batido algumas vezes no 1 contra 1, compensou com ótimos cruzamentos para a área - que ninguém nunca aproveitava.
6
Thiago Santos
Ronda sem ocorrências.
6
Raphael Veiga
Entrou num momento de desorganização do time e só conseguiu mostrar vontade.
5.5
Moisés
Pelo esforço e dedicação. Não jogou nada.
7
Felipe Pires
Não tinha espaço para aproveitar sua velocidade e não conseguiu produzir coisa alguma.
5.5
Jean
Bem vindo a 2019.
s/n
Lucas Lima
Mais uma vez isolado, mostrou claro desânimo em largos períodos do jogo. Em dois repentes, mostrou muito brilho, deixando Borja na cara do gol. Isso conta bastante.
7
Zé Rafael
Tentou emular a função de Dudu, e não se saiu mal na ingrata tarefa. Tem muita qualidade no toque na bola.
7.5
Carlos Eduardo
Acertou um lance. Um.
4.5
Borja
Vem numa sequência absurda de jogos e não reclama. Se doa em todo o jogo. Cavou o pênalti. Perdeu gol feito. É o Borja.
7
Luiz Felipe Scolari
Luiz Felipe Scolari
Escolheu a estratégia certa mexendo errado nas peças. Felipe Pires poderia ter sido sacado antes. Se mantivesse Thiago Santos, que estava mais inteiro que Moisés, poderia ter armado um 4-1-4-1 mais consistente. Mas ninguém pode falar que o time só ficou dando chutão. Se os jogadores erram passes de 3 metros, não é culpa do treinador.
6