Os vilões, os herois e a confiança de volta

O Verdão entrou em campo no último sábado contra o Fluminense precisando de apenas uma coisa: vencer. E conseguiu, graças à estratégia pragmática de Cuca e ao calendário, que colocou diante do Verdão o Fluminense, adversário providencial para tirar qualquer zica. Deu ruim? Chama o Série C, que resolve…

Brincadeiras à parte, nosso treinador armou o time de forma a voltar a finalizar e encontrar os gols, mesmo sem um centroavante. Willian Bigode, sabemos, não tem como maior qualidade ser o homem de referência na área, tampouco cabeceador. Sem ter como segurar os zagueiros e descartando os cruzamentos pelo alto, a saída foi usar e abusar das ultrapassagens pelos flancos, buscando invadir a área pelos lados e rolando a bola para quem chega de trás. Foi assim que saiu o segundo gol, feito por Keno após jogada de Roger Guedes, e foi assim que Tchê Tchê, Guerra e o próprio Roger Guedes conseguiram finalizar contra o gol de Júlio César.

Cuca e Abel
César Greco / Ag.Palmeiras

A estratégia é simples, mas eficiente, sobretudo quando o adversário não a espera. Abel deve ter lido os últimos jogos do Palmeiras e provavelmente notou o exagerado número de bolas altas buscando o cabeceio de Willian, isolado. Talvez por isso tenha posicionado Henrique como volante, para tentar ganhar o meio-campo, trocando com Wendel, bem mais baixo.

Abel foi surpreendido, mas talvez Levir Culpi não seja, assim como Jorginho e todos os nossos próximos adversários. Cuca precisa seguir buscando alternativas para chegar ao gol caso um caminho se mostre bloqueado – de preferência, aproveitando o enorme talento reprimido de Borja. Nas próximas partidas o desenvolvimento coletivo precisa voltar a ser o foco, mesmo que isso signifique deixar mais alguns pontos pelo caminho. Mas no sábado, vencer era fundamental.

Prass e Guedes: os heróis

Depois de algumas falhas, Fernando Prass se reabilitou plenamente com duas defesas espetaculares – a segunda, numa cabeçada à queima-roupa de Marcos Júnior, garantiu a vitória num momento crucial.

Fernando Prass
César Greco / Ag.Palmeiras

Para recuperar o apoio total das arquibancadas, foi fundamental ter mantido a confiança em si mesmo – as mensagens de apoio nas redes sociais, nos momentos delicados, certamente ajudaram – parabéns aos torcedores que mantiveram a fé em nosso ídolo.

Aparentemente desmotivado e envolvido em rumores de saída do clube, Roger Guedes estava quietinho em seu canto; a vida de Léo Pelé estava muito fácil diante da partida discretíssima do camisa 23, até os 39 do primeiro tempo. Foi quando baixou o Edmundo no moleque e ele passou no meio de dois marcadores como faca quente na manteiga, chegando ao fundo e servindo Keno para desempatar o jogo. Com a confiança restabelecida, incomodou demais a defesa do Fluminense até o lance final – literalmente.

Laterais: os vilões

Willian não fez uma boa partida, mas ao menos se posicionou bem na área, sempre preocupando a dupla de zaga carioca e abrindo espaços para a chegada dos companheiros – e mesmo assim, foi o responsável pela casquinha na jogada de Cucabol que abriu o placar.

Definitivamente estamos com problemas nas laterais. Zé Roberto, há muito tempo, não consegue fazer uma partida consistente na marcação e já deixou de ser uma opção confiável. O veteraníssimo, em sua última temporada como profissional, merece todo nosso respeito, mas deve seguir como opção para situações específicas, quando sua experiência for mais importante que sua força defensiva. Como seu reserva é Egídio, podemos dizer que temos um problema de elenco, já que Michel Bastos “improvisado” é hoje, tranquilamente, a melhor escolha para a posição.

Jean
César Greco / Ag.Palmeiras

Mas quem vem decepcionando mesmo é Jean. Depois de um jogo muito forte contra o Vasco, na reestreia de Cuca, quando jogou no meio-campo, o camisa 2 vem fazendo uma sequência muito pobre e prejudicando o time – pode-se dizer hoje, sem medo de errar, que é o jogador que está em pior fase no elenco. No clássico no Morumbi, perdeu um pênalti e definiu a derrota. No sábado, errou tudo o que tentou, sendo o responsável direto pelo gol do adversário.

Fabiano, apesar de ter sido o autor de dois gols históricos, não consegue engrenar. Mattos já foi ao mercado para reforçar o setor e trouxe Mayke, que até agora não encaixou. Jean será importante como opção no meio-campo, já que Arouca, Moisés e agora Felipe Melo estão fora de combate. Vamos precisar apoiar demais os três laterais direitos do elenco, principalmente Jean, e torcer para que ele recupere seu bom futebol.

Avanti!

O Palmeiras, a despeito da indignação da imprensa e dos rivais que fazem pressão para que o clube pare de contratar (“não vale bomba!”), tem que reforçar essas carências de elenco – um lateral esquerdo e um atacante para disputar a posição com Borja; e quem sabe, um volante – só temos Tchê Tchê e Thiago Santos, pendurado, à disposição; com Jean como opção. O Verdão já fez duas investidas frustradas no mercado (Marco Rúben e Richarlison) para o ataque e precisa resolver isso rápido.

Enquanto os reforços não chegam, fica a boa sensação de ver que Cuca, na hora do aperto, conseguiu surpreender o adversário. Deixou de lado o desenvolvimento em banho-maria do time e buscou a vitória a qualquer custo – algo que será fundamental para as copas, que claramente são as prioridades do ano.

Com a vitória, a confiança está de volta. O time reagiu e demonstrou que é capaz de buscar os resultados cruciais; o queixo voltou a ficar duro e não quebrou no primeiro golpe; a bipolar torcida voltou a pensar positivo e a ser uma aliada do time, e não uma âncora – sem perder o senso crítico, jamais. Assim, vai! VAMOS PALMEIRAS!


O Verdazzo é patrocinado pela torcida do Palmeiras.

Aqui, o link para se tornar um padrinho do site: https://www.padrim.com.br/verdazzo

  • Esse Richarlisson tem talento mas 20 milhoes ja e um exagero, 40 como dizem e motivo de devassa na diretoria e demissao do Mattos. Nao e possivel eu nao ver a bola que nossos diretores veem nele. Pelo padrao de valor o Scarpa deve custar 80 milhoes. Se for comparar com o Guedes como fica, ja temos o Keno na disputa, 3 jogadores de caracteristica semelhante e so um centroavante. Essa negociaçao so se explica se o Guedes estiver vendido por 40 milhoes, dai e so desperdicio de dinheiro, se nao e inexplicavel, mais um caso nebuloso de Neto por Ribamar, uma compra de Alexandre Pato, de um Leandro Damiao, negocios em que muitos ganham e so um perde, no caso a instituiçao.

  • Tô vendo várias pessoas falando que o Victor Luiz melhorou e tá bem no Botafogo. Bom, eu assisto vários jogos do Botafogo e da Chape, e embora esses dois times surpreendam, não quer dizer que todos os jogadores também surpreendem.

    Com isso dito, confirmo: Victor Luiz e João Pedro continuam os mesmos cabeças de bagre de sempre. Servem para esses times, sem grandes pretensões e menos pressão (e ainda assim jogam mal nos respectivos times). Não se deixem enganar por alguma surpresa da classificação de seus times ou por vídeos de melhores momentos.

  • Meu Deus, parece que palmeirense tem memória curta. De repente, perna-de-pau que era motivo de raiva e que quase rebaixaram o Palmeiras em 2014 agora viraram solução: João Pedro, Vitor Luiz, Henrique Ceifador… Daqui a pouco vão pedir Nathan, Charles, Caio Mancha, Patrick Vieira…
    Tenham dó…

    • De todos victor Luiz nunca foi mal jogador. E vem fazendo uma boa temporada no botafogo. Se vier de graca, pq não?

    • Ceifador, assim como o Fernandão seriam excelentes centroavantes reservas. Tecnicamente limitados, mas fazedores de gol…

    • Ceifador é fácil ver que evoluiu. No palmeiras ele era o maior perdedor de gol fácil que existe. Pelo menos agora não está desperdiçando as chances onde é só empurrar a bola pra dentro. E pelo menos bate penalti melhor que todo nosso elenco. Mas não queria de volta pro time..

      Vitor Luiz está jogando bem no Botafogo. Evoluiu. Três anos de rodagem é tempo suficiente para qualquer jogador melhorar…

    • Não é memória curta, é que eles avaliam de forma equivocada esses jogadores. Ceifador tá num time melhor que o Palmeiras de 2013. Logo, a bola chega mais e mais gols acontecem. Victor Luiz e João Pedro continuam ruins, mas eles vem esses times deles bem na tabela, e concluem que ambos estão jogando bem ( quando na verdade, continuam toscos)

    • Já se passaram 3 anos, os jogadores evoluem com o passar dos anos, quem era o Everton Ribeiro antes de 2013, ou o Lucas Lima, tem alguns jogadores que estouram cedo, como o Gabriel Jesus, porem muitos só apos os 25 anos.

  • Na parte tática eu acho que o Palmeiras ainda está muito distante, tem que aproximar mais.
    Em relação a reforços, acho que o M. Bastos na esquerda seria o melhor do Brasil.
    No meio eu acho Bruno Henrique bom e necessário, ainda mais agora com a contusão do F. Melo.
    No ataque tem que ser nome de peso, não adianta trazer mais apostas, Diego Tardelli seria o ideal.

  • Essas tais jogadas de ultrapassagem sem duvida alguma devem ser mais utilizadas, temos jogadores rápidos e leves, e é o tipo de jogada que sempre pega a zaga tentando brecar e o atacante pronto pra fulminar o gol adversário.
    Como exemplo, a final da Champions (acho o futebol europeu chatissimo), onde o Real fez 3 dos 4 gols, nessa jogada de ultrapassagem + bola cruzada baixa pra trás!

  • Prass e Roger Guedes foram muito bem ontem. E é dessa forma que esperamos que eles joguem. Um empate contra o Santos lá na Vila seria um bom resultado se não tivéssemos perdido outros jogos em casa. E ainda mais levando em conta que o spfc foi lá e ganhou deles, né?! Precisamos levar esses 3 pontos da nossa casa de praia.

  • Sou fã do Mattos e critico pouco o trabalho dele, agora o que ele faz com as nossas laterais, em qualquer empresa do mundo seria justa causa. O Fabiano é um cara mediano, fez algumas partidas boas, mas nada fora da curva. Aí o cara vai no mercado e me traz Mayke, que é outro mediano!? Pqp, então traz de novo o João Pedro que é prata da casa. Pra esquerda tenho a mesma opinião, se é pra trazer mais um reserva, traz de novo o Victor Luiz, que agora está lesionado, mas estava indo bem demais pelo Botafogo.

    • amigo, nao da para “trazer” o joao pedro nem o victor luis, fizemos contrato de emprestimo até o fim do ano, com certeza deve ter uma multa para traze-los de volta…e mesmo que não haja, seria uma puta palhaçada anti profissional… imagina pegando o joao pedro de volta? empresta para a chape, solidariedade, bla bla bla…..agora volta? kkkk

    • Justa causa???

      E quem seriam “os grandes laterais” dignos de nossa camisa que ele poderia ter contratado???

      Quais são os grandes laterais no futebol brasileiro no momento???
      (aliás quais são os grandes laterais do futebol mundial???)

      trata-se da posição mais problemática no momento, verdadeira crise em achar bons e confiáveis, especialmente que ataquem e defendam com a mesma eficiência. Tá difícil!!! Os poucos bons que surgem, logo migram pro meio-campo.

      E mesmo os mais ou menos que surgem, quantos deles aguentariam o peso do nosso manto, e a pressão de nossa torcida???

      Vitor Luis, João Pedro, se estivessem aqui, com A MESMA bola que estão jogando no Bostinha e na Chape, estariam sendo execrados pela nossa torcida…

      Falar que não contratou bem é fácil, achar uma solução alternativa REAL é difícil.

  • eu acho que o jean ta merecendo ficar no banco um pouco,faz horas ja que ele não vem bem,não acerta nada que tenta,vai displicente nas jogadas ta foda!

  • Aos que falam mal do Borja, o Bigode no ultimo jogo ajudou muito na marcação, mas finalizou acredito que nenhuma vez. O problema não é jogador é a forma que o time joga!

  • Ainda acho que nossa falta um jogador para decidir jogos.

    O único que decide jogos, às vezes, é quem está de saída: R.Guedes.

    Não venderia o R.Guedes ainda. Já seria um reforço de elenco.

    Jogador tático.

    • Eu concordo em parte, se a venda dele ajudar a trazer o Richarlison, por exemplo, eu dou força, esse mlk do flu e muito bom jogador, num elenco como o nosso iria arrebentar.

  • belo texto, cuca realmente foi pragmático e conseguiu influenciar bastante o resultado com a mensagem de “precisamos da vitória no sábado”, dita ainda nos vestiários do jogo anterior.
    ainda acho que temos excelentes laterais, tanto jean (em má fase?) como zero e egídio. o que não temos mais esse ano (pelo menos por enquanto) é a correta cobertura dos laterais, como acontecia muito bem no ano passado. tanto tchê² quanto thiago santos davam muita segurança na cobertura dos laterais ano passado, o que felipe melo (mais centralizado) não consegue fazer sozinho. é preciso encaixar novamente o time pra que, sem a bola, os laterais tenham segurança na cobertura. isso passa pelo reposicionamento do felipe melo (mas principalmente pelo convencimento de que ele não é o rei do meio-campo).

    • Na verdade Paulo, quem fazia bem este papel era Moisés, muita força física e capacidade técnica. Sempre ganhava com muita força as bolas no meio campo.

      Sem ele, e sem nenhum jogador com as mesmas características perdemos este poder de marcação..

      • pode crer wilfrido, concordo contigo sobre o moisés. mas, salvo engano, acho que ele só volta em setembro, certo? cuca precisa encaixar esse meio campo até lá. talvez, com a vinda do bruno henrique ou do rycharlisson, ajude muito, e nós temos que continuar apoiando, sempre. um abraço!

        • Paulo, também acredito que o Bruno Henrique ajudará muito, ganharemos em qualidade…

          Quanto ao Richarlinson, também acredito muito no ganho técnico se ele vier.

          Aí, só faltará as laterais…

          Abraço

  • Impressionante como somos fortes no Allianz Parque. Os rivais ficam falando da Crefisa, mas o grande responsável pelo nosso crescimento certamente é o estádio.
    Sobre nossa campanha no Brasileiro, não acho que ninguém esteja jogando mal. Nosso elenco é MUITO forte e nossa irregularidade nesse início é, na minha opinião, resultado de 2 pênaltis perdidos + tabela complicada + conciliar 3 torneios ao mesmo tempo. O pior já passou e agora é sair atropelando.
    Impressão minha ou a tabela do SCCP nesse início foi uma baba? Só jogam em casa! Impressionante…

      • Entrosando, com certeza.
        A direita está completa e Cuca pode usar o lateral mais adequado, conforme a situação de cada jogo.
        A marcação no lado esquerdo é a unica situação em que nenhum dos nossos laterais esquerdos responde bem, mas temos o zagueiro Juninho que fez muito bem esse função quando improvisado no Curitiba.
        Em um jogo difícil e fora de casa, Cuca poderia arriscar essa formação: Prass, Fabiano, Mina, Dracena e Juninho. Melo, Tche Tche e Guerra. Dudu, William e Borja.
        Duvido tomarmos gol com esses 11.

      • Nao entendi pq devolveram o Fabricio pro Cruzeiro, achei bom jogador, estilo peladeiro mas bem tecnico, teve poucas chances num setor carente.

    • estava pensando sobre isso hj, a tabela….. os queridinhos pegaram uma tabela facil no inicio para chegarem a liderança, aumentando a audiencia…deixando a gente la atras…e os urubus nem assim conseguiram hauhauha…. mas se vc olhar no ultimo quarto do campeonato, teremos uma sequencia bem mais facil

  • queria fazer um discreto contra-ponto quanto ao Jean.

    (Eu mesmo escrevi ontem que, neste início de 2017, ele está me lembrando o Arouca no início de 2016: tinha ido bem o ano anterior, mas teve dificuldade pra engrenar no ano em curso.)

    O contra-ponto é que, p ex contra o Peñarol lá, ele fez assistência nos três gols (é isso, não é?); logo ele já teve bons momentos neste 2017 e parece ter dado uma desandada.

    Feito o contra-ponto, fica a torcida pra que ele se recupere ao longo da temporada, já que trata-se de um jogador competente, profissional e com ótimo potencial de ser bem útil em mais de uma função ao longo dos jogos.

    #ForzaJean
    #AvantiVerdão

    • Detalhe é que nesse mesmo jogo do Peñarol ele deveria ter sido substituído no intervalo…

      Tá numa fase nebulosa, mas mesmo assim tem seus momentos…

      E quando vai pro meio, normalmente, tá jogando pior do que na lateral (só que as entregadas e vacilos acabam sendo menos prejudicial). Tá precisando de um chazinho de banco até re-encontrar a consistência que tinha ano passado. As vezes até pra poupa-lo de cometer erros que prejudicam sua imagem e confiança.

      Dá um descanso nas partidas, bota ele pra treinar forte alguns fundamentos que andam em baixa e depois vai recolocando aos poucos. No mesmo compasso, também temos o TchêTchê indo muito mal no meio, tentando resolver sozinho lances que tinha que tocar e tocando errado em outros, mas quebrando bem o galho pela lateral; e o time rendendo sempre melhor e mais seguro quando jogam Melo e Thiago juntos no meio. Acho uma solução temporária que ajudaria a todos e o coletivo até cada um recuperar sua confiança individual.

      • O Jean parece que ja esta entrando em campo cansado, o Tche Tche tb e outro, julgo que estao em ma condiçao fisica, nosso time em geral esta sem explosao, a sequencia de jogos intensos desgastou muito o time, Dudu machucou, FM lesionou a coxa. Ta complicado pro Cuca, se poe reserva o brasileiro fica mais longe, os titulares tao abrindo o bico, quem deve ta escalando o time e o fisiologista.

  • Engraçado é que o Flamídia não “precisa parar de contratar” né?! logo lá que eles anunciam uma bombástica por semana… que não tem patrocinador forte que não seja o Estado ou a Tv querida…

    Não lembro de uma matéria sequer falando da folha salarial de lá, que com certeza, a julgar pelas contratações ‘de peso’ deve ser bem maior do que a nossa, ou de quantos jogadores o diretor remunerado deles já trouxe…

    realmente, não tem tratamento diferenciado algum…

    • Exatamente! O flamerda tá contratando a rodo e ao invés de questionamentos, só recebe elogios. Dois pesos, duas medidas.

  • Priorizar a Libertadores eu até entendo e concordo, mas não gosto da ideia de deixar o Brasileirão em segundo plano pra investir na Copa do Brasil, ainda que seja o campeonato cujo título estejamos mais próximos. Além de se tratar de um campeonato de maior importância e de sermos os atuais campeões, vejo o Brasileirão como o caminho mais seguro até a Libertadores: é manter a regularidade e terminar entre os 4. Não existe a chance de ser eliminado por conta de uma partida ruim ou de uma arbitragem desastrosa como num mata-mata.
    E mesmo assim, visto que o primeiro jogo das quartas da Copa do Brasil é só no dia 28, e as oitavas da Libertadores começam na semana seguinte, acho que dá pra seguir forte nas 3 competições. Pensar desde já num time alternativo pra enfrentar o Cruzeiro no Allianz e já ir treinando ele, pra na semana do jogo trabalhar de forma intensiva com os titulares a fim de encontrar o ajuste ideal pra sequencia do Brasileiro e da Libertadores (e pq não, da própria CdB também, visto que o jogo de volta é só em 26/07).

  • LD: Precisa de reforço
    LE: Última alternativa é testar Juninho, mesmo assim na melhor das hipóteses precisa-se de um reserva.

    • Duvido q venha mais um LD. Já temos Jean, Fabiano, Mayke e o TT tb pode fazer a função. Qto a LE, o q a imprensa diz é q estamos no mercado. Há um tempo atrás andaram falando de um brasileiro q jogava na Udinese, se não me engano, depois não ouvi mais nada.

  • Enquanto tivermos no elenco estes laterais, necessariamente precisaremos jogar com dois volantes. Não dá para jogar apenas com um e o sistema defensivo ficar comprometido.

    Espero que o Alexandre Mattos consiga contratar estes dois laterais que tanto precisamos e desta forma não haja esta necessidade de jogar com dois volantes.

    Quanto ao centroavante, acho que o Richarlison seria uma boa aposta. Teria características parecidas com a do Gabriel Jesus e teríamos a oportunidade de recuperar esta grande quantia que foi oferecida. Mas seria um risco, sem dúvida.

  • é realmente as laterais preocupam… nao vejo michel bastos nem como improviso, não dá…lateral tem que ter 3 pulmoes, botar veterano ali é pavimentar uma avenida….ainda vejo o zé roberto como melhor dos 3 por incrivel que pareça, pelo menos ele sabe dosar suas energias e aguenta até o final do jogo no mesmo ritmo, coisa que o michel já provou que não consegue.
    na direita a coisa é mais grave ainda…jean já nao era uma maravilha, agora em má fase então está triste. mayke foi uma contratação precipitada ao meu ver, é um cara limitado, assim como fabiano…se bobear dos 3 eu ainda prefiro o fabiano, pelo menos ele é alto. cabe contratação? essa busca por mais um volante me dá alguma esperança que o tche tche va jogar por ali…mas ele tb está em má fase…. sai zica!!
    já um centroavante sinceramente acho que estamos jogando dinheiro pro alto, para cogitar trazer uma incognita por 40 milha… com certeza deve ter jogador no exterior disponivel por emprestimo que traria o mesmo resultado. precisamos de alguem cascudo, nao apostas…. vamos ver, ta na hora do mattos dar uma dentro agora e trazer algum cara que tenha um custo/beneficio baixo.
    aguardemos

    • O Juninho chegou a atuar na lateral esquerda no coritiba e acho que seria uma aposta válida por aqui, visto que ainda contamos com Luan e Antonio Carlos como opções aos zagueiros titulares, mais as improvisações possíveis. Na direita, pelos jogos que atuou, achei que Mayke foi bem na defesa e fraco no apoio, mas ainda dou um crédito pro cara já que ele não vinha jogando no cruzeiro e pode ser falta de ritmo.
      No caso do centroavante cascudo disponível por empréstimo que você citou, Diego Costa já foi comunicado que não está nos planos do chelsea e declarou que não descarta jogar no Brasil até o final do ano. Vai que…

      • sim, juninho da pra jogar sim, porém é outro estilo…tipico lateral europeu, que não apoia tanto…teriamos que compensar colocando um volante que saia mais pro jogo pela esquerda, senao o dudu fica isolado.
        achei o mesmo do mayke, um lateral defensivo, mas com estatura de ala… se for para jogar pensando no defensivo ainda fico com o fabiano.
        diego costa é ilusao ne, nao temos condição de competir com o salario da europa…esse cara tem mercado ainda lá, dificilmente ganharia menos que R$1,5 milhao por mes….tia leila não é tão abastada assim

        • Lembro que o Mayke quando começou no Cruzeiro era um lateral rápido e que apoiava bastante, mas o cara sofreu com lesões e ficou parado o ano passado inteiro e comeu banco quando voltou. Por essa falta de ritmo, dou um crédito pra ele.
          Diego Costa é como eu falei, “vai que…”, mas é difícil mesmo.

  • É visível a capacidade de Cuca mudar o time e fazer os jogadores entenderem (na maioria das vezes) suas funções.

    Ano passado pegou o time e já escalou 3 zagueiros contra o Rosário lá na Argentina, mesmo sem ter treinado. E o time fez um ótimo jogo.

    Neste ano EB treinou e jogou com 3 zagueiros e o resultado foi patético.

    Cuca parece ter o plano A, o B, o C e assim por diante, mudando de acordo com a.necessidade.

    Muitos técnicos como Marcelo Oliveira – e o próprio EB – só tem o plano A. Não funcionou? Ah… vamos continuar com o A até… ser demitido.

    Quem parece ser bem diferenciado é o Gordiola. Torço para que tenha um futuro brilhante. A não ser que exploda antes… o rapaz não para de engordar, pqp…

    • Sem duvida, essa capacidade do Cuca é um alento. EB patinando no AtlPR… Acho q ele seria um ótimo comentarista da espn, sentado no sofá ao lado do bertozzi e do mcp. Qto a ser treinador, tenho sérias dúvidas ainda.

        • kkkk. Ele é conhecido à tempos no interior como o rei do acesso.
          O lance dele é sempre subir de divisão. É tipico dele largar um time numa divisão e ir pra outro na divisão inferior.

  • Acho que Cuca ainda deveria testar Juninho na LE. Tem bom passe e provavelmente terá desempenho defensivo melhor do que Zé, Egídio e M. Bastos, além do último citado não gostar de fazer a função, acho um desperdício não usá-lo na ponta direita.

    Zé Roberto deveria passar a ser utilizado como meia. As melhores jogadas ofensivas têm a participação dele. Em contrapartida, ele também está envolvido nas piores jogadas defensivas.

    Ainda estou com um pé atrás com o Prass. Vou esperar o jogo contra o Santos. Nós últimos jogos, ele tem feito um milagre em um jogo e falhado no seguinte. Prefiro aguardar.

    Como você disse, precisamos de um lateral esquerdo, um reserva pro Borja e outro volante. Contrataria um meia também, já que Cuca parece não confiar em Veiga e Hyoran, pois prefere encher o meio campo de volantes, ao invés de dar oportunidade para os garotos.

  • Diego Costa não joga mais pelo Chelsea e quer ir pro A. Madrid – contudo, o time espanhol não pode contratar agora por punição imposta pela Fifa. Não seria uma alternativa tentar trazer ele por empréstimo? Sobre as laterais: deixamos alguns nomes bons com potencial da base meio que soltos no mercado, e hoje temos uma certeza de que foi um erro. Victor Luis hoje é melhor que qualquer lateral esquerdo nosso e o mesmo vale pro João Pedro. Arrisco dizer que até o Lucas Taylor faria melhor do que os que estão aqui hoje. Mas agora precisamos contratar, invariavelmente. Jean no meio pra mim joga mais solto e pode fazer um papel melhor que na lateral – corre menos o risco de se queimar mais ainda com a torcida e pode recuperar seu futebol mais tranquilamente. Na esquerda, a situação é crítica porque perdemos o talento do Michel prendendo-o na lateral. Precisamos ajustar isso urgente. Mais um volante seria uma boa, dependendo do nome que vier. Se tiver velocidade, marcação e saída de bola podendo jogar de primeiro ou segundo volante, melhor ainda. E pra finalizar, eu buscaria um meia pra substituir o Guerra quando necessário. O venezuelano é craque, mas pode ficar ausente por precaução física ou convocações, logo precisamos de alguém do mesmo calibre que possa fazer a dele ou até mesmo auxiliá-lo – ainda mais porque o Moisés levará algum tempo pra ficar a disposição.

    • O único lugar que consigo enxergar pro Zé Roberto nesse time de hoje é como reserva do Guerra, mas o futebol dos dois é bem diferente.

      • Só vejo o ZR como segundo volante pela esquerda, tabelando com o lateral, mas mesmo assim, só em casos muito especiais.

    • Primeira coisa q pensei qdo vi a dispensa do DC foi isso tb, afinal dizem q ele e palmeirense. Mas cá entre nós, é sonho de torcedor, o cara tem muito mercado na Europa e na China.
      Qto ao meia, eu sondaria o Ricardo Goulart, vai q o cara tá de saco cheio da China…

    • me fiz essa pergunta ontem….mas ao lembrar como ele estava jogando antes da lesão, prefiro fazer de conta que ele nao existe…imagina ele querendo recuperar o ritmo nessa altura do campeonato?

      • Está se recuperando de lesão, vai mais uns 2 meses de molho aí.
        Agora, o que te leva a acreditar que o Arouca jogaria esse ano, sabendo que ele não teve chances com o Cuca no ano passado?

        • Estava mal ano passado, mas ele em forma e com fome, é um excelente reforço. O problema é q já estamos no meio da temporada.

          • Insisto em dizer, não foi aproveitado pelo Cuca ano passado, mesmo quando bem fisicamente, portanto, é plausível dizer que também não seria aproveitado esse ano, mesmo que estivesse em condições de jogar.

    • Nunca foi bem no Palmeiras, lento, sem vigor físico.

      Perdeu posição para Gabriel e Matheus Sales em 2015.

      Em 2016 ficou o tempo inteiro no banco.

      Só conseguiu jogar bem no Santos, em nenhum outro clube…

  • Nunca deixei de acreditar nesse time, ainda mais com o Cuca no banco. Sabia que teria um tempo de adaptação, acho que mais importante do que tudo no futebol é ter um técnico no banco que sabe o que quer. Cuca tem uma estratégia traçada, temos um objetivo e temos um planejamento de como fazer as coisas acontecerem. O que mais atrapalha hoje com certeza é o extra campo, com políticos e diretores infernizando o elenco. Espero que o Cuca saiba o que fazer com relação a isso.

  • Brilhante texto. O único erro é que não enfrentaremos mais o Gordiola esse ano, já que ele foi para o Internacional