Palmeiras poderá ter até 38 jogos em 2018 até a Copa do Mundo

CalendárioA Conmebol divulgou na manhã desta sexta-feira o calendário das partidas da fase de grupos da Libertadores. O Verdão estreia no dia 1 de março, fora de casa, contra o adversário que será definido nas fases iniciais da competição.

Com a realização da Copa do Mundo em junho, o calendário foi espremido, como de praxe. Serão até 38 jogos até a parada para a Copa, se o Palmeiras se classificar para a final do Paulistão.

O Campeonato Paulista será realizado quase sem interrupções para o Palmeiras. Serão apenas duas partidas pela Libertadores durante a disputa do Estadual – uma delas, entre as duas partidas finais.

O calendário também vai permitir ao Verdão ter quatro semanas livres durante a disputa do estadual – serão importantes para que o técnico Roger Machado faça importantes ajustes táticos na equipe. Ainda haverá mais uma semana livre entre a primeira e a segunda rodada do Brasileirão; depois, pauleira até a parada para a Copa: oito semanas com pé embaixo, com jogos aos domingos e quartas.

Entre a segunda e a sétima rodada do Brasileirão é que o Palmeiras vai virar a chavinha a cada jogo. E é quando o time saberá se vai brigar pelo decacampeonato, ou se vai dar all in nas copas outra vez.

Confira abaixo o calendário do primeiro semestre de 2018. A CBF já divulgou as datas do Brasileirão, mas ainda não definiu a tabela. A Copa do Brasil, logicamente, ainda aguarda a definição das fases preliminares para que a CBF faça o sorteio da chave final.

Calendário 2018

  • Volto a insistir para que sejam poupados os principais jogadores no início do Paulista .
    Tanto faz a posição geral na classificação, estando entre os 8 times e com o elenco bem testado e inteiro é o que interessa.
    Teremos que ter uma boa dose de paciência, a pré temporada será mais curta que o normal e o time vai tomar forma durante o campeonato, serão 12 jogos e muitos testes ( assim espero ) .

    • Concordo em parte. Acho que a comissão técnica poderia pensar em montar de cara 2 times. Um Pseudo-titular e outro pseudo-reserva. Um joga o primeiro jogo o outro o segundo e assim por diante. E lógico nos intervalos semanais ir fazendo ajustes entre os times, para termos um time competitivo para início de Março que é quando começa a Libertadores.

  • Algo interessante a se comentar por aqui, é a diminuição das lesões musculares e do tempo de recuperação. Me lembro do quanto reclamavam no passado do Depot Médico.
    Principalmente na época do Valdívia.

      • Não digo que esteja errado, pelo contrário, mas essa diminuição no número de lesões logo após a total reformulação do DM dá uma dose de razão considerável ao chileno.

  • Esse calendário do Estadual é o pior possível. Quando começa a ficar interessante (semi e final), temos que nos preocupar com outra competição mais importante.
    Roger Machado parece ser adepto de rodízios e isso pode ser importante para conseguirmos disputar o título em todas as competições.

    • Tem o lado ruim sim, mas é ruim para todos. Temos que entender que como o nosso grupo é bem qualificado também é hora de fazer isso ser uma vantagem. Depende do técnico também. Se ele conseguir definir uma estratégia pensando na quantidade de jogos e conseguir definir um rodízio sem perder qualidade técnica podemos chegar em todas as competições com uma vantagem que nem todos podem se dar ao luxo de ter.

  • Não gostaria de ver aquela velha história de priorizar competições e depois ficar se lamentando. O calendário é apertado e a comissão técnica deve se planejar para que o Palmeiras ofereça o seu melhor a cada jogo.

  • Não devemos priorizar esse ou aquele campeonato. Temos, sim, que saber planejar cada partida como se fosse uma final. O principal ingrediente de um elenco planejado é exatamente a ideia de mesclar a titularidade, ou seja, não temos que ter uma opção b para alternância de jogos, e sim revesar as peças mais desgastadas, apenas isso.

  • Tem que tomar muito cuidado na escalação do time nos primeiros jogos do Paulista.
    Os times do interior estarão em plena forma, babando e batendo muito. Moisés que o diga ano passado.
    Vamos poupar ao máximo os principais jogadores, pra quando for preciso estarem prontos fisicamente.
    Time todo titular somente contra o Santos, que será um belo deste.

  • Se chegar na final do Paulista dois dias depois tem libertadores, tudo bem que a libertadores é um milhão de vezes mais importante que o Paulista, mas não tem que jogar a final com time reserva não, de jeito nenhum

    • O principal ingrediente de um elenco planejado é exatamente a ideia de mesclar a titularidade, ou seja, não temos que ter uma opção b para alternância de jogos, e sim revesar as peças mais desgastadas, apenas isso.

  • Pessoal, boa noite, como gosta o Conrado! Estava olhando alguns blogs e vi o título do Sr. Kfouri, porém não perdi tempo de ler. Ele está vivendo de atacar a Dona Leila e seu grupo empresarial. Agora é a FAM. Porque o cara odeia tanto o Palmeiras? Interessante que ele não faz tanto estardalhaço quando envolve seu personagem principal que deu um estádio para seu time favorito. Revoltante!! Até pode ser que tenha falcatrua, afinal vivemos no Brasil, mas o cara é incansável quando envolve o time alviverde.

  • Quanto ao Paulistão, não haverá necessidade de poupar nas finais, caso vença o primeiro jogo da libertadores que será no meio dos pontos corridos do Paulistão. Dá pra fazer um planejamento pra jogar com força máxima essa primeira partida da libertadores sem deixar o Paulista de lado.
    No jogo da final, aí vai daser condições físicas dos jogadores mesmo. Mas eu acho que é mais interessante ser campeão Paulista do que vencer o Alianza (desde que tenha vencido o primeiro jogo). Enfim, eu iria de força máxima até a final do Paulistão, na medida do possível é claro.
    Quando iniciar o brasileirão, daí “recomeça” tudo..
    Acho que dá pra levar, até porque temos na maioria das posições, bons reservas.

  • Temos que ter paciência só assim vamos conseguir os títulos almejado por todos. O paulista vai ser um laboratório de testes para o Roger, o SP vai
    ser o adversário mais difícil por não estar em competições importantes vão querer ganhar.

  • Que o técnico Roger Machado saiba utilizar o elenco da melhor maneira para que o time renda o máximo possível em todos os jogos nesse calendário ainda mais apertado esse ano.

    VAMOS PALMEIRAS