¿Qué pasa, Miguelito?

Em meio aos bons resultados em campo, um jogador tem decepcionado bastante em 2017: Miguel Borja. O atacante colombiano, que foi uma das transações mais caras da história do futebol brasileiro, ainda não encaixou no Palmeiras. Nem Eduardo Baptista, em quatro meses; nem Cuca, em algumas semanas, conseguiram extrair do colombiano seu enorme potencial.

O desempenho aquém do esperado – “apenas” seis gols em 16 jogos – já faz com que os torcedores mais impacientes comecem um processo de fritura no jogador. O velho problema de confundir uma postura exigente com burrice: perder a paciência com Borja é diminuir ainda mais as chances dele reverter a tendência – e tudo o que mais queremos é que ele corresponda às expectativas.

Borja
César Greco / Ag.Palmeiras

Quando um jogador é fraco tecnicamente e não tem condições de vestir a camisa do Palmeiras, a vaia se justifica. Mais ainda, quando o jogador não se esforça e parece estar em campo nos fazendo um favor. O colombiano não parece ser nenhum dos dois casos.

Pessoalmente, Borja, de 24 anos, parece ser muito retraído. Já passou por rápidas experiências fora da Colômbia – na Argentina e na Itália – e não foi bem sucedido. Para marcar gols, precisa se sentir em casa, e só o tempo pode proporcionar isto a ele no Brasil.

O fato de ter sido objeto de um investimento muito alto e a colossal recepção no aeroporto de Guarulhos também contam na pressão, que vem tanto de torcedores insatisfeitos quanto dele próprio. As demonstrações de irritação do colombiano parecem ser muito mais consigo mesmo do que com outros fatores. Depois de ganhar a garantia de 90 minutos na estreia de Cuca, contra o Vasco, ele voltou a ser sacado nos jogos seguintes, quando teve atuações discretas e obviamente deve ter se sentido muito frustrado.

Para poucos

Não é todo jogador do Palmeiras que merece o luxo de uma dose extra de paciência da torcida. Borja, certamente, é um deles. Seu faro de gol é notável. Seu imenso talento está dentro da área, onde ele ainda não teve tantas chances de atuar – Cuca, assim com Eduardo, está tentando fazê-lo evoluir com deslocamentos para longe do gol. Talvez seja hora de desistir dessa ideia e adaptar um pouco mais o jeito do time a uma arma potencialmente letal – pelo menos neste momento em que a confiança anda em baixa.

Nossa torcida já mostrou que é capaz de relevar uma sequência de más atuações; Dudu é o exemplo mais evidente: campeão pelo clube e ídolo, símbolo da raça que a torcida tanto valoriza, nosso capitão vem fazendo partidas piores que as de Borja e é poupado da ira da torcida – corretamente. E se já nos mostramos capazes de relativizar as más atuações de um jogador que já rendeu muito no passado, podemos também fazer o mesmo com um cara que pode render muito no futuro e que vem dando claras demonstrações de que precisa de apoio e paciência.

VAMOS BORJA! VAMOS PALMEIRAS!

  • Quase todo time do Brasileiro tem um 9 de área. A maioria deles jogador de espera. Pivô.
    Flamengo (Guerrero, Damião, Vizeu), Botafogo (Roger, Joel), Vasco (Luis Fabiano), Fluminense (Ceifador), Gambás (Jô), Santos (Ricardo Oliveira, Rodrigão), São Paulo (Pratto, Gilberto), Atlético MG (Fred e Rafael Moura), Cruzeiro (Ábila), Grêmio (Barrios), Atlético PR (Grafite), Coritiba (Alecsandro, Kleber), Sport (André), Atlético GO (Walter), Chapecoense (Wellinton Paulista, Túlio de Melo)…

    Aqui no Palmeiras esse tipo de jogador nunca se cria: Barrios, Alecsandro, Leandro Pereira…
    Será que vamos queimar R$ 35 mihões com o Borja?????
    Será que centroavante no nosso time só é bom se der carrinho e acompanhar a marcação até na linha de fundo.

    Interessante depoimento do Valdir Espinosa hoje na FOX. Perguntado sobre o por que o Lucas Barrios vem fazendo muitos gols no Grêmio, coisa que não acontecia no Palmeiras, o mesmo disse: “Ele tem a confiança do Renato. O Renato disse pra ele que poderia errar, que continuaria confiando nele. Que não se preocupasse em perder lugar no time.”

    O que estão fazendo com o Borja no Palmeiras é totalmente ao contrário.
    Sacam o cara todo jogo. Colocam no banco. Expõe o jogador em rede nacional dizendo que foi contratado a peso de ouro e não faz gols. Dizendo que não participa do jogo. Que isso, que aquilo…

    Que falta de inteligência. Estão esbanjando o dinheiro do clube. Desperdiçando patrimônio sem retorno técnico. O Palmeiras definitivamente parece estar realmente se achando o Real Madrid, tanto em campo, como na área financeira.

  • A busca por um atacante de perfil parecido com Gabriel Jesus dá pistas de que Borja pode ter o mesmo destino de Barrios. O Borja é excelente finalizador, e, pra mim, o cuca deveria adaptar o esquema tático ao colombiano, preparar o time para municiá-lo e ver no que dá. No Palmeiras, o paraguaio não serviu, mas está metendo gols pelo grêmio.

  • Boa.
    Após ler o artigo, vi que sou um desses caras contribuindo para a “fritura” mencionada no texto.
    Tomarei mais cuidado com isso.

  • Nós temos que parar de ir na onda da imprensa e ficar comparando o Borja com o William. São jogadores de posições DIFERENTES. O William é segundo atacante e pode muito bem complementar o Borja, assim como o Bebeto complementava o Romário.

  • Assisti ao primeiro tempo do jogo do Gremio, e foi incrivel ver o Bairros jogando, fez um gol, quase fez outro e perdeu outros 2, isso no primeiro tempo apenas. O esquema do time é propicio para ele, atacante de area, assim como o Borja. Se o esquema do time nao ajuda-lo esquece, o Borja vai ter o mesmo fim…

    • Cara, acho que vi outro jogo entao pois nao vi nada de invrivel nele. Jogaram contra o pior time da libertadores, alias Gremio tbm não é nada demais. Deem tempo ao Borja e vcs veram o quao bom esse cara é.

      • Nao faei que ele joguei incrivelmente, disse que foi incrivel ver o mesmo atacante que no Palmeiras passava o jogo inteiro sem quase pegar na bola, participar de diversos lances de perigo e ter feito um gol. É só ver a média de gols dele no Gremio.. a bola chegando ele faz. Acredito ser a mesma coisa com o Borja, ele precisa que o time jogue mais pra ele

      • O Grêmio vai dar trabalho este ano, principalmente na libertadores pq é um time copeiro, o Renato Gaúcho conseguiu achar uma forma de jogar sendo bastante ofensivo com Luan, Everton, Pedro Rocha e Barrios, mas também sabe defender com a dupla de zaga Kaneman e Geromel, mas é questão de tempo para alguns destes jogadores saírem no mercado de transferências.

    • Vi o gol que ele fez, jogada de linha de fundo tocando pra atacante livre só escorar pro gol, goleiro e zagueiro muito fracos. Os dois gols que ele perdeu foram inacreditáveis! O time do Zamora é tão ruim que era para o grêmio ter ganhado de 8 X 0, Luan perdeu um pênalti no final ainda.

  • Na minha opinião não me importo se o Borja vai fazer um caminhão de gols ou se vai fazer 1 a cada 10 jogos, o importante é que o Palmeiras continue marcando gols em todas as partidas, seja no cucabol ou não! O Borja é um jogador extremamente importante na equipe do Palmeiras, não pode ser reserva como já vi alguns comentários falando que o cara precisa “pegar um banco”, no atual elenco do Palmeiras, não tem outro jogador nove-nove pra fazer a função do pivô, do cara que leva a marcação com ele, do cara que incomoda e preocupa a zaga adversária. Vou aqui citar alguns pontos importantes sobre o Borja:
    1-Referencia de um CA na área (Preocupa a defesa adversária);
    2-No jogo contra o Inter o zagueiro ficou tão desesperado com o Borja que fez gol contra;
    3-Na estréia dele contra a Ferroviária, ele recebeu o passe do Dudu em velocidade e fez o gol (especialidade do cara marcar gols desta forma);
    4-Tanto Cuca como o time do Palmeiras precisam entender que ele rende melhor explorando os contra-ataques em velocidade, é forte e finaliza bem, probabilidade de acertar é grande;
    5-A zaga adversária preocupada em marcar o Borja, vai ceder espaços para Mina, Dracena, FM, TS fazerem seus gols de cabeça;
    6-Mesmo não sendo seu forte, fazer a função do pivô abrirá espaços para jogadores mais velozes vindo tanto de trás como pelos lados finalizarem as jogadas;
    7-Com RG, Dudu, William, Keno, Jean, Guerra fazendo as jogadas pela linha de fundo e levantando a cabeça pra tocar pro meio da área, a bola sempre vai sobrar ou pro Borja ou pra algum outro jogador que estiver vindo de trás;
    8-Os jogadores do Palmeiras precisam chutar mais para o gol, isto vai facilitar para que o Borja consiga pegar alguns rebotes dados pelo goleiro antecipando a defesa e fazendo gols;
    9-Jogador rápido, tem faro de gol e visão de jogo;
    10-Finaliza bem, é forte tanto dentro como fora da área, indispensável ao time, não pode ficar de fora.

    Força Borja! Força Palmeiras!

  • Não podemos de jeito nenhum cair no desejo da mídia gambá e fritar o Borja, que é excelente!! Fez 6 gols, mas veja o nível dos gols, tipo matador letal!!! Certeza absoluta que o Cuca está trabalhando forte nisso. Agora que o Borja precisa de acompanhamento psicologico não há dúvida. Pela grana investida e nível do atleta, pode colocar um batalhão de psicólogos já!!

      • Eu quis foi evidenciar o nível dele com o tipo de gols que fez. De quem conhece bem o ofício como poucos. Um baita jogador que teremos q ter bastante paciência e valerá muito a pena. Uma hora a sorte vai voltar pois ele perde muitos gols, mas está ali muito bem posicionado. Se tivesse entrado metade, estaria no topo!

        • Amigo, permita-me discordar de você.

          Não se faz um investimento milionário para contar com a sorte. Pra contar com a sorte temos garotos da base ou então contratamos “Betinhos da vida”.

      • O problema é que depois de um tempo ninguém lembra dos gols que os caras perdiam, mas TODOS centroavantes perdem gols faceis. Evair, Ronaldo Fofomeno, Túlio, Romário, veja o Fred, maior goleador do Brasil nos últimos anos, quantos gols bobos ele não perde…

  • O mina e o Guerra ja estão tão adaptados, precisam se juntarem ao Borja pra ele se sentir mais em casa, to achando ele tristem cabisbaixo

  • A derrota “boba” na Bolívia custou a 1ª colocação geral, que seria uma ótima vantagem em caso de semi e finais !

    • Renan, pelo que sei a pontuação continua valendo nas próximas fases. Não é tão complicado assim estar com a melhor campanha nas próximas fases…

      • Na verdade não, Wilfrido.
        Conta só a primeira fase mesmo!!!
        portanto ficamos atrás de 4 equipes e se quisermos a final no Allianz teremos que torcer pra essas 4 serem eliminadas antes, a saber: Atletico MG, Lanús, Grêmio e River. Lembrando que o Lanús só está ali por ter ganho os pontos e 3 gols de saldo pelo jogo contra a Chape em que perderam dentro de casa. Portanto se a Chape conseguir reverter essa punição serão apenas 3 times na nossa frente.

        • Estranho Rafael, tinha escutado outra informação. Então realmente a perda destes pontos foram muito ruim…

        • Dei uma lida no Regulamento e é isso mesmo.

          E pelo que analisei, se o percurso normal ocorrer, deveremos pegar River nas quartas de finais e Atlético Mineiro na semi-final. Decidindo fora de casa…

          • O chaveamento a partir de agora será decidido num sorteio, portanto podemos cair do mesmo lado da chave deles e enfrentarmos antes da final, ou cair do outro lado da chave e enfrenta-los apenas numa eventual finalíssima.

            Particularmente, não escolho adversário, tanto faz, as vezes o time que parece mais difícil arrega e o suposto mais fácil complica…

            só queria muito que o último jogo fosse no Allianz, portanto estou torcendo pra ou enfrentarmos esses times em fase anterior, ou que eles sejam eliminados antes da final.

          • Pelo que li no site da Fox sobre o novo regulamento, se eles colocarem letras sequenciais pela ordem de classificação, nós seríamos a letra E.

            Das quartas para frente, já não existe sorteio. Já está tudo chaveado.

            Se for definida esta ordem que citei acima, e se os primeiros da chave confirmarem seu “favoritismo”, a sequência que pegaríamos seria esta…

          • posso estar enganado, mas segundo vários comentaristas e pelo o que eu entendi, essa ‘numeração’ só serve pra definir a ordem de quem decide em casa. O sorteio das oitavas é que vai decidir o chaveamento todo.

            Tipo um lado da chave:

            A x M
            C x J —- os vencedores desse se enfrentam nas quartas

            H x N
            G x P —- outra quartas entre os vencedores

            e a semi será entre os vencedores nas quartas

            ai do outro lado quem for sorteado depois no mesmo esquema

  • Não vejo AINDA, motivo para fritar Borja. Além da tão propalada adaptação, “parece” que por ser tímido, está sendo mais demorado ele se “enturmar” com o elenco. Também “me parece” que tanto Dudu quanto Guedes estão bem mais preocupados em eles próprios fazerem gols do que servir quem está em melhores condições de finalizar. Espero que Cuca corrija isto rapidamente. Avanti VERDÃO!!!

  • Assino em baixo…é muito claro que o Borja é um centroavante letal. Falta somente adaptaçao maior e mais importante ainda falta confiança. Para quem joga qualquer esporte sabe disso, e tenho certeza que em breve o Borja tera a confiança necessaria para fazer muitos gols pelo PALMEIRAS.

  • Vamos ter cuidado com a imprensa e seu apetite por implantar pressão, ansiedade e desconfiança num jogador tão caro.

    Um exemplo de 2 pesos e 2 medidas da imprensa:

    IMPRENSA: Willian em excelente fase, fazendo muitos gols, é o artilheiro do time na temporada…
    REALIDADE: 9 gols em 24 jogos (média = 0,375 gol por jogo)

    IMPRENSA: Borja em má fase, não consegue fazer gols…
    REALIDADE: 6 gols em 16 jogos (média = 0,375 gol por jogo)

    • Obrigado pelos números. Comentei isso também, mas estava no celular e não fui atrás dos números. Mas eu tinha certeza que a média deles era igual ou muito próxima.

  • Cuca tem que tomar como exemplo o Barrios que tem potencial, joga bem, sabe fazer gols e nao encaixou, nao jogou no esquema dele ano passado e veja só o que faz no Gremio, mete gol em todo jogo!! nossa torcida é foda, vejo varios pedindo a cabeça do Borja ja, falando que ele nao faz nada e nao consegue acertar sequer um passe…
    Vamo Porco!!

    • Concordo, até comentei isso em outro post, Barrios no Gremio hoje faz o que se esperava dele aqui, infelizmente não deu liga, agora c/ o Borja não pode acontecer a mesma coisa, tem que descobrir a raiz do problema e resolver logo, que ele é bom tá na cara, mas precisa se adaptar logo também, pois a fase dele tá ruim mesmo, até pisando na bola sozinho ele tá, mas o Cuca vai dar jeito sim…AVANTIII

  • Ele claramente demonstra um certo desconforto, não sei se consigo mesmo ou outra razão, mas nosso camisa 9 ja demostrou que sabe como fazer gol, e sabe se posicionar. Esta faltando aquela dose de confiança, aquele raio verde que faz ele colocar a cabeça ou chuteira no ponto G da redonda pra afundar nossos adversários. Quando essa chave virar ele não vai parar de fazer gol. Jogo passada contra o Tucuman achei ele meio aéreo e/ou off, podemos colocar na conta do susto da torção no joelho. Mas o menino vai deslanchar, Man. City que prepare as Libras que dessa vez não sai barato não…

    • Venderam o Gabriel Jesus a preço muito aquém do que valia, mas pelo que o Paulo Nobre falou, o Gabriel queria sair de todo jeito, pois o Guardiola lavou o cérebro dele a tal ponto de ter preterido o Barcelona.

  • O Palmeiras joga um futebol de muita cadência, temos um meio-campo muito qualificado. O time troca muitos passes na transição entre o meio e o ataque, faz muitas inversões e triangulações. Com esse tipo de esquema, o ideal é jogar com dois atacantes. Um centroavante não se encaixaria nesse sistema, pois o time não joga agudo e ele teria que buscar jogo, se movimentar, jogar como um externo caindo pelas pontas… Essa não é a praia do Borja, ele é um centroavante 9-9 puro. Do tipo que joga centralizado e enfiado no miolo da defesa, fazendo pivôs e finalizando.

    É verdade que ele tem lá os problemas psicológicos dele, excesso de timidez e dificuldade de se enturmar com o time. Talvez, se ele superar essa barreira, melhore de rendimento. Mas eu não acredito que ele alcance o seu ápice no Palmeiras insistindo em jogar como um homem de referência. A solução para o Borja será aprender a ser mais versátil e a jogar sem a bola. Senão, ele será um jogador caseiro, só terá futuro na Colômbia mesmo. O futebol brasileiro é a chance que o Borja tem de aprender o necessário para se adaptar ao futebol europeu, alguém precisa fazê-lo entender isso.

    • Se tivesse no Palmeiras, teria menos gols que o Borja na temporada. O problema não é o Borja ou o Barrios, é o esquema tático do Palmeiras que não dá espaço para centroavantes. Nosso esquema é desenhando para rodar com dois atacantes de movimentação. Se você colocar um cone no time, ele vai ficar moscando. Se o Borja não aprender a jogar como um externo e a se movimentar mais, nunca dará certo.

      • O próprio Gabriel Jesus fez somente 12 gols no Brasileiro 2016. É capaz do Borja com toda essa crítica fazer mais este ano.
        Sem comparações de características é claro.

        • Temos que ter mais paciência com esse time do Palmeiras, esta em fase embrionária ainda, quanto mais amor, carinho e paciência tivermos mais ele evolui.

    • Barrios sempre demonstrou uma visão de jogo muito boa e bom poder de finalização quando tem um certo espaço pra trabalhar. Mais no porco doido esse jeito não era o mais efetivo, e Jesus tava deitando.

  • O problema é que o Borja quer corresponder logo o investimento, mas é perceptível que não se sente à vontade. Temos que apoiar, pois joga com a nossa camisa e é um ativo do clube. Vai fazer dois contra o BAM

  • Vida de centroavante não é fácil. Vivi mais de 20 anos disso no futebol amador. Por isso vou fazer um pouco o papel de advogado do diabo.
    O limite entre o sucesso e o fracasso é uma linha muito tênue chamada GOL.
    Se observarmos o jogo contra o Vasco e tirarmos os 2 gols do Borja, veremos que sua disposição em campo foi até abaixo da disposição no jogo de ontem. No entanto, por ter marcado gol, as matérias estampavam a BOA partida feita pelo colombiano. Já neste jogo contra o Tucumán como não deixou sua marca, tudo está resumido ao fracasso. Ninguém lembra dele dando CARRINHO quase na linha de fundo e desarmando o adversário dentro da nossa área defensiva, ninguém lembra dele PRESSIONANDO a saída do goleiro, ninguém lembra dele SAINDO DA ÁREA caindo pelos lados, ninguém lembra da assistência para o Guerra, ninguém lembra do tapa por cobertura… enfim, tudo se resume a fracasso.
    Não tenho nenhuma dúvida que se o Roger Guedes rola para o meio da pequena área aquela bola em que ele chutou por cima ou se não tivesse sido tão displicente no passe que tentou dar no lance seguinte e o colombiano tivesse feito ao menos 1 gol, neste momento as matérias estariam tratando da EVOLUÇÃO de Borja após a chegada de Cuca. Enfim, a bola não chegou, o gol não saiu e tudo virou fracasso para o colombiano.
    Concordo que também esperava por um caminhão de gols do colombiano, mas também vejo que nossos jogadores de lado precisam caprichar um pouco mais na hora do último passe, na hora de fazer uma assistência. Dudu vêm já a vários jogos sendo um verdadeiro cemitério de contra-ataques. Ontem ele chegou ao cúmulo de entregar a bola no pé do único zagueiro adversário num contra-ataque de 3 contra 1. Roger Guedes foi um leão ontem, jogou muito, mas na hora H, na hora de tirar 10… ele chuta quando é pra passar, passa errado quando é pra chutar, adianta a bola quando está na cara do goleiro. A excessão foi a assistência para o Mina no 1º gol.

    Achei muito interessante o Cuca em sua apresentação dizer que iria dar moral para o Borja e que iria deixar ele em campo nos 90 minutos para que ele ganhasse confiança e não se preocupasse em acelerar as coisas com medo de ser substituído. Deu certo no 1º jogo, 90 minutos e 2 gols. Só não entendi o por que essa confiança foi resumida somente ao 1º jogo e na sequência o técnico passou a fazer o mesmo do treinador anterior, tirá-lo com 15 minutos do 2º tempo.

    Enfim, eu me nego a acreditar que um atacante que fez 39 gols em 50 jogos em 2016, um atacante que foi eleito pela Conmebol o melhor jogador das Américas em 2016 tenha esquecido de jogar futebol em 5 meses. O dinheiro foi gasto. O jogador é patrimônio do clube. Resta agora saber qual será o caminho a seguir: ter retorno técnico ou queimar o jogador.

    FORZA, BORJA! AVANTI PALMEIRAS!

    • no jogo contra o Inter, acredito que nao jogou a partida toda por causa daquela torção no tornozelo

    • Perfeito comentário.

      Sobre o Borja ser substituído: ele sofreu uma leve torção contra o Inter, provavelmente o Cuca está o prevenindo de forçar desnecessariamente, pelo menos até termos um substituto.

  • Na minha opinião o maior problema do Borja não é técnico… É psicológico.
    O rapaz começa o jogo correndo e tals, aí perde um gol que dava pra fazer e desanda de vez. Abaixa a cabeça e erra tudo.
    A atitude dele ontem, por exemplo, depois de sair mostra tudo. O cara não comemora os gols dos colegas de time, não se envolve, não está afim…
    Ele não representa nosso hino. Linha atacante sem raça, sem vontade, sem brio!
    Quando ele mudar a atitude vai voar…

    • Concordo com sua opinião. Com certeza o problema é psicológico.
      Ele perdeu a confiança após as quartas-de-final do Paulista, mais especificamente no jogo contra o Penãrol no Allianz Parque quando perdeu alguns gols e um pênalti.
      Dali pra frente a pressão gerou muita ansiedade no cara.

  • O problema com o Borja eh com ele não estar se sentindo bem com ele mesmo, dá pra ver isso. Quando ele se encontrar em campo e se sentir à vontade como o Conrado disse, ele vai ser artilheiro. Ele tem faro gol, foi um dos principais responsáveis pela conquista da Libertadores ano passado. Eu vou esperar pra ver, ainda acredito no futebol dele.

  • Ele é jogador de área e por enquanto o sistema de jogo não favorece muito ele. Se forem analisar ano passado praticamente todos os gols dele foram de dentro da área. O Cuca pela competência que tem vai achar um posicionamento melhor pra ele. O Borja não é como o Jesus que saía da área, buscava jogo, é uma diferença de estilo de atacante.

  • Borja é muito passivo na disputa pela bola… No ataque, quando recebe de costas não faz esforço algum para brigar.. Quando recebe no meio em direção ao ataque, não tem velocidade. Ontem se percebeu isso nitidamente! Mas temos que dar créditos, alguns atletas realmente sentem no primeiro ano de clube em um país diferente, cultura diferente e novas táticas de jogo. Só gostaria que ao menos ele mostrasse mais empatia com o resto do time…

  • Está muito atrapalhado, pé torto, muito besteirol de adaptação, não é só pelos 6 gols marcados, são pelos 600 perdidos, é pela falta de presença. Michel Bastos nem a metade do terço de gols dele, mas já mostrou para que veio. Não espero 03 gols por jogo. Quero muito que Borja cale minha boca, mais muito mesmo, mas para mim esse ano já era para ele. Não espero mais nada dele NESSE ANO, a não ser bola atrapalhando na perna, chute para fora, dribles para cima (em direção) do zagueiro e esquecendo a bola no meio do caminho. Quem sabe não sou surpreendido!!! Infelizmente minha opinião e expectativa. =)

  • Não seria o Borja um caso estilo Wesley?

    Aquele jogador que encaixou em um único elenco na vida, e nunca mais vai conseguir fazer nada certo na vida inteirinha?

    Estou começando a achar que sim. Apesar que o Wesley conseguia ser pior ainda por ser um preguiçoso o que potencializava sua ruindade.

  • não está acertando , mas vai se acertar , pois ninguem esquece as atividades corriqueiras de repente , no caso dele jogar futebol !!! vamos que vamos PALMEIRAS !!!!!!

  • Torço pelo Borja. Acredito que ele se encontrará muito em breve com os gols. Ninguém desaprende a jogar. Se o sistema não está ajudando, é questão de tempo para ele se adaptar.

  • Acho q o Borja ainda vai desencantar ele é muito jovem e parece q ta sentindo a pressão, ser protagonista no Palmeiras é bem mais difícil do q no Atlético Nacional, temos q ter paciência com ele, acho q é uma fase q ele esta passando ninguém desaprende a jogar futebol ele é craque e vai nos dar muitas alegrias ainda

  • Se Dudu e Guedes jogassem mais em função do Borja, e menos querendo fazer gol e ser “o cara” do fantasy game, Borja taria com 10 gols fácil fácil…

  • Confesso que participei do processo de fritura de vários jogadores. O último foi o próprio Barrios, que está arrebentando no Grêmio. Sendo assim, penso que temos que ter muita paciência com o Borja, caso contrário, o risco de perder mais um grande jogador para algum rival é enorme!!! Também penso que o mestre Cuca tem moldar um esquema que proporcione mais chances para o colombiano, pois sabemos que ele é letal!

    • Barrios ganhava 800 mil, não corria, não dominava uma bola, não fazia gol, vivia no dm ou na porcaria da seleção paraguaia. Você tinha razão. Talvez no time peladeiro do Grêmio ele possa ficar estático lá a frente e isso ajuda ele, mas Borja é bem melhor.

  • A torcida pode ficar decepcionada com o Borja, mas o clube não. Ele jogou como jogador de área e ganhou Libertadores como jogador de área. Ele joga de um jeito e o Palmeiras quer utilizar de outro. Então tem que esperar ele se adaptar mesmo. Ou liberar ele gratuitamente para um clube que sabe como utiliza-lo, e ver ele metendo 3 gols por jogo…

  • O Palmeiras é muito grande para jogar em função de um jogador. Se tivéssemos jogadores tecnicamente fracos e ele fosse o melhor, vá lá. Mas não é o caso.

    O futebol jogado hoje é completamente diferente de tempos atrás. Jogadores precisam entender e realizar as mais diversas funções em uma mesma partida de futebol.

    Não dá mais para ter jogadores que sabem jogar apenas de uma forma. Uma visão ultrapassada do que é o futebol atual.

    Vejam o caso do Gabigol na Itália, anos luz atrás do Gabriel Jesus e alguns diziam que ele era melhor que o Gabril Jesus

    Não cobro o Borja em fazer gols, pois esta obrigação é de todos. O que eu, particularmente, cobro é a participação e empenho nos jogos, no preenchimento de espaços quando não se está com a bola.

    Se o Borja entender isso, será um grande jogador aqui no Brasil, na Argentina, na Itália e em todos os países onde for jogar…

    • Penso exatamente isso! Em 2013…14…isso seria aceitável! Com nosso atual elenco não tem pq montar esquema para um jogador, até pq os gols estão saindo…

    • Concordo em partes cara…se você joga bola deve saber que existem FASES…tem época que você acorda com o c. virado pra lua todo dia de jogo…e tem época que a p. da bola bate na trave no goleiro e não entra…o Gabigol além do esquema que jogava era fase…com o Borja é a mesma coisa (salvo as proporçoes de qualidade dos 2)…e pra fase ficar RUIM é MUITO fácil, basta uma pressão psicológica + milhões de cornetas soando e assobiando quando o cara pega na bola…

      • Renan, é claro que todos estes fatores influenciam no desempenho de qualquer jogador. Mas como eu disse anteriormente, eu não estou falando sobre fazer gols, isto ocorrerá naturalmente.

        O Borja jogou apenas dois jogos com o Cuca e não jogou mal na minha visão. Gols ele sabe fazer, e continuará a fazê-los.

        O que cobro dos jogadores é a visão tática que eles deveriam ter. Não basta apenas fazer gols, é necessário desempenhar todas as funções que o técnico pede em campo.

        Esta pressão que colocamos em nossos jogadores prejudica, e muito, o Palmeiras. Deixando nossos atletas intranquilos para fazer o seu trabalho.

        Gabriel Jesus perdeu muitos gols no Palmeiras no campeonato Brasileiro do ano passado, e muitos de nós criticamos, e muitos de nós não enxergávamos da importância tática que ele tinha naquele time, só queríamos saber se ele fez gol ou não…

    • Acho que não é questão de montar um esquema ‘em função’ do jogador e sim adaptar um pouco o esquema pra utilizar melhor as características dele. Ele tem muita explosão e vai muito bem recebendo bolas na corrida por trás da zaga, é como ele se sente mais à vontade e confiante, portanto os companheiros, mais notadamente o Dudu e o Guedes, que parecem fazer questão de NUNCA dar um passe desses pra ele, deveriam tentar facilitar mais a vida do cara.

      Não precisa ficar o jogo inteiro tentando lançar bola desse jeito pra ele, mas ao menos umas 2 ou 3 dessas por tempo de jogo definitivamente uma ele ganharia do zagueiro e guardaria…

      • Rafael, eu não consegui ver má vontade dos jogadores em relação ao Borja.

        No jogo de quarta, as oportunidades para ele foram poucas. Mas na minha visão não foi porque os jogadores não quiseram passar a bola para ele.

        O fato é que, o único centro avante que temos no elenco é ele e devemos apoiá-lo…

        • Não sei se tem “má vontade”, mas com certeza tem pelo menos ‘Falta de BOA Vontade’!!

          Nesse jogo específico não sei quantas vezes, mas se você tiver a oportunidade de rever qualquer VT do Palmeiras esse ano verá que várias vezes ele pega o impulso de uma corrida pra receber na frente e os caras em vez de fazer o passe prende a bola, dá uma penteada a mais, vira pro outro lado, desperdiçando o timing da corrida, tem umas que ele começa a tomar a impulsão e vê os caras enrolando que chega ele fica louco na hora…

  • Teu texto está perfeito Conrado, concordo com 99% mas isso:
    “Quando um jogador é fraco tecnicamente e não tem condições de vestir a camisa do Palmeiras, a vaia se justifica. Mais ainda, quando o jogador não se esforça e parece estar em campo nos fazendo um favor. O colombiano não parece ser nenhum dos dois casos.”
    É o 1% q está na cabeça de todos os Palmeirenses. Será q ele não é fraco tecnicamente e fez 3 jogos milagrosos pelo Atlético Nacional (q tem dias em décadas q eu jogando faço tb) e depois das atitudes, principalmente na agressão do Prass, parece que ele não quer se envolver?

    • salvo engano essa historinha de agressao ao prass foi uma piada que fizeram pois numa foto haviam 4 uruguaios em volta do prass, mas estavam simplesmente segurando ele e apartando….o prass apanhou fora dali…nao fazia sentido o borja partir pra cima naquele momento

    • Meu amigo, sério que você não conseguiu ainda identificar que tecnicamente o cara é bom??

      Mesmo não fazendo grandes partidas no geral ele já mostrou, que pro oficio dele ele manja e muito. Só ver o desespero que ele causa na defesa adversária. Sem contar nos gols que ele já guardou, que notadamente é de quem entende e tem instinto matador. A questão é meramente psicológica mesmo, ele tem se cobrado demais e isso vem atrapalhando ele pra baralho. Quando ele desencanar de ‘tentar justificar o investimento e a recepção’, conquistar os companheiros pra que sejam mais parceiros com ele, e se focar apenas em mandar bola pra rede, vai deslanchar.

  • Concordo com o post. Muito importante o apoio da torcida ao jogador. Se fosse um Ricardo Bueno da vida, poderíamos descer a lenha, porque sabemos que de lá não sai nada. Mas o Borja nós sabemos que tem um grande potencial, e que ainda pode nos ajudar muito. Portanto é importantíssimo darmos esse tempo a ele. Bem como a comissão técnica tem que tentar arrumar um esquema que possa extrair o melhor que o jogador tem a oferecer.
    Podemos lembrar também do Barrios, que foi criticado por muitos torcedores no ano passado. Realmente, em 2016 ele não jogou bem, se machucou muito e não teve sequencia. Mas foi importante em 2015 na conquista da copa do Brasil, fazendo excelentes partidas. E agora no gremio, sem as lesões e tendo sequencia de jogos, está mostrando o bom jogador que ele é.
    Portanto, não vamos queimar um bom jogador, temos que apoia-lo, pois bola ele tem, e vontade ele tem demonstrado muita.

  • Meu DESPREZO total aos Nutelas e os velhos e conhecidos corneteiros / amendoim que vão para o estádio hostilizar e xingar jogadores ao longo da partida, quando o passe que eles gostariam que fosse feito ou o gol, como num PLAYSTATION, não é concretizado. Façam um favor, fiquem em casa comendo o presunto fresquinho e toda a sorte de mimos que lhe são oferecidos.
    No Allianz o apoio é incondicional, aplauso para acertos e erros. Joguem a favor e não contra o time da casa… Já deveriam ter aprendido isso.
    Vocês merecem o desespero de um time série B, de um atacante chamado Adriano “Michael Jackson” e tantos outros perebas que vestiram nosso manto ao longo da era negra que continua a nos assombrar.
    Por favor, apoiem e incentivem TODOS os jogadores INCONDICIONALMENTE em 2017. No FIM da temporada passamos a régua.

  • Trabalho pra Mattos e cia… A insatisfação dele não pode sobrepor uma imagem de egocentrismo tal que minimize os resultados da equipe dentro de campo… Por exemplo, o Mauro Naves citou o comportamento do Borja no gol do William Bigode (frio, não esboçou nenhuma reação, diferente de seu colegas de banco)… Não é nada demais, porém nessas horas, cada detalhe pode fazer a diferenças na relação torcida-atleta… Pode ficar insatisfeito de sair, mas não pode demonstrar que seu sucesso pessoal ê enormemente maior que o sucesso da equipe… No gol, era hora de deixar-se contagiar pela alegria dos colegas, por um momento vibrar, jogar pra torcida, demostrar respeito com a camisa e aceitar que foi o melhor para todos, naquele momento, a sua saída. A torcida absorve, inconscientemente ou não, essas atitudes, ainda mais quando citadas por jornalistas… Queremos atletas com gana de serem titulares, serem melhores, etc, desde que isso não demonstre desprezo com o time e torcida falta de humildade ou qualquer coisa do tipo… Queremos linha atacante de raça, por nosso alviverde inteiro, ostentando a sua fibra.

  • Ele é MUITO fera. Concordo 1,000% q é hora de adaptar, momentaneamente, o time a ele; até ele responder e ganhar condição de ampliar o próprio repertório. O próprio Barrios agora exemplifica importância do esquema q lhe facilite.
    #ForzaBorja
    #JuízoTorcida

  • A imensa maioria dos gringos humanos (Mina é um andróide) precisa de tempo para se adaptar aqui – não apenas culturalmente, mas com a velocidade do nosso futebol que beira a insanidade comparada a outros países da América Latina.

    Foi assim com Barrios, Nico Lopez, Valdivia, Gatito Fernandez, Allione, Mancuello e tantos outros que começam irregulares e depois de 12 meses passam a entender o futebol brasileiro e jogar muito melhor.

    O Borja fez 3 jogos com o Cuca e marcou 2 gols, por muito pouco não fez o 3o contra o Inter. Vai se adaptar aos poucos e aprender que às vezes se joga também pra torcida.

    Força, Miguelito!

    • O Mina se adaptou muito rapido mesmo! Mas se voce ver os primeiros jogos dele não foram tão bons como os do final do ano e os desse ano, ou seja, mesmo um jogador excepcional como o Mina precisou de um tempo mesmo que pequeno para apresentar o melhor futebol. Não acho que o Borja seja craque por isso tende a demorar mais tempo para adaptar mas ele tem muito potencial e grande possibilidade de arrebentar por aqui

  • Borja merece nosso apoio e nossa confiança! Ele não tá embirrado pelas substituições, parece que está triste consigo mesmo por não conseguir estar entregando o que ele sabe. Mas ele tem que ter calma. No jogo que a bola foi em função dele, ele meteu dois. O Cuca é um craque com a prancheta, tenho certeza que já deve estar pensando na possibilidade de fazê-lo render melhor. Eu gostaria de sugerir Willian e Borja juntos, pois ambos se completam no ataque e funcionam bem demais, até porque o Roger Guedes não tá jogando o que sabe também. E sábado é contra o inimigo, e sabemos que esse adversário em questão tem o dom de fazer nossos jogadores render melhor do que vinham rendendo.

  • Que pasa miguelito é coisa dos Los Três Amigos…. e não costumava terminar bem pro miguelito eheheheheheh

  • Na moral….. mesmo não fazendo gols, vejo o Borja muito útil no ataque!!! Dá pra ver claramente que ele ainda não se encaixou no esquema do time…. mas daí pra falar q ele não presta…. pelo amor né!!!

  • O Borja e o Guerra não pressionavam a defesa como o Cuca gosta de fazer. O GJ cansou de tomar bolas na frente e criar oportunidades a partir disso. É uma característica importante que o Borja não tem. Mas faz parte! Acho que o Cuca tá percebendo isso e logo vai ajustar. Mas o Borja também precisa ajudar um pouco, estar mais concentrado na partida. O William, por exemplo, é 100% focado no jogo. E isso faz diferença pra um cara que não tem tanta técnica, como o Borja. Uma hora a bola vai ter que entrar.

  • Até a primeira partida das oitavas o Borja vai estar voando! Aliás, o sorteio é dia 14/06 mesmo? (Torço pra não pegarmos o AtlPR, pois no ano passado não ganhamos da PP do EB).

  • A gente precisa dar mais valor pro jogo do cara como um todo, ele se esforçou demais, fez jogadas com o Guedes, finalizou relativamente bem (passou perto do ângulo uma bola dele), o cara deu até carrinho na zaga pra ajudar quando o Mina se enrolou!

    Eu concordo que atacante tem que fazer gol, mas menosprezar o resto que ele faz em campo não vai ajudar a ele fazer mais gols.

    Falta paciência sim, mas falta uma visão maior do que só quantos gols o cara faz.

    • Até porque, ele está apenas 3 gols atrás do Bigode no ano. Em menos partidas. Ele não está tão mal assim, o problema é a expectativa que a torcida criou em cima dele, que ele chegaria pra suprir a saída do Jesus e ainda faria 40 gols no ano.

      • Isso aí.. e toda vez que o Palmeiras gasta dinheiro com um jogador, a torcida exerce uma pressão absurda e negativa!

        Impressionante, é só pagarem caro que torcedor acha que o cara vai chegar no primeiro jogo e fazer 5 gols.. Temos que ter mais paciência.. alguém usou o exemplo do Guerra e é perfeito esse exemplo, o cara hoje tá jogando muito!

        • Fui eu tmb. Falando que povo já esqueceu da falha contra o GAM. Assim como o VH em 2015. Quem via ele no final do ano esquecia da falha contra o GAM também.

  • O problema do Borja é a falta de confiança. É um jogador muito retraído e tímido mesmo. A gente vê que ele não desgruda do Guerra e do Mina nos treinamentos, está pouco à vontade, e ainda jogando mal, a confiança vai lá embaixo. Ele já teve experiências desse tipo em outros lugares e não rendeu. Conheço gente tímida que já passou por essa mesma situação no futebol. Mas o Cuca é especialista em levantar a moral de jogadores. Vai ter que ter um trabalho especial com o Borja.

    • O Allione é um caso muito parecido, também era muito tímido, e depois que o Gareca saiu ele teve dificuldade em se adaptar.

  • Nao se pode deixar de considerar que o esquema do Cuca – que é esquema vencedor – nao privilegiava os centroavantes fixos: Barrios, Alecsandro e até o Leandro Pereira ( em menor grau ). Agora….o Borja tem que usar a inteligência também e não ficar dando piti porque só traz mais lenha pra fogueira. Treina quieto e amarga o banco. Cuca poderia coloca-lo com o jogo resolvido nessa “adaptação”

  • ah amigo, pedir paciencia para a torcida do palmeiras nao é facil… EB que o diga. eu acredito que o cara vai melhorar ao longo do ano, mas vai ter que conviver com a torcida sim. esse é um cara que nao tem perfil de crescer com criticas, mas sim minguar. o grupo precisa apoiar, e o cuca achar um jeito que ele se encaixe melhor. senao vai ser fritado, infelizmente

    • Como você pode achar normal essa impaciência e que o maior investimento da história do Palmeiras será fritado? Palmeirense precisa ser estudado mesmo

      • nao acho nem um pouco normal… com o EB foi a mesma coisa. claro que acabou sendo bom para nos ele sair, mas imagina se o cuca se negasse? imagina como estaria a situacao? estou preocupado com o poder que a nossa torcida tem de causar no proprio ambiente…e pior que a imprensa explora isso, hj na hora do almoço vendo TV o assunto nao era nossa classificação, mas sim o mau humor do borja…

  • Fica evidente que o problema é a adaptação do jogador ao esquema e forma de jogar… Barrios está voando num time que joga pra ele.

    • Só não concordo em dizer q o gremio tá jogando pro Barrios, por isso ele tá rendendo. Na verdade, ele ta jogando na posição q ele melhor se adapta, por isso tá voando. Qdo acontecer isso com o Borja, ele vai arrebentar como fez ano passado.

  • Boa, Conrado. Vamos ter paciência. Sempre acreditei no potencial do Barrios e a experiência dele no Grêmio está mostrando que eu estava certo. Falta paciência aos palmeirenses. E talvez falte um dedinho de boa vontade dos técnicos para ceder. Ninguém duvida que o Borja sabe fazer gol, e ele já mostrou isso até no Palmeiras, com 5 gols de centroavante com a bola rolando. Precisamos encontrar um jeito de jogar que o favoreça. Dito isso, me preocupa a personalidade dele: muito tímido, o que dificulta a integração. Nas redes sociais só o vemos interagindo com os ex-colegas Mina e Guerra, naturalmente próximos pelo idioma. Nas entrevistas, nem arrisca um portunhol. Assim fica difícil de se integrar e adaptar. O Palmeiras deveria oferecer (se não oferece) aulas de português para os estrangeiros do time e também um apoio psicológico profissional. E já que ele é tão religioso, será que o Zé Roberto não quer levá-lo pra igreja dele, pra ele conhecer uns amigos novos e se soltar um pouco? Apenas algumas ideias. Mas o cara é craque e tenho certeza de que vale a pena ter paciência para trabalhá-lo.

  • Apoio totalmente o Borja!
    Só sinto angústia de ver a cara dele sem expressão alguma durante os jogos.

    • Hauauhauha, isso é engraçado de ouvir, pq o Jesus tem uma cara de choro eterna mas a gente se acostumou. Hoje a gente até gosta. Vamos ser pacientes galera, acabamos de ganhar 3 títulos nacionais em 5 anos. Não vamos ganhar tudo, se começarmos a aceitar isso, já é meio caminho andado para caminhar com tranquilidade.

  • Penso exatamente assim. Se a gente quer extrair o potencial do Borja AGORA, o time tem que jogar um pouco mais em função dele.

    Dá para notar claramente que ele está se esforçando, mas ainda não se sente a vontade preenchendo mais áreas do campo. Fica mais evidente ainda quando entra o William e consegue fazer isso com naturalidade.

  • Eu vejo o Borja como o símbolo desse Palmeiras 2017. Muito investimento, muita pressão, muita cobrança (com razão), e pouca paciência. Não podemos esquecer que o Borja é um CRAQUE de bola, e a temporada é longa. Paciência é a chave pra esse time e pra ele. Tenho certeza que no fim do ano Borja será o artilheiro do Palmeiras na temporada e justificará todo o investimento.

    • Povo vê o Guerra voando e esquece a falha dele contra o GAM pelo Paulista. É sim uma questão de paciência e tempo. Também acho que o Borja será o artilheiro do ano. Ele está apenas 3 gols atrás do Bigode, vale lembrar!

    • Acabei de comentar sobre a necessidade da paciência para nós, torcedores. Perfeito seu comentário.