Rafael Navarro desencanta e marca 2 gols na estreia do Palmeiras na Libertadores

Rafael Navarro comemora seu primeiro gol pelo Palmeiras contra o Deportivo Táchira, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Estádio Pueblo Nuevo.
Cesar Greco

Substituto de Gabriel Veron na partida, Rafael Navarro fez seus primeiros gols com a camisa palmeirense

Atual bicampeão, o Palmeiras estreou na Fase de Grupos da Libertadores de 2022 como terminou a edição passada: vencendo. A equipe visitou o Deportivo Táchira na noite desta quarta-feira e goleou o adversário por 4 a 0.

Além dos três pontos, a vitória sobre o Táchira foi especial para Rafael Navarro por outro motivo: ele balançou as redes adversárias pela primeira vez com a camisa do Palmeiras. O atacante começou a partida no banco de reservas e entrou no intervalo, no lugar de Gabriel Veron, e anotou o terceiro e o quarto gols do Verdão no duelo – Veiga e Dudu, na etapa inicial, também marcaram.

Contratado para esta temporada após ter sido o destaque do Botafogo na Série B, o camisa 29 vinha sofrendo pressão da torcida pela falta de gols. Até o jogo na Venezuela, eram 12 partidas em branco e um pênalti desperdiçado. Apesar disso, o atacante seguia com a confiança de Abel Ferreira que, em duas oportunidades, pediu para que os palmeirenses tivessem calma com ele.

“O Navarro é um jogador que eu, particularmente, confio. É um jovem com muito potencial. É preciso ter paciência”, disse o treinador em entrevista coletiva no mês passado.

Rafael Navarro é elogiado por Veiga

Ao final do jogo, em entrevista concedida ainda no gramado do Pueblo Nuevo, o meia Raphael Veiga, eleito pela Conmebol o melhor jogador da partida, felicitou Rafael Navarro ao falar sobre a goleada palmeirense.

Rafael Navarro comemora seu segundo gol pelo Palmeiras contra o Deportivo Táchira, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Estádio Pueblo Nuevo.
Cesar Greco

“Somos os atuais bicampeões e fizemos um jogo à altura disso. Fico feliz por isso e também pelo Navarro, que marcou dois gols hoje”, disse o camisa 23.

Com Rony fora por lesão, Rafael Navarro tem chances de engatar uma sequência na equipe após desencantar; o atacante briga por uma vaga com Gabriel Veron. No próximo sábado, às 21h, o Palmeiras recebe o Ceará em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Abel pede paciência com Navarro e cobra mais ação após casos de violência no futebol

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Guarani, durante partida válida pela décima rodada do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Abel concedeu entrevista coletiva após a vitória do Palmeiras por 2 a 0 sobre o Guarani

O Palmeiras recebeu o Guarani na tarde deste domingo, pelo Campeonato Paulista, e venceu o adversário por 2 a 0Gustavo Scarpa e Wesley marcaram os gols palmeirenses.

O técnico Abel Ferreira escalou um time alternativo para o duelo e novamente apostou em Rafael Navarro para ser o comandante de ataque. O camisa 29 ainda não foi às redes com a camisa do Verdão, mas mostrou bom desempenho contra o Guarani e o treinador pediu paciência com o atacante.

“O Navarro é um jogador que eu, particularmente, confio. É um jovem com muito potencial, fez um grande jogo, apoiou, faltou um pouco de sorte nas oportunidades de fazer gol, mas sabe que acreditamos nele”, disse em entrevista coletiva ao final do jogo.

“É preciso ter paciência. Tenho três exemplos para dar para termos paciência: o Raphael Veiga está em grande forma há dois anos, mas o clube o contratou há cinco anos; o Rony é a mesma coisa. Quando cheguei, não tinham paciência com ele. Peço isso aos torcedores. Que deem confiança aos nossos jogadores, como eu dou; e tem o Weverton, que foi contratado, ficou fora, teve que esperar para nos dar a alegria que nos deu. Estamos contentes com todo o trabalho da equipe, do Navarro, mas não estamos satisfeitos. Queremos mais, queremos melhor”, completou.

Com a vitória sobre a equipe de Campinas, o Palmeiras chegou a 20 pontos no Paulistão e está próximo de confirmar a classificação à próxima fase. O Verdão tem a melhor defesa da competição – sofreu apenas um gol em oito jogos – e para Abel, o bom momento defensivo tem a ver com o desempenho ofensivo.

“Nossa defesa é consequência da forma que atacamos. Se finalizo mais de 20 vezes, ofereço pouca oportunidade do adversário nos atacar. E quando não finalizamos a jogada, nossos jogadores têm tido um comportamento de pressionar o mais rápido possível o adversário”, declarou.

Abel desabafa após casos de violência no futebol

Abel Ferreira em jogo do Palmeiras contra o Guarani, durante partida válida pela décima rodada do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Na parte final da entrevista coletiva, o treinador falou sobre os recentes casos de violência que aconteceram no Brasil e no México, e cobrou mais ação dos órgãos públicos e dos que cuidam do futebol.

“Coisas muito graves estão acontecendo, sobretudo no futebol sul-americano. Os organismos, sejam os do futebol, sejam os fora do futebol, têm que assumir, dar as caras, exercer os cargos que têm. Quando eu não ganho, pedem responsabilidades. Isso é o que espero que cada pessoa em seu cargo faça, assuma responsabilidades. Pelo bem do futebol brasileiro. De todos nós. Que se junte a CBF, quem organiza estaduais, o Ministério Público, e que se tomem medidas. Na Europa, acabou-se com o hooliganismo, que era feito na Inglaterra”, iniciou.

“É preciso ação. Palavras, o vento leva. Isso me preocupa muito. A segurança me preocupa muito. Quando entrei aqui e vi as imagens no México, me disseram que se passa a mesma coisa no Brasil. Vou ter que pensar muito bem no que quero para minha família, para mim e meus jogadores. No futebol não vale tudo. A vida tem valor. Se vemos isso e não fazemos nada, alguma coisa vai mal. Temos que passar à ação. Estamos à espera de quê?”, finalizou.

Abel aponta fatores que atrapalharam o jogo do Palmeiras e pede paciência com Navarro

Abel aponta fatores que atrapalharam o jogo do Palmeiras e pede paciência com Navarro.
Reprodução

Após empate em 0 a 0 com a Inter de Limeira, Abel falou sobre os últimos acontecimentos no futebol brasileiro e desconversou sobre presença de Gómez na final

O Palmeiras empatou em 0 a 0 com a Inter de Limeira, na tarde deste domingo, e segue invicto no Campeonato Paulista. Para o duelo, o técnico Abel Ferreira optou por colocar em campo a equipe reserva, já que o Verdão terá uma decisão na quarta-feira, e explicou a formação inicial com Deyverson e Navarro no comando de ataque.

“Tivemos jogo três dias atrás e não há outra forma de sermos competitivos e intensos a não ser rodar a equipe. O futebol brasileiro tem muitos jogos seguidos e tivemos lesões por conta disso. Dentro dos jogadores que eu tinha disponíveis, essa foi a escolha que fiz, deixar o Deyverson de centroavante mais fixo e o Navarro um pouco mais atrás, algo fora da posição dele, mas também para dar minutos a ele”, disse o treinador, que em seguida saiu em defesa do camisa 29.

“Nós acreditamos no Navarro, ainda tem 21 anos. Tenho paciência, assim como tivemos com muitos outros. É importante dar tempo. Ele tem qualidade, potencial e eu confio. Sabemos que a camisa de centroavante do Palmeiras pesa muito, mas vamos torná-la mais leve”, complementou o treinador sobre Navarro, que chegou ao Palmeiras na atual temporada após ser um dos destaques da Série B, pelo Botafogo.

Ao analisar a partida, Abel apontou alguns fatores que prejudicaram o desempenho do time no estádio Major Levy Sobrinho.

“Foi uma soma de fatores (falta de entrosamento, forte calor e o gramado). Jogar às 16h com a temperatura em 35ºC é muito duro. O gramado estava muito alto e isso deixa o jogo lento. Mas, sim, faltou um pouco mais de calma e fluidez de jogo. Não foi um jogo de muitas oportunidades. [Sobre a falta de entrosamento] é só com jogo que vamos melhorar, dos 27 atletas do elenco, apenas o Vinicius Silvestre ainda não foi utilizado. Sabemos que podemos fazer melhor, mas as condições hoje estavam muito difíceis”, declarou.

Questionado se Gustavo Gómez voltará para o jogo decisivo contra o Athletico-PR, pela Recopa, Abel desconversou e reforçou a confiança em todos os jogadores.

“Ainda temos que ver [se Gómez jogará]. Por norma, eu não coloco em campo [de titular] jogadores que estão voltando de lesão. Temos 27 jogadores no elenco e confio em todos. Kuscevic e Murilo tiveram que jogar o primeiro jogo e não teve problema nenhum. Se fosse preciso colocar o Renan, ele jogaria também. Vamos ver quem estará disponível para quarta-feira”, disse.

Abel faz reflexão sobre o futebol brasileiro

No fim da entrevista coletiva, o treinador comentou e fez uma reflexão sobre os episódios que aconteceram com Grêmio e Bahia, que tiveram seus ônibus apedrejados, e com o Paraná Clube, que viu seus próprios torcedores invadirem o gramado para agredirem os jogadores.

“O que está acontecendo na Europa [conflito entre Rússia e Ucrânia] e o que está acontecendo no Brasil [casos de Bahia, Grêmio e Paraná] me preocupa muito. As entidades competentes têm que dar um passo à frente para que todos na sociedade entendam o que é infringir as leis. Precisa ter uma punição. Não adianta ter os cargos e não fazer a liderança dos cargos que têm. Olho futebol como entretenimento e com muito respeito. E quando o limite do respeito é ultrapassado, vimos coisas que não são agradáveis para ninguém. É uma reflexão que todos nós precisamos fazer. Precisamos de paz, isso é um valor que está muito em falta”, finalizou Abel.

Rafael Navarro é o 3º reforço do Palmeiras para 2022

Principal destaque do Botafogo na temporada 2021, Rafael Navarro assinou com o Verdão até o fim de 2026.
Klaudia Kalinin

Aos 21 anos, Rafael Navarro estava no Botafogo e foi um dos principais jogadores da equipe campeã da Série B

O atacante Rafael Navarro, de 21 anos, é mais um reforço para a temporada de 2022 do Palmeiras. Nesta terça-feira, o clube usou as redes sociais para anunciar a contratação do jogador, que assinou um contrato de 5 anos (até o fim de 2026).

“Estou muito grato a Deus, à minha família e ao Palmeiras por abrir as portas para mim. A minha temporada de 2021 foi maravilhosa, foi um ano mágico e agradeço também ao Botafogo por ter acreditado no meu trabalho. Quando recebi a proposta, foi uma felicidade enorme, afinal é o Maior Campeão do Brasil. Estou muito feliz e espero corresponder à altura”, disse Navarro ao site oficial.

Aos 21 anos, Navarro estava no Botafogo, time no qual o atacante jogou seus últimos anos de categoria de base antes de subir ao profissional – o atleta jogou também nas bases de Fluminense e Atlético-GO. Ele chega ao Verdão sem custos, já que seu contrato com o time carioca se encerra no final deste ano.

Rafael Navarro foi um dos melhores jogadores da última Série B

Rafael Navarro é o 3º reforço do Palmeiras para 2022.
Klaudia Kalinin

Navarro subiu à equipe principal do Botafogo em 2020 e seu primeiro gol no time profissional foi em um confronto contra o Palmeiras, no Allianz Parque. Entretanto, foi na temporada 2021 que o atacante se firmou.

Após um Campeonato Carioca discreto, no qual marcou um gol e deu uma assistência em 11 jogos, o jogador se destacou no Campeonato Brasileiro da Série B e foi um dos principais nomes do acesso do Botafogo à Série A.

O atacante participou de 37 jogos e foi o líder da equipe em gols e assistências, com 15 bolas na rede e 9 passes para gol. Além disso, de acordo com o aplicativo de estatísticas SofaScore, Navarro foi o centroavante da Série B que mais chances criou (9), mais dribles acertou (30) e mais duelos venceu (222). Ao todo, na temporada, disputou 48 jogos e marcou 16 gols.

Rafael Navarro é a terceira contratação do Palmeiras para 2022. Antes dele, foram anunciados o meio-campista Eduard Atuesta e o goleiro Marcelo Lomba.