Raphael Veiga se diz tranquilo após pênalti desperdiçado: “uma hora ia acontecer”

Raphael Veiga do Palmeiras em disputa com Jhojan Julio do Santos, durante partida válida pela oitava rodada do Brasileirão 2022, na Vila Belmiro.
Cesar Greco

Contra o Santos, na Vila Belmiro, Raphael Veiga acabou acertando a trave de João Paulo

Pela primeira vez em toda sua trajetória no Palmeiras, o meia Raphael Veiga desperdiçou uma cobrança de pênalti. No domingo, contra o Santos, o camisa 23 encerrou sua sequência de 24 acertos ao mandar a bola na trave direita de João Paulo.

Depois do jogo, que terminou com vitória palmeirense por 1 a 0, Veiga concedeu entrevista coletiva e falou sobre o ocorrido. O jogador lamentou ter perdido a penalidade máxima, mas se diz tranquilo e que continuará sendo o cobrador oficial do time.

“Muitos brincavam, falavam sobre essa sequência que eu tinha. Goleiro nenhum ainda pegou meu pênalti, hoje [domingo] a bola foi na trave (risos), mas brincadeira à parte, uma hora ia acontecer. Sempre fui tranquilo com a pressão, nem quando eu converti os 24 pênaltis anteriores eu me achava o melhor, e agora eu não me acho o pior. Acontece. Vou continuar batendo, treinando. É assumir risco. O importante é seguir tentando”, disse o jogador.

“Tenho uma questão na minha vida que o importante não é o que acontece, mas sim o que eu faço com aquilo que acontece comigo. Perdi, passou, não adianta lamentar. O principal é sempre a próxima jogada. Nem sempre vou fazer gol ou acertar pênalti. Mas o importante é eu estar bem e fazer exatamente aquilo que treinei. Sigo com minhas convicções e a consciência tranquila”, complementou.

O pênalti desperdiçado de Raphael Veiga acabou não prejudicando o Verdão no resultado final, já que, aos 35 minutos da etapa complementar, Gustavo Gómez anotou o tento do triunfo palmeirense. Com a vitória, o Palmeiras alcançou a liderança do Campeonato Brasileiro, com 15 pontos.

Raphael Veiga destaca aspecto mental do Palmeiras

Além de falar sobre o pênalti, Veiga comentou também a força mental do Palmeiras na partida, assim como fez Gustavo Gómez, em entrevista ainda no gramado da Vila Belmiro.

“Muitas pessoas analisam a gente por aquilo que produzimos em campo, mas o que mais evoluímos nesse período [com o Abel] foi a parte mental. Já passamos por várias situações difíceis, muitos acharam que não levaríamos a melhor em partidas complicadas. Tudo isso fez a gente criar maturidade. Isso é muito importante no futebol porque é a cabeça que controla o corpo”, finalizou.

Com o camisa 23 à disposição, o Palmeiras volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Atlético-MG, segundo colocado da tabela com o mesmo número de pontos do Verdão. O jogo acontece no Allianz Parque, às 16h.

Gustavo Gómez enaltece a força mental do Palmeiras em vitória na Vila Belmiro

Gustavo Gómez do Palmeiras em disputa com Lucas Pires do Santos, durante partida válida pela oitava rodada do Brasileirão 2022, na Vila Belmiro.
Cesar Greco

Com gol de Gustavo Gómez, o Palmeiras venceu o Santos por 1 a 0 no Campeonato Brasileiro

O Palmeiras venceu sua terceira partida seguida no Campeonato Brasileiro. Com gol de Gustavo Gómez, aos 35 minutos do segundo tempo, o Verdão bateu o Santos por 1 a 0, em jogo disputado na Vila Belmiro.

Ao final da partida, o capitão palmeirense concedeu entrevista coletiva e analisou o confronto. Para o camisa 15, a parte mental da equipe foi fundamental para a vitória fora de casa.

“O primeiro tempo foi equilibrado, eles conseguiram chegar até o nosso gol, mas conseguimos controlar o jogo. No segundo tempo, a força mental do nosso time prevaleceu. Foi um jogo muito difícil, mas o mais importante foi conquistado que eram os três pontos”, disse Gustavo Gómez.

Com a vitória, o Verdão se mantém na parte de cima da tabela do Brasileirão, com 15 pontos. O próximo jogo será diante do Atlético-MG, domingo que vem, no Allianz Parque. Artilheiro no duelo contra o Santos, Gómez desfalcará a equipe contra os mineiros por conta de sua convocação pela seleção paraguaia.

Gustavo Gómez chega a 20 gols pelo Palmeiras

Gustavo Gómez comemora seu gol pelo Palmeiras contra o Santos, durante partida válida pela oitava rodada do Brasileirão 2022, na Vila Belmiro.
Cesar Greco

Na lista dos zagueiros que mais marcaram pela camisa palmeirense, Gustavo Gómez se isolou na quinta posição.

Neste ranking, o atual capitão chegou a 20 gols e deixou para trás Bianco, que anotou 19. Completam o top-5: Cléber (21); Vágner Bacharel (22), Loschiavo (32); e Luís Pereira (36).

Na temporada de 2022 o paraguaio disputou 27 partidas e marcou três gols.

João Martins enaltece dedicação do Palmeiras e confirma retorno de Luan aos gramados

João Martins em jogo do Palmeiras contra o Santos, durante partida válida pela oitava rodada do Brasileirão 2022, na Vila Belmiro.
Cesar Greco

Substituto de Abel Ferreira, João Martins segue invicto no comando do Palmeiras

Comandado por João Martins, já que Abel Ferreira estava suspenso, o Palmeiras venceu o Santos na Vila Belmiro, por 1 a 0, e chegou aos 15 pontos no Campeonato Brasileiro. Ao final da partida, o auxiliar técnico elogiou a dedicação da equipe no duelo e revelou quais foram os pedidos da comissão técnica aos jogadores no intervalo da partida.

“Sabíamos que hoje seria um grande teste para nós, pois eles ainda não haviam perdido aqui com esse treinador. Por conta da dificuldade do jogo, tínhamos que estar em nossa melhor forma. Nem sempre vamos ganhar pela técnica. O que sempre conversamos é que, se não der na técnica, tem que dar na atitude, na entrega. Hoje jogamos bem e também nos superamos na dedicação”, disse João Martins, em entrevista coletiva.

“No primeiro tempo nos faltou verticalidade e objetividade. Tínhamos a posse da bola só por ter. Nos faltou cruzar mais, ter mais gente na área, chutar mais e correr mais riscos. No intervalo nós dissemos que precisávamos de rendimento nas nossas ações. Na segunda parte corrigimos isso, jogamos para fazer gols, apesar do tempo menor com a bola no pé”, complementou.

O duelo contra o Santos foi o 14º de Martins à beira do gramado. O substituto de Abel continua invicto, com nove vitórias e cinco empates. Apesar dos ótimos números, o auxiliar fez questão de ressaltar o papel do treinador principal nestes tipos de jogos.

Já fiz alguns jogos em Portugal e outros na Grécia, mas essa é a primeira vez que separam meus dados. Eu não faço nada sem o ok do Abel, nada mesmo. O dia que antecede o jogo em que ele não estará, a gente trabalha o dobro, simulamos tudo que podemos fazer se ficarmos com 10 ou um jogador a mais, se estamos perdendo ou ganhando, entre outras situações. Eu estou lá para fazer o que ele faria, as trocas, substituições. Todas as instruções que dou vem dele”, declarou.

João Martins revela volta de Luan

João Martins comentou também sobre o retorno do zagueiro Luan, que não atua desde fevereiro por conta de uma lesão na coxa. De acordo com ele, o camisa 13 voltará a ficar disponível para as partidas nesta semana.

Luan durante treinamento do Palmeiras, na Academia de Futebol.
Cesar Greco

“O Luan teve uma lesão grave, mas já está quase há um mês treinando e nós sabíamos que tinha que ser assim. Para tê-lo 100%, tínhamos que fazer com que ele passasse por uma ‘pré-temporada’. Ele vem participando de jogos-treino, atividades específicas, as coisas estão sendo bem feitas. A partir de terça-feira ele estará disponível”, falou Martins, que completou sobre Murilo. O zagueiro foi substituído após sentir um desconforto na coxa.

“Vamos esperar sobre o Murilo, ainda falta fazer os exames. O que tiver de ser, será. Não sofremos muito por perder os jogadores, faz parte. Temos que olhar pra frente”, finalizou.

No jogo do domingo que vem, diante do Atlético-MG, a comissão técnica não poderá contar com Gustavo Gómez e Kuscevic, que servem às suas seleções. Caso Murilo não tenha condições de atuar, Abel precisará utilizar os atletas da base, Naves e Lucas Freitas.

Substituto de Abel, João Martins vai comandar seu 3º clássico do Palmeiras contra o Santos

João Martins em jogo do Palmeiras contra o Independiente Petrolero, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Nos dois confrontos anteriores, João Martins venceu um e empatou o outro

O Palmeiras entra em campo neste domingo, às 16h, para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

A delegação palmeirense descerá à Baixada Santista com alguns desfalques em campo e no banco de reservas. Weverton, Danilo e Kuscevic se apresentaram às suas seleções e são ausências; Gabriel Veron, Piquerez e Luan já estão recuperados de lesões, mas seguem em processo de transição física e são dúvidas, assim como Raphael Veiga, que testou positivo pra Covid-19 no início da semana e espera por um resultado negativo no sábado para ficar à disposição. Mayke e Jailson estão lesionados.

Suspenso, Abel Ferreira não poderá comandar o Verdão. O substituto do treinador será o auxiliar João Martins, que comandará o clube em um clássico contra o Santos pela terceira vez. Em dezembro de 2020, o assistente dirigiu o Palmeiras no empate em 2 a 2, em partida disputada na Vila Belmiro. Na ocasião, Abel não estava presente porque havia positivado para Covid – os gols da equipe foram anotados por Raphael Veiga e Willian.

Já em 2021, em jogo válido pelo Brasileirão, com Abel punido pelo STJD, Martins comandou o triunfo palmeirense por 3 a 2 – desta vez, o confronto foi no Allianz Parque. Gustavo Gómez, Breno Lopes e Willian marcaram os gols do Verdão.

João Martins segue invicto no comando do Palmeiras

João Martins já comandou o Palmeiras por 13 oportunidades e ainda segue invicto. São oito vitórias e cinco empates, com o Verdão marcando 34 gols e sofrendo 11. A última vez que dirigiu o time foi na histórica goleada por 8 a 1 sobre o Independiente Petrolero, pela Libertadores.

João Martins em jogo do Palmeiras contra o Independiente Petrolero, durante partida válida pela fase de grupos da Libertadores 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Contabilizando todas as partidas em que Abel Ferreira ficou de fora, Martins dirigiu o clube 13 vezes e Vitor Castanheira e Paulo Victor Gomes em duas oportunidades cada. Mesmo sem o principal comandante à beira do gramado, o aproveitamento é de 67% (nove vitórias, sete empates e uma derrota).

Atualmente, o Palmeiras ocupa a segunda colocação no Brasileirão, com 12 pontos em sete jogos, e está a dois do líder; o Santos, por sua vez, é o sexto colocado, com 11 pontos.

Luiz Flávio de Oliveira apita clássico entre Palmeiras x Santos

Luiz Flavio de Oliveira no jogo do Palmeiras contra o Red Bull Bragantino, durante partida válida pela semi final do Paulistão 2022, no Allianz Parque.
Cesar Greco

Será a oitava vez na carreira em que Luiz Flávio de Oliveira comandará o apito em um duelo do Verdão contra o Santos

Depois de semanas atuando por competições diferentes, o Palmeiras inicia a partir deste domingo uma sequência de jogos apenas pelo Campeonato Brasileiro. Atual segundo colocado da competição, o Verdão busca embalar para alcançar o topo da tabela.

O primeiro jogo da série será contra o Santos, na Vila Belmiro. Para o duelo, a CBF designou como árbitro principal Luiz Flávio de Oliveira, de 44 anos. Será o primeiro jogo do juiz apitando um jogo do Verdão na edição atual do Brasileirão.

Marcelo Carvalho Van Gasse (assistente 1) e Daniel Luis Marques (assistente 2) serão seus auxiliares, assim como Lucas Canetto Bellote, que será o quarto árbitro. O VAR será de responsabilidade de Wagner Reway.

Luiz Flávio de Oliveira já apitou Palmeiras x Santos sete vezes

Árbitro Fifa desde 2015, Luiz Flávio apitará o clássico entre Palmeiras e Santos pela oitava vez na carreira. O primeiro foi em 2009, que terminou com goleada palmeirense por 4 a 1, no Palestra Itália; enquanto o último foi em maio do ano passado, pelo Paulistão, em que o Palmeiras também venceu: 3 a 2. Ao todo, o Verdão venceu quatro jogos, empatou um e perdeu dois confrontos.

No retrospecto geral, o juiz já esteve presente em 33 partidas do Palmeiras. Com ele no apito, o aproveitamento da equipe é de 68,7% (21 triunfos, cinco empates e sete reveses).

O duelo entre Palmeiras e Santos, válido pela oitava rodada do Brasileirão, está previsto para começar às 16h.